Arquivo da tag: Natureza

10 dicas para fazer uma viagem econômica para a Noruega

Muitos sonham em viajar para a Noruega e conhecer seus belíssimos fiordes ou ter a experiência de ver a aurora boreal, mas com um orçamento limitado parece quase impossível, não é? Bom, não necessariamente. Com planejamento e pesquisa é possível fazer uma viagem mais econômica para o destino e ainda assim viver momentos igualmente inesquecíveis.

Confira 10 dicas que podem te ajudar a economizar em uma viagem para a Noruega:

1.    Curta muito a natureza

image035

Não é à toa que o slogan da Noruega é “Movida pela natureza”, afinal essa é a atração principal do destino. E sabe qual é a melhor parte disso? Admirar os fiordes e cachoeiras, fazer trilhas, ver uma geleira de perto ou experienciar a aurora boreal, tudo isso é de graça! A natureza está lá de portas abertas para proporcionar aos visitantes experiências incríveis.

2.    Compre comida nos supermercados

image036

Para economizar um pouquinho mais, a dica é se aventurar pelos supermercados e lojinhas de alimentos noruegueses. Além de ser possível experimentar a gastronomia e as marcas de alimentos locais, ainda é uma opção bem mais econômica do que fazer todas as refeições em restaurantes. Ah, e não precisa se preocupar em comprar água engarrafada, a água das torneiras é potável e perfeita para o consumo em toda a Noruega!

3.    Não deixe de pesquisar os meios de transporte

image037

A Noruega tem uma logística incrível para os turistas, por isso é possível se deslocar pelo território de barco, trem, ônibus, avião, carros alugados e várias outras opções. Eles ainda estão construindo estradas específicas para ciclistas em todo o país. Por isso, é importante pesquisar todas as possibilidades que se encaixam no seu roteiro para ver qual oferece o melhor preço. Vale a pena também sempre comprar as passagens com antecedência e ficar de olho para promoções.

4.    Que tal acampar?

image038

Já imaginou passar a noite cercado pelos cenários naturais incríveis da Noruega? Acampar é com certeza uma aventura, que pode ser feita de forma totalmente gratuita. Não existem taxas para se alocar em áreas de camping na Noruega, basta ficar atento às regras sobre o direito de acesso. Claro que o país também oferece outras opções de hospedagem econômicas para os menos aventureiros, são vários os hostels e pequenas pousadas.

5.    Viaje na baixa temporada

image039

Assim como em todos os outros destinos turísticos, os preços na Noruega sobem durante a alta temporada. Por isso, aqueles que desejam fazer uma viagem mais econômica devem priorizar os meses de menos movimento. Para as atrações de verão, a alta temporada na Noruega vai de junho a agosto, já para as atrações de inverno é melhor evitar o período de dezembro e janeiro. Viajar na baixa temporada ainda te dá o privilégio de ver as belíssimas cores de outono ou de primavera.

6.    É possível pegar carona

image040

A Noruega é um dos países mais seguros do mundo, por isso alguns turistas decidem se aventurar e pegar caronas nas estradas do destino. A prática é comum principalmente nas áreas rurais, onde os caroneiros amarram uma bandeira da Noruega na mochila para sinalizar que estão precisando de transporte. Para planejar as viagens de carona existe até um grupo no Facebook, onde as pessoas trocam informações e se conectam para combinar as viagens.

7.    Pergunte aos locais

image041

Na dúvida, a melhor opção é sempre conversar com a população local, essa vai ser sua maior fonte de informação para achar as alternativas mais baratas da cidade. Se você não fala norueguês, não precisa se preocupar, mais de 90% dos noruegueses são fluentes em inglês, além de serem super simpáticos e prestativos. Os centros de informações turísticas também são preparados para orientar viajantes com todos os tipos de dúvida, por isso vale a visita.

8.    Um city pass pode ser uma boa opção

image042

Cidades como Oslo e Bergen disponibilizam um city pass que dá direito a entrada de forma muito mais econômica na maioria dos museus e a qualquer transporte público, além de oferecer descontos em diversos estabelecimentos e serviços. O Oslo Pass e oBergen Card estão disponíveis para períodos de 24h, 48h ou 72h.

