Arquivo da tag: MCU

MARVEL STUDIOS DIVULGA SPOT OFICIAL DE “ETERNOS”

Com direção de Chloé Zhao, o novo filme do estúdio estreia em 4 de novembro exclusivo nos cinemas. “Quando você ama uma coisa, você protege.”

 A Marvel Studios divulgou ontem um spot oficial de “Eternos” com novas imagens do filme, que estreia em 04 de novembro nos cinemas.

Dirigido por Chloé Zhao, “Eternos” da Marvel Studios dá as boas-vindas a uma empolgante nova equipe de super-heróis no Universo Cinematográfico da Marvel. A história épica, que abrange milhares de anos, apresenta um grupo de heróis imortais forçados a sair das sombras para se reunir contra os inimigos mais antigos da humanidade, os Deviantes. O elenco inclui Richard Madden como o todo-poderoso Ikaris, Gemma Chan como o amante da humanidade Sersi, Kumail Nanjiani como o poderoso-cósmico Kingo, Lauren Ridloff como a super-rápida Makkari, Brian Tyree Henry como o inventor inteligente Phastos, Salma Hayek como a sábio e espiritual líder Ajak, Lia McHugh como a eterna jovem de velha alma Sprite, Don Lee como o poderoso Gilgamesh, Barry Keoghan como o indiferente e solitário Druig e Angelina Jolie como a feroz guerreira Thena. Kit Harington interpreta Dane Whitman.

NÃO SABE QUEM É SHANG-CHI? CONHEÇA O MESTRE DO KUNG-FU E NOVO HERÓI DA MARVEL

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis estreia em 02 de setembro nos cinemas e apresenta o primeiro herói asiático do MCU. O longa é estrelado por Simu Liu, com direção de Destin Daniel Cretton

Conheça mais sobre o novo herói da Marvel, Shang-Chi. (Foto: divulgação)

O novo super-herói da Marvel Studios já tem nome: Shang-Chi, ou Mestre do Kung-Fu, como é popularmente conhecido. Estrelado por Simu Liu, que dá vida ao personagem principal, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis estreia nos cinemas brasileiros em 02 de setembro e conta a história do primeiro herói asiático do Universo Cinematográfico da Marvel.

O filme faz parte da Fase 4 do MCU e apresenta Shang-Chi, um jovem chinês criado por seu pai em reclusão, sendo treinado em artes marciais. Quando ele tem a chance de entrar em contato com o resto do mundo, percebe que seu pai não é o humanitário que dizia ser, vendo-se obrigado a se rebelar. Para entrar no clima da estreia, reunimos tudo o que você precisa saber sobre o Mestre do Kung Fu.

ORIGEM

A primeira aparição de Shang-Chi aconteceu nos 1973 em um quadrinho da Marvel, na revista Special Marvel Edition #15. O personagem nos quadrinhos era filho do famoso guerreiro, feiticeiro e lorde do crime, Wenwu, e foi treinado desde pequeno para ser uma arma de combate. Quando descobre os planos malignos de seu pai, Shang-Chi se rebela contra ele e se alia com os inimigos dele. Nos quadrinhos, o personagem é, inclusive, responsável por treinar o Homem-Aranha em artes marciais.

PODERES

Shang-Chi é um humano comum e não possui poderes mágicos, apenas habilidades que foram aperfeiçoadas com anos de treinamento. Considerado um dos maiores lutadores de artes marciais da Terra, ele é familiarizado com muitos estilos de luta, especialmente os chineses, como Kung Fu, o que lhe rendeu o título de Mestre do Kung-Fu. Graças à sua força e seu chi – uma energia interna que o ajuda não apenas no combate, mas também no controle de suas emoções em situações tensas – Shang-Chi se tornou um grande herói.

VILÃO

O grande vilão da história de Shang-Chi é o seu próprio pai, Wenwu, que comanda a Organização dos Dez Anéis. Treinado desde criança por essa misteriosa organização, onde foi membro por anos, Shang-Chi deve confrontar novamente o seu passado ao deparar-se com a teia de intrigas.

DEZ ANÉIS

A lenda dos Dez Anéis diz respeito aos anéis criados por uma raça alienígena chamada de Makluans, que foram descobertos por Wenwu nos destroços de uma espaçonave. Em cada anel foi preso um guerreiro cósmico diferente e cada um dos artefatos confere com poderes únicos a quem os usa.

YELENA BELOVA: O QUE ESPERAR DA NOVA VIÚVA NEGRA?

Interpretada por Florence Pugh, Yelena Belova já conquistou o coração dos amantes da Marvel com suas habilidades e jeito de ser. Além disso, a personagem promete grandes surpresas no Universo Cinematográfico Marvel (MCU)

(Foto: divulgação)

Dirigido por Cate Shortland, Viúva Negra – o filme mais recente da Marvel Studios que está em cartaz nos cinemas e disponível no Disney+ pelo Premier Access – revela segredos de Natasha Romanoff (Scarlett Johansson), a vingadora que se sacrificou para salvar a humanidade em Vingadores: Ultimato (2019).

Entre esses segredos, está a família adotiva de Natasha, composta por Alexei Shostakov/Capitão Vermelho (David Harbour), Melina Vostakoff (Rachel Weisz) e a irmã mais nova, Yelena Belova (Florence Pugh), que acaba se tornando peça fundamental para a história da heroína e para o Universo Cinematográfico da Marvel (MCU).

Mas, afinal, quem é Yelena e o que esperar dela nos próximos filmes da Marvel? Confira, abaixo, alguns fatos sobre a personagem:

ATENÇÃO! O texto abaixo contém spoilers do filme Viúva Negra

INTERPRETAÇÃO DE FLORENCE PUGH

A atriz Florence Pugh foi escolhida para interpretar a irmã mais nova de Natasha Romanoff. Com 25 anos de idade, Florence já foi destaque em produções como The Falling (2014), Adoráveis Mulheres (2019) – pelo qual foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante –, Midsommar: O Mal Não Espera a Noite (2019), entre outros.

TAL NATASHA, TAL YELENA

Assim como Natasha, Yelena foi treinada desde criança na Sala Vermelha – um lugar onde meninas são treinadas para serem espiãs e assassinas. No filme, descobrimos que ela possui questões não resolvidas do passado com a vingadora, as quais ela está disposta a tratar. Contudo, em meio a ameaças maiores, veremos as duas se unirem e trabalharem juntas, desenvolvendo uma relação de irmãs.

ESPÍRITO DE JUSTIÇA

É possível ver que Yelena tem um forte espírito de justiça, o que é enfatizado quando a personagem se une a Natasha Romanoff para salvar outras mulheres viúvas negras que também foram sequestradas quando crianças e treinadas na Sala Vermelha pelo General Dreykov.

JEITO ÚNICO DE SER

Apesar de muitas semelhanças com Natasha Romanoff, Yelena possui um jeito único de ser. Há cenas em que a personagem zomba das poses que a irmã realiza durante as lutas, relatando que são apenas para chamar atenção. A personagem também tem um forte senso de humor, o que não é visto normalmente em Natasha.

NOVA VIÚVA NEGRA?

A cena pós-crédito de Viúva Negra é importante para o MCU. Nela, é possível ver Yelena visitando o túmulo de Natasha e encontrando Valentina Allegra de Fontaine, que culpa Clint Barton (o Gavião Arqueiro) pela morte de sua irmã. Essa cena se conecta tanto com a série Falcão e o Soldado Invernal quanto com a nova série do Gavião Arqueiro. Será que Yelena se tornará realmente a nova Viúva Negra? Ela irá vingar a morte de Natasha Romanoff matando Clint Barton?

