Arquivo da tag: HQ

Salseirada, de Al Stefano, homenageia Mestre Salu e o folclore brasileiro

Al Stefano lança HQ homenageando folclore brasileiro. (Foto: Divulgação)

Protagonistas da trama receberam o nome do rabequeiro e de outro ícone do maracatu, Zabé da Loca

Uma das maiores autoridades em cultura popular do Brasil, Manuel Salustiano Soares, o Mestre Salu (1945-2008), inspirou uma geração de artistas como Chico Science, Antonio Nobre e Siba. Mais recentemente, inspirou também o quadrinhista Al Stefano na produção de seu novo livro em quadrinhos, Salseirada (Zapata Edições, 120 páginas, R$ 30).

Repleta de referências ao folclore brasileiro, a trama mostra como o rabequeiro Salú encontrou a “rabeca do tempo”, instrumento mágico que controla o clima. Junto com sua irmã Zabé e o amigo Mutum, ele percorre o sertão nordestino levando música e chuva para aliviar o sofrimento de pequenos lavradores assolados pela seca e pela fome.

O problema é que, no passado, a rabeca do tempo pertenceu a um coronel ganancioso, que usou o instrumento mágico para eliminar desafetos e prosperar. Agora, seu neto e um bando de jagunços querem recuperar a rabeca a qualquer preço. Somente a intervenção de espíritos da floresta, como a Caipora, Pé de Garrafa, Quibungo e Lobisomem, pode impedir que ela retorne para as mãos erradas… 

Cristina Eiko e Paulo Crumbim reforçam lista de quadrinistas da CCXP19

Cristina Eiko e Palu Crumbim estão confirmados na CCXP. (Foto: Divulgação)

O casal que pela primeira vez aparece como convidado do festival, estará todos os dias no Artists’ Alley

A lista de quadrinistas convidados para o maior Artists’ Alley do Hemisfério Sul não para de crescer. Cristiana Eiko e Paulo Crumbim são os novos nomes anunciados para CCXP19 – que acontece entre 5 e 8 de dezembro, no Expo São Paulo. Os artistas terão uma mesa no espaço queridinho do público e estarão todos os dias no festival para encontrar com os fãs que desejem comprar seus trabalhos, pegar um autógrafo e tirar uma foto.

Cristina Eiko nasceu em São Paulo e formou-se em Design. A artista trabalhou com animação em comerciais e longas-metragens como “Segredo de Kells” e “Uma História de Amor e Fúria”. Em 2010 começou a desenhar “Quadrinhos A2”, junto com seu parceiro Paulo Crumbim. Com ele também criou a Graphic MSP “Penadinho – Vida”, lançado em 2015, e em 2017 lançou sua primeira HQ solo, “Culpa”, na coleção Ugritos da Ugra Press.

Paulo Crumbim também nasceu em São Paulo, mas na cidade de Santos. O artista concluiu a faculdade de Publicidade e, alguns anos depois, migrou para animação. Trabalhou em “Uma História de Amor e Fúria”, além de diversos comerciais e para a Folha de São Paulo. É autor e roteirista de quadrinhos como “Quadrinhos A2”, e “Penadinho – Vida”, com Cristina Eiko. Entre seus trabalhos solos, para os quais atuou como desenhista e roteirista, estão “Gnut”, hq experimental para a web e impressa, “Cambria/Terreno/.exe”, “Um Longo Vestido/Sem Mim”, “Kettling! Firehose! Schadenfreude!”, uma gama de zines experimentais entre 2017 e 2018, e “Ruído”, da coleção Ugritos, de 2018.

O casal se conheceu em 2005, enquanto trabalhavam no longa-metragem de animação “Asterix e os Vikings”. Ambos já faziam quadrinhos informalmente em seus cadernos de rascunhos, com pequenos registros do dia a dia. Após a FIQ de 2009, decidiram que fariam quadrinhos juntos. Em 2010, começaram a desenhar “Quadrinhos A2”, publicações que tiveram duas edições impressas com compilações de suas HQS autobiográficas. A obra arrebatou o 25º Troféu HQ Mix na categoria “Melhor publicação independente de autor”.

Para conhecer a lista completa de artistas acesse: https://www.ccxp.com.br/artists-alley.

Ingressos CCXP  

3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro  

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social). 
Sexta-feira: (ESGOTADO)
Sábado: (ESGOTADO)
Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social). 
4 dias: (ESGOTADO)
Epic: (ESGOTADO)
Full: (ESGOTADO)
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00 

CCXP19 
Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019  
Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP) 

Lançamento Pixel: HQ “Aladdin”

Personagens da Disney ganham HQ com ilustrações revigoradas

Na cidade de Agrabah, Aladdin, um garoto de rua, apaixona-se por Jasmine, a princesa do reino. Ele sabe que a amada está fora do seu alcance, já que só pode se casar com outro membro da realeza. Tudo muda, entretanto, quando Aladdin encontra uma antiga lâmpada na Caverna das Maravilhas e vê sair de lá um gênio mágico, que lhe promete realizar três desejos.

(Foto: Divulgação)

Agora, Aladdin pode se tornar um príncipe e conquistar o coração da jovem por quem está enamorado. Mas o que ele não sabe é que o vizir real planeja usar a lâmpada para governar a cidade e está disposto a fazer todo tipo de trapaça para alcançar seu objetivo.

20% de cashback com AME em livros




Parte da milenar coletânea As mil e uma noites, a história de Aladdin foi transformada, nos anos 1990, em uma popular animação dos estúdios Disney. Em 2019, a trama ganha, pela Pixel, uma versão em quadrinhos supercolorida, com ilustrações modernas e revigoradas. A HQ Aladdin chega às livrarias logo depois de uma adaptação em live-action da narrativa fazer sucesso nas telonas.

WARNER BROS. PICTURES DIVULGA PRIMEIRO TRAILER DE RAINHAS DO CRIME

Longa estrelado por Elisabeth Moss, Melissa McCarthy e Tiffany Haddish tem estreia prevista para 8 de agosto

Rainhas do Crime,novo filme da Warner Bros. Pictures e da New Line Cinema, ganha seu primeiro trailer. Baseado na série de quadrinhos do selo Vertigo, da DC Entertainment, ele conta a história de três donas de casa de Nova York em 1978 que assumem os papéis de seus maridos mafiosos após a prisão deles. As atrizes Melissa McCarthy, Tiffany Haddish e Elisabeth Moss protagonizam o longa que é dirigido e escrito pela indicada ao Oscar de Roteiro Original Andrea Berloff. 

Sobre o filme:

O instigante drama sobre a máfia Rainhas do Crime, da New Line Cinema e BRON Creative, foi escrito e dirigido por Andrea Berloff, indicada ao Oscar de Roteiro Original por “Straight Outta Compton: A História do N.W.A.”.

Rainhas do Crime é estrelado pela indicada ao Oscar Melissa McCarthy (“Poderia Me Perdoar?”, “Missão Madrinha de Casamento”), Tiffany Haddish (“Viagem das Garotas”) e Elisabeth Moss (da série de TV “The Handmaid’s Tale”), que interpretam três donas de casa do bairro de Hell’s Kitchen (Nova York) em 1978, cujos maridos mafiosos são mandados para a prisão pelo FBI. Deixadas quase sem nada, elas assumem as rédeas da máfia da irlandesa – provando, inesperadamente, estarem prontas para tudo, desde gerenciar os negócios ilegais até eliminar a concorrência… literalmente.

O elenco também conta com Domhnall Gleeson (“Star Wars: Os Últimos Jedi”), James Badge Dale (“Homens de Coragem”) e Brian d’Arcy James (“Spotlight: Segredos Revelados”), com Margo Martindale (da série de TV “The Americans”), o vencedor do Oscar Common (“Selma: Uma Luta Pela Igualdade”, “Marshall: Igualdade e Justiça”) e Bill Camp (“Vice”), além de Jeremy Bobb (“Marshall: Igualdade e Justiça”), E.J. Bonilla (da série de TV “The Long Road Home”), Wayne Duvall (“Os Suspeitos“), Annabella Sciorra (da série “Demolidor”) e Myk Watford (da série da HBO “True Detective”).