 9.    Não se esqueça da sua carteirinha de estudante

image043

Para os estudantes sempre vale a pena pesquisar para fazer uma carteirinha internacional. As empresas que oferecem esses documentos normalmente têm um lista de lugares que oferecem descontos para estudantes em cada país, o que pode ser uma boa forma de economizar durante uma viagem para a Noruega.

 10. Pesquise as atrações gratuitas

image044

Existe uma infinidade de opções de atrações turísticas incríveis e totalmente gratuitas na Noruega, por isso vale a pena pesquisar antes da viagem. Alguns exemplos são o Parque de Esculturas Vigeland, em Oslo, e as casinhas coloridas do Bryggen, patrimônio mundial da UNESCO, em Bergen.

ONELAPSE ORGANIZA EXPEDIÇÃO PARA ADMIRAR AS BELEZAS EXÓTICAS DE MYANMAR

Um dos locais mais belos e ricos culturalmente, o Sudeste Asiático é ideal para quem procura uma experiência única, que mistura templos antigos, florestas densas e um povo receptivo, que segue as tradições com alegria e simplicidade. Depois do sucesso do workshop fotográfico na Índia, a OneLapse Expedições Fotográficas convidou o fotógrafo documental Érico Hiller para acompanhar mais um grupo da empresa, desta vez em  Myanmar, de 28 de novembro a 6 de dezembro.

Localizado no sopé do Himalaia, ao sul da cordilheira, Myanmar é um país tropical com muita história para contar. Fruto da intersecção das culturas da Indochina – era o antigo império Birmanês – estava localizado em uma região central para os comerciantes, trazendo muita prosperidade para o povo, que como demonstração de riqueza e religiosidade ergueu inúmeros templos com estupas douradas e estátuas budistas. A localização estratégica foi motivo de disputas entre Mongóis, reinos da Índia, tailandeses e laosianos. Apesar de ter uma história bem antiga, é um país recente e pouco desenvolvido. Myanmar reabriu para o turismo apenas em 2012, depois de passar por um regime socialista que, falido, teve fim após uma eleição civil democrática em 2010.

OneLapse oferece viagem exuberante a Myanmar. (Foto: Divulgação)
OneLapse oferece viagem exuberante a Myanmar. (Foto: Divulgação)

Pronto para mostrar aos turistas suas riquezas culturais e tradicionais devidamente preservadas, é um destino obrigatório para os amantes da fotografia. Hiller, fotógrafo documental que prioriza a temática humanitária e ambiental, vai estimular o desenvolvimento do olhar dos participantes com os melhores ângulos, luzes e enquadramentos, desde as grandes cidades como Yangon e Mandalay, com suas ruas e mercados movimentados, passando pelos templos com esculturas gigantes, até a natureza, com vales, rios e florestas quase intocados. “Temos que estar atentos e dispostos a tudo. Uma cultura, uma nação inteira será o objetivo. Não se trata de uma viagem comum, mas sim de uma possibilidade de exploração e aprendizado sem precedentes, pois buscaremos muitas vezes sair do roteiro turístico tradicional com o objetivo de uma imersão na cultura e modo de vida deste país que ainda guarda muitos segredos”.

A viagem começa em Yangon, a maior cidade do país (cerca de 5 milhões de habitantes) e o mais importante centro comercial. Com ar provençal, é uma cidade caótica e vibrante, com ótimas oportunidades para fotografia de rua. O grupo vai visitar o mercado Bogyoke, a estação de trem, o templo Chaukhtatgyi – com o tradicional Buda reclinado – e o templo Shwedagon Pagoda, um dos mais impressionantes do sudeste asiático, com uma gigantesca estupa dourada, com quase 100m de altura e coberta por placas de ouro.

