Arquivo da tag: Nacional

Skank lança clipe de “Algo Parecido”

Skank lançou o clipe da canção “Algo Parecido”, primeiro single e uma das faixas inéditas do álbum “Os Três Primeiros”, lançado em setembro, que reúne os maiores sucessos da banda, além da segunda inédita “Beijo na Guanabara”.

Com direção assinada por Daniel Bomtempo e produção de Hanna Moura, o clipe, gravado na capital paulista, ilustra o imaginário do garoto que é presenteado por uma amiga com um relógio, logo na infância. Em questão de segundos o garoto vê sua vida passar na transição do tempo até reencontrar a garota que o presenteou.

“O clipe tem uma ternura, tem a brincadeira com o tempo, o caminhar, o futuro, o parecer e o não parecer. Tudo isso em uma visão artística do diretor”, contou Samuel Rosa.

Assim como a música, o clipe é delicado e ganha elementos lúdicos representados pelo superpoder que o protagonista demonstra ao fazer os elementos à sua volta se movimentarem, como os pássaros em sua infância e os prédios em meio à Avenida Paulista.

Algo Parecido”, que hoje ocupa as primeiras posições em execução nas rádios de todo o país, estreou no Top 200 do Spotify e alavancou em 28% o número de ouvintes mensais da banda na plataforma.

Parceria entre Senado Federal e Social Comics disponibiliza gratuitamente os primeiros quadrinhos brasileiros

O Guarani, Nhô-Quim e O Tico-Tico já estão disponíveis na plataforma como parte do projeto do Senado Federal de resgate histórico e popularização de obras clássicas

Desde 2002, o Senado Federal passou a disponibilizar ao público conteúdos digitais de obras clássicas que constituem referência histórica e auxiliem os leitores a conhecerem melhor o Brasil. Agora, com o objetivo de popularizar ainda mais esse acesso, o Órgão anuncia parceria com o Social Comics para leitura online dos primeiros quadrinhos brasileiros, que fazem parte de seu acervo editorial. Com isso, os clássicos O Guarani, Nhô-Quim e O Tico-Tico podem ser lidos gratuitamente por todos os usuários do aplicativo, até mesmo os não assinantes.

Guarani.jpg
HQs nacionais estão disponíveis na Social Comics. (Foto: Divulgação)

A versão em quadrinhos do romance O Guarani, de José de Alencar, foi publicada originalmente em 1937 e recebeu ilustrações do historiador de arte F. Acquarone. No Social Comics, os leitores têm acesso ao volume 235 com 122 páginas.

Já Nhô-Quim é considerada a primeira HQ brasileira e uma das antigas do mundo. Foi publicada na revista Vida Fluminense em 30 de janeiro de 1869 e contava as aventuras de um caipira vivendo na cidade grande. As histórias eram divididas em capítulos nas páginas centrais da revista e o Senado recuperou alguns desses conteúdos que agora estão disponíveis no Social Comics.

O Tico-Tico foi a revista responsável pela publicação do primeiro herói nacional dos quadrinhos infantis, o Juquinha, no dia 14 de fevereiro de 1906. Seu idealizador, José Carlos de Brito e Cunha, o J. Carlos, também foi o criador do primeiro afro-brasileiro dos quadrinhos, o Giby, companheiro do Juquinha. De tão marcante, o nome virou sinônimo de revista em quadrinhos no Brasil. Com pesquisa e texto de Athos Eichler Cardoso, o Conselho Editorial do Senado lançou o livro “Memórias d’O Tico-Tico – Juquinha, Giby e Miss Schocking”, que reúne as primeiras experiências gráficas de J. Carlos (1884-1950) na revista. A publicação contou com projeto gráfico e capa de Josias Wanzeller da Silva, que retocou todas as imagens e trabalhou também na restauração e diagramação da obra que entra agora no catálogo da plataforma de streaming de quadrinhos.

