Arquivo da tag: Livros

Record lança “A mulher na escada”, novo livro do autor de “O leitor”

image005.jpgAutor do best-seller “O leitor”, que é, desde “O perfume”, o romance alemão mais aclamado nacional e internacionalmente, e que ganhou uma bem-sucedida adaptação para o cinema, vencedora de um Globo de Ouro, Bernhard Schlink volta às prateleiras brasileiras em fevereiro com “A mulher na escada”. Lançamento da editora Record, o livro tem tintas de thriller mas avança com a ajuda dos pontos fortes de Schlink para discutir questões como ética, paixão, arte, autoralidade e os efeitos da passagem do tempo.

O protagonista – sem nome – é um advogado bem sucedido que, durante uma viagem de negócios, se depara em um museu com uma pintura conhecida. “A mulher na escada” mostra uma jovem loura, nua, descendo degraus de uma escada. Décadas antes, quando ele ainda era um jurista iniciante, o quadro foi um de seus primeiros casos profissionais.

Na época, o jovem advogado se viu arrastado para uma trama envolvendo a mulher retratada na tela, seu ex-marido e o pintor – agora seu amante. Com dificuldades de resistir aos encantos de Irene, o protagonista acaba sendo mais um nesta rede de obsessão, intriga e traição, que termina com o sumiço da moça – e do quadro. Agora, anos mais tarde, ele vai precisar enfrentar o passado ao localizar a mulher. E lidar com a influência que aquele momento teve no desenrolar de sua vida e no que ela se tornou.

“A mulher na escada” tem tradução de Lya Luft, autora de “Perdas e ganhos”, “Pensar é transgredir” e do recente “A casa inventada”, todos também lançados pela Record.

Bernard Schlink escreveu “O leitor”, sucesso da literatura alemã que foi traduzido para 50 idiomas, alcançou o primeiro lugar na lista do New York Times e obteve grande sucesso também no Brasil, figurando nas principais listas de mais vendidos. Sua versão cinematográfica foi estrelada por Kate Winslet e Ralph Fiennes. Do autor, a Record também publicou “O outro”, “Amor em fuga” e “Mentiras de verão”. Schlink é professor de direito e filosofia na Universidade Humboldt de Berlim desde 1996.

Anúncios

“Fim dos dias” encerra trilogia de Susan Ee

image005.jpgPenryn e Raffe estão correndo contra o tempo. Depois de lutarem contra anjos maléficos em “O mundo depois”, segundo livro da série best-seller de Susan Ee, a dupla precisa se esconder. Além disso, eles estão em busca de um médico que consiga reverter os sérios ferimentos de  Page, irmã de Penryn, e do próprio Raffe .

Para alcançar os seus objetivos, a dupla precisará se separar. Conforme eles avançam em busca de respostas, uma revelação sobre o passado de Raffe desencadeia forças sombrias capazes de colocar todos sob ameaça. Forçados a escolher um lado da batalha, Raffe e Penryn têm uma difícil decisão a tomar: defender a sua própria raça ou um ao outro.

Para encerrar esta trilogia angélica, Susan Ee cria uma guerra épica, une personagens improváveis e insere uma atmosfera ainda mais sombria.  A série já foi traduzida para mais de vinte países e teve os direitos cinematográficos adquiridos pela Good Universe.

Susan Ee tem um longo caso de amor com ficção científica, fantasia e terror, especialmente se houver um toque de romance.  Susan já foi advogada, mas prefere ser escritora, pois assim pode soltar sua imaginação fértil.

