Arquivo da tag: Holanda

6 lugares pelo mundo que são considerados “destinos camaleões”

Viajar é sempre uma experiência diferente, isso é um fato. Podemos viajar para o mesmo local, mas será distinto, afinal, a cada dia sofremos pequenas (ou mesmo grandes) mudanças. Entretanto, além da transformação poder acontecer em nós, pode acontecer no próprio destino.

Isto é, existem locais que mudam radicalmente dependendo da época do ano. Geralmente em decorrências das estações, época de seca ou chuva. Porém, se tornam locais completamente diferentes. Por isso a plataforma colaborativa Lugares Pelo Mundo listou 6 lugares que são considerados como “destinos camaleões”. Confira:

Pantanal

Pantanal_destino camaleão _ Marinelson Almeida Silva
(Foto: Marinelson Almeida Silva)

É considerado a maior planície alagada do mundo. E é justamente neste fato que reside sua grande mudança. Na época de muita chuva, que acontece entre outubro a março, o rio Paraguai e seu afluentes alagam toda a região. Como a região é plana formam-se “courichos”, que são como pequenas lagoas. Tudo fica cheio de água, exceto por alguns morros isolados.

Porém na outra época, de abril a setembro, toda essa água escoa e é possível novamente ver os pastos. Uma paisagem completamente diferente.

O bioma estende-se pela Bolívia, Paraguai e Brasil, sendo que a maior parte está em território brasileiro, entre os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

 Lençóis Maranhenses

Lencois_destino camaleão_ ambientalturismo
(Foto: Ambientalturismo)

Outro destino brasileiro que é influenciado pela época do ano localiza-se no Maranhão. O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é um dos principais destinos turísticos do estado. E não é para menos. O local é inacreditavelmente lindo. Porém é preciso atenção. As lagoas azuis entre as dunas de areia se formam na época chuvosa do ano, que é de fevereiro a maio. E segundo o receptivo, a melhor época para visita é entre maio e setembro. Do contrário há uma grande possibilidade de encontrar poças ao invés de lagoas.

Durante o período de seca, as lagoas secam pouco a pouco. Por isso é importante buscar informações com a administração do Parque para não fazer o passeio em vão.

Delta Okavango

Okavango_destino camaleão _ Gregory Slobirdr Smith
(Foto: Gregory Slobirdr Smith)

Na Botsuana localiza-se um dos maiores berços da vida selvagem do planeta. E o que acontece lá é muito parecido com o nosso Pantanal. O rio Okavango drena a água das chuvas de verão do planalto da Angola, essa água começa a se espalhar por toda a planície do Delta de março a junho e entre junho e agosto atinge o seu pico, que é durante o inverno seco da Botsuana. O alagamento atrai muitos animais e se torna uma das maiores concentrações de animais selvagens da África.

Holanda

Holanda_destino camaleão _
(Foto: Keukenhof divulgação)

Já ouviu falar das tulipas da Holanda? Famosas por todo o mundo elas possuem o poder de modificar o ambiente de maneira incrível. A prova disso é o Parque das Tulipas Keukenhof, uma das atrações mais visitadas do país. Durante a primavera as tulipas desabrocham e transformam o local em um verdadeiro conto de fadas. Além desse parque é possível ver as flores na beira dos canais da cidade, o Jardim Botânico de Amsterdam e o Museu de Tulipas de Amsterdam.

Líbano

Líbano_destino camaleão _ Paul Saad
(Foto: Paulo Saad)

Que tal esquiar no Líbano? Embora o verão seja muito badalado por lá, o inverno também tem suas atrações e belezas. As montanhas se cobrem de neve entre dezembro e março e tornam-se o local ideal para esportes de inverno.

O destino conta com seis estações de esqui e recebe esquiadores e praticantes de snowboard de todos os níveis de habilidade.

Noruega

Noruega_destinocamaleão_visitnorway
(Foto: Visit Norway)

As estações inverno e verão na Noruega fazem com que o país mude radicalmente sua paisagem. No verão é possível observar o fenômeno do sol da meia noite, ao norte do país.

