Arquivo da tag: Nvidia

Jogos e softwares com tecnologias NVIDIA RTX ultrapassam a marca de 130 títulos

DOOM Eternal, Red Dead Redemption 2 e Rainbow Six Siege estão entre os títulos RTX mais recentes; NVIDIA Reflex está em 12 dos 15 melhores jogos de tiro competitivos

Icarus: desenvolvido por RocketWerkz aprimorado com RTX(Foto: divulgação)

A NVIDIA anunciou que mais de 130 jogos e aplicativos já possuem suporte a tecnologias NVIDIA RTX, incluindo Ray Tracing acelerado por Tensor Cores, NVIDIA Deep Learning Super Sampling (DLSS) e recursos de IA acelerados por Tensor Cores. Além disso, a tecnologia de redução de latência NVIDIA Reflex também é compatível com 12 dos 15 principais jogos de tiro competitivos.

Desde o lançamento das GPUs NVIDIA GeForce RTX, há dois anos, que introduziu uma série de tecnologias que transformaram drasticamente os jogos para PC e a criação de conteúdo, a NVIDIA tem trabalhado em estreita colaboração com desenvolvedores de jogos, fabricantes de aplicativos criativos e órgãos de padrões da indústria para tirar o máximo de proveito dessas inovações e criar o novo padrão para jogos de PC e aplicativos de criação de conteúdo.

“O RTX estabeleceu o novo patamar, com Ray Tracing e NVIDIA DLSS levando a qualidade de imagem e o desempenho a níveis que antes eram inimagináveis”, disse Matt Wuebbling, vice-presidente de marketing global de GeForce da NVIDIA. “Os desenvolvedores que buscam oferecer a melhor experiência possível em jogos de PC contam com as tecnologias NVIDIA para atingir esse objetivo.”

A lista de franquias de jogos, motores gráficos, desenvolvedores de jogos, editores e fabricantes de hardware/periféricos usando tecnologias pioneiras da NVIDIA é extensa: até o momento, mais de 60 jogos RTX suportam Ray Tracing ou DLSS, enquanto outros 20 adotaram o NVIDIA Reflex.

O NVIDIA DLSS aumenta o desempenho em até 2x enquanto mantém uma qualidade de imagem nítida e clara. Isso levou os especialistas da indústria a apelidar a tecnologia de “magia”, por superar a compensação entre desempenho e qualidade de imagem que os fabricantes de GPU tradicionalmente enfrentam.

A adoção da tecnologia DLSS foi rápida, com suporte para Unreal Engine, Unity Engine, vários outros motores gráficos e mais de 50 títulos de jogos. A lista de franquias que usam DLSS para atingir um novo nível de gráficos inclui BattlefieldCall of DutyControlCrysisCyberpunkDeath StrandingDOOM, Final FantasyFortniteMarvel AvengersMetroMinecraftMonster Hunter , OutridersRed Dead RedemptionRainbow SixTomb RaiderWar ThunderWatch DogsWolfenstein e muito mais.

Como parte do ecossistema NVIDIA Studio, 70 aplicativos de criação e design de conteúdo suportam Ray Tracing acelerado por RTX, DLSS ou recursos de IA, como Super Resolução no Adobe Photoshop, Máscara mágica no Blackmagic Design DaVinci Resolve e Remoção de ruído de áudio no OBS .

COMPUTEX 2021 revela ainda mais jogos RTX

A feira comercial COMPUTEX desta semana traz uma enxurrada de anúncios de novos jogos que aumentam a contagem de títulos RTX.

Os jogos apresentados durante a apresentação da NVIDIA ou no evento que receberão Ray Tracing e DLSS incluem The AscentDOOM EternalDYING: 1983IcarusLEGO® Builder’s Journey e The Persistence. Novos jogos que estão acelerando o desempenho usando DLSS incluem Red Dead Redemption 2 e Rainbow Six Siege.

A adoção das tecnologias RTX é um divisor de águas para a indústria de jogos e uma das mais rápidas da história das tecnologias de PC. As tecnologias RTX estão presentes no jogo mais popular de todos os tempos, bem como no maior Battle Royale e no RPG número um.

Para criadores e streamers, o RTX está acelerando o aplicativo de fotografia mais popular, Adobe Photoshop, o aplicativo de edição de vídeo mais popular, Adobe Premiere Pro, o aplicativo de transmissão mais popular, OBS, e todos os principais renderizadores 3D.

NVIDIA Reflex compatível com 12 dos 15 melhores jogos de tiro competitivos

NVIDIA Reflex é um conjunto de tecnologias que medem e otimizam a latência do sistema em jogos competitivos e melhoram a capacidade de resposta do PC, tornando mais fácil para os jogadores mirar nos oponentes e acertar seus tiros. Foi anunciado que o Reflex está chegando em CrossFire HDEscape from TarkovNaraka: Bladepoint e War Thunder.

Apenas nove meses após seu lançamento, 12 dos 15 melhores jogos de tiro competitivos agora suportam Reflex, incluindo Apex LegendsCall of Duty: Black Ops Cold WarCall of Duty: WarzoneDestiny 2EnlistedFortniteOverwatchRainbow SIx SiegeRust e Valorant.