Universal TV estreia 2ª temporada da série nacional Rotas do Ódio

Nos novos episódios da série, delegada Carolina continua sua luta pela justiça contra a Falange Branca

Universal TV estreia no dia 30 de setembrodomingoàs 23h, a segunda temporada de “Rotas do Ódio”, série que acompanha os desafios de uma delegacia especializada no combate aos crimes de ódio. O drama é uma coprodução entre Panorâmica, Modo Operante e NBCUniversal International Distribution.

No episódio inédito do novo ano da série, a delegada Carolina (Mayana Neiva) e sua equipe continuam a investigação no caso da morte de Jaqueline (Pathy Dejesus). Os policiais estão cada vez mais perto de conseguir colocar Jason (André Bankoff) atrás das grades, e contam com a ajuda de Jimmy (Michel Joelsas) para obter sucesso no caso.

346484_827741_5_web_.png
Segunda temporada de “Rotas de Ódio” estreia no próximo domingo. (Foto: Divulgação)

A temporada terá cinco episódios e traz no elenco os atores Mayana Neiva, Antonio Saboia, André Bankoff, Rafael Losso, Michel Joelsas, Pathy Dejesus, Renata Peron, Marat Descartes, Naruna Costa, Teka Romualdo, Eduardo Semerjian, Charles Fricks, Philipp Lavra e Giovanni Gallo.

O roteiro da série é assinado por Susanna Lira, também criadora e diretora da série, Marco Borges e Bruno Passeri. Márcio Schoenardie também está à frente da direção, ao lado de Susanna. A produção contou com a consultoria de texto de Barry Schkolnick, conceituado roteirista americano, com passagem prévia pelas famosas séries “The Good Wife” e “Law & Order”.

Sobre os personagens

Carolina Ramalho Chagas (Mayana Neiva)

A vida da delegada Carolina Ramalho Chagas sempre foi marcada pela dificuldade, mas a obstinação e a perseverança são características que a acompanham desde a infância. Filha de imigrantes nordestinos que vieram para São Paulo em busca de uma vida melhor, Carolina estudou em escolas públicas da periferia, onde sempre se destacou. Com muita dificuldade, conseguiu entrar para uma das melhores universidades do país onde cursou a tradicional cadeira de Direito.

Julio Pedrazza (Antonio Saboia)

O chefe de operações Julio Pedrazza começou na polícia como psicólogo em presídios atendendo aos internos. A dura experiência junto aos detentos o levou ao alcoolismo, o que gerou o afastamento de sua família. Passou então a atuar na DECRADI e, ao lado da delegada Carolina, trabalha incansavelmente para combater crimes ao mesmo tempo que luta com seus próprios problemas.

Gustavo Zooter/Jason (André Bankoff)

O líder da gangue Falange Branca, Gustavo Zooter é um homem agressivo, prepotente, misógino e perverso. Filho de um rico advogado paulistano, Gustavo poderia ter escolhido ser o que quisesse da vida. Escolheu ser o líder e fundador da Falange Branca, que se tornou a mais perigosa organização neonazista do país e alvo central das investigações da DECRADI.

Capitão (Rafael Losso)

Wilson Souza, o Capitão, é braço-direito de Gustavo e tem planos escusos e diferentes de seu líder. O desejo de transformar a Falange em um negócio rentável causa profundas diferenças ideológicas dentro do grupo, gerando conflitos e traições.

Dime (Michel Joelsas)

Pedro Nabuco, o Dime, é o novato da gangue. Apesar de contar com uma vida estruturada, acaba se envolvendo com o grupo de Jason. Mas a delegada Carolina não poupará esforços para salvar sua vida e tirá-lo desta gangue.

