Arquivo da tag: Kingston

HyperX ensina a escolher a memória RAM ideal e melhorar a performance da máquina

(Foto: Divulgação)

Leigo ou heavy user, todo mundo em algum momento já quis saber quanto seu dispositivo tem ou precisa ter de memória RAM. A curiosidade se justifica, já que a capacidade da memória é decisiva para a performance da máquina. Mas a quantidade de bytes não é tudo, e conhecer um pouco mais sobre o assunto pode ajudar o consumidor a fazer a melhor escolha na hora de comprar um computador pronto, montar uma máquina ou atualizar o sistema.

Iuri Santos, gerente de tecnologia da HyperX no Brasil, marca da Kingston, maior fabricante de memórias independente do mundo, afirma que a memória RAM, junto da CPU, é o ‘cérebro’ da máquina. “É como imaginar uma pessoa sem memória. Como ela poderá fazer uma conta de cabeça se não se lembra sequer do que tem que somar? Quando fazemos a conta no papel, escrevemos os números e enviamos essas informações para o cérebro calcular. Com a memória RAM o processo é parecido, ou seja, ela é responsável por registrar e armazenar os dados na CPU, sejam temporários ou permanentes”, explica Iuri.

Segundo ele, a memória RAM é ainda mais importante para o gamer, pois o computador precisa calcular a física de cenário, objetos e personagens no jogo, processar a inteligência dos inimigos e passar todas as informações para a placa de vídeo fazer o desenho na tela, por exemplo, da forma mais rápida possível, pois qualquer atraso pode travar o jogo. “Geralmente, quedas de frame em cenas complexas nos jogos estão relacionadas a uma configuração inadequada de memória RAM no sistema e não a uma falta de força de processador ou da placa de vídeo”, diz o gerente de tecnologia da HyperX.

Situações como essa podem ser resolvidas com um upgrade de RAM. O processo para aumentar a memória e deixar a máquina mais estável e veloz é simples e pode ser ainda mais facilitado com o tutorial preparado pelo gerente de tecnologia da HyperX, a seguir:

• Antes de mais nada, identifique a geração do processador do computador e o chipset da placa-mãe em que ele está instalado. Esses dois pontos determinam as tecnologias compatíveis com o sistema.

• Em seguida, observe os componentes de memória que já estão instalados no sistema e verifique se já estão sendo utilizados todos os números de canais de memória que o computador disponibiliza. O canal de memória é a forma que a CPU tem para acessar simultaneamente mais informações por ciclo de processamento. Algumas máquinas podem ter dois, quatro ou até oito módulos de memória, mas cada chipset terá a sua tecnologia de canal determinada em conjunto com o processador instalado.

• Caso a máquina tenha apenas um módulo de memória instalado, a instalação de um segundo, com a mesma configuração, número de chips e capacidade, fornecerá o dobro da capacidade computacional em relação à atual. Um módulo de memória instalado sozinho permite o processamento de 64 bits de dados por ciclo, e hoje em dia todas as máquinas são compatíveis com ao menos o dual channel (dois canais). Dessa forma, preenchendo os dois canais, cada um com um módulo de memória de 64 bits, o processamento de dados é dobrado para 128 bits, o que resulta em melhor performance da máquina na hora de processar as informações.

• Com os dois canais funcionando, é importante verificar se a configuração atual atende à demanda de memória dos programas usados. Hoje em dia, um sistema com ao menos 16GB de memória RAM permite rodar muito satisfatoriamente os jogos mais recentes. Existem programas que, sozinhos, rodam muito bem com apenas 8GB de RAM, mas, em muitos casos, para gamers que querem jogar e fazer streaming ao mesmo tempo, por exemplo, 16GB passa a ser o novo ponto de partida, utilizando sempre dois módulos de 8GB nas placas-mãe dual channel ou quatro módulos de 4GB nas quad channel (quatro canais). Observe que sempre número par, dependendo da quantidade de canais de memória disponíveis na plataforma utilizada.

• Um detalhe importante referente a módulos de alta velocidade é que, geralmente, quanto menos módulos utilizar, maior se torna a velocidade em MHz compatível com a plataforma. Por exemplo, 32GB podem ser configurados usando quatro módulos de 8GB ou dois de 16GB, em plataformas dual channel, mas, quando possível, deve-se dar preferência para a configuração com apenas dois módulos de 16GB, permitindo assim que módulos com frequências mais altas possam ser utilizados. Já em plataformas quad channel, o ideal é usar 4 módulos de memória ao invés de oito módulos, sendo sempre importante respeitar o número múltiplo de quatro.

• Verifique se as memórias utilizadas têm as mesmas frequências. Os processadores Intel de 6ª e 7ª geração e os AMD Ryzen de 1ª geração podem, com segurança, fazer uso de memórias de 2400MHz de frequência, principalmente de dois módulos em dual channel. Já os processadores Intel de 8ª e 9ª geração e AMD Ryzen de 2ª e 3ª geração em placas-mãe com chipsets da família 400 e 500, principalmente, podem seguramente trabalhar com 2666MHz de frequência. Se o chipset da placa-mãe começar com Z ou X, geralmente 3200MHz é uma frequência segura para o funcionamento das memórias em overclock de fábrica através do conhecido perfil XMP. Frequências mais altas podem ser utilizadas, mas a recomendação é verificar quantos módulos e de qual capacidade são compatíveis em tal frequência para cada modelo de processador e placa-mãe.

