Arquivo da tag: Livros

Best-seller do New York Times protagonizado por negros e queers

Ás de espadas”, thriller publicado no Brasil pela Plataforma21, denuncia preconceitos e exalta luta contra o sistema racista

(Foto: divulgação)

A escritora inglesa Faridah Àbíké-Íyímídé estreou na literatura young adult com Ás de espadas e conquistou a lista dos best-sellers do New York Times. O thriller publicado no Brasil pela VR Editora, selo Plataforma21, traz à tona temas sobre o racismo estrutural, preconceito de classe e homofobia. É uma história com protagonismo negro e LGBTQIA+: Devon e Chiamaka são personagens queer.

A cada capítulo, as vozes narrativas são intercaladas para que o leitor possa acompanhar a história sob o ponto de vista de Devon e de Chiamaka. Eles são alunos da Academia Particular Niveus, selecionados como parte da alta hierarquia escolar. Pouco tempo depois da importante nomeação, alguém chamado Ases começa a enviar mensagens para todos os alunos da escola e revelar segredos dos dois jovens.

O que parecia apenas uma brincadeira de mau gosto rapidamente transforma-se em um jogo perigoso e assustador. Com todas as cartas contra eles, os protagonistas serão capazes de parar Ases? Não à toa, a obra tem sido descrita mundialmente como uma mistura de Gossip Girl com Corra!, dois sucessos mundiais, por misturar a tradicional fofoca escolar com a temática racista e o suspense.

Faridah é uma escritora do sul de Londres, Inglaterra, que sempre sonhou escrever livros sobre crianças pretas que salvam o mundo. Atualmente, cursa Literatura Inglesa no norte da Escócia. Entre as aclamações, Ás de espadas foi elogiado por Nic Stone, autora best-seller de “Cartas para Martin” e Aiden Thomas, autor best-seller de “Os garotos do cemitério”.

FICHA TÉCNICA
Título: 
Ás de espadas
Autora: Faridah Àbíké-Íyímídé
Tradução: Jim Anotsu
Editora: VR Editora – selo Plataforma21
ISBN: 978-65-88343-13-5
Páginas: 448 páginas
Formato: 16 x 23 cm 
Preço: R$61,66
Link de venda: https://vreditoraloja.com.br/produto/thriller/suspense-psicologico-13504/as-de-espadas/

“As palavras e o tempo”, de Clarice Lispector, ganha edição especial e ampliada

Livro reúne mais de 4.500 frases da autora e passa a incluir trechos de obras recentes como o “Todas as cartas”

(Foto: divulgação)

Clarice Lispector é uma das personalidades mais citadas na mídia e nas redes sociais pelas características e força das suas frases. Embora escritas dentro do contexto de cada romance, conto, crônica ou carta, as citações, mesmo isoladamente, têm vida própria, musicalidade e sentido poético.

Reunindo mais de 4.500 frases de Clarice Lispector, As palavras e o tempo oferece aos leitores vislumbres de todos os seus livros, servindo como um convite à descoberta da sua literatura. Nesta edição, que também conta com ilustrações da neta da autora, Mariana Valente, foram acrescentadas 180 novas citações atualizadas com as últimas publicações de sua obra, incluindo o mais recente “Todas as cartas”. Com curadoria de Roberto Corrêa dos Santos, o amor do acadêmico e pesquisador pelo trabalho literário de Clarice transparece na seleção das frases, pinçadas com o intuito de revelar a genialidade da escrita da autora e de inserir o leitor em seu universo poético.

A seleção inclui todo tipo de escrita realizada pela autora. Há desde trechos de romances, contos e crônicas, até cartas e anotações pessoais. Apesar de não cobrir toda a obra da escritora, o livro dá conta de boa parte dela. As frases revelam Clarice em diferentes etapas de sua vida, já que estão presentes trechos de seu romance de estreia, “Perto do coração selvagem”, escrito quando ela tinha apenas 19 anos, até fragmentos de seu último livro, “Um sopro de vida”, publicado postumamente em 1978.

