Arquivo da tag: Pode Chorar

Jorge e Mateus voltam à São Paulo para show no Espaço das Américas

Dupla apresenta seu recente trabalho, o CD “Terra Sem Cep” e outros clássicos de carreira

Espaço das Américas recebe na sexta-feira, 22 de novembro, o show da dupla mais consagrada do sertanejo. Jorge e Mateus voltam à São Paulo para um show repleto de grandes sucessos de carreira e novos hits.

A dupla, responsável por algumas das músicas mais animadas e populares do sertanejo universitário, como “Pode Chorar”, “De Tanto Te Querer”, “Voa BeijaFlor”, “Querendo Te Amar”, “Amo Noite E Dia”, ganhou projeção nacional e, hoje, é considerada uma das principais duplas sertanejas do Brasil.

(Foto: Divulgação)

Atualmente, Jorge e Mateus seguem  com a turnê que divulga o seu mais recente trabalho, o CD/DVD “Terra Sem CEP”, com 14 faixas inéditas. Todas as músicas conseguiram entrar nas mais tocadas de todas as plataformas de streaming logo na primeira semana de lançamento. “Propaganda”, música de trabalho do álbum, é a segunda canção mais visualizada no canal oficial da dupla no Youtube, com mais de 345 milhões de views e foi a canção mais executada no Brasil no Spotify no ano passado.

Os rankings da dupla no Spotify não param por aí! Além de serem os brasileiros mais seguidos na plataforma, as canções dos artistas foram executadas em 61 países por mais de 10 milhões de fãs, durante mais de 21 milhões de horas. No Deezer, Jorge e Mateus também são os artistas com mais seguidores do Brasil. No balanço divulgado pela revista Billboard, a dupla figura entre os 30 artistas do país mais ouvidos no exterior.

Ainda em 2018, eles levaram para casa o título de Melhor Dupla pelo canal musical Multishow e foram os únicos artistas sertanejos brasileiros com mais de 1 bilhão de plays no Spotify. Na internet, eles bateram novos recordes de 8.5 milhões de inscritos no YouTube e mais de 4 bilhões de views no YouTube. Nas redes sociais, já são mais de 30 milhões de seguidores, contando com os perfis oficiais no Instagram, Facebook e Twitter

Os ingressos para esta grande noite já estão à venda. Para adquiri-los basta ir pessoalmente às bilheterias do Espaço das Américas ou acessar o site da Ticket 360 (https://goo.gl/xgibPV).  Os ingressos custam entre R$ 80,00 a R$ 280,00.

Serviço – Jorge e Mateus | Espaço das Américas

Show: Jorge e Mateus no Espaço das Américas 
Data: 22 de novembro de 2019 (sexta-feira)
Abertura da casa: 21h
Início do show: 00h
Censura: 18 anos 
Local: Espaço das Américas (Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda – São Paulo – SP)
Capacidade para este evento: 7750
Acesso para deficientes: sim
Ingressos: PISTA 1º LOTE: R$ 160,00 (inteira) e R$ 80,00 (meia)| PISTA 2º LOTE: R$ 180,00 (inteira) e R$ 90,00 (meia) | PISTA 3º LOTE: R$ 200,00 (inteira) e R$ 100,00 (meia) | CAMAROTE PREMIUM 1º LOTE: R$ 220,00 (inteira) e R$ 110,00 (meia) | CAMAROTE PREMIUM 2º LOTE: R$ 240,00 (inteira) e R$ 120,00 (meia) | CAMAROTE PREMIUM 3º LOTE: R$ 280,00 (inteira) e R$ 140,00 (meia) | MEZANINO 1º LOTE: R$ 220,00 (inteira) e R$ 110,00 (meia) | MEZANINO 2º LOTE: R$ 240,00 (inteira) e R$ 120,00 (meia) | MEZANINO 3º LOTE: R$ 280,00 (inteira) e R$ 140,00 (meia).
Compras de ingressos: Nas bilheterias do Espaço das Américas (de segunda a sábado das 10h às 19h – sem taxa de conveniência) ou Online pelo site Ticket 360 (https://goo.gl/xgibPV)
Formas de Pagamento: Dinheiro, Cartões de CreditoeDebito, Visa, Visa Electron, MasterCard, Diners Club, Rede Shop. Cheques não são aceitos.
Objetos proibidos: Câmera fotográfica profissional ou semi profissional (câmeras grandes com zoom externo ou que trocam de lente), filmadoras de vídeo, gravadores de audio, canetas laser, qualquer tipo de tripé, pau de selfie, camisas de time, correntes e cinturões, garrafas plásticas, bebidas alcóolicas, substâncias tóxicas, fogos de artifício, inflamáveis em geral, objetos que possam causar ferimentos, armas de fogo, armas brancas, copos de vidro e vidros em geral, frutas inteiras, latas de alumínio, guarda-chuva, jornais, revistas, bandeiras e faixas, capacetes de motos e similares. 

