Arquivo da tag: Japan Food

Tecnologia e Delivery: armas para os restaurantes enfrentarem a crise do coronavírus

A tecnologia tem auxiliado na adaptação de restaurantes ao delivery, seja na busca por clientes e meios de entrega, como na montagem do novo cardápio, no cálculo de insumos e fornecedores ativos.

chef Jun Sakamoto cria menu para delivery. (Foto: Divulgação)

A crise ocasionada pelo coronavírus está forçando os restaurantes a se reinventarem. O fechamento temporário tem sido um verdadeiro desafio para os proprietários, que estão buscando novas maneiras de continuarem suas atividades. 

O delivery – entrega em domicílio, não é nenhuma novidade. No entanto, empresas que não utilizavam esse recurso passaram a pensar nele como alternativa para atender seus clientes durante o período de isolamento social. 

É o que o chef Jun Sakamoto tem feito frente esta nova realidade. Dois de seus três restaurantes em São Paulo estão funcionando assim: o J1 Sakamoto, no Shopping Villa Lobos está operando pelo aplicativo Rappi e o Jun Sakamoto, que fica na Rua Lisboa, preparou um delivery especial. “Eu e meu assistente preparamos os pratos e levo pessoalmente aos clientes. Sushis e sashimis são servidos em louças de cerâmicas, depois eu mesmo vou buscá-las, comenta. Já o Junji Sakamoto, unidade do Shopping Iguatemi, está fechado por decreto do governo do Estado. 

Mas, como adaptar rapidamente o atendimento presencial ao delivery? Jun responde que a tecnologia foi fundamental para esta mudança radical sem que perdesse a qualidade. 

Como não teve tempo de fazer um projeto e nem para desenvolver as plataformas próprias, o empresário recorreu a parceiros para adequar seus serviços.

Com uma ferramenta de Gestão Empresarial, o ERP EVEREST, ele conseguiu montar um novo cardápio, calcular os preços dos insumos, localizar fornecedores que estivessem abertos e assim chegar a um valor final justo.

“Eu consigo controlar todas as minhas operações, os custos, diminuir desperdícios, acompanhar as compras, evitar ter compras irregulares e até controlar o padrão dos pratos através das ordens de produções”, comenta Jun Sakamoto.

Eduardo Ferreira, diretor comercial da ACOM Sistemas, empresa responsável pelo sistema ERP, explica que a ferramenta integra as informações mais importantes, fornecendo relatórios gerenciais do restaurante sobre faturamento, ticket médio, produtos mais vendidos, margem de lucro, entre outros recursos que servem de embasamento para tomadas de decisões estratégicas, como promoções, ações comerciais e de marketing, expansão, precificação, investimentos, etc. “O sistema realiza toda a gestão de um restaurante seja qual for a forma de atendimento. Com a readaptação para o delivery, esta tecnologia está sendo bastante útil também na busca por fornecedores ativos para realizar a entrega”, conta.

Já para a busca do cliente final, vale tudo, principalmente a divulgação nas redes sociais. Outra ferramenta que os estabelecimentos têm utilizado é a GoomerGo: um aplicativo recém criado que conecta restaurantes e clientes pelo WhatsApp. “Diante dessa realidade, desenvolvemos a primeira versão do aplicativo em 4 dias no intuito de apoiar e colaborar com o setor de alimentação neste momento. O GoomerGo é gratuito e sem intermediários para realização de pedidos online. Não cobra nenhuma taxa de pedido ou comissão dos estabelecimentos e não envolve a parte logística. Toda a responsabilidade de realizar a entrega e receber o pagamento fica a cargo do próprio restaurante. Em menos de um mês, mais de 3 mil restaurantes já estão utilizando em todo o Brasil”, conta Álvaro Barbosa, gerente de marketing da Gommer, startup que desenvolveu o aplicativo.

Kaizen oferece menu especial para Dia dos Namorados

Para os casais que adoram comida japonesa e também novas experiências dentro da culinária, o Kaizen Japanese Food será o lugar perfeito para celebrar o amor e alta gastronomia no dia 12 de junho, Dia dos Namorados.

