Arquivo da tag: Nacional

KAYKY, APOSTA DO POP NACIONAL, COMEÇA 2020 COM “QUE FALSA”, MAIS UM LANÇAMENTO QUE PROMETE AGITAR ESSE INÍCIO DE ANO

(Foto: Divulgação)

Single já disponível nas plataformas digitais e chega acompanhado de videoclipe

O baiano Kayky, aposta brasileira no cenário pop, já começa o ano com o pé direito e mais um lançamento 100% autoral para conta: o hit “Que falsa”, que promete agitar o Verão. A música chega ao público nesta sexta-feira, dia 31 de janeiro, em todas as plataformas digitais – um lançamento em parceria com a Warner Music Brasil.
 
A faixa também vem acompanhada do clipe, gravado no Rio de Janeiro, sob a batuta conceitual de Mateus Rigola. O vídeo apresenta Kayky em plano único, soltando a voz e a inspiração ao microfone.
Além das tomadas com o músico, a produção contará com a interação de um corpo de ballet coreografado, luzes diretas e mudança de cor.
 
Ao longo da música, as bailarinas, que irão representar diferentes personalidades, entrarão em cena junto ao cantor, com performances individuais, luzes e cores também diferenciadas, marcando o clima de cada parte da música e dando o tom da letra e sensualidade do novo hit.

“É muito bom poder começar 2020 e já lançar essa música, que, para mim, é muito especial. Apesar de gostar muito de escrever, meu sonho sempre foi ser cantor, estar nos palcos. É o meu lugar. Estou muito feliz e realizado em lançar novos sons. Quero fazer shows e conquistar, a cada dia, ainda mais espaço no mercado”, conta Kayky. 

KELLY KEY LANÇA CLIPE DE “AUMENTA O SOM”

Primeira inédita do retorno triunfal, marcado pelo lançamento do EP “Do Jeito Delas”, ganha registro dançante e coreografado

Kelly Key lança o seu novo clipe de “Aumenta o Som”, uma composição de Jefferson Junior, Donato e Umberto Tavares, com direção João Monteiro. Fruto do novo EP, “Do Jeito Delas” que marca o retorno da artista ao cenário fonográfico.

“Eu tô muito feliz com o resultado do videoclipe, assim como todo este meu recomeço na música. Eu me cerquei de pessoas que acreditam no meu trabalho e que têm uma competência absurda na área, me cerquei de pessoas boas e partir pra frente. Este clipe marca um momento muito importante, não só da minha carreira, como da minha vida pessoal. Eu acho que tudo se cruza, é tudo a mesma coisa e estou completa”, celebra Kelly sobre mais esta estreia.

O videoclipe traz Kelly com uma nova roupagem, trazendo à tona o empoderamento precursor da cantora nas letras e danças da artista. Com cenários modernos e figurinos assinados por Gabriel Fernandes que, no registro, mostram a cantora como uma mulher independente, segura e sem medo de ousar, misturando elegância e sensualidade. Fica o convite: “Aumenta o Som” que a precursora do pop voltou!

Referência ao álbum de 2003, “Do Meu Jeito”, segundo projeto da carreira de Kelly, o novo EP brinda o atual momento do pop, como a própria artista diz, ao trazer quatro faixas, sendo três regravações de sucessos: “É Ou Não Pra Chorar (Por Causa de Você)”“Pegue e Puxe” e “Só Quero Ficar”, que ficam ainda mais especiais com as participações das referências do pop Cynthia LuzPocah e Preta Gil, respectivamente.

“Do Jeito Delas” é a primeira amostra da artista nesta reestreia no cenário. O EP que foi lançado no dia 08 de novembro, irá compor um álbum completo, com outras participações, e deve chegar em breve a todas as plataformas digitais. “O EP vem pra aquecer o público, é uma amostra do que estamos programando para o álbum e é, justamente, para brindar o que tivemos nos anos 2000, reunindo algumas das artistas que contribuem enormemente para o movimento pop”, finaliza a cantora.

Kelly Key, além de ser hoje em dia também uma sensação do Instagram, foi descoberta pela Warner Music Brasil em 2001 e contabiliza mais de 2 milhões de discos vendidos, tendo aberto caminhos para a música pop no Brasil.

