Arquivo da tag: Liderança

VINTAGE CULTURE ALCANÇA #1 NA LISTA DE DANCE CLUB SONGS DA BILLBOARD COM “IN THE DARK”

“In the Dark” de Vintage Culture chega ao topo da Billboard Dance Club. (Foto: Divulgação)

Vintage Culture alcança mais uma vez a primeira posição em charts com o hit do ano passado “In The Dark”. A música, que já tem mais de 13 milhões de reproduções no Spotify, ainda está recebendo atenção nas rádios e acaba de atingir o topo da lista da Billboard Dance Club Songs!

Ele está chegando com força! E dessa vez o DJ e produtor Vintage Culture vem acompanhado do também brasileiro Fancy Inc na inspiradora ‘In The Dark’. Em uma mistura de dance music encantadora com uma letra bonita, os dois artistas elevam o nível com esse hit massivo, já recebendo apoio de vários DJs, e que já está disponível pela Spinnin’ Records.

Vintage Culture e Fancy Inc estão atualmente aproveitando a ótima aclamação e atenção pela música e performances ao vivo. “In The Dark” parece ser outro destaque, que renova a parceria dos dois brasileiros iniciada com o hit ‘My Girl’, lançado pelo selo Tiesto Musical Freedom no início do ano e que atualmente já ultrapassa 13,8 milhões de reproduções no Spotify.

A nova música constrói a exata sintonia que definiu o hit mais recente, mas agora apresentando uma letra forte e batidas de dance cativantes. “In the Dark” é um hit que se apoia nas deliciosas batidas de deep house, com vocais sensuais e acordes altos de sintetizador, todos resultando em uma queda suave com linhas de baixo pulsantes.

Assim como “My Girl”, o single “In The Dark” parece ser o preferido de qualquer DJ, já contando com vários DJs entusiastas desde Martin Garrix, Hardwell, Afrojack, W&W e Fedde Le Grand até Sander van Doorn, CID, EDX e Kryder.

O sucesso já recebeu duas animadas versões de remix, da misteriosa dupla inglesa Wh0 e de Sonny Fodera. O remix do Wh0 mostra que na versão original In The Dark é uma emocionante música de dance mergulhada em synth pop. E agora, as notas fortes e linhas vocais vêm acompanhadas por uma batida house encorpada, que se move em direção a um drop oscilante, fazendo com que a música seja muito efetiva nas pistas de dança. Já o remix de Sonny Fodera trás um groove louco cheio de linhas vocais descoladas, sons em turbilhão e muitos outros efeitos animados, seguido de um drop estrondoso. É o efeito completo da música house – remixes incríveis de um hit que já é incrível!

MULHER-MARAVILHA MANTÉM LIDERANÇA NAS BILHETERIAS E JÁ É O TERCEIRO MAIOR FILME DE TODOS OS TEMPOS DA WARNER BROS. NO BRASIL

O primeiro filme solo da super-heroína da DC nos cinemas segue em primeiro lugar nas bilheterias e já foi visto por mais de 5,6 milhões de brasileiros

 Mulher-Maravilha, longa dirigido por Patty Jenkins, mantém a liderança das bilheterias brasileiras em sua quarta semana em cartaz e tornou-se o terceiro maior filme da distribuidora no país, atrás apenas de “Batman vs Superman: A Origem da Justiça” e “Esquadrão Suicida”.

No total, o longa já arrecadou mais de R$89,6 milhões desde sua estreia e foi visto por mais de 5,6 milhões de pessoas no país. Junto com Estados Unidos (1º) e China (2º), o Brasil agora ocupa o pódio dos três melhores resultados do filme no mundo.

mulher-maravilha-filme_1
Mulher-Maravilha continua liderança as bilheterias dos cinemas. (Foto: Divulgação)

Sobre o filme

Gal Gadot retorna como a personagem-título do épico de ação e aventura Mulher-Maravilha, dirigido por Patty Jenkins (“Monster: Desejo Assassino”, série da AMC “The Killing”). Unindo-se a Gadot no elenco internacional estão Chris Pine (filmes “Star Trek”), Robin Wright (“Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres”, série da Netflix “House of Cards”), Danny Huston (“Fúria de Titãs”, “X-Men Origens: Wolverine”), David Thewlis (filmes “Harry Potter”, “A Teoria de Tudo”), Connie Nielsen (série da Fox “The Following”, “Gladiador”), Elena Anaya (“A Pele que Habito”), Ewen Bremner (“Êxodo: Deuses e Reis”, “Expresso do Amanhã”), Lucy Davis (“Todo Mundo Quase Morto”, série de TV “Better Things”), Lisa Loven Kongsli (“Ashes in the Snow”), Eugene Brave Rock (série de TV “Hell on Wheels”) e Saïd Taghmaoui (“Trapaça”).

Antes de tornar-se Mulher-Maravilha, ela era Diana, princesa das Amazonas e treinada para ser uma guerreira invencível. Diana descobre que um grande conflito assola o mundo quando um piloto americano cai com seu avião nas areias da costa. Convencida de que é capaz de vencer a ameaça de destruição, Diana deixa a ilha. Lutando lado a lado com homens numa guerra que pretende acabar de vez com todas as guerras, ela vai descobrir todos os seus poderes… e seu verdadeiro destino.

Patty Jenkins dirige o longa a partir do roteiro de Allan Heinberg, história de Zack Snyder & Allan Heinberg e Jason Fuchs, baseada nos personagens da DC. Mulher-Maravilha é uma criação de William Moulton Marston.

O filme é produzido por Charles Roven, Deborah Snyder, Zack Snyder e Richard Suckle, com Stephen Jones, Geoff Jones, Jon Berg, Wesley Coller e Rebecca Steel Roven como produtores executivos.

Juntando-se a Jenkins nos bastidores estão o diretor de fotografia Matthew Jensen (“Poder Sem Limites”, “Quarteto Fantástico”, série da HBO “Game of Thrones”), a designer de produção indicada ao Oscar Aline Bonetto (“O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, “Eterno Amor”, “Peter Pan”), o editor vencedor do Oscar Martin Walsh (“Chicago”, “Operação Sombra – Jack Ryan”, “V de Vingança”), e a figurinista vencedora do Oscar Lindy Hemming (trilogia “O Cavaleiro das Trevas”, “Topsy-Turvy – O Espetáculo”).  A trilha sonora é composta por Rupert Gregson-Williams (“Até o Último Homem”, “A Lenda de Tarzan”).

A Warner Bros. Pictures apresenta, em parceria com a Tencent Pictures e a Wanda Pictures, Mulher-Maravilha, uma produção da Atlas Entertainment/Cruel and Unusual. Em cartaz nos cinemas brasileiros, o longa é distribuído pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment.