Arquivo da tag: Livros

Livro quebra tabu e transcende as convenções sociais

(Foto: Divulgação)

Temas da atualidade estão presentes na obra de ficção “As Cinco Esposas de Nathan”. A história de um homem que conhece os maiores segredos da Terra e casa com cinco grandes mulheres

“O que separa a ficção da realidade é o fator tempo”, profetiza Clóvis Nicacio, escritor paulistano. Autor de As Cinco Esposas de Nathan – As Guardiãs da História, Clóvis tem certeza que no futuro amar mais de uma pessoa será uma situação normal. A obra, que envolve fantasia, ficção científica, ação, alienígenas, viagens no tempo e romance, chega para quebrar um dos maiores tabus sociais: o poliamor.

Clóvis admite que a palavra é nova para ele, mas que ao escrever a obra, sentiu a necessidade de levantar o tema. “O ápice das histórias de poliamor acontece no livro As cinco esposas de Nathan. São cinco mulheres militares com capacidade de voltar no tempo e ajudar a formar a carreira do marido, uma pessoa com deficiência física transformado por elas em uma espécie de James Bond futurista”, relata. Além de estarem casadas com ele, elas também são casadas entre si, e vivem juntas em harmonia, sem competição ou preferências.

No livro, o poliamor é consequência de um cataclismo, mas para o escritor, num futuro próximo, a condição será uma “consequência da evolução humana”. “Esse tipo de comportamento, quando adotado em larga escala, pode indicar a diminuição ou o fim de muitos problemas atuais como divórcios, ciúme, traição e até feminicídio”, prevê.

Adepto de abordar temas polêmicos em suas obras, em As Cinco Esposas de Nathan – As Guardiãs da História o escritor faz o leitor viajar por reinos feudais no espaço sideral, paradoxos temporais, naves invisíveis, canhões desintegradores e uma deusa manipuladora que se alimenta de amor desde a pré-história.

Clóvis lançou seu primeiro livro em 2013, Alana Ghosten e o sorriso da vampira. Dedicou-se durante quase metade da vida à tecnologia da informação e acredita ter aprendido que só o que não se torna obsoleto é a necessidade de pensar, materializada na Literatura.

Ficha técnica:
Título: As Cinco Esposas de Nathan
Autor: Clóvis Nicacio
ISBN: 9788592229375
Editora: Casa do Escritor
Altura: 22,9 cm
Largura: 15,2 cm
Preço: 54,00
Link de venda: http://bit.ly/clovisnicacio

Sinopse do livro: Quer conhecer mulheres empoderadas? Tem cinco militares ativas que mandam e desmandam, e ainda conseguem tempo para amar, chorar e sorrir.
Quer fantasia? Tem um reino feudal, onde o Rei envia a Princesa herdeira para uma colônia no espaço distante.
Quer ficção científica? Temos naves invisíveis voando no hiperespaço mais rápidas que a luz, armadas com canhões desintegradores, pistolas sônicas, interferótipos e envelopadas por neutrinos.
Quer mais ciência? Entenda paradoxos temporais criados apenas porque sabemos deles.
Quer tabus? Saiba como é um casamento poligâmico entre seis pessoas onde não existe preferências nem competição. Ou como a fé faz milagres quando tudo está perdido.
Quer ação? Tem fuzileiros se caçando e se matando em florestas, terroristas combatidos em terra, no ar e no espaço, perseguição e bloqueios por esquadras espaciais, acrescentado de traições e disputas sanguinárias.
Quer alienígenas? Está cheio de lagartanos, reptilianos, kerns, transmorfos, tarântulos, espectros e outras espécies, amigos e inimigos. De todas as cores, tamanhos, docilidade e ferocidade.
Quer romance? Descubra como a deusa manipula todos para se alimentar de amor, desde a pré-história.
E isso é só o primeiro volume. Ainda vem muito mais por aí.

Obra literária revive as personalidades icônicas de 1980

Baseado em grandes autores, Jefferson Sarmento lança quarto livro. (Foto: Divulgação)

O escritor e publicitário Jefferson Sarmento lança seu quarto livro baseado em inesquecíveis obras de autores, diretores e artistas da década de 1980, como Stephen King, David Seltzer e Peter Straub

Inspirado em obras inigualáveis dos anos de 1980, como It A Coisa, A Profecia, Os Mortos Vivos, Jefferson Sarmento lança Relicário da maldade, pelo selo Transversal, da Editora Oito e Meio.

Em uma narrativa envolvida e ambientada na década perdida, a obra conta a história de um porão que guarda um baú da falecida senhora Augusta Dummont. Curiosos e desavisados, três garotos investigam a casa da velha e acabam por liberar toda a maldade que ela havia trancafiado durante muitos anos.

Após a morte da respeitável dona e a abertura do baú, coisas estranhas começaram a acontecer. Entre as bizarrices, o corpo dela some, vermes estão à solta, portais do inferno aparecem, o diabo dá as caras e mais pessoas sucumbem à morte.

A obra vai se desenrolando ao som de músicas que fizeram parte daqueles tempos como Queen e Duran Duran. O autor cita personalidades ficcionais e reais como Princesa Diana e 007, e menciona diretores como Dan O’Bannon e Steven Spielberg.

E, claro, como um bom e velho amante dos anos de 1980, apresenta muitas teorias em relação aos alienígenas, afinal, estavam no ápice na época.

Fantasmas, a mãe de um psicopata morta e mumificada numa cadeira de rodas, o mapa para um tesouro de pirata escondido e amaldiçoado, uma passagem para outra dimensão, o caixão de um vampiro, um baú cheio de fotos que parecia ser o cadeado trancando a maldade das pessoas fora de seus corpos… qualquer ideia maluca e impossível assim. Algo que possa dançar na mente de um garoto de doze anos que adora filmes de terror e de ficção científica, fantasia e aventura. (Relicário da maldade, pág. 110)

Em O Relicário da maldade, Jefferson Sarmento mostra todas as características freaks que os anos de 1980 trouxeram para o público. O terror crescente que dá aquele frio na barriga. Todas as criaturas típicas da época em que os efeitos especiais não eram tão fascinantes, mas mesmos assim davam a impressão de serem reais. É definitivamente uma obra que traz à tona uma era em que as crianças se divertiam e as monstruosidades davam medo.

Ficha técnica:
Título: Relicário da maldade
Autor: Jefferson Sarmento
ISBN: 9788567009292
Editora: Oito e Meio
Altura: 21cm
Largura: 14cm
Preço: R$ 42,90
Link de compra: https://bit.ly/34cMM99

Sinopse: E se houvesse um jeito de separar de uma pessoa a sua parte má, trancafiando seus vícios e maldades num baú de lembranças? E se eles escapassem de volta, todos de uma vez?
A senhora Augusta Dummont acabou falecendo aos setenta e oito anos. Simplesmente desabou sobre as pernas naquele fim de 1985. Deixou para trás seu velho sobrado e o respeito incondicional dos habitantes da pequena Cidade, mas também um segredo nefasto, guardado num baú de horrores escondido em seu porão.
Desavisados e curiosos, os três garotos da rua Dez acabam libertando toda a maldade que a velha havia trancafiado no cômodo secreto debaixo de sua casa, trazendo de volta do Relicário da Maldade o pior dos habitantes simplórios e caricatos do pequeno lugarejo.
Ambientado no meio dos anos de 1980, Relicário da maldade é uma homenagem aos livros, filmes, músicas e todo tipo de histórias fantásticas que moldaram a adolescência daquela década. Do frescor do rock nacional tocado nas rádios, gravados em fitas cassete quando o locutor parava de falar, às sessões de cinema com monstros pegajosos, alienígenas flutuando em bicicletas na frente da lua ou livros em que animais mortos reviviam ao serem enterrados em cemitérios indígenas.

6 motivos para começar a ler hoje mesmo a trilogia “Sob a Luz”

(Foto: Divulgação)

Com uma história intensa, eletrizante e cheia de reviravoltas, esta coleção pode ser a opção perfeita para quem busca adrenalina e emoção no mundo da literatura

A raça humana não é mais a mesma, novas espécies surgiram, e agora é cada um por si. Intrigas, complôs, opressão, romance e cenas de ação marcam a narrativa da trilogia “Sob a Luz”, de Ana Beatriz Brandão. Com os primeiros lançamentos – Sob a Luz da Escuridão e Entre a Luz e a Escuridão –, publicados pela Editora Verus, do Grupo Editorial Record, a autora entusiasmou os apaixonados por livros de fantasia, garantindo fortes emoções.

Nesta distopia, a trama se desenvolve com o seguinte plano de fundo: a humanidade foi levada ao caos depois que um ditador começou a busca por uma raça perfeita. Após 50 anos de guerras e massacres, grupos de resistência foram criados e conquistam o objetivo de destituí-lo do poder.

A partir dali, pessoas da elite da sociedade fundam o Instituto Leonard Travis Goyle (LTG), em homenagem ao ditador que passou a determinar as regras. Com a radiação das bombas nucleares, algumas pessoas tiveram alterações no DNA, dando início a uma nova espécie com poderes especiais, os metacromos.

Uma história de tirar o fôlego, não é mesmo? Mas existem outros seis bons motivos para virar fã da série e começar a ler os livros da trilogia hoje mesmo! Confira:

1. Um mundo distópico

Se você gosta de séries como “3%” e “Westworld”, e livros como “Jogos Vorazes” e “Admirável Mundo Novo”, com certeza, vai amar ler estas obras. É o desafio de viver em um mundo de caos que prende a atenção na história do início ao fim. A destruição da Terra começa com Leonard Travis Goyle, que originou todas as guerras do futuro e dizimou nações em busca de uma raça perfeita. Após conseguir tirar o ditador do poder, o problema continuou com a criação do instituto de Goyle, que continuou a definir as regras da sociedade.

  1. Poderes especiais

Lollipop e Jazz são sobreviventes metacromos, com poderes especiais, e elas entram para um grupo de resistência liderado por Evan e seu discípulo Sam. Lolli tem o poder da telecinese (habilidade de mover coisas com a mente); Evan, vampiro milenar, é telepata e controla a mente das pessoas; Jazz e Sam dominam o fogo. E o instituto? Caça os metacromos para realizar experiências, sem compaixão ou humanidade.

