Arquivo da tag: Magic: The Gathering Arena

Talento brasileiro de Magic: The Gathering, Patrick dos Santos dá dicas para jogadores que querem evoluir no MTG Arena

Com interface intuitiva e mecânicas bem detalhadas, versão digital do mais tradicional trading card game do mundo é ideal para iniciantes e quem está voltando a jogar, além de uma excelente oportunidade para se divertir com os amigos de forma remota

MTG Arena. (Foto: divulgação)

O MTG Arena é a versão digital de Magic: The Gathering (MTG) e desde o seu lançamento, em setembro de 2020, é um sucesso entre a comunidade de jogadores, atraindo novos usuários a cada dia. O game conta com uma interface bastante intuitiva, todas as mecânicas e cards das coleções mais recentes do MTG físico e está disponível tanto para PC quanto dispositivos móveis com sistema operacional Android ou iOS. Para auxiliar quem planeja começar a jogar MTG e quem quer se aperfeiçoar no game, Patrick dos Santos Fernandes, jogador brasileiro profissional de MTG e finalista no Player Tours Finals de 2020, listou uma série de dicas sobre como montar um deck balanceado e conquistar cada vez mais benefícios no game.

A experiência do MTG Arena para novos usuários começa com o desafio das cores, em que um tutorial ensina as mecânicas de Magic: The Gathering e mostra como desafiar cada um dos decks, divididos em branco, preto, azul, verde e vermelho. Ao vencer os duelos, em cinco níveis, o jogador recebe cards e desbloqueia modos de jogo, e para Patrick este é um momento estratégico de aprendizado.

“Para novos jogadores ou mesmo os que estão voltando a jogar Magic é fundamental prestar muita atenção no ‘Desafio das Cores’, pois as cartas conquistadas neste momento poderão fazer parte do deck do jogador. Além disso, é uma etapa importante para decidir qual cor combina mais com a sua personalidade e seu jeito de jogar”, afirma Patrick. “No início de jogo não há muitos cards à disposição de cada jogador, então uma dica é utilizar os códigos disponíveis no blog MTG Arena WordPress para liberar itens e incrementar sua coleção”.

Ainda para melhorar o deck e aprender como contá-lo, Patrick destaca a dinâmica de jogo “Draft”, que pode ser explorada semanalmente com diversas coleções de MTG. “Nesse formato, o jogador compõe uma mesa com outras sete pessoas. Cada um abre um booster da coleção do modo de jogo Draft, escolhe uma carta, passa o restante adiante e repete esse processo até que cada um tenha 45 cards. O objetivo é montar um deck com no mínimo 40 cards, contando com terrenos básicos. No Draft, o jogador fica com todos os cards recebidos e joga por premiação em mais boosters e gemas, e por isso é o mais rentável para alguém que está começando ou ainda não possui as cartas mais recentes”.

A montagem do deck é muito estratégica em MTG e essencial para o jogador poder subir de nível nos duelos do MTG Arena, inclusive nos modos ranqueados. Para ter um deck forte e equilibrado é importante um bom nivelamento entre cards de terrenos, criatura, magia, feitiços e cura. Segundo Patrick, “ter criaturas de custo mais baixo para se defender no começo do jogo e as de custo elevado para rivalizar com os cards mais fortes do oponente ao longo da partida é muito importante”.

Além disso, o jogador deve estar atento à quantidade de cores do seu deck, especialmente na montagem para o formato draft. “Na minha opinião, duas cores é o ideal, pois isso vai facilitar que você consiga jogar suas cartas no turno correto. Quanto mais cores você adiciona no seu deck, mais difícil vai ser para obter o terreno de uma cor específica, principalmente nos primeiros turnos do jogo”, afirma Patrick.