A leitura da sucessão de frases traz a impressão de que estamos diante da fala da própria autora. Esta é uma coletânea que pode ser consultada ao acaso, como quem abre um livro sagrado em busca de orientação para um enigma específico, propiciando ao leitor um primeiro contato com as dúvidas e descobertas refletidas no espelho fiel da alma e do eu profundo de Clarice: a escrita.

Em outubro, além do lançamento da edição especial de As palavras e o tempo, Clarice Lispector também será protagonista da exposição Constelação Clarice, no IMS Paulista, sede do Instituto Moreira Salles em São Paulo. A mostra, que celebra a obra e o legado da autora, reunirá aproximadamente 300 itens, incluindo manuscritos, fotografias, cartas, discos e matérias de imprensa, entre outros documentos do acervo pessoal de Clarice. Também são exibidas obras de cerca de 20 artistas visuais mulheres, que atuaram na mesma época que a autora, entre as décadas de 1940 e 1970. No conjunto, há trabalhos de Maria Martins, Mira Schendel, Fayga Ostrower, Lygia Clark, Letícia Parente, Djanira e Celeida Tostes, entre outras.

SOBRE A AUTORA

Reconhecida pela crítica literária brasileira e estrangeira como uma das maiores escritoras do século XX, Clarice Lispector mudou os rumos da narrativa moderna com uma escrita singular, passando por diversos gêneros, do conto ao romance, da crônica à dramaturgia, da entrevista à correspondência e, também, pelas páginas femininas.

AS PALAVRAS E O TEMPO – CLARICE LISPECTOR

Organização: Roberto Corrêa dos Santos

Ilustrações: Mariana Valente

Gênero: citações; literatura nacional

Formato: 14 x 21 cm

Nº de páginas: 544    

Preço: R$ 99,90

Editora Novo Século percorre pelo aventuroso passado de Homem-Aranha

Para os amantes da Marvel, o livro do super-herói mais admirado chega aos leitores com designer gráfico diferenciado, capa dura, marcador ilustrado e acabamento admiravel

(Foto: divulgação)

Em breve, a Novo Século lançará o exclusivo título “Homem-Aranha: Eternamente jovem”, do autor Stefan Petrucha que escreveu diversos graphic novels  para o público adolescente e adulto. Esta obra chega com mais uma das aventuras do clássico personagem que surgiu em 1962 para os quadrinhos e foi adaptado para diversas mídias. O Peter Park, mais conhecido como Homem-Aranha, é um dos heróis mais populares, considerado mascote da Marvel.

Nesta obra, Peter Park está na esperança de obter algumas fotos de seu alter ego aracnídeo em ação, então sai em busca de problemas, e os encontra no modelo de uma placa de pedra misteriosa e mítica cobiçada pelo grandioso Rei do Crime e pelos facínoras da Maggia, o maior sindicato criminal da região.

No olhar dos vilões mais perigosos e da polícia de Nova York, o atirador de teias novamente encontra-se em conflito. Gwen Stacy, namorada de Peter, não anda muito contente com as atitudes de seu amado. E as aventuras não param, o passado volta para assombrá-lo quando o líder supostamente morto da Maggia ressurge em busca do fascinante objeto problemático. Será que com tia May às portas da morte, a sorte do famoso Homem-Aranha desapareceu para sempre? Ao decorrer da história, você descobrirá isso e muito mais.

Em breve a obra estará disponivel no site da Novo Século, Amazon e Submarino.  

No livro de J. K. Rowling foi lançado globalmente no dia 12 de outubro

“Jack e o Porquinho de Natal” é o primeiro romance infanto-juvenil inédito da autora desde Harry Potter e conta a história do amor de um menino por seu brinquedo favorito

(Foto: divulgação)

No dia 12 de outubro, foi lançado mundialmente Jack e o Porquinho de Natal, o novo livro infanto-juvenil de J.K. Rowling, criadora do fenômeno mundial Harry Potter.Publicado no Brasil pela Editora Rocco, o livro também será lançado simultaneamente no Reino Unido, na Austrália, Nova Zelândia, Irlanda e Índia pelo Hachette Children’s Group, nos Estados Unidos e no Canadá pela Scholastic e em mais de vinte traduções por editoras do mundo todo.

