Arquivo da tag: Livros

Cassandra Clare lança segundo volume da trilogia “Os artifícios das trevas”

image004.pngCassandra Clare, autora do fenômeno “Os instrumentos mortais”, já chegou à marca de 2 milhões de exemplares vendidos no Brasil. Em 2016, a Galera Record lançou sua nova trilogia ambientada no universo dos Caçadores de Sombras, “Os artifícios das trevas”. Este mês, chega às livrarias o segundo volume da série, que alcançou os primeiros lugares das listas de mais vendidos em todo o mundo e no Brasil.

Em “Senhor das sombras”, Emma Castairs está tentando lidar com o amor proibido que sente por Julian, seu parabatai— um parceiro Caçador de Sombras, unido a ela por um juramento de lealdade eterna e por quem Emma não poderia nunca se apaixonar, sob o risco de serem destruídos por uma maldição. No entanto, ela não só quebra essa regra como o sentimento também é recíproco.

Para proteger Julian, Emma começa a namorar Mark Blackthorn, irmão dele, que passou os últimos cinco anos preso no Reino das Fadas e não sabe se um dia conseguirá voltar a ser um Caçador das Sombras. Há, porém, um livro de magia negra que apenas os Blackthorn podem encontrar, o Volume Negro dos Mortos, que é a única esperança de Emma e Julian. Para tentar encontrá-lo, os dois se juntam a Mark e a Cristina, melhor amiga da protagonista, em uma viagem pelo Reino das Fadas.

Enquanto isso, as tensões entre os Nephilim e o Submundo parecem cada vez piores. Assim, surge um grupo extremista de Caçadores de Sombras disposto a interrogar e torturar quem quer que viole os acordos estabelecidos na Paz Fria. Algo que não se distancia muito da vida real, diz a autora. “À medida que passávamos por toda a nossa eleição dos EUA, eles [os personagens do livro] definitivamente foram se tornando um grupo mais xenófobo, fascista, mais nacionalista, e foi realmente interessante planejar tudo isso. Eu senti que estava refletindo coisas que estavam acontecendo no momento em que eu estava escrevendo”, comentou Cassandra em entrevista a jornal Independent, que pode ser lida na íntegra aqui.

Do outro lado, os integrantes do Submundo se voltam contra a Clave dando origem a uma nova ameaça: o Senhor das Sombras. Para proteger tudo aquilo que mais amam, Emma, Julian e Mark contam com um plano arriscado, cujo sucesso pode ter um resultado terrível para eles.

A primeira edição de “Senhor das sombras” tem capa com tratamento holográfico e um capítulo extra.

Cassandra Clare chegou ao primeiro lugar nas listas do New York Times, USA Today, Wall Street Journal e Publishers Weekly com as séries best-sellers dos Caçadores de Sombras, Os Instrumentos Mortais e As Peças Infernais. Seus livros somam mais de 36 milhões de exemplares vendidos no mundo e foram traduzidos para mais de 35 línguas. Um filme e uma série de TV foram inspirados em Os Instrumentos Mortais. Cassandra vive em Massachusetts. Visite sua página em cassandraclare.com e saiba mais sobre o mundo dos Caçadores de Sombras em shadowhunters.com.

Anúncios

Nova série de Audrey Carlan chega às livrarias pela Verus

image003.jpgApós o sucesso de “A garota no calendário”, a Verus lança “Corpo”, primeiro volume da série Trinity, de Audrey Carlan.

Aos 24 anos, Gillian já passou por momentos mais dolorosos que muita jovem da mesma idade. Por anos ela viveu um relacionamento abusivo com o seu último namorado até conseguir o suporte de uma importante organização beneficente de apoio a mulheres que sofrem violência doméstica. Agora ela está livre e segura trabalhando como gerente nesta mesma instituição.

Em um bar, após uma cansativa viagem de trabalho, Gillian conhece Chase. A atração entre os dois é imediata, até ela descobrir que o executivo é o presidente do conselho de sua empresa. Gillian precisa decidir entre o medo de confiar em um homem novamente e o desejo de ter Chase ao seu lado.

Audrey, que começou com uma publicação independente na internet, foi contratada pela editora Waterhouse Press em 2015. Atualmente possui mais de 20 livros publicados e é best-seller do The New York Times. “Corpo”, nova série erótica da autora, chega às livrarias este mês.

Audrey Carlan mora em algum lugar da Califórnia com seus dois filhos e o marido. Quando não está escrevendo, está dando aulas de yoga, bebendo um bom vinho com suas melhores amigas ou devorando um romance super apimentado.