  1. Muita ação

A cena é desastrosa, e o caos de um mundo pós-apocalíptico foi implantado. Além das dúvidas sobre as próprias origens, os personagens precisam usar os próprios poderes para, literalmente, lutar contra os opressores e garantir a sobrevivência. Além disso, a narrativa mantém viva a fama da autora de “George R. R. Martin brasileira”, por matar muitos personagens. Por isso, prepare-se: mortes inesperadas vão acontecer.

  1. Amor em meio ao caos

A raça humana até pode estar bem diferente, com medo e mais agressiva, mas a amizade e o amor, com pitada de romance, não deixam de existir. Inclusive estes sentimentos se tornam ainda mais fortes com a união dos personagens, e é exatamente isso que deixa os dias pela sobrevivência menos difíceis.

  1. Proximidade com a realidade?

“Qualquer relação com a realidade é mera coincidência.” Será mesmo? Ao longo da trama, é possível associar algumas características abordadas na narrativa que estão muito presentes na realidade do mundo: a força da amizade e do amor, a intolerância governamental, que vem acontecendo em muitos países, junto com o uso do poder para oprimir os mais fracos.

  1. Envolvimento com os personagens

Você vai ficar tão imerso nos livros de Ana Beatriz que, provavelmente, começará a pensar como seus personagens. Lollipop é muito forte e não tem medo de lutar em prol de um mundo melhor, sempre ao lado dos amigos e das pessoas em quem confia. Apesar de ter tido a memória apagada, tem uma visão clara do que acontece no mundo e busca sempre fazer o melhor pela mudança.

Ana Beatriz Brandão promete não só uma boa história, mas também, por meio dos livros, mudar a visão que temos de mundo a cada página escrita. Escritora best-seller – com o Livro O Menino do Cachecol Vermelho, tem apenas 20 anos de idade e uma bagagem de seis títulos com seu nome.

O terceiro livro da trilogia já tem nome, A Luz na Escuridão, e será lançado em 2020, com a promessa de um final emocionante e inesperado. Vale a pena aguardar!

Enquanto a continuação da saga não chega às livrarias, você pode conferir os primeiros dois volumes nos links: https://amzn.to/2M1XZkw e http://bit.ly/entre-a-luz.

Ficha Técnica:
Título: Entre a Luz e a Escuridão
Editora: Verus
Gênero: Fantasia
Idioma: Português
ISBN-10: 850130316X
ISBN-13: 978-8501303165
Tamanho: 16 x 23
Preço: R$ 34,90

ALEPH PUBLICA METRÓPOLIS PELA PRIMEIRA VEZ NO BRASIL

Capa de Metropólis. (Foto: Divulgação)

Com tradução direta do alemão, a edição conta com 25 ilustrações do artista Mateus Acioli e textos de Marina Person e Anthony Burgess

Um marco na literatura do século XX, o livro Metrópolis é lançado pela primeira vez no Brasil pela editora Aleph. Escrita pela alemã Thea Von Harbou, a obra foi a inspiração para o filme homônimo de Fritz Lang, considerado um clássico absoluto na história do cinema. Um dos principais lançamentos da editora em 2019, Metrópolis foi uma das bases fundadoras da ficção científica, numa época em que o imaginário popular ainda não era povoado por tantas referências de robôs e seres mecânicos.

Publicado com apoio do Instituto Goethe, esta edição luxuosa e de capa dura faz jus à importância do livro. Inspirado no pôster original do filme, o renomado designer Pedro Inoue foi o responsável pela capa e pelo projeto gráfico. A edição também apresenta 25 ilustrações de Mateus Acioli, que seguiu a mesma estética da época com ares contemporâneos, pontuando passagens importantes e as conectando ainda mais ao clássico.

Além do visual primoroso, esta edição da Aleph traz diversos materiais extras, como um texto inédito da cineasta Marina Person sobre o filme e sua criadora, uma análise de Franz Rottensteiner – famoso editor de ficção científica de língua alemã –, um relato de Anthony Burgess, autor de Laranja Mecânica, sobre o impacto do filme em sua vida; e ainda a reprodução de algumas páginas da revista de divulgação do filme, feita para a estreia de Metrópolis em Londres (no Marble Arch Pavilion, em 21 de março de 1927), com curiosidades da produção e textos complementares.

A tradução foi feita diretamente do alemão por Petê Rissatti, responsável por traduzir os livros de John Scalzi no Brasil (Ed. Aleph), além de dezenas de outras obras, como A metamorfose (Ed. Antofágica) e Ele está de volta (Ed. Intrínseca).

Influência na cultura pop

Além de ter sido um marco na história da ficção científica, Metrópolis teve forte influência na cultura pop. A banda Queen, por exemplo, fez alusões ao longa no clipe de “Radio Ga Ga”, em 1984. Cinco anos depois, Madonna se inspirou no filme – ou no próprio clipe do Queen – ao fazer o vídeo de “Express Yourself”. Lady Gaga também usou referências da obra em “Alejandro”, “Born This Way” e “Applause”.