Veja como o ray tracing, o DLSS e o Reflex estão tornando os jogos mais rápidos, mais bonitos e mais responsivos do que nunca, assistindo a um replay da palestra COMPUTEX da NVIDIA.

Apoio amplo dos desenvolvedores:

“Os bloquinhos de Lego são algo que todos conhecem e amam. Ray tracing e NVIDIA DLSS com tecnologia GeForce RTX trazem o mundo LEGO à vida, com visuais impressionantes e desempenho excelente. ” – Mkkel Fredborg, líder de tecnologia no Light Brick Studio, criadores de LEGO Builder’s Journey

“Estamos criando uma experiência imersiva de investigação e resolução de quebra-cabeças, onde eles nunca saberão o que está por vir. O Ray Tracing nos ajuda a fornecer essa imersão com efeitos de iluminação realistas. Já o NVIDIA DLSS oferece desempenho imbatível, então a única coisa com a qual você precisa se preocupar é em descobrir a verdade e escapar da morte.” – XiangYu Luo, CEO da NEKCOM Entertainment, criadores de DYING: 1983

“Esta tecnologia excepcional oferece aos jogadores a experiência mais envolvente já vista no gênero de jogos de sobrevivência. A iluminação global por Ray Tracing dá vida aos mundos feitos à mão de Icarus com outro nível de realismo. NVIDIA DLSS fornece um aumento significativo de desempenho sem qualquer perda na qualidade da imagem graças aos Tensor Cores nas GPUs GeForce RTX, garantindo que nossos jogadores tenham a melhor experiência possível.” – Dean Hall, CEO da RocketWerkz, criadores de Icarus

“Em Rainbow Six Siege, reações em frações de segundo podem ser a diferença entre ganhar e perder. NVIDIA DLSS garante que você tenha o máximo de desempenho e qualidade de imagem para que você sempre tenha a vitória em vista.” – Anthony De Rochefort, programador 3D da Ubisoft, criadores de Rainbow Six Siege

NVIDIA anuncia as GPUs GeForce RTX 3050 Ti e RTX 3050 para notebooks

Novas GPUs tornam mais acessíveis – e portáteis – do que nunca os visuais com Ray Tracing e a melhoria de performance proporcionada pelo DLSS

(Foto: divulgação)

NVIDIA anunciou diversos novos laptops com GPUs GeForce RTX, que oferecem Ray Tracing em tempo real e DLSS movido a IA, para dezenas de milhões de jogadores e criadores de todo o mundo com preços sugeridos a partir de US$ 799. Ainda não há informações de preço ou disponibilidade no Brasil.

Diversos desses notebooks estão equipados com as novas GPUs GeForce RTX 3050 Ti e 3050, trazendo a arquitetura NVIDIA Ampere com Ray Tracing e Tensor Cores dedicados, para um público mais amplo do que nunca. Todos os notebooks gamer com os novos processadores Intel Core de 11ª geração Série H serão equipados com GeForce RTX Série 30.

“Com esse anúncio, agora existem mais de 140 modelos de notebooks com GPUs GeForce RTX Série 30, e cinco vezes mais laptops RTX Série 30 com menos de 18 mm de espessura em comparação com a geração anterior,” disse Mark Aevermann, diretor de gerenciamento de produtos para laptops da NVIDIA.

Oferecendo desempenho excepcional em designs finos e elegantes, os novos laptops RTX são duas vezes mais rápidos que os sistemas da geração anterior, proporcionando uma jogabilidade constante de 60 quadros por segundo a 1080p em títulos populares como Minecraft RTX e Call of Duty: Black Ops Cold War.

NVIDIA Reflex leva os eSports de baixa latência para laptops

Os novos laptops GeForce RTX 3050 Ti possuem portabilidade e poder de sobra para jogos competitivos. Eles podem fornecer mais de 144 FPS e latência de sistema abaixo de 25ms em títulos como OverwatchRainbow Six Siege e Valorant, graças ao NVIDIA Reflex. Sete dos 10 jogos de tiro mais jogados têm suporte ao Reflex. A tecnologia é compatível com toda a linha GeForce RTX Série 30.

Novos efeitos de IA para conferência e stream no NVIDIA Broadcast

Todos os notebooks GeForce RTX Série 30 incluem suporte ao NVIDIA Broadcast, aplicativo que transforma o laptop em um estúdio completo. O Broadcast possui diversos efeitos de IA, como remoção de eco de sala e de ruído dos vídeos, capaz até de eliminar sons de gatos, cães e insetos. Esses efeitos, juntamente com o fundo virtual e o enquadramento automático, agora podem ser usados simultaneamente, oferecendo mais controle e qualidade sobre áudio e vídeo.

Lançamentos para PC em maio: veja as configurações para RE Village, Metro Exodus Enhanced e mais

Maio marca o retorno histórico de Metro Exodus ao PC, com sua versão “Enhanced” que é o primeiro blockbuster 100% iluminado por Ray Tracing. O mês ainda tem os lançamentos de Resident Evil Village, da versão remasterizada da saga Mass Effect; de Days Gone, framerate desbloqueado e suporte a monitores ultrawide no PC, dentre outras novidades.

