Arquivo da tag: Quarto

Cinco dicas para criar um quarto de criança confortável

Criar um quarto de criança pode ser uma aventura, principalmente para quem nunca passou por isso. Então veja essas 5 dicas fundamentais para criar um quarto de criança confortável que a arquiteta Leila Dionizios separou para ajudar:

Leila Dionizios Arquitetura dá dicas para decorar uma quarto de criança. (Foto: Leila Dionizios Arquitetura)
Leila Dionizios Arquitetura dá dicas para decorar uma quarto de criança. (Foto: Leila Dionizios Arquitetura)

1. Cama e colchão: a cama e o colchão são fundamentais em qualquer quarto e, em se tratando de um quarto de criança, são ainda mais importantes, pois a qualidade do sono influencia no crescimento dos pequenos. Portanto, atenção especial a estes itens, pois eles tendem a acompanhar a criança por muito tempo.

Se você busca economia, escolha um móvel de cor e design neutros, o que torna mais fácil combiná-lo com as diferentes fases da criança. O colchão deve ser certificado e antialérgico para saúde ficar sempre em dia, com densidade adequada para o tamanho e peso da criança.

2. Móveis: ao escolher o armário para o quarto da criança, já é possível comprar um grande para não precisar trocá-lo tão cedo, eliminando a necessidade de cômodas. Escolher um de cor neutra e que combine com a cama é uma boa ideia. Deixe as cores para os detalhes decorativos.

Outro móvel interessante para um quarto infantil é uma escrivaninha, criando um espacinho para estudos, para a criança se sentir estimulada desde cedo. Se ainda houver espaço no quarto, também vale a pena ter uma mesinha de cabeceira e até um baú para guardar os brinquedos. Não encha o quarto de móveis: tenha o que será utilizado de verdade, preservando mais espaço para a criança brincar.

3. Decoração: as decorações temáticas são muito charmosas, mas podem sair de moda muito rápido. Decorações com temas de personagens de desenhos ou filmes podem chamar a atenção da criança em um primeiro momento, mas depois de algum tempo elas se tornam muito cansativas.

Se a criança gosta de um personagem, tenha itens decorativos dele, que são facilmente substituíveis. Quem deseja muito criar um quarto temático pode escolher um tema “genérico”, como bailarina, jardim, barcos ou futebol.

4. Inspire-se em outros projetos: pesquise alguns projetos de decoração de quartos infantis na internet e em revistas. Também converse com seu filho ou filha sobre suas preferências.

Muitas crianças desenvolvem preferências bastante cedo e gostam de opinar e escolher sobre a reforma do quarto. Aproveite bem as dicas e tente encaixá-las no projeto, pois, no final, o quarto é da criança.

5. Contrate um profissional: ter ajuda profissional para fazer um projeto de decoração torna todo o processo mais fácil.

Um arquiteto saberá exatamente como colocar todas as necessidades e ideias no papel, adicionando a isso uma decoração bonita e que poderá acompanhar a criança por vários anos.

Quarto de hotel em casa

O arquiteto Junior Piacesi explica como transformar o quarto de casa em um ambiente com máximo conforto e multifuncionalidade, como o quarto de um hotel

Os quartos de hotéis pelo mundo primam por levar ao hóspede extremo conforto, além de possuir inúmeras funções dentro de um mesmo espaço. “Quando você chega em um quarto de hotel, você tem a cama, um banheiro sempre adequado, uma bancada de escritório para a pessoa colocar o laptop e uma TV acoplada. Quando você faz o projeto de um quarto de hotel, você precisa pensar em um quarto com várias funções, como se fosse um miniapartamento. Hoje, tem quartos com uma geladeirinha e até mesmo micro-ondas”, conta o arquiteto Junior Piacesi.

Segundo o arquiteto Júnior Piacesi um quarto de hotel é na verdade um miniapartamento. Uma realidade que pode ser totalmente adaptada às residências. (Foto: Jomar Bragança)
Segundo o arquiteto Júnior Piacesi um quarto de hotel é na verdade um miniapartamento. Uma realidade que pode ser totalmente adaptada às residências. (Foto: Jomar Bragança)

Para aqueles que buscam ter o mesmo estilo prazeroso de um hotel dentro de casa, Junior Piacesi dá dicas de como transformar esse desejo possível, tendo um quarto aconchegante, confortável e funcional. “As pessoas, hoje, têm uma vida tão corrida, que um quarto multifuncional é uma forma de você levar um conforto para próximo de você. Ter, por exemplo, água por perto para não ter que andar a casa toda até chegar na cozinha. Porque que o quarto de hotel tem esse conceito, de facilitar a vida”, avalia.