No Kaizen Japanese Food, tradicional japonês de Campinas, o cardápio especial conta com camarão e mexilhão flambados, cogumelos shimeji com lulas, peixe anchova negra defumada acompanhada de creme de edamame, tempurá de cauda de lagosta, ostras frescas de Santa Catarina, empanadas com farinha japonesa Panko e molho pesto de shissô; sashimis com os peixes mais frescos da estação servidos no gelo; combinado de sushis exclusivos com azeite de trufas negras, foie gras e caviar. Isso tudo pode ser repetido a vontade.

image003.jpg
(Foto: Divulgação)

Para sobremesa, o Kaizen reserva Mousse de chocolate Belga com matcha e sorbet de frutas vermelhas. Tudo é feito de forma artesanal, na própria cozinha do restaurante. Além disso, foram escolhidos – propositalmente – ingredientes afrodisíacos.

O jantar especial para a data será servido das 19h às 23h. O valor é de R$ 160 por pessoa.

Serviço 
Kaizen Japanese Food
Avenida Iguatemi, 556, Vila Brandina – Campinas/SP
Telefone: (19) 3395-3900
www.kaizenjapanese.com.br
Segunda a quinta, das 12h às 14h | das 19h às 22h30
Sexta e sábado 12h às 14h30 | das 19h às 23h
Domingo 12h às 15h30
Estacionamento próprio
Aceita todos os cartões de crédito e débito

Dia dos Namorados: Restaurante japonês Djapa serve ostras frescas à vontade

O restaurante em Moema, que ocupa o posto número 1 entre 835 avaliados do Trip Advisor, serve 42 pratos à vontade, incluindo ostras frescas, considerado afrodisíaco
Uma dica imperdível para o Dia dos Namorados: o restaurante japonês Djapa, em Moema, serve ostras frescas à vontade em seu rodízio. Considerada afrodisíaca, a ostra é conhecida por aumentar a libido. No total, o rodízio oferece 42 opções à vontade, sem contar os 25 tipos de sushi e 13 recheios de temaki. Outros destaques são a ostra gratinada, o camarão empanado, a casquinha de siri, o sashimi de polvo, entre outros. No final, ainda há 8 opções de sobremesa (já incluso no rodízio) para escolher.
Após 4 anos, o Djapa virou referência no segmento de rodízio japonês. Ocupa a primeira posição no ranking entre 835 restaurantes japoneses avaliados por clientes no Trip Adivsor. Desde sua abertura tem apostado na inovação ao oferecer um sistema de “rodízio de verdade”, em que os garçons circulam com os pratos pelas mesas. Até então, os restaurantes japoneses adotavam o nome “rodízio”, mas retiravam os pedidos logo na chegada do cliente. O sistema implantado pelo Djapa facilita a escolha dos pratos mais desejados e ainda evita o desperdício.

ViewImage.jpg
Djapa, de Moema, oferece ostra no Dia dos Namorados. (Foto: Divulgação)