Jack e o Porquinho de Natalé o primeiro romance infanto-juvenil de J.K. Rowling desde Harry Potter e sucede seu brilhante retorno à publicação para crianças com a fábula do ano passado, O Ickabog, publicado primeiramente em formato de série e gratuitamente para crianças em quarentena e editado em seguida com todos os direitos autorais doados ao fundo filantrópico Volant, para ajudar grupos vulneráveis afetados pela pandemia de Covid-19. É uma história independente, sem relação com nenhuma obra anterior de J.K. Rowling.

O livro conta com capa dura e nove desenhos em preto-e-branco do premiado ilustrador Jim Field. A autora aprovou as imagens de primeira e ficou bastante animada: “Jim e eu trabalhamos através da minha editora, Ruth, que me enviou os desenhos dele e passou meu feedback. Como ele estava acertando tudo na primeira vez em que desenhou, a maioria dos meus comentários consistiu em expressões de alegria! Adorei trabalhar com ele. Ele realmente foi o ilustrador perfeito para o projeto”, disse Rowling.

Uma emocionante e empolgante aventura sobre o amor de uma criança pelo seu tesouro mais precioso e até onde ela está disposta a ir para encontrá-lo. Uma fábula apaixonante para toda a família, escrita por uma das maiores contadoras de histórias do mundo. Um menino e o seu brinquedo estão prestes a mudar tudo… Jack tem um porquinho de pelúcia cor-de-rosa que ele chama de O Poto. OP, como ficou conhecido, está ao lado de Jack nos bons e maus momentos e compreende todos os seus sentimentos. Até que, em uma véspera de Natal, para grande tristeza do menino, OP é perdido. Jack ganha um novo brinquedo, o Porquinho de Natal, e é este substituto que vai armar um plano para que, juntos, eles embarcam em uma jornada repleta de magia em busca do que foi perdido e a fim de reencontrar o melhor amigo que Jack já teve. 

“Eu acho que há alguns conceitos no livro que podem levar a algumas conversas interessantes entre adultos e crianças”, diz J.K. Rowling sobre o lançamento. “Eu acredito que crianças podem lidar com o assunto de maneira mais complexa do que costumam acreditar”, completa.

Parasita, conto de Arthur Conan Doyle, é o novo título da Tocalivros Clássico

Novela do criador de Sherlock Holmes perpassa o antagonismo entre ceticismo x ocultismo sob o ponto de vista de um cientista descrente

(Foto: divulgação)

Situações antagônicas: o ceticismo e o ocultismo, sob o ponto de vista de um estudioso da relação entre a mente e a matéria, fazem parte do enredo eletrizante do conto Parasita. Escrito em 1894 por Arthur Conan Doyle, o audiolivro chega à plataforma de streaming Tocalivros, pelo selo Tocalivros Clássicos.

Austin Gilroy estuda fisiologia e conhece um professor que pesquisa o ocultismo. O jovem é apresentado a uma mulher de meia-idade conhecida como senhorita Penclosa, que tem poderes psíquicos e é esposa do professor. Agatha, a noiva do cético Gilroy, é colocada em transe para provar os poderes da antagonista, que também pratica os poderes no cientista. O resultado dos transes hipnóticos é o despertar do melhor e do pior de Gilroy.

Relatada em forma de diário, o cientista registra os pensamentos e narra o que aconteceu em cada dia. Ele chega à conclusão de que a mulher é um “parasita” com a intenção de se alojar no seu sistema nervoso e controlá-lo. Angustiado, luta contra Penclosa e promete vingança. A obsessão inimaginável é relatada com um texto envolvente, surpreendente e que incorpora o ouvinte nos tormentos do cientista.

A novela de 31 capítulos foi ambientada em ações de áudio com tecnologia binaural e trouxe uma nova característica: as palavras usadas pela senhorita Penclosa para hipnotizar suas vítimas estão em 360 graus, o que permite uma experiência totalmente nova. “A personagem fala diretamente na mente do ouvinte para que este seja um participante da história. As vozes adicionais dão a sensação de quem escuta estar ouvindo os mesmos sons que deixam o personagem principal louco. Um jogo sonoro no qual o ouvinte é um participante direto da ação”, aponta Clayton Heringer, produtor artístico da Tocalivros.

