Arquivo da tag: Hqs

Riot Games e Panini levam League of Legends: Lux para a CCXP

Panini e Riot Games levam Graphic Novel de LoL. (Foto: Divulgação)

Durante o evento, os fãs poderão adquirir edição limitada da graphic novel com capa dura e desenho exclusivo de Adriana Melo

Para continuar a celebração dos 10 anos de League of Legends durante a CCXP, a Riot Games preparou uma surpresa para os fãs do game: uma edição limitada da graphic novel League of Legends: Lux, com capa dura e desenho exclusivo assinado pela quadrinista Adriana Melo, conhecida por desenhar heroínas icônicas. Os quadrinhos da Riot Comics são inspirados no universo de League of Legends (LoL), desenhados em parceria com a Marvel e publicados no Brasil pela Panini.

Os quadrinhos com a capa exclusiva estarão à venda apenas na CCXP (que acontece no São Paulo Expo de 5 a 8 de dezembro) e a Adriana estará no estande da Panini, autografando cópias da graphic novel no domingo, 08 de dezembro, a partir de 14h30.

A graphic novel possui as cinco edições de HQs lançadas pela Riot Games. A série conta a história de Luxanna Crownguard, personagem de League of Legends mais conhecida como “Lux”, que luta para controlar as habilidades mágicas que possui, já que em Demacia, reino onde vive, a magia é proibida. O quadrinho também explora as relações de Lux com seu irmão, o Campeão Garen, e Sylas, Campeão mago de Demacia que passou 15 anos na prisão até conseguir se libertar.

Essa é a segunda coleção da parceria entre a Riot Games e a Marvel, seguindo o sucesso da série League of Legends — Ashe: Mãe de Guerra, disponível nas plataformas do Universo LoL desde dezembro de 2018.

Riot Games na CCXP19 – Desenvolvedora do League of Legends, um dos jogos eletrônicos mais populares do mundo (100 milhões de jogadores ativos), escolheu a CCXP, maior festival de cultura pop do planeta, para comemorar os 10 anos do game e consolidar sua posição no mercado de entretenimento, com investimentos em quadrinhos, música, vídeos e muito mais. Com um estande de 400m², a Riot promete entregar experiências únicas aos fãs de League, que, desde a chegada do jogo no Brasil, em 2012, já acumularam 3.450.941.112 de horas jogadas, o equivalente a quase 7 bilhões de partidas.

Panini na CCXP19 – A Panini, líder no setor colecionável e em publicações de quadrinhos, marca presença mais uma vez na CCXP, maior evento de cultura pop do mundo. Com um estande de 360 m², a Editora promove sessões de autógrafos, diversas ativações e apresenta novidades de Disney, DC, Marvel, Mangás, Turma da Mônica e álbuns de figurinhas. Além disso, a Panini também participa de painéis sobre os lançamentos previstos para 2020.

Shiko participa da CCXP19 e apresenta trabalhos aclamados pelo público e pela crítica

Shiko, quadrinista de Piteco, estará no Artists Alley. (Foto: Divulgação)

Vencedor dos prêmios HQMix e Angelo Agostini, o quadrinista estará todos os dias no maior Artists’ Alley do Hemisfério Sul

O ilustrador, grafiteiro e quadrinista Shiko é o mais novo convidado da CCXP19, que acontece entre os dias 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo.

Nascido em Patos, na Paraíba, Shiko mudou-se ainda jovem para João Pessoa, onde mora até hoje. Como artista independente, publicou os títulos “Blue Note”, “A Boca Quente” e “Talvez Seja Mentira” (uma série de fanzines). A convite da Mauricio de Sousa produções, trabalhou na graphic novel “Piteco – Ingá”. Pela Editora Ática, trabalhou na adaptação para os quadrinhos do romance “O Quinze”, de Rachel de Queiroz. O artista também relançou “O Azul Indiferente do Céu”, pela Mino, e é autor de “Lavagem”, quadrinho aclamado pelo público e pela crítica nacional. Shiko é vencedor dos prêmios HQMix e Angelo Agostini, sendo considerado um dos maiores nomes do quadrinho brasileiro atual. Para a CCXP19, Shikko trará “Três Buracos”, sua aguardada graphic novel, que leva ao auge elementos já característicos de seu trabalho, misturando terror e faroeste no sertão paraibano.

O artista estará todos os dias do festival e terá uma mesa no Artists’ Alley, onde o público poderá encontrá-lo para pegar autógrafos e conhecer suas ilustrações e seus quadrinhos autorais. Além dele, a CCXP19 já confirmou nomes de destaque no cenário nacional como Laerte, Mike Deodato, André Dahmer, Rafael Grampá, Ju Loyola, Cristina Eiko, Paulo Crumbim e muitos outros. Já o time dos estrangeiros terá Neal Adams, Joëlle Jones, Frank Quitely, Eduardo Risso e Charlie Adlard, entre outros. Para conhecer a lista completa de artistas acesse: https://www.ccxp.com.br/artists-alley.

CCXP19  

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019   
Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)  
Ingresso: Esgotados
Horários: Quinta-feira e Sexta-feira, das 12h às 21h. Sábado, das 11h às 21h. Domingo, das 11h às 20h.

Omelete lança seu primeiro selo de quadrinhos

Selo digital do Omelete. (Foto: Divulgação)

Bruttal tem uma plataforma digital com acesso grátis e vai abrigar histórias inéditas a partir de hoje (18/11). Álbum de luxo será lançado durante a CCXP com a presença dos artistas

Ao longo dos últimos 20 anos, o Omelete vem se dedicando a analisar e divulgar HQs para levar informação aos seus milhões de leitores. Agora, todo conhecimento será usado para oferecer ao público um conteúdo qualificado a partir da plataforma Bruttal (https://www.omelete.com.br/bruttal) – dedicada a reunir histórias recheadas de ação, aventura, mistério e humor. Lançado hoje, dia 18 de novembro, o selo nasce da parceria entre o Omelete Originals, uma área dedicada à criação de conteúdos autorais, e os artistas Felipe Portugal, Raoni Marqs, Thiago Martins e Yuri Moraes.

A nova plataforma é gratuita e vai oferecer leitura otimizada para celulares e dispositivos móveis. Semanalmente, o leitor encontrará na Bruttal capítulos inéditos das quatro HQs que compõem a primeira temporada de histórias: Ba-da Bacon, de Raoni Marqs; Charlote Blues, de Felipe Portugal; Johnny Canivete, de Thiago Moraes Martins; e Venha a Nós o Vosso Reino, de Yuri Moraes.

Além da versão digital, as HQs da Bruttal também serão publicadas em um álbum de luxo. O lançamento exclusivo acontece na CCXP19, maior festival de cultura pop do planeta, realizado entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Os artistas terão uma mesa no Artists’ Alley, na qual poderão conversar com os fãs que quiserem adquirir a edição especial e aproveitar para garantir seus autógrafos. 

Sobre as histórias e os autores

Ba-da Bacon conta a história de Gio Gianopoulos, um cara folgado e briguento que recebe um mapa e a missão de encontrar um Bacon Mágico — um bacon tão delicioso e único que todo mundo quer encontrar. Para conseguir chegar a seu objetivo, Gio terá que enfrentar chefs de cozinha, chapeiros descontrolados, cozinheiros falidos, motoqueiros selvagens, vendedores de trufa e capangas da indústria alimentícia. Tudo porque o pai dele, já no bico do corvo, não quer morrer comendo gelatina de hospital.

Raoni Marqs, escritor e desenhista de Ba-da Bacon, estudou cinema e trabalha desenhando storyboards e escrevendo roteiros para séries como Irmão do Jorel, no Cartoon Network. Escreveu e desenhou mais de 500 páginas de quadrinhos, incluindo histórias sobre cavaleiros entregadores de pizza, cachorros padeiros que sonham em lutar boxe e samurais que jogam tênis. Escreveu o livro Como Escrever Histórias, que deu origem a uma série de vídeos para o YouTube sobre técnicas e teorias de escrita.

**

Charlote Blues conta a história da personagem homônima, que já foi a melhor detetive da corporação, mas agora é só uma sombra do seu passado. Enfrentando uma depressão e uma rotina monótona ao lado de seu parceiro de trabalho, Quasímodo, ela é acionada para investigar um estranho caso de desaparecimentos em massa em sua cidade e terá a oportunidade de retornar à velha forma. Será que Charlote conseguirá provar seu valor?

Felipe Portugal, autor e desenhista de Charlote Blues, faz quadrinhos para internet desde 2011. Já publicou em revistas independentes como a antologia Libre! (2013), além das graphic novels Espiga (2015) e Granizo (2017), pela Ugra Press. 

**

Johnny Canivete é o último justiceiro de aluguel da família Canivete. Conhecidos pelo uso de armas brancas em seus serviços, filho e pai são surpreendidos e derrotados em uma missão pelas justiceiras estreantes Fadas de Botas. Johnny perde sua mão direita e seu pai durante o combate. Em busca de vingança contra as Fadas, JC adapta as mais diversas lâminas a seu punho e se torna um verdadeiro canivete humano. 

Thiago Moraes Martins, autor, escritor e desenhista por trás de Johnny Canivete, começou sua carreira na MTV Brasil, onde criou, dirigiu e animou séries que fizeram história na animação brasileira como Fudêncio e Seus AmigosMegaligaThe JorgesInfortúnio com a Funérea, entre outras. Como quadrinista, publicou em 2016, A Sereia de Mongaguá, pela editora Veneta. Atualmente faz direção, direção de arte e design de personagens da série que cocriou chamada, Gigablaster, exibida diariamente no canal Gloob. 

**

Venha a Nós o Vosso Reino: Após centenas de anos de tédio, o tirânico ditador da maior nação do continente Zaxxar, Deus Rei Lixo, trancou-se em seu escritório real para escrever uma biografia de aventuras do seu personagem televisivo favorito, Beto Royale. Enquanto tenta se dedicar à arte da escrita, Deus Rei Lixo sofre um golpe de estado e é destronado. Além de começar uma vida civil completamente diferente da qual estava acostumado, Deus Rei Lixo terá que lidar com seu polêmico passado, enfrentar seus sanguinários desafetos e causar guerras entre reinos para, quem sabe, vencer seu bloqueio criativo.

Yuri Moraes, escritor e ilustrador de Venha a Nós o Vosso Reino, trabalhou como roteirista e diretor de segmentos em programas como The NoiteFuro MTVCasseta & PlanetaVMBHermes & Renato e Comédia MTV. É criador/integrante do canal Os Megafodas e do grupo humorístico Gangbang, que produziu esquetes para a MTV Brasil entre 2009 e 2011. Como quadrinista, lançou dois livros: Garoto Mickey (2011), pela Dobra Editorial, e Wasteland Scumfucks: Terra do Demônio (2017), pela Editora Veneta.

Pela primeira vez na CCXP, Stout Club apresenta novidades após grande renovação

Stout Club passou por grande renovação e apresentará novidades na CCXP. (Foto: Divulgação)

Selo reúne quarto artistas brasileiros que apostam na produção de HQs autorais para alcançar o mercado internacional

Criada em 2015 por artistas brasileiros reconhecidos internacionalmente – os quadrinistas Eduardo Medeiros, Mateus Santolouco, Rafael Albuquerque e Rafael Scavone –, a Stout Club participa pela primeira vez da CCXP. A junção dessas mentes criativas trouxe à vida a powerhouse, que acaba de passar por uma reformulação e irá apresentar grandes novidades em um painel especial durante a 6ª edição do maior festival de cultura pop do mundo, realizado entre os dias 5 e 8 de dezembro no São Paulo Expo. Os artistas também terão contato com seus fãs diariamente no Artists’ Alley. 

De forma colaborativa, o time que tem em sua bagagem grandes projetos do mercado de HQs se juntou para investir em obras autorais, nas quais cada um usa suas habilidades para aprimorar o trabalho final. Eduardo Medeiros é dono de um humor ácido e traço único. Entre as suas obras estão “Open Bar” (Panini) e “Sopa de Salsicha” (Cia das Letras). Já Mateus Santolouco é internacionalmente conhecido pela sua arte com as “Tartarugas Ninjas” (IDW) e, recentemente, escrevendo e ilustrando a minissérie “Shredder in Hell” (IDW). Rafael Albuquerque é vencedor dos prêmios Eisner, Harvey e InkPot. Em 15 anos de carreira, coleciona títulos como “Vampiro Americano” (Panini), “Batman” (Panini) e “Huck” (Panini). Por fim, Rafael Scavone escreve para o mercado internacional, assinando histórias como “Grandes Astros Batman” (Panini), “Hit-Girl” (Image) e “A Study in Emerald” (Dark Horse). 