Um deck bom não se faz apenas com criaturas, mas com magias e feitiços que podem impactar diretamente a mesa. Porém, Patrick alerta para alguns cards que podem ter efeito reverso na estratégia dos jogadores. “Um card que destrói o terreno alvo, por exemplo, não impacta o campo de batalha, fazendo com que você perca seu turno sem mudar muito a sua posição na partida. Já as que fazem todas as criaturas receberem +2/+0 até o fim do turno só devem funcionar para quem está vencendo, e geralmente não representam qualquer vantagem para quem está atrás. Por fim, vale destacar os cards que destroem o encantamento alvo, que é um tipo de feitiço que pode ficar preso na mão do jogador por muito tempo, uma vez que não dá para saber quando o oponente utilizará um encantamento ou mesmo se possui um card desse tipo no seu deck”,

Por fim, Patrick destaca a importância das manas no jogo, e alerta que o ideal é manter um número entre 16 e 18 terrenos por deck para poder invocar criaturas ou realizar magias. No universo do MTG, existem cards que podem gerar mais de uma cor de mana, e assim facilitar a estratégia.

Para baixar Magic: The Gathering Arena gratuitamente, clique aqui, e para encontrar a loja mais próxima para adquirir a coleção, clique aqui. Caso prefira jogar a versão física de MTG de forma remota, SpellTable é a plataforma ideal.

Atual campeão mundial de Magic: The Gathering dá dicas para aproveitar ao máximo o Arquivo Místico em Strixhaven

Paulo Vitor Damo da Rosa, o PV, listou cinco card poderosos da Bibliopex, a biblioteca que guarda todos os feitiços do multiverso de MTG e está presente na atual coleção do jogo

O Plano Archavios chegou ao multiverso de Magic: The Gathering (MTG) com as cinco faculdades de Strixhaven (Sapioforte, Prismari, Quandrix, Platinopena e Murchaflor) e movimentou a comunidade do mais tradicional card game do mundo. Um dos grandes destaques da nova coleção é o chamado Arquivo Místico, um setor da biblioteca Bibliopex que reúne todos os feitiços do MTG, dos mais simples aos mais mortais. Para facilitar a vida de quem quer montar um deck poderoso e arrasar no formato standard, o atual campeão mundial, o brasileiro Paulo Vitor Damo da Rosa, o PV, listou cinco cards que todos os jogadores devem buscar do Arquivo Místico para saírem em vantagem nessa batalha.

Tempestade cerebral

(Foto: divulgação)

Um dos cards preferidos de PV., o feitiço da cor azul com custo de uma mana dá ao jogador a oportunidade de comprar três cards e depois colocar dois no topo do grimório em qualquer ordem. “Ela avança o seu jogo e permite que esconda suas cartas mais valiosas contra descartes. O jogador também pode se livrar de cartas indesejáveis, como peças de um combo que são melhor utilizadas no seu baralho do que na sua mão”.

Pilhagem Infiel

(foto: divulgação)


Outro card de feitiço com custo de uma mana, mas da cor vermelha, é uma peça chave em formatos antigos, especialmente em baralhos com Fênix Arco-Imune ou estilo “Reanimator”. Permite que o jogador compre dois cards e depois descarte outros dois. Além disso, é possível conjurar o Pilhagem Infiel direto do cemitério pagando seu custo de recapitular e depois exilá-lo.

Hélice de Raios

(Foto: divulgação)

Mágica instantânea bicolor (vermelha e branca) com custo de duas manas, causa três pontos de dano a qualquer alvo e a mesma quantidade em pontos de vida. “É a melhor mágica de dano do formato, e o fato dela existir já justifica que o jogador utilize a cor branca no seu baralho, que, do contrário, para mim, seria Mono-Red”.

Inquisição de Kozilek

(foto: divulgação)

Feitiço da cor preta com custo de uma mana que dá ao jogador a chance de ver a mão do seu oponente e escolher um terreno com custo menor que três manas para descarte. “Capturar Pensamento era uma das cartas mais jogadas do formato, e Inquisição de Kozilek é o mais parecido com o Capturar Pensamento que o jogador pode usar”.