Galera Junior lança novo livro da série spin-off de “O diário da princesa”, de Meg Cabot

image005.jpgMais novo membro da família real da Genovia, Olivia Grace Clarisse Mignonette Harrison segue no seu aprendizado para tornar-se uma princesa em “Desastre no casamento real”, segundo volume da série “Diário de uma princesa improvável”, de Meg Cabot, que chega às livrarias em setembro pela Galera Junior. Depois de descobrir que é meia-irmã da princesa Mia Thermopolis – a protagonista de “O diário da princesa”, série mais famosa da autora –, a menina de 12 anos terá uma responsabilidade grande: ajudar nos complicados preparativos do casamento de Mia.

A trama se passa apenas um mês após os acontecimentos do livro anterior, e Olivia ainda está se acostumando à nova vida. Ser princesa não é assim tão fácil, e ela vem tomando lições com sua excêntrica avó. Tudo fica ainda mais confuso porque falta apenas uma semana para o casamento de Mia e Michael e nada está pronto. Fornecedores, convidados e parentes distantes circulam diariamente pelo castelo, mas tudo parece se encaminhar para o desastre, já que Mia não tem tempo para nada e Grandmère tem gostos peculiares que não agradam em nada a noiva.

Em paralelo, Olivia se vê obrigada a freqüentar a Academia Real da Genovia. E a experiência na escola não vai ser muito diferente da dos meros mortais: a menina vai ter que lidar com Luisa, sua prima distante, esnobe e insuportável. E ainda vai conhecer Khalil, outro primo distante, mas que é até bem bonitinho.

Meg Cabot aproveita a história de Olivia para falar de forma bem delicada sobre temas como racismo – Olivia é negra de cabelos cacheados – e a diversidade dos arranjos familiares. O livro é todo ilustrado com desenhos da própria autora.

Olivia foi apresentada inicialmente em “O casamento da princesa”, último livro da série protagonizada por Mia onde, pela primeira vez, vemos a personagem mais velha, planejando seu casamento e com dilemas típicos da vida adulta. Com a nova série, a autora volta a escrever para os leitores mais jovens, além de manter uma janela para os fãs acompanharem a vida de Mia ao lado da irmã.

Meg Cabot nasceu em Bloomington, Indiana. Trabalhou como ilustradora e é autora de séries como “O diário da princesa”, “A mediadora” e “Desaparecidos”, todas publicadas pela Galera Record, e de romances de ficção adulta premiados. Seus livros venderam mais de 25 milhões de exemplares no mundo e mais de um milhão no Brasil. Atualmente, ela vive com o marido e divide seu tempo entre Key West, na Flórida, e Nova York.

A Rainha Má vira Malvina, uma modelo famosa, na releitura do clássico “Branca de Neve e os sete anões”, escrito por Carina Rissi e lançado pela Galera Record

image004 (1).jpgEm 2014, quando participou da coletânea de contos “O livro dos vilões”, Carina Rissi deu vida a Malvina, uma versão brasileira, contemporânea e totalmente glamorosa da Rainha Má. Três anos depois ela retorna ao universo da Branca de Neve para revelar ainda mais sobre o relacionamento de Malvina com Bianca, sua enteada.

Ela é linda, perfeita, rica e qualquer pessoa pagaria uma fortuna para estar em seu lugar. Malvina Neves é assim: acostumada com o burburinho quando passa, melhor amiga dos flashes e rosto estampado em todas revistas de moda ou de fofoca. Quem a vê agora não imagina que cresceu em um orfanato. Apaixonada por experimentos químicos, acabou seguindo carreira de modelo. Mas sua vida mudou quando se casou com um piloto de Fórmula Indy. Hoje ela é ninguém menos que a modelo mais bem paga do país, ilustra diversas campanhas, inclusive a do Menina Veneno– e tem uma enteada pra lá de insossa.  Com a morte do marido, ela tornou-se responsável por Bianca, que também é modelo.

Malvina jura que não é nenhuma bruxa, muito menos má e nunca quis matar a enteada. Até o dia em que Bianca assume a sua vaga na campanha do Menina Veneno. Não é fácil ser rejeitada, principalmente para Malvina Neves. Pode parecer que a madrasta fez mesmo tudo o que foi noticiado nos tabloides contra a enteada, porém chegou a vez de Malvina explicar tudo. Mas, antes de começar, que tal uma tortinha de maçã?

“Menina Veneno” chega às livrarias em setembro pela Galera Record.

