Arquivo da tag: Livros

Rocco lança livro de Pete Townshend, guitarrista e compositor da banda The Who

Concebido como uma ópera rock, “A era da ansiedade” é o romance de estreia do músico

(Foto: divulgação)

Em seu romance de estreia, a lenda do rock Pete Townshend explora a ansiedade e a loucura da vida moderna através de duas gerações de uma família londrina, seus amantes, colaboradores e amigos. O livro “A era da ansiedade”, que teve sua história concebida para ser uma ópera rock, será lançado no Brasil pela editora Rocco no dia 30 de julho.

Impulsionados pela paixão e pela ambição musical, quatro vidas se encontram em uma espiral fora de controle – drogas leves, drogas pesadas, amores perdidos e reencontrados, famílias desfeitas e refeitas. Alucinações e paisagens sonoras assombram a narrativa, nos revelando uma meditação profunda sobre o mundo atual, loucura e genialidade, além do lado obscuro da arte e da criatividade.

Entre os personagens está um cultuado e decadente astro do rock, que desaparece na região montanhosa da Cúmbri, se tornando um pintor ermitão cujas obras evocam visões apocalípticas; um negociante de arte, sob efeito de drogas pesadas, que tem visões de rostos demoníacos gritando na guarda de sua cama; uma bela jovem irlandesa, que ainda criança esfaqueou o próprio pai para salvar a irmã de abusos recorrentes, e está determinada a conquistar o marido de sua melhor amiga; e um jovem compositor inglês em ascensão que começa a ter alucinações auditivas durante seus shows e crê estar ouvindo as manifestações de medo e ansiedade de seu próprio público.

LANÇAMENTO: “Devoradores de estrelas”, de Andy Weir

Neste novo thriller científico de Andy Weir, autor best-seller de Perdido em Marte, um astronauta precisa encontrar sozinho um jeito de salvar a Terra da destruição. Direitos já foram vendidos para o cinema e filme será estrelado por Ryan Gosling

(Foto: divulgação)

Ryland Grace é o único sobrevivente de uma desesperada missão de emergência — se ele falhar, toda a humanidade e o planeta Terra serão destruídos.

Mas no momento ele não sabe disso. Ryland não se lembra nem do próprio nome, muito menos de sua missão ou de como cumpri-la. Tudo o que ele sabe é que dormiu por muito, muito tempo. E que despertou a milhões de quilômetros de casa, com apenas dois cadáveres como companhia.

Com os colegas de tripulação mortos e as memórias confusas retornando aos poucos, Ryland vai perceber a tarefa impossível que tem nas mãos. Viajando pelo espaço em sua pequena nave, cabe a ele descobrir a resposta para um enorme mistério científico — e derrotar a ameaça de extinção da nossa espécie.

O tempo está acabando, e o humano mais próximo está a anos-luz de distância, então Ryland terá que fazer tudo isso sozinho.

Ou será que não?

“Dois mundos em perigo, um astronauta competente (mas humano e cheio de falhas), inúmeros mistérios científicos para resolver, e toda a humanidade em risco. Qualquer fã de ficção científica das antigas (como eu) vai amar.” — George R.R. Martin, autor de A guerra dos tronos

“Ler Devoradores de estrelas é como ir em uma excursão ao espaço sideral com o melhor professor de Ciências que existe — e a tarefa da sua turma é salvar o mundo. Uma das viagens mais originais, envolventes e divertidas que já fiz.” — Ernest Cline, autor de Jogador Nnº 1

“Sempre fico impressionado com a forma como Weir escreve ficção científica de um jeito maravilhosamente acessível, sem comprometer nem a ciência nem a ficção. Um livro que posso indicar para qualquer pessoa com a certeza de que ela vai adorar.” — Brandon Sanderson, autor de Mistborn

ANDY WEIR mora na Califórnia e trabalhou por vinte anos como engenheiro de software, até que o sucesso de seu primeiro livro, Perdido em Marte, lhe permitiu realizar o sonho de se tornar escritor em tempo integral. Apaixonado pelo espaço desde sempre, seus hobbies incluem estudar teoria da relatividade, mecânica celeste e a história de voos espaciais tripulados. Ele também faz ótimos coquetéis.