Ficha Técnica
Título: 
Parasita
Escritor: Sir Arthur Conan Doyle
Editora: Vermelho Marinho
Produtora: Tocalivros Studios
Selo: Tocalivros Clássicos
Duração: 2h04min31seg
Narradores: Thiago Ubaldo e Priscila Scholz
Data de Lançamento: 24/09/2021
Valor: R$ 40,00 (ou R$ 14,90 na assinatura ilimitada)
Link de venda: https://bit.ly/parasitaconandoyle

Iron Maiden, AC/DC, Harry Potter e Bruxa Interior são lançados em outubro

Edições de LUXO em CAPA DURA acompanham KITS EXCLUSIVOS de colecionador enquanto durar o estoque

Quatro livros de sucesso mundial chegam ao Brasil, publicados pela Editora Belas Letras, com kits exclusivos de colecionador que vão arrepiar a sua nuca.

Duas das maiores bandas de heavy metal de todos os tempos, Iron Maiden e AC/DC, têm suas trajetórias contadas através de suas discografias completas, álbum por álbum. As edições de LUXO, em CAPA DURA, páginas coloridas e com centenas de fotos são assinadas por um dos mais importantes jornalistas de rock do planeta, Martin Popoff. E apenas até domingo, 10 de outubro, você pode pedir os kits por um preço promocional: de R$ 199,90 por R$ 139,91 na loja on-line da editora.

(Foto:

 O kit está sendo produzido e será divulgado em breve pelos canais de comunicação da Editora Belas Letras. Os envios iniciam em 14 de outubro.

A partir de entrevistas com 15 personalidades do mundo da música, o jornalista e crítico musical Martin Popoff apresenta a história de uma das maiores bandas de heavy metal de todos os tempos. “Iron Maiden – álbum por álbum” conduz o leitor pelos 16 discos de estúdio da banda, com curiosidades e informações sobre suas músicas e seus componentes, desde a primeira formação até a atualidade. São apresentadas informações completas sobre a ficha técnica de cada álbum, além de suas histórias divertidas e comentários sobre sua importância em diferentes épocas.

(Foto: divulgação)

Neste livro fartamente ilustrado com fotografias e material promocional da lendária banda britânica, revelam-se os bastidores das turnês, as histórias das composições, análises técnicas das músicas, as diversas formações da banda e muito mais. Acompanhando álbum por álbum, de Iron Maiden a The Book of Souls, o leitor percorre uma trajetória única e completa de uma das mais famosas bandas de heavy metal do mundo.

Além desses dois monumentos do rock, a Belas Letras traz um pouco de magia para os seus dias estreando a parceria oficial de produtos exclusivos com a marca Harry Potter. São 4 livros-planners de planejamento semanal cheios de conteúdo, atividades e curiosidades, inspirados nas escolas de magia de Hogwarts.

(Foto: divulgação)

Estes são livros-planners oficiais do universo Harry Potter, em edições de LUXO exclusivas CAPA DURA, pintura lateral e fitilho, para você encher as semanas de 2022 com ensinamentos e inspiração de cada casa. Só na Belas Letras elas chegam com um kit especial, que inclui bótom e marcador de páginas de cada casa.

Os fãs da saga Harry Potter podem fazer o pedido do combo com os quatro livros-planners ou escolher o kit separado referente a sua qualidade natural.

Os envios iniciam esta semana!

E o mês de Halloween não acaba por aí!

Você também pode resgatar o seu poder ancestral que já vive aí dentro e aperfeiçoar seus rituais sagrados com o kit Bruxa Interiorque contém 1 edição de LUXO em CAPA DURA do livro “Bruxa Interior – Resgate o seu poder ancestral”, com fios dourados impressos na capa e 256 páginas + 1 grimório para você anotar seus feitiços, magias e poções + 1 roda do ano – o calendário das estações da bruxa + 1 grade de cristais para você manifestar suas energias e intenções + 1 marcador de páginas exclusivo.

(Foto: divulgação)

O kit está sendo produzido e será divulgado em breve pelos canais de comunicação da Belas Letras. Os envios iniciam em 27 de outubro.

