Arquivo da tag: Mulher-Maravilha

lançamentos de junho na Netflix

Por Rodrigo Bocatti

Os serviços de streaming estão em alta nesses tempos de isolamento social. Ainda mais com o frio chegando, não há nada melhor que fazer aquela pipoca e ver um filme ou maratonar uma série. Por isso, vamos aos lançamentos do mês de junho que a Netflix preparou:

1º de junho:

– Amor Sem Escalas;

– Escritores da Liberdade;

– Homens, Mulheres e Filhos;

– Invasão de Privacidade;

– O Show de Truman – O Show da Vida;

– Indiana Jones e a Última Cruzada;

– Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal;

– Hancock;

– Jack Reacher- O Último Tiro;

– Lara Croft – Tomb Raider;

2 de junho:

– Fuller House (5ª temporada – parte dois):

A última parte de Fuller House chega logo no começo do mês. A série original da Netflix e spin-off de “Três é Demais” vai mostrar o casamento triplo de TJ, Steph e Kimmy, mas ainda muita coisa vai rolar, e claro que a emoção no último episódio será geral.

– Modern Family (7ª a 10ª temporada)

4 de junho:

– Baki (2ª temporada)

– Can You Hear Me (1ª temporada)

5 de junho:

13 Reasons Why (4ª temporada):

Uma das séries mais comentadas dos últimos tempos terá sua última temporada. Ela trará o desfecho de todas histórias dos alunos do colégio Liberty, além de resolver alguns mistérios deixados na terceira temporada. 

– Perdida (1ª temporada);

– The Last Day of American Crime;

6 de junho:

– Queen of the South (4ª temporada);

– Rei Arthur – A Lenda da Espada;

10 de junho:

– DC’s Legend’s of Tomorrow (5ª temporada);

– Curon (1ª temporada);

– Reality Z (1ª temporada);

12 de junho:

– Dating Around (2ª temporada);
– F Is for Family (4ª temporada);

– Kipo & The Age of Wonderbeasts (2ª temporada);

– The Search (1ª temporada);

– Destacamento Blood;

13 de junho:

– How to Get Away With Murder (6ª temporada);

14 de junho: 

– Marcella (3ª temporada);

17 de junho:

– Mr. Iglesias (2ª temporada);

18 de junho:

– The Order (2ª temporada);

19 de junho:

– Coisa Mais Linda (2ª temporada);

– The Politician (2ª temporada);

– Floor is Lava (1ª temporada);

– Expresso do Destino;

– Feel the Beat;

– Wasp Network – Prisioneiros da Guerra Fria;

20 de junho:

– Heróis;

24 de junho:

– Crazy Delicious (1ª temporada);

26 de junho:

– Living to Love (1ª temporada);

Mulher-Maravilha;

27 de junho:

Dark (3ª temporada):

Uma das séries mais queridas da Netflix (eleita por votação popular no site Rotten Tomatoes) está chegando a data do apocalipse em Dark. Com muitas pontas soltas, será que a nova temporada vai esclarecer muitas coisas ou deixar mais dúvida?

30 de junho:

– BNA (1ª temporada);

– A Torre Negra;

– Branca de Neve e o Caçador;

– Em Ritmo de Fuga;

– Perfume de Mulher;

Mulher-Maravilha: lançamentos Panini

Livros capa dura e encadernados são as novidades da editora para o mês

Símbolo do poder feminino, a super-heroína Mulher-Maravilha tem presença marcada nos quadrinhos e nas telas do cinema. E, para dar ainda mais voz à amazona, a Editora Panini lança três títulos: Mulher-Maravilha: Terra Um vol. 2, Mulher-Maravilha: Antologia e Mulher-Maravilha: Volte Para Mim, já disponíveis nos principais pontos de venda.

A personagem Diana Prince, mais conhecida como Mulher-Maravilha, surgiu na década de 1940 para mostrar que mulheres são fortes, independentes, donas de si e não precisam ser salvas por ninguém. Ao longo do tempo, a heroína vem estampando inúmeras produções, HQs e outras coleções, reforçando o movimento feminista no mundo.

Confira, abaixo, mais detalhes das novidades.