Os Dálmatas mais conhecidos da Disney voltam a ser destaque nos Clássicos Inesquecíveis

Editora Melhoramentos traz edição especial “101 Dálmatas” e “A Pequena Sereia”

(Foto: divulgação)

´´101 Dálmatas``, da coleção Clássicos Inesquecíveis, traz uma edição com capa dura e lindas ilustrações desta grande aventura da Disney. Na história, os filhotes de Pongo e Perdita são sequestrados pela malvada Cruella De Vil e precisam de ajuda para se salvar. A trama reforça valores familiares e apresenta personagens interessantes com atributos como determinação, coragem e criatividade.

A obra da Editora Melhoramentos é uma combinação perfeita para atrair grandes e pequenos leitores, além de ser uma ótima opção de presente para crianças e para os fãs da trilogia Descendentes da Disney, que traz Cameron Boyce como filho da Cruella de Vil na trama. Acabou de ser lançado também o live action ´´Cruella“, com Emma Stone no papel da vilã.

(Foto: divulgação

Completando a nostalgia de quem viveu a década de 90, a Editora Melhoramentos traz ainda a sereia mais famosa do universo infantil, criada pelo escritor dinamarquês Hans Christian Andersen: a Ariel. ´´A Pequena Sereia“, da coleção Clássicos Inesquecíveis, conta a história da valente e apaixonada sereia que, em busca do amor, abandona o mar para encontrar seu príncipe Eric na terra.

Após 32 anos do primeiro filme, essa história de amor repleta de momentos divertidos, em sua maioria por causa do falante e atrapalhado caranguejo Sebastião, volta para encantar as crianças da nova geração e proporcionar momentos especiais em família.

Ficha técnica

Obra: Clássicos Inesquecíveis 101 Dálmatas
Autor: Disney
Tradutor: Melhoramentos
Número de páginas: 68
Altura: 28,5 cm
Largura: 23,5 cm
ISBN: 978-65-5539-234-0
Preço sugerido: R﹩ 49,00

Obra: A Pequena Sereia
Autor: Disney
Tradutor: Melhoramentos
Número de páginas: 72
Altura: 28,5 cm
Largura: 23,5 cm
ISBN: 978-65-5539-235-7
Preço sugerido: R﹩ 49,00

De gato mágico ao universo alucinógeno de Raul Seixas

Contos do livro “Histórias de Quem” partem do banal ao trágico com ar de realismo fantástico em meio ao absurdo

(Foto: divulgação)

Literatura fantástica ou a realidade em meio ao absurdo? Os dez contos presentes no livro Histórias de Quem são diretamente influenciados pelo realismo fantástico, com narrativas que vão desde um gato mágico que revela a personalidade das pessoas ao retirar os óculos, até a incansável trajetória de um jornalista no universo alucinógeno de Raul Seixas.

Cesar Augusto de Carvalho é expert em criar fatos banais, que com o decorrer do texto, tronam-se trágicos ou absurdos, porém, prendem o leitor em cada página desse universo mágico da literatura. Assim como suas influências – que vão de Dostoievski, Michael Ende, Ernest Hemingway a Guimarães Rosa, Graciliano Ramos e Jorge Luís Borges – as histórias provocam inúmeras sensações, principalmente tensão e euforia.

Com um estilo que une imaginação e domínio claro das narrativas, o professor universitário aposentado, passou boa parte da carreira dedicado a publicar ensaios e textos acadêmicos. Ser contista era algo distante e que ficava limitado a leituras de amigos. Apesar de as histórias serem independentes entre si, elas têm similaridades e uma narrativa se abre para outra de maneira singular. Exemplo disso, são os contos que trazem Raul Seixas como tema: “Muitos em um” e “Um escritor, Raul Seixas, Gilgamesh e a imortalidade”.

A inclusão de Raul na obra não é algo ao acaso. Entre 2010 a 2014, Cesar escreveu contos sobre o astro do rock para uma coluna radiofônica chamada Estação Raul. Quando o programa encerrou, lançou a radionovela Toca Raul e atualmente prepara a edição Raul e Eu, uma novela que narra as aventuras de um personagem que se considera o próprio músico.