Berloff dirige a partir de um roteiro escrito por ela mesma, baseado nos quadrinhos criados por Ollie Masters e Ming Doyle, da DC/Vertigo. O filme foi produzido por Michael De Luca, diversas vezes indicado ao Oscar (“Capitão Phillips”, “O Homem que Mudou o Jogo” e “A Rede Social”); e Marcus Viscidi (“Rampage – Destruição Total”). Os produtores executivos foram Richard Brener, Michael Disco, Dave Neustadter, Aaron L. Gilbert, Jason Cloth, Elishia Holmes e Adam Schlagman.

A equipe criativa de Berloff incluiu a diretora de fotografia Maryse Alberti (“Creed – Nascido Para Lutar”), o desenhista de produção Shane Valentino (“Straight Outta Compton: A História do N.W.A.”), o editor indicado ao Oscar Christopher Tellefsen (“O Homem que Mudou o Jogo”, “Um Lugar Silencioso”) e a figurinista Sarah Edwards (“Oito Mulheres e Um Segredo”, da série de TV “Billions”). A música foi composta por Bryce Dessner.

As filmagens foram realizadas no principal cenário do filme, o famoso bairro de Hell’s Kitchen, em Nova York, e arredores.

A New Line Cinema apresenta, em associação com a BRON Creative, Rainhas do Crime, uma produção de Michael De Luca. Com estreia prevista para 8 de agosto de 2019, o filme será distribuído internacionalmente pela Warner Bros. Pictures.

Heróis da Marvel invadem Shopping Jardim Sul

Atração gratuita explora o universo dos personagens das histórias em quadrinhos 

Desde 22 de março, os heróis das histórias em quadrinhos da Marvel tomaram conta da Praça de Eventos do Shopping Jardim Sul. A atração gratuita contará com brinquedos especiais para as crianças* e até mesmo para os adultos que são fãs do HQ.

Em formato de circuito, cada etapa terá atividades que representam as aventuras dos heróis. No módulo do Homem-Aranha, dois prédios interligados desafiam os participantes a testar suas habilidades na parede de escalada com tecnologia interativa e o prédio escorregador. O circuito para o prédio da Viúva Negra abriga obstáculos de cilindros horizontais e escalada de rampa com piscina de bolinhas. 

Shopping Jardim Sul recebe os heróis da Marvel. (Foto: Divulgação)

Para os fãs do Thor, um teste de força com o martelo, que acenderá com maior intensidade o painel de raios à maior força aplicada entre os competidores. Para quem prefere o Capitão América, haverá um minicircuito de treinamento com obstáculos de equilíbrio, coordenação motora e força. 

O container do circuito terá como tema a alta tecnologia do bilionário Tony Stark, o Homem de Ferro. Os participantes terão um tempo cronometrado para concluir o encaixe de componentes soltos em uma bancada de trabalho com uma grande placa de circuito integrado. 

Ninguém da família ficará de fora da brincadeira. Na parte externa do evento, adultos poderão registrar uma simulação radical na escalada do prédio do Homem-Aranha. 

O evento Heróis Marvel estará no Shopping Jardim Sul até 21 de abril e funcionará das 12h às 22h, de segunda a sexta, das 10h às 22h, aos sábados e das 13h às 21h, domingos e feriados. 

*Crianças de 04 a 12 anos. Menores de 05 anos só poderão participar do circuito de atividades acompanhados pelos responsáveis. 

HQ da Turma da Mônica chega aos EUA

Monica Adventures faz sua estreia, nesse mês de janeiro, ao estilo Graphic Novel pela Editora Papercutz pelo selo Charmz

Papercutz, uma das editoras de graphic novels infantis mais inovadoras nos Estados Unidos, continua sua longa tradição de publicar alguns dos melhores quadrinhos do mundo com Monica Adventures.

Os leitores americanos agora poderão conhecer a turma mais amada do Brasil na versão Turma da Mônica Jovem.

Monica Adventures começa com Mônica, Magali, Cascão e Cebola aproveitando as gloriosas férias na praia até que o ex de Mônica, Tony, decide chegar na festa. Embora Cebola e Mônica tenham tido suas diferenças quando crianças, eles evoluíram seu relacionamento que tornou-se uma paixão. Logo depois de voltar para a escola, os quatro amigos devem achar uma forma de ganhar dinheiro suficiente para assistir a um filme juntos, enquanto o Cebola encontra novas maneiras de impressionar Mônica e manter Tony à distância!