Confira a lista de lançamentos do mês para PC e as configurações recomendadas para rodá-los, segundo Alexandre Ziebert, gerente de marketing técnico da NVIDIA na América Latina. Vale lembrar que as configurações sugeridas pela NVIDIA podem diferir daquelas anunciadas pelos distribuidores por citar os hardwares mais atuais disponíveis no mercado.

Metro Exodus Enhanced Edition – 6 de maio

(Foto: divulgação)

Configuração recomendada pela NVIDIA: Placa de Vídeo NVIDIA GeForce RTX 3060, Processador Core i3 10100 ou Ryzen 3 3100, 8GB de RAM e 72GB de espaço em armazenamento.

Metro Exodus Enhanced Edition é o sonho de todo PC gamer que quer tirar total proveito de sua GeForce RTX: o primeiro jogo AAA inteiramente iluminado por Ray Tracing. Essa versão, disponível como um update gratuito para todos que já têm o jogo no PC, torna a Rússia pós-apocalíptica ainda mais deslumbrante do que quando o game foi lançado em 2019.

Nessa versão Enhanced, cada sombra no cenário contribui para a iluminação global e toda e qualquer fonte de luz se mistura com as cores dos objetos nos quais ela reflete. Trata-se também do primeiro título a ter como requisito mínimo uma GPU com suporte a Ray Tracing.

As configurações acima rodam o jogo em 1080p, com detalhes e Ray Tracing no High a 60FPS. Para os que desejarem jogar em 4K no Ultra a 60FPS, o ideal será uma GeForce RTX 3080, tirando proveito de outra novidade da Enhanced Edition, que traz suporte ao DLSS 2.0, enquanto a versão original do jogo contava com a versão inicial do DLSS.

Resident Evil Village – 7 de maio

(Foto: divulgação)

Configuração recomendada pela NVIDIA: Placa de Vídeo NVIDIA GeForce GTX 1660 Super (GeForce RTX 3060 para Ray Tracing), Processador Core i5 10400 ou Ryzen 5 3600, 16GB de RAM.

Está finalmente chegando o momento de quase morrer de medo enquanto explora um vilarejo perseguido por uma vampira gigante e suas filhas satânicas. O aguardado 8º título da popular série da Capcom retorna com mistério, exploração e ação em 1ª pessoa no mesmo tom do assustador Resident Evil 7, mas desta vez com ambientação ainda mais sombria e realista graças ao uso do Ray Tracing.

As especificações acima com a GTX 1660 Super rodam o jogo em 1080p a 60 FPS sem Ray Tracing, para utilizar o recurso o recomendado é uma GeForce RTX 3060.

Confira o Trailer de lançamento: https://www.youtube.com/watch?v=btFclZUXpzA

Mass Effect: Legendary Edition – 14 de maio

(Foto: divulgação)

Configuração recomendada pela NVIDIA: Placa de Vídeo NVIDIA GeForce GTX 1660 Super, Processador Core i3 10100 ou Ryzen 3 3100, 16GB de RAM e 120GB de espaço em armazenamento.

Seja bem-vindo de volta, comandante Sheppard, para essa re-edição da lendária trilogia espacial da Bioware para sistemas atuais, incluindo gráficos revitalizados e seus mais de 40 pacotes de DLC. Além de poder jogar toda a saga espacial do princípio ao fim de forma contínua, Mass Effect Legendary Edition ainda traz diversas melhorias de gameplay, como mira aprimorada, balanceamento das armas, mais opções de customização para o seu personagem, melhor gerenciamento de itens e membros do seu grupo e, sim, controles menos enfurecedores para o Mako.

Confira o Trailer de lançamento: https://www.youtube.com/watch?v=n8i53TtQ6IQ

Subnautica: Below Zero – 14 de maio

(Foto: divulgação)

Configuração recomendada pela NVIDIA: Placa de Vídeo NVIDIA GeForce GTX 1650, Processador Core i3 10100 ou AMD Ryzen 3 3100, 8GB de RAM e 15GB de espaço em armazenamento.

Está na hora de retornar ao planeta 4546B, mergulhar nas águas límpidas, explorar as profundezas, descobrir diferentes biomas, construir bases e veículos, e tentar não ser devorado pela fauna local. Nessa sequência, que se passa dois anos após Subnautica, o jogador precisa ir até as profundezas gélidas e descobrir a verdade por trás de uma sombria conspiração.

Confira o Trailer de lançamento: https://www.youtube.com/watch?v=rdix1XxaZyU

Days Gone – 18 de maio

(Foto: divulgação)

Configuração recomendada pela NVIDIA: Placa de Vídeo NVIDIA GeForce GTX 1660 Super, Processador Core i3 10100 ou Ryzen 3 3100, 16GB de RAM e 70GB de espaço em armazenamento.

Days Gone ficou conhecido por suas gigantescas hordas, que podem chegar a centenas de “zumbis” infectados, e que testavam os limites do hardware dos consoles. Agora, o jogo chega em sua versão definitiva ao PC, com melhorias gráficas como maiores níveis de detalhes, campo de visão e distância de renderização, suporte a framerate desbloqueado e a monitores ultrawide.

