Arquivo da tag: Livros

LEGO vira coleção de livros infantis

“Faça seu próprio filme” e “Rações em cadeia” são títulos da Catapulta Editores

(Foto: divulgação)

Unir diversão, criatividade e aprendizado é a proposta dos livros LEGO, da Catapulta Editores. Os títulos “Faça seu próprio filme” e “Reações em cadeia” são recomendados para crianças a partir de oito anos. As obras são práticas e oferecem diversas atividades para brincar quantas vezes quiser.

Imagine uma pilha de blocos que as crianças podem transformar em 10 incríveis máquinas com diferentes ações. Essa é a proposta do livro “Reações em Cadeia”. A cada página, as 33 peças LEGO fazem parte da história e construção de itens que os pequenos poderão fazer com a obra.

No título, as crianças podem criar até 10 projetos fascinantes, com diferentes tipos de movimentos. Trampolim impulsionador, rampas elevatórias e dominó são alguns deles. Os projetos podem ser combinados entre si para gerar reações maiores.

(Foto: divulgação)

O livro “Faça seu próprio filme” funciona como um guia para iniciantes em animação stop-motion. A obra contém dicas, truques e orienta a usar celular, tablet ou computador para criar clipes curtos e engraçados. O título também traz truques para quem possui habilidades mais avançadas, como iluminação, efeitos sonoros e ângulos de câmera.

Com a obra, é possível produzir até 10 “minifilmes”, guiados pelas 78 páginas de ideias para inspirar as crianças. O livro inclui 36 elementos LEGO, cenários de papel destacáveis e cartões moldados para animação.

A coleção LEGO, “Reações em cadeia” e “Faça seu próprio filme”, está disponível no nosso e-commerce (www.catapultalivros.com.br). Além disso, é possível encontrá-la nas principais livrarias do país, em lojas físicas ou online, pelo preço sugerido de R$ 89,90 cada título.

DarkSide Books lança Antologia Dark, uma homenagem ao rei do terror Stephen King

COLETÂNEA REÚNE CONTOS DE AUTORES BRASILEIROS QUE SE INSPIRARAM NA OBRA DE KING

(Foto: divulgação)

Dono de um legado incomparável que reúne mais de 60 livros, venda de mais de 300 milhões de exemplares e 50 prêmios, Stephen King é responsável por inspirar grandes nomes do terror contemporâneo. Para enaltecer o autor e sua obra, a DarkSide Books lança “Antologia Dark”, uma homenagem e um agradecimento por suas palavras terem formado leitores e transformado vidas.

Editada e organizada por Cesar Bravo — autor de “VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue” e “Ultra Carmem” e tradutor de “The Dark Man” —, a antologia traz histórias inspiradas nos grandes clássicos de King: “Cemitério Maldito”, “O Iluminado”, “A Dança da Morte”, “Carrie: A Estranha”, “A Torre Negra”, entre outros.

Esse é o primeiro volume de uma coleção que vai promover a importância do conto no universo do horror e o diálogo entre autores nacionais e grandes mestres da literatura dark. Além de Cesar Bravo, entre os autores que assinam os contos de “Antologia Dark” estão Cláudia Lemes, Vitor Abdala, Ferréz, Carol Chiovatto, Everaldo Rodrigues, Marco de Castro, Ilana Casoy, Fernando Toste, Alexandre Callari, Antonio Tibau, André Pereira, Soraya Abuchaim e Andrea Killmore (Ilana Casoy e Raphael Montes).

As ilustrações exclusivas são do brasileiro Hokama Souza — já conhecido dos darksiders pelo seu trabalho em “Medo Clássico: Edgar Allan Poe Volume 2”.

E, dando sequência à coletânea, o próximo homenageado será ninguém menos que o genial e maldito Edgar Allan Poe, considerado o grande nome da literatura fantástica e de horror.

Criador dos super-heróis da Marvel, Stan Lee publica livro pela Editora Record

A mente criativa por trás de Vingadores, Pantera Negra, Homem-Aranha, Quarteto Fantástico e Homem de Ferro, apresenta Um truque de luz, junto com a autora Kat Rosenfield e cocriação de Luke Lieberman e Ryan Silbert.