Já no inverno a Aurora Boreal é a visita mais esperada. Além dos fenômenos, o país possui diversas atrações em qualquer uma das estações.

Na proa, os museus de Amsterdã

Cruzeiro fluvial da Avalon Waterways, exclusivo para brasileiros, ao término aporta em Amsterdã, aonde haverá tempo para explorar a cidade com a maior densidade mundial de museus, a começar pelos três mais importantes, na Musemplein

Amsterdã é a última cidade no roteiro do cruzeiro fluvial “Reno Retumbante” da Avalon Waterways – exclusivo para cruzeiristas brasileiros, a ocorrer entre o final de julho e início de agosto. A chegada a esta moderna e sofisticada cidade ocorre na manhã do penúltimo dia de viagem, imediatamente seguida por um passeio pelos canais. A tarde será livre para os cruzeiristas planejarem seus próprios programas. Entre as múltiplas escolhas destacam-se os museus, que têm em Amsterdã a maior densidade do mundo.

ViewImage (1).jpg
No Rijksmuseum, a história da Holanda desde o ano 1.100 ao presente. (Foto: Divulgação)

Dificilmente, uma única tarde será suficiente para saborear o encantador mundo das imagens e das cores que moram nos inúmeros museus da cidade. Mas, para os cruzeiristas, será fácil estender o tempo até o dia seguinte. Após a chegada a Amsterdã, o charmoso navio Avalon Felicity permanece ancorado no porto da cidade, para uma última noite a bordo (ou para descansar após uma boa noitada). Na manhã seguinte, após o café da manhã, ocorre o desembarque e o término do pacote. No caso de você reservar para a noite o seu voo de volta, poderá ir até o aeroporto (para táxi ou Uber, solicite auxílio ao recepcionista do hotel), guardar a bagagem, retornar à cidade e passar um dia inteiro a explorar Amsterdã.

Após acomodar a sua bagagem no aeroporto, você poderá retornar por ônibus ou trem subterrâneo diretamente à Museumplein, a Praça dos Museus, um dos mais visitados pontos turísticos de Amsterdã. Nela são localizados três entre os mais importantes museus da cidade – Van Gogh, Rijksmuseum, Stedelijk, e outros a pequenas distâncias. A Museumplein é palco para o imenso letreiro I amsterdã (três primeiras letras em vermelho, e as demais, em branco), cenário quase unânime para turistas clicarem suas fotos.

No Museu Van Gogh está a belíssima coleção de obras-primas do holandês de Zindert, uma das maiores expressões da pintura pós-impressionista; o Stedelijk exibe extraordinários conjuntos de arte moderna e contemporânea; e o Rijksmuseum – Museu Nacional, por conta da sua formidável coleção de arte e história holandesas, é considerado um dos maiores dentre os marcos culturais da Holanda. O Rijksmuseum acaba de lançar (final de janeiro, 2018) um aplicativo que pode ser baixado sem custo, com avançado sistema de navegação. O aplicativo, para acesso por smartphones, oferece escolha entre 14 turnês pelos interiores do museu; exposições, abordagem sobre as coleções; e e-tickets.

É também imperdível visitar o Museu Casa de Rembrandt, para perceber o homem atrás das suas encantadoras obras. A casa foi restaurada para mostrar o quarto, o estúdio e outros cômodos tal qual existiam nos anos do século 17, quando nela viveu Rembrandt van Rijn. Em endereço próximo, na Prins Hendrikkade 600 está o ARCAM (Architectuur Centrum Amsterdam). Embora não seja, exatamente, um museu, é a sugestão de visita para arquitetos e apreciadores da arte que ao longo do tempo vem moldando os perfis das cidades. Associando o desenvolvimento ocorrido no passado, no presente e até o que ocorrerá no futuro urbano de Amsterdã, o ARCAM é um centro de informações com exposições que deixam ver a história da arquitetura da cidade através de uma exposição permanente. O prédio, projeto do arquiteto René van Zuuk, tem interiores ultramodernos, assim como a fachada, a qual apresenta uma “dobra” que vem desde o teto em alumínio até ao chão. Aberto também aos domingos (dia do término do cruzeiro), das 13 às 17 horas. Entrada livre.