Lapso de memória

(foto: divulgação)

Mágica instantânea azul com custo de duas manas que pode anular uma mágica no campo. Se de fato anulada, o jogador coloca a mágica no topo de seu grimório. “É um card muito bom em baralhos que adquirem uma vantagem no começo do jogo e pretendem mantê-la por um bom tempo. Hoje, o baralho que se destaca é o Dimir Rogues, já que pode colocar a mágica do topo do baralho do seu oponente direto no cemitério com o efeito dos Rogues”.

Para baixar Magic: The Gathering Arena gratuitamente, clique aqui, e para encontrar a loja mais próxima para adquirir a coleção, clique aqui. Caso prefira jogar a versão física de MTG, SpellTable é a plataforma ideal.

Com 16 brasileiros, Championship Kaldheim reúne os melhores jogadores de Magic: The Gathering do mundo por um prêmio total de US$ 250 mil

Torneio será disputado por 212 competidores, entre os classificados em competições qualificatórios e os melhores ranqueados da Magic Pro League e Rivals Pro League; partidas terão transmissão do canal de MTG na Twitch

Championship Kaldheim vai até domingo. (Foto: divulgação)

Kaldheim abriu as portas do multiverso de Magic: The Gathering para vikings, lendas, deuses e muito metal. Para celebrar o sucesso da coleção, a Wizards of The Coast realiza o Championship Kaldheim, uma competição global com premiação total de US$250 mil e 212 jogadores, sendo 16 brasileiros, todos jogando de maneira remota. Entre os pro-players nacionais, estão nomes conhecidos da comunidade, como Paulo Vitor Damo da Rosa, o PV, (atual campeão mundial de MTG), Carlos Romão e Lucas Berthoud. Para chegarem ao Championship Kaldheim os competidores precisaram se classificar em campeonatos qualificatórios, ou estarem entre os melhores ranqueados da Magic Pro League e Rivals Pro League

O campeonato será disputado em dois formatos: Histórico e Standard, ambos em rodadas suíças e no MTG Arena, versão digital do principal trading card game do mundo. Na primeira fase, os jogadores que conquistarem 12 vitórias avançam automaticamente para o Top 8, que será disputado no domingo (28). Caso sobrem vagas para a fase final, quem tiver melhor ranking ao final de 15 rodadas (sete no Histórico e 8 no Standard) também terá uma vaga para disputar o título.

No domingo (28), será disputado o Top 8 do Championship Kaldheim com os 12 melhores jogadores, que se enfrentam em eliminatórias duplas e em melhores de três, exceto a partida final que será jogada em duas rodadas de melhor de três.

A lista completa de brasileiros na disputa é:

– Bruno Caffaro (classificado no MTFGO Super Q-Modern)

– Carlos Romão (classificado pela Magic Pro League)

– Lucas Esper Berthoud (classificado pela Rivals Pro League)

– Matheus Crusius (classificado pelo December2020 Qualifier Weekend)

– Marcelo Cavalcante (classificado pelo February2021 Qualifier Weekend)

– Marcos Paulo Brandt (classificado pelo Inside Esports Open)

– Mario Palma (classificado pelo LATAM Challenge TOP4)

– Paulo Vitor Damo Rosa (classificado pela Magic Pro League)

– Patrick Fernandes (classificado pela SCG KHM Qualifier Week 6)

– Pedro Yochinori Gushiken (classificado pelo SPTQ Modern)

– Pedro Nascimento (classificado pelo MTGO Super Q – Pauper)

– Rafael Quadros (classificado pelo February2021 Qualifier Weekend)

– Rudá dos Reis (classificado pelo February2021 Qualifier Weekend)

– Túlio Jaudy (classificado pelo SCG KHM Qualifier Week 1)

– Vitor Warzynski (classificado pelo MTGO Super Q – Limited)

– Willy Edel (classificado pelo Inside Esports Open – MTGA)

O campeonato será transmitido diariamente a partir das 13h (horário de Brasília) no canal de Magic: The Gathering na Twitch, com transmissão em português do canal da Liga Magic, na mesma plataforma. Para baixar Magic: The Gathering Arena gratuitamente, clique aqui