Ordem Vermelha está entre os livros de ficção mais vendidos de janeiro em todo país

Primeiro livro de conteúdo original da Comic Con Experience, em parceria com a editora Intrínseca, Ordem Vermelha: Filhos da Degradação está entre os livros de ficção mais vendidos de janeiro em todo país. Lançado há menos de dois meses, durante a CCXP, a incrível saga criada por Felipe Castilho chegou à 12ª posição da lista de best-sellers da PublishNews — fazendo dele a obra de fantasia nacional mais vendida nesse início de ano. A trama se desenrola na última região habitada do mundo, Untherak, onde o povo tem uma única missão: servir à deusa Una sem questionamentos. Não importa a raça, todos estão submetidos à servidão, seja humano, anão, gigante, sinfo, kaorsh ou gnoll, trabalhando até o fim da vida para manter a organização do governo da soberana. Até que um grupo de rebeldes, liderado por uma figura misteriosa, resolve desafiar o status quo e encerrar o reinado de Una de uma vez por todas.

img.jpg
“Ordem Vermelha” é um dos livros mais vendidos no Brasil. (Foto: Divulgação)

Ordem Vermelha, do autor Felipe Castilho, leva o leitor a um novo mundo. Com ares de distopia e inspiração em fantasias medievais, retrata uma população que sobrevive em meio à dor, assolada pelos castigos constantes e pelas escassas alternativas possíveis em um governo autoritário. A trama criada pelo autor paulista Felipe Castilho, em parceria com o ilustrador Rodrigo Didier e o escultor 3D Victor Hugo Sousa, tem um pano de fundo que lembra os cenários ricos de O Senhor dos Anéis e traz uma realidade desoladora que se aproxima à de histórias como Star Wars. Recheada de mistérios, conspirações e personagens tão marcantes quanto diversos, é uma saga icônica por si só.

Para lutar pela liberdade do povo de Untherak, o pequeno núcleo de rebeldes deve deixar suas diferenças de lado e enfrentar alguns dos maiores desafios de suas vidas. Apostar em um futuro sem a soberana Una é um tiro no escuro, ainda mais em uma sociedade enterrada sob segredos que parecem nunca ter fim, mas os aspirantes a heróis trazem a fagulha de esperança de que algo melhor surja — mesmo que para isso seja preciso destruir o único mundo que conhecem. A narrativa é um verdadeiro épico sobre resistir à opressão e sobre a importância de poder traçar o próprio destino.

FELIPE CASTILHO é autor de livros de fantasia, além de roteirista. Famoso pela série O legado folclórico, que une mitologia brasileira com o mundo dos videogames, foi indicado ao Prêmio Jabuti 2017 pelo quadrinho Savana de pedraOrdem Vermelha: Filhos da Degradação, escrito em cocriação com Rodrigo Bastos Didier e Victor Hugo Sousa, é seu livro de estreia na editora Intrínseca.

Ordem Vermelha: Filhos da Degradação, de Felipe Castilho

Páginas: 448

Livro impresso: R$ 44,90

E-book: R$ 21,90

Outras informações:

Editora Intrínseca

Gustavo Autran – gustavoautran@intrinseca.com.br

Andressa Camargo – andressacamargo@intrinseca.com.br

Helena Mayrink – helenamayrink@intrinseca.com.br

www.intrinseca.com.br

Facebook: EditoraIntrinseca

Twitter: @intrinseca

Instagram: @intrinseca

55 21 3206-7433

Meg Cabot mistura romance e paranormalidade na conclusão da série “Desaparecidos”

“A falta que me faz” traz uma protagonista mais madura, sem deixar de lado o bom humor

image004.pngDesde que foi atingida por um raio e desenvolveu o poder de encontrar pessoas desaparecidas através dos sonhos, Jessica Mastriani viu sua vida virar de ponta-cabeça. Ela passou a ser conhecida na mídia, fizeram um seriado baseado na sua história, e o FBI não saía da sua cola. Foi assim que acabou sendo convocada para a guerra — mas os horrores que vivenciou começaram a assombrar seu sono até que ela não conseguisse mais sonhar.

Um ano depois de todo o caos, seus dias como Garota Relâmpago pareciam ter chegado ao fim. Em A falta que me faz, quinto volume da série “Desaparecidos”, Jess se mudou para Nova York, onde vive uma vida que poderia ser chamada de normal: tem um emprego, estuda música na Julliard e divide um apartamento com sua melhor amiga, Ruth. E nenhum desaparecido voltou a protagonizar seus sonhos.