Para ter um quarto nessa linguagem, uma das dicas do arquiteto é investir na iluminação. “Você percebe que um quarto de hotel não é extremamente claro. Você pode acender, às vezes, a cabeceira, ter sempre uma luz de leitura. A primeira coisa que eu foco é na iluminação, depois as cores utilizadas de acordo com o projeto. A cor também faz essa leitura do aconchego”, explica Piacesi.

De acordo com o profissional, as texturas que serão aplicadas nas roupas de cama ou em papéis de parede também precisam ser bem estudadas. “A textura ajuda a levar a pessoa para um cenário, para um ambiente”, analisa.

O grande diferencial entre um quarto de hotel e um quarto residencial é a irreverência arquitetônica que um quarto de hotel pode apresentar e que, às vezes, o de uma casa não é possível. “Nos quartos de hotel que temos feito, buscamos uma coisa mais arrojada. Os hotéis primam em fazer uma suíte diferente, uma surpresa. A gente sempre tenta apresentar uma linguagem de ponta. Assim como o projeto que fizemos, onde colocamos uma banheira ao lado da cama. O banheiro você pode deixar ele todo aberto ou fechar as portas”, relata Junior.

Nessa suíte projetada pelo arquiteto Júnior Piacesi para um hotel a banheira fica ao lado da cama. Uma proposta totalmente inovadora. (Foto: Gustavo Xavier)
Nessa suíte projetada pelo arquiteto Júnior Piacesi para um hotel a banheira fica ao lado da cama. Uma proposta totalmente inovadora. (Foto: Gustavo Xavier)

Mas segundo o arquiteto, este tipo de projeto pode ser executado em casa. Vai depender do espaço que o cliente possui e como queira fazer o seu quarto. O principal é ter um ambiente aconchegante e agradável. “O importante é ter uma cama confortável, uma boa iluminação, um espaço que você possa sentar em uma poltrona e ler um bom livro. Acho legal também colocar uma geladeirinha. Pontos fortes que se adequam tanto para um quarto de hotel quanto para um quarto residencial”, encerra.

Super-heróis em ação!

Batman, Super-Homem, Lanterna Verde, Homem-Aranha…. As crianças gostam tanto dos super-heróis que eles são campeões em pedidos de tema para decoração do quarto. Mas, cuidado:  as cores vibrantes dos personagens podem carregar o ambiente e deixar as crianças agitadas!

Toda criança tem uma relação especial com os super-heróis. Os meninos, então, costumam ser totalmente apaixonados e, segundo um estudo realizado pela fábrica de brinquedos Mattel do Brasil em parceria com o Instituto GFK, empresa alemã de estudos de mercado, essa admiração é saudável, pois ajudam a formar a personalidade da criança plantando valores como ética, coragem e humildade.

Portanto, é benéfico estimular a relação das crianças com os super-heróis. Uma forma de eles estarem ainda mais presentes é fazendo parte da decoração do quarto. Esse tema é, inclusive, muito pedido pelos meninos. O único problema é que esses personagens tem como característica cores fortes e vibrantes e isso pode influenciar negativamente as crianças, tornando-as mais agitadas.

Neste projeto da arquiteta Isabela Canaan o super-herói foi usado na plotagem da porta do armário e alguns bonecos usados como adorno. No restante da decoração, a cor verde é que remete ao personagem.  (Foto: Jomar Bragança)
Neste projeto da arquiteta Isabela Canaan o super-herói foi usado na plotagem da porta do armário e alguns bonecos usados como adorno. No restante da decoração, a cor verde é que remete ao personagem. (Foto: Jomar Bragança)

Para que elas possam desfrutar desse tema tão divertido no quarto sem que isso cause agitação e, consequentemente, problemas na hora de dormir, profissionais de arquitetura e decoração dão dicas interessantes. E a primeira delas quem traz é a arquiteta Isabela Canaan: “De fato, os super-heróis têm muita informação no que tange às cores. Por isso, o ideal é que esse mote seja usado em apenas alguns pontos da decoração”, destaca.

Mas como fazer isso?  Maria Cristina Bahia, sócia-proprietária e decoradora da loja Villa Maria, especializada em soluções para dormitórios, traz exemplos práticos. “É interessante utilizar adornos, roupa de cama, objetos decorativos, almofadas e quadros que façam referência aos personagens. Os nichos são boas opções também para inserir o tema de super-heróis sem carregar o espaço. O segredo está nos detalhes, são eles que trarão o tema para o ambiente de forma leve e equilibrada”, explica.

