Arquivo da tag: Norma

Sofi Oksanen surpreende ao escrever romance com tons fantásticos

Autora de “As vacas de Stálin”, “Expurgo” e “Quando as pombas desapareceram”, finlandesa mantém neste novo a crítica social de livros anteriores

image004.jpgApós o suposto suicídio de sua mãe, Norma Ross se vê sozinha no mundo. As duas foram companheiras por toda a vida, unidas pelo laço de sangue e por um grande segredo. Há uma magia em Norma — ao mesmo tempo uma dádiva e uma maldição: seus cabelos crescem muito mais rápido que o normal, sensíveis à menor mudança de humor. Por isso, Norma e sua mãe, Anita, fizeram de tudo para proteger esse segredo de um mundo que a trataria como uma aberração, um caso a ser estudado. No entanto, agora, após a morte de Anita, Norma encontra fotos e vídeos no apartamento da mãe que revelam que ela sabia muito mais sobre seu problema do que dizia.

Para encontrar as respostas sobre a morte de Anita, Norma passa a trabalhar no salão de cabeleireiro onde a mãe trabalhava. Mas, assim como Norma tem seus motivos para querer esse emprego, Lambert, o dono do salão e chefe de uma família ligada ao crime organizado, tem suas razões para querer manter a jovem sob vigilância constante. Presa numa rede de mentiras e paranoia, Norma precisa lutar por sua liberdade — e para encontrar a verdade.

Norma é um drama familiar sombrio com tons fantásticos. Sofi Oksanen tece uma história fascinante enquanto, de forma elegante, une passado e presente, introduzindo personagens e um mundo instigantes.

 SOBRE A AUTORA

Sofi Oksanen nasceu em 1977 na cidade de Jyväskylä, na Finlândia. Com seu romance de estreia, As vacas de Stalin, foi lançada à elite de escritores europeus, tornando-se uma das vozes mais poderosas da literatura contemporânea. O livro Expurgo fez de Oksanen um fenômeno de vendas nos países escandinavos e se tornou o primeiro romance a ganhar os dois prêmios mais prestigiados da Finlândia — o Prêmio Finlândia (2008) e o Prêmio Runeberg (2009). Em 2010, ganhou o Prêmio Literário do Conselho Nórdico e Le Prix du Roman FNAC, prêmio francês que pela primeira vez contemplou um autor estrangeiro. E, em 2013, recebeu o Prêmio Nórdico da Academia Sueca pelo conjunto de sua obra.

 

Anúncios