• Falando em memórias padrão, a terceira geração AMD Ryzen trabalha nos chipsets da família 500, com memórias de 3200MHz, sendo frequências mais altas dependentes apenas da compatibilidade da placa-mãe e do número de módulos de memória instalados. Os processadores Intel de 10ª geração têm como especificação, e dependendo do modelo do processador, até 2933Mhz e aceitam memórias mais rápidas, também conforme o modelo da placa-mãe em que for instalado.

“Com essas informações fica mais fácil fazer o computador rodar jogos e todos os programas sem engasgos. Se tiver apenas um módulo de memória instalado, procure o upgrade para estabelecer o dual channel. Caso queira melhorar ainda mais, troque o módulo atual por um par de módulos mais rápidos. Se preferir deixar o sistema pronto para multitarefas e os jogos do futuro, use módulos maiores na velocidade ideal para o conjunto de placa-mãe e processador instalados no sistema. Nunca deixando módulos em quantidade ímpar ou fazendo upgrades instalando módulos de características muito diferentes. O sistema com um ótimo processador, ótima placa-mãe, turbinado com um SSD, deve ter a memória RAM certa para estar 100% preparado para todas as batalhas no mundo dos games”, finaliza o gerente de tecnologia.

A HyperX oferece memórias RAM DDR3 e DDR4 nas linhas FURY, Predator e Impact, com kits de 4GB a 256GB e frequências de 2400MHz a 4800MHz.

Para mais informações sobre a HyperX e seus produtos, visite http://www.hyperxgaming.com/br .

Kingston reforça a importância do backup e ensina como realizá-lo em um SSD

Fácil de fazer, cópia de segurança dos dados armazenados no PC é a forma mais eficaz para preservar todas as informações importantes em caso de pane, vírus ou roubo

(Foto: Divulgação)

Fazer backup é um procedimento simples e rápido que pode evitar uma grande dor de cabeça para usuários de computador. Mesmo aqueles que não têm familiaridade com tecnologia devem ter uma cópia de segurança das informações salvas em seus dispositivos ou sistemas. Seja por panes, vírus, falhas de funcionamento, roubo, perda ou descuidos, qualquer pessoa que use um computador pode precisar recuperar seus arquivos, e o período de distanciamento social é uma oportunidade e tanto para aprender a fazer backup ou colocar a tarefa em dia.

Para manter documentos, fotos, vídeos, programas e até configurações de um software a salvo em um hardware seguro e de rápido acesso, a Kingston Technology, líder mundial de produtos de memória e soluções de tecnologia, sugere que o backup seja feito em um SSD (unidade de estado sólido), que é mais durável e confiável que um disco rígido (HDD) e pode ser usado como unidade externa via USB ou como um segundo drive interno da máquina.

Interessados em realizar a cópia de segurança completa dos arquivos, programas e até do sistema operacional podem seguir as etapas abaixo. Se ainda assim surgirem dúvidas, recomenda-se buscar o auxílio de um especialista.

Backup de arquivos e programas

  • Certifique-se de que o SSD instalado internamente em seu computador ou conectado via porta USB tem capacidade suficiente armazenar todos os arquivos e programas que deseja ter em seu backup
  • Abra o Windows 10, clique em ‘iniciar’, vá em ‘configurações’, ‘atualização e segurança’, ‘backup’ e clique em ‘adicionar uma unidade’ e selecione o SSD secundário, seja ele uma unidade interna ou externa conectada via porta USB
  • Uma nova tela será aberta automaticamente com todos os seus arquivos pessoais, bibliotecas, programas instalados etc. Selecione tudo que pretende incluir no backup
  • Dê continuidade à tarefa e aguarde o processo de cópia ser finalizado. Feito isso, todos os arquivos selecionados estarão salvos no SSD secundário
  • Por fim, o usuário poderá optar por estipular uma periodicidade para a realização automática do mesmo procedimento. Feche as telas e o backup estará pronto

Backup do sistema operacional completo

Se estiver usando um SSD Kingston que já vem com a licença gratuita para o software de clonagem Acronis¹, baixe o programa em ftp://supportdownload:supportdownload@ftp.kingston.com/AcronisTrueImageOEM_5128.exe

  • Instale e abra o programa Acronis True Imagem OEM², selecione ‘backup’, o primeiro botão no canto superior esquerdo da guia
  • Clique em ‘entire PC’ e selecione onde o backup será salvo, podendo ser na unidade secundária interna ou externa conectada via porta USB
  • Clique em iniciar o backup e espere o fim do processo de cópia. O backup de todo o seu sistema operacional estará salvo no seu SSD

Para mais informações sobre a Kingston e seus produtos, acesse www.kingston.com.

¹ A Kingston oferece licença gratuita para o Acronis na compra de todos os SSDs Kingston das linhas A2000 e KC2000 e alguns modelos das linhas UV500 e KC600. Para os outros modelos é preciso adquirir a licença do Acronis ou comprar a de um outro programa

² O manual completo do Acronis para mais informações está disponível em http://media.kingston.com/support/pdf/ATI2016HD_userguide_pt-BR.pdf

Kingston ensina como instalar um SSD e deixar o PC ou notebook mais poderoso

(Foto: Divulgação)

O SSD (unidade de estado sólido) é a melhor solução de armazenamento para ter uma máquina rápida, confiável e de menor consumo energético. Também é o componente perfeito para dar sobrevida de mais dois ou três anos a um PC ou notebook antigo. Além disso, por não conter partes mecânicas como o HD, o SSD é muito mais resistente e seguro para armazenar arquivos, sem danificá-los ou perdê-los.

Mesmo com todas essas vantagens, muitos computadores ainda são comercializados com HDs. Porém, qualquer pessoa que queira melhorar o desempenho de sua máquina pode comprar um SSD e fazer a substituição. É uma tarefa rápida e simples, que pode ficar ainda mais fácil com o passo a passo criado pela Kingston¹:

Equipamentos necessários:

Chave Philips compatível com o modelo do computador

Pendrive para instalação do sistema operacional caso o novo SSD seja a unidade principal da máquina

SSD com formato compatível para o PC ou notebook²

Processo de instalação:

Salve os arquivos de instalação do Windows em um pendrive Kingston

Desconecte o computador ou notebook da tomada. No caso do notebook, retire a bateria se for removível

Abra a máquina utilizando a chave Philips para ter acesso ao compartimento onde o SSD será instalado

Caso haja algum outro dispositivo no espaço, como um HD, remova-o. Se houver a necessidade de adaptadores, provavelmente os do HD removido podem ser usados no SSD

Com o espaço vazio, basta colocar o SSD no local. Por não possuir partes móveis e ser bem leve, o SSD não necessita de cuidados extremos em relação à sua fixação e apenas alguns modelos de máquina têm parafusos

Conecte corretamente cabos e conectores

Feche o dispositivo, religue a energia e, no caso de notebook, reinstale a bateria

Por fim, basta espetar um pendrive com os arquivos de instalação do Windows, ligar a máquina e seguir as instruções para ter o computador rodando em altíssima velocidade com o SSD

HyperX amplia portfólio de memórias com a nova FURY DDR4 RGB

Modelos da linha FURY DDR4 também recebem atualização no design e mais opções de velocidade e capacidade 

A HyperX, divisão gamer da Kingston Technology, acaba de lançar a memória FURY DDR4 RGB e uma atualização do visual de toda a linha FURY DDR4, que conta com recurso Plug and Play de overclock automático. Além disso, para os usuários que precisam de mais velocidade e alta densidade, foram acrescentadas ao portfólio da marca modelos de até 64GB e 3466MHz.  

 Tanto a FURY DDR4 RGB quanto as demais memórias FURY DDR4 têm excelente custo-benefício e foram aprimoradas para oferecer alto desempenho com as mais recentes plataformas da Intel e AMD habilitadas à tecnologia Plug and Play, com configuração padrão em DDR4 1,2V. Além disso, contam com perfis Intel XMP pré-ajustados para melhor desempenho com os lançamentos da Intel.  

´Memória Fury DDR4 é lançamento da HyperX. (Foto: Divulgação)

A HyperX FURY DDR4 RGB vem com uma barra de LED com efeitos luminosos e tecnologia HyperX Infrared Sync, que permite a sincronização das luzes de diferentes módulos. A memória é compatível com o software HyperX NGenuity e outros programas de controle de iluminação de diversos fornecedores de placa-mãe, como o ASUS Aura Sync, o Gigabyte RGB Fusion e o MSI Mystic Light Sync. Mais informações sobre compatibilidade com software e placas-mãe podem ser encontradas nos sites dos respectivos parceiros.   

“O time da HyperX está muito empolgado com a ampliação da linha FURY DDR4, que vai atender as demandas e necessidades dos usuários e entusiastas de PC que buscam o melhor desempenho com os produtos mais atuais”, disse Paulo Vizaco, diretor regional da HyperX na América Latina. “Os novos modelos têm um design aprimorado que combina perfeitamente com os diferenciais da marca e que certamente vai agradar os consumidores”.

As memórias FURY DDR4 oferecem alta frequência com baixa latência CL15-CL16 para manter os gamers e entusiastas na máxima performance, e a FURY DDR4 RGB está disponível em módulos individuais de 8GB ou 16GB, e em kits de dois ou quatro módulos com capacidades totais de 16GB, 32GB e 64GB.   Todas as memórias da HyperX são 100% testados antes de saírem da fábrica e contam com garantia vitalícia.

