Arquivo da tag: Natureza

Conheça as praias de Saint-Barthelémy

Aprecie a arte de ser Colombier, Shell Beach, Lorient e Toiny

Colombier

(Foto: Divulgação)

Localizada no bairro de Colombier, a praia é acessível apenas de barco ou através de trilha saindo de La Petite Anse ou de Colombier. A praia de Colombier tem uma das melhores vistas panoramicas da ilha. A água limpa de azul turquesa é perfeita para esnórquel (snorkeling – mergulho em águas rasas). 

Shell Beach

(Foto: Divulgação)

Talvez uma das praias mais famosas de Saint Barth por causa da sua proximidade com a capital Gustávia, são apenas 5 minutos caminhando. Mas, não é apenas a proximidade da cidade que a faz especial. Ao chegar na praia pode parecer apenas uma extensão de conchas idênticas, mas ocasionalmente pode-se encontrar de surpresa conchas raras, instigando o visitante a uma caçada por mais! Essa é uma praia única, perfeita para àqueles que estão cansados de “praia de areia branca”. 

Lorient

(Foto: Divulgação)

Os locais chamam de pequenas piscinas. É frequentada por famílias já que a área é protegida por um recife de coral, oferecendo uma segurança extra para as crianças. A outra ponta de praia é popular entre os surfistas devido as grandes ondas que entram sobre as rochas e corais. 

Toiny

(Foto: Divulgação)

Aos fãs de surfe, bem-vindos à praia de Toiny. Aqueles que amam ondas fortes e desafiadoras, essa é praia ideal na ilha. Visto isso, o nado e mergulho não são propícios. Ainda sim, é uma das mais belas praias de Saint Barth e, caso não seja surfista, ótima para admirar a vista do oceano. 

Verão tcheco a céu aberto

Com a iminente chegada do verão, e gradual reabertura das atrações, a República Tcheca se prepara para aproveitar os dias quentes ao ar livre. Veja sete opções de jardins para se visitar em todo o país.

1. Os jardins Květná (Floral) e Podzámecká em Kroměříž

(Foto: Divulgação)

Os bispos e arcebispos de Olomouc construíram sua residência de verão em Kroměříž, na Morávia do Leste. O palácio, junto com os jardins Květná e Podzámecká, está inscrito na Lista de Patrimônio Mundial Cultural e Natural da UNESCO. O jardim de Květná destaca-se pela configuração geométrica de seus canteiros de flores, labirintos e uma colunata com uma galeria de esculturas, uma rotunda com cavernas, um pêndulo de Foucault. O jardim de Podzámecká, anteriormente utilitário, foi remodelado no século XVII como um jardim barroco. As condições climáticas que prevalecem nas caves do palácio são magníficas para provar a grande variedade de excelentes vinhos da Morávia.

2. Área de Lednice e Valtice

(Foto: Divulgação)

Outro monumento inscrito na lista da UNESCO é a área de Lednice-Valtice, que se estende até a Morávia do Sul, perto de Brno, é a mais extensa paisagem do mundo adaptada como parque e, por isso é chamada de Jardim da Europa. Parques extensos, um conjunto de barragens, edifícios históricos no meio da natureza (cabanas de caça, catedrais, capelas), tudo isso merece uma caminhada; também aqui estão dois palácios esplêndidos: Lednice e Valtice.

3. Jardim do Palácio de Český Krumlov

(Foto: Divulgação)

O castelo e palácio estatal de Český Krumlov, na Boêmia do Sul, são alguns dos mais visitados pontos turísticos e monumentos da UNESCO. A parte mais extensa da área do palácio é o jardim barroco, que data da segunda metade do século XVII. No século XIX, a aparência do jardim mudou radicalmente, adotando o estilo de um parque inglês. Hoje, você pode percorrer mais de 10 hectares. Não perca a bela fonte da cachoeira com esculturas de deuses da água, vasos e alegorias representando as quatro estações do ano.

4. Jardins do Castelo de Praga

(Foto: Divulgação)

Que tal desfrutar de momentos inesquecíveis em um lugar romântico com vista para o panorama único de Praga? A área do Castelo de Praga oferece vários jardins com acesso livre para o público. Os jardins do norte são os mais valiosos do ponto de vista histórico; no entanto, os jardins do sul oferecem vistas magníficas da parte histórica da cidade. O maior jardim é o Jardim Real, onde você encontrará vários monumentos, como por exemplo, Královský letohrádek (Palácio Real de Verão), Míčovna e Lví dvůr (Pátio dos Leões), bem como árvores centenárias importadas.

5. Jardim do Palácio de Troja em Praga

(Foto: Divulgação)

O jardim do palácio de Troja se estende ao redor de Trojský zámek (Palácio da Troja) e, se você gosta do barroco, deve dar um passeio por aqui. É um modelo clássico de jardim barroco: cheio de estátuas, pérgulas, urnas, vasos, gazebos e elementos aquáticos. Na parte oriental do jardim, você encontrará um labirinto de plantas e obstáculos aquáticos.

6. Jardins do mosteiro em Litomyšl

(Foto: Divulgação)

Na área de Boêmia do Leste não deixe de visitar os jardins do mosteiro em Litomyšl. Eles se estendem ao lado do antigo mosteiro dos Piaristas entre duas catedrais de Litomyšl. Os jardins ocupam mais de 11.000 m² e estão localizados em uma colina que se eleva acima da cidade. Além de belas vistas, você pode admirar o gazebo, canteiros de flores, uma piscina com névoa, as esculturas criadas pelo excelente escultor tcheco Olbram Zoubek. Você pode relaxar nos parques locais e apreciar a música clássica suave que torna a atmosfera ainda mais agradável, bem como a iluminação da área que muda de dia e à noite. Os jardins do mosteiro estão abertos todo o ano.

Descubra mais #DestinoTchequia

Dez razões porque Punta Cana continua sendo o melhor destino do Caribe

Além de suas praias paradisíacas, destino tem atividades variadas, excelente hotelaria, campos de golfe e hospitalidade atenciosa e profissional

Dias sem pressa, praias que parecem saídas de um sonho, excursões para todos os gostos e idades, infraestrutura de primeira categoria e facilidade para chegar. Destino ideal para casais, famílias, negócios e eventos. Por tudo isso e muito mais, Punta Cana é e segue sendo reconhecida como a joia preciosa do Caribe.

“Ano após ano, Punta Cana segue se consolidando como destino turístico de excelência na América Latina, uma posição merecida que se reflete tanto na quantidade de pessoas que nos visitam de todo o mundo, como nos projetos hoteleiros que não param de crescer”, afirma Magaly Toribio, assessora de Marketing do Ministério de Turismo da República Dominicana (MITUR).

A seguir, confira dez razões pelas quais os turistas visitam e voltam a visitar Punta Cana:

1. Uma costa de 48 quilômetros
Com um dos maiores litorais de areia branca do Caribe, Punta Cana oferece a combinação perfeita entre descanso e diversão. Desde Macao, o pitoresco point de surfe, até a praia de Juanillo, passando pelas famosas praias de Bávaro, Corales e Cortecito, rodeadas por lojas e bares, os visitantes encontram um lugar ideal para nadar, descansar embaixo de coqueiros, fazer snorkeling ou desfrutar de um passeio de barco.

2. O paraíso dos golfistas
Punta Cana guarda uma grande quantidade de campos de primeira qualidade, dez deles localizados ao longo da costa, com vistas fantásticas para o mar. Muitos campos foram projetados por figuras de renome mundial, como o campo Corales, um design de Tom Fazio, e Punta Espada, desenvolvido por Jack Nicklaus. Além disso, a menos de uma hora, está o famoso campo Teeth of the Dog, em La Romana, criado pelo grande Pete Dye.

3. Serviços de categoria mundial para eventos
Com uma excelente infraestrutura turística, mais de 127 instalações hoteleiras, 48 mil quartos e um atendimento que se destaca por sua amabilidade, o destino continua sendo o preferido para a realização de grandes eventos. É em Punta Cana que estão os maiores centros de convenção do país, equipados com a mais moderna tecnologia.

4. Hospedagens de primeira linha
Os resorts e hotéis all-inclusive, muitos dos quais são em frente ao mar, são uma marca única de Punta Cana. Independentemente de se tratar de uma família com crianças, um casal, um grupo de amigos ou uma viagem de negócios, são a opção mais escolhida para hospedar-se e desfrutar sem preocupações.

5. Excelente acesso e conectividade
Chegar ao paraíso é fácil. O Aeroporto Internacional de Punta Cana (PUJ) é considerado o melhor conectado do Caribe e da América Central, com voos partindo de 26 países e um fluxo de até dois milhões de passageiros ao ano. Desde 2017, região é também destino de pequenos cruzeiros, enquanto pela Autoestrada de Coral chega-se facilmente a outros destinos do país, o que permite tirar o máximo de proveito da estadia.

6. Os arredores de Santo Domingo
Conhecer a cultura dominicana e seu legado histórico é muito prático. Punta Cana fica a apenas duas horas e meia de carro de Santo Domingo e sua Cidade Colonial, declarada Patrimônio da Humanidade por haver sido o primeiro assentamento europeu na América. Um ótimo plano é passar um dia caminhando por suas ruazinhas de pedra, onde ficam inúmeros edifícios coloniais do século 16, assim como museus, lojas e restaurantes.

7. Excursões para todas as idades
Fora das praias, os visitantes aventureiros encontram diversas atividades, como fazer safáris até plantações de açúcar, refrescar-se nos cenotes e lagoas de água doce que se escondem nos bosques do Parque Ecológico Olhos Indígenas, praticar caiaque e fazer trilhas em fabulosos mangues da Laguna de Bávaro ou divertir-se nos numerosos parques temáticos da região com aventuras como tirolesa e arvorismo.

8. Vida noturna animada
Punta Cana nunca para! Seja para dançar de balada em balada ou desfrutar de uma noite elegante com coquetéis e canapés nas marinas e lounges de frente para o mar, todos encontram seu espaço na vibrante vida noturna local. Além disso, a maioria dos resorts conta com cassinos modernos e animados, que ficam abertos a noite toda.