Muitos personagens do cinema tiveram alusão à criação de Thea von Harbou. O Dr. Emmett Brown, de volta para o futuro (1985), foi inspirado no Dr. Rotwang. A Gotham de Batman (1989) e a arquitetura de Blade Runner (1982) beberam dos cenários do longa-metragem. E não é muito difícil encontrar semelhanças entre a androide Maria e C-3PO de Star Wars. Como Marina Person destacou no posfácio, as influências aparecem também no Brasil, como no álbum The Mediator Between Head and Hands Must Be the Heart, lançado em 2013 pela banda Sepultura, que nada mais é do que a frase ícone do roteiro de Metrópolis e do romance de Thea von Harbou: “O mediador entre o cérebro e as mãos deve ser o coração.”

O romance foi publicado em 1925, dois anos antes da adaptação cinematográfica do diretor Fritz Lang, com quem Thea era casada. A escritora, que também foi uma das roteiristas do filme, possui uma carreira cinematográfica extremamente produtiva, tendo roteirizado clássicos como M: o vampiro de Düsseldorf e A mulher na lua, ambos dirigidos por Lang.

Em 1940, Thea von Harbou se filiou ao partido nazista e, durante o governo de Hitler, foi presidente da Associação Alemã de Autores de Filmes Falados, que estava alinhada à Câmara de Cultura do Reich. Segundo a Aleph, esta edição “não tem intenção de apagar nem diminuir o envolvimento da autora com o regime nazista. Pelo contrário, visa trazer à luz este importante documento histórico da cultura alemã e mundial que reverbera até os dias atuais e, ao conhecer a vida de sua autora, suscitar discussões indispensáveis sobre temas que permeiam toda a sua obra”.

SINOPSE

Na cidade futurística de Metrópolis, a população divide-se em dois andares. No primeiro, uma elite dominante desfruta dos prazeres da vida; no segundo, subterrâneo, os trabalhadores lutam para sobreviver. Quando Freder, o filho do Senhor da grande Metrópolis e habitante do primeiro andar, se apaixona por Maria, da cidade subterrânea, começa a conhecer melhor as condições às quais os trabalhadores são submetidos. Uma revolta começa a surgir entre os operários, e só o que faltava para uma revolução era uma líder. Quando ela surge, nada pode conter a fúria dos oprimidos.

Ficha Técnica
 
Editora Aleph
Título: Metrópolis
Autora: Thea von Harbou
Formato: Capa dura
Páginas: 416
Preço: R$ 99,90

Sobre a autora

Thea von Harbou nasceu em 1888 em Tauperlitz, na região alemã da Alta Francônia. Na década de 1920, foi muito prolífica e se tornou uma das escritoras e roteiristas de maior sucesso da Alemanha. Foi uma das roteiristas do filme Metrópolis, dirigido por Fritz Lang, com quem era casada, e escreveu outras obras cinematográficas. Em 1932, juntou-se ao partido nazista como chefe da indústria cinematográfica alemã. Faleceu em Berlim, aos 65 anos, após um acidente.

Editora Noir lança a esperada biografia do Bandido da Luz Vermelha, de Gonçalo Junior

(Foto: Divulgação)

Construído a partir de mais de 23 mil documentos, laudos psiquiátricos e três dezenas de entrevistas, “Famigerado!”desfaz o mito do assaltante sedutor e revela a crueldade de um criminoso que aterrorizou os milionários de São Paulo na década de 1960

Esqueça tudo que você sabe ou ouviu falar sobre João Acácio Pereira da Costa, o Bandido da Luz Vermelha. Longe de ser um criminoso que seduzia mulheres e desdenhava do sistema e da elite, ele era um psicopata capaz de cometer as mais terríveis crueldades com suas vítimas indefesas, sob a mira de sua lanterna e um revólver calibre 38. Nesse relato fascinante e nada glamoroso, fruto da consulta de quase 23 mil páginas dos 88 processos que correram contra João Acácio e o levaram a 351 anos de prisão, três dezenas de entrevistas e consultas a laudos psiquiátricos, “Famigerado! – A história de Luz Vermelha, o bandido que aterrorizou São Paulo na década de 1960”, de Gonçalo Junior, apresenta o relato definitivo sobre um dos mais famosos criminosos da crônica policial brasileira de todos os tempos.

Gonçalo explica que é difícil precisar o número de crimes cometidos por João Acácio, desde a violenta infância, vivida nas ruas de Joinville (SC), até sua prisão, no começo da noite do dia 7 de agosto de 1967, em Curitiba. Certeza mesmo, só que ele assaltou mais de uma centena e meia de mansões na capital paulista, entre março de 1966 e agosto do ano seguinte. Como deu a entender seu advogado de defesa, Roberto Von Haydin, em depoimento para o livro, João Acácio praticou crimes graves que ficaram de fora das investigações da polícia por motivos que ele não quis revelar. Provavelmente, assassinatos e estupros.

“Nada na história a seguir foi forjado, inventado, criado, imaginado ou romanceado”, diz o autor. “Tudo nesta biografia segue com o máximo de fidelidade dos processos que correram contra João Acácio no Fórum Criminal de São Paulo, entre 1967 e 1975, além das reportagens, artigos e editoriais publicados em jornais e revistas ao longo de 35 anos, entre 1963 e 1998”. Ele também entrevistou algumas pessoas que, de modos diferentes, tiveram contato direto com o assaltante na época em que ele cometeu seus crimes ou estava na prisão.

Um dos destaques da obra é a entrevista que o autor fez com a bióloga Ingrid Yazbek Assad, que levou um tiro a um centímetro do coração, dado por João Acácio quando tentava estuprá-la. Ela reagiu e sobreviveu por milagre. Depois de cinco anos de negativas, ela resolveu quebrar o silêncio de 49 anos e contar o que aconteceu naquela trágica madrugada. É um relato tão assustador que acabou por abrir o livro. “Não restam dúvidas que ele foi um psicopata, adorava subjugar suas vítimas e tinha enorme satisfação em fazer isso”, afirma Gonçalo.

O BANDIDO EM NÚMEROS

JOINVILLE
• Atuou a partir dos 7 anos de idade (1949) e depois aos 22 (1971)
• Cometeu entre seis e oito assassinatos, além de furtos e assaltos à mão armada

RIO DE JANEIRO
• Atuou entre novembro de 1965 e janeiro de 1966
• Furtou entre 40 e 50 carros

SÃO PAULO
• Atuou entre novembro de 1964 e agosto de 1967
• Cometeu aproximadamente 154 roubos e assaltos a residências e uma centena de estupros
• Matou entre seis e 10 pessoas

PENAS
Suas condenações totalizaram 351 anos

Chapeuzinho Vermelho como você nunca viu

Jovem escritora brasileira surpreende ao fazer releitura do clássico da literatura. Sob a Capa Vermelha, de Mariana Vitória, traz uma Chapeuzinho mitológica e medieval

Imagine uma menina com uma capa vermelha. Qual personagem vem primeiro à sua cabeça? A resposta é um tanto óbvia: Chapeuzinho Vermelho. Agora, já parou para pensar como seria este clássico da literatura se a garota fosse uma adolescente e vivesse na era medieval? Com uma trama envolvente, Mariana Vitória reuniu mitologia com fantasia e criou a surpreendente releitura: Sob a Capa Vermelha, obra do gênero young adults – ou jovens adultos, publicada pela Galera Record.

O livro conta a história de Norina, que inicia uma jornada sombria ao viajar para o outro lado do mundo com o objetivo de salvar a sua mãe Ros. A personagem sempre temeu os “Indomados”, mesmo sem nunca ter saído de casa e visto um deles. Apesar disso, precisará sair em uma missão em busca de sua mãe.

Galera lança livro de Mariana Vitória. (Foto: Divulgação)

Nor (Norina) terá que se passar por uma princesa que está morta chamada Rhoesemina, garota que dada como desaparecida pela família. A proposta foi feita pela vilã Viira – também chamada de Rainha das Rainhas – que pretende usar essa esperança para o seu bem e encontra na inocência de Nor a peça que faltava para o seu plano.  Em troca, a protagonista terá a sua mãe de volta, caso leve a filha de Viira para casar com o príncipe de Gizamyr.

Esta fantasia épica é repleta de intrigas, aventuras, traição e romance. Um prato cheio para os fãs de livros ao estilo de Game of Thrones, inclusive a obra foi comparada ao clássico mundial por se tratar de um romance medieval, com lugares, idiomas, reinos e povos criados pela autora para dar vida ao livro.

“Não podia esquecer as coisas que vira dentro dela, a saudade, o sofrimento e o amor que sentia, tão intenso que machucava. Era verdade que teria preferido uma vida como a dela (…) mas havia aprendido a amar as quatro paredes de casa, de um modo ou de outro, e por isso era grata.” Sob a Capa Vermelha – pag. 128

A forma criativa que Mariana conta a história de Norina e Ros condiz com seu perfil jovem. A escritora conquistou o concurso “Sua história nos dez anos da Galera”, feito em comemoração aos dez anos da Galera Record, da editora Record.

Ficha técnica:
Título: Sob a Capa Vermelha
ISBN: 978-8501115027
Editora: Galera Record
Formato: 22,6 x 15,2 cm
Páginas: 364
Preço: R$ 41,70/E-book R$ 17,94

Literatura erótica ganha cada vez mais espaço na Bienal do Rio

Autora maranhense e best-seller da Amazon, Lani Queiroz, tem presença garantida no evento e lança três novos livros

Depois de realizar o lançamento independente da série de livros eróticos Príncipes de Castellani, na 17ª edição da Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro e do sucesso alcançado nas outras edições da Bienal, a maranhense best-seller da Amazon, Lani Queiroz, retorna ao evento para lançar três livros inéditos: Princesa da Inocência e Príncipe do Domínio que compõem a série Príncipes de Castellani publicadas pela Editora 3DEA e Perigosa Sedução, que é uma história independente e apaixonante publicada pela Qualis Editora.

Querida por muitos fãs da literatura HOT, a escritora Lani Querioz estará em todos os dias da bienal para interagir com seus leitores assíduos. Sua participação no evento começa dia 30 de agosto às 14 horas, no Estande da Amazon, para realizar uma palestra e participar dos debates que ocorrerão no local.

As sessões de autógrafos e os lançamentos das obras “Princesa da Inocência” e “Príncipe do Domínio” ocorrerão nos dias 31 de agosto, 0107 e 08 de setembro das 16 horas às 17 horas, no próprio estande da Editora 3DEA, localizada no pavilhão verde N10. Já a obra “Perigosa Sedução” será lançada no estande da Qualis Editora no dia 31 de agosto (sábado) das 14 horas às 16 horas.