POCAH LANÇA SINGLE E CLIPE DE “PODE CHORAR”

Faixa é primeiro lançamento solo da cantora com o novo nome artístico

Depois de emendar recentemente dois feats de extremo sucesso nas plataformas digitais – “Resenha Lá Em Casa”, de Kevin O Chris (5.500.000 streamings Spotify) e “Para Não”, do MC WM, com Jerry Smith, (2.800.000views no Youtube em apenas uma semana de lançamento) Pocah estreia “Pode Chorar”, a primeira música solo com novo nome artístico e a expectativa não poderia ser mais positiva.

“Pode Chorar” traz discurso feminista e empoderador. Mais uma vez, a cantora mostrará um projeto que fala sobre a liberdade feminina e quebra estigmas e rótulos arcaicos.

Assim, percebemos a preocupação da cantora com as mensagens que a mesma evoca em seu público e nos temas de suma importância que a sociedade debate hoje.  Exemplo disso é a repercussão e engajamento de “Não sou obrigada”. Feminista e cheia de atitude, o single e clipe acumulam números grandiosos – são 36 milhões de visualizações no Youtube e mais de 30.400.00 de streamings no Spotify.

Em forte processo de ascensão, Pocah usa sua voz para promover reflexões e mudanças, e traz, assim, a importância social que a música carrega para atingir as pessoas. “Pode Chorar é muito especial para mim por alguns motivos, dentre eles: o fato de ser meu primeiro lançamento solo com novo nome artístico e pela letra evidenciar uma mensagem muito importante de feminismo e servir de inspiração para meus fãs e para todas as mulheres”, comenta a cantora.

Em trecho da letra, produzida pela Hitmaker Produções, — “Eu hoje vou fazer a festa/ Usar o que ele detesta/ Hoje vou me libertar/ Ele pode implorar / Que vai ser muito pior /Vai aprender a viver só — Pocah enaltece o poder de escolha da mulher, de usar as roupas que a fazem se sentir bem consigo mesma, de ser o que ela de fato é, independente da opinião e vontade do homem. Livre, dona de si, não há padrão que possa moldar uma mulher; ela controla os rumos e caminhos de sua vida.

Já o clipe, dirigido por Philippe Noguchi, traz uma estética sofisticada e diferenciada. Ao mesmo tempo em que ressalta grande referência pop, traz um tipo de fotografia novo, pouco usado em produções audiovisuais do gênero funk, retratando alguns aspectos mais surreais e uma paleta geral de cores mais fria e neutra nos ambientes cenográficos.

Com transição de referências no videoclipe, há combate do controle imposto, dos padrões sociais e do machismo enraizado evidenciando, dessa maneira, a liberdade que a mulher traz com sua vida. Isso pode ser exemplificado através de uma das colocações de cena do clipe: diversos quadros na parede com homens nas molduras, formando uma “coleção” de namorados, o que é comumente enxergado por ser uma prática masculina e não feita pelas mulheres.

Importante dizer que Pocah, um dos maiores nomes do funk feminino no país, possui todos seus shows previamente esgotados e agenda lotada até fim desse ano. Fora isso, são mais de 2,9M de ouvintes mensais no Spotify, 1,78M inscritos no Youtube e mais de 12 milhões de seguidores no somatório de suas redes sociais. Com personalidade marcante, Pocah só está começando. O público pode esperar muita coisa boa por vir!