BOOMERANG estreia primeira produção nacional em maio

Zuzubalândia, criada por Mariana Caltabiano, vai ao ar dia 25 de maio, a partir das 18h

BOOMERANG estreia a sua primeira produção original brasileira: Zuzubalândia, no dia  25 de maio, a partir das 18h. Criada por Mariana Caltabiano e inspirada no livro Jujubalândia, a animação conta a história de uma abelha chamada Zuzu, que vive em um reino onde tudo é feito de comida. A série aborda de modo divertido e sutil a importância de manter o equilíbrio não só na alimentação, mas em tudo.

zuzu_04_quarto.jpg
Zuzubalândia estreia dia 25 de maio. (Foto: Divulgação)

A primeira temporada terá 7 episódios de 7 minutos. Cada um traz muito humor e um visual único, com cores vibrantes e muita diversão.

Zuzubalândia vai ao ar no dia 25 de maio, a partir das 18h, no BOOMERANG!

Le Chevalier chega aos quadrinhos pela AVEC Editora

lechevalier_capa_divulgacao_sofrente_baixaNo apagar das luzes de 2016, a AVEC Editora coloca no mercado mais uma obra de quadrinhos nacional, desta vez trazendo de volta Le Chevalier, que estrelou um dos romances de steampunk da literatura fantástica nacional. O escritor A.Z. Cordenonsi retorna como roteirista em Le Chevalier: Arquivos Secretos vol. 1 (64 páginas coloridas, 21×28 cm, preço sugerido: R$ 39,90), ao lado do ilustrador Fred Rubim, responsável pela arte do álbum O Coração do Cão Negro, um dos maiores sucessos de público e crítica da editora.

O editor Artur Vecchi explica que as tramas contadas na HQ seguem o mesmo tom do romance, agora atrelado ao dinamismo que só a narrativa em quadrinhos é capaz de conferir a uma obra impressa. “Esta volta de Le Chevalier é um prato cheio tanto para os fãs de quadrinhos quanto para quem vem da literatura fantástica, tendo lido ou não o livro que lançamos em 2015. O álbum tem potencial para agradar todo e qualquer fã de histórias com ação e espionagem, ser steampunk é o detalhe que deixa tudo mais divertido”, revela.

Lançamento Le Chevalier: Arquivos Secretos vol. 1 pode ser adquirido através do site da AVEC (http://www.avecstore.com.br/) e em breve estará nas principais redes de livrarias do país. O lançamento oficial ocorreu na Comic Con Experience 2016, realizada em São Paulo.

Prelúdio

As histórias apresentadas em Le Chevalier: Arquivos Secretos vol. 1 podem ser lidas mesmo por quem ainda não teve a oportunidade de conhecer o seu romance de estreia Le Chevalier e a Exposição Universal. O roteirista A.Z. Cordenonsi apresenta agora aventuras do personagem situadas em um período anterior ao mostrado no livro.

As aventuras

Em Le Chevalier: Arquivos Secretos vol. 1, a França lidera a Revolução Industrial em um mundo steampunk e o espião Chevalier é o principal agente do Bureau Central de Inteligência e Operações, protegendo o Império Francês contra seus inimigos. Nas duas histórias recheadas de aventura, espionagem e reviravoltas deste volume, Chevalier e Persa, seu desbocado companheiro, precisam capturar um assassino em série e desbaratar uma conspiração que ameaça todo o delicado equilíbrio político.

DIVULGADO CARTAZ DE “VIDAS PARTIDAS”, FILME DE MARCOS SCHECHTMAN

O longa-metragem tem lançamento nacional previsto para o dia 4 de agosto

A Europa Filmes acaba de divulgar o cartaz de “Vidas Partidas”, filme do diretor Marcos Schechtman. Protagonizado pelos atores Domingos Montagner e Naura Schneider, o longa-metragem de ficção é livremente inspirado nas alarmantes estatísticas de crimes praticados contra a mulher no Brasil e no mundo. O lançamento nacional está previsto para o dia 4 de agosto.

