Arquivo da tag: Margaret Atwood

Rocco lança “COLCHÃO DE PEDRA”, de Margaret Atwood

Em livro até agora inédito no Brasil, Margaret Atwood reúne contos recheados de personagens sombrios, elementos góticos e humor afiado

(Foto: divulgação)

Presenças fantasmagóricas, aberrações da natureza, alucinações, assassinatos, antigos rancores, sonhos frustrados. Colchão de pedra, obra que chega agora às livrarias de todo o Brasil pela editora Rocco, reúne uma série de narrativas que, assinadas pela premiada autora canadense Margaret Atwood, estão repletas de figuras sombrias e elementos góticos.

Os três contos iniciais da coletânea, por exemplo, são interligados por um personagem comum: o egocêntrico poeta Gavin Putnam. No primeiro texto, ele passeia pelas memórias um tanto confusas da namorada de juventude. No segundo, enquanto coloca à prova a paciência da atual esposa, que é muitos anos mais nova, ele relembra uma parte de seu passado inconsequente. Por fim, Putnam ressurge na história de uma antiga amante, que, depois de décadas de ressentimentos, decide comparecer a seu velório.

Na trama seguinte, uma jovem se vê vítima de uma rara doença ou de uma inesperada maldição. Quando seu corpo começa a ganhar uma aparência sobrenatural, ela precisa lidar com a vergonha da família. Não demora até que sua morte seja encenada e ela decida viver totalmente isolada no quarto de uma fazenda.

Na narrativa que dá título ao livro e que em breve vai virar filme, Verna, uma viúva, embarca em um cruzeiro pelo Ártico depois da morte nada acidental do seu quarto marido. O inesperado acontece quando ela vê entre os passageiros o homem por quem foi abusada e humilhada décadas antes. Astuta, ela planeja cautelosamente a sua vingança. Nas telas, a protagonista será vivida por ninguém menos que Julianne Moore.

As marcas da violência, a consciência da mortalidade e os mitos da velhice são só alguns dos temas que perpassaram as nove histórias de Colchão de pedra. Irreverente e cheia de surpresas, a obra é mais uma prova da genialidade de Margaret Atwood e de seu extraordinário talento para explorar as facetas mais perversas da humanidade.

Margaret Atwood, cuja obra foi publicada em mais de 35 países, é autora de mais de quarenta livros de ficção, poesia e ensaios críticos. Além de O conto da aia, seus romances incluem Olho de gato, finalista do Booker Prize; Vulgo Grace, ganhador do Giller Prize, no Canadá, e do prêmio Mondello, na Itália; O assassino cego, vencedor do Booker Prize de 2000; O ano do dilúvio e a trilogia MaddAddão. Ela mora em Toronto.

Rocco lança “O Conto da Aia” e “Os Testamentos” em edição especial

A Rocco vai lançar no dia 30 de maio, edições em capa dura, nova diagramação e guarda fitilho de “O Conto da Aia” e “Os Testamentos”, da Margaret Atwood. O primeiro livro tem posfácio inédito da autora. A lateral das folhas também são coloridas, o que deixa a edição ainda mais especial.

Os exemplares também acompanham um marcador e um card com as frases  “Nolite te bastardes carborundorum” (que significa “Não permita que os bastardos reduzam você a cinzas”) e “Liberdade para as mulheres de Gilead”.

No texto inédito, Atwood reflete sobre as perguntas que mais fazem para ela. Uma delas é se o livro é uma previsão e ela responde: “Não, não é uma previsão, porque é impossível prever o futuro: existe um número grande demais de variáveis e de possibilidades imprevistas. Digamos que é uma antiprevisão: se este futuro pode ser descrito em detalhes, talvez ele não aconteça. Mas não podemos também confiar neste pensamento otimista.”

A quarta temporada de “Handmaid’s Tale”, série inspirada em “O Conto da Aia”, foi lançada este mês na Paramount.