Omelete lança seu primeiro selo de quadrinhos

Selo digital do Omelete. (Foto: Divulgação)

Bruttal tem uma plataforma digital com acesso grátis e vai abrigar histórias inéditas a partir de hoje (18/11). Álbum de luxo será lançado durante a CCXP com a presença dos artistas

Ao longo dos últimos 20 anos, o Omelete vem se dedicando a analisar e divulgar HQs para levar informação aos seus milhões de leitores. Agora, todo conhecimento será usado para oferecer ao público um conteúdo qualificado a partir da plataforma Bruttal (https://www.omelete.com.br/bruttal) – dedicada a reunir histórias recheadas de ação, aventura, mistério e humor. Lançado hoje, dia 18 de novembro, o selo nasce da parceria entre o Omelete Originals, uma área dedicada à criação de conteúdos autorais, e os artistas Felipe Portugal, Raoni Marqs, Thiago Martins e Yuri Moraes.

A nova plataforma é gratuita e vai oferecer leitura otimizada para celulares e dispositivos móveis. Semanalmente, o leitor encontrará na Bruttal capítulos inéditos das quatro HQs que compõem a primeira temporada de histórias: Ba-da Bacon, de Raoni Marqs; Charlote Blues, de Felipe Portugal; Johnny Canivete, de Thiago Moraes Martins; e Venha a Nós o Vosso Reino, de Yuri Moraes.

Além da versão digital, as HQs da Bruttal também serão publicadas em um álbum de luxo. O lançamento exclusivo acontece na CCXP19, maior festival de cultura pop do planeta, realizado entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Os artistas terão uma mesa no Artists’ Alley, na qual poderão conversar com os fãs que quiserem adquirir a edição especial e aproveitar para garantir seus autógrafos. 

Sobre as histórias e os autores

Ba-da Bacon conta a história de Gio Gianopoulos, um cara folgado e briguento que recebe um mapa e a missão de encontrar um Bacon Mágico — um bacon tão delicioso e único que todo mundo quer encontrar. Para conseguir chegar a seu objetivo, Gio terá que enfrentar chefs de cozinha, chapeiros descontrolados, cozinheiros falidos, motoqueiros selvagens, vendedores de trufa e capangas da indústria alimentícia. Tudo porque o pai dele, já no bico do corvo, não quer morrer comendo gelatina de hospital.

Raoni Marqs, escritor e desenhista de Ba-da Bacon, estudou cinema e trabalha desenhando storyboards e escrevendo roteiros para séries como Irmão do Jorel, no Cartoon Network. Escreveu e desenhou mais de 500 páginas de quadrinhos, incluindo histórias sobre cavaleiros entregadores de pizza, cachorros padeiros que sonham em lutar boxe e samurais que jogam tênis. Escreveu o livro Como Escrever Histórias, que deu origem a uma série de vídeos para o YouTube sobre técnicas e teorias de escrita.

**

Charlote Blues conta a história da personagem homônima, que já foi a melhor detetive da corporação, mas agora é só uma sombra do seu passado. Enfrentando uma depressão e uma rotina monótona ao lado de seu parceiro de trabalho, Quasímodo, ela é acionada para investigar um estranho caso de desaparecimentos em massa em sua cidade e terá a oportunidade de retornar à velha forma. Será que Charlote conseguirá provar seu valor?

Felipe Portugal, autor e desenhista de Charlote Blues, faz quadrinhos para internet desde 2011. Já publicou em revistas independentes como a antologia Libre! (2013), além das graphic novels Espiga (2015) e Granizo (2017), pela Ugra Press. 

**

Johnny Canivete é o último justiceiro de aluguel da família Canivete. Conhecidos pelo uso de armas brancas em seus serviços, filho e pai são surpreendidos e derrotados em uma missão pelas justiceiras estreantes Fadas de Botas. Johnny perde sua mão direita e seu pai durante o combate. Em busca de vingança contra as Fadas, JC adapta as mais diversas lâminas a seu punho e se torna um verdadeiro canivete humano. 