Serviço do evento
Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro
Atividade: Palestra no Estande da Amazon
Data: 30 de Agosto (sexta-feira)
Horário:14 horas

LançamentosPrincesa da Inocência Príncipe do Domínio 
Estande: Editora 3DEA | Pavilhão verde N10
Atividade: Sessão de autógrafos
Autora: Lani Querioz
Data: 31 de agosto, 01, 07 e 08 de setembro
Horário: 16 horas até às 17 horas.

Lançamento: Perigosa Sedução
Atividade: 
Sessão de autógrafosEstande: Qualis Editora | Pavilhão Azul – I85/J85
Data: 31 de agosto (sábado)
Horário: 14 horas até às 16 horas
Data II: 8 de setembro (domingo)
Horário: Às 14 horas
Para mais informações sobre a Lani na bienal, acessehttp://bit.ly/lanibienal

NOVA FEBRE ENTRE OS AMANTES DE THRILLER

Vendido para 38 países e com os direitos para o cinema adquiridos pela produtora de Brad Pitt, o fenômeno A Paciente silenciosa tem como ponto de partida a relação entre uma artista plástica e seu terapeuta

O livro A paciente silenciosa, de Alex Michaelides, ainda nem chegou oficialmente às livrarias brasileiras, mas já é um dos mais falados no Skoob. Segue o mesmo caminho de sucesso iniciado nos Estados Unidos, onde entrou para a lista de best-sellers do The New York Times e foi amplamente elogiado por veículos como a Times, o Publishers Weekly e a Entertainment Weekly, que classificou a obra como “uma mistura de suspense hitchcockiano, trama de Agatha Christie e tragédia grega”. A paciente silenciosa já teve os direitos para adaptação para o cinema adquiridos pela produtora de Brad Pitt e já foi vendido para 38 países.

Os elogios, claro, fazem jus ao livro, que marca a estreia de Alex Michaelides na literatura. Na trama, um thriller psicológico meticulosamente construído, Alicia Berenson, de trinta e três anos, matou o seu marido com cinco tiros no rosto. Eles estavam casados há sete anos e eram artistas. Alicia era pintora e Gabriel, um famoso fotógrafo de moda que fotografava mulheres semi-nuas. Desde sua morte o preço do seu trabalho subiu astronomicamente. Alicia, por outro lado, não fala uma palavra desde o assassinato e foi internada numa clínica psiquiátrica.

O silêncio duradouro de Alicia é o que faz com que a tragédia ganhe ares de mistério. Mas mesmo no silêncio, ela resolveu se expressar através da arte. Um autorretrato. Uma pintura chamada Alceste, inspirada nesta heroína da mitologia grega. Nela, Alicia aparece em seu ateliê nos dias subsequentes ao assassinato, de pé diante de um cavalete, nua. Do pincel que ela segura, pinga uma tinta vermelha. Ou seria sangue? O enigma dominou as manchetes e a opinião popular condenou Alicia.

Para Theo Faber, um psicoterapeuta forense acostumado a lidar com traumas, trabalhar com Alicia era o maior objetivo de sua carreira. E ele precisou esperar seis anos para que abrisse uma vaga na clínica psiquiátrica em que ela estava internada. A fronteira entre médico e paciente se confunde quando Theo, que assume que sua cabeça é uma bagunça, procura curar seus próprios problemas emocionais no curso do tratamento de Alicia. No entanto, ele chega a um caminho tortuoso que sugere que as raízes do silêncio de Alicia são muito mais profundas do que ele poderia imaginar.

A paciente silenciosa chega às livrarias em maio.

Nascido no Chipre e filho de um pai greco-cipriota e uma mãe inglesa, Alex Michaelides estudou literatura inglesa na Universidade de Cambridge e fez uma pós em roteiro de cinema no American Film Institute, em Los Angeles. A paciente silenciosa é seu livro de estreia.

DIA DO ORGULHO NERD: SARAIVA DÁ DESCONTOS EM PRODUTOS GEEKS

No dia 25/05, Dia do Orgulho Nerd, clientes que levarem uma toalha nas lojas ganharão mais 10% desconto na compra de produtos do universo geek; E-commerce também terá ação interativa que dá até 20% de desconto

Em comemoração ao Dia da Toalha ou Dia do Orgulho Nerd, celebrado em 25 de maio por fãs da cultura geek e pop em razão da obra de Douglas Adams, “O Guia do Mochileiro das Galáxias”, na qual o item é considerado importante para um mochileiro espacial, a Saraiva, rede varejista de educação, cultura e entretenimento, preparou uma ação exclusiva para suas lojas de todo o Brasil e também e-commerce.

Na data, os consumidores que comparecerem às lojas com uma toalha receberão 10% de desconto na compra de qualquer item do universo geek nas categorias de livros, games e papelaria. O desconto também é cumulativo para produtos com preço promocional.

Já no e-commerce, de 22 a 25, o público pode participar de ação interativa no caça-palavras que dá desconto de até 25% em produtos selecionados para quem encontrar qualquer uma das três palavras-chave. Além disso, na compra de quatro livros o mais barato é grátis e livros importados estarão com 50% OFF.