Crítica de Loki

Por Rodrigo Bocatti

Loki trouxe a questão da Linha do Tempo para a Marvel. (Foto: divulgação)

A Marvel Studios vem deixando os fãs mal acostumados com séries novas todo mês, a última agora lançada foi do vilão Loki. Chamei ele de vilão porque o personagem que acompanhamos na primeira temporada é o prisioneiro  dos Vingadores no primeiro filme da equipe, de 2012, e não o que deu sua vida para salvar o irmão, Thor.

A série, exclusiva do Disney+, nos apresenta a AVT (Autoridade de Variância Temporal) uma organização que controla a Linha do Tempo Sagrada e não deixa que ela sofra ramificações e, para  isso, sempre que surge alguma Variante, eles a retiram da linha do tempo e a prendem.

Owen Wilson e Tom Hiddleston tem uma química muito boa. (Foto: divulgação)

Logo em seu começo, Loki (Tom Hiddleston) é avisado que está sendo caçado pela AVT, ou melhor, uma versão sua está assassinando os agentes da organização e logo descobrimos que a perseguida é Sylvie (Sophia Di Martino), uma Loki de um universo alternativo passado, porém ela descarta esse nome. Todos a conhecem como a “Variante” apenas.

Ao se juntar à Sylvie, Loki descobre qual é o seu verdadeiro propósito: descobrir o que realmente é a AVT e quem está por trás dela. A trama é bem fluída, com momentos interessantes que envolvem os protagonistas, além dos acontecimentosentre Loki e Morbius.

Ravona é a chefe da AVT, abaixo apenas do Guardiões do Tempo. (Foto: divulgação)

Mas nem tudo são flores, ou joias, eu diria. Alguns episódios apresentam um enredo mais lento e quebram o ritmo do anterior, porém são necessários para desenvolver os personagens e duas histórias. É inegável que algumas lutas também não convencem o público.

Entretanto, Loki abriu as portas para a Marvel Studios explorar de uma vez por todas o Multiverso, com os acontecimentos do último episódio (não darei spoilers, fiquem tranquilos!). O futuro do MCU se dará por meio das séries, especialmente WandaVision e Loki, e deve culminar na real explicação quando chegar a vez de “Doutor Estranho: O Multiverso da Loucura”, onde Wanda Maximoff já está confirmada e, existem rumores, que Loki também estará presente. Agora nos resta aguardar dia 25 de março de 2022 para saber como, enfim, tudo se conectará.

Variante do Loki. (Foto: divulgação)

Disney+| Loki – Fatos sobre a nova série da Marvel Studios

(Foto: divulgação)

Desde 9 de junho, dia que estreou Loki, o Deus da trapaça tem espalhado toda sua inteligência maliciosa na tela do Disney+ – e os fãs estão aproveitando ao máximo cada um de seus truques. Para mergulhar completamente no universo de Loki, compartilhamos alguns fatos sobre a criação da série e os detalhes que a tornaram uma das histórias mais ousadas e inovadoras da Marvel Studios.

UMA VIAGEM EM OUTRA LINHA DO TEMPO

“Quando começamos a ter ideias para uma nova série sobre o Loki, sabíamos imediatamente que não queríamos invalidar sua morte pelas mãos de Thanos. Não queríamos dizer ‘É piada. Isso não aconteceu’. Por isso, foi importante para nós ter uma premissa que nos permitisse contar uma nova história, sem invalidar tudo o que sabemos e apreciamos sobre a jornada de Loki até agora”, afirma Stephen Broussard, produtor executivo de Loki. Assim, o ponto de partida da série é o momento em que Loki pega o Tesseract em VINGADORES: ULTIMATO. A partir daí, Loki cai nas mãos da Autoridade de Variância de Tempo (TVA – Time Variance Authority), fora da linha do tempo em que estava e em concordância com o presente do Universo Cinematográfico Marvel. Em sua jornada pelas linhas do tempo, Loki se vê como um peixe fora d’água, tentando abrir caminho através de um pesadelo burocrático e extrema rigidez da AVT. A nova situação revela um Loki nunca antes visto, desprovido de sua autoproclamada majestade, mas com seu ego ainda intacto.