"Vidas Partidas" ganha cartaz. (Foto: Divulgação)
“Vidas Partidas” ganha cartaz. (Foto: Divulgação)

Na história, Graça (Naura Schneider) e Raul (Domingos Montagner) são um casal apaixonado que vive cenas românticas capazes de acabar com quaisquer dúvidas sobre seu amor. Porém, como na maioria dos casos de violência, o problema está escondido atrás dessa falsa felicidade. Graça é uma biomédica bem-sucedida, mãe de duas filhas, vítima de um crime de violência doméstica no Brasil dos anos 80. Raul, seu marido, é um homem sedutor que, por ciúme, transforma-se em algoz. A relação ardente e passional entre o casal começa a desmoronar quando ele fica desempregado enquanto ela avança em sua carreira. Preocupada com a situação, ela pede ajuda ao ex-marido, que, secretamente, indica Raul a uma vaga de professor na Universidade. Quando Raul começa a se reerguer financeiramente e se igualar à mulher, ele descobre de onde veio o emprego, o que o torna gradativamente agressivo. As cenas de ciúmes são frequentes e começam as agressões físicas e psicológicas.

Diamond Films Brasil anuncia data de estreia do filme “Pequeno Segredo”, sua primeira produção nacional

Baseado na história real de Kat Schurmann, que também inspirou o best-seller homônimo de Heloísa Schurmann, o longa traz Júlia Lemmertz, Marcello Antony, Maria Flor e a estreante Mariana Goulart no elenco principal

Pequeno Segredo (Little Secret, Brasil/Nova Zelândia, 2016), primeiro filme nacional da Diamond Films Brasil, chega aos cinemas de todo o País no dia 10 de novembro. Dirigido por David Schurmann (O Mundo em Duas Voltas), o longa metragem de ficção também tem previsão de lançamento em toda a América Latina.

Baseado na história real de Kat Schurmann, que também inspirou o best-seller homônimo de Heloísa Schurmann, Pequeno Segredo mostra a força do amor no destino das pessoas. O roteiro de Marcos Bernstein, responsável por sucessos como Central do Brasil, Chico Xavier eFaroeste Caboclo, trouxe ao longa-metragem delicadeza às histórias de três mulheres, de diferentes culturas e origens, que se cruzam com a chegada ao mundo da encantadora Kat.

"Pequeno Segredo" estreia dia 10 de novembro. (Foto: Divulgação)
“Pequeno Segredo” estreia dia 10 de novembro. (Foto: Divulgação)

“Em todas as exibições, no Brasil e no exterior, a primorosa atuação  – associada a qualidade do roteiro e produção – tem revelado que o filme é capaz de emocionar públicos de diferentes nacionalidades”, comenta David Schurmann.

Além da estreante Mariana Goulart, que promete ser a grande revelação do filme interpretando Kat Schurmann, fazem parte do elenco principal de Pequeno Segredo: Júlia Lemmertz (Amor?, Meu Nome não é Johnny) e Marcello Antony (O Xangô de Baker Street, A Partilha) como o casal Heloísa e Vilfredo Schurmann,  Maria Flor (Xingu, 360), como a sonhadora Jeanne e mãe biológica de Kat.

O filme conta também com a grande participação da irlandesa Fionnula Flanagan (Transamerica, Os Outros, Sim Senhor, Lost), que brilha como Bárbara, mãe de Robert, o pai biológico de Kat, interpretado pelo neozelandês Erroll Shand (Meu Monstro de Estimação).

Pequeno Segredo é uma coprodução da Schurmann Filmes, liderada por Vilfredo e David Schurmann, diretor e idealizador do filme, com a Ocean Films, que tem à frente João Roni, produtor de filmes documentários, publicitários e séries para TV. A produção tem trilha sonora de Antonio Pinto, que assinou a trilha do filme vencedor do Oscar em 2016, Amy, além das produções Serra Pelada, Colateral e O Senhor das Armas.

Entre os talentos nacionais e internacionais que participam da produção, destacam-se ainda a diretora de arte Brigitte Broch (Babel, 21 Gramas), vencedora do Oscar por seu trabalho emMoulin Rouge – Amor em Vermelho, e o diretor de fotografia Inti Briones, vencedor do Festival de Veneza por Las Niñas Quispe, responsável pela fotografia de To Kill a Man (grande prêmio do Júri em Sundance) e apontado pela revista Variety como um dos dez profissionais do setor que merecem atenção mundial.