Cascão é o amigo e braço direito do Cebola, adora e pratica esportes enquanto Magali se encaixa perfeitamente no papel de fã fitness, cuidando bem mais do corpo, preocupando-se com a alimentação e praticando esportes, enquanto continua essa amiga supercarinhosa que adora gatos. Cebola, por outro lado, é um rapaz inteligente, humanitário que quer mudar o mundo para o bem enquanto sua paixão, Mônica, é a líder romântica, empoderada e reconhecida como líder da turma. Juntos, os personagens criam uma química irresistível que deixa o leitor ligado até a última página.

O lançamento dos personagens de Mauricio de Sousa chega aos EUA, como um produto de sucesso absoluto no Brasil, no ano em que se completam 60 anos de publicação da primeira tira do Bidu e Franjinha na Folha da Manhã, em 1959. 

“Sempre quis mostrar nosso trabalho em quadrinhos nos EUA de onde vieram grandes publicações que me inspiraram em início de carreira no Brasil. E temos, nessa produção, o tempero brasileiro que vai interessar bastante aos leitores americanos”, fala Mauricio de Sousa.

“Esse conteúdo tem apelo universal e preenche uma necessidade que não está sendo atendida hoje”, diz Terry Nantier, editor da Papercutz. “É por isso que estamos tão animados com o potencial aqui nos EUA.”  

Monica Adventures pode ser encontrado nas livrarias independentes, nas principais livrarias de comics e nas bibliotecas.

Também estarão disponíveis para compra no site da Papercutz (http://papercutz.com/kids-comics-graphic-novels/monica)  e na Amazon.

Serviço:

O selo de Charmz da Papercutz lança o MONICA ADVENTURES vol. 1: “Quem pode pagar o preço da amizade hoje?” em capa dura e com miolo em preto e branco (ISBN: 9781545802199, US$ 13.99) e capa mole e com miolo em preto e branco (ISBN: 9781545802182, US$ 8.99) e MONICA ADVENTURES Vol.2 “Nós lutamos um ao outro quando crianças… Agora estamos apaixonados?!” no livro de capa dura e com miolo em preto e branco (ISBN: 9781545802175, US$ 13,99) e capa mole e com miolo em preto e branco (ISBN: 9781545802168, US$ 8,99) em 15 de janeiro de 2019.

Parceria entre Senado Federal e Social Comics disponibiliza gratuitamente os primeiros quadrinhos brasileiros

O Guarani, Nhô-Quim e O Tico-Tico já estão disponíveis na plataforma como parte do projeto do Senado Federal de resgate histórico e popularização de obras clássicas

Desde 2002, o Senado Federal passou a disponibilizar ao público conteúdos digitais de obras clássicas que constituem referência histórica e auxiliem os leitores a conhecerem melhor o Brasil. Agora, com o objetivo de popularizar ainda mais esse acesso, o Órgão anuncia parceria com o Social Comics para leitura online dos primeiros quadrinhos brasileiros, que fazem parte de seu acervo editorial. Com isso, os clássicos O Guarani, Nhô-Quim e O Tico-Tico podem ser lidos gratuitamente por todos os usuários do aplicativo, até mesmo os não assinantes.

Guarani.jpg
HQs nacionais estão disponíveis na Social Comics. (Foto: Divulgação)

A versão em quadrinhos do romance O Guarani, de José de Alencar, foi publicada originalmente em 1937 e recebeu ilustrações do historiador de arte F. Acquarone. No Social Comics, os leitores têm acesso ao volume 235 com 122 páginas.

Já Nhô-Quim é considerada a primeira HQ brasileira e uma das antigas do mundo. Foi publicada na revista Vida Fluminense em 30 de janeiro de 1869 e contava as aventuras de um caipira vivendo na cidade grande. As histórias eram divididas em capítulos nas páginas centrais da revista e o Senado recuperou alguns desses conteúdos que agora estão disponíveis no Social Comics.