Quando seu ex-namorado, Rob, reaparece pedindo ajuda para encontrar a irmã que sumiu, as antigas feridas de Jess são trazidas à tona. Será que deveria recuperar seu poder e ajudar o cara que a traiu e se afastou quando ela mais precisou? Estaria mesmo vivendo a vida que sonhou? Tinha, afinal, superado as coisas terríveis que viu na guerra ou estava apenas se deixando ser consumida pelos seus pesadelos?

Bertrand Brasil lança nova edição do infantil “Filhote de Cruz-Credo”, história em tom autobiográfico do escritor Fabricio Carpinejar

Livro fala de temas como bullying e autoestima de forma bem humorada

image005.jpg“Sou feio, feio de nascença, mais feio do que você possa desenhar.” É assim que começa o livro “Filhote de Cruz-Credo”, de Fabricio Carpinejar. Considerado um dos nomes mais relevantes da poesia contemporânea, o escritor gaúcho foi vítima de bullying na infância. Num relato autobiográfico, ele conta como usou o bom humor e a inteligência para recuperar a autoestima.

Fabricio teve uma série de apelidos: panqueca, cavalinho de pau, cara de morcego e até placenta. Um dia quando tomou um banho gelado e o espelho não embaçou, analisou minuciosamente seu rosto e foi correndo para a mãe perguntar se era feio. Como ela já havia perdido a paciência com o menino, que não acreditava ser bonitinho, disse por fim que ele era feio, sim.

A partir desse episódio em casa, Fabricio chegou à conclusão de que o jeito era aceitar as brincadeiras e fugir delas quando tinha escolha. Por isso, atravessava a rua para não cruzar com as pessoas e ficava o recreio todo dentro da sala para não encarar os colegas da escola. Até que um dia, quando foi chamado de panqueca pela primeira vez, resolveu revidar, caçoando dos cabelos na orelha da menina que lhe deu o apelido. “Panqueca” e “Orelha cabeluda” acabaram se aproximando e namoraram. E, com o tempo, o menino aprendeu a se sentir bonito do seu jeito.

A PRIMEIRA INVASÃO ALIENÍGENA DA HISTÓRIA CHEGOU

Não se engane, não é uma guerra, eles vieram nos exerminar!

A Mythos Editora traz, pelo selo Gold Edition, um dos maiores clássicos da ficção científica: A Guerra dos Mundos, de H.G. Wells. Publicada originalmente em 1897, a obra aplicou, na ficção científica, o conceito de invasão das histórias de guerra, definindo um gênero que perdura até hoje.

BB4CABED-134F-5205-FDC6-F37DBD763DA6_Image_1_451d7afd-9528-4261-a9ff-088a7892806d.png
Mythos Editora traz para as páginas “A Guerra dos Mundos”. (Foto: Divulgação)

Mesmo depois de mais de cem anos, A Guerra dos Mundos continua sendo uma história tão poderosa que, quando foi dramatizada no rádio pelo renomado diretor Orson Welles, causou pânico em seus ouvintes, crentes que era o relato genuíno, de um ataque marciano.

A Mythos lança no Brasil uma adaptação fiel à obra original, com a mesma qualidade de arte e roteiro dos volumes já publicados pelo selo Gold EditionElric e Red Skin.
Publicada em duas edições na França pela editora Glénat, a versão brasileira reúne a história completa em volume único.

Brasil Game Show lança segunda edição de seu livro com a história completa do evento

“Brasil Game Show – o Livro” já está à venda no site da maior feira de games da América Latina, vem com capa dura, textos em português e inglês, diagramação reformulada e conteúdo atualizado; obra destaca a participação de grandes ídolos do universo dos games na BGS, bastidores da criação do evento e sua evolução ano a ano

image002.jpgCom números expressivos, a Brasil Game Show já se consolidou como o maior evento de games da América Latina e um dos principais do mundo. Em dez edições, mais de 1,5 milhão de visitantes passaram pela feira e puderam curtir milhares de jogos, atrações exclusivas e ver grandes nomes da indústria mundial, como Hideo Kojima, Phil Spencer, Nolan Bushnell e Ed Boon. Para reviver ou conhecer os momentos marcantes da história do evento e ainda ficar por dentro dos detalhes e bastidores dessa incrível trajetória iniciada em 2009, no Rio de Janeiro, a BGS lança  a edição especial e atualizada de “Brasil Game Show – o Livro”, publicado pela Editora Europa, com capítulos sobre as dez edições, incluindo a histórica BGS10, textos em português e inglês, capa dura, embalagem exclusiva e diagramação totalmente reformulada. Em edição limitada, a nova obra já está disponível para compra pelo site da BGS (www.brasilgameshow.com.br) e custa R$ 99.