9. Mergulho para todos os gostos e níveis
Corais bem cuidados, naufrágios em alto-mar e cavernas submarinas garantem experiências de mergulho inesquecíveis. Localizado em frente à costa de Punta Cana, El Acuario é ideal para principiantes porque a profundidade não supera os sete metros. É possível observar barracudas, raias-águia, baiacus-espinho e peixes-papagaio. Mais ao norte, na região de Bávaro, a caverna submarina Taina Macao tem uma impressionante variedade de estalagmites e estalactites. Em Bávaro há também o naufrágio Astron, coberto de plantas e peixes tropicais, onde se pode chegar nadando desde a costa.

10. O rum e os charutos
Ambos andam junto com a República Dominicana. Em Punta Cana, uma ótima opção é visitar fábricas de charutos com um tour em que se pode ver e aprender o processo de enrolá-los, além de experimentar tipos diferentes. As duas marcas de rum dominicano mais famosas, Barceló e Brugal, são oferecidas em todos os hotéis e restaurantes locais. São um must para os amantes de coquetéis e de runs envelhecidos.

Destino tchéquia: Experiências Tchecas Favoritas

(Foto: Divulgação)

Cada viajante vive os destinos de maneira diferente, e não há nada melhor para entender ou planejar uma viagem do que ouvir sugestões de outros viajantes. Queremos que deseje o nosso destino e é por isso que convidamos Joaquin del Palacio, geógrafo, professor e diretor do programa mexicano “A rota do viajante”, para compartilhar seus “favoritos tchecos” e dar uma ideia de tudo o que você poderá vivenciar no destino:

Há uma crença entre os viajantes: quem visita mais países ganha. No entanto, o viajante encontra a verdadeira grandeza em momentos, lugares e sensações completas. É isso que o leva a obter sucesso na viagem. Os destinos são contados por memórias inesquecíveis.

A República Tcheca está colocada entre os melhores destinos para sentir sensações em lugares e viver momentos muito especiais, tanto nas cidades quanto na natureza, em hotéis e restaurantes.

(Foto: Divulgação)

Sonhos felizes!

Nunca esquecerei de ter pernoitado em um hotel de cinema. Sim, porque no Grandhotel Pupp, no centro da cidade termal de Karlovy Vary, onde todos os anos é realizado o Festival Internacional de Cinema e fotos de estrelas de Hollywood adornam suas paredes. Não é apenas um excelente hotel, é quase um palácio, mas também me fez sentir especial e me transportou para outra era … Seu cassino, o spa ou seu belo teatro de bolso, além de seu estilo elegante e sua bela sala ficaram gravados. na minha memória.

Na Tchéquia dormi nas nuvens… Uma experiência difícil de conseguir! Muito perto de Liberec fica o pico Ještĕd e, no topo deste pico, está o icônico e cônico hotel Jested que parece ser uma nave espacial. Seu brilho metálico é visível a quilômetros. Localizado no pico que dá nome, é acessado até sua porta por uma estrada panorâmica.

É um edifício único que ganhou prêmios. Permanece praticamente intacto desde a sua inauguração, e alguns quartos mantenham a mesma decoração. As vistas de 360º mudam a cada momento, de acordo com a luz e o céu. Mas o melhor da estadia veio ao acordar, abrir a cortina e olhar pela janela … Tudo estava branco! Estava nublado. Uma grande nuvem de algodão foi meu edredom.

(Foto: DIvulgação)

Boa mesa

A gastronomia é um estímulo para viajar à República Tcheca. Caracteriza-se por um excelente custo-benefício e pela excelência de alguns de seus pratos, como goulash, truta ou pato. Este pássaro é preparado lindamente, tanto que é quase impossível evitar pedir ao abrir o cardápio. Durante uma viagem de quatro dias provei quatro vezes! E, claro, uma delícia com vinho da Morávia ou com cerveja que é fantástica!

A mais consumida na Espanha sempre foi a loira e do tipo Pilsen. No final da visita à fábrica na cidade de Pilsen, aumenta o desejo de prová-la: uma cerveja não filtrada, na temperatura ideal, não tão fria quanto na Espanha, e dentro da fábrica. Ninguém conseguia pensar que esse momento seria inesquecível. Aquele aroma, o sabor rico que permanece na boca por um longo tempo, até sua imagem com aquela curiosa turbidez formaram uma das surpresas da viagem.

(Foto: Divulgação)

Natureza selvagem

A natureza tcheca encanta por suas boas condições e impressiona pela quantidade de paisagens protegidas que possui. E é por isso que é fácil acumular experiências únicas. Entre todas as lembranças escolho essas, acima de tudo: uma rota, um arco de pedras e uma tempestade.

No Parque Nacional da Boêmia Suíça, há um itinerário que começa em Hřensko, percorre o rio Kamenice e até mesmo navega em uma parte através de um desfiladeiro intransitável. Depois se atravessa um povoado  que serve como ponto de apoio. Através de uma longa caminhada pelas florestas, chega-se a um lugar verdadeiramente impressionante: o Portão Pravčice. Um espetacular arco de pedra de 21 m de altura e 27 de largura que deixa todo mundo admirando. É uma das paisagens mais bonitas da Europa.

As florestas ao redor de Dĕčín escondem muitas surpresas … Procurando acomodações, um velho hotel decadente de madeira em decomposição  emergiu das árvores, digno de um filme de terror, ao lado de um lago cheio de patos onde eu me banhei em suas águas, nos últimos raios de sol  que se refletia nele. No entanto, ao anoitecer, tudo mudou. Da janela havia um vislumbre de uma tempestade sobre a floresta. Aproximando-se lentamente. Raios, trovões e relâmpagos sacudiam as paredes da sala.

A aventura completa está disponível em:

https://destinotchequia.com/articulos/minhas-experincias-tchecas-favoritas

CARIBE LUGAR MAIS VISITADO POR TURISTAS DE TODO O MUNDO

Agaxtur Viagens leva para os melhores lugares no caribe. (Foto: Divulgação)

O cenário perfeito de refúgio, belezas naturais e tranquilidade para a sua próxima viagem

O Caribe é um dos destinos preferidos dos brasileiros, principalmente por conta de suas belas praias, povo acolhedor, charme e gastronomia incrível. Uma cidade com tantos hotéis para você escolher o lugar ideal para se hospedar. Na zona hoteleira, ficam as melhores opções de hospedagem, além dos grandes resorts, restaurantes, shoppings e lindas praias.

Em dúvida sobre qual o seu próximo destino de férias? Confira as dicas da Agaxtur Viagens.

Se você procura lazer, conforto e belezas naturais, outro destino ideal é Punta Cana, além de contar com uma infraestrutura completa de hotéis e resorts. Para este destino, há a oferta de pacotes all inclusive com preços convidativos, perfeito para viagem em casal, família ou amigos.

As pessoas que lá estiveram afirmam que as praias de Punta Cana são de tirar o fôlego. Com mais de 64 quilômetros de área, cabe salientar o encontro maravilhoso entre o oceano Atlântico e o Mar do Caribe, promovendo diferentes tonalidades de azul, com areia branquinha. Um admirável cartão-postal da República Dominicana, um cenário simplesmente incrível.

Punta Cana é o local perfeito para os golfistas praticarem seus desafios, pois a região conta com enorme variedade de campos de golfe de classe mundial. A noite no caribe impressiona os visitantes a cada momento, com espaços para dançar, shows incríveis, festas na praia, apresentações de artistas de renome, cassinos, discotecas etc.

Os principais destinos do Caribe mais populares entre os turistas estão: Punta Cana (República Dominicana); Cancún (México); Cuba; Jamaica; Curaçao; St. Maarten; Aruba; Bahamas e Bermudas. 

A agência também possui outras opções de viagem para se conhecer o Caribe, seria a bordo de um cruzeiro, afinal circulam pelo Caribe 20 das principais companhias marítimas do mundo. Esta variedade de opções, garante aos viajantes as melhores condições de preços, serviços, roteiros e formatos, com navios transatlânticos de pequeno e grande porte. Com as melhores condições nos pacotes de viagem e total atenção aos detalhes, a agência é especialista nesses destinos e, oferece aos seus clientes, as melhores opções para vivenciarem experiências incríveis, nos mais belos hotéis e resorts de Punta Cana. 

Começou a temporada da aurora boreal na Noruega

A aurora boreal é um dos fenômenos mais belos da natureza. Ela pode ser observada ao redor do mundo, em regiões próximas ao Círculo Polar Ártico. Sua ocorrência se dá a partir do outono, no final de setembro, mas com maior probabilidade e intensidade entre os meses de novembro e março. Ir à caça da aurora boreal pode ser uma bela aventura, especialmente na Noruega. Durante esta temporada, está disponível uma grande variedade  de atividades como expedições fotográficas, passeios de caiaque, de snowmobille, de trenó ou até mesmo a cavalo.  Em toda a região norte da Noruega é possível avistar a aurora boreal. Alguns dos principais destinos turísticos que oferecem essa experiências são as cidades de  Alta, Bodø e Kirkenes, as Ilhas Lofoten e Svalbard e a região do Cabo  Norte (ponto mais ao norte da Europa, localizado na ilha de Magerøya).

(Foto: Divulgação)

Capital da aurora boreal

Na Noruega está localizada Tromsø, conhecida como a capital da aurora boreal. A cidade está a 350 quilômetros ao norte do Círculo Polar Ártico e é a maior da região norte do país. Por lá, as chances de presenciar o fenômeno da aurora boreal são altas e o grande diferencial é que os visitantes podem ter essa experiência com toda estrutura e conforto. O acesso a Tromsø é muito simples, lá está um dos principais aeroportos do país, que recebe voos diários de inúmeras cidades norueguesas e também de capitais europeias.

Hurtigruten

(Foto: Divulgação)

Na Noruega, é possível ter a experiência de observar a aurora boreal a bordo de um navio. A empresa Hurtigruten oferece um percurso de 12 dias durante o inverno que vai à caça das luzes. E, de quebra, os viajantes ainda passam pelas belíssimas ilhas de Vesterålen e Lofoten, além de cidades como Bergen, Ålesund, Trondheim e, claro, Tromsø. Se os passageiros não conseguirem ver o fenômeno neste trajeto, a empresa oferece outro cruzeiro gratuitamente.

Aplicativo

O Visit Norway oferece um aplicativo exclusivo para quem está à caça da aurora boreal. O Norway Lights promete aumentar as chances de conseguir vislumbrar o fenômeno, oferecendo uma previsão do tempo e probabilidade de ocorrência para cada cidade norueguesa em tempo real e de forma super prática. Ele está disponível para Android, iOS e Windows.