A outra novidade é o recém-lançado “rodízio vegetariano de verdade”. Até hoje, os restaurantes apenas eliminavam os pratos com carne para oferecer a opção vegetariana.  O Djapa criou diversos pratos exclusivos para compor os 20 itens, sem contar as variações de sushi. Dos pratos exclusivos, destaque para o carpaccio de abobrinha, trouxinha de kabotcha (abóbora japonesa), niguiri de shiitake e edamame (grãos de soja verde), “sashimis” de manga e cenoura. Para suprir a proteína animal, o restaurante preparou diversas opções com tofu: hiyayakko (tofu gelado coberto com temperos como gengibre), robata (espetinho grelhado), teppan (grelhado na chapa) e empanado. “Temos percebido um crescimento gradual de clientes vegetarianos”, afirma o sócio-proprietário José Miguel Hallage. “A comida japonesa, que já é saudável, vai ficar ainda mais com a opção vegetariana”.
PARA TODOS OS GOSTOS
O Djapa ainda é uma excelente opção para quem ainda está dando os primeiros passos na gastronomia japonesa e ainda não se adaptou ao peixe cru. Entre os
diversos pratos quentes, estão: salmão com shimeji e abacaxi no papelote, os tradicionais teppan (grelhado na chapa) de filé mignon, frango e peixes variados; ou os empanados (katsu) de carne e frango. Para facilitar ainda mais a vida dos iniciantes, o restaurante colocou à disposição pratos não-japoneses, como casquinha de siri, ostra gratinada, trouxinha de salmão e de abóbora kabotchá, bolinho de bacalhau e pastéis variados. “Embora a comida japonesa esteja consolidada sempre tem um público novo que ainda não está familiarizado”, afirma
AMBIENTE
Na esquina das ruas Gaivota e Agami, o restaurante Djapa impressiona pelo ambiente amplo, moderno e aconchegante. Logo na entrada, um elevador para
deficientes garante a acessibilidade ao salão. São 150 lugares bem distribuídos, onde o bem estar do cliente foi o principal critério levado em consideração. Não há
sensação de claustrofobia que costuma acontecer em restaurantes que sufocam o cliente para ganhar mais mesas. O forro Heradsign, fabricado na Alemanha pela
Knauf AMF, absorve o som para melhor conforto acústico. Um deck circunda o salão principal e o teto retrátil é uma atração à parte para os dias mais quentes. No mesmo espaço fica o lustre gigante que remete a um desenho geométrico de origami, projetada pelo designer Ray Dimenezes.
VALORES
O valor do rodízio tradicional, servido no almoço e jantar durante a semana e aos finais de semana, é de R$ 95 por pessoa. No almoço, de segunda a sexta (exceto feriados), a opção executiva sai por R$ 65, que ainda inclui uma das cinco opções de sobremesa. O rodízio vegetariano, com 20 pratos, custa R$ 75. A versão vegetariana executiva, servida de segunda a sexta no almoço (exceto feriados), custa R$ 55.
PRÊMIOS
O Djapa Moema ocupa a primeira colocação no ranking de 835 restaurantes japoneses avaliados pelo Trip Advisor. O mesmo site concedeu o Selo de Excelência 2018 (é o terceiro ano consecutivo que o restaurante recebe o selo).
Foi eleito o segundo melhor rodízio japonês pela revista Veja São Paulo.
SERVIÇO

Djapa – Rua Gaivota, 168 – Moema – São Paulo. Tel (11) 2691-2003 e 2691-2004.
Horário de funcionamento. Segunda quinta, das 12h às 15h e das 19h às 23h; sexta, das 12h às 15h e das 19h às 0h; sábado, das 12h às 0h; domingo, das 12h às 22h30. Cartões: todos; Vallet: R$ 24.

Guioza ganha releituras no Tuna

O restaurante curitibano traz quatro opções de um dos preparos mais consumidos no mundo

Funcionando há quase um ano na cidade de Curitiba, o Tuna é um grande sucesso de público e críticas. Apostando em clássicos japoneses fieis à técnica oriental e em releituras contemporâneas, a casa conta com a consultoria do chef Koji Yokomizo, um dos grandes nomes da gastronomia japonesa no Brasil. Entre os preparos servidos no novo empreendimento, está o saboroso guioza.

Guioza tem releitura feita pelo Tuna. (Foto: Divulgação)
Guioza tem releitura feita pelo Tuna. (Foto: Divulgação)

O preparo, típico da culinária oriental, com destaque para a sua presença no Japão e na China, consiste em uma massa fina especial recheada com os mais variados ingredientes. Na sequência, essa massa, semelhante ao ravióli, são seladas por meio da pressão e vão para o fogão, onde podem ser fritas ou cozidas. Depois de pronto, o guioza é servido acompanhado por molhos à base de shoyu.

No Tuna, os curitibanos têm a oportunidade de saborear três opções de guioza, duas tradicionais e uma releitura exclusiva: Tradicional (R$ 25), Camarão (R$ 36) e Pato confit e dedo de moça (R$ 32). O preparo é servido, no almoço e no jantar, em uma porção especial com seis unidades.