Ainda não há informações sobre preço e disponibilidade das novas memórias no Brasil. Para saber mais sobre a HyperX e seus produtos acesse https://www.hyperxgaming.com/br.

É só plugar e aproveitar     A tecnologia Plug and Play presente nas memórias HyperX FURY foi desenvolvida pelos engenheiros da marca para oferecer aos usuários overclock automático e pré-ajustes configurados em fábrica.  Com ela, não é preciso alterar as configurações e timings manualmente, nem selecionar um perfil, basta plugar o módulo no computador e usar. Simples assim.     O Plug and Play também é ideal para computadores que não permitem ajustes de memória na BIOS e se ajusta automaticamente à maior velocidade suportada por cada sistema.

Especificações da memória HyperX FURY DDR4 RGB:

Capacidades: 8GB e 16GB (single), 16GB e 32GB (kits de 2), e 32GB e 64GB (kits de 4)

Frequências: 2400MHz, 2666MHz, 3000MHz, 3200MHz e 3466MHz

Latência: CL15 e CL16

Tensão: 1.2V e 1.35V

Temperatura de operação: de 0°C a 70°C

Dimensões: 13,33 cm x 4,12 cm x 0,7 cm 

Especificações das memórias HyperX FURY DDR4:

Capacidades: 4GB, 8GB e 16GB (single); 8GB, 16GB e 32GB (kits de 2), e16GB, 32GB e 64GB (kits de 4)

Frequências: 2400MHz, 2666MHz, 3000MHz, 3200MHz e 3466MHz

Latência: CL15 e CL16

Tensão: 1.2V e 1.35V

Temperatura de operação: de 0°C a 85°C

Dimensões: 13,33 cm x 3,41 cm x 0,7 cm 

HyperX lança no Brasil seu primeiro headset com tecnologia Bluetooth

Cloud Mix tem bateira com autonomia de 20 horas de uso, botões de volume e power, microfones embutido e removível, e cabo destacável

A HyperX, divisão gamer da Kingston Technology, lança no mercado brasileiro seu primeiro headset gamer com tecnologia Bluetooth, o Cloud Mix. Ideal para jogar, ouvir música ou conversar com os amigos, o Cloud Mix é um headset versátil, pode ser usado sem fio, tem bateria com autonomia de 20 horas de uso, vem com botões de mídia intuitivos e microfone embutido no próprio headset, além de cabo trançado com botões de mídia in-line e microfone boom removíveis. O Cloud Mix já está disponível no Brasil pelo preço sugerido de R$ 1.299,90.

Ao ser utilizado com fio, o Cloud Mix oferece áudio com tecnologia Hi-Res (áudio de alta definição) e frequência de resposta de 10Hz a 40.000Hz, para que o usuário ouça detalhes que passariam despercebidos em outros headsets. O Cloud Mix também conta com drivers de 40mm com duas câmaras sonoras em cada concha auricular (tecnologia Dual Chambers, exclusiva da HyperX) que separa os sons graves dos médios e agudos, reduzindo a distorção sonora e fornecendo áudio mais estável.

“O Cloud Mix é um headset ‘game and go’, ou seja, ideal para quem está sempre jogando e em movimento. Versátil, leve e confortável, pode ser usado com fio para transmitir áudio de alta definição em games, por exemplo, e é facilmente convertido em um headset Bluetooth com grande autonomia de bateria, perfeito para ouvir música ou falar com os amigos a qualquer hora e lugar”, explicou Paulo Vizaco, diretor regional da HyperX na América Latina.

Com uma estrutura resistente em alumínio, o Cloud Mix foi projetado para suportar pequenas quedas e impactos comuns do dia a dia. Suas conchas auriculares contam com a exclusiva tecnologia Memory Foam nas espumas de alta densidade que se adaptam às orelhas e cabeça dos usuários e garantem conforto por longas jornadas.

O Cloud Mix é compatível com dispositivos com portas de 3,5 mm (PC, Mac, PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch, mobile e VR) e plataformas de mídia habilitadas com a tecnologia Bluetooth. Tem dois anos de garantia, suporte técnico local gratuito e confiabilidade da marca HyperX. Mais informações sobre a HyperX e seus produtos estão disponíveis emhttps://www.hyperxgaming.com/br.

Características e especificações técnicas do headset HyperX Cloud Mix:

Headset

  • Driver: customizado e dinâmico, 40 mm com magnetos de neodímio
  • Tipo: circumaural, fechado
  • Resposta de frequência: 10Hz–40.000Hz
  • Impedância: 65 Ω
  • Nível de pressão sonora: 100dBSPL/mW a 1kHz
  • T.H.D.: < 2%
  • Peso: 260g
  • Peso com microfone e cabo: 275g
  • Comprimento do cabo:
    • Cabo de fone de ouvido destacável: 1.3m
    • Cabo de extensão para PC: 2m
    • Cabo de carregamento USB: 0.5m
  • Tipo de conexão:
    • Cabo de fone de ouvido destacável: plugue de 3,5 mm (4 polos)
    • Cabo de extensão para PC: estéreo de 3,5 mm e plugues de microfone