Hotel de gelo

(Foto: Divulgação)

Na Noruega também é possível viver a incrível experiência de se hospedar em um hotel de gelo. O Sorrisniva Igloo Hotel, localizado a 20km da cidade de Alta, no norte do país, começa sua temporada deste ano no dia 19 de dezembro e permanece aberto até 2 de abril de 2019. Além de bar e restaurante, a estrutura do hotel ainda oferece diversas atividades como safári de snowmobile, jacuzzi externa, passeio de trenó puxado por renas, pescaria no gelo e muito mais. Tudo isso com uma boa chance de se vivenciar a maravilha do fenômeno da aurora boreal. Outra opção de hotel de gelo é o Snowhotel localizado na cidade de Kirkenes. Além da arquitetura de gelo e todas as atividades típica da região, ele também oferece chalés de madeira com vista panorâmica, possibilitando que os hóspedes possam avistar a aurora boreal no conforto do próprio quarto.

Povo Sami

(Foto: Divulgação)

Na região norte da Noruega, onde acontece o fenômeno da aurora boreal, é também onde residem os Samis, povo indígena da Lapônia. Além de conhecê-los de perto e aprender mais sobre suas tradições, os turistas ainda podem embarcar em um passeio guiado por eles, a bordo de um trenó puxado por renas. Os Samis conhecem como ninguém a região e, além de divertida, essa pode ser uma ótima experiência cultural.

Para mais informações, acesse: http://www.visitnorway.com.br

Cachoeiras, grutas e natureza exuberante são destaques no Parque Nacional da Serra da Canastra

O parque Nacional da Serra da Canastra abriga a maravilhosa nascente do Rio São Francisco e sua cachoeira majestosa, a Casca D’Anta. Por lá, outra cachoeira que merece destaque á a do Cerradão.

Criado em 1972, o parque tem 200 mil hectares de área protegida, que abriga além da nascente do Rio São Francisco, outros monumentos da história da região e grande biodiversidade de flora e fauna do Cerrado brasileiro.

Distante 325 km de Belo Horizonte, aos pés da imponente Serra da Canastra, está São Roque de Minas, cidadezinha pacata de onde saem às estradas para os quatro acessos ao Parque Nacional da Serra da Canastra, atração mais importante da região.

Depois de 8 km de estrada de chão, em uma subida digna de 4×4, chega-se a Portaria 1 do Parque. A entrada dá acesso a 40 km de belas paisagens, com campos de delicadas flores do Cerrado típico brasileiro, onde vivem protegidas espécies como tamanduá-bandeira, lobo-guará e tatu-canastra, ameaçados de extinção.

NASCENTE DO RIO SÃO FRANCISCO A JOIA RARA DO PASSEIO

O Rio São Francisco é um dos principais do Brasil, atravessando cinco Estados com condições naturais muito diversas, além de fornecer energia pelas cinco usinas hidrelétricas. A sua nascente histórica fica dentro do Parque Nacional Serra da Canastra, a 1.200m de altitude, visita indispensável para quem está na região.

Quando se trata de um rio com as dimensões do Velho Chico, definir sua nascente não é tarefa simples. Há tempos se considerava a legítima nascente a localizada na Canastra, mas após estudos, identificou-se que a nascente real e geográfica está localizada no município de Medeiros, também em Minas Gerais, a quase 60 km de São Roque. Assim, considera-se a do Parque a nascente histórica.

Localizada a 6 km da Portaria 1 do Parque Nacional, após uma subida que recomenda-se fazer com veículo 4×4, chega-se a uma placa indicativa na estrada. Dali, há uma trilha curtinha demarcada que leva até uma pedra indicando o lugar de nascimento do Velho Chico, águas que ainda terão quase 3 mil km até o mar. A mesma trilha de pedras até a nascente leva a uma estátua em homenagem a São Francisco.

Parque Nacional da Serra da Canastra tem lindas cachoeiras. (Foto: Divulgação)

 A MAJESTOSA CACHOEIRA CASCA D´ANTA

A Cachoeira Casca D’Anta é a primeira queda do Rio São Francisco, com 186 metros. Pela sua beleza e imponência, destacada no paredão de pedras, é a principal atração da região e pode ser vista de baixo ou pela parte de cima, ambos cenários dignos de cartão-postal.

A parte alta é acessada 20 km depois da Portaria 1 do Parque Nacional. A estrada de chão está em estado bem precário, por isso é aconselhável ir de veículos tracionados. Um cânion é formado pelo rio São Francisco para descer a serra, com uma sequencia de cascatas e piscinas naturais, algumas acessíveis para banho. Um mirante com desnível de superior a 300m apresenta a bela vista panorâmica da região, onde é possível ver parte da queda principal da Casca D’Anta e o imenso poço formado abaixo.

Outro ângulo para admirar a Cachoeira é pela parte baixa. Saindo de Vargem Bonita, são mais 22 km de boa estrada de chão até a Portaria 4 do Parque. No local há um receptivo com estacionamento. Após a entrada, é necessário caminhar cerca de 15 minutos por meio da mata ciliar até um mirante. Para maior aproximação, cuidar com as pedras escorregadias pela constante umidade da cachoeira. Após contemplar a queda, é convidativo um banho refrescante nas suas águas cristalinas.