A DIRETORA IDEAL

A equipe por trás de Loki sabia desde o início que precisava de uma pessoa muito especial para liderar este projeto tão particular dentro do universo da Marvel. A escolhida foi a diretora britânica Kate Herron, que imediatamente soube como queria trazer a jornada de Loki para as telas. “Adoro o cinema de gênero, adoro ficção científica e fantasia, mas nesta história, para mim foi mais importante despir de todos os elementos fantásticos para encontrar o coração da história, Vejo como uma jornada de autodescoberta, de alguém tentando encontrar seu lugar no universo. É uma história de reinvenção e moralidade”, diz Herron. Sem dúvida, essa visão se traduziu de forma impactante e comovente na tela.

UM DESAFIO IMPOSSÍVEL DE RECUSAR

Para Tom Hiddleston, que além de interpretar Loki é produtor executivo da série, este projeto proporcionou uma oportunidade única de explorar o personagem como nunca antes. Até agora, Hiddleston tinha interpretado Loki em seis ocasiões dentro do Universo Cinematográfico Marvel, mas em todas elas, o foco estava na conexão de Loki com Thor e o resto da sua família. Agora, Loki deve evoluir, deixando para trás seu ciclo eterno de confiança, traição e resistência. “Nesta história, mostramos que ele pode mudar, que pode crescer”, explica o ator, e acrescenta: “Tem sido um presente incrível para mim como ator. Loki é uma caixa fascinante de infinitos enganos, e quando você pensa que o conhece, ele revela algo diferente”.

CHAMANDO OWEN WILSON

Loki  marca a entrada do ator Owen Wilson no Universo Cinematográfico Marvel. Na série, ele interpreta Mobius, um agente da AVT que convoca o Deus da trapaça para ajudá-lo a resolver um crime, já que ele precisa da “visão do Loki” para encontrar os responsáveis e reparar a linha do tempo. Wilson comenta: “Trabalhar com o Loki é como uma partida de xadrez, um jogo complexo para ganhar sua confiança, e Loki está sempre vendo o quão longe pode chegar com Mobius. Mas, quem está manipulando quem? A que interesses tudo isso servirá no final? E quem vai ganhar essa partida?”. Aviso aos fãs: o caminho narrativo que esta dupla percorre é uma das principais atrações da série.

DESTINO: GEÓRGIA

Loki foi filmada principalmente nos estúdios Pinewood, no estado da Geórgia. Lá, a produção montou vários sets. Sob a liderança do designer de produção Kasra Farahani, a equipe criou cenários reais que ajudaram a dar vida à história de maneira incrível. Além disso, também foi filmada em vários locais do estado. Deste modo, uma pedreira no norte da Geórgia tornou-se uma cidade de mineração; um hotel no centro de Atlanta serviu como os arquivos da AVT; e uma loja vazia se transformou em Roxxcart, a megaloja futurista que – com um toque de humor – exibe preços seriamente afetados pela inflação.

DEDICADA AOS FÃS

Com o sonho de Loki se tornando realidade, a equipe da série espera que os fãs aproveitem ao máximo esta nova história sobre um dos vilões mais amados da Marvel. “Espero que sintam que tudo o que amam na Marvel e no Loki está lá. Que criamos algo brilhante, colorido e espetacular, contendo luz e sombra, profundidade e humor. Criamos personagens interessantes e novos mundos nos quais as pessoas enfrentam desafios físicos e emocionais que as colocam à prova”, diz Hiddleston. Kate Herron, por sua vez, espera que o público acredite que uma maneira interessante foi encontrada para analisar esse personagem dos quadrinhos e levá-lo por um novo caminho, e conclui: “Em última análise, espero que tenhamos respondido à pergunta sobre o que faz de Loki, Loki”.

Loki está disponível exclusivamente no Disney+ com novos episódios todas as quartas-feiras.