Magic: The Gathering Arena já está disponível gratuitamente para dispositivos móveis do mundo todo

A partir de agora, jogadores podem levar a experiência de Magic para qualquer lugar ao baixar o game na App Store e na Google Play Store

MTG Arena Movile. (Foto: divulgação)

A Wizards of the Coast, subsidiária da Hasbro, acaba de anunciar que Magic: The Gathering Arena já está disponível para download gratuito na App Store e na Google Play Store. Com novos controles de tela, o novo aplicativo para plataformas móveis permite que os jogadores gerenciem e aumentem suas coleções de cards em Magic: The Gathering Arena de qualquer lugar e joguem com outros usuários pelo celular, tablets, PC Windows ou Mac OS.

Todas as coleções de cards, os formatos, eventos, construções de decks e outros recursos do MTG Arena podem ser explorados a partir de agora também nos smartphones e tablets, inclusive Kaldheim, o mais recente lançamento. Os jogadores podem usar suas contas da Wizards para acessar suas coleções já existentes no MTG Arena, completar missões e enfrentar outros jogadores, independentemente da plataforma. Nos smartphones e tablets, o MTG Arena conta com recursos touch screen e outros de controles por gestos que tornam o game mais dinâmico em telas menores.

“O crescimento fenomenal e a popularidade de Magic: The Gathering Arena foram impulsionados por nossa comunidade de jogadores e fãs dedicados, e somos extremamente gratos por essa paixão e apoio enquanto evoluíamos a marca para novas plataformas e experiências”, disse Chris Cao, produtor executivo da Wizards of the Coast.” O lançamento de hoje de MTG Arena em dispositivos móveis e tablets é um passo muito importante para levar o jogo de Magic a todos, em qualquer lugar, da maneira que quiserem”.

Para assistir ao trailer de lançamento do MTG Arena para dispositivos móveis, clique aqui .

Para fazer o download gratuito de Magic: The Gathering Arena no computador, clique aqui .

Wizards of the Coast anuncia que MTG Arena chega para dispositivos mobile a partir de 28 de janeiro

Versão digital do mais tradicional trading card game do mundo será lançada em early access para usuários do sistema operacional Android ainda este mês e ganhará versão para iOS ao longo de 2021

MTG Arena mobile chega no fim de janeiro. (Foto: divulgação)

Falta muito pouco para os fãs de Magic: The Gathering Arena se divertirem com a versão digital do mais tradicional card game do mundo na palma de suas mãos. A Wizards of The Coast anuncia que o lançamento do jogo, em acesso antecipado para plataformas móveis com sistema operacional Android, será em 28 de janeiro, com suporte multiplataforma e todos os cards disponíveis no MTG Arena de computador (PC e macOS), inclusive a coleção Kaldheim, cujo pré-lançamento está marcado para 29 de janeiro.

Para baixar o MTG Arena em dispositivos móveis, o usuário deve ter a versão 6.0 (Marshmallow) do sistema operacional Android, API de gráficos de 4GB: Open GL ES 3.0 e compressão de textura ETC 2, com processadores Kirin 970, Snapdragon 845 e Exynos 9810. A lista completa de celulares compatíveis pode ser vista neste link .

A versão mobile de Magic: The Gathering Arena foi anunciada no evento “Zendikar Rising Debut Moment”, em 2020.

Para baixar Magic: The Gathering Arena gratuitamente no computador, acesse https://www.epicgames.com/store/pt-BR/product/mtg-arena/home .

Magic: The Gathering lança teaser de Kaldheim

Nova coleção é inspirada na cultura nórdica e no heavy metal e estará disponível para a versão digital em 28/1 e para versão física em 5/2

Kaldheim, a mais nova coleção de Magic: The Gathering, só chega no ano que vem, mas desde já os jogadores do mais tradicional trading card game do mundo podem ter uma ideia do que os aguardaPara deixar os fãs hypados, a Wizards of The Coast liberou um teaser da nova coleção.