Thiago Moraes Martins, autor, escritor e desenhista por trás de Johnny Canivete, começou sua carreira na MTV Brasil, onde criou, dirigiu e animou séries que fizeram história na animação brasileira como Fudêncio e Seus AmigosMegaligaThe JorgesInfortúnio com a Funérea, entre outras. Como quadrinista, publicou em 2016, A Sereia de Mongaguá, pela editora Veneta. Atualmente faz direção, direção de arte e design de personagens da série que cocriou chamada, Gigablaster, exibida diariamente no canal Gloob. 

**

Venha a Nós o Vosso Reino: Após centenas de anos de tédio, o tirânico ditador da maior nação do continente Zaxxar, Deus Rei Lixo, trancou-se em seu escritório real para escrever uma biografia de aventuras do seu personagem televisivo favorito, Beto Royale. Enquanto tenta se dedicar à arte da escrita, Deus Rei Lixo sofre um golpe de estado e é destronado. Além de começar uma vida civil completamente diferente da qual estava acostumado, Deus Rei Lixo terá que lidar com seu polêmico passado, enfrentar seus sanguinários desafetos e causar guerras entre reinos para, quem sabe, vencer seu bloqueio criativo.

Yuri Moraes, escritor e ilustrador de Venha a Nós o Vosso Reino, trabalhou como roteirista e diretor de segmentos em programas como The NoiteFuro MTVCasseta & PlanetaVMBHermes & Renato e Comédia MTV. É criador/integrante do canal Os Megafodas e do grupo humorístico Gangbang, que produziu esquetes para a MTV Brasil entre 2009 e 2011. Como quadrinista, lançou dois livros: Garoto Mickey (2011), pela Dobra Editorial, e Wasteland Scumfucks: Terra do Demônio (2017), pela Editora Veneta.

KELLY KEY FAZ RETORNO TRIUNFAL À MÚSICA COM NOVO EP

(Foto: Divulgação)

“Do Jeito Delas”, com três releituras de sucessos da carreira e uma inédita reúne as participações especiais de Cynthia Luz, Preta Gil e Pocah

Depois de assinar contrato com a Warner Music Brasil em dezembro de 2018, Kelly Key, considerada uma das grandes precursoras do pop nacional, dedicou quase um ano ao projeto de volta ao cenário fonográfico. Nesta sexta-feira, dia 08 de novembro, chega a todas as plataformas digitais, o primeiro EP desta nova fase, “Do Jeito Delas”.

Referência ao álbum de 2003, “Do Meu Jeito”, segundo projeto da carreira de Kelly, o novo EP brinda o atual momento do pop, como a própria artista diz, ao trazer quatro faixas, sendo três regravações de sucessos: “É Ou Não Pra Chorar (Por Causa de Você)”“Pegue e Puxe” e “Só Quero Ficar”, que ficam ainda mais especiais com as participações das referências do pop Cynthia LuzPocah e Preta Gil, respectivamente.

“Estou muito feliz por estar de voltar e poder celebrar este momento incrível que vive o pop. Estar na música e poder cantar com meninas tão incríveis é uma realização grande e mais do que eu poderia pensar para este recomeço”, comenta Kelly.

O projeto fica completo com a inédita e faixa de trabalho “Aumenta o Som”, uma composição de Jefferson Junior, Donato e Umberto Tavares – parceiro de longa data da cantora, com quem trabalhou nos anos 2000, e que produziu a faixa e também o EP todo ao lado do Mãozinha. O clipe do novo single está com o lançamento previsto para o próximo dia 11 de novembro.

“Do Jeito Delas” é a primeira amostra da artista nesta reestreia no cenário. O EP, já disponível em todas as plataformas digitais, irá compor um álbum completo, com outras participações, e deve chegar em breve para o público. “O EP vem pra aquecer o público, é uma amostra do que estamos programando para o álbum e é, justamente, para brindar o que tivemos nos anos 2000, reunindo algumas das artistas que contribuem enormemente para o movimento pop”, finaliza a cantora.

Skank lança clipe de “Algo Parecido”

Skank lançou o clipe da canção “Algo Parecido”, primeiro single e uma das faixas inéditas do álbum “Os Três Primeiros”, lançado em setembro, que reúne os maiores sucessos da banda, além da segunda inédita “Beijo na Guanabara”.

