Arquivo da tag: História Real

E se a isca for você?

(Foto: Divulgação)

João Pedro Portinari Leão expõe todo o drama e emoção que passou ao sofrer o ataque de um dos tubarões mais temidos do oceano em autobiografia impressionante chamada “A Isca”

Sobrevivente a um ataque de tubarão “no quintal de casa”, João Pedro Portinari Leão transmitiu toda a adrenalina em um relato tão emocionante quanto assustador. A Iscalançamento da editora Edite, mergulha na surpreendente história real do windsurfista e escritor que passou a ser chamado de João Tubarão.

Um acontecimento que poderia muito bem estar no roteiro de um filme de Steven Spielberg. Em 1997, João tinha acabado de voltar de uma viagem de seis meses no Havaí. “Estava com mais coragem do que nunca”, relembra na obra. Ele e um amigo tinham comprado uma prancha de windsurfe e estavam testando até onde poderiam chegar com o “brinquedinho novo”. No dia 20 de abril daquele ano, um domingo véspera de feriado de Tiradentes, João saiu para velejar em condições perfeitas: muito sol e vento em Búzios (RJ).

O que ele não sabia era que aquele dia ideal para praticar seu esporte favorito traria o maior desafio da sua vida: encarar de frente um tubarão-branco de quase quatro metros de comprimento. “Hoje, entendo porque fui atacado por um tubarão-branco no quintal de casa. Invadi o território dele (…). Não respeitei o mar. Achava que era dono dele. Aprendi que não sou dono do mar. Os verdadeiros donos são os peixes”, relata.

A autobiografia, que levou dez anos para ser publicada, é um apanhado das histórias da família de João – sobrinho-neto de Cândido Portinari –, que tem uma relação íntima com o mar. Seu pai, avós e tios praticam pesca submarina e o contato com a praia sempre foi visceral.

Tanto é que mesmo depois do trágico encontro, João não deixou de praticar o esporte e, após mais de sete meses de recuperação, voltou à liberdade que apenas o oceano oferecia. Mas, dessa vez, na presença de um companheiro imaginário, um tubarão-fantasma que o atormentava, mas que não conseguiu vencê-lo.  

Ficha Técnica
Título: A Isca
Subtítulo: Uma história real
Autor: João Pedro Portinari Leão
Editora: Edite
Gênero: Biografia
Idioma: Português
ISBN: 978-85-94209-13-9
Tamanho: 14×20
Páginas: 176
Preço: R$ 24,90 (físico) ou R$ 14,90 (e-book)
Link de vendahttp://bit.ly/aiscadotubarao ou http://bit.ly/aiscacultura

Sinopse: João saiu para velejar em um domingo de abril perfeito em Búzios, litoral do estado Rio de Janeiro: sol e muito vento. O que ele não sabia é que aquela véspera de feriado de Tiradentes traria o maior desafio pelo qual passaria na vida: sobreviver ao ataque de um tubarão-branco de quase quatro metros de comprimento. Sentiu uma batida. Em seguida, um puxão violento que rasgando sua perna, o levou para debaixo da água. Não havia dúvida: a morte era certa, rápida e sem sofrimento. Seu último mergulho. Mas, de repente, o tubarão o soltou. João se viu imerso em uma poça de sangue, seu próprio sangue, em mar aberto, a quilômetros da praia. A partir dali começava a velejada mais importante de sua vida. Cada segundo seria determinante na sua corrida para permanecer consciente e vivo!

A MÚSICA DA MINHA VIDA GANHA PRIMEIRO TRAILER

Embalado pela melodia e letras das músicas de Bruce Springsteen, o longa tem estreia prevista para 19 de setembro

A Warner Bros. Pictures apresenta o primeiro trailer do drama A Música da Minha Vida, longa produzido e dirigido por Gurinder Chadha (“Driblando o Destino”). Baseado em uma história real, o filme mostra a vida de um adolescente britânico de família tradicional paquistanesa que vê sua vida mudar quando conhece as canções de Bruce Springsteen.