Confira alguns livros:

Box – Edgar Allan Poe – Histórias Extraordinárias – 3 volumes – Acompanha pôster Edgar Allan Poe (Pandorga).

Preço sugerido: de R$ 79,90 por R$ 29,90

Box – HP Lovecraft – Os melhores contos – 3 volumes (Padorga)

Preço sugerido: de R$ 79,90 por R$ 29,90

Box – O Essencial de Sherlock Holmes – 3 volumes – Arthues Conan Doyle (Aeroplano Editora)

Preço sugerido: de R$ 59,90 por R$ 23,90

Mitologia Nórdica – Neil Gaiman (Intriseca)

Preço sugerido: de R$ 49,90 por R$ 33,90

SARAIVA OFERECE 40% OFF EM LIVROS DA SAGA GAME OF THRONES

Descontos em homenagem à última temporada da série estarão disponíveis até o dia 20 de maio

O último episódio da saga Game Of Thrones será exibido nesse domingo (19/05), mas os fãs da série podem continuar a acompanhar essa história arrebatadora. A Saraiva, rede varejista de educação, cultura e entretenimento, preparou uma promoção exclusiva para os admiradores da escrita de George R. R. Martin e dará 40% de desconto em todos os livros da série.

A promoção é válida para e-commerce e todas as lojas da rede e acontece até 20 de maio. Entre os títulos estão: 

Fogo & Sangue – Vol. 1 – George R. R. Martin (Suma de Letras)

Preço: de R$ 69,90 por R$ 41,90

Descrição: Séculos antes dos eventos de A guerra dos tronos, a Casa Targaryen – única família de senhores dos dragões a sobreviver à Destruição de Valíria – tomou residência em Pedra do Dragão. A história de Fogo & Sangue começa com o lendário Aegon, o Conquistador, criador do Trono de Ferro, e segue narrando as gerações de Targaryen que lutaram para manter o assento, até a guerra civil que quase destruiu sua dinastia. O que realmente aconteceu durante a Dança dos Dragões? Por que era tão perigoso visitar Valíria depois da Destruição? Quais foram os piores crimes de Maegor, o Cruel? Essas são algumas das questões respondidas neste livro essencial, relatadas por um sábio mestre da Cidadela. Ricamente ilustrado com mais de oitenta imagens assinadas pelo artista Doug Wheatley, Fogo & Sangue dará aos leitores uma nova e completa visão da fascinante história de Westeros – um livro imperdível para os fãs do autor.

A Guerra Dos Tronos – As Crônicas De Gelo e Fogo – Vol. 1 – George R. R. Martin (Suma de Letras)

Preço: de R$ 79,90 por R$ 47,90

Descrição: A guerra dos tronos é o primeiro livro da série best-seller internacional As Crônicas de Gelo e Fogo, que deu origem à adaptação de sucesso da HBO, Game of Thrones. O verão pode durar décadas. O inverno, toda uma vida. E a guerra dos tronos começou. Como Guardião do Norte, lorde Eddard Stark não fica feliz quando o rei Robert o proclama a nova Mão do Rei. Sua honra o obriga a aceitar o cargo e deixar seu posto em Winterfell para rumar para a corte, onde os homens fazem o que lhes convém, não o que devem… e onde um inimigo morto é algo a ser admirado. Longe de casa e com a família dividida, Eddard se vê cada vez mais enredado nas intrigas mortais de Porto Real, sem saber que perigos ainda maiores espreitam a distância. Nas florestas ao norte de Winterfell, forças sobrenaturais se espalham por trás da Muralha que protege a região. E, nas Cidades Livres, o jovem Rei Dragão exilado na Rebelião de Robert planeja sua vingança e deseja recuperar sua herança de família: o Trono de Ferro de Westeros.

A Fúria Dos Reis – As Crônicas de Gelo e Fogo – Livro Dois – Edição Comemorativa George R. R. Martin (Leya)

Preço: de R$ 79,90 por R$ 47,90

Descrição: Em “A fúria dos reis”, o segundo livro da aclamada série As crônicas de gelo e fogo, George R. R. Martin segue a épica aventura nos Sete Reinos, onde muitos perigos e disputas ainda estão por vir. Além dos combates que se estendem por todos os lados, a ameaça agora também chega pelo céu! Mistério, intriga, romance e aventura encherão as páginas deste livro, agora também um seriado de sucesso da HBO! “A FÚRIA DOS REIS” Quando um cometa vermelho cruza os céus de Westeros, os Sete Reinos estão em plena guerra civil. Os exércitos dos Stark e dos Lannister estão se preparando para o confronto final, e Stannis – irmão do falecido Rei Robert –, desejoso de possuir um exército que lute pela sua reivindicação ao trono, alia-se a uma misteriosa religião oriental. Porém, seu irmão mais novo também se proclama rei. E, enquanto isso, os Greyjoy planejam vingança contra todos os que os humilharam dez anos atrás. Ainda, no distante Leste, poderosos dragões estão prestes a chegar aos Sete Reinos, trazendo fogo e morte… Um perigo de proporções gigantescas, muito maior do que as grandes guerras! Nesta tão esperada sequência de A guerra dos tronos, George R. R. Martin cria uma obra de incrível poder e imaginação. A fúria dos reis nos transporta até um mundo de glória e vingança, de guerras e magia, onde poder e miséria podem se alterar no virar de uma página.