Ser bruxa não é sobre “hocus-pocus”. Não é a forma como se veste ou aquilo que posta nas redes sociais. É, sim, um convite para você, mulher, incorporar sua verdade e descobrir que é a ferramenta mais poderosa em sua vida. Ser bruxa dá a você o poder de se curar, mudar sua vida, mudar o mundo e realizar todos os seus sonhos. As bruxas são conhecidas por voar porque não têm medo de mergulhar dentro de si mesmas.

Juliet Diaz, vidente e indígena cubana de uma longa linhagem de curandeiras e bruxas tanto por parte de mãe quanto de pai, vai conduzi-la em um dos livros de introdução à bruxaria mais comentados e reverenciados dos últimos anos:

– Conecte-se com seu poder natural e com seus ancestrais para receber sua sabedoria.
– Crie feitiços, poções e rituais.
– Amplifique sua energia.
– Monte um altar e decore-o de acordo com as estações para aproveitar o poder sazonal.
– Trabalhe com a Lua e as Estações da Bruxa.

A autora acredita que a magia vive dentro de todas nós, afinal viemos todas do mesmo caldeirão, e sente paixão por inspirar outras pessoas a assumirem sua verdade. Dedicou a vida a ajudá-las a conceber luz, feitiço e magia dentro de suas almas, auxiliar milhares de pessoas a voltarem para seus “eus” e encontrarem a cura.

Cheio de magia, inspiração e amor, Bruxa Interior é seu guia e companhia em uma mística jornada de autoempoderamento. Aquelas que não veem sua luz estão impedidas por sua própria escuridão. Você nasceu pra ascender!

Ubook lança versão em áudio da biografia de Janis Joplin na voz da atriz e cantora Carol Fazu

A história da vida de uma das personalidades mais influentes da história do rock ganha versão em audiobook e será lançada no dia 4 de outubro

(Foto: divulgação)

 A Ubook, maior plataforma de audiotainment da América Latina, apresenta a versão em audiobook da biografia da rainha do rock “Janis Joplin: sua vida, sua música”. A obra é narrada pela atriz e cantora Carol Fazu, que interpretou Janis nos palcos, em musical premiado.

A história, escrita por Holly George-Warren, e publicada em versão impressa em 2020 pela Seoman, selo do grupo editorial Pensamento, é um retrato completo de uma das artistas mais notáveis de todos os tempos, baseado em conversas com familiares, amigos e músicos da banda, e em arquivos, diários e entrevistas perdidas. “Uma obra que estava sendo muito aguardada, sobre uma das mulheres mais importantes da história do rock, celebrada até mesmo por sua irmã, Laura Joplin, como a biografia que revelou histórias, cartas e documentos inéditos importantes sobre Janis… Trata-se da biografia mais completa já escrita por uma biógrafa experiente que tem em seu currículo obras como o best-seller do New York Times: A Estrada para Woodstock.” – afirma Adilson Ramachandra, editor do Grupo Editorial Pensamento.

A narrativa mostra de forma intimista a personalidade rebelde, inteligente, erudita e complexa de Janis Joplin, que imortalizou inúmeras canções, rompeu barreiras e desafiou as convenções de gênero da época, sendo precursora de um movimento feminista no universo musical e abrindo caminho para outras mulheres poderem extravasar seu talento, amores, dores e revoltas no cenário artístico. 

“A Carol foi a escolha perfeita para este projeto. Queríamos uma mulher com voz forte, independente, com estilo próprio e que tivesse envolvimento na área musical de alguma forma, comenta Cristina Albuquerque, Gerente Editorial da Ubook.

A própria Carol completa: “eu comecei a cantar influenciada por ela, aquelas descobertas de adolescente no quarto, ouvindo discos. Janis Joplin me tocou de uma forma diferente, mais profunda. Em 2017 fiz um musical inspirado nela e fui premiada como atriz e cantora. É um encontro muito lindo eu poder dar voz a esse audiobook. É meu primeiro trabalho como narradora. Uma experiência incrível de sentir. Fico verdadeiramente feliz e grata por isso”.

O audiobook estará disponível na plataforma a partir do dia 04 de outubro, data em que a morte da cantora completa 51 anos.

Ficha
Título: Janis Joplin: sua vida, sua música
Autor: Holly George-Warren
Narração: Carol Fazu
Produção em áudio: Ubook

UBOOK lança documentário “O Massacre de Realengo – Marcas de uma tragédia”

Em nova produção original da plataforma, o áudio documental relembra o ataque que chocou o país em 2011

(Foto: divulgação)

 Após uma década do massacre ocorrido em uma escola do bairro de Realengo, no Rio de Janeiro, a Ubook, maior plataforma de audiotainment da América Latina, lançou no dia 14 de setembro o documentário em áudio “O Massacre de Realengo – Marcas de uma tragédia”, sobre o ataque que deixou 12 crianças e adolescentes mortos e outros 13 feridos. A produção original apresenta as lembranças de quem viveu a tragédia, os aprendizados adquiridos ao longo dos anos e os motivos que levaram um jovem a cometer aquele ato de terror, além das medidas tomadas para se evitar episódios semelhantes no futuro. 

No dia 7 de abril de 2011, por volta das 8h30 da manhã, Wellington Menezes de Oliveira entrou armado na escola municipal Tasso da Silveira, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, deixando dezenas de mortos e feridos. Os momentos de tensão e medo vividos pelos sobreviventes e familiares são relatados no documentário. Algumas vítimas contam ainda como foi o “seguir em frente” em suas vidas, após a chacina. “Nossa ideia com este documentário não é apenas mostrar os detalhes deste crime horroroso. Queremos reforçar a necessidade de mudanças para assegurar que novas vidas não sejam perdidas e que nossas crianças e adolescentes tenham um ambiente protegido enquanto estudam”, explica Darla Almeida, Gerente Editorial de Conteúdos Originais da Ubook.

Quando o massacre de Realengo aconteceu, crimes dessa natureza, até então, não tinham precedentes no Brasil. Infelizmente, ele não foi o único, episódios parecidos voltaram a atormentar diversas famílias. O enredo desta história, recontada agora pela Ubook, também cita outros casos que abalaram o País, como o ocorrido em Suzano, cidade da Região Metropolitana de São Paulo, em 2019, quando dois ex-alunos invadiram a Escola Estadual Raul Brasil e mataram sete pessoas, entre alunos e funcionários. Em maio deste ano, mais um drama foi vivido na cidade de Saudades, em Santa Catarina, quando um jovem de 18 anos invadiu uma creche com uma faca e matou três crianças e duas funcionárias.

Os depoimentos para elaboração do áudio documental foram concedidos de forma remota, entre os meses de junho e agosto de 2021, respeitando as limitações impostas pela pandemia causada pelo novo coronavírus. “O Massacre de Realengo – Marcas de uma tragédia” é uma produção original do Ubook e estará disponível dia 14 de setembro pelo site ou aplicativo (IOS e Android) da plataforma

Novo thriller de Alex Michaelides, o autor de A paciente silenciosa

Mariana Andros é uma brilhante terapeuta de grupo assombrada por tragédias pessoais. Ela fica obcecada pelas Musas quando uma de suas integrantes, Tara, é encontrada morta a facadas.

Mariana, como ex-aluna de Cambridge, logo suspeita que, por trás da beleza do prédio medieval que abriga a instituição secular e suas antigas tradições, repousa algo sinistro. E acaba se convencendo de que, apesar de ter um álibi, Edward Fosca é o responsável pelo assassinato. Mas por que o professor teria como alvo uma de suas alunas? E por que ele continua retornando aos ritos de Perséfone e sua jornada ao Submundo?

Quando outro cadáver é encontrado, a obsessão de Mariana em provar a culpa de Fosca sai do controle, ameaçando destruir sua credibilidade, além de seus relacionamentos mais próximos. Mesmo assim, ela está determinada a deter esse assassino, ainda que lhe custe tudo, inclusive a própria vida.

Edward Fosca é um assassino. Disso Mariana tem certeza. Mas Fosca é intocável. Esse belo e carismático professor de tragédia grega na Universidade de Cambridge é adorado tanto pelos funcionários quanto pelos alunos da instituição — principalmente pelas integrantes de uma sociedade secreta de alunas conhecida como “As Musas”.