Sobre o filme

O roteirista/diretor/produtor Gurinder Chadha (“Driblando o Destino”) apresenta o inspirador drama A Música da Minha Vida, embalado pela melodia e letras das canções atemporais de Bruce Springsteen.

A Música da Minha Vida é uma história contagiante sobre coragem, amor, esperança, família e a capacidade única que a música tem de elevar o espírito humano. O filme conta a história de Javed (Viveik Kalra), um adolescente britânico filho de paquistaneses, crescendo na cidade de Luton, Inglaterra, em 1987. Em meio às turbulências econômicas e raciais da época, ele escreve poesia como uma forma de escapar da intolerância de sua cidade natal e da inflexibilidade de seu pai tradicional. Porém, quando um de seus colegas lhe apresenta as músicas de Bruce Springsteen, Javed vê paralelos entre sua vida simples com as poderosas letras. À medida que Javed descobre um escape catártico para seus próprios sonhos reprimidos, ele também começa a encontrar coragem para se expressar com sua própria voz.

Inspirado em uma história real, baseado no aclamado livro de memórias de Sarfraz Manzoor Greetings from Bury Park: Race, Religion and Rock N’ RollA Música da Minha Vida foi dirigido por Gurinder Chadha que foi escrito por Manzoor, Chadha e Paul Mayeda Berges.

A Música da Minha Vida é estrelado por Viveik Kalra, Kulvinder Ghir, Meera Ganatra, Nell Williams, Aaron Phagura, Hayley Atwell e Dean-Charles Chapman.

A história é realçada pela música e letras poéticas de Springsteen, que deu a Chadha sua benção desde a origem do filme.

Gurinder Chadha, Jane Barclay e Jamal Daniel produzem o filme com Tory Metzger, Renee Witt, Peter Touche, Stephen Spence, Hannah Leader, Tracy Nurse, e Paul Mayeda Berges como produtor executivo.

A equipe de Chadha nos bastidores incluiu o diretor de fotografia Ben Smithard, o desenhista de produção Nick Ellis, o editor Justin Krish e a figurinista Annie Hardinge. A música original foi composta por A.R. Rahman.

Uma apresentação da New Line Cinema, em associação com Levantine Films e Ingenious Media, uma produção de Bend It Films, um filme de Gurinder Chadha, A Música da Minha Vida. O filme tem estreia marcada para 19 de setembro de 2019 e será distribuído internacionalmente pela Warner Bros. Pictures.

Universal TV estreará a nova série The Rookie em novembro

Os fãs de Nathan Fillion, que ficou conhecido na série “Castle”, podem comemorar. O ator protagonizará “The Rookie”, a nova série do Universal TV que estreia em novembro.

A produção, inspirada em uma história real, mostrará a rotina de um homem de meia idade que decide ir atrás de seu sonho de se tornar um policial no Departamento de Polícia de Los Angeles (LAPD). Nesse recomeço de vida, Nolan se torna o calouro mais velho de sua turma e precisa encarar os inúmeros desafios que envolvem a carreira policial, mas sua experiência, determinação e senso de humor podem tornar esse novo capítulo de sua vida um sucesso.

348052_832337_148943_0008_web_.jpg
Elenco de The Rookie. (Foto: Universal TV)

A série foi criada por Alexi Hawley (“Castle”), que também produz e escreve; Mark Gordon, Nathan Fillion, Michelle Chapman e Jon Steinberg são produtores executivos da série. O elenco conta com Afton Williamson (Law & Order: SVU) no papel da recém-promovida oficial Talia Bishop e Richard T. Jones (Law & Order: SVU) como o sargento Wade Grey.

Até o Último Homem

Por Alan Felipe

‘Até o Último Homem‘ é baseado em uma história real que acontece durante a Segunda Guerra Mundial e tem como protagonista o médico do exército Desmond T. Doss (Andrew Garfield, ‘A Rede Social’) que se recusa a pegar em uma arma e matar pessoas.