O próximo destino é Bagan, um dos sítios arqueológicos mais ricos da Ásia, com enorme variedade de pagodas, templos e monastérios construídos durante a dinastia Bagan. Hiller define o local como surpreendente e encantador, com suas tradições ainda preservadas. “Visitaremos principalmente as estupas douradas de Swezigon, templos antigos como o de Htilominlo, Ananda, Dhamayangyi e Sulamani, entre outros. No final da tarde, assistiremos ao famoso pôr do sol de Bagan em um dos templos mais altos da região”. Ainda na cidade, o grupo vai cruzar de barco o rio Irrawaddy até a ilha do vilarejo Kyun Thiri, onde terão a oportunidade de conhecer o povo local, sua cultura e estilo de vida. Depois, o trajeto continua em uma tradicional charrete da região para visitar outros templos e o mercado da antiga cidade. Um passeio opcional imperdível é o sobrevôo de balão ao pôr do sol, para apreciar a linda vista de cima dos inúmeros templos.

OneLapse oferece viagem exuberante a Myanmar. (Foto: Divulgação)
OneLapse oferece viagem exuberante a Myanmar. (Foto: Divulgação)

Em Heho, o principal destino é o Lago Inle, famoso pelos habitantes da região, os Inthas, que desenvolveram uma técnica única de remar com os pés. No local, a previsão é de fotografá-los em atividade, pescando e utilizando a tradicional técnica. Ainda na cidade, o grupo visita o mercado local, aldeias manufatureiras com vista para as montanhas e plantações, vilarejos e o mercado flutuante. De barco, a última parada antes de seguir para Mandalay é a cidade de Nyaung Shwe.

Última capital do Império Birmanês, Mandalay ainda concentra resquícios da antiga cidade real, com inúmeros monastérios, esculturas em madeira, prataria, tapeçaria, tecidos de seda e outros produtos artesanais, praticamente um mostruário da arte e da arquitetura local do século XIX. Na cidade, o grupo aproveita para observar o tradicional ritual da procissão de centenas de monges que caminham silenciosamente pelas ruas para receber oferendas do povo local. O passeio nas proximidades ainda inclui visitas a antigos reinos, monastérios, a montanha de Sagaing e a Ponte Ubein, um dos principais cartões postais da região.

Hiller garante que esta é uma viagem inesquecível. “Para praticarmos uma fotografia documental consistente, devemos estar imersos na atmosfera íntima de nosso tema. Caminhar, sentir, observar. As cores, os odores, os sons. Vamos extrair o máximo das experiências que nos impusermos. Myanmar é um local único”.  As inscrições para expedição estão abertas e restam poucas vagas. Mais informações pelo site www.onelapse.com.br, pelo telefone (11) 2528-9181 ou email contato@onelapse.com.br.

GSP Travel oferece experiência de conexão com a natureza na Bahia

No Txai Resort Itacaré, os viajantes terão momentos eletrizantes em trilhas, caminhadas, banhos de cachoeira e rafting

Muitos viajantes têm procurado roteiros eletrizantes com foco em trilhas, caminhadas e grande conexão com a natureza. Pensando nisso, a GSP Travel, empresa do segmento de turismo de luxo, passou a promover uma experiência radical para revigorar as energias de seus clientes.

Com expedições pela Mata Atlântica em Itacaré, na Bahia, os viajantes terão momentos de adrenalina e ao mesmo tempo paz interior com as comodidades oferecidas pelo roteiro. Durante a estadia, os viajantes farão trilhas com vistas cinematográficas pelas praias Havaizinho, Engenhoca e Jeribucaçú; Percurso de rafting pelas corredeiras do Rio de Contas; Caminhadas pela Cachoeira do Tijuípe, onde é possível tomar um energizante banho de cachoeira; Circuito de arvorismo com 8 tirolezas; E um tour pela Fazenda São Francisco, em que os passageiros conhecerão o processo de plantio e benefícios do cacau.

Txai Resort Itacaré oferece interação com a natureza. (Foto: Divulgação)
Txai Resort Itacaré oferece interação com a natureza. (Foto: Divulgação)

Depois do roteiro eletrizante, os viajantes poderão curtir um ritual de desintoxicação, renovação e nutrição da pele com massagem feita com óleo de coco morno, esfoliação com mistura de grãos de cacau torrado e moído e um banho morno com óleo de laranja doce.