“A habilidade de Alex Michaelides em montar cenários é tão magistral aqui quanto foi em A paciente silenciosa; outro sucesso tenso e cheio de reviravoltas inteligentes.” – Booklist

“Formidável… O enredo inteligente traça paralelos contemporâneos com tragédias de Eurípides, peças de teatro da era jacobina, como A duquesa de Malfi, e a poesia de Tennyson. O final devastador mostra como a conturbada Mariana conhece pouco a psique humana – ou a si mesma. Michaelides está numa maré de sucessos.” – Publishers Weekly

As Musas Alex Michaelides 
Tradutor: Marta: Chiarelli
Páginas: 350
Preço: R$ 49,90

As razões por trás da violência nas grandes cidades

Ex-repórter investiga por conta própria assassinato contra professora universitária em “Ambição que Mata”, obra do romancista policial Joaquim Rubens Fontes

(Foto: divulgação)

O final trágico de Cida, em Ambição que Mata, poderia ser a história de muitos professores. O Brasil já foi apontado como o país com o maior número de casos de agressões contra estes profissionais. A ficção do premiado e pós-doutor em romance policial, Joaquim Rubens Fontes, tem justamente este propósito: discutir os problemas da vida e da violência nas grandes cidades. 

Na história, a misteriosa morte da professora universitária impactou todo o Rio de Janeiro. Atingida por um tiro na nuca, Maria Aparecida foi encontrada dentro do próprio carro. Em meio a uma busca policial repleta de falhas, um ex-repórter decide investigar o assassinato por conta própria para que a filha da protagonista não fique desamparada.

O drama se desenvolve com a luta da mãe de Cida, dona Teresa, para assumir a guarda da neta. Principal suspeito do crime, Alcindo quer ficar com a filha interessado na herança deixada pela ex-mulher, que já era explorada financeiramente por ele. No meio do imbróglio, velhos amigos e antigos amantes de Cida aparecem como suspeitos.

Temos a ficha de todos os assaltantes que agem nesta área, principalmente moradores da Rocinha, do Cantagalo, do Pavão e Pavãozinho e do Santa Marta. A equipe do investigador Edgar está fazendo uma caçada naqueles morros e, não temos dúvida, já nas próximas horas os resultados deverão começar a aparecer. (Ambição que Mata, p. 24)

As expectativas do delegado Gomes Filho, porém, não se confirmam. Sem pistas para seguir, a polícia estava prestes a encerrar as investigações. O caso, então, atrai os olhares de Da Mata, um misto de jornalista, professor e investigador. Contratado por parentes e amigos de dona Teresa, ele toma frente da investigação para descobrir quem é o assassino.

Ambição que Mata apresenta a construção exata do modelo de romance policial preferido do leitor brasileiro, da contextualização do crime ao desfecho. Inspirado em autores como Edgar Allan Poe, o pai do gênero, Joaquim Rubens Fontes segue a fórmula de sucesso baseado nas pesquisas efetuadas para sua tese de pós-doutorado em romance policial, na UERJ.

Ex-professor, jornalista e contista, o romancista é autor de 18 livros, entre os quais “Nas Cordas do Violão”, vencedor do concurso Letras Brasileiras, em 2015, e “A joia desaparecida: romance policial”, vencedor do Prêmio da União Brasileira de Escritores, no mesmo ano.

Ficha Técnica:
Título
: Ambição que Mata
Autor: Joaquim Rubens Fontes
ISBN: 979-8671170801
Páginas: 236
Formato: 23×16
Preço: R$ 45
Link de venda: 
Amazon

Sinopse: Cida é uma professora, que se envolve amorosamente com traficantes perigosos e implacáveis. Quando ela é brutalmente assassinada, Da Mata, um ex-repórter com gosto pela investigação decide ajudar um amigo advogado, na defesa dos espólios da professora, para que sua única filha não fique desamparada. Sem testemunhas, provas ou pistas, e sem contar com a polícia, que apenas assiste, eles terão que enfrentar uma terrível guerra contra o ex-marido, namorados e outros poderosos com interesses escusos pelos bens de Cida.