MULHER-MARAVILHA: TERRA UM VOL. 2

Mulher-Maravilha Terra Um Vol2. (Foto: Divulgação)

Após deixar seu lar para ajudar a humanidade e conhecer o piloto da Força Aérea Steve Trevor, Diana Prince se encontra no Mundo dos Homens. A guerreira está pronta para qualquer coisa que aparecer, mas será que o mundo está pronto para a Mulher-Maravilha?

Ao longo das 140 páginas, será possível acompanhar os conflitos do governo americano diante da presença da amazona. Como Diana poderá levar à frente sua missão de paz e amor em um mundo que a vê como ameaça?

Com roteiro de Grant Morrison e arte de Yanick Paquette, o volume 2 da saga traz a trajetória da poderosa e icônica personagem Mulher-Maravilha.

A publicação tem o valor de R$ 46,00. pt

MULHER-MARAVILHA: VOLTE PARA MIM

Mulher-Maravilha – Volte para Mim. (Foto: Divulgação)

A famosa dupla de escritores Amanda Conner e Jimmy Palmiotti se juntam a Chad Hardin para o resgate de Steve Trevor. Quando o piloto é chamado para um teste de voo em uma aeronave experimental, ele acaba se perdendo no Triângulo das Bermudas e resta à Mulher-Maravilha e a Etta Candy seguirem seu rastro até uma ilha misteriosa e selvagem.

No decorrer das 164 páginas, a Mulher-Leopardo, inimiga mortal da Mulher-Maravilha, aparecerá para atrapalhar um pouco os planos.
O preço do título é de R$ 26,90.

MULHER-MARAVILHA: ANTOLOGIA

Mulher-Maravilha Antologia. (Foto: Divulgação)

A publicação apresenta a Princesa Diana, nascida do barro e dotada pelos deuses com poderes surpreendentes, defensora dos fracos e dos oprimidos sob o traje de Mulher-Maravilha, pregando a paz como representante da Ilha das Amazonas, Themyscira.

Desde o início da década de 1940, no meio da Segunda Guerra Mundial, até sua atualização por Brian Azzarello e Cliff Chiang, nos Novos 52: descubra todas as facetas da Princesa Amazona, reveladas por seus maiores autores nesta antologia: William Moulton Marston, Harry G. Peter, George Pérez, Gene Colan, Ross Andru, John Byrne, Mike Deodato, Yanick Paquette, Phil Jimenez e Greg Rucka. O valor sugerido do título é R$ 129,00.

Os títulos estão disponíveis na Loja Panini, em lojas parceiras e livrarias on-line.


Ficha técnica

Mulher-Maravilha: Terra Um vol. 2
· Roteiro: Grant Morrison
· Arte: Yanick Paquette
· Formato: 17 x 26 cm
· Tipo de lombada: quadrada
· Tipo de papel: couché
· Tipo de capa: dura
· Estrutura: 136 + 4 páginas
· Tipo de distribuição: nacional
· Periodicidade: especial
· Preço: R$ 46,00


Mulher-Maravilha: Volte Para Mim
· Roteiro: Amanda Conner e Jimmy Palmiotti
· Arte: Chad Hardin
· Formato: 17 x 26 cm
· Tipo de lombada: quadrada
· Tipo de papel: LWC
· Tipo de capa: cartão
· Estrutura: 160 + 4 páginas
· Tipo de distribuição: nacional
· Periodicidade: especial
· Preço: R$ 26,90


Mulher-Maravilha: Antologia
· Roteiro e arte: George Pérez et al.
· Formato: 17 x 26 cm
· Tipo de lombada: quadrada
· Tipo de papel: couché
· Tipo de capa: dura
· Estrutura: 400 + 4 páginas
· Tipo de distribuição: nacional
· Periodicidade: especial
· Preço: R$ 129,00

UNIVERSO DC – UMA NOVA ESPERANÇA?

“Snydercut” de Liga da Justiça vai ver a luz do dia. (Foto: Divulgação)

Por Henrique Moita

Hoje à tarde, os fãs da DC receberam uma enorme notícia…finalmente todos foram ouvidos e tivemos o anúncio que teremos o tão esperado “Snydercut” de Liga da Justiça. E o melhor, ela não vai demorar muito, sendo que foi anunciada já para o ano que vem.