Sobre a autora Carina Rissi

Nascida em Ariranha, no interior de São Paulo, Carina Rissi busca suas inspirações nas obras de Jane Austen. É autora da série “Perdida” e dos livros “Procura-se um marido”, “Mentira Perfeita” e “No mundo da Luna”, chick-lits lançados com grande sucesso pela Verus e que a tornaram conhecida em todo o país. Consagrada no cenário brasileiro, com cerca de 300 mil exemplares vendidos, a autora também trilha na carreira internacional. “Perdida” foi lançado recentemente em Portugal, assim como o segundo volume da série, “Encontrada” – na Rússia e na Ucrânia. O livro chega ainda este ano à Itália . Além disso, em breve, “Perdida” ganhará uma versão cinematográfica. “Procura-se um marido” também irá virar filme.  Na Bienal, Carina lança pela Galera Record, “Garota veneno”, livro de Malvina, personagem que aparece na coletânea de contos “O livro dos vilões”.

“Brumas do tempo”, de Karen Marie Moning, é o novo romance de época da Verus

image004.jpgSéculos separam Adrienne, uma jovem moradora de Seattle nos dias de hoje, de Falcão, um sedutor lorde escocês conhecido por ser um conquistador de batalhas (e também de donzelas).  Nenhuma mulher resiste ao seu charme, mas nenhuma despertou de fato o seu interesse. Até Adrienne aparecer nas highlanders escocesas do século XVI.

Ela cresceu em um orfanato, de onde fugiu assim que completou dezoito anos. Na faculdade, viveu um noivado conturbado até, finalmente, conseguir escapar. Mesmo longe, Adrianne ainda não conseguiu superar o passado e está certa de que nunca irá conseguir se relacionar com outro homem novamente. Até que em uma noite ela acorda na Escócia de 1513. Longe de seu tempo, a jovem acaba se casando com Falcão, de quem jura que irá manter a distância. Mas o poder de sedução do lorde irá comprometer a determinação dela.

“Brumas do tempo” é o primeiro livro de Karen Marie Moning publicado no Brasil. A obra, um romance histórico e sensual, abre a série Highlanders e chega às livrarias em setembro pela Verus.

Karen Marie Moning se formou em direito na Universidade de Purdue, onde também fez cursos de filosofia, escrita criativa e teatro. Seus quase vinte romances entraram nas listas de mais vendidos do New York Times e do USA Today e ganharam inúmeros prêmios, incluindo o prestigiado RITA Awards.

Cartas e trechos de diário do nazista Heinrich Himmler e de sua mulher Margarete Siegroth são publicados em livro

Obra é organizada por historiador e sobrinha-neta do oficial da SS a partir de acervo encontrado anos depois do fim da Segunda Guerra. Documentos foram usados também em documentário sobre Himmler

image005.jpgMargarete Siegroth, esposa do comandante da SS Heinrich Himmler, escreveu em 1940: “Fui, portanto, a Poznań, Łódz´ e Varsóvia. Esse bando de judeus, os polacos, em sua maioria não tem qualquer semelhança com seres humanos, e, além do mais, essa indescritível imundície. Pôr ordem em tudo isso é uma tarefa hercúlea”. A correspondência dela com o marido e as cartas dele, que foram encontradas junto com documentos pessoais do nazista em Tel Aviv, Israel, muitos anos depois do fim da Segunda Guerra, estão agora reunidas neste “Heinrich Himmler – Cartas de um assassino em massa”, que chega às livrarias em setembro, pela Record.

O livro é organizado e comentado pelo historiador Michael Wildt e por Katrin Himmler, sobrinha-neta do oficial que, à frente da polícia alemã, foi responsável pelo terror, a perseguição e o extermínio dos judeus da Europa. Os textos da obra reproduzem cartas de Himmler e de Margarete, excertos de diários do casal e de Gudrun, sua filha, além de cartões-postais. A correspondência entre os dois constitui um mergulho inédito na vida privada de uma das figuras mais importantes do Terceiro Reich. “Foi tudo muito agradável. O Führer veio. (…) Foi maravilhoso sentar à mesa com ele para variar, em pequeno grupo. A saúde de Heini não anda muito bem. Ele tem uma carga de trabalho monstruosa (…) Também mandei costurar vestidos para mim. A política é agitada. O Führer na montanha”, escreve Margarete, em agosto de 1941.