Assim, durante a Batalha de Okinawa, ele trabalha na ala médica e salva mais de 75 homens. A postura ganha repercussão e o médico recebe uma Medalha de Honra do Congresso, tornando-se o primeiro Opositor Consciente da história norte-americana.

maxresdefault.jpg
Com direção Mel Gibson, “Até o Último Homem” é baseado em uma história real e concorre ao Oscar de melhor diretos. (Foto: Divulgação)

O Filme dirigido por Mel Gibson mostra muito do tipico genero Guerra/Drama, onde  temos um protagonista que segue seus ideais mesmo indo contra os preceitos que são impostos a todos os combatentes em uma guerra. O direção de Mel Gibson mostra muito do potencial que  o ator, agora diretor pode alcançar dentro dessa função de dirigir filmes, principalmente  dentro do genero Guerra/Drama, mostrando cenas mais realistas no momento dos embates, a profundidade que uma grande guerra coloca a todos envolvidos, seja diretamente no caso dos soldados ou indiretamente caso dos familiares.

As atuações seguras dos atores, junto a direção primorosa fazem do filme um grande trabalho, pode não chegar a ser um filme que seja comparado a clássicos, mas que mesmo assim nos mostra elementos muitos bons… como ser um pacifista em meio à guerra? Como lutar contra inimigos armados sem possuir instrumentos de defesa? Desmond sublinha a contradição do heroísmo americano: por um lado, não tirar a vida de uma pessoa é percebido como virtude, por outro lado, tirar a vida de inimigos que nos atacam é considerado um ato de bravura. De que modo se concilia o mandamento “Não matarás” com o patriotismo guerreiro? Até o Último Homem fornece uma leitura didática, mas interessante é como Mel Gibson conseguiu não só nos mostrar o lado do protagonista, como jogar contra ele, mostrando o lado dos outros soldados que possuem até um prazer belicista.

Para quem gosta do genero é uma otima pedida, que mostra mais uma face sobre a segunda guerra mundial, grandes cenas de combates e equilibrio ao drama.

NOVO FILME DE CLINT EASTWOOD, SULLY – O HERÓI DO RIO HUDSON, GANHA PÔSTER NACIONAL

Com Tom Hanks como protagonista, longa chega aos cinemas brasileiros em 1º de dezembro

A Warner Bros. Pictures divulga um novo material de Sully – O Herói do Rio Hudson, que estreia no Brasil em 1º de dezembro. O pôster (anexo) destaca que o filme é baseado em uma história real e que foi filmado com câmera IMAX, além do nome do protagonista, Tom Hanks, que interpreta o Capitão “Sully”.

Do diretor vencedor do Oscar Clint Eastwood (“Sniper Americano”, “Menina de Ouro”) chega o drama da Warner Bros. Pictures, Sully – O Herói do Rio Hudson, estrelado pelo vencedor do Oscar Tom Hanks (“Ponte dos Espiões”, “Forrest Gump – O Contador de Histórias”) no papel do Capitão Chesley “Sully” Sullenberger.

Sully - Poster  IMAX

Em 15 de janeiro de 2009, o mundo testemunhou o “Milagre no Hudson”, quando o Capitão “Sully” planou com seu avião danificado até cair nas águas geladas do Rio Hudson, salvando as vidas dos 155 passageiros a bordo. Contudo, apesar de Sully ser saudado pelo público e pela mídia por seu feito sem precedentes na história da aviação, inicia-se uma investigação que ameaça sua reputação e sua carreira.

Sully – O Herói do Rio Hudson, também é estrelado por Aaron Eckhart (“Invasão à Casa Branca”, “Batman – O Cavaleiro das Trevas”) no papel do copiloto de Sully, Jeff Skiles e a indicada ao Oscar Laura Linney (“A Família Savage”, “Kinsey – Vamos Falar de Sexo”, da série de TV “The Big C”) no papel da esposa de Sully, Lorraine Sullenberger.