RESERVA NATURAL DA CACHOEIRA DO CERRADÃO

A Cachoeira do Cerradão é uma das mais altas da Serra da Canastra, com 3 lances totalizando 202 m de queda. A propriedade privada onde ela se localiza tem 60 hectares e foi transformada em Reserva Particular do Patrimônio Natural pelo IBAMA em agosto de 2001, segunda atração mais visitada da região.

CACHOEIRA DO CAPÃO FORRO E CACHOEIRA DA MATA

A Cachoeira do Capão Forro é uma das mais procuradas na Canastra, devido a sua proximidade de São Roque de Minas (apenas 4,5 km) e facilidade de acesso (via estrada à portaria 1 do Parque Nacional, que está em boas condições e com sinalização adequada), ideal para quem tem pouco tempo disponível na região.

GRUTA DO TESOURO

A Gruta do Tesouro está localizada em uma fazenda a 16 km de São Roque de Minas, próximo ao distrito de Sobradinho, possui nos salões bonitos espeleotemas, um rio subterrâneo e uma pequena cachoeira interna.

A visitação à gruta demora cerca de 2 h e é monitorada pela família proprietária da área.

Onde ficar

Uma boa opção para a sua hospedagem em São Roque de Minas é a Pousada Chapadão da Canastra. Considerado o mais completo empreendimento hoteleiro da região, oferece estrutura completa de serviços; apartamentos com frigobar, ar condicionado, televisão, restaurante onde é servido um delicioso café com iguarias da região. Ainda há novíssima área de lazer com piscinas adulto e infantil, sauna, toboágua e hidromassagem.

Além disso, o Chapadão oferece todo o apoio logístico em carros 4×4 para os passeios pela região.

Mais informações: www.chapadaodacanastra.com.br

Onde comer

SHOW DE CORES E SABORES NO VELHO CHICO

O Restaurante Velho Chico foi  inaugurado em Julho de 2017. É comandado pelo casal de empresários Ricardo Aziz e sua esposa Elaine Silva. P Aziz, uma esteticista famosa que trocou sua profissão para empreender com a gastronomia. Ele deixou Belo Horizonte para se dedicar a gastronomia e viu em São Roque de Minas a qualidade que faltava para ter uma vida mais feliz. A estrutura do empreendimento foi pensada para ser um ambiente bonito e aconchegante, com cardápio variado e forte resgate da cultura local.  Na área interna, fotos antigas da cidade, aliado ao sabor mágico de pratos que passeiam pela gastronomia contemporânea, sem desprezar do sabor e tradição dos ingredientes frescos. Dentre os pratos mais pedidos destacamos filé ao molho de queijo, pastel de angu e para quem prefere algo mais tradicional o verdadeiro tutu a mineira. Não deixe de experimentar o pudim de leite, e o Queijo Canastra com mel, de entrada. Em alguns períodos do ano promove mostras gastronômicas diferenciadas

COZINHA ORIGINAL RESGATA O FOGÃO A LENHA

Nascida em Coronel Fabriciano, no Vale do Aço, a chef Joanne Ribas aposta na culinária de afeto, onde o desafio é agradar a todos sem interpretação ou conceito, para fortalecer a gastronomia típica da fazenda. A chef vem atuando na região desde 2014, com o objetivo de resgatar a tradicional comida mineira com uma pitada de sofisticação. Hoje, Joanne comanda o Cozinha Original, espaço com restaurante, mirante e área de camping na parte baixa do parque. O Buffet custa R$ 35,00 por pessoa, com grande variedade de saladas, pratos quentes, e duas sobremesas. Café e afeto é o que não faltam por lá. Depois de se esbaldar com tanto sabor, nada mais gostoso do que uma rede pra descansar e se recondicionar para novos passeios.

Noruega é um destino movido pela natureza

A Noruega possui um extenso litoral, com fiordes profundos e estreitas montanhas. No seu interior, encontram-se planaltos e vales montanhosos, que abrigam hospitaleiros noruegueses em vilarejos pitorescos ou em algumas cidades maiores. Os noruegueses fazem parte das suas paisagens e tradições. A natureza os moldou e os fez quem são, ela está sempre presente no cotidiano e cultura local.

Natureza na Noruega é exuberante. (Foto: Divulgação)

A mentalidade e os costumes noruegueses foram formados pela terra e pelas estações do ano. O país se define pelo seu ar fresco, pelo salgado do mar e a riqueza do solo, por isso seus animais e peixes, frutas e legumes têm um gosto fantástico, e estão frescos quando chegam aos pratos. Chefs de cozinha da Noruega levam troféus de competições internacionais usando seus fantásticos produtos e estes produtos são cobiçados pelos melhores restaurantes de todo o mundo. Bergen é uma cidade gastronômica reconhecida pela UNESCO e, em 2020, a cidade de Trondheim sediará a premiação do Guia Michelin para revelações dos Países Nórdicos.