Heinrich Himmler e Margarete Siegroth se conheceram em 1927, tendo em comum o antissemitismo e o sonho de viver no campo. Tiveram uma filha, Gudrun, dois anos depois. Ao tratar da vida cotidiana de uma família aparentemente comum – o pai que trabalha fora, a mãe que cuida da casa, a filha com dificuldades no colégio –, esses escritos exibem o ferrenho racismo e antissemitismo dos nazistas, os privilégios que tinham durante a guerra e a terrível crença de que a Solução Final não era nada além da coisa correta a se fazer. Um importante registro histórico da brutalidade do regime nazista escondida por trás da fachada pequeno-burguesa.

Parte deste acervo da família Himmler foi utilizada no documentário “Um homem decente”, da cineasta israelense Vanessa Lapa, exibido no Festival de Berlim de 2014.

SOBRE OS ORGANIZADORES:

Michael Wildt é professor de história alemã do século XX na Universidade Humboldt, Berlim. Especialista em Nazismo internacionalmente reconhecido, publicou numerosos estudos e trabalhos de referência sobre o tema.

Katrin Himmler, sobrinha-neta de HenrichHimmler, é escritora e politóloga. Publicou Les Frère sHimmler, histoire d’une famille allemande [Os Irmãos Himmler, história de uma família alemã] em 2012.

O casamento pelo ponto de vista masculino

image005.jpgDepois de seis anos de namoro, Danilo Radke e a namorada resolveram noivar. A nova fase do relacionamento significou não apenas morar junto, mas também gerou a criação de uma página com crônicas diárias sobre a vida a dois. Há quase um ano, Danilo dá a sua versão sobre o casamento, sempre com muito humor, na página “Putz casei”, que hoje já soma mais de 310 mil curtidas.

O sucesso no mundo online ganha versão física em “Putz casei”, livro que será lançado pela BestSeller durante a Bienal do Livro do Rio de Janeiro. Nele, o autor exemplifica situações em que qualquer um pode se identificar. A obra começa com “Os dez mandamentos do homem casado”, que incluem “não usar o nome da mulher em vão” e visitar os pais no final de semana. Futebol? Só mesmo aos domingos e apenas se a esposa não quiser ver outra programação na TV. De forma irreverente, Danilo também fala sobre jantar fora, brigas, parcelas no cartão de crédito e ensina o caminho da felicidade.

Com 28 anos e formado em publicidade, Danilo descobriu o talento para o humor no Twitter, onde ele postava suas piadas. A partir daí, foi ganhando seu público até ser convidado por comediantes para fazer Stand Up Comedy.

O autor estará no Estande do Grupo Editorial Record para o lançamento do livro com sessão de autógrafos, dia 8 de setembro a partir das 11h.

Sobre o autor: Danilo Radke é publicitário e comediante. Em 2016 foi morar junto com a noiva e ter uma vida de casado. Já no primeiro mês resolveu criar a página no Facebook “Putz casei” para compartilhar o ponto de vista masculino.

Thriller sobre embate entre humanos e robôs que vai virar filme de Steven Spielberg chega às livrarias pela Record

image005.jpgAlém de autor best-seller do New York Times, Daniel H. Wilson é PhD em robótica. Não é à toa, portanto, que a trama de “Robopocalipse”, que chega às livrarias pela Record em setembro, cause angústia real e forneça detalhes interessantíssimos no que diz respeito a inteligência artificial. Não é por acaso também que Steven Spielberg já comprou os direitos da obra e está produzindo a adaptação para o cinema.

Num futuro próximo, onde robôs e máquinas são usados com parte vital do cotidiano, fazendo de trabalhos domésticos a missões militares, o problema começa quando cientistas criam um projeto chamado Archos, um dispositivo de inteligência artificial que se torna consciente.

Após segundos de análises de dados, Archos conclui que a humanidade é descartável. A partir daí, começa a tomar conta de toda forma de tecnologia on-line do mundo. Primeiro, pequenos bugs em equipamentos e programas são percebidos, sem que ninguém note nenhuma conexão entre os acontecimentos. Depois, Archos promove um ataque completo, infectando com um vírus todo tipo de dispositivo: robôs domésticos começam a atacar os humanos, carros saem do controle, aviões se chocam.  Muitos humanos morrem, e os que permanecem vivos são levados para campos de trabalho.

Mas parte da humanidade consegue seguir livre e, para combater a ameaça, vai ter que fazer algo que parece inimaginável no mundo contemporâneo: unir-se em torno de um objetivo comum. A trama é narrada em flashback, por meio de anotações, documentos e lembranças, por um dos sobreviventes do que ficou conhecido como a Nova Guerra.