Seu maior desejo é que suas histórias levem aos leitores um profundo diálogo, que podem, sim, influenciar comportamentos, mas também favorecer a compreensão de si mesmas.

Ficha Técnica
Livro: Histórias de Quem
Autor: Cesar Augusto de Carvalho
ISBN:   978-65-87908-05-2
Formato
: 21×14
Páginas: 124
Preço: R$ 40
Link de vendawww.quemlêvê.com

Rocco lança “O Conto da Aia” e “Os Testamentos” em edição especial

A Rocco vai lançar no dia 30 de maio, edições em capa dura, nova diagramação e guarda fitilho de “O Conto da Aia” e “Os Testamentos”, da Margaret Atwood. O primeiro livro tem posfácio inédito da autora. A lateral das folhas também são coloridas, o que deixa a edição ainda mais especial.

Os exemplares também acompanham um marcador e um card com as frases  “Nolite te bastardes carborundorum” (que significa “Não permita que os bastardos reduzam você a cinzas”) e “Liberdade para as mulheres de Gilead”.

No texto inédito, Atwood reflete sobre as perguntas que mais fazem para ela. Uma delas é se o livro é uma previsão e ela responde: “Não, não é uma previsão, porque é impossível prever o futuro: existe um número grande demais de variáveis e de possibilidades imprevistas. Digamos que é uma antiprevisão: se este futuro pode ser descrito em detalhes, talvez ele não aconteça. Mas não podemos também confiar neste pensamento otimista.”

A quarta temporada de “Handmaid’s Tale”, série inspirada em “O Conto da Aia”, foi lançada este mês na Paramount.

LANÇAMENTO: “Não existe amanhã”, segundo volume da trilogia que deu origem à série “Killing Eve”

No segundo volume desta sedutora trilogia de espionagem que deu origem à série Killing Eve, Villanelle e Eve se preparam para um confronto inesquecível

(Foto: divulgação)

Em um quarto de hotel em Veneza, onde acabou de concluir um assassinato de rotina, Villanelle recebe um telefonema tarde da noite.

Eve Polastri, a funcionária do governo inglês que está em seu encalço há meses, conseguiu rastrear um oficial do MI5 a serviço dos Doze e está prestes a levá-lo a interrogatório. Enquanto Eve se prepara para procurar respostas, tentando desesperadamente encaixar as peças de um terrível quebra-cabeça, Villanelle avança para o abate.

O duelo entre as duas mulheres se intensifica, assim como sua obsessão mútua, com a ação passando dos altos picos do Tirol até o coração da Rússia. Eve enfim começa a desvendar o enigma da identidade de sua adversária, e Villanelle se pega correndo riscos cada vez maiores para se aproximar da mulher que pode ser sua ruína.

Um thriller cheio de descrições chocantes e também sensuais, Não existe amanhã é brilhante ao narrar a mente psicótica de uma assassina e a caçada apaixonada de sua nêmesis, aproximando duas rivais a ponto de não saberem mais se estão uma contra a outra… ou mais unidas do que nunca. 

“Um thriller inebriante e tremendamente divertido.” — The Guardian

“Divertido, inteligente e com um humor sombrio.” — The New York Times

“Um livro cativante, que monta habilmente um desfecho em que as duas mulheres precisam desafiar seus chefes homens e as organizações por trás deles.” — The Sunday Times

“Este livro é ainda melhor que a série de TV. Inspirado em clássicos thrillers de espionagem, Luke Jennings oferece novamente um banquete ao leitor.” — The Evening Standard

LUKE JENNINGS é autor do livro de memórias Blood Knots, finalista dos prêmios Samuel Johnson e William Hill, e de diversos romances, incluindo Atlantic, finalista do Man Booker Prize. Como jornalista, já escreveu para The Observer, Vanity Fair, The New Yorker e Time. Visite seu site: lukejennings.com

Crítica: Aqueles Que Me Desejam A Morte

Por Leticia Nunes

Aqueles Que Me Desejam a Morte chega aos cinemas. (Foto: divulgação)

Baseado no livro de Michael Koryta, e com roteiro do próprio, Aqueles Que Me Desejam a Morte, é um novo filme de suspense da Warner se inicia com o contador Jack (Aidan Gillen) assistindo uma explosão pela televisão junto com o Connor, seu filho, e desconfia que ele poderia ser o próximo junto com sua família. Pai e filho seguem em fuga para tentar se esconder, Jack revela para o filho que havia descoberto pontas soltas de pessoas muito perigosas e, com isso, eles estariam em perigo!

