Arquivo da tag: Política

Bruce Springsteen e “A Música da Minha Vida”

Por Renata Lakatos

Recheado de referências políticas, preconceito racial e aceitação de costumes forçada, o filme A Música da Minha Vida traz elementos estranhos àqueles que não estão acostumados com o choque cultural vivido por imigrantes, causando um misto de inquietação e incômodo aos espectadores.

Inspirado no livro de memórias do jornalista Sarfraz Manzoor (Greetings from Bury Park) o filme conta a história do adolescente Javed (Viveik Kalra) – um britânico filho de paquistaneses – da pequena cidade de Luton, Inglaterra, no final da década de 80.

“A música da minha vida” já está nos cinemas. (Foto: Divulgação)

Javed encontra na poesia uma fuga para escapar do preconceito e da intolerância, mas falta-lhe a coragem para enfrentar as inflexibilidades do pai (Kulvinder Ghir), um paquistanês bastante tradicional que deseja que o filho tenha uma vida boa, mas que obedeça às regras por ele estabelecidas sem discussão.

Na escola, seu colega Roops (Aaron Phagura) apresenta-lhe as músicas do “Chefe”, Bruce Springsteen, e Javed encontra nas letras do músico de New Jersey a inspiração que precisava para mudar sua vida, tomando as rédeas do seu pensamento e conseguindo enfrentar o pai para defender suas ideias. Ao mesmo tempo, o jovem se dá conta, com desgosto, dos abusos que sofrem da sociedade da época pelo simples fato de serem imigrantes, tendo que lidar com o ódio e provocações diariamente.

A Música da Minha Vida é um filme incrível, que traz uma trilha sonora magnífica como pano de fundo para uma história rica e muito bem construída.

Cena de “O Doutrinador” mostra os bastidores da política

VÍDEO TRAZ ANTERINHO, FILHO DE PODEROSO EMPRESÁRIO, GRAVANDO PARA PROGRAMA ELEITORAL

“O Doutrinador”, filme de ação nacional inspirado em personagem de HQ, retrata uma sociedade tomada por empresários e políticos corruptos. Em cena que acaba de ser liberada, o inexperiente Anterinho (Gustavo Vaz), escolhido como candidato a presidente pelo grupo liderado por seu pai, Antero Gomes (Carlos Betão), aparece gravando seu programa eleitoral. Na cena, o marqueteiro da campanha o instrui, entre outras coisas, a não cruzar os braços, a levantar o peito e a passar credibilidade durante a sua fala.

Protagonizada por Kiko Pissolato, a produção, que traz a história do anti-herói criado pelo quadrinista Luciano Cunha, estreia nos cinemas em 1º de novembro. Já a série de TV “O Doutrinador” será exibida pelo canal Space em março de 2019.  O elenco reúne ainda Marília Gabriela, Helena Ranaldi,Tainá Medina e Tuca Andrada, entre outros. Com direção de Gustavo Bonafé e codireção de Fábio Mendonça, o filme e a série foram criados por Luciano Cunha e Gabriel Wainer, que também participaram das mesas de roteiro, assinado por Mirna Nogueira, LG Bayão, Guilherme Siman, Rodrigo Lage e Denis Nielsen. A produção é da Paris Entretenimento e a distribuição da Downtown/Paris Filmes.

Sinopse
“O Doutrinador” é um anti-herói no melhor estilo dos vigilantes dos quadrinhos. O Doutrinador é Miguel, um agente federal altamente treinado que vive num Brasil cujo governo foi sequestrado por uma quadrilha de políticos e empresários. Uma tragédia pessoal o leva a eleger a corrupção endêmica brasileira como sua maior inimiga. E ele começa a se vingar da elite política brasileira em pleno período de eleições presidenciais, numa cruzada sem volta contra a corrupção.

Ficha Técnica

Direção: Gustavo Bonafé
Roteiro: Mirna Nogueira, LG Bayão, Rodrigo Lages, Denis Nielsen, Guilherme Siman, Gabriel Wainer e Luciano Cunha
Produção: Marcio Fraccaroli, Sandi Adamiu, Bruno Wainer
Produção Executiva: Renata Rezende
Direção de Fotografia: Rodrigo Carvalho
Produtora de elenco: Renata Kalman
Diretor de Arte: Marghe Pennacchi
Figurinista: Flavia Lhacer
Montador: Federico Brioni e Sabrina Wilkins

Elenco
Kiko Pissolato (Miguel)
Samuel de Assis (Edu)
Tainá Medina (Nina)
Marília Gabriela (Ministra Marta Regina)
Eduardo Moscovis (Sandro Correa)
Helena Ranaldi (Julia Machado)
Natália Lage (Isabela)
Natallia Rodrigues (Penélope)
Tuca Andrada (Delegado Siqueira)
Gustavo Vaz (Anterinho)
Carlos Betão (Antero Gomes)
Nicolas Trevijano (Diogo)
Eduardo Chagas (Oliveira)

Sobre a Paris Entretenimento
Após dois anos como coprodutora de grandes sucessos de bilheteria, como a trilogia “Até que a Sorte nos Separe”, a Paris Entretenimento consolidou-se como produtora em 2015, com o lançamento do longa “Carrossel – O Filme”, que fez 2.7 milhões de espectadores e tornou-se o quarto filme nacional mais visto do ano.

Entre 2016 e 2017, a Paris Entretenimento foi a produtora que mais lançou filmes no país, com um total de sete longas- metragens exibidos em circuito comercial. Os gêneros variados dessas produções consolidam nossa proposta de abrangência de mercado, explorando diferentes nichos de acordo com as tendências comerciais da época. Desses sete filmes lançados nos últimos meses, dois são adaptações de séries infantis de televisão (“Carrossel 2 – O Sumiço de Maria Joaquina” e “Detetives do Prédio Azul – O Filme”), outros dois são infanto-juvenis voltados ao público masculino (“Internet – O Filme”) e feminino (“Meus 15 Anos”), uma comédia romântica destinada ao público adulto (“Um Namorado Para Minha Mulher”), e dois documentários (“Teresinha” e “Aqualoucos”), este último lançado na 41a Mostra Internacional de Cinema.

Nossa busca por atender à demanda do público brasileiro continua em 2018, por isso selecionamos nossos projetos futuros com base nas tendências de mercado para os próximos meses. Em novembro de 2017 iniciamos a produção de “O Doutrinador”, aventura do gênero super-herói que será lançada nos cinemas em Setembro de 2018 e, em seguida, em formato seriado pelo canal Space.

Vídeo de ‘O Doutrinador’ revela o universo da hacker Nina

LONGA SOBRE O ANTI-HERÓI BRASILEIRO CHEGA AOS CINEMAS EM 1º DE NOVEMBRO
Em vídeo de making of, a atriz Tainá Medina conta sobre sua personagem no longa “O Doutrinador”: Nina, uma jovem de 24 anos que trabalha em uma loja de HQs, mas que também é uma hacker. Ela tem uma questão séria com a justiça – sua mãe foi presa arbitrariamente. “A forma que ela vê para reparar as injustiças é burlando o sistema, é sendo uma hacker, é entrando e sendo meio que um ratinho que vai roendo as pontas, gerando um caos”, explica Tainá. Além de cenas inéditas do filme, o vídeo traz também um depoimento do diretor Gustavo Bonafé, que complementa: “Criamos uma hacker que também vai a manifestações de rua. É uma menina que faz parte dessa nova juventude que está começando a ter voz política”.  Para assistir, clique aqui.
Com lançamento nos cinemas marcado para 1º de novembro, “O Doutrinador” também terá uma versão em série para TV, que será exibida pelo canal Space em março de 2019.  Kiko Pissolato vive o protagonista da produção, que traz ainda no elenco Eduardo Moscovis, Marília Gabriela, Helena Ranaldi, Carlos Betão e Tuca Andrada, entre outros. Com direção de Gustavo Bonafé e codireção de Fábio Mendonça, o filme e a série foram criados por Luciano Cunha e Gabriel Wainer, que também participaram das mesas de roteiro, assinado por Mirna Nogueira, LG Bayão, Rodrigo Lages, Denis Nielsen e Guilherme Siman. A produção é da Paris Entretenimento e a distribuição da Downtown/Paris Filmes.

 