Frutos do mar é o principal ingrediente da culinária norueguesa. (Foto: Divulgação)

Com a variedade das estações do ano, onde o inverno escuro contrasta com o sol eterno do verão e enquanto a primavera traz as flores e derrete a neve e o outono colore as paisagens, o estilo de vida norueguês é inspirado no calendário e a luz. As noites polares são iluminadas pelas espetaculares auroras boreais dançando no céu. Com o sol incessante durante o verão, é possível esquecer do tempo e encher a alma com uma vida social ao ar livre, em festivais e eventos culturais.

Aurora Boreal é um fenômeno que pode ser visto na Noruega. (Foto: Divulgação)

Arte, arquitetura, gastronomia, natureza e cultura podem ser encontradas em qualquer lugar na Noruega, por isso é preciso dedicar algum tempo à visita ao país. É possível viajar de forma sustentável de trem e experimentar algumas das melhores paisagens do mundo. Ou navegar pelos fiordes listados pela UNESCO em balsas que funcionam à bateria. A Noruega é movida pela natureza e seu povo é pioneiro em sustentabilidade.

Para mais informações, acesse www.visitnorway.com.br

8 roteiros para curtir o melhor de Bariloche

Graças à sua exuberante natureza, que alia montanhas nevadas com lagos de diversas cores e bosques milenares, Bariloche, localizada na Patagônia Argentina, é um dos destinos mais buscados pelos brasileiros. Segundo estudo realizado pela Decolar, a cidade argentina chegou à sexta posição no ranking de destinos de inverno mais desejados pelos viajantes do Brasil. Isso representa um aumento de 38% nas viagens de brasileiros a Bariloche.

Seja para praticar esportes de neve ou curtir as atividades de ecoturismo, o lugar oferece uma enorme variedade de pacotes e programas que atendem a todos os tipos de turistas, desde os jovens viajando em grupos de amigos, até casais e famílias com crianças.

A Brasileiros em Ushuaia, agência especializada em destinos da Patagônia Argentina, que se consolidou na famosa “Cidade do Fim do Mundo”, iniciou recentemente sua operação em Bariloche e oferece roteiros diversos para conhecer o lugar com toda a assistência de viagem feita pela equipe da operadora.

A seguir, listamos 8 passeios que a agência oferece para curtir o melhor da cidade situada no Parque Nacional Nahuel Huapi, junto à Cordilheira dos Andes. Confira:

Circuito Chico

O programa começa em São Carlos de Bariloche e percorre 60 quilômetros passando por diversos pontos de interesse na Costa do Lago Nahuel Huapi, como Playa Bonita, Cerro Campanario e seu teleférico que chega ao topo com 1050 metros de altura, os lagos Nahuel Huapi e Perito Moreno, a lagoa El Trebol, penínsulas de San Pedro e Llao Llao, Ilha Victoria, e os montes Otto, López, Goye e Catedral e Bariloche.

O circuito passa ainda pelo Puerto Pañuelo, de onde partem os barcos para Isla Victoria e Bosque de Arrayanes. Mais adiante são observados campos de golfe, a ponte Angostura sobre o rio de mesmo nome, que liga os lagos Moreno e Nahuel Huapi e depois Lopez Bay.

Ao longo desse trajeto, o turista encontra várias casas de chá, restaurantes, churrascarias e cervejarias, onde pode degustar as delícias da gastronomia regional, e várias lojas onde se encontram velas, tecidos, cerâmicas, objetos de madeira, artigos de couro, entre outros.

Puerto Blest e Cascada de Los Cantaros

Esse roteiro de navegação se destaca por mostrar as águas verdes, selva e cachoeiras de Bariloche. Percorrendo o braço Blest, com águas esverdeadas do lago Nahuel Huapi, o roteiro oferece uma experiência inesquecível.

Durante o percurso, avista-se a Ilha Sentinela, onde estão os restos mortais de Perito Moreno, patrono dos parques nacionais argentinos. Além do Puerto Cántaros, que oferece uma verdadeira experiência na selva valdiviana até chegar à nascente da cachoeira, no lago Cántaros, onde pode-se apreciar um pinheiro-larício milenar de mais de 1500 anos.

Ao chegar a Puerto Blest, é possível continuar a viagem de ônibus até Puerto Alegre, há apenas 3 km de distância, para navegar pelas águas verdes do Lago Frias, chegando bem perto da fronteira com a República do Chile.

Isla Victoria e Bosque de Los Arrayanes

Esse passeio de barco navega pelas águas azuis do Nahuel até Puerto Anchorena, na ilha Victoria, onde o visitante encontra uma flora fértil com espécies de um visual indescritível. Ali existem diversas trilhas marcadas para passeios.

O roteiro também passa pela península de Quetrihue, onde está o icônico e único bosque de arrayanes, arbustos cor de açafrão com flores brancas. O cenário é mágico!

Outro destaque do passeio é a praia do Toro, onde se pode observar as pinturas rupestres feitas pelos primeiros habitantes do lugar, tudo em uma esplêndida praia de areia vulcânica.

Cerro Tronador e Ventisquero Negro

A rota atravessa parte dos lagos Gutiérrez e Mascardi até se unir à estrada Provincial 82. O Tronador, o monte mais alto dos arredores de Bariloche, possui sete geleiras.