Microfone removível

  • Elemento:  microfone condensador Electret
  • Padrão polar: cancelamento de ruído
  • Resposta de frequência: 50Hz-18.000Hz
  • Sensibilidade: -42dBV (0dB=1V/Pa,1kHz)

Microfone embutido

  • Elemento:  microfone condensador Electret
  • Padrão polar: Omnidirecional
  • Resposta de frequência: 50Hz-8.000Hz
  • Sensibilidade: -33dBV (0dB=1V/Pa,1kHz)

Vida da bateria

  • Bluetooth: 20 horas de autonomia (Testado a 50% do volume do fone de ouvido. A vida da bateria varia dependendo do uso)

Bluetooth

  • Versão Bluetooth: 4.2
  • Alcance sem fio: até 10m (O alcance sem fio pode variar devido às condições ambientais)

HyperX amplia linha de memórias Predator DDR4 com módulos de alta velocidade

Os novos componentes oferecem frequências de 4266MHz e 4600MHz e são vendidos em kits de 16GB com dois módulos de 8GB cada

A HyperX, divisão gamer da Kingston Technology, anunciou o lançamento de dois novos kits de memória Predator DDR4 de alta velocidade, nas versões de 4266MHz e 4600MHz. As novas opções de frequência estarão disponíveis em kits de dois módulos de 8GB e incluem um dissipador de calor de alumínio e um PCB (printed circuit board), ambos na cor preta, para ficar em linha com o design das mais recentes versões de PC, em especial as criadas por entusiastas do DIY PC (faça você mesmo).

“A HyperX está empolgada em oferecer a Predator DDR4 para a próxima geração de entusiastas de PC que querem o melhor desempenho de seus sistemas”, disse Kristy Ernt, gerente de negócios de memória DRAM da HyperX. “Como a HyperX continua oferecendo suporte ao mundo dos games e eSports, a comunidade nos vê como uma marca líder e confiável no desenvolvimento de memórias de alta velocidade para a indústria de hardwares voltados para jogos.”

(Foto: Divulgação)

As novas memórias HyperX Predator DDR4 oferecem frequências rápidas com velocidades de até 4600MHz e baixas latências com tempo de resposta que variam de CL12 a CL19. O perfil de memória extrema (XMP) permite que os usuários façam overclock para além das especificações padrões da memória (não XMP). Os módulos de memória HyperX passam por um rigoroso procedimento de testes de certificação XMP e já vêm prontos para trabalhar em sistemas compatíveis com perfis XMP de memória extrema e otimizados para os chipsets mais recentes da Intel e muitos dos chipsets mais recentes da AMD.

As memórias Predator DDR4 oferecem extremo desempenho e são 100% testadas na fábrica quanto à sua velocidade. Além disso possuem suporte técnico local gratuito, garantia vitalícia e confiabilidade da marca HyperX.

A HyperX leva a sério o slogan “We’re All gamers”. Independentemente da plataforma usada para jogar, seja mobile, PC ou consoles, a marca tem como objetivo atender ou exceder as expectativas dos usuários com cada módulo de memória, SSD, headset, teclado, mouse ou mousepad projetado.

Mais informações sobre a HyperX e seus produtos estão disponíveis emhttps://www.hyperxgaming.com/br.

Especificações das novas memórias HyperX Predator DDR4:

Capacidades: kits de 16GB (2 módulos de 8GB)

Freqüências: 4266 MHz e 4600 MHz

Latências: CL19

Tensão: 1.4 V, 1.5 V

Temperatura de operação: de 0° C a 85° C

Dimensões: 133,35 mm x 42,2 mm x 8,3 mm

Kingston lança modelo gerenciável do pendrive criptografado IronKey D300 Serialized

Cada dispositivo conta com um número de série e código de barras exclusivo e pode ser gerenciado pelos softwares IronKey EMS e SafeConsole, ambos da DataLocker

A Kingston, líder mundial de produtos de memória e soluções de tecnologia, acaba de lançar a versão gerenciável do pendrive criptografado IronKey D300, o IronKey D300 Serialized Managed (D300SM), um dispositivo que acompanha os mais altos padrões de segurança da indústria e que tem nível avançado de criptografia compatível com as normas da GDPR (General Data Protection Regulation) e NYDFR (New York State Department of Financial Services).

Por meio dos programas IronKey EMS (Enterprise Management Services) e SafeConsole, ambos da DataLocker¹, o IronKey D300SM pode ser gerenciado a partir de um único local, ou seja, no caso de uso corporativo, a gestão de um ou de milhares de D300SM pode ser centralizada. Tanto para salvamento na nuvem quanto no próprio dispositivo, o D300SM segue políticas de segurança específicas, como limite de força e repetição de senha, que permitem ao administrador desabilitar remotamente as unidades perdidas ou roubadas, além de redefinir senhas e outras facilidades².