Connor assiste ao assassinato do pai. mas ele consegue escapar segundos antes de ser percebido pelos criminosos, então recebe do pai um papel contendo revelações que desvendariam o motivo da série de assassinatos. Apesar de conseguir escapar, por entre uma floresta cerrada do Montana (EUA), Connor sabe que quem matou seu pai não deixará testemunhas. Na fuga, cruza-se com Hannah Faber, uma bombeira que se encontrava na torre de vigia quando tudo aconteceu.

O filme mostra Hannah afastada de suas funções, por estar traumatizada em sua última missão como paraquedista, em que erra os cálculo do vento e não consegue salvar três crianças a tempo de um incêndio. Quando os criminosos resolvem atear fogo à floresta para eliminar todos os vestígios, Connor e Hannah se encontram numa luta desesperada para escapar das chamas e dos criminosos.

O filme faz questão de destacar o trabalho dos bombeiros florestais e as técnicas que eles utilizam para sobreviver ao fogo e às tempestades elétricas na floresta. A maior parte do longa mostra a trajetória dos assassinos (Aidan Gillen e Nicholas Hoult) em paralelo com a trajetória do garoto Connor (Finn Little) .

No fim das contas, a verdadeira heroína de ação é Allison (Medina Senghore), esposa grávida do policial Ethan (Jon Bernthal) que consegue eliminar um dos assassinos e fica com seu esposo na torre até o final do incêndio.

Confira abaixo o Trailler:

ATENÇÃO: A PARTIR DESTE PONTO , O TEXTO CONTÉM SPOILER

Angelina Jolie como bombeira no filme Aqueles que me desejam a morte. (Foto: divulgação)

Confesso que fiquei bem chateada por não saber o que havia naquele papel guardado pelo menino, ficou um pouco fora de contexto. Aparece apenas o personagem Connor prestes a dar entrevista para a imprensa, para revelar o conteúdo do bilhete deixado pelo pai. O filme é totalmente previsível e conseguimos antecipar morte de cada personagem, para um elenco de peso, esperava ser surpreendida.

Além dos protagonistas, o elenco conta com Nicholas Hoult (X-Men), Aiden Gillen (Game of Thrones), Medina Senghore (Happy!), Tyler Perry (Garota Exemplar), Jake Weber (Homeland) e Jon Bernthal (Ford vs. Ferrari).

Rocco lança no Brasil “Nomadland – Sobrevivendo na América do século XXI”, da premiada jornalista Jessica Bruder

Livro-reportagem que deu origem ao grande ganhador do Oscar de 2021 conta a história de norte-americanos que perderam suas casas e passaram a viver como nômades após a crise de 2008

(Foto: divulgação)

 A Editora Rocco lança em maio “Nomadland – Sobrevivendo na América do século XXI”, da premiada jornalista Jessica Bruder. Nele a autora acompanha diferentes personagens que, após a grande recessão econômica de 2008, passaram a viver em trailers, ônibus e vans, formando uma crescente comunidade de nômades. O livro-reportagem inspirou o longa-metragem de mesmo nome, estrelado por Frances McDormand e dirigido pela chinesa Chloé Zhao, e foi vencedor do Oscar de Melhor Filme e outras estatuetas como Melhor Atriz e Melhor Direção.

No livro, Jessica Bruder conta a história de pessoas “sem casa”, em sua maioria idosos como Linda May, que com uma aposentadoria de apenas 500 dólares, não pode pagar um aluguel ou uma hipoteca. Assim como outros, ela vive em um automóvel e roda pelas estradas dos Estados Unidos em busca de trabalhos temporários. Dos campos de beterraba da Dakota do Norte aos acampamentos da Floresta Nacional de San Bernardino, na Califórnia, empregadores descobriram nesse grupo de nômades uma nova força de trabalho educada, disposta e de baixo custo.