Confira o Trailer de lançamento: https://www.youtube.com/watch?v=5TZxTwRQY_M

BIOMUTANT – 25 de maio

(Foto: divulgação)

Configuração recomendada pela NVIDIA: Placa de Vídeo NVIDIA GeForce GTX 1660 Super, Processador Core i3 10100 ou Ryzen 3 3100, 16GB de RAM e 25GB de espaço em armazenamento.

É o jogo de kung-fu pós-apocalíptico com mamíferos mutantes que você não sabia que precisava! Explore um mundo aberto e enfrente monstruosidades com um sistema de combate único que combina artes marciais com armas de fogo customizáveis e diversas habilidades mutantes. O jogo também aprimora a evolução do personagem, que muda visualmente de acordo com as modificações do seu código genético.

Confira o Trailer de lançamento: https://www.youtube.com/watch?v=ui39Rcb6fik

Shin Megami Tensei III Nocturne HD Remaster – 25 de maio

(Foto: divulgação)

Configuração recomendada pela NVIDIA: Placa de Vídeo NVIDIA GeForce GTX 1650, Processador Core i3 10100 ou Ryzen 3 3100, 8GB de RAM e 14GB de espaço em armazenamento.

Nesse RPG clássico da Atlus, Tóquio é tomada por um apocalipse etéreo devido a uma guerra entre deuses e demônios, com os humanos presos no meio. Agora, o jogo retorna com modelos 3D e backgrounds remasterizados, controles adicionais de dificuldade e a bem-vinda capacidade de salvar em qualquer lugar.

Confira o Trailer de lançamento: https://www.youtube.com/watch?v=jFs4m8oMiQg

Performance aumenta até 70% em CoD: Warzone e CoD: Modern Warfare com a chegada do DLSS

Fãs de shooter com uma GPU GeForce RTX notarão um grande aumento de performance com a chegada do suporte ao NVIDIA DLSS nos blockbusters da Activision Call of Duty: Warzone e Call of Duty: Modern Warfare.

Com DLSS perfomance de CoD Warzone aumenta muito. (Foto: divulgação)

Com DLSS habilitado, o aumento de performance chega a 70% em 4K, que pode ser usado para ter mais FPS ou para jogar em resoluções maiores, oferecendo mais detalhes a alvos distantes. A tecnologia está disponível em todos os modos de jogo, podendo ser usada também junto com os efeitos de Ray Tracing, nos modos compatíveis.

Além de chegar ao Call of Duty Warzone, recentemente, o DLSS foi disponibilizado em Mortal Shell e Naraka: Bladepoint.

Aclamado RPG de ação da Cold Symmetry, Mortal Shell recebeu uma grande atualização, no dia 15 de abril, que trouxe Ray Tracing e DLSS para gamers com uma GeForce RTX. O desempenho aumenta em até 130% em 4K no jogo com DLSS habilitado.

Naraka: Bladepoint, da 24 Entertainment, é um aguardado Battle Royale focado em combate corpo-a-corpo que ganhou suporte ao DLSS durante o beta fechado lançado recentemente. O resultado foi um aumento de desempenho de até 60% em 4K. Graças ao DLSS, todos os jogadores com uma GeForce RTX Série 30 podem rodar o jogo em mais de 60 FPS e com configurações máximas em 4K.

A lista de games com DLSS não para de crescer

Os DLSS já chegou a vários outros jogos este ano, incluindo o título da People Can Fly e Square Enix Outriders, que foi lançado no dia 1º de abril já com a tecnologia, que aumenta as taxas de quadros em até 73% em 4K.

A integração com DLSS também está se tornando mais simples para desenvolvedores de jogos após o lançamento do plugin Unreal Engine 4, que permite implementar o DLSS aos seus títulos com menos de um dia de trabalho. Na semana passada, o Unity anunciou que o DLSS será adicionado à engine até o final do ano.

GPUs NVIDIA RTX aceleram workstations e PCs de última geração para milhões de profissionais, designers, engenheiros e usuários de desktop virtual

(Foto: divulgação)

A NVIDIA anuncia uma linha de oito novas GPUs da arquitetura NVIDIA Ampere para notebooks, desktops e servidores de última geração, oferecendo aos profissionais a possibilidade de trabalhar onde quiser, sem sacrificar a qualidade ou desperdiçar o tempo.

Com as novas GPUs NVIDIA RTX™, os profissionais podem criar cenas 3D impressionantes, os designers podem fazer iterações na arquitetura complexa de uma construção em tempo real, e os engenheiros podem criar produtos inovadores em qualquer sistema.

“O trabalho híbrido é o novo normal. As GPUs RTX, baseadas na arquitetura NVIDIA Ampere, oferecem o desempenho para cargas de trabalho exigentes em qualquer dispositivo. Assim, as pessoas podem trabalhar de modo produtivo em qualquer lugar”, afirma Bob Pette, vice-presidente de visualização profissional da NVIDIA.

Para desktops, as novas GPUs NVIDIA RTX A5000 e NVIDIA RTX A4000 possuem novos RT Cores, Tensor Cores e CUDA® Cores para acelerar IA, gráficos e renderização em tempo real até o dobro da velocidade das gerações anteriores.

Para profissionais em movimento que necessitam de dispositivos finos e leves, as novas GPUs NVIDIA RTX A2000, NVIDIA RTX A3000, RTX A4000 e RTX A5000 para laptops proporcionam uma performance acelerada sem comprometer a mobilidade. Elas incluem as últimas gerações de tecnologias Max-Q e RTX e são apoiadas pelo ecossistema NVIDIA Studio™, que inclui tecnologia exclusiva de propulsores que melhora as aplicações criativas para níveis ótimos de desempenho e confiabilidade.

Para data centers, temos as novas GPUs NVIDIA A10 e A16. A A10 fornece até 2,5 vezes o desempenho da workstation virtual da geração anterior para designers e engenheiros, enquanto a A16 fornece até o dobro da densidade de usuários com menor custo total de propriedade e uma experiência de infraestrutura de desktop virtual aprimorada em relação à geração anterior.

Com os softwares NVIDIA RTX Virtual Workstation (vWS) e NVIDIA Virtual PC (vPC), as GPUs A10 e A16 oferecem mais potência, memória e velocidade para acelerar todos os workflows, desde os de gráficos e AI até os de VDI. Dessa forma, os usuários podem dedicar mais tempo ao trabalho eficiente e produtivo.

Adoção pelos clientes

Uma das primeiras empresas a adotar a RTX A5000 foi o Woods Bagot, um escritório internacional de arquitetura e consultoria. “Essa nova microarquitetura de GPU NVIDIA Ampere é um grande avanço. Fiquei impressionado com o ganho de desempenho que observei na NVIDIA RTX A5000 em comparação com o modelo equivalente da geração anterior RTX ao executar aplicações como o Chaos Vantage e o NVIDIA Omniverse”, revela Robert Cervellione, líder de estúdio de tecnologia de design na Woods Bagot. “É claro que a GPU profissional NVIDIA RTX A5000 foi projetada para essa intensa multitarefa em comparação com placas de nível de game.”

A Polaris, uma fabricante de motocicletas, moto para neve, quadriciclos e automóveis elétricos, também está usando a RTX A5000. “A velocidade é tudo quando precisamos avaliar novos conceitos para os veículos mais aventureiros, e a NVIDIA RTX A5000 realmente entrega o que precisamos”, afirma Erick Green, líder 3D/CGI na Polaris. “A renderização básica do viewport é incrivelmente rápida no Octane Render – 5x mais rápida – e desbloqueia coisas que não poderíamos sequer tentar antes”.

“Em Important Looking Pirates, estamos constantemente forçando os limites criativos, e a tecnologia inovadora é a grande capacitação”, diz Ola Bjürling, produtora de produção virtual & gráficos em tempo real da Important Looking Pirates. “Com a RTX A5000 alimentado NVIDIA Omniverse, estamos vendo resultados cinematográficos de ponta em tempo real que costumavam levar horas por frame.”

Tecnologia RTX de última geração

As novas GPUs NVIDIA RTX apresentam a última geração da tecnologia NVIDIA RTX para acelerar gráficos, ray tracing, IA e computação. As novas GPUs RTX para notebooks também incluem a última geração da tecnologia NVIDIA Max-Q, permitindo uma nova geração de potentes notebooks finos e leves projetados para profissionais. Além disso, a tecnologia RTX potencializa o NVIDIA Omniverse – a única plataforma que oferece alta performance, simulação fisicamente precisa para mundos complexos em 3D e, renderização verdadeira por ray tracing e path tracing em tempo real com facilidade.

Todas as GPUs NVIDIA RTX apresentam as tecnologias mais atuais da arquitetura NVIDIA Ampere:

  • RT Cores de 2ª geração: até o dobro do rendimento da geração anterior, com a possibilidade de realizar tarefas de ray tracing, sombreamento e remoção de ruídos ao mesmo tempo;
  • Tensor Cores de Terceira Geração: até o dobro da produtividade da geração anterior, até 10x com esparsidade, com suporte para os novos formatos de dados TF32 e BFloat16;
  • Cores CUDA: até 2,5 vezes mais rendimento de FP32 do que a geração anterior, o que aumenta significativamente o desempenho nas cargas de trabalho de gráficos e computação.

Veja alguns dos recursos e das tecnologias das GPUs para desktops:

  • Memória de GPU de até 24 GB: com o dobro da memória da geração anterior, a RTX A4000 com memória GDDR6 de 16 GB e a RTX A5000 com memória GDDR6 de 24 GB apresentam ECC, que possibilita uma computação sem erros. A RTX A5000 é expansível até 48 GB de memória usando NVIDIA NVLink® para conectar duas GPUs;
  • Virtualização: a RTX A5000 é compatível com o software NVIDIA RTX vWS, o que possibilita a criação de várias instâncias de workstations virtuais de alto desempenho para que usuários remotos compartilhem recursos e acelerem cargas de trabalho de design, IA e computação de ponta;
  • PCIe Gen 4: duplica a largura de banda da geração anterior e acelera a transferência de dados para tarefas com uso intensivo de dados, como AI, ciência de dados e criação de modelos 3D.