O Artists’ Alley da CCXP19 se consagrou novamente como o maior do Hemisfério Sul e já tem mais de 500 artistas confirmados. Para conhecer a lista completa acesse: https://www.ccxp.com.br/artists-alley.

Ingressos CCXP   

3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro   

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social).   
Sexta-feira: (ESGOTADO)  
Sábado: (ESGOTADO)  
Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social).   
4 dias: (ESGOTADO)  
Epic: R$ 1.500,00  
Full: (ESGOTADO)  
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00  

CCXP19  

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019   
Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)  

Artists’ Alley da CCXP19 recebe quatro novos quadrinistas

Mikel Janín, Mike McKone, Gerardo Zaffino e David Roman são os novos artistas confirmados para o espaço

A CCXP tem o maior Artists’ Alley do Hemisfério Sul e, para reforçar o time, o festival acaba de anunciar mais quatro quadrinistas. Mike Mckone, Mikel Janín, Gerardo Zaffino e David Roman são os novos nomes confirmados para o espaço, que já conta com grandes artistas de destaque no Brasil e no exterior, como Neal Adams e Mike Deodato, entre outros. Em sua 6ª edição, o evento faz parte das celebrações oficiais pelo aniversário de 80 anos do Batman e acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo.


Mikel Janín participa pela primeira vez do festival e chega para celebrar os 80 anos do Homem-Morcego. Vindo da Espanha, Janín deixou sua carreira como arquiteto em 2010 para prosseguir com o trabalho na indústria de quadrinhos. Sob contrato exclusivo com a DC desde 2011, o artista trabalhou como desenhista, pintor e capista em títulos como “Guerra da Trindade”, “Batman Eternal”, “Grayson” e “Liga da Justiça Sombria”, entre outros. Mais conhecido por sua longa e impressionante trajetória na revista Batman, que é pontuada pelo histórico casamento de Batman e Mulher Gato na edição 50 da série, ele é o atual desenhista da revista mensal do personagem.

Mike McKone tem uma vasta lista de créditos no mundo dos quadrinhos. Nascido na Inglaterra, o primeiro trabalho publicado pelo quadrinista foi para a série da DC Comics, a “Liga da Justiça da América”. Nos anos seguintes, ilustrou quase todos os personagens principais da editora e de sua concorrente, a Marvel, incluindo longos períodos nos títulos “Novos Titãs”, “Espetacular Homem-Aranha” e “Quarteto Fantástico”. Seus projetos recentes incluem a graphic novel dos “Vingadores: Guerra sem Fim” e “Liga da Justiça Unida”.

Nascido em Buenos Aires, na Argentina, Gerardo Zaffino começou a trabalhar em capas para a IDW e depois levou seu estilo único para a Marvel e para a Vertigo. Atualmente, seu trabalho pode ser encontrado nas edições de Conan e nas capas de “Cosmic Ghost Rider”, “King Thor” e muitos outros títulos das principais editoras dos EUA.

Encerrando o time de novos convidados está David Roman, desenhista de um dos maiores fenômenos pop da atualidade, “Rick and Morty”. Roman estudou na Espanha e na Itália, onde começou sua carreira profissional como artista de mural e afresco, com ênfase em fotorrealismo. Sendo fã de quadrinhos, era apenas uma questão de tempo até que aplicasse todas as suas habilidades à nona arte. Sua primeira revista publicada foi “Xtreme Champion Tournament”. O artista também criou uma surpreendente capa em couro para o badalado título da Aftershock Comics, “Babyteeth”, que foi revelada na San Diego Comic Con 2017. Atualmente, Roman é o responsável pelas capas de “Rick and Morty”, de “Star Wars” e de “Walking Dead”, entre outras. O artista ainda foi contratado pela Cartoon Network para dar vida às artes de Steven Universe Trading Cards.

O anúncio dos novos convidado coincide com a notícia do cancelamento da presença Alex Maleev, John Romita Jr., Keith Giffen e Lee Bermejo, que precisaram cancelar suas participações no festival por motivos pessoais, porém prometeram estar com os fãs brasileiros numa próxima ocasião. Para mais informações basta acessar http://www.ccxp.com.br.

Ingressos CCXP  
3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro  

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social). 
Sexta-feira: R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia) e R$ 170,00 (ingresso social). 
Sábado: (ESGOTADO)
Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social). 
4 dias: (ESGOTADO)
Epic: R$ 1.500,00
Full: (ESGOTADO)
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00 

CCXP19 

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019  

Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP) 

Clássicos da Turma da Mônica agora estão disponíveis em versão digital no Social Comics, a partir da nº 1

Iniciativa faz parte das comemorações dos 60 anos do Estúdio e da carreira do quadrinista Maurício de Sousa

Social Comics, plataforma online para leitura de quadrinhos em versão digital, inicia em julho a publicação das revistas clássicas da Turma da Mônica, desde a número um. Originalmente publicadas em “formatinho” pela Editora Abril, a partir dos anos 1970, os quadrinhos entram semanalmente na plataforma, sempre com duas edições. Os primeiros números já estão disponíveis.

A Turma da Mônica está presente no Social Comics. (Foto: Divulgação)

A Turma da Mônica surgiu nas tirinhas de jornal, sendo a primeira dela a aparição dos personagens Bidu e Franjinha, em 18 de julho de 1959, no jornal Folha de São Paulo. Depois vieram CebolinhaCascão, além da Mônica, que surgiu na tirinha do Cebolinha em 1963, além de Magali, Astronauta, Horácio e tantos outros, que depois migraram para as revistas em quadrinhos publicadas pelas editoras Abril e Globo, e atualmente pela editora Panini, e que fizeram tanto sucesso desde o surgimento até os dias de hoje. A partir de agora todo esse acervo começa a ser digitalizado e poderá ser acessado online, de qualquer lugar, por meio do serviço de streaming. A iniciativa faz parte da celebração dos 60 anos de carreira da quadrinista Maurício de Sousa, e que é um marco histórico e importantíssimo para o quadrinho nacional e mundial.

Os quadrinhos mais tradicionais da Turminha já podem ser encontrados na plataforma desde 2016, mas novos conteúdos do MSP serão anunciados em breve. Recentemente foi disponibilizado gratuitamente o nº Zero da Turma da Mônica Geração 12, último lançamento em parceria com a Editora Panini, e que também foi destaque da última edição do festival Anime Friends.

O Social Comics é um serviço de streaming de conteúdo em quadrinhos com um conceito similar à Netflix, que disponibiliza toda semana novas histórias em quadrinhos, sendo inclusive possível baixar para leitura offline. É a maior plataforma do gênero na América Latina e possui quadrinhos para todas as idades disponíveis em seu catálogo. A Plataforma está na versão 3.0 e conta com muitas inovações na experiência do usuário, além da opção de criar uma conta grátis que dá acesso a navegação pela plataforma e a leitura de várias edições, além de novos e diversificados planos de assinatura, com condições especiais para usuários da operadora de telefonia celular Claro, além do perfil Kids, com acesso conforme a faixa etária.

O acervo da plataforma é composto por títulos produzidos por autores independentes, grandes desenvolvedores de conteúdo e também das maiores editoras do Brasil, com títulos como os da Turma da Mônica, Disney/Pixar, Umbrella Academy, Valiant, Transformers, Estranhos no Paraíso, 10 Pãezinhos, entre muitos outros. O valor das assinaturas é a partir de R$ 12,99 e R$ 4,99 (mensal e semanal, respectivamente, para clientes Claro). Para assinar, o cliente Claro deve enviar um SMS com a palavra ATIVE para 3001 e baixar o App Social Comics no Google Play ou na Apple Store. É possível também fazer outros planos de assinatura, com várias opções (como Família, Premium e outros).

Para saber mais, acesse o site oficial e baixe o aplicativo Social Comics: Google Play / Apple Store

CCXP confirma John Romita Jr., um dos maiores quadrinistas do mundo, e mais três artistas

Frank Quitely, Eduardo Risso e Lee Bermejo são outros nomes que marcarão presença em todos os dias do Artists’ Alley e fazem parte das homenagens de 80 anos do Batman

A CCXP acaba de confirmar mais quatro nomes de peso para Artists’ Alley. John Romita Jr., ou “Romitinha”, como os fãs brasileiros costumam chamá-lo, retorna ao festival após esbanjar simpatia e conquistar o público em sua participação no ano passado. Frank Quitely e Eduardo Risso, destaques da CCXP de 2016, são outras duas presenças confirmadas no evento, que receberá pela primeira vez o quadrinista Lee Bermejo. No currículo, os artistas têm em comum trabalhos feitos para revistas do Batman – icônico personagem da DC que teve a sua primeira aparição na “Detective Comics N° 27”, lançada em 1939. O Cavaleiro das Trevas completa 80 anos e será homenageado no festival, que acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Outros nomes já confirmados para a o Artists’ Alley são Alex Maleev, Keith Giffen e Charlie Adlard.

John Romita Jur estará na CCXP. (Foto: Divulgação)

John Romita Jr. é considerado um dos melhores contadores de histórias da indústria de quadrinhos. O artista fez sua estreia na CCXP em 2018, e voltará ao evento para promover seu novo trabalho com Frank Miller, o aguardado “Superman: Ano Um”. Filho de John Romita Sr., um dos quadrinistas mais famosos dos quadrinhos do Homem-Aranha, John Romita Jr. começou sua carreira cedo, aos 13 anos, quando propôs a criação de um personagem a Stan Lee. O artista trabalhou em diversos títulos do Homem-Aranha, Homem de Ferro, Superman e Batman, além de ser o criador de personagens como KickAss, Hit Girl, Duende Macabro, Gatuno, Madame Teia, Cristal e a grande favorita do autor: Mary Tyfoid. Na CCXP, o artista estará presente no Artists’ Alley em todos os dias do festival, além de participar de outras atividades que serão divulgadas em breve.

Lee Bermejo, em sua primeira visita ao Brasil, fará sua estreia no festival. O ilustrador foi responsável por diversos quadrinhos do universo do Batman e trabalhou em várias graphic novels ao lado do roteirista Brian Azzarello, entre elas a recentemente lançada “Batman: Damned”. Como artista solo, Bermejo roteirizou e ilustrou “Batman: Noel” e “Suiciders”, além de desenhar várias capas para DC, Marvel e Dark Horse.

Já Eduardo Risso retorna ao país, após o sucesso de sua passagem pela CCXP em 2016. O quadrinista trabalhou nas renomadas publicações “Caín”, “100 Balas”, “Homem do Espaço”, “100 Balas – Irmão Lono”, “Logan” e “Batman: Preto & Branco”, entre outras. Risso também tem projetos com Brian Azzarello, como a obra “Moonshine”, e com Enrique Sanchez Abulí, como “Torpedo 1972”. O artista já recebeu os principais prêmios do mercado: foi vencedor do Eisner (2001, 2002 e 2004) e do Harvey (2002, 2003 e 2008), entre outros.

Frank Quitely é grande conhecido no mundo dos quadrinhos, tendo escrito e ilustrado suas primeiras histórias no final dos anos 1980. Após a autoral “Electric Soup”, lançada no cenário underground, passou a integrar a revista “Juiz Dredd”, vendida em todo o Reino Unido. O reconhecimento de seu trabalho o levou a editoras importantes, entre elas DC, Marvel e Image Comics. Em seu currículo, estão publicações de destaque, como “Os Novos X-Men”, “Sandman: Noites Sem Fim”, “We3 – Instinto de Sobrevivência”, “Superman – Grandes Astros”, “Batman & Robin” e “O Legado de Júpiter”. Junto com Mark Millar, o artista foi responsável pela obra “O Legado de Júpiter”, que ganhará uma série pela Netflix. 

Os anúncios acontecem no último dia de vendas do primeiro lote de ingressos da CCXP, que se encerra no fim do dia de hoje (30 de abril). Para quem ainda não comprou seu ingresso, é possível adquirir para quinta-feira, sexta-feira e domingo, além do pacote Epic Experience e da credencial Unlock CCXP. Já estão esgotadas as credenciais de sábado, as que dão acesso aos quatro dias de evento e o pacote Full Experience. Mesmo com a virada de lote em 1º de maio, não serão disponibilizados novos ingressos para os dias já esgotados.

Serviço CCXP

1º lote – até 30 de abril

Quinta-feira: R$ 180,00 (inteira), R$ 90,00 (meia) e R$ 110,00 (ingresso social).

Sexta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social).

Sábado: R$ 360,00 (inteira), R$ 180,00 (meia) e R$ 200,00 (ingresso social). (ESGOTADO)

Domingo: R$ 360,00 (inteira), R$ 180,00 (meia) e R$ 200,00 (ingresso social).

4 dias: R$ 960,00 (inteira), R$ 480,00 (meia) e R$ 540,00 (ingresso social) (ESGOTADO)

Epic: R$ 1.300,00

Full: R$ 8.000,00 (ESGOTADO)

Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 1.800,00

2º lote – de 1º de maio até 31 de julho

Quinta-feira: R$ 200,00 (inteira), R$ 100,00 (meia) e R$ 120,00 (ingresso social).

Sexta-feira: R$ 260,00 (inteira), R$ 130,00 (meia) e R$ 150,00 (ingresso social).

Domingo: R$ 400,00 (inteira), R$ 200,00 (meia) e R$ 220,00 (ingresso social).

Epic: R$ 1.400,00

Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 1.900,00

3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social).

Sexta-feira: R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia) e R$ 170,00 (ingresso social).

Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social).

Epic: R$ 1.500,00

Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00

CCXP19

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019

Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)

CCXP anuncia os primeiros quadrinistas convidados do Artists’ Alley

Keith Giffen, Alex Maleev e Charlie Adlard vêm ao Brasil pela primeira vez para participar do maior festival de cultura pop do planeta

 A CCXP acaba de confirmar os primeiros participantes convidados do Artists’ Alley em 2019. Os fãs terão a oportunidade de conferir pessoalmente os trabalhos de três grandes artistas dos quadrinhos que vão desembarcar no Brasil pela primeira vez: Alex Maleev, um dos responsáveis pela série “Demolidor”; Keith Giffen, conhecido por seu trabalho em “Legião dos Super-Heróis” e “Liga da Justiça”; e Charlie Adlard, desenhista de “The Walking Dead”. A 6ª edição do maior festival de cultura pop do planeta acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo.

(Foto: Divulgação)

O desenhista e escritor Keith Giffen virá ao Brasil acompanhado da artista James Jameson. Além de seu reconhecido trabalho pela DC, como a cocriação do anti-herói Lobo – que estará na nova temporada da série de TV “Krypton” –, Giffen foi cocriador do personagem Rocket Raccoon, que teve sua estreia em “Marvel Preview Nº 7”, lançada em 1976. Ao entrar em período sabático do mercado de quadrinhos, ele também trabalhou por anos com storyboards para programas de TV e filmes, incluindo animações como “Os Caça-Fantasmas” e “Du, Dudu e Edu”. Keith Giffen estará todos os dias no Artists’ Alley da CCXP e participará de outros painéis e atividades divulgados em breve. Para fazer download do material de divulgação do artista clique aqui.

Alex Maleev terá uma nova oportunidade de conhecer o calor dos fãs brasileiros, após precisar cancelar sua participação na CCXP de 2015. O desenhista e pintor búlgaro é um dos criadores, junto com o roteirista Brian Michael Bendis, da série “Demolidor” – que foi publicada pela Marvel entre 2001 e 2006, vencedora do Prêmio Eisner (o Oscar dos Quadrinhos) na categoria Melhor Série Mensal. Pela DC, o artista foi responsável por ilustrar a série “Batman: Terra de Ninguém”. Na CCXP, Maleev poderá ser encontrado diariamente no Artists’ Alley, além de participar de outras atividades que ainda serão anunciadas. Para fazer download do material de divulgação clique aqui.

O terceiro nome confirmado para o Artists’ Alley é Charlie Adlard. Também fazendo sua estreia na CCXP, o desenhista de “The Walking Dead” passará todos os dias pelo festival. Considerado um veterano no mercado dos quadrinhos, Adlard trabalhou em vários projetos como “Marte Ataca”, “Arquivo X”, “Juiz Dredd”, “Savage”, ‘Batman”, “X-Men” e “Superman”, entre outros.  O artista também se dedicou a projetos que considera ter grande identificação como “Astronauts In Trouble” “Codeflesh”, “Rock Bottom” e White Death”. Para fazer download do material de divulgação basta clicar aqui.

Serviço CCXP

1º lote – até 30 de abril

Quinta-feira: R$ 180,00 (inteira), R$ 90,00 (meia) e R$ 110,00 (ingresso social).

Sexta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social).

Sábado: R$ 360,00 (inteira), R$ 180,00 (meia) e R$ 200,00 (ingresso social).

Domingo: R$ 360,00 (inteira), R$ 180,00 (meia) e R$ 200,00 (ingresso social).

4 dias: R$ 960,00 (inteira), R$ 480,00 (meia) e R$ 540,00 (ingresso social) (SOLD OUT)

Epic: R$ 1.300,00

Full: R$ 8.000,00 (SOLD OUT)

Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 1.800,00

2º lote – de 1º de maio até 31 de julho

Quinta-feira: R$ 200,00 (inteira), R$ 100,00 (meia) e R$ 120,00 (ingresso social).

Sexta-feira: R$ 260,00 (inteira), R$ 130,00 (meia) e R$ 150,00 (ingresso social).

Sábado: R$ 400,00 (inteira), R$ 200,00 (meia) e R$ 220,00 (ingresso social).

Domingo: R$ 400,00 (inteira), R$ 200,00 (meia) e R$ 220,00 (ingresso social).

Epic: R$ 1.400,00

Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 1.900,00

3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro

Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social).

Sexta-feira: R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia) e R$ 170,00 (ingresso social).

Sábado: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social).

Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social).

Epic: R$ 1.500,00

Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00

CCXP19

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019

Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)

MIS prorroga exposição Quadrinhos

O Museu da Imagem e do Som – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo – vai prorrogar a exposição Quadrinhos. Devido ao sucesso de público e a inúmeros pedidos a mostra, que terminaria no dia 31 de março, fica em cartaz até o dia 26 de maio. Inaugurada em novembro de 2018, a exposição já é a terceira mais visitada do museu, tendo recebido mais de 110 mil visitantes. Em Junho, o MIS, em parceria com a Dueto Produções, apresenta a exposição Björk Digital.

Exposição de quadrinhos do MIS é prorrogada. (Foto: Divulgação)

Quadrinhos mensais da Disney voltam ao mercado brasileiro em março

A Editora Culturama é a nova responsável pela publicação das histórias em quadrinhos mensais da Disney no Brasil. A empresa vai publicar, em um primeiro momento, cinco revistas, todas com aventuras inéditas. Entre os personagens principais estão Mickey, Minnie, Donald, Tio Patinhas, Pateta, Margarida, Peninha, entre outros.

As primeiras revistas começam a ser comercializadas em março e iniciarão do número 0. “Pensamos em zerar as edições, pois queremos marcar esse novo momento pelo qual as HQ’s estão passando. Sabemos que esse produto tem uma tradição e não vamos acabar com isso. Convidamos o Paulo Maffia, ex-editor da Abril, para fazer parte da equipe, pois ele tem conhecimento e experiência. Nossa ideia é manter os pontos positivos das revistas que eram produzidas e acertar os pontos negativos”, afirma Fabio Hoffmann, diretor da Culturama.

Quadrinhos da Disney voltam a ser publicados no Brasil. (Foto: Divulgação)

No futuro, a editora pretende ter uma produção própria de histórias em quadrinhos Disney. “Hoje, a maioria das histórias vem da Itália e da Dinamarca, por isso, estamos analisando a possibilidade de criar roteiros aqui no Brasil, principalmente do Zé Carioca, que é um personagem muito querido pelo público” acrescenta Hoffmann.

Sobre as edições colecionáveis em capa dura, que eram produzidas anteriormente, Hoffmann esclarece  que esse tipo de produto não está contemplado no contrato firmado com a Disney. “Temos algumas ideias além das revistas mensais, mas tudo precisa ser aprovado previamente”.