Sinopse
“O Doutrinador” é um anti-herói no melhor estilo dos vigilantes dos quadrinhos. O Doutrinador é Miguel, um agente federal altamente treinado que vive num Brasil cujo governo foi sequestrado por uma quadrilha de políticos e empresários. Uma tragédia pessoal o leva a eleger a corrupção endêmica brasileira como sua maior inimiga. E ele começa a se vingar da elite política brasileira em pleno período de eleições presidenciais, numa cruzada sem volta contra a corrupção.
Ficha Técnica
Direção: Gustavo Bonafé
Roteiro: Mirna Nogueira, LG Bayão, Rodrigo Lages, Denis Nielsen, Guilherme Siman, Gabriel Wainer e Luciano Cunha
Produção: Marcio Fraccaroli, Sandi Adamiu, Bruno Wainer
Produção Executiva: Renata Rezende
Direção de Fotografia: Rodrigo Carvalho
Produtora de elenco: Renata Kalman
Diretor de Arte: Marghe Pennacchi
Figurinista: Flavia Lhacer
Montador: Federico Brioni e Sabrina Wilkins
Elenco
Kiko Pissolato (Miguel)
Samuel de Assis (Edu)
Tainá Medina (Nina)
Marília Gabriela (Ministra Marta Regina)
Eduardo Moscovis (Sandro Correa)
Helena Ranaldi (Julia Machado)
Natália Lage (Isabela)
Natallia Rodrigues (Penélope)
Tuca Andrada (Delegado Siqueira)
Gustavo Vaz (Anterinho)
Carlos Betão (Antero Gomes)
Nicolas Trevijano (Diogo)
Eduardo Chagas (Oliveira)
Sobre a Paris Entretenimento
Após dois anos como coprodutora de grandes sucessos de bilheteria, como a trilogia “Até que a Sorte nos Separe”, a Paris Entretenimento consolidou-se como produtora em 2015, com o lançamento do longa “Carrossel – O Filme”, que fez 2.7 milhões de espectadores e tornou-se o quarto filme nacional mais visto do ano.
Entre 2016 e 2017, a Paris Entretenimento foi a produtora que mais lançou filmes no país, com um total de sete longas- metragens exibidos em circuito comercial. Os gêneros variados dessas produções consolidam nossa proposta de abrangência de mercado, explorando diferentes nichos de acordo com as tendências comerciais da época. Desses sete filmes lançados nos últimos meses, dois são adaptações de séries infantis de televisão (“Carrossel 2 – O Sumiço de Maria Joaquina” e “Detetives do Prédio Azul – O Filme”), outros dois são infanto-juvenis voltados ao público masculino (“Internet – O Filme”) e feminino (“Meus 15 Anos”), uma comédia romântica destinada ao público adulto (“Um Namorado Para Minha Mulher”), e dois documentários (“Teresinha” e “Aqualoucos”), este último lançado na 41a Mostra Internacional de Cinema.
Nossa busca por atender à demanda do público brasileiro continua em 2018, por isso selecionamos nossos projetos futuros com base nas tendências de mercado para os próximos meses. Em novembro de 2017 iniciamos a produção de “O Doutrinador”, aventura do gênero super-herói que será lançada nos cinemas em Setembro de 2018 e, em seguida, em formato seriado pelo canal Space.
Sobre a Downtown Filmes 
Fundada em 2006, a Downtown Filmes é a única distribuidora dedicada exclusivamente ao cinema brasileiro. Desde 2011, ocupa a posição da distribuidora número 1 no ranking de filmes nacionais. De 2013 até hoje, vendeu mais de 50% de todos os ingressos de filmes brasileiros lançados. Até dezembro de 2017, a Downtown Filmes lançou 120 longas nacionais, que acumularam mais de 100 milhões de ingressos.
Entre os maiores sucessos da distribuidora estão “Minha Mãe É Uma Peça” e “Minha Mãe É Uma Peça 2”, estrelados por Paulo Gustavo; “De Pernas Pro Ar”, “De Pernas Pro Ar 2”, e “Loucas Pra Casar”, com Ingrid Guimarães; “Até que a sorte nos separe”, ”O Candidato Honesto” com Leandro Hassum; “Os Parças” com Whindersson Nunes, Tom Cavalcante e Tirulipa, “Fala Sério, Mãe!” com Ingrid Guimarães e Larissa Manoela, “Chico Xavier” e “Elis”.
Para 2018, o lineup da Downtown conta com 20 títulos, entre eles “Os farofeiros”, lançado em março, “O Doutrinador”, adaptação da série de quadrinhos de mesmo nome, “O Candidato Honesto 2”, “Tudo Por um Pop Star” e “O Palestrante Motivacional” estrelado por Fabio Porchat.

Galera lança thriller juvenil cheio de referências pop e de política internacional

image004 (1).jpgAutora do best-seller “Anatomia de um excluído”, a autora Andrea Portes tem como forte característica de seus textos um humor sarcástico e esperto, além de toneladas de citações de cultura pop. Em “Liberdade”, que chega às livrarias em abril pela Galera, ela conduz o leitor habilmente por um thriller de espionagem juvenil com uma protagonista inteligente e mordaz – que parece sempre estar numa  divertida conversa informal com o leitor –, e ainda cheio de referências de bandas, filmes de arte e muita política internacional.

Na trama, Paige Nolan é uma jovem extraordinária: aos 17 anos, fala diversas línguas, é faixa preta em diferentes categorias de luta e tem uma consciência política bem acima da média. Isso ela aprendeu com os pais, jornalistas e ativistas acostumados a denunciar violações de direitos humanos pelo mundo. Os dois morreram durante uma missão na Turquia, ou pelo menos isso é o que Paige acredita, já que os corpos nunca foram encontrados.

Quando ela decide bancar a heroína numa lanchonete e derruba dois brutamontes com as próprias mãos, acaba chamando a atenção de uma agência de espionagem secreta. A missão designada para ela: encontrar Sean Raynes, um de seus heróis, que agora vive na Rússia, e descobrir que informações confidenciais ele anda escondendo.  Sean foi o homem responsável por expor técnicas inconstitucionais de espionagem usadas pelo governo americano – qualquer semelhança com a história de Edward Snowden não é mera coincidência. Apesar de resistente à ideia de trair o homem a quem admira, ela acaba aceitando, já que a tal agência alega ter informações privilegiadas sobre seus pais, que ainda estariam vivos.

Assim, depois de um treinamento intensivo, Paige embarca para a Rússia em sua primeira missão. Além da narrativa de thriller que prende o leitor, a autora capricha no humor em observações hilárias sobre o comportamento e a cultura russa e americana, e seus contrastes. Em meio a amizades surpreendentes, lealdades duvidosas e a perseguição da máfia russa, a protagonista vai desafiar suas convicções.

Andrea Portes é a autora best-seller de “Anatomia de um excluído” e da graphic novel “Superbad”. Ela cresceu em Nebraska, se formou na Bryn Mawr College e mora em Los Angeles.