Veja alguns dos recursos e das tecnologias das GPUs para notebooks:

  • Tecnologia Max-Q de Terceira Geração: para notebooks finos e leves que funcionam de forma mais silenciosa e eficiente com Dynamic Boost 2.0, WhisperMode 2.0, BAR redimensionáveis e tecnologia NVIDIA DLSS;
  • Memória de GPU de até 16 GB: ideal para modelos, cenas e montagens maiores, além de workflows avançados com várias aplicações.

A NVIDIA também lança as GPUs NVIDIA T1200 e NVIDIA T600 para notebooks, baseadas na arquitetura Turing da geração anterior. Projetadas para workflows profissionais com várias aplicações, essas placas integradas oferecem desempenho e recursos muito melhores.

Disponibilidade

As novas GPUs para desktop NVIDIA RTX e as GPUs para data center NVIDIA estarão disponíveis nos parceiros de distribuição e OEMs globais, a partir do final deste mês.

As novas GPUs NVIDIA RTX para laptop estarão disponíveis em workstations móveis, previstas para o segundo trimestre deste ano, nos OEMs globais.

NVIDIA Reflex diminui latência de Overwatch pela metade

(Foto: divulgação)

Jogadores de Overwatch com GPUs GeForce ganharam uma grande ajuda nas batalhas com a chegada do NVIDIA Reflex ao shooter competitivo da Blizzard. O Reflex reduz a latência do sistema para melhorar a competitividade dos jogadores, permitindo adquirir alvos mais rapidamente, reagir com mais agilidade e aumentar a precisão da mira simplesmente ao habilitar a tecnologia.

Após semanas de testes públicos, o Reflex agora está disponível para todos os jogadores de Overwatch, com o resultado impressionando até os desenvolvedores. “O NVIDIA Reflex muda completamente o jogo, com até 50% de queda na latência do sistema,” definiu John Lafleur, diretor técnico do Overwatch.

Rust e Ghostrunner recebem o Reflex

A NVIDIA também anuncia que a tecnologia está a caminho de dois novos jogos:

  • Rust: popular jogo de sobrevivência multiplayer da Facepunch Studios
  • Ghostrunner: futurístico título de ação ninja da One More Level

“Em Rust, todo mundo quer ver você morto, então a latência reduzida pelo Reflex vai garantir que você fique à frente dos inimigos. É só ativar o Reflex no menu de opções,” disse Helk, líder de projeto, designer e programador de Rust.

NVIDIA Reflex ficando cada vez ainda melhor

Outras melhorias que chegaram ao NVIDIA Reflex incluem:

  • Melhoria do modo ‘Boost’, que reduz a latência em cenários de alta utilização da CPU.
    • Fortnite implementou a otimização e os jogadores tiveram uma redução de latência de até 15% nesses cenários de limite de CPU;
    • Valorant vai ganhar suporte em seu próximo patch. Os primeiros testes mostram uma melhoria de 10-15% nos cenários vinculados à CPU.
       
  • Introdução de quatro novos mouses compatíveis com o Reflex Latency Analyzer, incluindo:
    • ASUS ROG KERIS WIRED
    • ASUS ROG KERIS WIRELESS
    • CORSAIR SABRE PRO CHAMPION SERIES
    • CORSAIR SABRE RGB PRO CHAMPION SERIES
       
  • Três fabricantes de mouses lançaram atualizações de firmware para habilitar o Reflex Latency Analyzer, incluindo:
    • AOPEN Fire Legend GM310
    • Acer Predator Cestus 350
    • Razer Deathadder v2 Pro
       
  • A Acer lançou o novo monitor equipado com Reflex Latency Analyzer, o Predator X25 360Hz.
     
  • O GeForce Experience foi atualizado para incluir vários recursos solicitados pela comunidade, incluindo:
    • Registrar todos os dados de monitoramento de desempenho em um arquivo CSV – incluindo FPS e estatísticas de latência do Reflex Latency Analyzer;
    • Escolher o número de amostras que o Reflex Latency Analyzer usará para calcular a média;
    • A adição da utilização da GPU às métricas de latência, para ajudar a identificar quando um jogo está com “gargalo” na CPU ou na GPU.

Configurações Recomendadas para os games de abril: Outriders, “Nier: Replicant” e mais

Em abril, os jogadores de PC vão poder entrar nas batalhas co-op de Outriders, acelerar em duas rodas na simulação realista de MotoGP 21 e explorar o mundo de NieR Replicant™ ver.1.22474487139…, prequela da obra-prima Nier:Automata que antes estava disponível apenas no Japão.

Confira a lista de lançamentos do mês para PC e as configurações recomendadas para rodá-los, segundo Alexandre Ziebert, gerente de marketing técnico da NVIDIA na América Latina. Vale lembrar que as configurações sugeridas pela NVIDIA podem diferir daquelas anunciadas pelos distribuidores por citar os hardwares mais atuais disponíveis no mercado.

Leia também:

Outriders – 1º de abril

(Foto: divulgação)

Configuração recomendada pela NVIDIA: Placa de Vídeo NVIDIA GeForce GTX 1660 Super, Processador Core i3 10100 ou Ryzen 3 3100, 16GB de RAM e 70GB de espaço em armazenamento.

