Arquivo da tag: Não Existe Amanhã

LANÇAMENTO: “Não existe amanhã”, segundo volume da trilogia que deu origem à série “Killing Eve”

No segundo volume desta sedutora trilogia de espionagem que deu origem à série Killing Eve, Villanelle e Eve se preparam para um confronto inesquecível

(Foto: divulgação)

Em um quarto de hotel em Veneza, onde acabou de concluir um assassinato de rotina, Villanelle recebe um telefonema tarde da noite.

Eve Polastri, a funcionária do governo inglês que está em seu encalço há meses, conseguiu rastrear um oficial do MI5 a serviço dos Doze e está prestes a levá-lo a interrogatório. Enquanto Eve se prepara para procurar respostas, tentando desesperadamente encaixar as peças de um terrível quebra-cabeça, Villanelle avança para o abate.

O duelo entre as duas mulheres se intensifica, assim como sua obsessão mútua, com a ação passando dos altos picos do Tirol até o coração da Rússia. Eve enfim começa a desvendar o enigma da identidade de sua adversária, e Villanelle se pega correndo riscos cada vez maiores para se aproximar da mulher que pode ser sua ruína.

Um thriller cheio de descrições chocantes e também sensuais, Não existe amanhã é brilhante ao narrar a mente psicótica de uma assassina e a caçada apaixonada de sua nêmesis, aproximando duas rivais a ponto de não saberem mais se estão uma contra a outra… ou mais unidas do que nunca. 

“Um thriller inebriante e tremendamente divertido.” — The Guardian

“Divertido, inteligente e com um humor sombrio.” — The New York Times

“Um livro cativante, que monta habilmente um desfecho em que as duas mulheres precisam desafiar seus chefes homens e as organizações por trás deles.” — The Sunday Times

“Este livro é ainda melhor que a série de TV. Inspirado em clássicos thrillers de espionagem, Luke Jennings oferece novamente um banquete ao leitor.” — The Evening Standard

LUKE JENNINGS é autor do livro de memórias Blood Knots, finalista dos prêmios Samuel Johnson e William Hill, e de diversos romances, incluindo Atlantic, finalista do Man Booker Prize. Como jornalista, já escreveu para The Observer, Vanity Fair, The New Yorker e Time. Visite seu site: lukejennings.com