Agora vamos entender um pouco porque essa versão do filme é tão esperada:

Durante a produção de Liga da Justiça, Zack Snyder, por problemas pessoais, teve que se afastar e a direção passou para Joss Whedon. Com isso, o resultado final do longa ficou muito aquém do esperado pelos fãs. O que seria a primeira reunião de grandes heróis da DC, foi decepcionante. Isso causou uma comoção global, desde o lançamento, praticamente, pedindo para que a Warner liberasse o que começou a ser chamado de “Snydercut”, que seria, simplesmente a versão de Zack Snyder do filme.

Snyder, que nunca chegou a assistir a versão final do filme até hoje, diz que o que foi entregue era apenas 1/4 do que ele havia imaginado. Muitas notícias, no início, tratavam Liga da Justiça como um filme em duas partes, sendo no final entregue apenas uma.

Para a sua versão, o diretor disse que já pretende chamar os atores para regravar algumas cenas e finalizar alguns efeitos visuais antigos. Ele promete também que a experiência do filme será totalmente diferente do que foi apresentado, principalmente para os que assistiram à antiga versão. O orçamento para isso está em torno de 20 milhões de dólares (e pode chegar até 30 milhões) e o filme será lançado na plataforma da HBO Max, por hora, não indo para os cinemas. Até porque, Snyder também revelou que não sabe se o sua versão será lançada como um filme em duas partes, tendo em vista que ele falou que o longa terá cerca de 4 horas; ou se ele vai ser lançado como se fosse uma mini-série.
O que fica para nós agora, são as dúvidas de como esse universo vai seguir…

Depois de Liga da Justiça, o Universo DC nos cinemas sofreu grandes mudanças. O que seria um universo compartilhado, não se sabe mais como anda. Muitos atores, por exemplo, até já anunciaram que não vão continuar em seus papeis já apresentados, como Ben Affleck que não seguirá mais fazendo Batman e Ezra Miller que é uma eterna dúvida se vai ou não continuar no papel do Flash.

Será que, caso o esperado aconteça e o Snydercut seja um sucesso, a Warner repense o que já está, de certa forma, decidido, volte atrás e tente começar a expansão do seu universo de novo? Se isso acontecer, o que será do novo filme do Batman que já está em produção e filmagem, com Robert Pattinson no papel do morcego vigilante?

O que nos resta agora é esperar. Não temos nenhuma data definitiva de quando essa versão será lançada, então fique ligado nas páginas do Diversório nos próximos dias, que assim que soubermos, lançaremos em nossos canais.

Mas e você? Está ansioso para a Snydercut? Conte para a gente nos comentários quais são suas expectativas para a tão esperada versão de Liga da Justiça.

MULHER-MARAVILHA 1984 CHEGA AOS CINEMAS DO BRASIL EM 13 DE AGOSTO

A diretora Patty Jenkins e a estrela Gal Gadot unem-se novamente para o retorno da Super-Heroína da DC à tela grande

A Warner Bros. Pictures anuncia a nova data de estreia do aguardado longa Mulher-Maravilha 1984, que chega aos cinemas do Brasil no dia 13 de agosto.

Sobre o filme
Avançando para a década de 1980, a próxima aventura da Mulher-Maravilha nos cinemas a coloca frente a dois novos inimigos: Max Lord e Mulher-Leopardo.

Com a diretora Patty Jenkins de volta ao comando e Gal Gadot no papel-título, Mulher-Maravilha 1984, da Warner Bros. Pictures, é a sequência da estreia da super-heroína da DC como protagonista nas telas de cinema com o filme “Mulher-Maravilha”, que em 2017 quebrou recordes e arrecadou US﹩ 822 milhões nas bilheterias mundiais. O filme também tem em seu elenco Chris Pine como Steve Trevor, Kristen Wiig como Mulher-Leopardo, Pedro Pascal como Max Lord, Robin Wright como Antíope e Connie Nielsen como Hipólita.