“Viúva Negra” ganha homenagem da Mauricio de Sousa Produções

MSP preparou arte inspirada no novo filme da Marvel Studios

(Foto: divulgação)

Antenada no que há de mais novo tanto nos memes da internet quanto nas telinhas, a Turma da Mônica sempre está pronta para mais um cross – e por que não um cross entre esses dois mundos? Magali, em sua versão Toy, ganhou o papel de protagonista no pôster de “Viu-a-uva Toy”.

A arte faz menção à nova produção Marvel Studios, Viúva Negra, que está em cartaz nos cinemas e – para embarcar nesta história – a Mauricio de Sousa Produções lançou esse pôster exclusivo da personagem do Bairro do Limoeiro dando vida à Natasha Romanoff. A homenagem feita pelo estúdio celebra o lançamento desse aguardado filme, que também está disponível no Disney+ (com Premier Access de R$69,90). A arte foi divulgada nas redes sociais da MSP e Disney+.

No suspense de espionagem repleto de ação da Marvel Studios, VIÚVA NEGRA, Natasha Romanoff confronta o lado mais sombrio de sua profissão quando surge uma perigosa conspiração ligada ao seu passado. Perseguida por uma força implacável para derrubá-la, Natasha precisa lidar com sua história como espiã e as relações partidas de um passado de antes de se tornar uma Vingadora.

Scarlett Johansson retorna em seu papel como Natasha / Viúva Negra, Florence Pugh estrela como Yelena, David Harbor interpreta Alexei / O Guardião Vermelho e Rachel Weisz é Melina. “Viúva Negra” – o primeiro filme da Fase Quatro do Universo Cinematográfico Marvel – é dirigido por Cate Shortland e produzido por Kevin Feige.

VIÚVA NEGRA: O QUE ESPERAR DE UM DOS FILMES MAIS AGUARDADOS DO ANO?

Após mais de 2 anos desde a estreia de “Vingadores: Ultimato”, confira o que esperar de “Viúva Negra”, o próximo filme do MCU que estreia dia 08 de julho nos cinemas e 09 de julho Disney+ pelo Premier Access

Os fãs aguardam desde 2019 para um novo filme do Universo Cinematográfico Marvel (MCU) e a espera acabou! Viúva Negra estreia essa semana e abordará a história de uma das heroínas mais amadas pelo público: Natasha Romanoff (Scarlett Johansson), a Viúva Negra. O filme chegará aos cinemas em 8 de julho e no Disney+ pelo Premier Access em 9 de julho.

Com diversas cenas de ação e o aparecimento de novos personagens, a produção pretende prender o público do início ao fim ao apresentar o passado pouco explorado da vingadora. Confira abaixo o que poderá ser visto no filme Viúva Negra (sem spoilers):

(Foto: divulgação)

O passado de Natasha

Em Viúva Negra, a história da heroína será finalmente revelada. A infância, o passado e seus familiares poderão ser vistos durante o filme, o que será fundamental para entender a importância que Natasha Romanoff teve para os Vingadores e no combate à extinção da humanidade.

(Foto: divulgação)

Novos personagens

Yelena Belova (Florence Pugh) e o Guardião Vermelho (David Harbour) são duas peças fundamentais na história de Natasha. Yelena é a irmã adotiva de Natasha e, juntas, elas vão a procura do ex-agente russo, o Guardião Vermelho. A “família” rende boas cenas cômicas e de ação para o telespectador.

(Foto: divulgação)

Muita ação

Por falar em ação, em Viúva Negra este quesito é o que não falta no longa. Já que Natasha não tem nenhum super-poder como os outros Vingadores, as cenas de luta, explosão e corrida trazem ao filme os elementos essenciais para prender e surpreender o público.

(Foto: divulgação)

Girl Power!

Entre tantos filmes de super heróis, uma produção protagonizada por uma personagem feminina já é o suficiente para se destacar. Além de ser estrelado por uma das heroínas mais poderosas (mesmo sem super-poderes) da Marvel, o filme apresenta também Yelena e Melina Vostokoff (Rachel Weisz), que juntas mostram o poder feminino em ação!