Para baixa temporada, que compreende 01 de abril a 30 de outubro de 2016, os valores contam a partir de R$8.970 em apartamento superior para 5 noites; Para alta temporada,que compreende 01 de novembro a 20 de dezembro de 2016, os valores apontam a partir de R$9.970.

A acomodação fica por conta do Txai Resort Itacaré, que fica dentro de uma antiga fazenda de coco e cacau, uma propriedade de 92 hectares localizada na Área de Proteção Ambiental (APA). Está localizado a 48km de Ilhéus, a 15km de Itacaré e a 350km de Salvador.

O resort, que conta com um serviço vip e luxuoso aos seus hóspedes, possui vários tipos de acomodação, que variam entre apartamentos de 45 metros quadrados até um Bangalô Premium, com 70m² construídos sobre um deck de madeira, suspenso em palafitas e uma varanda privativa, com espreguiçadeiras.

Estas e outras informações de experiências e roteiros podem ser conferidos com a GSP Travel que, com conceito VIP Yourself, oferece ao cliente excelência nos mínimos detalhes: da qualidade superior de hospedagem, gastronomia, cultura e entretenimento aos serviços especialíssimos, que surpreendem o cliente pela exclusividade desde o momento da compra. Para saber mais, acesse www.gsptravel.com.br ou contate gsptravel@gsptravel.com.br.

RICHARD RASMUSSEN APRESENTA NOVO PROGRAMA DO CANAL TRAVEL BOX BRAZIL

“Aventuras do Richard” defende a preservação da vida selvagem e da cultura regional em episódios inéditos que vão ao ar todas as quintas-feiras, às 21h, com reprises aos domingos (21h) e terças-feiras (20h)

O biólogo e apresentador Richard Rasmussen incentiva a preservação da vida selvagem e da cultura regional na nova temporada do programa “Aventuras do Richard”, que vai ao ar no Travel Box Brazil, canal de viagens da Box Brazil, maior programadora independente de televisão por assinatura do país. A atração percorre o Pantanal, entre o sul do Mato Grosso e o norte do Mato Grosso do Sul, para mostrar a vida local, apresentar curiosidades e destacar a importância da não agressão a espécies da fauna e flora brasileiras. Os episódios inéditos vão ao ar todas as quintas-feiras, às 21h, e terão reprises aos domingos, às 21h, e terças-feiras, às 20h.

Richard Rasmussen apresenta novo programa no Travel Box Brazil. (Foto: Divulgação)
Richard Rasmussen apresenta novo programa no Travel Box Brazil. (Foto: Divulgação)

Durante a expedição, Rasmussen precisou incorporar hábitos típicos para mostrar as peculiaridades da cultura pantaneira com clareza ao telespectador. No episódio desta quinta-feira, 05 de maio, o apresentador aborda os atropelamentos de animais selvagens nas estradas brasileiras, investigando o assunto a fundo, apresentando as estatísticas e as causas dos acidentes. Em outros episódios, ele convive com moradores, prepara pratos típicos e mostra como funciona a pesca e o transporte na região.

O programa “Aventuras do Richard” conta com a participação da veterinária e apresentadora Manu Karsten e tem o acompanhamento de um biólogo. A atração foi filmada em 30 dias, durante os meses de setembro e outubro de 2015 e terá 12 episódios. “Nossas aventuras pelo Pantanal trazem toda a riqueza desse que é um dos biomas mais incríveis do planeta”, observa Richard Rasmussen.

Grande nome da aventura no Brasil, o paulista Richard Rasmussen viaja muito desde a infância e a adolescência. Ele é formado em economia pela Universidade de São Paulo (USP) e em biologia pela Universidade Ibirapuera. Desde 2005, cria, produz, dirige e apresenta programas de TV. Sua estreia na telinha foi no quadro “Selvagem ao Extremo”, veiculado no programa “Domingo Espetacular”, da Record. Ele também teve passagens pelo “Aventura Selvagem”, do SBT.