O IronKey D300SM conta ainda com certificação FIPS 140-2 Nível 3 e usa criptografia baseada em hardware de 256 bits AES no modo XTS. O número de série único e o código de barras do IronKey D300S permitem que administradores de rede identifiquem o dispositivo sem precisar conectá-lo ao computador, apenas utilizando a leitura ou escaneamento desses códigos. O recurso simplifica e torna mais eficiente uma série de procedimentos, do acesso regular ao conteúdo do pendrive até uma auditoria física. Já o teclado virtual possibilita ao usuário inserir uma senha utilizando o mouse ao invés do teclado físico, aumentando o nível de proteção contra keyloggers, programas que monitoram as digitações dos usuários.

“O modelo gerenciável IronKey D300 completa a linha de soluções criptografadas da Kingston para empresas de todos os tamanhos”, disse Richard Kanadjian, gerente de criptografia USB da Kingston. “Este é o nosso primeiro pendrive criptografado compatível com múltiplas plataformas, o que permite aos usuários do IronKey EMS ou do SafeConsole adicionarem e implementarem facilmente o D300SM nos seus atuais fluxos de trabalho.”

O IronKey D300SM está disponível em capacidades de armazenamento que variam de 4GB a 128GB, tem garantia limitada de cinco anos, suporte técnico local gratuito e a reconhecida confiabilidade da marca Kingston.

Mais informações sobre a Kingston e seus produtos estão disponíveis em www.kingston.com.br.

IronKey D300 Serialized – Características e especificações:

·      Criptografia: acesso exclusivo com senha

·      Atende aos mais frequentes requisitos de TI corporativo e governamental: Certificação FIPS 140-2 Nível 3 e conformidade com o TAA, para que o usuário tenha certeza que atende aos requisitos de TI corporativos e governamentais mais solicitados

·      Gerenciamento simples: Com os programas IronKey EMS ou SafeConsole é possível administrar e gerenciar facilmente milhares de unidades do pendrive a partir de um único local

·      Prático e eficaz: Número de série exclusivo e código de barras que podem ser digitados ou escaneados para acesso ao conteúdo dos dispositivos

·      Interface: USB 3.1 Gen 1

·      Capacidades3: 4GB, 8GB, 16GB, 32GB, 64GB, 128GB

·      Velocidade4: USB 3.1 Gen 1: 4GB: 80MB/s de leitura e 12MB/s de gravação

     8GB e 16GB: 165MB/s de leitura e 22MB/s de gravação

     32GB: 250MB/s de leitura e 40MB/s de gravação

     64GB: 250MB/s de leitura e 85MB/s de gravação

     128GB: 250MB/s de leitura e 85MB/s de gravação

     USB 2.0: 4GB: 30MB/s de leitura e 12MB/s de gravação

     8GB-128GB: 30MB/s de leitura e 20MB/s de gravação

·      Dimensões: 3.06″ x 0.9″ x 0.47″ (77.9 mm x 22.2 mm x 12.05 mm)

·      À prova d’água5: Até 1,2m.; em conformidade com a norma IEC 60529 IPX8.

·      Temperatura de operação: de 0°C a 60°C

·      Temperatura de armazenamento: de -20°C a 85°C

·      Compatibilidade: USB 3.0 e 2.0

·      Requisitos mínimos do sistema:

Compatível com USB 3.0 e 2.0

Necessária duas letras de drive livres para uso

·      Compatível com: Windows® 10, Windows 8.1, Windows 8, Windows 7 (SP1), Mac OS (v. 10.11.x – 10.14.x)

·      Unidade padrão compatível com: Windows® 10, Windows 8.1, Windows 8, Windows 7 (SP1), Mac OS (v. 10.11.x – 10.14.x), Linux v.2.6x+ 6

·      Unidade gerenciável compatível com: Windows® 10, Windows 8.1, Windows 8, Windows 7 (SP1), Mac OS (v. 10.11.x – 10.14.x)

Sistema operacionalTransferência de arquivoSafeConsole/IronKey EMS
Windows® 10, 8.1. 8, 7 (SP1)SimSimSim
Mac OS X v.10.9.x – 10.12.xSimSimSim
Linux v.2.6.x+6Sim7NãoNão

1 IronKey SEM/SafeConsole da DataLocker são vendidos separadamente

2 Requisitos de senha definidos pelo administrador durante a configuração usando o IronKey EMS para unidades gerenciadas do IronKey D300.

Parte da capacidade listada em um dispositivo de armazenamento flash é usada para formatação e outras funções e, portanto, não está disponível para armazenamento de dados. Como tal, a capacidade real disponível para armazenamento de dados é menor do que a que está listada nos produtos. Para mais informações, acesse o guia de memória flash da Kingston emhttps://media.kingston.com/pdfs/FlashMemGuide_BR.pdf.

4 A velocidade pode variar devido ao hardware, software e uso do host.

5 O produto deve estar limpo e seco antes de usar.

6 Determinadas distribuições do Linux exigirão privilégios de super usuário (root) para executar os comandos do pendrive adequadamente na janela do aplicativo terminal.