A Tormenta de Espadas – As Crônicas de Gelo e Fogo – Livro Três – Edição Comemorativa – George R. R. Martin (Leya)

Preço: de R$ 79,90 por R$ 47,90

Descrição: Enquanto os Sete Reinos estremecem com a chegada dos temíveis selvagens, que atravessam a Muralha numa maré interminável de homens, gigantes e terríveis bestas, Jon Snow, o Bastardo de Winterfell, que se encontra entre eles, divide-se entre sua consciência e o papel que é forçado a desempenhar. Robb Stark, o Jovem Lobo, vence todas as suas batalhas, mas será que conseguirá vencer os desafios que não se resolvem apenas com a espada? Arya continua a caminho de Correrrio, mas mesmo uma garota tão destemida como ela terá grande dificuldade em ultrapassar os obstáculos que surgem em seu caminho. Na corte de Joffrey, em Porto Real, Tyrion luta pela vida, depois de ter sido gravemente ferido na Batalha da Água Negra; e Sansa, livre do compromisso com o homem que agora ocupa o Trono de Ferro, precisa lidar com as consequências de ser a segunda na linha de sucessão de Winterfell, uma vez que Bran e Rickon foram dados como mortos. No Leste, Daenerys Targaryen navega em direção às terras de sua infância, mas antes ela precisará aportar nas desprezíveis cidades dos escravagistas. Porém, a menina indefesa agora é uma mulher poderosa. Quem sabe quanto tempo falta para se transformar em uma conquistadora impiedosa? Todo o território continua a ferro e fogo.

O Festim Dos Corvos – As Crônicas de Gelo e Fogo – Livro Quatro – Edição Comemorativa – George R. R. Martin (Leya)

Preço: de R$ 69,90 por R$ 41,90

Descrição: Dando continuidade à saga mais ambiciosa e imaginativa desde O senhor dos anéis, As crônicas de gelo e fogo prosseguem após o violento triunfo dos traidores. Enquanto os senhores do Norte lutam incessantemente uns contra os outros e os Homens de Ferro estão prestes a emergir como uma força implacável, a rainha regente Cersei tenta manter intacta a força dos leões em Porto Real. Os jovens lobos, sedentos por vingança, estão dispersos pela terra, cada um envolvido à sua maneira no perigoso jogo dos tronos. Arya abandonou Westeros rumo a Bravos, Bran desapareceu na vastidão enigmática para além da Muralha, Sansa está nas mãos do ambicioso e maquiavélico Mindinho, Jon Snow foi proclamado comandante da Muralha, mas tem que enfrentar a vontade férrea do rei Stannis. No meio de toda a intriga, do outro lado do mar começam a surgir histórias sobre dragões e fogo… Quando os habitantes das Ilhas de Ferro se reúnem em Assembleia para escolher seu novo Rei, não é apenas o destino dessas ilhas que está em jogo. O novo rei tem como objetivo declarado conquistar Westeros. E seu povo parece acreditar nele. Mas conseguirá esse rei cumprir seu objetivo? Em Porto Real, Cersei enreda-se cada vez mais nas teias da corte. Desprovida do apoio da família e cercada por um conselho que ela mesma considera incapaz, precisa lidar ainda com a ameaçadora presença de uma nova corrente militante da Fé. Como se desvencilhará de tal enredo? A guerra está prestes a terminar, mas as terras fluviais continuam assoladas por bandos de salteadores. Apesar da morte do Jovem Lobo, Correrrio ainda resiste ao poderio dos Lannister, e Jaime parte para conquistar o baluarte dos Tully. O mesmo Jaime que jurara solenemente a Catelyn Stark não voltar a pegar em armas contra os Tully ou os Stark. Mas todos sabem que o Regicida é um homem sem honra. Ou será que estão todos errados?

A Dança Dos Dragões – As Crônicas de Gelo e Fogo – Livro Cinco – Edição Comemorativa – George R. R. Martin (Leya)

Preço: de R$ 79,90 por R$ 47,90

Descrição: O futuro dos Sete Reinos ainda é incerto – novas ameaças e novos inimigos surgem a cada momento. Além do Mar Estreito, Daenerys Targaryen, a última herdeira da Casa Targaryen, governa uma cidade construída sobre o pó e a morte. Mas seus inimigos são cada vez mais numerosos e farão de tudo para destruí-la. Enquanto isso, dois jovens embarcam em missões distintas, mas que podem mudar o destino da Mãe dos Dragões. No Norte, Jon Snow – 998º Senhor Comandante da Patrulha da Noite – fará de tudo para garantir a segurança da Muralha. Para isso, não hesitará em transformar amigos em inimigos e vice-versa. Traições, revelações e um fantasma do passado que volta para assombrar quando menos se espera: em todos os cantos de Westeros e de Essos, mercadores, foras da lei, mestres, reis, nobres, escravos, soldados e troca-peles estão prestes a encarar fatos inesperados. Alguns fracassarão, outros se aproveitarão das forças sombrias que crescem cada vez mais. Mas, neste momento de inquietude crescente, as marés da política e do destino levarão inevitavelmente à maior dança de todas.