No caminho, há ainda alguns mirantes para observar os imponentes dos montes Bonete e Cresta de Gallo, além da praia de areia escura do lago Mascardi.

Para chegar ao Cerro, passa-se pela ponte sobre o rio Manso até chegar a Pampa Linda, um bom lugar para almoçar. É possível observar ainda o Glaciar Manso, mais conhecido como Ventisquero Negro, uma geleira que desce do Tronador e que se destaca pela cor escura.

El Bolsón e Lago Puelo

O El Bolsón é um povoado a sudoeste da província de Río Negro, localizado em um vale fértil do rio Quemquemtreu, ao pé do Monte Piltriquitron. Para chegar até o lugar, o roteiro contorna os lagos Gutiérrez e Mascardi, além do rio Guillelmo e atravessa a Pampa del Toro e o Canãdón de la Mosca.

Uma das maiores atrações da cidade é a Feira Artesanal, que acontece na plaza Pagano, em pleno centro. A feira reúne, em suas 300 bancas, um mundo de cerâmica, lã, madeira, couro, metais, flores secas, doces, legumes frescos e tudo feito por artesãos e produtores da região. É imperdível para fazer boas compras!

Villa La Angostura e Cerro Bayo

Vizinha de Bariloche, Villa La Angostura está cercada pelo árido estepe patagônico. O roteiro passa por extensas fazendas a oeste até chegar ao braço Huemul. Ali, os bosques de ciprestes começam a aparecer lentamente para depois dar lugar à floresta úmida.

Villa la Angostura é um lugar único, localizado na costa norte do Lago Nahuel Huapi. Durante o passeio pela região, é possível visitar o porto, o El Mesidor, a lagoa Selva Triste e a capela La Asunción. O destaque para os aventureiros é o Cerro Bayo, centro de esqui local com alto padrão de atendimento e pistas com diversos níveis de dificuldade.

San Martin de los Andes

O programa cobre a jornada de 352 quilômetros pelos Parques Nacionais Nahuel Huapi e Lanín. Com uma paisagem exuberante, que abriga inclusive a Rota dos Sete Lagos – Espejo, Correntoso, Escondido, Villarino, Falkner, Machónico e Lácar -, essa cidade é tranquila e também oferece experiências incríveis.

Graças à exuberante natureza presente entre San Martin e Bariloche, a cinematográfica estrada rende boas fotos! Lá também é possível praticar esportes de neve.

Cerro Catedral

No Cerro Catedral é possível viver uma das melhores experiências de esqui da América do Sul. Para os experts, existem pistas com mais de dois quilômetros de extensão, com desníveis de até 500 metros. E para os iniciantes, há pistas de excelente qualidade e que garantem emoção compatível, inclusive com instrutores.

Os que não pretendem esquiar podem ficar na bem estruturada Vila Catedral, ao pé da montanha, saboreando um chocolate quente e observando os movimentos das várias lojas, hotéis e restaurantes, além das casas que lembram uma aldeia alpina.

Mais informações: www.brasileirosemushuaia.com.br

Interior de São Paulo conta com refúgio para quem busca descanso e diversão junto da natureza

Parque Maeda, em Itu, é um complexo turístico com chalés, pesqueiro, restaurante, parque aquático, passeio de trenzinho e diversas outras atrações

Quem busca fugir da correria do dia a dia e relaxar em um refúgio tranquilo e próximo da natureza, junto de amigos e familiares, tem o destino certo. Localizado em Itu, a 75 km de São Paulo, o Parque Maeda conta com diversas atrações de lazer para todas as idades.

O local é famoso pelos fortes traços da cultura oriental, que vão desde as belas flores do jardim japonês até os pratos típicos servidos no restaurante, como sushis e sashimis. Entre as opções para curtir com as crianças estão as piscinas com toboágua, teleférico, pedalinho, quadriciclo e circuito de arvorismo. Para conhecer os principais pontos do Parque Maeda, é possível se divertir com o passeio de trenzinho ou se aventurar nos teleféricos de 460 e 600 metros de extensão. Um dos passeios leva os visitantes até a árvore gigante, uma árvore centenária com vários mirantes construídos sobre a copa – o mais alto chega a 22 metros de altura.

Parque Maeda oferece opções para toda família. (Foto: Divulgação)

Aos finais de semana e feriados, todas as atividades do parque são abertas e os visitantes têm a opção de adquirir o passaporte promocional, um day use que permite usufruir de diversas atividades, incluindo o almoço. Há passeios de carruagem, a cavalo – incluindo cavalgada – e   voo de helicóptero por todo o perímetro do parque ou pela área do parque mais a cidade de Itu. A vista panorâmica é incrível e atrai muita gente.

As atividades de lazer têm início às 9h e seguem até as 17h. O horário individual das atrações está disponível no site:www.parquemaeda.com.br.

Pesca esportiva

Um dos motivos que levam pessoas de todo o Estado de São Paulo a visitarem o Parque Maeda é a pesca esportiva. O local é referência entre os amantes da pesca, que chegam a encontrar peixes de até 20 quilos nos tanques. No pesqueiro estão disponíveis a pesca diurna e noturna, das 7h às 23h30.  Além do Pesqueiro, o Parque disponibiliza também o Tancão e o Tanque de Engorda para pesca diurna.