(Foto: divulgação)

Nia é uma hacker talentosa, mas solitária, que vive em completo isolamento com seu rigoroso pai. Proibida, desde sempre, a ter contato com o mundo externo, tudo que ela conhece são apenas representações da realidade, demonstradas na sala virtual de sua casa ou pela internet. Especialista em redes sociais, ela é extremamente popular e tem mais de um milhão de amigos, mas nenhum sabe a verdade sobre ela. Até que Nia conhece Cameron Ackerson, através de um jogo na internet, e o futuro dos dois adolescentes de 17 anos muda completamente.

Cameron buscava a fama como Youtuber, focado em explorar os mistérios do lago Erie, onde seu pai desapareceu sem deixar nenhuma pista. Porém, no meio de uma live diretamente de seu barco, o adolescente é atingido em cheio por um raio de tempestade que parece desafiar as leis da física. A cicatriz no rosto e as inúmeras lesões nos nervos não foram as únicas mudanças provocadas pelo acidente, agora ele possui um surpreendente talento cibernético: a capacidade de manipular computadores e eletrônicos com a mente.

O adolescente sempre foi um gamer, um programador e combinava componentes de softwares, mas isso é bem diferente. Agora ele é capaz de hackear os sistemas da própria casa, sincronizar a cafeteira com o horário que sua mãe acorda e até as luzes e o volume da TV diminuem quando ela cai no sono no sofá. Seu cérebro está avivado pelo fluxo de dados, enviando, recebendo, processando e resolvendo problemas. Porém, Cameron e Nia querem fazer algo maior: a Operação Justiça Cósmica. O objetivo é consertar tudo que há de incorreto nas relações humanas e isso vai chamar atenção de forças perigosas, colocando em risco o futuro do mundo.

Será que Nia vai desafiar o pai e ficar livre da sua prisão particular? Em um universo pautado pela tecnologia, é possível dizer que os personagens sejam humanos? E os poderes de Cameron serão o suficiente para driblar as autoridades desse e do outro mundo? As respostas, repletas de aventuras alucinantes em um universo criado pela imaginação sem limites, são reveladas em Um truque de luz (Ed. Record), primeiro volume da série Alianças de Stan Lee. Ao final do livro, Ryan Silbert e Luke Lieberman convidam os leitores a conhecerem o processo criativo do livro e a magia de trabalhar com Stan Lee.

“Dos X- -Men, os intermediários que Stan teve para tratar do movimento pelos direitos civis, ao Pantera Negra, que dava uma perspectiva de consciência social para o futuro, até as reflexões do Surfista Prateado sobre as trevas que nos movem, sobre os conflitos no Vietnã e além, Stan percebeu a oportunidade de seus simples “e se” levantarem questões muito maiores a respeito de quem somos e de como optamos por viver.
Vimos essa mágica tomar forma em primeira mão.”
– Ryan Silbert e Luke Lieberman, Um truque de luz.

Com a marca de Jo Nesbø

O inspetor Harry Hole está de volta em Faca, eletrizante trama com a assinatura de um dos maiores nomes do thriller da atualidade

(Foto: divulgação)

Uma mulher é encontrada morta em sua casa. As janelas estão todas trancadas, assim como a porta. Tudo relacionado ao caso deixa a Divisão de Homicídios da polícia de Oslo em choque, sem saber por onde começar a investigação. Enquanto isso, na manhã posterior ao assassinato, Harry acorda com sangue nas mãos, mas não se lembra de nada da noite anterior. Ele está se afundando cada vez mais na bebida desde que Rakel o deixou.

O famoso Harry Hole agora trabalha preenchendo papelada e resolvendo casos menores, mas isso não o impede de se envolver pessoalmente na investigação. A arma do crime, uma faca, e seu caráter pessoal o fazem pensar em um único nome… Enquanto isso, uma mulher presta queixa por estupro. Svein Finne está de volta, a primeira prisão de Harry, o primeiro serial killer, e tudo leva Harry a crer que os casos estão conectados e que Finne é o responsável.

Porém, no desenrolar da investigação, Harry começa a recuperar fragmentos da memória da noite do crime e se convence cada vez mais de que pode ter se envolvido de alguma forma no assassinato. Quando os jornais noticiam que ele é o culpado, Harry terá de fazer de tudo para provar sua inocência e descobrir o verdadeiro culpado, mesmo que isso custe sua vida.