Charles Roven, Deborah Snyder, Zack Snyder, Patty Jenkins, Gal Gadot e Stephen Jones produzem o filme. Rebecca Steel Roven Oakley, Richard Suckle, Marianne Jenkins, Geoff Johns, Walter Hamada, Chantal Nong Vo e Wesley Coller são os produtores-executivos.

Patty Jenkins dirigiu a partir de um roteiro que ela escreveu com Geoff Johns & David Callaham, uma história de Jenkins & Johns, baseada nos personagens da DC. Juntando-se à diretora nos bastidores estão vários membros de sua equipe de “Mulher-Maravilha”, incluindo o diretor de fotografia Matthew Jensen, a designer de produção indicada ao Oscar Aline Bonetto (“O Fabuloso Destino de Amélie Poulin”), e a figurinista ganhadora do Oscar Lindy Hemming (“Topsy-Turvy: O Espetáculo”). O editor indicado ao Oscar Richard Pearson (“Voo United 93”) está editando o filme. A música é do compositor ganhador do Oscar Hans Zimmer (“Dunkirk”, “O Rei Leão”).

A Warner Bros. Pictures apresenta uma produção da Atlas Entertainment/Stone Quarry, um filme de Patty Jenkins, Mulher-Maravilha 1984. Com estreia prevista para 13 de agosto de 2020, o filme será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures.

WARNER BROS. QUEBRA A CCXP19 COM PAINÉIS ÉPICOS E BATE RECORDE DE DECIBÉIS NO AUDITÓRIO THUNDER CINEMARK XD

Painel de Mulher-Maravilha quebra recorde na CCXP. (Foto: Warner Bros Pictures)

Painel de Mulher-Maravilha 1984 registrou 118 decibéis com reação do público, recorde do evento

A Warner Bros. Pictures quebrou a CCXP com três painéis épicos: Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa), fechando o primeiro dia de evento na quinta-feira, e Mulher-Maravilha 1984além do próprio painel da Warner Bros. Pictures, que encerraram o domingo e último dia.

O painel de Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa),apresentado por MariMoon, começou com uma performance de patinadoras profissionais no palco, vestidas com diversos looks da personagem Arlequina, enquanto todos os fãs na plateia recebiam versões infláveis do clássico martelo da personagem – tudo embalado ao som da DJ Samhara. Com todos os fãs devidamente “armados”, as convidadas subiram ao palco apresentadas por um vídeo especial com cenas do filme: Margot Robbie (Arlequina), Mary Elizabeth Winstead (Caçadora), Jurnee Smollett-Bell (Canário Negro), Rosie Perez (Renee Montoya) e Ella Jay Basco (Cassandra Cain), além da diretora Cathy Yan. Os presentes puderam acompanhar com exclusividade um bate-papo com as atrizes e diretora e vibraram muito ao assistir os primeiros cinco minutos do filme e uma prévia especial, exibidos ao público pela primeira vez.

Já o painel da Warner Bros. Pictures, apresentado por Marcos Mion, trouxe inúmeras novidades dos próximos lançamentos do estúdio. A apresentação começou com a futura animaçãoScooby! O Filme, trazendo uma mensagem em vídeo de Orlando Drummond, ator que deu voz ao personagem principal por décadas, e a exibição do trailer – além da participação de Alexandre Drummond, neto de Orlando e um dos dubladores da animação; houve também destaque paraTom & JerrySpace Jam 2DC Super Pets, que têm estreia prevista para 2020, 2021 e 2022, respectivamente.

Na sequência foi exibido um material inédito de bastidores e entrevistas do musicalEm Um Bairro de Nova York, que tem estreia marcada para 20 de agosto de 2020, e um teaser exclusivo do terror Invocação do Mal 3: A Ordem do Demônio, que tirou o ar do público. O filme, que teve seu título em português revelado no evento, está previsto para estrear em 10 de setembro de 2020. Para os fãs do aclamado diretor Christopher Nolan, a Warner Bros. exibiu um vídeo de Tenet, que estreia em 23 de julho de 2020.

