Arquivo da tag: Heroína

Heroína: todo mundo precisa de ajuda

Romance da escritora Nana Lees aborda temas como drogas, feminismo, abusos e depressão em enredo profundo sobre saúde mental

Heroína (substantivo feminino):

  1. Mulher de grande coragem, dotada de sentimentos nobres e sublimes.
  2. Droga apiode, com propriedades analgésicas e narcóticas e que causa elevada dependência química.
(Foto: divulgação)

O lançamento da escritora Nana Lees reúne as duas definições de heroína em um enredo profundo sobre dores, lutas e saúde mental. A partir dos narradores personagens, os leitores de Heroína são apresentados a um internato de elite onde jovens considerados rebeldes fingem que recebem educação, enquanto, na verdade, aprendem todos os esquemas do mundo adulto.

Os grandes personagens narradores dessa história são Helen e Otávio. Ela é filha de um grande líder da indústria bélica… ele é herdeiro de um legado imenso da indústria de narcóticos. O ponto alto da trama é quando Helen, vítima de ansiedade e com princípio de depressão, toma a iniciativa de ajudar uma pessoa muito querida – a rotina de aparências começa a desmoronar quando se enrosca com Otávio, amigo de infância.

“A despeito do fato de nos conhecermos desde que eu tinha uns cinco anos, talvez menos, nós conversávamos pouco. O mais comum eram nossos olhares, um jeito cúmplice de dialogar em meio ao caos que nos rodeava e ao qual não poderíamos combater sozinhos. […] Mas tudo mudou anos depois, quando a vida começou a ficar mais pesada e segredos se tornaram comuns. Desde então, Otávio seguiu um caminho diferente do meu nesse aspecto, tornando-se um oposto, enquanto eu me fechava cada vez mais.Por mais que os problemas familiares tivessem nos separado, nos transformado, os anos que se passaram não cortaram aquele elo criado a duras penas lá na infância.”
(Heróina, pág. 13)

Preocupada em revelar a personalidade única de cada personagem, Nana detalha as descrições físicas e emocionais de cada um. O foco é sempre nos problemas psicológicos que assolam o mundo, mas que a maioria ignora.

Viciada em mangás, Nana Lees criou em Heroína um novo mundo para expressar suas próprias ideias – sempre com um lado reflexivo e um tanto bem humorado.

Ficha Técnica:
Título
: Heróina
Autor: Nana Lees
ISIN: B081NTX267
Páginas: 805 páginas
Formato: e-book
Preço: R$ 1,99
Link de venda:  https://amzn.to/2ZtzzZw

Sinopse: Em um internato de elite, situado no meio de campos verdes e nada mais, jovens considerados rebeldes passam a maior parte do tempo fingindo que recebem educação enquanto, na verdade, aprendem todos os esquemas do mundo adulto a sua própria maneira: fugindo de seus problemas através de dinheiro e influência.

Helen é uma dessas internas, filha de um grande líder da indústria bélica, cercada pelo poder e toda a conveniência que advém dele. No entanto, acometida pela ansiedade e um princípio de depressão, Helen se culpa por tudo o que tem e não consegue decidir o que fazer com a própria vida, bancada com o extermínio de muitas outras pessoas.

Fazendo do seu físico uma carapaça, se protege das expectativas alheias, da falsidade que a rodeia, enquanto tenta se encontrar em seu próprio mundo “perfeito”, por vezes se sentindo inadequada, em outras se sentindo ingrata.
Mas quando toma a iniciativa de ajudar uma pessoa que é muito querida para ela, sua rotina de aparências começa a sair dos eixos, enlaçando sua existência com a do temido Otávio Lichere, herdeiro de um legado imenso da indústria de narcóticos.

NAKORURU, de SAMURAI SHODOWN, é nova personagem de AFK Arena

Nakoruru chega ao Samurai Shodown. (Foto: Reprodução)

A SNK CORPORATION (Sede: Suita, Osaka, Japão, Presidente e CEO: Koichi Toyama) tem o prazer de anunciar que NAKORURU, de SAMURAI SHODOWN, o premiado game de luta aclamado pela crítica, é a nova personagem de AFK Arena, em um crossover com popular game mobile da Lilith Games. A heroína já está disponível para jogar.