Faca é o caso mais difícil do inspetor Harry Hole, que precisa lidar com questões pessoais em um livro para os maiores fãs da série e para os recém-chegados. Um caso que apenas a mente mais brilhante – e mais transtornada – da polícia de Oslo pode solucionar.

Em casa com os heróis da DC pelo olhar da On line Editora

 Deixe a imaginação ir longe e aproveite momentos divertidos e lúdicos em família com as novas publicações com temas de super heróis da On line Editora

Batman – Guardião da Cidade de Gotham. (Foto: divulgação)

Todos em casa, familiares ainda mais próximos e o laço entre pai e filho ainda mais forte. Para rechear esta data com atividades culturais e lúdicas, a Editora Online, em parceria com a Warner Bros. Consumer Products, acaba de lançar 13 novas publicações voltadas para o público infantil com o tema dos heróis da Liga da Justiça, Batman, entre outros personagens da DC Comics.

As publicações, que visam atingir principalmente crianças de 5 a 10 anos e têm custos competitivos que variam entre R$ 14,99 e R$ 48,99, têm o objetivo principal de incentivar a imaginação e o desenvolvimento dos pequenos à medida que oferecem opções diversificadas de brincadeira: prancheta para colorir, pinte e brinque, desenhos, ilustrações, entre outros, tudo isso sob a perspectiva dos super herois. Além disso, as publicações incluem brindes divertidos, como caneta mágica, adesivos, aquarela e pincel, lápis de cor e até medalha.

“Sabemos que o universo dos heróis é muito vivo entre a criançada, afinal, quem nunca viu aquele personagem com superpoderes e quis ser ele? Isso se torna ainda mais forte quando a diversão é compartilhada com os pais – aqui incluímos também as mães das crianças – em um momento tão intenso de construção de momentos e memórias familiares”, afirma Antônio Silva, da On Line Editora.

“De certa forma, por meio dos nossos personagens estampados nas páginas na On line Editora, sentimos que estamos contribuindo para um período de quarentena mais feliz para crianças e pais”, ressalta Marcos Mello, gerente geral no Brasil da Warner Bros. Consumer Products.

As novas publicações podem ser adquiridas no site www.editoraonline.com.br ou nos sites da Amazon, Magazine Luiza, Americanas, Submarino e Shoptime.

O IMPÉRIO DOS GIBIS: A Incrível História dos Quadrinhos da Ed. Abril

Os jornalistas Manoel de Souza e Maurício Muniz revelam fatos inéditos e bastidores surpreendentes da editora que revolucionou a cultura no Brasil por meio das HQs

(Foto: Divulgação)

Por sete décadas, a Editora Abril foi a mais importante empresa do mercado editorial brasileiro, com uma trajetória iniciada em 1950, quando seu fundador, o italiano Victor Civita, lançou com sucesso seu primeiro produto, a edição inicial da revista Pato Donald…

Ou, ao menos, esta é a versão oficial, que não corresponde exatamente à realidade: o Pato Donald não foi a primeira publicação da Abril, uma empresa fundada antes do que se imagina, em 1947, e sem qualquer envolvimento de Victor.

Estes e outros fatos obscuros e surpreendentes sobre a editora são finalmente revelados pelos jornalistas Manoel de Souza e Maurício Muniz no livro O IMPÉRIO DOS GIBIS: A INCRÍVEL HISTÓRIA DOS QUADRINHOS DA ED. ABRILda recém-inaugurada editora Heroica.

O projeto, da dupla de especialistas no ramo da cultura pop e geek, exigiu mais de 18 meses de pesquisa, buscas em mais de 300 periódicos e documentos antigos, conversas com 46 figuras-chave na história da Abril em 63 horas de entrevistas gravadas e a leitura de mais de 2 mil quadrinhos lançados pela empresa ao longo de sete décadas. Tudo isso para apresentar um panorama que se confunde com a própria história do mercado editorial brasileiro, desde os tempos em que o material de reprodução dos gibis demorava seis meses para chegar ao país em longas viagens de navio, até a revolução da era dos computadores, em que se tornou possível baixar arquivos de revistas em poucos minutos pela internet. Editora que encantou gerações Por anos, a Abril foi responsável pela publicação, no Brasil, das principais franquias dos quadrinhos, como Disney (com Pato Donald, Mickey e Zé Carioca), Marvel (Capitão América, Homem-Aranha e Wolverine), DC (Batman, Superman e Mulher-Maravilha) e MSP (com os personagens de Mauricio de Sousa).

Aliás, o famoso criador da Mônica elogiou bastante O IMPÉRIO DOS GIBIS numa live transmitida em 4 maio, Dia Mundial do Livro. Nesse bate-papo patrocinado pela Câmara Brasileira do Livro, Mauricio de Sousa indicou O IMPÉRIO DOS GIBIS como uma obra essencial para conhecer o mercado de quadrinhos no Brasil – inclusive ficando surpreso com a quantidade de detalhes que o livro traz sobre seu conturbado relacionamento com a Abril. O setor de quadrinhos da editora dos Civita encantou gerações, mas escondeu brigas internas, polêmicas, estratégias de mercado um tanto questionáveis e traições que parecem saídas de um romance de intrigas políticas. Hoje pode parecer difícil de acreditar, mas os quadrinhos infantis da Abril foram alvo até de rigorosa atenção dos órgãos de censura durante o governo militar! Primeira tiragem esgotou-se em 48 horasO IMPÉRIO DOS GIBIS foi viabilizado originalmente por meio da plataforma de financiamento coletivo Catarse, conseguiu reunir quase 600 apoiadores e arrecadou o dobro do valor inicialmente pretendido. Isso possibilitou a impressão de uma tiragem inicial de 1.200 exemplares – que, para surpresa dos autores, esgotou-se em 48 horas por meio de vendas realizadas pelo site da Heroica, em abril de 2020. Agora, a segunda tiragem, recém-impressa, está disponível para venda e pronta entrega com exclusividade em www.editoraheroica.com.br.

O volume de 544 páginas ainda vem acompanhado de marcador de páginas e 30 cards exclusivos, tamanho 10 cm x 15 cm, que mostram capas das mais importantes revistas em quadrinhos da Editora Abril.

SERVIÇO
O Império dos Gibis: A Incrível História dos Quadrinhos da Ed. Abril
Autores: Manoel de Souza e Maurício Muniz
544 páginas (480 PB e 64 COR)
Lombada quadrada
Formato: 15,6 x 22,8 cm
Capa em Cartão 250g
Miolo PB em Pólen Soft 70g
Miolo COR em Offset 90g
Preço até 31/7: R$ 84,90 (frete incluso e pagamento em até 12 vezes)
Vendas: 
www.editoraheroica.com.br

E-book “A Garota do Lago” chega com exclusividade no aplicativo Skeelo

Suspense brilhante e assombroso absorve os leitores com reviravoltas inesperadas

(Foto: Divulgação)

O Skeelo, maior plataforma de livros digitais do país, disponibiliza para seus assinantes a versão exclusiva do e-book “A Garota do Lago”. Escrito por Charlie Donlea, que brinca com a mente dos leitores, levando-os a deduzir a todo momento possíveis suspeitos, o livro de ficção cativa da primeira à última página e tece um conto curioso sobre duas mulheres fascinantes: uma viva e outra morta, ambas vítimas de crimes à procura de justiça, redenção e, em última instância, paz.

O acesso aos livros do Skeelo é disponibilizado como benefício aos clientes de telefonia pós-paga das operadoras Claro, TIM, Oi, Nextel e Algar Telecom e também tem parceria com o Banco do Brasil e empresas de TV por assinatura. Mensalmente o aplicativo oferece a seus usuários um título best-seller, sendo possível a troca prévia de acordo com o interesse pessoal de cada leitor. O catálogo inclui mais de 1000 títulos disponíveis.

Para mais informações acesse: http://www.skeelo.app

Garota Chocrível: o diário de uma adolescente dos anos 80

Conheça uma época sem wi-fi e divirta-se com as paquerinhas, o walkman e as brincadeiras ao ar livre de quase 40 anos atrás no lançamento autobiográfico de Márcia Marques

(Foto: Divulgação)

Eu – Diário de uma garota Chocrível conecta a realidade dos anos 80 com os adolescentes do novo milênio por meio da tecnologia. No e-book e aplicativo da Série Chocrível, o público moderninho mergulha em uma época sem internet e no auge de grandes nomes da música nacional e internacional. A obra é resultado da reunião dos diários da adolescência de Márcia Marques, escritora da obra e criadora da Série Chocrível.