O Tico-Tico foi a revista responsável pela publicação do primeiro herói nacional dos quadrinhos infantis, o Juquinha, no dia 14 de fevereiro de 1906. Seu idealizador, José Carlos de Brito e Cunha, o J. Carlos, também foi o criador do primeiro afro-brasileiro dos quadrinhos, o Giby, companheiro do Juquinha. De tão marcante, o nome virou sinônimo de revista em quadrinhos no Brasil. Com pesquisa e texto de Athos Eichler Cardoso, o Conselho Editorial do Senado lançou o livro “Memórias d’O Tico-Tico – Juquinha, Giby e Miss Schocking”, que reúne as primeiras experiências gráficas de J. Carlos (1884-1950) na revista. A publicação contou com projeto gráfico e capa de Josias Wanzeller da Silva, que retocou todas as imagens e trabalhou também na restauração e diagramação da obra que entra agora no catálogo da plataforma de streaming de quadrinhos.

Crítica O Doutrinador

Por Marcela França

Quando o Justiceiro foi lançado pela Marvel e Netflix em 2017, fui uma das primeiras pessoas que assistiu tudo em menos de dois dias. Me atrevo dizer que foi até menos de uma noite, mas o tempo não é a questão aqui tratada. A questão é que num mundo de injustiças, políticos corruptos que lideram governos falidos, é comum o sentimento de revolta e desgosto com a situação. E apesar de Justiceiro se tratar mais num aspecto de vingança, é inquestionável que a intenção final é fazer justiça com as próprias mãos.

Foi com um pensamento de Justiceiro que me pediram para ver o filme “O Doutrinador”, que se baseia numa HQ homônima criada por Luciano Cunha, e adaptada para os cinemas por Gabriel Wainer. E talvez tenha sido esse o meu grande erro.

' O Doutrinador ' - Foto Aline Arruda
O Doutrinador chega hoje aos cinemas. (Foto: Aline Arruda) 

O filme conta a história de um agente federal altamente treinado, Miguel (Kiko Pissolato), que consegue provas contra um governador que está roubando dinheiro da saúde pública e deixando os hospitais em um estado de caos, mas consegue sua libertação através de um sistema corrupto.

Após sua filha morrer devido uma bala perdida e falta de atendimento médico em um hospital público, Miguel começa uma jornada pessoal de vingança contra o governador, uma vez que ele foi o responsável de roubar a verba para saúde pública, e todos os políticos envolvidos. É neste momento que nasce o Doutrinador, um justiceiro que resolve fazer justiça com as próprias mãos exterminando políticos e donos de empreiteiras corruptos, mas que vive o mesmo tempo o dilema se é um mocinho ou um vilão.

Apesar do enredo ser uma versão “abrasileirada” de o Justiceiro, a história e os motivos que fazem Miguel à se tornar um justiceiro mascarado são bons e interessantes. Mas a produção deixa a desejar em alguns aspectos. Em alguns momentos vemos que a história corre rápido demais e deixa um ar de “faltou alguma coisa aqui”, como também ela se estende de maneira prolongada em algumas subtramas desnecessárias e acaba cansando um pouco o espectador.

Da mesma maneira que Batman tem seu “Robin”, o Doutrinador conta com a ajuda da jovem Nina, Tainá Medina, uma hacker que também foi vítima do sistema, e também possui um humor negro que gera boas risadas ao longo da trama.

O Doutrinador chega com uma nova aposta ao cinema nacional, defendendo que é possível realizar bons filmes aqui no Brasil: que possuem uma boa história, produção e atuação, apesar das pequenas falhas. O filme tem previsão de virar série em 2019.

Nota: 3,5

‘O Doutrinador’ não poupa nenhum corrupto em novo trailer

FILME SOBRE O VIGILANTE, BASEADO EM PERSONAGEM DE HQ, CHEGA AOS CINEMAS EM 1º DE NOVEMBRO

“O Doutrinador” é implacável. Essa é a impressão deixada pelo novo trailer do filme, que acaba de ser divulgado, em que o anti-herói persegue sem tréguas políticos e empresários inescrupulosos. Inspirado em personagem de HQ criado por Luciano Cunha, o longa de ação nacional chega aos cinemas em 1º de novembro.