E para finalizar o painel do estúdio, o universo DC fez os fãs vibrarem com muitas novidades. Matt Reeves, diretor deThe Batman, apareceu em um vídeo feito especialmente para a CCXP19 com uma mensagem para os fãs e prometendo presença de conteúdo do filme na edição de 2020 do evento.The Suicide Squad 2 também esteve presente com um recado em vídeo do diretor James Gunn e da atriz Alice Braga, que está presente no elenco do longa.

Fechando o evento com chave de ouro, o estúdio apresentou o painel deMulher-Maravilha 1984, com introdução de Érico Borgo e apresentação de Aline Diniz, cujo sucesso foi tão estrondoso que quebrou o recorde de decibéis emitidos pelo público da CCXP, atingindo 118 decibéis! Antes do início da apresentação, os fãs receberam pulseiras com emissão de luz e ativação por som, fazendo com que a plateia fizesse parte do espetáculo. O painel começou então com um vídeo de abertura que levou a plateia à loucura, incluindo a revelação de 6 telas nas laterais do Auditório – pela primeira vez na história da CCXP e exclusivamente para o evento de Mulher-Maravilha 1984. Após isto, era chegada a hora de chamar ao palco as ilustres convidadas: a diretora Patty Jenkins e a protagonista Gal Gadot foram apresentadas de forma épica com a atriz saindo de um elevador subterrâneo e shows de luz e som, além da participação de 20 cosplayers brasileiros. Os presentes puderam então acompanhar um bate-papo com as convidadas, conferir com exclusividade as novas artes dos personagens do filme, assistir a uma mensagem dos atores Chris Pine, Kristen Wiig e Pedro Pascal e, finalmente, testemunhar a exibição inédita do primeiro trailer do longa – em versão estendida e exclusiva da CCXP19. E, pela primeira vez na história, um painel do evento foi transmitido mundialmente, em parceria com o Twitter – com a exibição de tweets de usuários ao redor do mundo nas telas principais e laterais.

MULHER-MARAVILHA 1984: GAL GADOT E PATTY JENKINS CONTAM SOBRE O FILME

Por Luigi Buratto e Thuane Piccolo

No dia 08 de Dezembro de 2019, na CCXP 2019, foi lançado o trailer oficial do novo filme da Mulher-Maravilha. Os produtores fizeram um ótimo trabalho em manter as informações em sigilo, pois até agora, não foi divulgada nem a sinopse dele.

Nesse mesmo dia a diretora, Patty Jenkins, e a atriz, Gal Gadot, estavam na coletiva de imprensa, da qual tivemos o privilégio de participar, e você pode conferir logo abaixo, os melhores tópicos dessa entrevista.

Sessão de fotos antes da coletiva. (Foto: Thuane Piccolo)

SEGUINDO AS PEGADAS DO PASSADO

Patty Jenkins, a diretora do filme, nos conta como foi diferente realizar o segundo filme, pois não havia mais aquele clima tenso da Primeira Guerra Mundial e ela pode trazer um aspecto mais colorido, vibrante e animado para uma ambientação moderna. “Foi muito divertido fazer essas cenas, onde a Mulher-Maravilha se encontrava num mundo moderno, junto com Steve (Chris Pine), e todos estes maravilhosos vilões…”

“Um dos elementos mais incríveis de poder fazer um filme que se passa nos anos 80, é que tudo é muito autêntico, parece que nós realmente voltamos no tempo. Foi uma ótima escolha de fazer este filme nessa época”, comenta Gal Gadot.

GIRL POWER

Além de ser um ícone feminista, e inspiração de muitas mulheres, Patty nos diz que Diana é uma personagem que luta não somente pelas mulheres, mas assim como Super-Homem, é um símbolo de força e igualdade para todo o mundo. “Ela vive em tempos machistas, onde as mulheres precisam ser protegidas, no entanto ela não precisa disso, pois ela é fodona.”

“Eu sou uma mulher forte, independente, e quando me perguntavam que tipo de papel eu queria interpretar, eu sempre dizia exatamente isso. E é engraçado, porque se você olhar para trás, você não vê muitos filmes assim.”, disse Gal, quando questionada sobre o ícone que a Mulher-Maravilha havia se tornado.