Com direção assinada por Daniel Bomtempo e produção de Hanna Moura, o clipe, gravado na capital paulista, ilustra o imaginário do garoto que é presenteado por uma amiga com um relógio, logo na infância. Em questão de segundos o garoto vê sua vida passar na transição do tempo até reencontrar a garota que o presenteou.

“O clipe tem uma ternura, tem a brincadeira com o tempo, o caminhar, o futuro, o parecer e o não parecer. Tudo isso em uma visão artística do diretor”, contou Samuel Rosa.

Assim como a música, o clipe é delicado e ganha elementos lúdicos representados pelo superpoder que o protagonista demonstra ao fazer os elementos à sua volta se movimentarem, como os pássaros em sua infância e os prédios em meio à Avenida Paulista.

Algo Parecido”, que hoje ocupa as primeiras posições em execução nas rádios de todo o país, estreou no Top 200 do Spotify e alavancou em 28% o número de ouvintes mensais da banda na plataforma.

Parceria entre Senado Federal e Social Comics disponibiliza gratuitamente os primeiros quadrinhos brasileiros

O Guarani, Nhô-Quim e O Tico-Tico já estão disponíveis na plataforma como parte do projeto do Senado Federal de resgate histórico e popularização de obras clássicas

Desde 2002, o Senado Federal passou a disponibilizar ao público conteúdos digitais de obras clássicas que constituem referência histórica e auxiliem os leitores a conhecerem melhor o Brasil. Agora, com o objetivo de popularizar ainda mais esse acesso, o Órgão anuncia parceria com o Social Comics para leitura online dos primeiros quadrinhos brasileiros, que fazem parte de seu acervo editorial. Com isso, os clássicos O Guarani, Nhô-Quim e O Tico-Tico podem ser lidos gratuitamente por todos os usuários do aplicativo, até mesmo os não assinantes.

Guarani.jpg
HQs nacionais estão disponíveis na Social Comics. (Foto: Divulgação)

A versão em quadrinhos do romance O Guarani, de José de Alencar, foi publicada originalmente em 1937 e recebeu ilustrações do historiador de arte F. Acquarone. No Social Comics, os leitores têm acesso ao volume 235 com 122 páginas.

Já Nhô-Quim é considerada a primeira HQ brasileira e uma das antigas do mundo. Foi publicada na revista Vida Fluminense em 30 de janeiro de 1869 e contava as aventuras de um caipira vivendo na cidade grande. As histórias eram divididas em capítulos nas páginas centrais da revista e o Senado recuperou alguns desses conteúdos que agora estão disponíveis no Social Comics.

O Tico-Tico foi a revista responsável pela publicação do primeiro herói nacional dos quadrinhos infantis, o Juquinha, no dia 14 de fevereiro de 1906. Seu idealizador, José Carlos de Brito e Cunha, o J. Carlos, também foi o criador do primeiro afro-brasileiro dos quadrinhos, o Giby, companheiro do Juquinha. De tão marcante, o nome virou sinônimo de revista em quadrinhos no Brasil. Com pesquisa e texto de Athos Eichler Cardoso, o Conselho Editorial do Senado lançou o livro “Memórias d’O Tico-Tico – Juquinha, Giby e Miss Schocking”, que reúne as primeiras experiências gráficas de J. Carlos (1884-1950) na revista. A publicação contou com projeto gráfico e capa de Josias Wanzeller da Silva, que retocou todas as imagens e trabalhou também na restauração e diagramação da obra que entra agora no catálogo da plataforma de streaming de quadrinhos.

Universal TV estreia 2ª temporada da série nacional Rotas do Ódio

Nos novos episódios da série, delegada Carolina continua sua luta pela justiça contra a Falange Branca

Universal TV estreia no dia 30 de setembrodomingoàs 23h, a segunda temporada de “Rotas do Ódio”, série que acompanha os desafios de uma delegacia especializada no combate aos crimes de ódio. O drama é uma coprodução entre Panorâmica, Modo Operante e NBCUniversal International Distribution.