Kiko Pissolato interpreta o personagem principal, e o elenco reúne ainda Eduardo Moscovis,  Marília Gabriela, Helena Ranaldi, Carlos Betão,Tainá Medina, Natália Lage e Tuca Andrada, entre outros. Além dos cinemas, “O Doutrinador” poderá ser visto na TV em 2019, em uma série que  será exibida pelo Canal Space.

Com direção de Gustavo Bonafé e codireção de Fábio Mendonça, o filme e a série foram criados por Luciano Cunha e Gabriel Wainer, que também participaram das mesas de roteiro, assinado por Mirna Nogueira, LG Bayão, Guilherme Siman, Rodrigo Lages e Denis Nielsen. A produção é da Paris Entretenimento e a distribuição da Downtown/Paris Filmes.

Sinopse
“O Doutrinador” é um anti-herói no melhor estilo dos vigilantes dos quadrinhos. O Doutrinador é Miguel, um agente federal altamente treinado que vive num Brasil cujo governo foi sequestrado por uma quadrilha de políticos e empresários. Uma tragédia pessoal o leva a eleger a corrupção endêmica brasileira como sua maior inimiga. E ele começa a se vingar da elite política brasileira em pleno período de eleições presidenciais, numa cruzada sem volta contra a corrupção.
Ficha Técnica

Direção: Gustavo Bonafé
Roteiro: Mirna Nogueira, LG Bayão, Rodrigo Lages, Denis Nielsen, Guilherme Siman, Gabriel Wainer e Luciano Cunha
Produção: Marcio Fraccaroli, Sandi Adamiu, Bruno Wainer
Produção Executiva: Renata Rezende
Direção de Fotografia: Rodrigo Carvalho
Produtora de elenco: Renata Kalman
Diretor de Arte: Marghe Pennacchi
Figurinista: Flavia Lhacer
Montador: Federico Brioni e Sabrina Wilkins

Elenco

Kiko Pissolato (Miguel)
Samuel de Assis (Edu)
Tainá Medina (Nina)
Marília Gabriela (Ministra Marta Regina)
Eduardo Moscovis (Sandro Correa)
Helena Ranaldi (Julia Machado)
Natália Lage (Isabela)
Natallia Rodrigues (Penélope)
Tuca Andrada (Delegado Siqueira)
Gustavo Vaz (Anterinho)
Carlos Betão (Antero Gomes)
Nicolas Trevijano (Diogo)
Eduardo Chagas (Oliveira)

HQs de The Walking Dead, da Panini, chegam ao Social Comics

Inaugurando sua fase 3.0, plataforma de streaming disponibiliza seu primeiro conteúdo em parceria com a maior editora de quadrinhos da América Latina, que coincide com a retorno da série de TV no canal FOX

O Social Comics anuncia a entrada do primeiro conteúdo da Panini em sua plataforma. Agora, o público pode ler online os títulos de The Walking Dead, histórias que deram origem à aclamada série de TV, que volta ao ar em sua nona temporada no canal FOX neste domingo, dia 07 de outubro, mesmo dia em que os quadrinhos marcam sua estreia no Social Comics.

Sucesso de vendas nos Estados Unidos, a criação dos quadrinistas Robert Kirkman e Tony Moore, começou a ser publicada no Brasil pela Panini em 2017. O volume um, com as seis primeiras histórias, estará disponível para todos os assinantes da plataforma a partir do próximo domingo.

SC_BN_TWD.png
(Foto: Divulgação)

A entrada de conteúdos da Panini na plataforma é o início de novas publicações de quadrinhos da fase 3.0 do Social Comics, que apresenta inovações na experiência do usuário e traz importantes mudanças, como criar uma conta grátis, que dá acesso a navegação pela plataforma e a leitura de várias edições, novos planos de assinatura e o perfil Kids, com acesso conforme a faixa etária. O valor das assinaturas é a partir de R$ 14,90.

O Social Comics é um serviço de streaming de quadrinhos com um conceito similar à Netflix. É a maior plataforma do gênero na América Latina e já possui mais de 5000 quadrinhos para todas as idades disponíveis em seu catálogo. Parte desse acervo é feito por material de autores independentes e também das maiores editoras do país, com conteúdos como Turma da Mônica, Disney/Pixar, Transformers, Valiant, Estranhos no Paraíso, 10 Pãezinhos, entre muitos outros.