Ela contou que teve uma experiência única ao assistir pela primeira vez o filme “Teve uma cena que me tocou muito e eu estava assistindo não como Gal Gadot, a atriz, mas como Gal, a menina que nasceu no subúrbio de Israel. Eu fiquei tão emocionada que comecei a chorar e, chegando em casa, falei para o meu marido: eu sei que você vai adorar o filme, mas quando chegar nessa parte, tenho certeza que não vai te tocar do mesmo jeito que me tocou. Porque você viveu essa emoção a vida toda, sendo um homem, mas eu não e poder agora fazer parte de um trabalho tão grande, é incrível.”

Além de ser uma atriz completa, Gal quando mais jovem já serviu o exército de Israel. Nas forças armadas por dois anos após completar o colegial. Isso serviu como exemplo para compor a personagem, que possui cenas de lutas complexas, e mostrar o quanto ela é dedicada e impecável.

A atriz encerrou o tópico encorajando todas as mulheres a serem fortes e nunca desistirem de seus sonhos e ainda deixa um recado para todas aquelas que já sofreram ou sofrem abusos. Busquem ajuda sempre, seja contando pra sua família, polícia, ou amigos, não lutem sozinhas”.

Patty Jenkins e Gal Gadot na coletiva de imprensa de Mulher Maravilha 1984. (Foto: Luigi Buratto)

PROXIMOS PASSOS

A diretora disse que sempre imaginou uma trilogia para a história da Diana Prince e que já andou discutindo algumas ideias com a Gal, sobre um possível terceiro filme. Claro, muitas dessas ideias só serão implementadas caso MM84 seja um sucesso de bilheteria, mesmo assim, ela se mostra otimista e animada para encerrar seu trabalho de forma magistral.

Citando uma das últimas falas do primeiro filme, Diana diz “Eu ficarei aqui e vou lutar pela humanidade”, e é exatamente isso que podemos esperar nessa sequência.

Patty nos dá um spoiler sobre um novo filme que está produzindo, um spin-off do universo da Mulher-Maravilha, e teremos como personagens principais as Amazonas. Esse não contará com a presença de Gal Gadot, mas Patty afirma que está muito ansiosa para poder mostrar a sua visão destas magníficas guerreiras de Themyscira.

Quando questionada sobre qual outro super-herói ela gostaria de fazer um filme, ela respondeu “Meu segundo herói favorito é o Superman, então, nunca se sabe… Mas eu amo minha Mulher Maravilha”

Gal fala sobre como está sendo a evolução da sua personagem do primeiro filme, onde Diana se mostrava perdida no mundo dos homens, e pouco a pouco foi aprendendo sobre as complexidades humanas, ganhando a confiança deles e se tornando cada vez mais envolvida nesse mundo. Já na continuação, após algumas décadas, ela se vê trabalhando sozinha, nas sombras, sem amigos, pois todos se foram com o passar dos anos, e ela continua ajudando a proteger os seres humanos da melhor forma possível.

MANO A MANO

Gadot se pronuncia sobre a ausência de armas usadas pela Diana no novo filme “Nós nos livramos da espada, pois isso remete à violência e a Diana não precisa disso. Também achamos desnecessário o uso do escudo, pois ela é uma Deusa, super forte e sabe se defender. Ela tem seus braceletes e seu laço e é tudo que ela precisa.

Ou seja, neste novo filme, podemos esperar cenas de ação mais intensas, melhor coreografadas e muito mais corpo à corpo.

Cartaz oficial do novo filme Mulher Maravilha 1984, estréia Junho de 2020. (Foto: Thuane Piccolo)

STEVE TREVOR DE VOLTA?

Após sua possível morte no primeiro filme, Steve Trevor nos deixa apenas uma memória de que o par romântico de Diana se foi. Porém, Patty nos afirma que ele estará de volta, e que esta medida foi premeditada já durante as gravações do primeiro. “Nós temos uma ótima razão para trazer o Steve de volta, e ele é uma parte fundamental para esta sequência. Não o trouxemos apenas porque ele fez sucesso, mas sim pois ele complementa o arco desta nova história”.

