Arquivo da tag: Jogabilidade

The Battle of Polytopia ganha expansão com nova tribo

Premiado game de estratégia em turnos para Steam e celulares chega a 13 milhões de downloads e recebe a DLC Cymanti Tribe

(foto: divulgação)

A produtora independente Midjiwan AB anunciou que o seu popular game de estratégia em turnos, The Battle of Polytopia, ultrapassou a marca de 13 milhões de downloads no Steam, na App Store e na Google Play. Com jogabilidade ao estilo 4x, mapas gerados de forma procedural, modo single-player e mutilplayer para até 15 pessoas no PC ou Mac, o título permite que os jogadores comandem uma conquista global como líderes de uma das 16 nações únicas do game.

O estúdio também compartilhou que o tão aguardado pacote de expansão Cymanti Tribe já está disponível em todas as plataformas mencionadas – Steam, App Store e Google Play. Inspirados por plantas e insetos do mundo real, os jogadores podem agora usar criaturas rastejantes e esporos venenosos em sua missão de dominação mundial. A expansão Cymanti Tribe está com 20% de desconto durante a primeira semana no Steam.

Dê uma olhada de perto na invasão Cymanti com este novo trailer:

“Nós adoramos desafiar os jogadores de The Battle of Polytopia com nossos pacotes de expansão”, diz Christian Lovstedt, gerente-geral da Midjiwan AB. “Cymant Tribe traz um nível de profundidade e complexidade que vai testar os nossos fãs mais devotos”, completa.

Os Cymanti são polytopianos que formaram relações simbióticas com os insetos Ciru que ficam no topo de suas cabeças. As habilidades únicas desta Tribo permitem aos jogadores comandar uma diversidade de insetos a seu bel-prazer. Alguma das criaturas rastejantes incluem besouros Elytra, que agem como unidades de defesa; e os enxames alados Phychi, que fazem o papel de arqueiros; e os longos Centipedes, que se dividem em duas unidades quando atacados no meio.

Veja abaixo uma lista com as principais características de The Battle of Polytopia:

  • Single-player e multiplayer online para até 15 jogadores no PC e Mac;
  • Matchmaking online;
  • Gameplay ao estilo 4X, que envolve explorar, expandir, tirar partido e exterminar;
  • Escolha uma dentre as 16 tribos polytopianas, cada uma com sua própria índole, cultura e características;
  • Os jogadores podem explorar, extrair recursos naturais, construir, pesquisar e ir pra guerra;
  • Mapas gerados de forma procedural garantem que cada partida será uma experiência totalmente nova;
  • Rankings online reúnem as maiores pontuações dos melhores construtores de civilizações;
  • Cinco tamanhos de mapa, do minúsculo ao massivo;
  • Diferentes tipos de mapa: Terras Áridas, Lago, Continente, Arquipélago e Mundo Aquático
  • Três modos de jogo: Perfeição, Dominação e Criativo;
  • Opção de partida espelhada na qual tribos idênticas se encontram em um mesmo jogo;
  • Controle pelo teclado e atalhos.

Cyberpunk 2077 terá suporte a Ray Tracing e NVIDIA DLSS 2.0 no lançamento

(Foto: Divulgação)

Com um enredo envolvente, jogabilidade expansiva em mundo aberto e gráficos impressionantes, Cyberpunk 2077 tem tudo para ser um marco na história dos videogames. A NVIDIA revela que Cyberpunk 2077 terá suporte a sua tecnologia DLSS 2.0, que aprimora o desempenho e a qualidade gráfica, e detalha como o jogo usará o Ray Tracing.

Os jogadores encontrarão os seguintes recursos de Ray Tracing em Cyberpunk 2077 já no lançamento:

  • Oclusão ambiental por Ray Tracing – A oclusão ambiental é uma técnica de sombreamento e renderização usada para calcular a exposição de cada ponto de uma cena à iluminação ambiente. O resultado é um efeito de sombreamento difuso, que escurece as áreas fechadas e protegidas e aprimora o tom geral da imagem renderizada. Em Cyberpunk 2077, a oclusão ambiental por Ray Tracing também pode ser usada com iluminação local para aproximar os efeitos locais de sombra onde as sombras não aparecem.
     
  • Iluminação difusa por Ray Tracing – Essa técnica é usada para capturar o brilho do céu, bem como a iluminação emissiva de várias superfícies, o que é difícil de obter com as técnicas tradicionais de renderização.
     
  • Reflexos por Ray Tracing – Em Cyberpunk 2077, os reflexos por Ray Tracing são usados em todas as superfícies e podem rastrear feixes de luz por vários quilômetros. Eles estão presentes em objetos opacos e transparentes para simular a maneira como a luz reflete de superfícies brilhantes e metálicas. Isso inclui espelhos naturais lisos, como vidros de janelas, e também superfícies mais ásperas, como metal escovado. Diferentemente das técnicas de “screen space”, que podem refletir apenas o que está na tela, o Ray Tracing incorpora toda a cena ao redor do personagem e pode representar com precisão objetos fora da visão da câmera.
     
  • Sombras por Ray Tracing – Cyberpunk 2077 apresentará sombras direcionais do sol e da lua. Essas sombras buscam ser fisicamente precisas e até mesmo levar em conta a dispersão da luz nas nuvens. As sombras podem ser aprimoradas na versão final para oferecer suporte a outros tipos de fontes de luz quando necessário.

O Ray tracing e o NVIDIA DLSS 2.0 deverão estar disponíveis no lançamento em 19 de novembro de 2020.

Cyberpunk 2077 é um dos jogos mais esperados de todos os tempos”, disse Jason Paul, vice-presidente de marketing da plataforma GeForce da NVIDIA. “Combinando a incrível capacidade de contar histórias e a impressionante arte da CD PROJEKT RED, o Ray Tracing com RTX e o NVIDIA DLSS 2.0 ajudam a tornar Cyberpunk 2077 um dos jogos obrigatórios de 2020.”