Anunciada no “Zendikar Rising Debut Moment”, em setembro, Kaldheim é inspirada na mitologia dos vikings e no estilo musical do metal e terá a planeswalker Kaya.

A nova coleção chega ao MTG Arena em 28 de janeiro e no jogo físico em 5 de fevereiro de 2021.

(foto: divulgação)

Magic: The Gathering anuncia torneio na América Latina com inscrições gratuitas e prêmio de US$45 mil

Competição será totalmente disputada no MTG Arena, a versão digital do principal trading card game do mundo; Acontece de 21/11 a 13/12 com no máximo 2.048 jogadores; Interessados já podem se registrar em http://www.magiclatamchallenge.com/

(foto: divulgação)

Jogadores de Magic: The Gathering têm uma oportunidade única para mostrarem talento e habilidade no mais tradicional trading card game do mundo e, de quebra, disputarem uma premiação total de US$45 mil em dinheiro. De 21/11 a 13/12 acontecerá a primeira edição do Magic: The Gathering Latam Challenge, um torneio aberto ao público e exclusivo para jogadores da América Latina. Totalmente realizada no MTG Arena, disponível para PC e Mac, a competição seguirá as regras do formato standard e reunirá um máximo de 2.048 competidores. Interessados já podem se inscrever gratuitamente pelo site http://www.magiclatamchallenge.com/

O Magic: The Gathering Latam Challenge será disputado em três etapas. A primeira qualificatória acontece em 21/11, quando os primeiros 2.048 jogadores inscritos se enfrentam no formato suíço. No fim de semana seguinte, uma nova rodada de classificação terá os 512 vencedores da fase anterior e definirá os oito finalistas, que disputam a etapa final de playoffs entre 11 e 13 de dezembro, com transmissão ao vivo pelo canal de Magic na Twitch e comentários de jogadores profissionais de MTG.

O campeonato será disputado no horário de Brasília e distribuirá a premiação total de US$45.000,00 entre os 8 melhores do torneio. O regulamento completo pode ser encontrado aqui.

Para assistir ao teaser do Magic: The Gathering Latam Challenge, clique aqui .

Para baixar Magic: The Gathering Arena gratuitamente, acesse http://www.epicgames.com/store/pt-BR/product/mtg-arena/home .

Wizards of The Coast dá dicas de cards de Magic: The Gathering para jogar no Halloween

Para celebrar o Dia das Bruxas, jogadores podem revisitar planos como Innistrad, conhecido pela estética de Horror Gótico, e curtir cartas inspiradas em monstros, personagens de filmes de terror e até em bruxas dos contos de fadas

Para celebrar o Halloween com muito card game e boas doses de terror, a Wizards of The Coast fez uma seleção de cartas de Magic The Gathering que vão transportar os jogadores para cenários assustadores, com diversas criaturas e referências a filmes que marcaram época. Entre as dicas estão cards do famoso plano Innistrad, cheio de referências a histórias de terror clássicas, e que será revisitado no final de 2021.

(foto: divulgação)

Jovem Enclausurada – Demônio Profano (dupla face) – Card que tem como referência o clássico ‘O Exorcista’, de 1974, que trata da possessão demoníaca de uma garota de 12 anos. Dupla face, reflete essa dualidade com uma imagem de uma garota possuída do lado chamado “Jovem Enclausurada”, que pode ser usado na fase de manutenção, e a outra face chamada “Demônio Profano”, que faz o jogador perder um ponto de vida.

(foto: divulgação)

Erudito Civilizado – Brutamontes Homicida (dupla dace) – Carta baseada na história de ‘O Médico e o Monstro’, que se passa em Londres, no século XIX, e conta a trajetória de Henry Jekyll, um médico que acredita que em todas as pessoas existe o bem e mal e depois de uma experiência acaba liberando o monstro que existia dentro de si, chamado Mr.Hyde. De um lado, o Erudito é uma criatura com 0 de ataque, inofensiva, incapaz de causar dano. Do outro, um brutamontes com 5 de ataque e muito perigoso.