Eastwood dirige o filme a partir de um roteiro de Todd Komarnicki, baseado no livro Highest Duty, de Sullenberger e Jeffrey Zaslow. O projeto está sendo produzido por Eastwood, Frank Marshall, Allyn Stewart e Tim Moore, com Kipp Nelson e Bruce Berman como produtores executivos.

O filme reúne Eastwood com vários de seus colaboradores frequentes, que mais recentemente trabalharam com o diretor no sucesso mundial “Sniper Americano”: o diretor de fotografia Tom Stern e o desenhista de produção James J. Murakami, ambos indicados ao Oscar por seus trabalhos em “A Troca”; a figurinista Deborah Hopper; e o editor Blu Murray.

A Warner Bros. Pictures apresenta, em associação com a Village Roadshow Pictures, Sully – O Herói do Rio Hudson, uma produção da Flashlight Films, Kennedy/Marshall Company e Malpaso. O filme, que tem estreia no Brasil marcada para 1 de dezembro de 2016, será distribuído pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment Company e, em territórios selecionados, pela Village Roadshow Pictures.

INVOCAÇÃO DO MAL 2 CONTINUA ASSUSTANDO O PÚBLICO E ULTRAPASSA US$300 MILHÕES DE BILHETERIA MUNDIAL

A franquia de terror “Invocação do Mal” tornou-se a terceira maior do gênero de todos os tempos

O suspense de terror sobrenatural da New Line Cinema Invocação do Mal 2 ultrapassou os US$300 milhões de dólares na bilheteria mundial e continua a emocionar e assustar o pú blico ao redor do mundo. O anúncio foi feito por Veronika Kwan Vandenberg, Presidente de Distribuição Mundial da Warner Bros. Pictures.

A segunda experiência do cineasta James Wan no mundo dos demonologistas Ed e Lorraine Warren arrecadou US$101,4 milhões de dólares na bilheteria do mercado americano até agora, e US$204,5 milhões de dólares em aproximadamente 3 mil salas em 60 países ao redor do mundo. O longa ainda irá estrear em alguns territórios. Invocação do Mal 1 e 2, respectivamente, são agora os maiores filmes de terror do mundo, atrás apenas de “O Exorcista” (1973). E, com um total de US$305,9 milhões de dólares acumulados até o momento em Invocação do Mal 2, o universo de “Invocação do Mal” – que consiste em “Invocação do Mal”, “Annabelle”, Invocação do Mal 2 – tornou-se a terceira maior franquia de filmes de terror no mundo todo, arrecadando mais de US$ 882 milhões de dólares apenas com três filmes.

Ao fazer o anúncio, Kwan Vandenberg afirmou: “Como seus antecessores, Invocação do Mal 2 está fazendo barulho com o público em todo o lugar como uma experiência cinematográfica excitante e seus fãs estão fazendo o boca a boca por aí. Estamos muito satisfeitos com a resposta ao filme e parabenizamos a New Line, os realizadores e o elenco pelo sucesso”.

No Brasil, Invocação do Mal 2 já arrecadou mais de R$46 milhões de reais e levou mais de 3,560,000 milhões de espectadores ao cinema até o momento. Nos outros filmes da franquia, “Annabelle” teve bilheteria de R$41,7 milhões de reais e público de 3,6 milhões e “Invocação do Mal”, bilheteria de R$ 17,4 milhões, levando 1,6 milhão de pessoas aos cinemas.

Com Invocação do Mal 2 ainda em cartaz nos cinemas, o próximo grande filme de terror de Wan (como produtor) é “Quando as Luzes se Apagam”, que será lançado no Brasil em 18 de agosto, marcando a estreia de David F. Sandberg como diretor e que vai desafiar o público a enfrentar o seu medo mais primitivo: o escuro.