Outriders combina a ação multiplayer de um looter shooter com o sistema de habilidades e profundidade de história de um RPG. Esse aguardado título da Square Enix também recebe já no lançamento um aumento de performance nas placas GeForce RTX graças ao suporte do NVIDIA DLSS. O DLSS traz um aumento da performance de até 73% em 4K e faz com que toda GPU GeForce RTX consiga rodar o jogo em 60 FPS a 1440p.

Além disso, quem comprar um Notebook GeForce RTX (tanto da Série 20 quanto da Série 30) até o dia 15 de Abril, ganha o jogo de graça. Mais informações na página da promoção.

Confira o Trailer de lançamento: https://www.youtube.com/watch?v=QAddfomJL5M

MotoGP 21 – 22 de abril

(Foto: divulgação)

Configuração recomendada pela NVIDIA: Placa de Vídeo NVIDIA GeForce GTX 1660 Super, Processador Core i3 10100 ou Ryzen 3 3100, 16GB de RAM e 22GB de espaço em armazenamento.

Prepare-se para acelerar rumo à mais realista simulação de corrida de motos, com mais de 120 pilotos oficiais – e 40 pilotos históricos com suas motos icônicas – e 20 pistas por todo o mundo. Fora das pistas, MotoGP 21 ainda permite gerenciar sua carreira ou de uma equipe, além de controlar cada detalhe estratégico das corridas, do nível de combustível à temperatura dos freios e desgaste dos pneus.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=RCpvQpAilA8

NieR Replicant™ ver.1.22474487139… – 23 de abril

(Foto: divulgação0

Configuração recomendada pela NVIDIA: Placa de Vídeo NVIDIA GeForce GTX 1660 Super, Processador Core i3 10100 ou Ryzen 3 3100, 16GB de RAM e 25GB de espaço em armazenamento.

Retorne ao mundo de Nier nessa versão aprimorada de NieR Replicant até então disponível apenas no Japão. Com gráficos melhorados, o jogo traz a exploração em um mundo desolado e combate visceral que se tornou a marca registrada da série, unindo batalhas com espadas e poderes mágicos. NieR Replicant™ ver.1.22474487139… também conta com faixas do compositor da icônica trilha de Nier:Automata: Keiichi Okabe.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=59AMEbkSAp8

Configurações Recomendadas de Março: Kingdom Hearts chega ao PC

Em março os jogadores de PC vão poder, finalmente, conhecer uma franquia que une dois dos mais icônicos universos do entretenimento, que se encontram na série Kingdom Hearts. Além disso, neste mês chegam o gameplay inovador em co-op de It Takes Two e o mundo cheio de maravilhas – e perigos – de Balan Wonderworld.

Confira a lista de lançamentos do mês para PC e as configurações recomendadas para rodá-los, segundo Alexandre Ziebert, gerente de marketing técnico da NVIDIA na América Latina. Vale lembrar que as configurações sugeridas pela NVIDIA podem diferir daquelas anunciadas pelos distribuidores por citarmos os hardwares mais atuais disponíveis no mercado.

It Takes Two – 26 de março

(Foto: divulgação)

Configuração recomendada pela NVIDIA: Placa de Vídeo NVIDIA GeForce GTX 1650 Super, Processador Core i3 10100 ou Ryzen 3 3100, 16GB de RAM e 50GB de espaço em armazenamento.

A Way Out foi um sucesso com seu gameplay co-op inovador, e agora o estúdio Hazelight está de volta buscando aperfeiçoar ainda mais o gênero cooperativo via tela dividida ou gameplay remoto com It Takes Two. Essa insana aventura acompanha dois humanos transformados em bonecos e transportados a um mundo fantástico. Agora, será preciso cooperação e amizade – dentro e fora do jogo – para a dupla conseguir voltar ao normal.

Balan Wonderworld – 26 de março

(Foto: divulgação)

Configuração recomendada pela NVIDIA: Placa de Vídeo NVIDIA GeForce GTX 1650 Super, Processador Core i3 10100 ou Ryzen 3 3100, 16GB de RAM e 20 GB de espaço de armazenamento.

Respeitável público! Conheça um fabuloso mundo imaginário no qual sonhos – e pesadelos – se tornam realidade em um jogo de ação e plataforma com um toque teatral! Deleite-se com mais de 80 figurinos, cada qual com poderes como congelar o tempo ou manipular objetos, além de um modo co-op que combina os poderes das fantasias de dois jogadores. A configuração acima permite explorar Balan Wonderworld em 1920×1080 a 60FPS com gráficos em Alto.

Série Kingdom Hearts – 30 de março

(Foto: divulgação)

Configuração recomendada pela NVIDIA: Placa de Vídeo NVIDIA GeForce GTX 1660 Super, Processador Core i3 10100 ou Ryzen 3 3100, 8GB de RAM, 75GB de armazenamento.

A mera menção a Kingdom Hearts já leva aos suspiros qualquer fã da série, e agora os jogadores do PC também poderão mergulhar nesse “crossover” entre os universos de Disney e Square Enix que se tornou um mundo próprio, com uma história complexa por meio de diferentes realidades. Os títulos que chegam ao PC incluem a coletânea remasterizada KINGDOM HEARTS HD 1.5 + 2.5 ReMIX, o épico KINGDOM HEARTS III + Re Mind (DLC), e a aventura musical KINGDOM HEARTS Melody of Memory.

A configuração acima é recomendada para KINGDOM HEARTS III + Re Mind (DLC), mas também é suficiente para os demais jogos da série.

NVIDIA DLSS chega ao Nioh 2 e Mount & Blade II: Bannerlord; NVIDIA anuncia novos descontos de notebooks

(foto: divulgação)

Nesta semana chegou ao Rainbow Six Siege o Reflex, tecnologia da NVIDIA que reduz enormemente a latência do sistema; já Nioh 2 Mount & Blade II: Bannerlord receberam suporte ao DLSS. Além disso, ficou mais fácil do que nunca para desenvolvedores implementarem o DLSS e Reflex na Unreal Engine.

NVIDIA Brasil também está mostrando as melhores promoções do momento de notebooks equipados com placas GeForce, que possuem poder de processamento tanto para o trabalho, estudo e aplicações gráficas – e, claro, para encarar os mais recentes games.

Nioh 2: The Complete Edition e Mount & Blade II: Bannerlord ficam mais rápidos!

Nioh 2: The Complete Edition e Mount & Blade II: Bannerlord entram na lista de jogos com suporte ao NVIDIA DLSS.

Habilitar DLSS em Nioh 2 pode acelerar as taxas de atualização de quadros em até 58%, permitindo que todos os jogadores com uma GeForce RTX joguem em mais de 60 FPS o tempo todo.

Em Mount & Blade II: Bannerlord, o NVIDIA DLSS pode acelerar o desempenho em até 50% em 4K, permitindo 60 FPS em todas as GPUs GeForce RTX.

Jogadores de Rainbow Six Siege com uma GeForce recebem ajuda na mira

Se nos esportes o equipamento certo pode ajudar os competidores a atingir seu potencial máximo, os games competitivos não são exceção: melhores GPUs, monitores, periféricos e um bom software podem levar à melhorias de uma fração de segundo na seleção de alvos, o que pode ser a diferença entre a vitória ou derrota.

Jogadores de Rainbow Six Siege com uma GPU GeForce Série 10 ou mais recente agora podem baixar o servidor de teste público, executar a versão Vulkan e testar o NVIDIA Reflex antes de chegar ao jogo principal. Basta acessar o menu de opções de exibição e habilitar NVIDIA Reflex Low Latency.

Para ajudar os jogadores competitivos a medir e otimizar a latência do sistema de ponta a ponta, foi criado o NVIDIA Reflex Latency Analyzer. Usando hardware e software embutidos em monitores e mouses, a latência do sistema agora pode ser facilmente medida, permitindo que você otimize sua configuração para a melhor resposta.

NVIDIA DLSS e Reflex ficam mais fáceis de incluir na de Unreal Engine

E ambas essas tecnologias poderosas ficaram mais simples de serem implementadas nos jogos criados na Unreal Engine 4. Os desenvolvedores podem acessar o DLSS como um plugin para o Unreal Engine 4.26, enquanto o Reflex agora está disponível como um recurso na linha principal do motor gráfico.

NVIDIA lança Game Ready Driver com suporte aos notebooks GeForce RTX Série 30 e a Ray Tracing e DLSS no jogo The Medium

(Foto: divulgação)

NVIDIA lançou o mais novo GeForce Game Ready Driver cuja principal atração é a otimização ao aguardado jogo de terror The Medium, bem como o suporte aos novos laptops com GPUs GeForce RTX Série 30.

The Medium com Ray Tracing e NVIDIA DLSS

Da Blooper Team, The Medium chega em 28 de janeiro oferecendo uma experiência única aos fãs de terror. Com uma jogabilidade que ocorre simultaneamente em duas realidade, a atmosfera opressiva e perturbadora de The Medium fica ainda mais assustadora com a iluminação por Microsoft DirectX Ray Tracing (DXR) e a melhoria de performance proporcionada pelo NVIDIA DLSS.

Notebooks GeForce RTX Série 30

A chegada da GeForce RTX Série 30 aos laptops foi o maior lançamento de notebooks de todos os tempos, com mais de 70 opções de design vindas dos principais fabricantes. E todos equipados com as novas GPUs GeForce RTX 3080, RTX 3070 e RTX 3060 para laptops.

Esses aparelhos trazem novas tecnologias Max-Q de 3ª geração, incluindo Dynamic Boost 2.0, WhisperMode 2.0, Resizable BAR e DLSS. Os notebooks voltados para gamers e para criação de conteúdo começam a estar disponíveis globalmente a partir de hoje, equipados com placas RTX 3080 e RTX 3070, seguidos pelos laptops com GeForce RTX 3060 em 2 de fevereiro.

Sobre o NVIDIA Game Ready Drivers

O Game Ready Driver está disponível antes ou no dia do lançamento dos principais games, e foi criado para proporcionar a melhor performance e gameplay. Todos os NVIDIA Game Ready Drivers são certificados pelos testes da WHQL, da Microsoft.