7 D300SM suporta comandos limitados do Linux, como login, logout e alteração de senha.

Nota: O nome e o logotipo Kingston são marcas registradas da Kingston Technology Corporation. Todos os direitos são reservados.  Todas as demais marcas são propriedade de seus respectivos detentores.

HyperX amplia linhas de memórias DDR4 Predator e Predator RGB

Novos componentes oferecem mais velocidade e capacidade para usuários que buscam alta performance

A HyperX, divisão gamer da Kingston Technology, anuncia na Gamescom, a principal feira de games da Europa, a ampliação das suas linhas de memórias DDR4 Predator e Predator RGB. A partir de agora, usuários que precisam de alto desempenho em suas máquinas, podem encontrar as memórias HyperX Predator DDR4 RGB com velocidades de até 4000MHz e as memórias HyperX Predator DDR4 com kits de capacidade de até 128GB e frequência de até 4133MHZ.

As novas memórias atendem às necessidades de computadores gamers com os mais avançados processadores da Intel e AMD, além de serem prontas para carregarem perfis Intel XMP predefinidos, que são otimizados para máxima performance. Os módulos da HyperX Predator DDR4 RGB ainda contam com uma faixa de iluminação em LED customizável com cores e efeitos, e são compatíveis com os programas de controle de iluminação de várias fabricantes de placa-mãe, como o ASUS Aura Sync, Gigabyte RGB Fusion, MSI Mystic Light Sync e Asrock Polycom RGB. Mais informações sobre os programas e as compatibilidades podem ser encontradas nos sites dos respectivos parceiros.

image013.jpg
HyperX lança memórias. (Foto: Divulgação)

“A ampliação das linhas de memória DDR4 Predator e Predator RGB vai de encontro a tudo o que os entusiastas de PC da nova geração precisam, principalmente desempenho”, disse Kristy Ernt, gerente de DRAM da HyperX. “Há mais de 15 anos fabricando componentes gamers, a HyperX conta com diversas opções de memórias de altíssima qualidade que atendem tanto usuários que querem montar uma máquina poderosa, quanto aqueles que pretendem melhorar o desempenho de seus computadores. As memórias FURY, Predator DIMMs e Impact SODIMMs, por exemplo, são ideais nesses casos”.

As memórias HyperX Predator DDR4 oferecem alta frequência, baixa latência e estão disponíveis em módulos únicos de 4GB a 16GB ou em kits de dois, quatro ou oito módulos com capacidades totais de 16GB, 32GB, 64GB e 128GB. Todos os módulos são 100% testados antes de saírem da fábrica e contam com garantia vitalícia. As memórias de alta performance da HyperX são desenvolvidas para montadores de PC, entusiastas e integradores de sistema que precisam de velocidade, alta densidade, performance e confiabilidade.

Durante a Gamescom, que acontece de 21 a 25 de agosto em Colônia/Alemanha, as novas memórias DDR4 Predator e Predator RGB poderão ser vistas nos estandes C68/D60/D61 no Hall 2.2. Os novos modelos já estão disponíveis nos Estados Unidos e devem chegar ao Brasil no fim de setembro.

 

Especificações da memória HyperX Predator DDR4 RGB:

Capacidades: 8GB (single), 16GB (kits de 2) e 32GB (kits de 4)

Frequências: 2933MHz, 3200MHz, 3600MHz e 4000MHz

Latência: CL15, CL16, CL17 e CL19

Tensão: 1.35V

Temperatura de operação: de 0°C a 70°C

Dimensões: 13,33 cm x 4,22 cm

 

Especificações da memória HyperX Predator DDR4:

Capacidades: 8GB e 16GB (single), 8GB, 16GB e 32GB (kits de 2), 16GB, 32GB e 64GB (kits de 4) e 128GB (kit de 8)

Frequências: 2400MHz, 2666MHz, 3000MHz, 3200MHz, 3333MHz, 3600MHz, 4000MHz e 4133MHz

Latência: CL12, CL13, CL15, CL16, CL17 e CL19

Tensão: 1.35V

Temperatura de operação: de 0°C a 85°C

Dimensões: 13,33 cm x 4,22 cm

Kingston anuncia o Nucleum, hub de 7 portas com conexão via USB tipo C

Fácil de usar, o ‘all-in-one’ portátil Nucleum adiciona funcionalidades a computadores com número limitado de portas e ainda tem tecnologia que reduz a interferência eletromagnética com outros aparelhos

A Kingston, líder mundial entre fabricantes de produtos de memória e soluções tecnológicas, acaba de anunciar o Nucleum, um hub com 7 portas e conexãoUSB tipo C, ideal para computadores com número limitado de portas, como os mais novos MacBooks, já que oferece portas extras USB tipo C, USB tipo A, HDMI e slots de cartões SD e micro SD.

image003.jpgCom múltiplas portas, o Nucleum funciona perfeitamente com os acessórios mais comuns, como mouses, teclados, monitores e cartões de memória, facilitando a vida tanto de usuários casuais quanto de profissionais que precisam de soluções para suas estações de trabalho. Entre as grandes vantagens do Nucleum está a possibilidade de usar todas as sete portas ao mesmo tempo, podendo, por exemplo, ligar um MacBook enquanto utiliza um disco rígido externo e carrega a bateria de um smartphone.