Confira abaixo o trailer, que foi lançado com exclusividade na CCXP, durante o painel de MM84.

GAL GADOT E A DIRETORA PATTY JENKINS ESTARÃO NA CCXP19 PARA UM PAINEL ESPECIAL DE MULHER-MARAVILHA 1984, FECHANDO O EVENTO DE FORMA INESQUECÍVEL PARA OS FÃS E INICIANDO A CONTAGEM REGRESSIVA PARA A ESTREIA DO FILME EM 2020

Em parceria com o Twitter, o painel da super-heroína da DC será transmitido ao vivo para que fãs de todos os lugares possam fazer parte da apresentação em São Paulo, levando a CCXP ao mundo – e o mundo à CCXP

Em homenagem ao Dia da Mulher-Maravilha, comemorado hoje em todo o mundo, a Warner Bros. Pictures anuncia que a Mulher-Maravilha 1984 encerrará a CCXP deste ano de modo inesquecível no domingo, 8 de dezembro. A apresentação no Auditório Thunder Cinemark XD contará com várias estreias, incluindo a primeira participação da estrela Gal Gadot e da diretora Patty Jenkins no evento, que apresentarão o primeiro trailer do filme, previsto para chegar aos cinemas em junho do próximo ano.

Gal Gadot estará na CCXP. (Foto: Divulgação)

E, pela primeira vez na história da CCXP, o painel será transmitido ao vivo no Twitter, conectando em tempo real as estrelas e os 3.500 fãs presentes no local aos fãs da Mulher-Maravilha em todo o mundo. Além disso, os participantes do painel poderão ver tweets de fãs ao redor do mundo em uma tela gigante no palco. O painel também contará com um bate-papo com as estrelas e outras grandes surpresas.

Para seguir o evento ao vivo: o perfil @WonderWomanFilm vai transmitir o evento ao vivo, com outros perfis do Twitter ao redor do mundo compartilhando a transmissão. Os fãs também terão a oportunidade de se inscrever para receber novidades sobre Mulher-Maravilha através do perfil @TwitterMovies.

Sobre o filme

Avançando para a década de 1980, a próxima aventura nos cinemas da Mulher-Maravilha a coloca frente a novos inimigos. Mulher-Maravilha 1984, da diretora Patty Jenkins, é estrelado por Gal Gadot no papel-título ao lado de Chris Pine como Steve Trevor, Kristen Wiig como A Mulher-Leopardo, Pedro Pascal como Max Lord, Robin Wright como Antíope e Connie Nielsen como Hipólita. Jenkins dirige a partir de um roteiro que escreveu com Geoff Johns e Dave Callaham, com história de Jenkins e Johns.

Charles Roven, Deborah Snyder, Zack Snyder, Patty Jenkins, Gal Gadot e Stephen Jones produzem o filme. Rebecca Steel Roven Oakley, Richard Suckle, Marianne Jenkins, Geoff Johns, Walter Hamada, Chantal Nong Vo e Wesley Coller são os produtores-executivos. O filme é baseado nos personagens da DC. Mulher-Maravilha foi criada por William Moulton Marston.

Juntando-se a Jenkins nos bastidores estão vários membros de sua equipe de “Mulher-Maravilha”, incluindo o diretor de fotografia Matthew Jensen, a designer de produção indicada ao Oscar Aline Bonetto (“O Fabuloso Destino de Amélie Poulin”), a figurinista ganhadora do Oscar Lindy Hemming (“Topsy-Turvy: O Espetáculo”). O editor indicado ao Oscar Richard Pearson (“Voo United 93”) está editando o filme.

A Warner Bros. Pictures apresenta uma produção da Atlas Entertainment/Stone Quarry, um filme de Patty Jenkins, Mulher-Maravilha 1984. O filme será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures.