Daniel H. Wilson é PhD em robótica pela Carnegie Mellon University, além de ser mestre em inteligência artificial e robótica. É autor de livros de não ficção, entre eles “How to survive a robot uprising”. Wilson mora em Portland, Oregon. Mais informações em danielhwilson.com.

Babi A. Sette estreia na Verus com o romance de época “Não me esqueças”

image003 (1).jpgBabi A. Sette vai lançar seu romance histórico “Não me esqueças” na Bienal do Livro do Rio. O livro é a sua estreia na Verus, editora que vem revelando novos talentos nacionais, como Carina Rissi, Ana Beatriz Brandão e Eduardo Spohr.

A história se passa no século XVIII e apresenta Elizabeth, uma jovem de 21 anos apaixonada pela leitura e por tudo o que envolva a cultura celta. Há anos seus sonhos são ocupados por um lobo misterioso que até lhe renderam o apelido de “lobinha” entre os irmãos. A concorrida sociedade londrina nunca chamou a atenção de Lizzie, mas o zelo do marquês Henrique Devonport fez com que ela aceitasse o pedido de casamento do rapaz. Mas, ao flagrá-lo aos beijos com outra mulher, a jovem decide trocar de vez os concorridos salões de baile pelas estradas desertas e sinuosas das Highlands escocesas.

E é neste cenário digno de contos de fadas que Lizzie irá conhecer Gareth MacGleann, um enigmático e temperamental líder de clã que luta para manter suas tradições e seu povo em segurança. De alguma forma a presença de Gareth está ligada aos sonhos de Elizabeth. Vindos de mundos totalmente diferentes, os dois irão viver uma paixão proibida.

Para mergulhar ainda mais no universo celta, Babi viajou para a Escócia em um intenso trabalho de campo sobre mitos e simbologias. Várias particularidades dos celtas, considerados os primeiros povos civilizados a ocupar a Europa, estão retratadas em “Não me esqueças”.

Paulistana, Babi começou a escrever há três anos e já tem quatro livros publicados. Ela estará na Bienal do Livro do Rio de Janeiro nos dias 2 e 8 de setembro, às 11h e às 13h, respectivamente, no estande do Grupo Editorial Record.

Sobre a autora:
Formada em Comunicação Social, sente-se metade psicóloga; e outra socióloga. Ama viajar, conhecer pessoas e descobrir lugares. Apaixonada por romances de época, jura que viveria feliz também no século 19. Atualmente, mora em São Paulo com o marido, a filha, um cachorro, um gato e seus personagens.

Nova edição de “Gossip girl – As delícias da fofoca” entra na lista dos livros comemorativos dos 10 anos da Galera

image004 (1).jpgEm 2017, a Galera Record comemora 10 anos de existência. Desde 2007, é a editora que atende aos leitores jovens e ávidos por novidades, e tem sido responsável pela publicação de séries e autores muito queridos e ansiados por este público. Para celebrar o aniversário, foram escolhidos 10 entre os maiores clássicos da editora para ganhar um tratamento especial: edições comemorativas com capa dura, além de design de capa e miolo totalmente renovados.

A nova edição de “Fallen” abriu os trabalhos em dezembro, quando foi lançado o filme inspirado na obra de Lauren Kate. Em fevereiro, chegou às prateleiras o título de estreia da série “Diários do vampiro”, de L. J. Smith. Em junho, foi a vez de “O livro das princesas”, que reúne contos de Meg Cabot, Lauren Kate, Paula Pimenta e Patrícia Barboza. Agora, em setembro, a Galera lança o primeiro volume de “Gossip girl – As delícias da fofoca”, que deu origem à badalada série homônima.

Narrado pela misteriosa Gossip Girl em textos, posts em seu site e mensagens pelo celular, o livro narra o cotidiano e os detalhes nem sempre tão felizes das vidas dos jovens mais ricos, bonitos, inteligentes e influentes de Nova York. Com um humor mordaz e até um toque de crueldade, a autora Cecily Von Ziegesar mostra que riqueza nem sempre é sinônimo de felicidade, e que a vida destes moradores do Upper East Side é um grande emaranhado de traições, ciúmes e intrigas.

Cecily von Ziegesar sabe bem sobre o que fala em “Gossip girl”: foi criada na alta-roda nova-iorquina e foi aluna de um dos mais chiques colégios da cidade, convivendo com pessoas tão requintadas, elegantes, fúteis e divertidas como os personagens que criou. Mora no Brooklyn com o marido, os filhos e o gato.