Transporte para retorno a partir do aeroporto – Por ônibus: linha 197 – compra de bilhete no próprio ônibus, ao custo de 2,90 euros por passageiro/viagem. É possível antecipar a compra para a viagem de volta ao aeroporto. Por trem: até a Estação Central, próximo à Museumplein, 5,20 euros passageiro/viagem, à venda nas máquinas da estação, no aeroporto; pode ser comprado com cartão de crédito; é necessário validar o bilhete em um dos totens localizados próximo à escada rolante de acesso à plataforma de embarque.

Exclusivo para cruzeiristas brasileiros, o pacote do cruzeiro Reno Retumbante, com 10 dias/nove noites de duração, inicia a 27 de julho (chegada ao aeroporto de Zurique, com traslado incluso para Lucerna) e termina em 05 de agosto, com todos os serviços e o atendimento a bordo customizados. Além das inclusões tradicionais da Avalon – dois pernoites em Lucerna; todas as refeições a bordo, com vinhos e cervejas no almoço e no jantar; e os passeios em terra, a XQ Viagens Especiais tem um pacote especial para esta saída, com acompanhante brasileiro desde o embarque; seguro de viagem e de cancelamento; passagem aérea; e opções de parcelamento. Preços a partir de USD 4.310 por passageiro em cabine dupla, externa. Roteiro detalhado e demais informações: www.xq.tur.br

Cruzeiro cênico na estação das tulipas

Durante uma semana, na primavera da Europa  o  navio AmaCerto percorre  cenários únicos através dos canais da Holanda e Bélgica

Tapetes de tulipas de todas as cores, nos Jardins Keukenhof , deixam qualquer um de queixo caído ; a florada das tulipas, na Holanda, é um dos mais aguardados acontecimentos na primavera da Europa. Canteiros com flores de todas as cores formam tapetes naturais únicos que duram poucas semanas. E esse espetáculo  da natureza pode ser observado em toda sua intensidade no cruzeiro que começa e termina em Amsterdã, navegando pelos canais da Holanda e Bélgica.

Cruzeiro AmaCerto percorre paisagens lindas na Holanda e Bélgica. (Foto: Divulgação)
Cruzeiro AmaCerto percorre paisagens lindas na Holanda e Bélgica. (Foto: Divulgação)

O itinerário Tempo das Tulipas a bordo do AmaCerto, navio da AmaWaterways começa  no dia 27 de março e tem  sete noites de duração e, além das flores,muito mais a ser visto: Volendam e Edam,célebre por seus queijos,  Kinderdijk,com seus moinhos de vento ,  Antuérpia e Bruxelas, Ghent e Brujes,de arquitetura fantástiica e  seus famosos chocolates. Mas também não faltam atrações para os mais ativos como passeios guiados de bicicleta junto aos campos de tulipas em Hoorn ou pedaladas especiais em Ghent ou Roterdã. E sempre, um passeio guiado por dia, já incluído na viagem.

Cruzeiro AmaCerto percorre paisagens lindas na Holanda e Bélgica. (Foto: Divulgação)
Cruzeiro AmaCerto percorre paisagens lindas na Holanda e Bélgica. (Foto: Divulgação)

O AmaCerto é um navio de luxo da AmaWaterways para 146 passageiros com espaçosas cabines com varanda dupla, refeições gourmet  ,vinhos e cerveja nas refeições,estação de café, chá e biscoitos 24 hs, internet gratuita nas cabines e wi fi, em todas as áreas comuns,   bicicleta para passeios em terra, com ou sem guia, tours com guia acompanhante em todas as paradas.

Preço: a partir de  US$1499,00 por pessoa  , já com desconto especial de US$ 1000,00, nesta saída ou 25% nas tarifas cheias em qualquer data de 2017

Mais informações: info@velle.tur.br