Já a interferência eletromagnética (EMI) que pode ocorrer ocasionalmente entre portas USB 3.0 (em qualquer dispositivo ou sistema) e dispositivos Wi-Fi, como roteadores ou mouses e teclados sem fio, não é um problema no Nucleum. O espectro de dados do USB 3.0 pode afetar os receptores de rádio sem fio que transmitem a 2,4 GHz quando estão próximos e gerar um ruído de banda-larga, mas no Nucleum essa questão é amenizada devido ao design do produto e à blindagem das portas USB.

“A demanda por acessórios complementares com conectores tipo C está crescendo”, disse Lawrence Yang, gerente de negócios de memória flash da Kingston. “A ideia por trás do Nucleum é criar uma central ‘all-in-one’ portátil, fácil de usar e uma solução que atenda às necessidades imediatas do usuário. Acreditamos que este seja o único acessório que você precisa levar para todos os lugares.”

O Nucleum está sendo apresentado no hotel Venetian, em Las Vegas/EUA, durante a CES, a principal feira de tecnologia do mundo que acontece entre os dias 08 e 11 de janeiro, e será lançado no Brasil no primeiro trimestre de 2018 por preço ainda não revelado. A solução conta com dois anos de garantia, suporte técnico local gratuito e a confiabilidade da Kingston.

Mais informações sobre a Kingston estão disponíveis em www.kingston.com.br.

Família de pendrive criptografado com teclado alfanumérico integrado da Kingston ganha modelos de menor capacidade

Dispositivo que já estava disponível com capacidades de armazenamento de 16GB, 32GB e 64GB, agora ganha versões de 4GB e 8GB

image003 (1).jpg
(Foto: Divulgação)

A Kingston, maior fabricante mundial independente de produtos de memória, acaba de adicionar novas capacidades de armazenamento ao DataTraveler 2000, pendrive com teclado alfanumérico integrado e que independe de um sistema operacional específico, pois possui criptografia baseada no próprio hardware. Agora, além de modelos com 16GB, 32GB e 64GB, o dispositivo passa a ter versões também de 4GB e 8GB, capacidades que ajudam na segurança corporativa e igualmente atendem a usuários que buscam facilidade de uso e não podem correr riscos em caso de perda ou extravio. Toda a linha DataTraveler 2000 é certificada pelo FIPS-197, possui criptografia padrão AES 256 bit e proteção via código de acesso, digitado no teclado alfanumérico integrado ao dispositivo. Os modelos com 16GB, 32GB e 64GB já estão disponíveis no Brasil e as versões com 4GB e 8GB devem estar à venda ainda em 2017, por preços sugeridos de R$ 289,90 e R$ 379,90, respectivamente.

“Os pendrives de menor capacidade limitam a quantidade de dados que podem ser copiados de uma rede, dificultando a transferência de informações muitas vezes sigilosas, e ao mesmo tempo evitando problemas maiores no caso de perda ou roubo da unidade”, diz Paulo Vizaco, diretor executivo da Kingston Brasil. “A maioria dos casos de vazamento de dados acontece pelo acesso indevido à rede de uma organização, e com as versões de 4GB e 8GB do DataTraveler 2000, menos dados podem ser copiados e, consequentemente, menos dados podem vazar”, reforça Vizaco.

O DataTraveler 2000 foi projetado para atender às necessidades de profissionais de segurança de tecnologia da informação, pequenas e médias empresas e usuários finais e corporativos que precisam proteger seus dados digitais. A unidade pode ser implementada facilmente em um ambiente de trabalho onde vários dispositivos estão em uso, já que independe de qualquer sistema operacional e toda sua segurança está baseada no próprio hardware. Ou seja, a criptografia é feita sem softwares ou hardwares auxiliares e, para utilizar o pendrive, basta digitar a senha no teclado alfanumérico e inseri-lo em uma porta USB 2.0 ou USB 3.1 geração 1 (USB 3.0).

O DataTraveler 2000 possui um teclado alfanumérico que permite aos usuários bloquear a unidade com uma combinação de palavras ou números, fácil de ser criada. Uma reinicialização do disco completo, em que os dados existentes são excluídos e uma nova senha deve ser criada, ocorre após dez tentativas de senhas erradas e consecutivas. Para garantir ainda mais segurança, há também um recurso de bloqueio automático que é ativado quando a unidade é removida de um dispositivo host, mesmo que não seja desligada corretamente antes da ejeção. Altamente resistente e durável, o modelo ainda tem uma proteção de alumínio que evita danos por acúmulo de poeira ou contato com água.

O DataTraveler 2000, assim como toda a linha de pendrives criptografados da Kingston, possui garantia limitada de cinco anos, suporte técnico local gratuito e a confiabilidade da marca Kingston. Mais informações sobre a Kingston estão disponíveis em www.kingston.com.br.