Sobre a CCXP19

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019  
Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)

Saiba mais em www.ccxp.com.br

MULHER-MARAVILHA 1984 GANHA ARTE OFICIAL

Arte traz heroína, vivida por Gal Gadot, em novo traje dourado

A Warner Bros. Pictures revelou a primeira arte oficial de Mulher-Maravilha 1984. A arte traz a heroína, vivida por Gal Gadot, em um novo traje dourado. O longa, que será dirigido novamente pela aclamada diretora Patty Jenkins, tem estreia prevista para 4 de junho de 2020 e apresenta uma nova inimiga: a Mulher-Leopardo, interpretada por Kristen Wiig; além de Chris Pine reprisando seu papel como Steve Trevor. O filme também é estrelado por Pedro Pascal.

(Foto: Divulgação)

Charles Roven, Deborah Snyder, Zack Snyder, Patty Jenkins, Stephen Jones e Gal Gadot produzem o filme. Rebecca Roven Oakley, Richard Suckle, Wesley Coller, Geoff Johns e Walter Hamada são os produtores executivos.

Juntando-se ao time nos bastidores estão vários membros da equipe de “Mulher-Maravilha”, incluindo o diretor de fotografia Matthew Jensen, a designer de produção indicada ao Oscar Aline Bonetto (“O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”) e a figurinista ganhadora do Oscar Lindy Hemming (“Topsy-Turvy – O Espetáculo”). Já Richard Pearson (“Vôo United 93”), indicado ao Oscar, será o editor do filme.

A produção será filmada em Washington, D.C. e Alexandria (Virgínia), nos EUA, e também em locações no Reino Unido, Espanha e Ilhas Canárias.

Com lançamento previsto para os cinemas brasileiros em 4 de junho de 2020, Mulher-Maravilha 1984 é baseado na personagem criada por William Moulton Marston, aparecendo nos quadrinhos publicados pela DC Entertainment. O filme será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures, uma empresa da Warner Bros. Entertainment Company.

SHAZAM! consolida uma nova era para DC Comics

Por Luigi Buratto e Rodrigo Bocatti

Todos sabemos que a DC Comics começou a formar seu universo compartilhado nos cinemas com o “Homem de Aço”, que foi bem aceito pelos fãs e pela crítica, porém os seguintes “Batman vs Superman – A Origem da Justiça” e “Liga da Justiça” não caíram na graça do público, por ser longas um pouco mais sombrios. Porém, tudo parece ter mudado.

Com o sucesso de “Mulher-Maravilha” e “Aquaman”, a DC Comics parece ter acertado em cheio no formato de seus novos filmes e é assim com “SHAZAM!”, que chegou recentemente as telonas. Um filme mais leve e para família, a DC e a Warner devem manter esse mesmo ritmo em outros filmes, porém com algumas exceções como deve ser “Joker”.

Em SHAZAM! um menino ganha superpoderes ao descobrir de um antigo mago e começa a desvendar o que pode fazer em um corpo de adulto. E conversamos com o ator Zachary Levi, que veio ao Brasil para divulgar o filme.

“SHAZAM!” muda de vez a cara da DC Comics nos cinemas. (Foto: Divulgação)

No bate papo ele revelou que adorou fazer uma criança no corpo de adulto. “Fazer o papel de um adulto criança foi perfeito, e também, como você não fica empolgado como adulto sendo chamado para estrelar um filme de super-herói? Eu nem preciso esconder minha empolgação, tenho certeza que Henry Cavill ou Ben Affleck quando são cotados para fazer os papéis deles ficam animados, mas quando estão no set, eles têm que fechar a cara e fazer o papel de durão “Vem para cima, eu sou o Batman”. Eu não fiz nada disso, eu só andei para lá e para cá fazendo besteira”

Em relação da fidelidade do longa com as HQs, o ator comentou que a que mais se aproxima é a edição dos “Novos 52”. “Mesmo partindo dela, nós fazemos alguns ajustes e damos uma outra cara, mesmo assim, continuamos bem fiéis. Temos algumas referências a outras edições de Capitão Marvel e Shazam!, eu li algumas HQs antigas e quis deixar minhas próprias referências e marcas”, afirmou.

No começo das filmagens, muitos criticaram os músculos do traje que pareciam infláveis, Levi afirmou que essas pessoas se sentem poderosas na internet e que as vezes elas só estão magoadas ou triste com a vida e acabam descontando em algumas coisas, mas ele as ignora.