(Foto: divulgação)

Forma Aperfeiçoada – Card com referência ao filme ‘A Mosca’, que conta a história de um cientista que se transforma em um monstro após um de seus experimentos dar errado. Esta carta passou por várias etapas de transformação e sua história foi contada ao longo de duas coleções de MTG. Até chegar ao estágio atual, foi Investigador de Segredos, Aberração Insetídea e Pesquisador Aberrante.

(Foto: divulgaçã)

Espreitador Invisível – Carta inspirada no filme ‘Homem-Invisível’, que conta a história de um cientista que forja seu suicídio e usa seus conhecimentos para se tornar invisível e aterrorizar sua ex-namorada. O card é resistente a magia de habilidades que o adversário controla e não pode ser bloqueado.

(foto: divulgação)

Bruxa Tentadora – Baseada nas bruxas de contos de fadas, como a de Branca de Neve, ao entrar no campo de batalha, permite criar uma ficha de comida que é um artefato e pode ser usado para se sacrificar, concedendo ao usuário mais três pontos de vida.

(foto: divulgação)

Gato Preto – Um dos ícones de filmes de terror e sextas-feiras 13, o gato preto é o destaque deste card que, quando derrotado, faz com que o oponente descarte uma carta aleatoriamente.

(foto: divulgação)

Edgar Markov – Baseado nos vampiros das histórias clássicas de terror, toda vez que o jogador conjurar uma mágica de vampiro e o card estiver na zona de comando ou em batalha, o dono dele pode criar uma ficha de criatura preta do tipo vampiro. Além disso, sempre que Edgar Markov atacar, o jogador deve colocar um marcador em cada vampiro do seu lado do campo.

(foto: divulgação)

Emrakul, o fim prometido – Este card é uma referência aos clássicos filmes de terror em que alienígenas invadem a Terra e quando entra no campo faz com que o jogador ganhe o controle do oponente alvo durante o próximo turno.

Magic: The Gathering apresenta novas coleções

Por Vanessa Alsberg

Convites para o evento Zendikar Rising. (Foto: Vanessa Alsberg)

Ontem, o Diversório foi convidado para participar do evento online global, organizado pela Wizards of the Coast, onde revelaram maiores detalhes dos lançamentos de Magic: The Gathering!
Nós trouxemos as novidades quentinhas aqui para vocês:

Trailer oficial

Antes do evento começar, que estava agendado para às 12h, rolou um quizz com perguntas relacionadas a Zendikar (coleção do jogo) com uma contagem regressiva para o início. Quando o cronômetro zerou, pudemos assistir ao trailer oficial de Zendikar Rising (Renascer de Zendikar), onde vemos Nahiri com um artefato misterioso (uma pedra roxa) que ela diz ser “nossa chance”.

Novos Lançamentos

Ao finalizar o trailer, fomos transportados para uma expedição com descobertas e revelações das próximas coleções de MTG e suas datas de lançamento, spoiler de cartas e mecânicas de jogo (como cards dupla face) para a coleção vindoura (Zendikar Rising) e até mesmo um crossover com Dungeons & Dragons.

Para finalizar, ficamos curiosos com o anuncio de um crossover com The Walking Dead!

MTG Arena
Também foi anunciado que o jogo online ganhará uma versão MOBILE!!!

Universo fora das cartas

Tênis baseado em Jace terá edição limitada. (Foto: reprodução)

A marca de tênis K-Swiss lançou um modelo baseado no Planeswalker Jace Beleren, personagem do card game, mas quem quiser garantir o modelo vai precisar correr pois é edição limitada (300 pares), disponível exclusivamente na Hasbro Pulse.