Desde a separação dos pais durante a infância até os conflitos e desafios de uma garota na adolescência, Maia de Oliver, protagonista da história, narra sua trajetória em busca do próprio destino e do “feliz para sempre” dos contos de fadas. Com as amigas Vic e Carol, Maia enfrenta as paqueras, o primeiro beijo, o desafio do vestibular e a dor da morte.

“Estou atordoada com toda a conversa sobre o meu futuro, e me assusto mais ainda quando ele me fala da morte.
– É isso mesmo, filha – falou.
– Um dia seu pai não vai estar mais aqui, e você com seus irmãos darão continuidade às empresas – continuou falando.
Levei um choque de REALIDADE.
Não posso nem imaginar nada disso.
– Venha tomar conta do que é seu. A escolinha não é sua – ele insistiu.
– Você tem que pensar no futuro, um dia ele chega – continuou falando.” (Eu – Diário de uma garota Chocrível, pág.364 e 365)

Além da lições aprendidas pela protagonista, a obra apresenta um dicionário maranhês que auxilia na compreensão da história e enriquece o vocabulário do leitor. Já o aplicativo de realidade aumentada propõe um álbum de figurinhas virtual, entretenimento clássico da época.

Eu – Diário de uma garota Chocrível é dedicado a adolescentes curiosos sobre a cultura dos anos 80 ou para os adultos saudosistas daquela geração. Além da diversão garantia, a obra deixa a inspiração para que, no futuro, diários da década de 2020 sejam também ponto de partida para novas produções nostálgicas como é a Série Chocrível.

 Ficha Técnica:
Título
: Eu – Diário de uma garota Chocrível
Autor: Márcia Marques
ISIN: B083THJBR7
Páginas: 346
Preço: R$19,79
Link de venda:  https://amzn.to/3ddNaYD

Sinopse: Maia de Oliver é uma garota comum com uma história incomum. É sonhadora e adora a vida que leva. Vive feliz com a família numa pequena cidade cercada de amigos, onde semeou seus maiores sonhos. A separação dos pais deixa marcas que só se manifestariam anos mais tarde, onde busca respostas sobre a decisão da mãe em deixá-la para trás. Desde então, passa a morar com o pai e conta com o apoio de sua nova mulher para realizar muitas aventuras na adolescência. Até que tudo desmorona de novo. Entre os momentos difíceis, ela encontra na escola verdadeiras amizades e uma forma de se expressar através da dança, um sonho distante dos planos traçados para sua vida. Vic e Carol, suas melhores amigas, compartilham momentos mágicos e muito divertidos nessa história apaixonante, onde Maia conhece seu paquera oficial e fica sem saída com um beijo roubado. Seu diário, o confidente, guarda todos os seus segredos e os sentimentos mais profundos quando ela se depara com o fim de seu mundo.

Aplicativo de e-book cresce 275% durante a pandemia

Skeelo dobrou o número de usuários no período de confinamento

Leituras de e-book crescem na quarentena. (Foto: Divulgação)

O isolamento social fez com que a sociedade adotasse novos hábitos e a leitura está entre o passatempo preferido da quarentena, principalmente tendo as telas dos smartphones e tablets como grandes aliadas. Prova disso é o aumento do consumo de livros digitais durante a pandemia, que fortaleceu o mercado editorial quebrando paradigmas de que o Brasil é um país que não aprecia livros.

O Skeelo, maior negócio do segmento de e-books do país, registrou um crescimento de 275% no consumo de livros durante o período de confinamento, comparado com o primeiro trimestre de 2020. De 23 de março, data que marcou oficialmente o início do isolamento social, até 30 de junho, a ferramenta registrou mais de 300 mil livros baixados em sua plataforma e mais do que o dobro de usuários cadastrados. “Em março contávamos com um pouco mais de 10 milhões de assinantes e saltamos para a casa dos 21 milhões de usuários contabilizados até o final de junho”, afirma Rodrigo Meinberg, do Skeelo.

O app que atualmente é disponibilizado como benefício aos clientes de telefonia pós-paga das operadoras Claro, TIM, Oi, Nextel e Algar Telecom, também tem parceria com o Banco do Brasil e empresas de TV por assinatura. O grande diferencial da ferramenta é que o Skeelo oferece um título best-seller a cada 30 dias, sendo possível a troca prévia, de acordo com o interesse pessoal de cada leitor. O catálogo inclui mais de 1000 títulos disponíveis.

Para atender também quem não possui acesso à ferramenta, desde o mês de março o Skeelo está com uma ação especial de incentivo à leitura. A plataforma liberou títulos gratuitos para todo o público que incluem desde clássicos literários até um especial sobre a Covid-19, guia completo sobre a atuação do vírus, prevenção e que debate também as fake news sobre o tema com informações validadas pelo Ministério da Saúde. “Até o momento distribuímos mais de 15 milhões de livros gratuitamente para cerca de 1 milhão de pessoas, incluindo obras de autores como Augusto Cury, Paulo Coelho, entre outros”, acrescenta Meinberg.

Com os smartphones e tablets como equipamentos de leitura digital e com a parceria dos grandes grupos de telecomunicações do Brasil, o Skeelo enxerga um mercado promissor, conforme diz Rafael Lunes, sócio do Skeelo: “O segmento de livros digitais ganhará um impulso fabuloso, inédito em termos mundiais e que começará justamente no Brasil, um país com enorme demanda de democratização de cultura e conhecimento e com um hábito de leitura ainda a se desenvolver” finaliza.

Ubisoft lança livro da série The Division no Brasil

Publicado no Brasil pela Editora Galera Record, Tom Clancy’s The Division Broken Dawn estará disponível a partir de 3 de agosto, por R$34,90; pré-venda garante um gift card com óculos de visão noturna para ser usado com o game e um pôster com arte exclusiva

Um novo livro irá enriquecer e ampliar ainda mais a experiência dos jogos da série Tom Clancy’s The Division. A Ubisoft anuncia que Tom Clancy’s The Division Broken Down chega ao mercado em 3 de agosto e explora a narrativa em torno do surgimento da Divisão, um grupo autônomo de agentes especiais preparados para agir em momentos apocalípticos. Entre outras passagens, o livro revela, em primeira mão e com detalhes, os eventos que sustentam a história dos jogos Tom Clancy’s The Division e a ambientação de toda a série.

No Brasil, Tom Clancy’s The Division Broken Down é publicado pela Editora Galera Record e já está em pré-venda exclusiva no Submarino por R$34,90. Os consumidores que adquirirem o livro antes do lançamento ainda irão receber um gift card com óculos de visão noturna para ser utilizado com o game e um pôster com arte exclusiva.

“A Ubisoft sempre busca expandir o universo de seus jogos em diferentes mídias e plataformas, agregando conteúdos e adicionando valor à experiência dos games. No Brasil, onde alcançamos resultados expressivos com os livros da saga Assassin’s Creed, acreditamos que The Division tem enorme potencial. Com The Division 2, por exemplo, o país já superou 616 mil jogadores e hoje é o quarto maior mercado global do jogo”, disse Bertrand Chaverot, diretor da Ubisoft para América Latina.

A História

Em um futuro próximo, um misterioso vírus começa a se espalhar durante a Black Friday dos Estados Unidos e, com o frenesi das compras, a doença desconhecida progride rapidamente.

Meses depois, diante de um governo destruído, de uma infraestrutura decadente e de uma civilização em pleno descontrole, surge a Divisão, um grupo autônomo de agentes preparados para agir em situações extremas e que se torna responsável por proteger a população das consequências sociais da pandemia, de predadores, saqueadores e criminosos que aproveitaram o caos social gerado para oprimir a sociedade.

Um desses agentes é Aurelio Diaz, um homem íntegro que investiga o caso de um colega que abandonou seu posto e causou a morte de diversos civis. As pistas o levam até April Kelleher, uma civil que viajou de Nova York para o Meio-Oeste americano em buscas de respostas e de uma cura para o vírus mortal.

Mesmo distantes e enfrentando dificuldades, April e Aurelio precisarão se adaptar às novas circunstâncias e começam a perceber que suas histórias estão conectadas.

Com narrativa acelerada e envolvente, The Division: Broken Dawn é uma obra de suspense com o selo Tom Clancy de qualidade e que vai apresentar fatos inéditos ocorridos entre os dois jogos da série The Division.

Tom Clancy’s The Division: Broken Dawn
Alex Irvine
308 pág. | R$34,90
Grupo Editorial Record