VIÚVA NEGRA

Por André Tanabe

(Foto: divulgação)

Ação, adrenalina, mistério e suspense e um toque de drama familiar. Essas são as principais atmosferas que circulam o mais recente filme da Marvel. Viúva Negra conta com a direção de Cate Shortland e finalmente irá estrear nos cinemas e no serviço de streaming do Disney+ no dia 9 de julho, com Premier Acess.

O longa segue a atmosfera de um clássico thriller de espionagem, com a proposta de explorar o passado de Natasha Romanoff e de mostrar uma última missão da espiã no MCU. A personagem de Scarlett Johansson encontrou seu fim em Vingadores: Ultimato, mas seu legado está longe de ser esquecido. A cronologia dos eventos do filme se passa entre os eventos de Capitão América: Guerra Civil e Vingadores: Guerra Infinita, mas para compreendermos melhor aquilo que moldou Natasha Romanoff nós temos que voltar para o passado. Inicialmente somos apresentados a infância de Natasha e também a sua família que descobrimos serem espiões russos que estavam infiltrados nos Estados Unidos.

Após os eventos de Capitão América: Guerra Civil, Natasha se reencontra com sua irmã Yelena Belova (Florence Pugh), que a recruta para uma missão de salvar outras mulheres vítimas do programa Sala Vermelha e também para acertar as contas com o responsável pelo programa. A dinâmica entre as irmãs é o ponto alto do filme. A introdução de Yelena serve como um contraponto teimoso para a visão mais tradicionalista de Natasha, devido ao seu tempo com os Vingadores, são nas interações das irmãs que podemos ver o lado mais humano de Natasha.

Viúva Negra chega dia 9 aos cinemas. (Foto: divulgação)

Durante a missão, Natasha e Yelena se reencontram com o resto da sua “pseudo-família”, o Guardião Vermelho (David Harbour) e Melina Vostokoff (Rachel Weisz), embora tenha sido colocado como um papel menor, Harbour serve como alívio cômico para a trama em certos momentos, e a dinâmica com Weisz complementa o drama familiar de família disfuncional, que funciona de forma magnifica.

Outro ponto alto do filme se faz na presença de seu antagonista, o Treinador. Uma ameaça misteriosa capaz de copiar qualquer movimento de seu adversário apenas observando e estudando ele. Gerando assim diversas cenas de ação impecáveis. Dando assim destaque para a coreografia que é muito bem trabalhada, apresentando para o espectador cenas de ação de tirarem o folego, um destaque da coreografia dentro do filme fica para uma cena em que a Natasha e a Yelena lutam e nas cenas de luta do Treinador, que se você prestar atenção consegue ver na sua mente certos movimentos de luta utilizados por outros personagens dentro do MCU. Vale ressaltar também a trilha sonora do filme que deixa tudo mais eletrizante e emocionante conforme o filme vai chegando em seu clímax.

Um ponto que deixa a desejar é o fato de o filme não ousar mais ao ponto de se distinguir em meio aos filmes solos do MCU para o encerramento de uma personagem tão marcante e que merecia um filme solo a anos, e se manter na fórmula segura criada em Capitão América: O Soldado Invernal. O filme poderia ter aproveitado de ser um filme solo e único para criar um ambiente especial e mais marcante para Natasha.

Viúva Negra é um filme que aborda temas como família e abuso, mas ele serve principalmente como uma despedida de Scarlett Johansson do MCU e da personagem de Natasha Romanoff, e também como uma passagem de bastão e do legado da Viúva Negra, em geral é um filme que a personagem merecia a anos.

Título Original: Black Widow

Direção: Cate Shortland

Elenco: Scarlett Johansson, Florence Pugh, David Harbour, Rachel Weisz

Duração: 2 horas e 13 minutos (113 min)

LOKI E O AMOR

A série original Disney+ Loki está disponível exclusivamente na plataforma com novos episódios todas as quartas-feiras

(Foto: divulgação)

Recentemente na história, Loki (Tom Hiddleston) se encontra preso em um apocalipse com a pessoa menos desejada: A Variante (Sophia Di Martino). Apresentada nos últimos minutos do segundo episódio e autonomeada “Sylvie”, A Variante é uma fugitiva e uma espécie de Loki alternativo. É uma das personagens mais relevantes para se juntar à história e, sem dúvida, sua presença irá impactar o enredo e o arco narrativo dos diferentes personagens. “Ela é uma outra versão de Loki, mas era importante ter certeza de que ela era única porque ela é a Sylvie, não Loki”, explica Di Martino.

Ainda há pouca clareza sobre a identidade e os objetivos de Sylvie, mas no episódio “Lamentis”, Loki e sua nova companheira de viagem se encontram embarcando em uma jornada por uma paisagem desolada, com a esperança de poder escapar antes da aniquilação. Enquanto eles trocam anedotas, verdades, mentiras e muito mais, a conversa gradualmente leva a um tópico pouco abordado em relação a Loki: o amor.

O QUE É O AMOR?

(Foto: divulgação)

Em uma cena reveladora, após compartilhar experiências da infância e suas relações com as respectivas mães, a dupla começa a trocar hipóteses sobre o verdadeiro significado do amor. “Talvez o amor seja ódio….”, reflete Sylvie. Loki parece não estar muito convencido e confessa precisar “de uma outra bebida para elaborar”. Algum tempo depois, e depois de algumas bebidas, chega a uma conclusão que traz a sua marca: “O amor é uma adaga. É uma arma que pode ser empunhada longe ou perto. Você pode se ver nela. É bonita. Até que te faz sangrar. Mas, por fim, quando você pega… “, “…não é real. O amor é uma adaga imaginária”, completa A Variante, antes de admitir que se trata de uma “metáfora terrível”.A troca cômica e irônica mostra que Sylvie não está disposta a cair nos truques e armadilhas de Loki, mas também revela a química que, sem dúvida, em existe entre eles.

POR TRÁS DE UMA FRASE

(Foto: divulgação)

Em relação a esta “metáfora terrível” dita por Loki, Tom Hiddleston concorda que é o resultado da espontaneidade, mas ao mesmo tempo revela sua experiência com o amor. “Até agora, ele não esteve perto do amor. Para ele, o amor é uma espécie de ilusão na qual ele confiou e foi decepcionado”, observa Hiddleston. Por sua vez, o diálogo dá a Sylvie a oportunidade de desviar a pompa do Deus da Trapaça. “Ele sempre diz coisas que pensa serem profundas, mas, na realidade, não são particularmente profundas”, completa Hiddleston.

Já o roteirista principal de Loki, Michael Waldron, afirma que a frase tem um elemento de romantismo, considerando que trabalhou naquele episódio poucos dias após o seu casamento. “É interessante porque este episódio é provavelmente o mais romântico da série. Ao mesmo tempo, como Loki bebeu naquela cena, senti mais liberdade para escrever algo sem pensar muito sobre o que ia dizer. Segui meu impulso: ‘O amor é uma adaga’. E, felizmente, como muitas das metáforas de Loki, funciona muito bem”, explica Waldron.

SYLVIE E LOKI, UM SÓ CORAÇÃO

(Foto: divulgação)

“Duas Variantes do mesmo ser, especialmente você, formando esse tipo de relacionamento romântico doentio destorcido? Isso é puro caos! Isso pode quebrar a realidade! Está quebrando a minha realidade agora mesmo. Mas que incrível narcisista avassalador. Você se apaixonou por si mesmo!”. Isso é o que Mobius praticamente grita no último episódio de Loki da Marvel Studios. “Esse foi um dos pontos cruciais da minha proposta [para a série], que haveria uma história de amor”, explica o roteirista principal Michael Waldron. “Ficamos indo e voltando por um tempo, como se realmente quiséssemos que esse homem se apaixonasse por outra versão de si mesmo. Isso é muito louco? Mas em uma série que, para mim, é sobre amor-próprio, a autorreflexão e o auto perdão, achei que estava tudo bem esta ser a primeira história de amor real de Loki”.

A história de amor de Loki e Sylvie tem um começo apocalíptico, pois é aí que os dois começam a se relacionar. Presos em uma lua à beira da destruição total, os dois são obrigados a trabalhar juntos para encontrar uma maneira de sair desta situação, apenas para vê-la fracassar completamente diante de seus olhos.

Enquanto a lua literalmente desmorona ao seu redor, Sylvie coloca uma mão no braço de Loki, e quando isso acontece, cria-se uma ramificação na Linha do Tempo Sagrada. Estes dois Lokis estão tendo um momento que nunca deveriam ter, que, como diz Mobius, é “puro caos”. “O olhar que compartilham, nesse momento, [começou como] uma amizade que floresce”, continua Waldron. “Então, pela primeira vez, os dois sentiram aquela pontada de ‘Ah, será que poderia ser algo a mais? O que é isso que estou sentindo?’ Estes são dois seres de puro caos que são a mesma pessoa que se apaixonam um pelo outro”. Infelizmente, o resgate deles os leva ao cativeiro imediato na Autoridade de Variância Temporal (AVT).

Para onde irá o vínculo entre Loki e Sylvie? Que novas frases o Deus da Trapaça dirá para nós? Os próximos episódios darão todas as respostas.

Loki está disponível exclusivamente no Disney+ com novos episódios todas as quartas-feiras.

ESTREIAS DESTA SEMANA NO DISNEY+

QUARTAS DE LOKI

Toda quarta-feira estreia um novo episódio

(Foto: divulgação)

Série Original Disney+ da Marvel Studios
Episódio 4
Em Loki, o Deus da Mentira sai da sombra de seu irmão Thor em uma nova série que acontece após os eventos de VINGADORES: ULTIMATO. Tom Hiddleston volta a interpretar o personagem principal, e Owen Wilson, Gugu Mbatha-Raw, Sophia Di Martino, Wunmi Mosaku e Richard E. Grant se unem a ele. A direção de Loki é assinada por Kate Herron, com roteiro principal de Michael Waldron.

ESTREIAS DE 2 DE JULHO, SEXTA-FEIRA

Todas as sextas-feiras os assinantes podem curtir novos conteúdos originais exclusivos

A Misteriosa Sociedade Benedict

Série Original Disney+
Episódio 3

(Foto: divulgação)

Após vencerem uma competição por uma bolsa de estudos, quatro órfãos talentosos são recrutados pelo Sr. Benedict para uma missão perigosa para salvar o mundo de uma crise global conhecida como “A Emergência”. Reynie, Sticky, Kate e Constance precisam se infiltrar na Academia-Ouro da Vivência Vocacional para descobrir a verdade. Quando o diretor, Dr. Curtain, parece estar por trás dessa crise mundial, as crianças da Misteriosa Sociedade Benedict precisam criar um plano para derrotá-lo.

Star Wars: The Bad Batch

Série Original Disney+ da Lucasfilm
Episódio 10

(Foto: divulgação)

Star Wars:The Bad Batch, uma nova série animada sobre os clones de elite experimentais do Lote Estragado (que apareceram pela primeira vez em Star Wars: A Guerra dos Clones), enquanto abrem caminho em uma galáxia que está mudando muito rápido, imediatamente após a Guerra dos Clones. Os integrantes de O Grande Lote – um lote especial de clones com variações genéticas em relação a seus irmãos da Armada dos Clones – cada um com uma habilidade única e excepcional que os converte em soldados extraordinariamente eficientes que formam um esquadrão formidável.

High School Musical: A Série: O Musical

Série Original Disney+
Temporada 2 – Episódio 8

(Foto: divulgação)

Na segunda temporada de High School Musical: A Série: O Musical, os Wildcats de East High, que estão se preparando para apresentar “A Bela e a Fera” como seu musical de primavera, confrontam a escola rival, North High, para vencer uma prestigiada e voraz competição de teatro estudantil.

OUTRAS ESTREIAS NO DISNEY+

Filme

Jack