Para as profissionais do escritório Óbvio Arquitetura o papel de parede é um ótimo recurso para criar uma decoração temática de super-heróis sem exagero. (Foto: José Humberto Júnior)
Para as profissionais do escritório Óbvio Arquitetura o papel de parede é um ótimo recurso para criar uma decoração temática de super-heróis sem exagero. (Foto: José Humberto Júnior)

As profissionais da Óbvio Arquitetura, Luciana Araújo e Nathália Otoni, acrescentam mais ideias para trazer o mote super-heróis para os quartos infantis sem exageros: “É interessante mesclar o tema, presente em adornos e detalhes, com um plano de fundo mais neutro, como a cor branca ou tons pastel. Outra sugestão são os papéis de parede, ótimos para trazer leveza para o espaço com muito bom gosto”.

Outro truque está na plotagem. “Recorri à plotagem em dois projetos de quartos infantis. Em um deles, o tema foi retratado apenas na plotagem aplicada em cima do armário de MDF. Nos demais elementos do quarto, usei a cor verde, dominante no personagem retratado, mas em um tom mais ameno. Já no outro quarto, o mote se referia a vários super-heróis juntos, ou seja, tinha muita cor. Por isso, usei apenas uma listra com os personagens na parede branca”, conta Isabela.

Na loja Villa Maria os quadros com temas de super-heróis são os mais procurados para a decoração de quarto infantil. (Foto: Julian Buli)
Na loja Villa Maria os quadros com temas de super-heróis são os mais procurados para a decoração de quarto infantil. (Foto: Julian Buli)

Em resumo, dá para deixar a criançada sempre pertinho dos super-heróis sem perder o sono: tanto dos pais quanto dos filhos!

Quarto de bebê para a família toda

O quarto do bebê deve atender às necessidades da criança que vai chegar. Mas ela não será a única a utilizar o espaço. Por isso, o projeto precisa ser mais amplo e abranger outra ótica: a dos pais

O projeto de um quarto de bebê, geralmente, é pautado pelo sexo e necessidades da criança que vai nascer. Afinal, tudo precisa estar perfeito para que o mais novo e esperado integrante da família se sinta amado e confortável. Mas e os pais? O quarto do bebê é um dos locais da casa onde eles, principalmente a mãe, passarão muitas horas. Por isso, é importante levar em conta no projeto às perspectivas deles também.

De acordo com as profissionais do escritório Morávia Arquitetura & Interiores, Adriana e Alessandra Morávia, alguns itens são essenciais para garantir conforto e segurança aos pais e o bebê. A iluminação, por exemplo, é imprescindível para a mãe. “É bom ter uma luz ao lado da poltrona. A mãe amamenta a noite e ela precisa andar pelo quarto e ver o bebê. Por isso, o dimmer — para controle da densidade de luz —, é interessante para trazer conforto ao bebê e a mãe”, contam Adriana e Alessandra.

Poltrona com braço e peseira trazem mais comodidade a mãe na hora da amamentação. (Foto: Sandro Dutra)
Poltrona com braço e peseira trazem mais comodidade a mãe na hora da amamentação. (Foto: Sandro Dutra)

Por falar em poltrona de amamentação, este é um móvel importante. “Esse mobiliário tem que ser confortável para a mãe e tem que ter braço para que ela possa descansar. A poltrona pode ser de balanço e com peseira para dar mais conforto à mãe”, explicam as profissionais do escritório Morávia Arquitetura & Interiores.

Deve-se ficar atento ainda à bancada e ao trocador. “É necessário que esses móveis tenham a medida de um metro e vinte por cinquenta e cinco centímetros. Gavetas abaixo desses móveis ou nichos acima deles, para deixar tudo o que a mãe precisa sempre à mão, também é essencial para maior conforto e agilidade”, destacam Adriana e Alessandra.

Segundo as profissionais, as gavetas abaixo desses móveis ou nichos acima deles também são essenciais para maior conforto e agilidade da mãe e do pai. (Foto: Osvaldo Castro)
Segundo as profissionais, as gavetas abaixo desses móveis ou nichos acima deles também são essenciais para maior conforto e agilidade da mãe e do pai. (Foto: Osvaldo Castro)

Por último, e não menos importante, o piso. “É preciso usar tapete de Lyra ou outro tipo de pelo não muito alto para trazer conforto à mãe que sairá da cama para amamentar o bebê ou para o pai que vai conferir como a criança está na madrugada. Muitas vezes, eles nem se lembram de colocar um chinelo e acabam tendo contato direto com o chão frio. Outra opção é colocar piso vinílico”, indicam as profissionais da Morávia Arquitetura & Interiores.

Como mães e profissionais da arquitetura e decoração, Adriana e Alessandra Morávia sempre contemplam em seus projetos de quarto de bebê as necessidades das crianças e dos pais