No episódio inédito do novo ano da série, a delegada Carolina (Mayana Neiva) e sua equipe continuam a investigação no caso da morte de Jaqueline (Pathy Dejesus). Os policiais estão cada vez mais perto de conseguir colocar Jason (André Bankoff) atrás das grades, e contam com a ajuda de Jimmy (Michel Joelsas) para obter sucesso no caso.

346484_827741_5_web_.png
Segunda temporada de “Rotas de Ódio” estreia no próximo domingo. (Foto: Divulgação)

A temporada terá cinco episódios e traz no elenco os atores Mayana Neiva, Antonio Saboia, André Bankoff, Rafael Losso, Michel Joelsas, Pathy Dejesus, Renata Peron, Marat Descartes, Naruna Costa, Teka Romualdo, Eduardo Semerjian, Charles Fricks, Philipp Lavra e Giovanni Gallo.

O roteiro da série é assinado por Susanna Lira, também criadora e diretora da série, Marco Borges e Bruno Passeri. Márcio Schoenardie também está à frente da direção, ao lado de Susanna. A produção contou com a consultoria de texto de Barry Schkolnick, conceituado roteirista americano, com passagem prévia pelas famosas séries “The Good Wife” e “Law & Order”.

Sobre os personagens

Carolina Ramalho Chagas (Mayana Neiva)

A vida da delegada Carolina Ramalho Chagas sempre foi marcada pela dificuldade, mas a obstinação e a perseverança são características que a acompanham desde a infância. Filha de imigrantes nordestinos que vieram para São Paulo em busca de uma vida melhor, Carolina estudou em escolas públicas da periferia, onde sempre se destacou. Com muita dificuldade, conseguiu entrar para uma das melhores universidades do país onde cursou a tradicional cadeira de Direito.

Julio Pedrazza (Antonio Saboia)

O chefe de operações Julio Pedrazza começou na polícia como psicólogo em presídios atendendo aos internos. A dura experiência junto aos detentos o levou ao alcoolismo, o que gerou o afastamento de sua família. Passou então a atuar na DECRADI e, ao lado da delegada Carolina, trabalha incansavelmente para combater crimes ao mesmo tempo que luta com seus próprios problemas.

Gustavo Zooter/Jason (André Bankoff)

O líder da gangue Falange Branca, Gustavo Zooter é um homem agressivo, prepotente, misógino e perverso. Filho de um rico advogado paulistano, Gustavo poderia ter escolhido ser o que quisesse da vida. Escolheu ser o líder e fundador da Falange Branca, que se tornou a mais perigosa organização neonazista do país e alvo central das investigações da DECRADI.

Capitão (Rafael Losso)

Wilson Souza, o Capitão, é braço-direito de Gustavo e tem planos escusos e diferentes de seu líder. O desejo de transformar a Falange em um negócio rentável causa profundas diferenças ideológicas dentro do grupo, gerando conflitos e traições.

Dime (Michel Joelsas)

Pedro Nabuco, o Dime, é o novato da gangue. Apesar de contar com uma vida estruturada, acaba se envolvendo com o grupo de Jason. Mas a delegada Carolina não poupará esforços para salvar sua vida e tirá-lo desta gangue.

BOOMERANG estreia primeira produção nacional em maio

Zuzubalândia, criada por Mariana Caltabiano, vai ao ar dia 25 de maio, a partir das 18h

BOOMERANG estreia a sua primeira produção original brasileira: Zuzubalândia, no dia  25 de maio, a partir das 18h. Criada por Mariana Caltabiano e inspirada no livro Jujubalândia, a animação conta a história de uma abelha chamada Zuzu, que vive em um reino onde tudo é feito de comida. A série aborda de modo divertido e sutil a importância de manter o equilíbrio não só na alimentação, mas em tudo.

zuzu_04_quarto.jpg
Zuzubalândia estreia dia 25 de maio. (Foto: Divulgação)

A primeira temporada terá 7 episódios de 7 minutos. Cada um traz muito humor e um visual único, com cores vibrantes e muita diversão.

Zuzubalândia vai ao ar no dia 25 de maio, a partir das 18h, no BOOMERANG!