Recusando o rótulo de “sem teto”, os nômades compartilham seus sonhos e a vida em comunidade – se ajudam na montagem dos veículos e com as refeições do dia, por exemplo. Apesar da maioria serem idosos, há alguns jovens também com dívidas estudantis e sem dinheiro para construir suas vidas.

A bordo de um veículo de segunda mão, Bruder segue os passos dessas pessoas e percorre vários estados, encontrando personagens como um ex-professor, um ministro, um administrador de faculdade, uma ex- garçonete, entre tantos outros.

NOMADLAND – Sobrevivendo na América do século XXI

Jessica Bruder

Tradução: Ryta Vinagre

Número de páginas: 304

Dimensões: 16 x 3 x 23 cm

Preço: R$ 59,90

Elogiado por Stephen King, ‘Meu amor absoluto’ e sua heroína inesquecível chegam ao Brasil

Com uma linguagem marcante em um ambiente natural e feroz, Meu amor absoluto (Verus), de Gabriel Tallent, é uma leitura profunda e comovente contada com urgência e marca a estreia de um novo e extraordinário escritor. Best-seller do New York Times, a história tem tudo para arrebatar os leitores e as leitoras brasileiras

(Foto: divulgação)

Muito elogiado e merecedor de destaque na imprensa internacional à época de seu lançamento, Meu Amor Absoluto traz novamente um conflito antigo da literatura, o drama de amadurecer, mas narrado por Gabriel Tallent, escritor nascido no Novo México e criado por duas mães, o que poderia ser um clichê reproduzido ganha ares de novidade e originalidade. É o que destaca a crítica, por exemplo, do The Times. Para ser bem objetivo, Meu amor absoluto é uma leitura brilhante, imersiva e arrebatadora sobre a luta de uma garota por sua própria alma. A leitura fluida e arrebatora de Tallent nos conduz pelas páginas a descobrir não só os caminhos de Turtle, a protagonista, mas também uma ambiciosa personagem da literatura: uma nova heroína, por assim dizer, de sua geração.

Turtle Alveston é uma sobrevivente. Aos catorze anos, ela perambula pela floresta ao longo da costa norte da Califórnia. Os riachos, as poças e as ilhas rochosas são seus refúgios e seus esconderijos. Mas, enquanto seu mundo físico é amplo, seu mundo pessoal é pequeno e traiçoeiro: desde a morte de sua mãe, Turtle vive isolada, com seu pai, Martin, que a tortura e ao mesmo tempo a ama. Sua existência social se resume ao ensino médio (onde ela afasta qualquer pessoa, estudante ou professor, que possa se interessar por sua vida) e ao seu pai.

Então Turtle conhece Jacob, um garoto do ensino médio que conta piadas, vive em uma casa grande e limpa e olha para Turtle como se ela fosse o nascer do sol. E, pela primeira vez, o mundo começa a entrar em foco: sua vida com Martin não é segura.

Motivada por suas primeiras amizade real e paixão adolescente, Turtle começa a imaginar uma fuga, usando as habilidades de sobrevivência que seu pai se dedicou a ensiná-la. O que se segue é uma história angustiante de bravura e redenção. Com os crescentes atos de coragem física e emocional de Turtle, o leitor assiste, angustiado, a luta da adolescente para se tornar seu próprio herói — e, no processo, se torna nosso também.

SOBRE O AUTOR

Gabriel Tallent nasceu no Novo México e foi criado na costa de Mendocino por duas mães. Estudou na Universidade de Willamette em 2010 e, após a graduação, passou duas temporadas liderando equipes de trilha para jovens no interior do noroeste do Pacífico. Tallent vive em Salt Lake City.

MEU AMOR ABSOLUTO

Gabriel Tallent

Título original: My absolute Darling

Tradução: Cecília Carmargo Bartalotti

Páginas: 378

Preço: R$54,90

Verus Editora | Grupo Editorial Record

5 romances de estreia escritos por autores brasileiros

A paixão por romances ultrapassa as barreiras do tempo e espaço. De fato, é difícil resistir a histórias fascinantes, inspiradas ou não em fatos reais. Esta é, aliás, uma das características deste que é um dos mais apreciados e difundidos gêneros literários. Oriundo dos contos épicos, o romance ganhou as mentes e corações em todo o mundo ao unir enredo, ambientação e personagens. 

Para celebrar este gênero tão especial, selecionamos 5 romances de estreia escritos por autores brasileiros. Uma inspiração para você neste Dia Mundial do Livro, comemorado em 23 de abril. Apaixone-se!

(Foto: divulgação)

Já não me sinto só

A atriz, roteirista e agora escritora Maria Flor parte de um fim de relacionamento para abordar a história de uma mulher que repensa o próprio destino. Algumas coincidências entre a autora e a protagonista, Maria, que também é atriz, podem causar a impressão de que se trata de uma autobiografia. Mas não. O livro é uma ficção sobre uma mulher e sua profunda jornada de autoconhecimento – sobre quem foi e quem deseja ser.

(Título: Já não me sinto só | Autora: Maria Flor | Editora: Planeta | 192 páginas | R$41,90 | Onde comprar:  Livraria da Travessa)

(Foto: divulgação)

Luzes do Norte

Embora se reconhecesse como bissexual há alguns anos, a autora Giulianna Domingues aproveita para externalizar na literatura o que ainda não havia exposto na vida real. Ficcional e fantasiosa, Luzes do Norte valoriza o universo LGBT ao apresentar um casal de mulheres imperfeitas e apaixonadas. Dimitria e Aurora são as protagonistas desta história, que traz ainda uma releitura da lenda do lobisomem. 

(Título: Luzes do Norte | Autora: Giulianna Domingues | 349 páginas | R$ 12,90 (eBook) | Onde comprar: Amazon)

(foto: divulgação)

Nunca foi Sonho

Estreia da autora no romance ficcional, Nunca foi Sonho parte da premissa de Leonardo da Vinci de que “tudo que está no plano da realidade já foi sonho um dia”. O enredo narra o romance de Ashley e Jeff, um jovem bonito e inteligente que mora nos Estados Unidos em busca de uma oportunidade de emprego. Os desafios enfrentados por ele no país estrangeiro influenciam o futuro do personagem anos mais tarde, mesmo de volta ao Brasil.

(Título: Nunca foi Sonho | Autora: Lucilene Manhães | Editora: Chiado Books| 178 páginas | R$33,00 Onde comprar: Amazon)

(Foto: divulgação)

D’Angelo – O Viajante de Conca

Um romance de época escrito por Sérgio Giacomelli que mescla história e ficção num cenário de pós-guerra com lindas paisagens da Itália. Embora o enredo principal sejam os encontros e desencontros de Matteo, empresário do ramo da moda, e Valentine, proprietária de um hotel na Costa Amalfitana, a trama vai além de uma história de amor. Temas como empoderamento feminino, parentalidade e pioneirismo  empresarial estão na pauta desta ficção.

(Título: D’Angelo – O Viajante de Conca | Autor: Sérgio Giacomelli  | 294 páginas | R$ 47,20 | Onde comprarAmazon)

(Foto: divulgação)

O segredo de Ivy Collins

Será que o amor vencerá os desígnios da Morte? Como mensageira da Morte, Ivy Collins não deveria guardar nenhuma lembrança de sua passagem como humana. Entretanto, sem nenhuma explicação, nos últimos dois meses suas noites passaram a ser perturbadas por um sonho vívido no qual ela se vê na pele de uma jovem do século 19. Designada para uma missão secreta, Ivy viaja a Madri. Basta colocar os pés na capital da Espanha para que uma estranha sensação de déjà-vu a domine. Tudo fica ainda mais confuso quando conhece Álvaro Serrano, um espanhol sedutor, por quem sente uma conexão imediata. Um thriller romântico marcado por segredos, relíquias, simbolismo, paixões, mistério e a força de um amor que desconhece a barreira do tempo.

(Título: O segredo de Ivy Collins | Autora: Cynthia D. Jonas | 263 páginas | R$ 39.90 | Onde comprarAmazon)