RPG do estilo idle, ou incremental, AFK Arena foi indicado ao prêmio de Melhor Jogo no Google Play Best of 2019 – Escolha do Usuário, e já foi baixado mais de 45 milhões de vezes em todo o mundo. NAKORURU, de SAMURAI SHODOWN, participa como uma nova heroína no novo lançamento comercial do jogo no Japão..

A SNK tem mais colaborações com outros propriedades intelectuais vindo por aí, então fique ligado!

“Capitã Mavel”: último passo antes de Ultimato

Por Rodrigo Bocatti

Todos querem saber como os Vingadores vão reverter o estalo de dedos de Thanos, no final de “Guerra Infinita”, porém ainda faltava um filme que vai ter influência direta: Capitã Marvel, primeiro longa da Marvel protagonizado por uma heroína e ele não decepciona ao apresentar Carol Denvers como a heroína mais poderosa do Universo Cinematográfico da Marvel.

Diferentemente de todos outros ‘primeiros’ filmes do Marvel Studios ele mostra a heroína já em ação e com flashbacks mostra sua origem, que foi muito acertado. Brie Larson parece estar estabelecida há anos como a Capitã, sua atuação é muito segura, assim como todo elenco.

“Capitã Marvel” se passa nos anos 90 e já apresenta uma consolidada Capitã Marvel. (Foto: Divulgação)

No filme, que se passa nos anos 90 e tem diversas referências a uma das melhores épocas, Carol faz parte do exército dos Kree que vivem em guerra com os Skrulls e não tem memória do seu passado, porém depois de uma batalha frustrada ela começa a recuperar um pouco da vida que ela teve e vem para Terra investigar.

Conhecemos Monica Rambeau, grande amiga de Carol, e que deve ser importante na cronologia dos próximos filmes da Marvel, mas ainda não sabemos se ela sobreviveu ao estalar de dedos do Titã Louco. E pode ser uma futura heroína da terra e sua filha rouba a cena com tanta fofura.

Apesar do filme parecer previsível ele tem uma virada muito boa, porém ele começa em um ritmo muito acelerado, mas não mantém ele e só volta a ter um ápice perto do final. E não se anime, porque a única ligação que o filme tem com o próximo lançamento da Marvel é a cena pós-créditos.

Pontos altos de Capitã Marvel:

  1. Goose – o gatinho da Capitã Marvel realmente é o melhor do filme. Disfarçado de bichano é da raça Flerken e ele tem um papel fundamental no decorrer do longa.
  2. Brie Larson – Apesar de sofrer muitas críticas antes do lançamento do longa por não sorrir em nenhuma foto promocional e pela cor do uniforme, a atriz entrega uma heroína que está pronta para combate, mas ainda tem muito a aprender (principalmente do seu passado) e também demonstra que tem emoção.
  3. Samuel L. Jackson – Antes de “Capitã Marvel” só conhecíamos um pouco de Nick Fury e nesse filme podemos saber um pouco mais dele, de como ganhou o tapa-olho e como se tornou o espião que é. Grande atuação de Samuel.
  4. Skrulls – Apesar de serem apresentados como grandes vilões de uma das melhores sagas da Marvel, o filme deixa em aberto o que pode acontecer no futuro, mas é importante a apresentação da raça alienígena para deixar em aberto o futuro da Marvel.
  5. Cenas pós-créditos – A primeira cena pós-créditos de Capitã Marvel mostra a real ligação da heroína com Vingadores. E a outra é divertida e deixa diversas interrogações na cabeça dos fãs.