Mais do que um resumo das 10 edições da Brasil Game Show, o livro traz a inspiradora história de empreendedorismo de Marcelo Tavares, criador da feira e um dos maiores colecionadores de games do Brasil, com um acervo de 350 consoles de todas as gerações e mais de 4 mil jogos.

“Nosso objetivo é compartilhar com os gamers não apenas os principais momentos do evento, mas também alguns episódios marcantes da história da indústria no país”, disse Marcelo, lembrando que o livro conta também um pouco de sua trajetória pessoal, que começou como a paixão por videogames na infância e se transformou no sonho de conduzir a BGS para mais de 300 mil visitantes a cada edição.  “Nesta obra, o leitor acompanhará a primeira parte de um caminho longo que está longe de terminar. A 11ª edição da BGS, em 2018, já tem grandes nomes confirmados, promete ser ainda melhor do que a última e o começo de um novo capítulo”, completa.

Mais detalhes sobre a edição especial de Brasil Game Show – o Livro em https://youtu.be/IWTpfeQt1Mo.

 Serviço – BGS 2018

Quando: 10 a 14 de outubro (1º dia exclusivo para imprensa e negócios)

Onde: Expo Center Norte

Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo/SP

Horário: 13h às 21h

Ingressos (Primeiro lote) – Até 08/02

Individual (meia-entrada)  R$ 55 (ingresso individual para 1 dia de evento aberto para público – 11, 12, 13 ou 14 de outubro)

Individual Fast Pass (meia-entrada) – R$110 (ingresso individual para 1 dia de evento – 11, 12, 13 ou 14 de outubro, com entrada 1 hora antes do público geral)

Passaporte (meia-entrada) – R$ 165 (acesso a todos os dias de evento abertos ao público – 11, 12, 13 e 14 de outubro)

Premium – R$499 (acesso a todos os dias de evento, incluindo o dia exclusivo para imprensa e business – 10, 11, 12, 13 e 14 de outubro)

Record lança livro que deu origem ao filme homônimo dirigido por Wim Wenders e estrelado por James McAvoy e Alicia Vikander

image004 (1).jpgCorrespondente especializado em política internacional e cobertura de Guerra, o autor J.M. Ledgard usa os assuntos de seu cotidiano como cenário para narrar uma história delicada, reflexiva e por vezes romântica em“Submersão”, que chega às livrarias pela Record e às telas do cinema em abril. A versão cinematográfica tem direção de Wim Wenders e é estrelada por James McAvoy e Alicia Vikander.

Na trama, acompanhamos James More, um espião que é mantido como refém por jihadistas na Somália; e Danny Flinders, uma biomatemática que se prepara para descer aos confins do solo oceânico no mar da Groenlândia. Os dois se apaixonaram e viveram um intenso romance no Natal anterior, durante alguns dias, num hotel na costa do Oceano Atlântico.

Com uma prosa bastante peculiar, em trechos curtos que se alternam entre os dois protagonistas e também que passeiam pela linha de tempo, o autor J.M. Ledgard investiga temas como o isolamento e as profundezas – do mar ou de si mesmo –, e a reação do ser humano a condições extremamente difíceis.

Bertrand lança novo livro de Naomi Klein no Brasil

image005.jpgA renomada jornalista, ativista e autora best-seller Naomi Klein passou duas décadas estudando choques políticos, mudança climática e a “tirania das marcas”. Dessa perspectiva singular, ela faz em Não basta dizer não uma análise sobre a eleição de Donald Trump nos Estados Unidos, apontando que a sua agenda de governo pode agravar crises econômicas, sociais e políticas no mundo. Para a autora, a ascensão de Trump e sua agenda imprudente – que inclui um golpe corporativo no governo, culpabilização agressiva, incitações à guerra e um desprezo pela ciência climática em prol do uso frenético de combustíveis fósseis — acarretará ondas de desastres e choques para a economia, a segurança nacional e o meio-ambiente.