Le Chevalier chega aos quadrinhos pela AVEC Editora

lechevalier_capa_divulgacao_sofrente_baixaNo apagar das luzes de 2016, a AVEC Editora coloca no mercado mais uma obra de quadrinhos nacional, desta vez trazendo de volta Le Chevalier, que estrelou um dos romances de steampunk da literatura fantástica nacional. O escritor A.Z. Cordenonsi retorna como roteirista em Le Chevalier: Arquivos Secretos vol. 1 (64 páginas coloridas, 21×28 cm, preço sugerido: R$ 39,90), ao lado do ilustrador Fred Rubim, responsável pela arte do álbum O Coração do Cão Negro, um dos maiores sucessos de público e crítica da editora.

O editor Artur Vecchi explica que as tramas contadas na HQ seguem o mesmo tom do romance, agora atrelado ao dinamismo que só a narrativa em quadrinhos é capaz de conferir a uma obra impressa. “Esta volta de Le Chevalier é um prato cheio tanto para os fãs de quadrinhos quanto para quem vem da literatura fantástica, tendo lido ou não o livro que lançamos em 2015. O álbum tem potencial para agradar todo e qualquer fã de histórias com ação e espionagem, ser steampunk é o detalhe que deixa tudo mais divertido”, revela.

Lançamento Le Chevalier: Arquivos Secretos vol. 1 pode ser adquirido através do site da AVEC (http://www.avecstore.com.br/) e em breve estará nas principais redes de livrarias do país. O lançamento oficial ocorreu na Comic Con Experience 2016, realizada em São Paulo.

Prelúdio

As histórias apresentadas em Le Chevalier: Arquivos Secretos vol. 1 podem ser lidas mesmo por quem ainda não teve a oportunidade de conhecer o seu romance de estreia Le Chevalier e a Exposição Universal. O roteirista A.Z. Cordenonsi apresenta agora aventuras do personagem situadas em um período anterior ao mostrado no livro.

As aventuras

Em Le Chevalier: Arquivos Secretos vol. 1, a França lidera a Revolução Industrial em um mundo steampunk e o espião Chevalier é o principal agente do Bureau Central de Inteligência e Operações, protegendo o Império Francês contra seus inimigos. Nas duas histórias recheadas de aventura, espionagem e reviravoltas deste volume, Chevalier e Persa, seu desbocado companheiro, precisam capturar um assassino em série e desbaratar uma conspiração que ameaça todo o delicado equilíbrio político.

DIVULGADO CARTAZ DE “VIDAS PARTIDAS”, FILME DE MARCOS SCHECHTMAN

O longa-metragem tem lançamento nacional previsto para o dia 4 de agosto

A Europa Filmes acaba de divulgar o cartaz de “Vidas Partidas”, filme do diretor Marcos Schechtman. Protagonizado pelos atores Domingos Montagner e Naura Schneider, o longa-metragem de ficção é livremente inspirado nas alarmantes estatísticas de crimes praticados contra a mulher no Brasil e no mundo. O lançamento nacional está previsto para o dia 4 de agosto.

"Vidas Partidas" ganha cartaz. (Foto: Divulgação)
“Vidas Partidas” ganha cartaz. (Foto: Divulgação)

Na história, Graça (Naura Schneider) e Raul (Domingos Montagner) são um casal apaixonado que vive cenas românticas capazes de acabar com quaisquer dúvidas sobre seu amor. Porém, como na maioria dos casos de violência, o problema está escondido atrás dessa falsa felicidade. Graça é uma biomédica bem-sucedida, mãe de duas filhas, vítima de um crime de violência doméstica no Brasil dos anos 80. Raul, seu marido, é um homem sedutor que, por ciúme, transforma-se em algoz. A relação ardente e passional entre o casal começa a desmoronar quando ele fica desempregado enquanto ela avança em sua carreira. Preocupada com a situação, ela pede ajuda ao ex-marido, que, secretamente, indica Raul a uma vaga de professor na Universidade. Quando Raul começa a se reerguer financeiramente e se igualar à mulher, ele descobre de onde veio o emprego, o que o torna gradativamente agressivo. As cenas de ciúmes são frequentes e começam as agressões físicas e psicológicas.