Com uma trajetória pontuada por grandes roteiros e experiências intensas, Richard chega ao Travel Box Brazil superalinhado com a proposta do canal: mostrar o mundo pelos olhos dos brasileiros, por meio de experiências de viagem, gastronomia, esportes, fotografia, pesca e cultura. Além de “Aventuras do Richard”, diversos outros conteúdos nacionais vão ao ar no canal. Os destaques são as atrações “Coração de Pescador”, com Joel Datena; “Destino Portugal”, com Luiz Plácido, “Planeta Turismo”, com Ruy Façanario, Trip Vibe e Mundo à Volta. Com cobertura em todo o território nacional, o Travel Box Brazil é exibido por Vivo TV (Vivo Cabo São Paulo e Curitiba – Canal 92; Vivo Fibra – Canal 104; e Vivo DTH – Canal 393), GVT TV (Canal 79), Sim TV (Canal 99), TCM (Canal 212), CCSTV (Canal 69) e Cabo Telecom (Canal 524).

Neste domingo Lawrence Wahba inicia sua jornada no Nat Geo em “Todas as Manhãs do Mundo”

“Todas as Manhãs do Mundo” estreia neste domingo, às 22h15, no Nat Geo

Neste domingo, no Dia Mundial dos Animais e também Dia da Natureza o Nat Geo comemora com uma estreia que rodará o mundo em busca de um dos momentos mais surpreendentes do reino animal, a “troca de turno”. Em “Todas As Manhãs do Mundo” Lawrence Wahba viaja pelo Brasil, Canadá, México, Noruega e Zâmbia em busca de imagens impressionantes e momentos de tirar o fôlego que os telespectadores poderão conferir a partir deste domingo, dia 4 de outubro, domingo, às 22h15.

"Todas as Manhãs do Mundo" estreia nesse domingo , 04. (Foto: Lawrence Wahba)
“Todas as Manhãs do Mundo” estreia nesse domingo , 04. (Foto: Lawrence Wahba)

A série percorre os cinco santuários naturais para captar o momento em que os animais noturnos se recolhem e os animais de hábitos diurnos saem em busca de comida e sobrevivência ao longo do dia. Encontros com bichos pouco vistos até hoje, o nascer do sol em diferentes pontos de vista – do deserto ao fundo do mar – e a impressionante harmonia em que a “troca de turno” acontece faz de “Todas As Manhãs do Mundo” a grande estreia do mês de outubro do Nat Geo.

“Meus “atores” são os “atores” mais rebeldes que existem! Entram em cena quando bem querem, decidem mudar o enredo, entrar contra a luz, ou simplesmente sumir! Filmar animais selvagens livres na natureza já é um desafio por si, mas filmar esses animais dentro de uma proposta estética sofisticada, limitado as primeiras horas da manhã, eleva esse desafio à enésima potência! Porém, quando a gente olha o resultado, dá aquela sensação maravilhosa de dever cumprido” comenta Lawrence Wahba, apresentador e diretor da série.

No episódio de estreia, Wahba viaja para Amazônia e na floresta tropical os gritos dos bugios anunciam um novo amanhecer. Poderemos acompanhar milhares de tartarugas desovando e jacarés cuidando de seus ninhos, além de ter a oportunidade de assistir o encontro com animais quase invisíveis. A aventura leva o telespectador ao encontro do mundo animal de uma perspectiva jamais vista antes e com muito bom-humor ao lado do premiado documentarista brasileiro.

A série, que levou dois anos para ser finalizada, com mais de 42 semanas de gravação, é uma parceria da produtora Canal Azul com a francesa Bonne Pioche, ganhadora do Óscar de Melhor Documentário em 2006, “A Marcha dos Pinguins”. A jornada poderá ser acompanhada em cinco episódios de 45 minutos todos os domingos, com estreia no dia 4 de outubro, às 22h15, no Nat Geo.