COMEÇA A PRODUÇÃO DO LIVE-ACTION DE “MULAN” DA DISNEY

A épica história da lendária guerreira chinesa toma vida com o elenco que inclui Liu Yifei, Donnie Yen, Jason Scott Lee com Gong Li e Jet Li dirigidos por Niki Caro

A produção de “Mulan”, da Disney, uma adaptação live-action do longa-metragem de animação de 1998, começou. O filme será gravado em locações na China e na Nova Zelândia e tem estreia prevista no Brasil para 26 de março de 2020.

Liu Yifei foi escalada como Hua Mulan após uma busca global que durou um ano. Juntando-se a ela no filme estão: Donnie Yen, Jason Scott Lee, Yoson Na, Utkarsh Ambudkar, Ron Yuan, Tzi Ma, Rosalind Chao, Cheng Pei-Pei, Nelson Lee, Chum Ehelepola, Gong Li e Jet Li.

image002.png
Liu Yifei começa a viver a heroína Mulan. (Foto: Divulgação)

“Mulan” é a aventura épica de uma jovem destemida que se disfarça de homem para combater os Invasores do Norte que estão atacando a China. A filha mais velha de um honrado guerreiro, Hua Mulan, é espirituosa, determinada e muito ágil. Quando o imperador emite um decreto que um homem de cada família deve servir no exército imperial, ela entra em cena para tomar o lugar de seu pai doente como Hua Jun, tornando-se um dos maiores guerreiros da China.

“Mulan” é dirigido por Niki Caro com roteiro de Rick Jaffa & Amanda Silver e Elizabeth Martin & Lauren Hynek baseado no poema narrativo “The Ballad of Mulan”. Os produtores são Jason T. Reed, Chris Bender e Jake Weiner com Barrie M. Osborne, Bill Kong e Tim Coddington atuando como produtores executivos.

O longa de animação da Disney, lançado em 1998, tinha vozes de estrelou Ming-Na Wen, Miguel Ferrer e Eddie Murphy e foi indicado ao Oscar® e a dois Globos de Ouro®.

A história do guerreiro lendário é um dos contos populares mais populares da China e ainda hoje faz parte do currículo nas escolas chin

JESSICA JONES – MARVEL ANUNCIA NOVO QUADRINHO DA HEROÍNA!

Por Legião dos Heróis

Jessica Jones se tornou uma personagem reconhecida na Marvel após sua série no Netflix, onde é interpretada por Krysten Ritter. Agora, os criadores da personagem, Brian Michael Bendis e Michael Gaydos retornarão para uma nova história da personagem nos quadrinhos!

Bendis será o autor do projeto, enquanto Gaydos irá voltar a desenhar a heroína.

Capa do novo quadrinho de "Jessica Jones". (Foto: Divulgação)
Capa do novo quadrinho de “Jessica Jones”. (Foto: Divulgação)

Nos quadrinhos, a ultima vez que vimos Jones foi em “Homem-Aranha #5”. Ela estava investigando Miles Morales a pedido da avó do jovem. Quando a nova série da heroína começar, esta história não irá ser continuada, e Jessica estará em outro lugar.

“Você vai descobrir na primeira edição. Vamos abrir a revista bem onde o mundo de Jessica explodiu em seu rosto,” disse Bendis em entrevista com o IGN, quando perguntado sobre onde Jessica estará na nova história. “Ela está aonde você menos espera que ela esteja. Você vai perceber que todos os relacionamentos dela mudaram. E aos poucos vamos descobrir o motivo. Eu gosto de escrever a Jessica onde temos que descobrir ‘porque isso aconteceu’… Eu trabalhei com outros artistas com a Jessica e sempre gostei, mas em minha mente ela se parece, respira e cheira mais como a Jessica quando o Michael desenha ela. Entre [a arte de Michael] e do David Mack, que é um grande amigo e fez todas as capas [do quadrinhos original], esta é a assinatura na qual as pessoas pensam nela, nesses visuais. Então ter todos eles de volta e ter todo mundo um pouco melhor em seus trabalhos – acho que Michael é um ilustrador melhor e David um pintor melhor [do que anos atrás] – eu tenho que melhorar para conseguir alcança-los”.