“Este livro é apenas uma tentativa de analisar como chegamos a este momento político surreal; como, de maneiras concretas, poderia ficar muito pior; e como, se não nos desorientarmos, podemos mudar o roteiro e chegar a um futuro radicalmente melhor”, diz a autora, que propõe várias ações para a resistência à política de choque que Trump tenta implementar.

Para Klein, Trump não é uma aberração, mas a extensão lógica das piores e mais perigosas tendências dos últimos cinquenta anos — as mesmas condições que vêm provocando uma onda crescente de nacionalismo branco pelo mundo. Não basta, ela nos diz, meramente resistir, dizer “não”. Nosso momento histórico exige mais: um “sim” inspirador, digno de confiança, um guia para reivindicar o território populista daqueles que buscam nos dividir — um que indica um curso ousado para conquistar o mundo justo e solidário que queremos e de que precisamos.

 

SOBRE A AUTORA

Naomi Klein é jornalista, colunista sindicalizada, documentarista e autora dos best-sellers internacionais “Sem logo: a tirania das marcas em um planeta vendido”, “A doutrina do choque: a ascensão do capitalismo em desastre” e “Isso muda tudo”. Seus livros foram traduzidos para mais de trinta idiomas.

É correspondente sênior da The Intercept, e seus artigos circulam em publicações como The New York Times, Le Monde, The Guardian e The Nation, no qual é editora contribuinte. Klein é também membro da diretoria do 350.org, um grupo de ação em prol do clima, além de uma das organizadores do Leap Manifesto canadense. Em novembro de 2016, recebeu o prestigioso prêmio australiano Sydney Peace Prize por, segundo os jurados, “nos inspirar a, em âmbito local, nacional e global, exigir uma nova agenda de compartilhamento do planeta que respeite os direitos humanos e a igualdade”.

Siga-a no twitter: @NaomiAKlein

FEIRA DO LIVRO NO SHOPPING METRÔ TUCURUVI TRAZ TÍTULOS A PARTIR DE R$ 10

Clássicos da literatura transformam o imaginário e são excelentes opções de presentes para crianças e adultos nesta época

 O Shopping Metrô Tucuruvi reúne mais de 100 títulos em nova edição da Feira do Livro. Os apaixonados por literatura encontram contos, romances e suspenses a partir de R$ 10. O evento acontece até o dia 30 de dezembro, no Piso 1, em parceria com a Editora Escala.

“Temos peças ilustradas que despertam a atenção das crianças e os adultos também encontram opções sobre culinária e música. Uma oportunidade ideal para quem quer presentear alguém especial ou dar para um amigo secreto”, convida Laís Marques, gerente de Marketing do Shopping Metrô Tucuruvi.

SMT_Feira do Livro (1).jpeg
Feira de livros, no Shopping Metrô Tucuruvi, é opção nas férias. (Foto: Divulgação)

Os 12 volumes da série Diário de um Banana, do cartunista norte-americano Jeff Kinney que relata de forma cômica os acontecimentos da vida de Greg, e o clássico O Pequeno Príncipe, do francês Antoine de Saint-Exupéry que conquista diferentes gerações desde 1943, estão entre as obras mais procuradas.

Para quem procura boas receitas para preparar e experimentar com a família ou com os amigos na ceia natalina, as dicas são os livros Tempero Brasileiro e a Coleção Toda Cozinha. A Feira do Livro também tem seções de Filosofia, Línguas, Empreendedorismo e Desenho.

Feira do Livro no Shopping Metrô Tucuruvi

Datas: até 30 de dezembro

Horário: segunda-feira a sábado, das 10h às 22h, e domingo, das 12h às 20h

Local: Piso 1, próximo à loja Preçolandia

Endereço: Av. Dr Antonio Maria Laet, 566 – Tucuruvi – São Paulo