DENISE FRAGA E DOMINGOS MONTAGNER SÃO DESTAQUES NO PÔSTER DO LONGA DE ONDE EU TE VEJO

Com direção de Luiz Villaça, longa tem estreia marcada para 7 de abril

A Warner Bros. Pictures divulga o pôster do novo longa do diretor Luiz Villaça (“O Contador de Histórias”) De Onde Eu Te Vejo, uma comédia romântica protagonizada por Denise Fraga (“As Melhores Coisas do Mundo”, série de TV “Retrato Falado”) e Domingos Montagner (“Gonzaga – De Pai Para Filho”). A imagem (anexa) destaca os personagens principais Fábio e Ana Lúcia.

Pôster o filme "De Onde Eu Te Vejo". (Foto: Divulgação)
Pôster o filme “De Onde Eu Te Vejo”. (Foto: Divulgação)

De Onde Eu Te Vejo conta a história de amor de um casal através de sua separação. Em meio a uma São Paulo em constante mudança e efervescência cultural, Ana Lúcia (Denise) e Fábio (Domingos) se separam após 20 anos de casamento e ele passa a viver no apartamento do outro lado da rua.

Eles terão que aprender a viver a nova realidade – a separação, a crise no trabalho e a mudança de cidade da filha – e perceberão que no meio da confusão da vida moderna é possível reinventar uma nova forma de amar.

Completando o elenco do filme estão Marisa Orth, Juca de Oliveira, Laura Cardoso, Fúlvio Stefanini, Marcelo Airoldi, Laila Zaid e Manoela Aliperti.

O longa tem direção de Luiz Villaça, realizador de filmes como “O Contador de Histórias”, “Cristina Quer Casar” e “Por Trás do Pano”, além da série de TV “Retrato Falado”. O roteiro é de Leonardo Moreira e Rafael Gomes.

De Onde Eu Te Vejo é uma produção da BossaNovaFilms e uma coprodução da Globo Filmes e Warner Bros. Pictures, que também é responsável pela distribuição do longa com estreia prevista para 7 de abril de 2016.

DIVULGADO O TRAILER DE “EM NOME DA LEI”, FILME DE SERGIO REZENDE COM MATEUS SOLANO E PAOLLA OLIVEIRA

Longa conta a história de um juiz federal obstinado em fazer justiça, que enfrenta a máfia brasileira e a corrupção do poder públicoAcaba de ser divulgado o trailer do eletrizante “Em nome da lei”, do diretor Sergio Rezende, com Mateus Solano e Paolla Oliveira. Inspirado em fatos reais, o filme revela a história de um jovem juiz federal obstinado em fazer justiça na fronteira do Brasil com o Paraguai. Coragem e determinação permeiam a jornada do idealista Vitor (Mateus Solano) na missão heroica e sem precedentes de desmantelar o sólido esquema de contrabando e tráfico de drogas chefiado por Gomez (Chico Diaz). O filme acende a discussão sobre ética e moral em todas as esferas da sociedade e sobre o papel da imprensa, que ajuda a desvendar os grandes esquemas de corrupção que imperam no Brasil.

Vitor torna-se um símbolo na luta pela justiça quando arrisca a vida ao mandar prender criminosos e confiscar bilhões de reais da máfia que impera há décadas na região com a conivência do poder público. Para isso, ele conta com a ajuda da procuradora Alice (Paolla Oliveira) e do policial federal Elton (Eduardo Galvão). Emilio Dantas e Silvio Guindane também estão no elenco, no papel dos bandidos Hermano e Cebolinha. Filmado em março e abril de 2015, em Dourados (MS), o longa-metragem – produzido por Mariza Leão e Erica Iootty – chega aos cinemas no dia 21 de abril, com coprodução da Globo Filmes e distribuição da Fox Filmes.