Para saber mais novidades acompanhem a @wizards_magicbr nas redes sociais

Cores dos cards de Magic: The Gathering dizem muito sobre a personalidade dos jogadores

Branco, azul, preto, vermelho e verde refletem estilos diferentes de jogo e aprender o que isso significa pode ser fundamental para montar um deck equilibrado

Cores da coleção M21 de Magic: The Gathering. (Foto: reprodução Wizards Of The Coast)

As cores presentes no universo de Magic: The Gathering (MTG), o mais tradicional card game do mundo, dizem muito sobre as preferências dos jogadores e, de forma alguma, são aleatórias. Cada uma representa valores como ordem, companheirismo, justiça, fúria, sabedoria e inteligência, que refletirão diretamente o estilo de jogo de quem as utiliza.

Em Magic: The Gathering não há um confronto direto entre o bem e o mal, mas visões de mundos diferentes representadas nas suas cores que, naturalmente, espelham a maneira como o jogador enxerga o mundo do game.

Tradicionalmente, o branco representa a lei, a governança e a proteção. Na melhor das hipóteses, os jogadores que preferem os cards dessa cor valorizam a sociedade para a melhoria de todos. Por outro lado, no cenário reverso, o branco pode significar a valorização das leis e da ordem sobre as pessoas. As cartas dessa cor representam estrutura e organização com a premissa de que todos têm um papel a desempenhar, que as crenças são muito importantes e que a união faz a força. Se destacam pelas características de cooperação, proteção, honra e fé.

O azul é a cor do intelecto, da complexidade e da curiosidade. Os jogadores que utilizam esses cards não podem ver um mistério e não o resolver e são capazes de ver problemas em todos os lugares. Quando não encontra uma solução, responde bloqueando tudo e todos, até que um novo plano seja colocado em prática. Quem joga com essa cor se destaca por ser intelectual, inquisitivo, calculista, manipulador, complexo, equilibrado, controlador e metódico.

Já o preto, em linhas gerais, representa o pragmatismo. A maioria dos cards dessa cor são incompreendidos. Eles combatem o totalitarismo, mas sua ambição deixa muitos mortos e eles conquistam construtores de impérios, chefes de quadrilhas e parasitas. Jogadores de cards pretos acreditam que os fins justificam os meios e se dispõem a fazer qualquer coisa para alcançar seus objetivos. Como aliados, podem ser muito eficazes, porém poucos confiáveis. Para eles, a morte não é algo a ser temido, mas sim um meio para chegar a um fim. Os jogadores que usam o preto se destacam por serem ambiciosos, vampíricos, interesseiros, desonestos, imorais, maquiavélicos, implacáveis, macabros e pragmáticos.

O vermelho é considerado a cor da paixão e do caos. As personalidades que se atraem por ela são conhecidas por sempre improvisar nos multiversos de MTG. Podem tanto se tornar um vilão que deseja acabar com o mundo, como um artista com uma visão radical de existência.

Os personagens de cards vermelhos gostam de ser o centro das atenções, mas são imprevisíveis. Se destacam por serem caóticos, impulsivos, espontâneos, apaixonados, emocionais, bem-humorados, voláteis e destrutivos.

Por fim, verde é a cor da vida e do crescimento, mas também da morte e da natureza. As suas personalidades valorizam o lugar de onde vêm, sua herança e tradição. Os personagens têm instintos comunitários, onde todo mundo é afetado pelas ações de cada um. As principais qualidades do verde são a vitalidade e a força bruta, bem como a capacidade de se adaptar em diversas situações. O verde tem como premissa confiar mais no instinto do que na razão.

Suas principais características giram em torno do agir natural, da sabedoria, da ferocidade, do espiritualismo e da rápida adaptação.

As cores em MTG podem se complementar e formar um deck equilibrado e poderoso. Porém, saber construir um deck de uma cor só pode ser ainda mais perigoso do que se imagina. Para iniciantes em MTG, uma dica é apostar nos decks de Planeswalker, que são prontos para jogar e servem para familiarizar os jogadores com as características dos personagens e mecânicas do jogo. Para conhecer os decks de Planeswalker da Coleção Básica 2021, clique aqui .

Saiba mais sobre as cores de Magic: The Gathering: