Arquivo da tag: Montanha

7 destinos sensacionais para quem busca o melhor da praia e da montanha

Na hora de escolher o destino ideal para uma viagem, muitos enfrentam o mesmo dilema: uma praia paradisíaca e deserta ou uma vista de perder o fôlego nas montanhas? Para aqueles que preferem pegar um bronze a fazer uma trilha nas montanhas, vocês não estão sozinhos. Aliás, 78% dos viajantes brasileiros pretendem viajar para a praia em 2019. Em comparação, 70% dizem que estar nas montanhas é fator importante na hora de escolher um destino*. Com isso em mente, a Booking.com — líder digital no mercado de viagens, que conecta viajantes a opções incríveis de hospedagem, experiências imperdíveis e opções descomplicadas de transporte — pesquisou mais de 29 milhões de anúncios em mais de 153.000 destinos para identificar alguns dos lugares mais espetaculares que unem praia e montanha. Com florestas tropicais exuberantes, imensas cordilheiras, água cristalina e quilômetros de praia, os viajantes poderão aproveitar o melhor dos dois mundos em suas próximas férias.

Soufrière, St. Lucia, Pequenas Antilhas

(Foto: Divulgação)

Se você busca um destino paradisíaco que combina praias dignas de curtidas no Instagram com trilhas na exuberante floresta tropical, basta visitar St. Lucia, praticamente um éden no Caribe. Depois de mergulhar nas águas azul-turquesa, os aventureiros podem fazer uma caminhada revigorante pelo Gros Piton, um dos picos vulcânicos da ilha considerado Patrimônio Mundial da UNESCO. A aventura começa na vila de Fond Gens Libre e, de lá, são cerca de 2 horas (ida) para chegar ao cume do pico, a aproximadamente 800 metros do nível do mar. A vista panorâmica e exclusiva vale todo o esforço!

Onde ficar: Villas com piscina privativa — assim é o Sugar Beach, A Viceroy Resort. Localizado nas areias branquinhas de Sugar Beach, onde ao norte desponta o imponente Petit Piton, esse é o lugar ideal para várias fotos inesquecíveis das férias. Após um dia explorando tudo o que a ilha tem a oferecer, você poderá descansar no Temazcal, uma sauna em uma cúpula ao ar livre inspirada na tradicional cultura mesoamericana.

Ítaca, Grécia

(Foto: Divulgação)

A pequena e intocada ilha de Ítaca é famosa por ser lar de Odisseu, herói da famosa Odisséia de Homero. Ao contrário dos destinos mais movimentados e procurados da Grécia, essa ilha é calma e tem belas praias de pedrinhas com água azul-turquesa, além de charmosas vilas históricas que se espalham pelas montanhas. É fácil explorar Ítaca de carro, pois ela é uma ilha relativamente pequena. Há várias rotas a fazer, como a de Vathy a Stavros, com parada obrigatória em Anogi e Exogi para que o visitante possa conhecer o estilo de vida das comunidades locais. Deixe a curiosidade te levar, pois independentemente do lugar que decidir explorar, você terá como recompensa uma vista sensacional.

Onde ficar: Este histórico moinho foi transformado em um único apartamento que combina tradição com um toque de modernidade. Depois de um dia caminhando pela praia e explorando as charmosas vilas nas montanhas, você pode curtir uma taça do vinho local no espaçoso terraço privativo, enquanto contempla o pôr do sol sobre o mar Jônico.

Makarska, Croácia

(Foto: Divulgação)

Localizada ao longo da Costa da Dalmácia, entre Split e Dubrovnik, a pitoresca cidade portuária de Makarska encanta com suas florestas perfumadas de pinheiros, falésias acidentadas e as águas do mar Adriático em tons turquesa. Como a cidade é pequena, o visitante pode explorá-la a pé ou de bicicleta. Agora, se você tem espírito aventureiro e quer ir além, é possível ir de carro à Montanha Biokovo, a segunda mais alta da Croácia, e ter a oportunidade de contemplar a linda vista da densa floresta que se estende pelas águas cristalinas.

Onde ficar: A apenas alguns minutos do Farol de St. Peter, no centro de Makarska, o Apartments Beso tem vista fantástica do porto. Pense na cena: você fazendo uma refeição caseirinha na varanda enquanto contempla os barcos navegando nas águas cristalinas do porto.

Kauai, Havaí

(Foto: Divulgação)

Conhecida também como “Ilha Jardim”, a ilha de Kauai é um verdadeiro paraíso tropical, com penhascos vertiginosos, florestas tropicais exuberantes e quilômetros de praias douradas. Embora seja muito tentador apenas relaxar e contemplar toda a beleza da ilha (o que, definitivamente, você também deve fazer), vale muito a pena alugar um carro para explorar as atrativas cidades costeiras, as praias secretas e as famosas cachoeiras de Kauai. Para ir da ponta da Costa Norte (Haena) até a Ponta Oeste (Polihale), o viajante leva apenas 3 horas, e esse trajeto panorâmico leva o visitante a um dos trechos mais extensos de areia branquinha da ilha. Para aqueles que buscam uma vista realmente espetacular, recomendamos uma visita ao Parque Estadual de Koke’e, de cenário jurássico e com vegetação que se estende por falésias avermelhadas. Lá, faça uma das 7 trilhas ou pegue a estrada até o Mirante Kalalau para ter uma vista sensacional e incomparável de toda a costa.

Onde ficar: Se você busca um refúgio onde possa jantar à luz do luar ouvindo as ondas, então o Kauai Shores Hotel, localizado em Kappa e de frente para o mar, é o lugar ideal. Para quebrar essa tranquilidade com um pouco de aventura, considere reservar um passeio de helicóptero e tenha uma vista da maravilhosa paisagem vulcânica das ilhas.

Sabah, Bornéu, Malásia

(Foto: Divulgação)

Bornéu é a terceira maior ilha do mundo e se estende por 3 países. Além disso, metade do seu território é coberto por florestas, sendo o paraíso perfeito para os amantes da natureza graças à diversidade da flora e fauna. O Monte Kinabalu, pico mais alto da Malásia, fica na extremidade norte da ilha e no estado de Sabah, um destino de férias espetacular e muito procurado por suas florestas tropicais e extensas praias.

Onde ficar: Localizado em uma reserva natural em frente ao Mar da China Meridional, o Shangri-La’s Rasa Ria Resort & Spaproporciona uma vista espetacular das praias cristalinas da região, das florestas e das imponentes montanhas. Seja fazendo um cruzeiro relaxante pelo Rio Kinabatangan ou uma trilha pela floresta, independentemente do seu ritmo, não faltarão opções.

Baía das Ilhas, Nova Zelândia

(Foto: Divulgação)

Formada por mais de 140 ilhas subtropicais ao longo da costa da Ilha do Norte da Nova Zelândia, a Baía das Ilhas é um paraíso que reúne praias inexploradas e paisagens vulcânicas de tirar o fôlego. Com diversas florestas exuberantes, baías desertas e uma rica história, esse destino não vai te deixar entediado. Ter um carro na Baía das Ilhas é muito útil e permite explorar mais lugares. Independentemente de onde a sua curiosidade te levar, Kerikeri é parada obrigatória, pois lá você vai encontrar a casa mais antiga da Nova Zelândia, a Mission House, também chamada de Kemp House. Para quem curte caminhar, vale muito a pena fazer um passeio ao longo da margem do rio Kerikeri até Wharepuke e Rainbow Falls.

Onde ficar: Localizado em Paihia, próximo à Floresta Opua e com uma vista incrível da baía, o Craicor Boutique Apartments está literalmente rodeado de verde, o que proporciona momentos de refúgio e tranquilidade para descansar, rejuvenescer e curtir bons momentos com a família ou os amigos.

Paraty, Brasil

(Foto: Divulgação)

Localizada entre Rio de Janeiro e São Paulo, Paraty é linda e um dos refúgios menos explorados do Brasil. A cidade tem uma arquitetura característica, que data dos séculos XVII e XVIII, e foi uma cidade portuária da época da corrida do ouro no Brasil. As praias da região têm como pano de fundo a densa floresta que cobre os picos das montanhas. Pitoresca, Paraty foi feita para caminhar e está repleta de casas multicoloridas, lojinhas administradas por simpáticos moradores locais e igrejas antigas. Depois de passar um dia na praia e explorar as ruas de paralelepípedos, o visitante pode fechar o dia com chave de ouro com uma dose de cachaça e outras delícias da culinária brasileira em um dos diversos cafés espalhados pelo centrinho.

Onde ficar: Localizada em um charmoso vilarejo de pescadores a apenas alguns minutos do centrinho de Paraty, a Casa Mar Paraty é uma pousada moderna que fica perto da Prainha e das montanhas da região. Depois de recarregar as baterias com uma caminhada pela floresta tropical, o visitante poderá relaxar na piscina de borda infinita e ter uma vista fantástica da Baía da Ilha Grande.

_________

*Pesquisa encomendada pela Booking.com e conduzida de forma independente com 53.492 entrevistados em 31 mercados. Para participar dessa pesquisa, os participantes deveriam ter mais de 18 anos, terem viajado pelo menos uma vez nos últimos 12 meses e serem responsáveis pela decisão ou estarem envolvidos no processo de tomada de decisão da viagem. A pesquisa foi respondida on-line e realizada entre 16 de outubro e 12 de novembro de 2018.

Gastronomia faz de Portillo um lugar tão gostoso para comer quanto para esquiar

Receitas do chef Rafael Figueroa valorizam ingredientes como pescados e carnes. Complexo chileno possui restaurante na montanha e lanchonete na base

Na estação de esqui Portillo, comer é uma experiência tão especial quanto esquiar. Há mais de 30 anos, o chef Rafael Figueroa é a mente criativa por trás das refeições servidas no restaurante principal do Hotel Portillo, que faz parte do complexo.

Das panelas comandadas por ele saem ricas combinações de ingredientes chilenos, entre pescados, frutas e verduras, além de cortes nobres de carne. Pode-se provar, por exemplo, um tradicional pastel de jaiba (torta de caranguejo) e um delicioso côngrio na chapa, ambos acompanhados com os pães caseiros feitos no forno do próprio hotel. Também há opções vegetarianas, como o curry de legumes e o tofu assado. Todos os pratos unem o melhor da tradição culinária chilena com pitadas de modernidade. Diariamente, o hóspede pode escolher entre oito opções do cardápio, que não se repetem no almoço e no jantar. E, claro, é quase impensável provar uma das criações de Figueroa sem a companhia de um prestigiado vinho chileno.

Portillo oferece gastronomia com ingredientes típicos. (Foto: Divulgação)

Com 35 pistas de todos os níveis, Portillo oferece outras opções na hora de fazer suas refeições. Um restaurante self-service funciona desde as 7h30 no térreo do hotel e atende tanto aos hóspedes dos lodges Octagon e Inca quanto a quem estiver acomodado no Hotel Portillo. Como essa área tem sempre movimento, é a opção mais descontraída para o almoço entre 12h30 e 14 horas. Já o bar do hotel é uma alternativa para quem busca praticidade. Além de saborosos petiscos, oferece sushis e a clássica fondue. À noite, é nele que os hóspedes se reúnem para experimentar típicos drinques chilenos, como o Pisco Sour, e ouvir uma ótima música ao vivo.

Outra opção é o Tío Bob’s, no alto da montanha, especializado em grelhados e saladas. Com rústicas mesas de madeira ao ar livre e uma visão magnífica aos Andes e à Laguna del Inca, este restaurante funciona de meio-dia às 15 horas e também serve pescados, hambúrgueres e opções vegetarianas.

Aos que tem que fome de viver intensamente toda a adrenalina contida nas descidas de esqui e snowboard, uma alternativa de pausa rápida é o Ski Box, aberto das 9h às 17 horas. Ao lado da base de Las Lomas, o mais novo restaurante de Portillo serve snacks, sanduíches e empanadas, além de cerveja e vinho.