Arquivo da tag: Rabo de Galo

Rabo de Galo ganhará fama mundial ao lado da Caipirinha

Bebida será o segundo coquetel brasileiro à base de Cachaça a ser inserido em lista internacional, que conta com quase 100 drinks considerados os clássicos do mundo

É cocktail, mas pode chamar de Rabo de Galo, como é popularmente conhecido nos balcões dos bares do Brasil afora. Há 65 anos, este drink entrou para a história do país e se tornou um patrimônio cultural, assim como a Caipirinha.

Passados mais de seis décadas, agora o drink ganhará status internacional e ficará páreo a páreo com a tradicionalíssima Caipirinha. Segundo Derivan Ferreira de Souza, conhecido como Mestre Derivan, uma das principais referências do setor de bebidas e responsável número 1 pelo reconhecimento do Rabo de Galo no cenário mundial, a bebida foi aprovada pelo comitê organizador do IBA – International Bartenders Association – e entrará ainda em 2019 na importante lista internacional da entidade, que conta com quase 100 drinks considerados os clássicos do mundo.

Assim, a bebida será o segundo coquetel brasileiro à base de Cachaça com fama mundial. “Todo barman no Brasil e no mundo precisará conhecer e saber fazer o Rabo de Galo, que agora estará presente na carta oficial da International Bartenders Association. O nosso país já consta nessa listagem com a Caipirinha, que é um drink muito apreciado e conhecido mundialmente, sendo a responsável pela disseminação do consumo de Cachaça no mercado internacional”,explica Mestre Derivan.

Rabo de Galo fica famoso com caipirinha. (Foto: Divulgação)

A trajetória do Rabo de Galo teve início na cidade de São Paulo com a chegada de uma fábrica de bebidas, nos anos 50. A indústria queria atender os anseios alcoólicos dos imigrantes italianos, no entanto, estes consumidores, encantados pela Cachaça, deixaram de consumir o Vermute para apreciar o “ouro líquido brasileiro”.

Assim, foi criada uma mistura dos dois, utilizando um copo apropriado que continha marcação das doses. Segundo relatos, o fundo do copo era mais grosso para aguentar a batida no balcão, na volta do gole. Inclusive, a bebida era para ser chamada de Cocktail, mas a idéia foi rapidamente descartada e substituída pela tradução da palavra, que significa Rabo de Galo.  

O Rabo de Galo, que inicialmente tinha em sua proporção original 2/3 de Cachaça para 1/3 de Vermute, nos dias de hoje não tem uma receita exata e nem há uma técnica fixa de preparo: as bebidas podem ser misturadas num mixing glasscom gelo ou no próprio copo de servir. Com essas nuances de preparo, tornou-se o drink mais consumido pela boemia no Brasil.

A mistura de Vermute com Cachaça é um grande sucesso. Por isso, a bebida vem despertando o interesse dos bartenders e mixologistas, que estudam a origem da Coquetelaria Brasileira.

Para chamar ainda mais a atenção desses profissionais e das empresas do setor de bebidas em relação ao potencial do Rabo de Galo, duas referências mundiais do segmento juntaram-se para promover o Concurso Nacional do Rabo de Galo: o primeiro é o Mestre Derivan, e o segundo, seu “braço direito”, o bartender Daniel Júlio.

“Em 2018, o concurso foi um verdadeiro sucesso e movimentou a capital paulista. Foram mais de 40 bartenders de todo país inscritos e que prepararam receitas inéditas da bebida. O público pôde acompanhar a disputa ao mesmo tempo que degustava gratuitamente as Cachaças expostas no evento”, conta Daniel Júlio.

Por conta do sucesso, a organização vai repetir a dose em 2019. Neste ano, o evento acontecerá em 19 de agosto, das 13h às 20h, no Leques Brasil Hotel Escola, na rua São Joaquim, 216, no bairro da Liberdade, em São Paulo. O concurso conta com o importante patrocínio do IBRAC – Instituto Brasileiro da Cachaça – e apoio da Cúpula da Cachaça, Confraria Paulista da Cachaça, Escola da Cachaça, Viva Cachaça, Bartender Store, Cachaciê e SolutionPara mais informações, acesse: www.instagram.com/rabodegalo.oficialbrasil/.

Para o Instituto Brasileiro da Cachaça, entidade que trabalha pela valorização da Cachaça no mercado brasileiro e internacional, é uma honra patrocinar o III Concurso Nacional Rabo de Galo. A quantidade de atributos da Cachaça (ingrediente principal do Rabo de Galo) e sua versatilidade fazem da bebida um destilado distinto dos demais, contribuindo para que o drink conquiste novos fãs no Brasil e no mundo. A iniciativa do Concurso é louvável, uma vez que resgata uma bebida tradicional do país, valoriza a Cachaça e eleva o Rabo de Galo ao cenário da coquetelaria internacional”, declara Carlos Lima, diretor executivo do Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC).

Cachaça Yaguara homenageia o coquetel Rabo de Galo com ação em bares e restaurantes de São Paulo

Entre os dias 13 de setembro e 1 de outubro, 30 estabelecimentos da cidade participarão do projeto que doará R$1,50 de cada Rabo de Galo vendido ao Instituto ATÁ

Entre os dias 13 de setembro e 1 de outubro, 30 estabelecimentos da cidade participarão do projeto que doará R$1,50 de cada Rabo de Galo vendido ao Instituto ATÁ

O Rabo de Galo é um dos maiores representantes da cultura brasileira de bar. Assim, o projeto liderado pela cachaça Yaguara nasceu para homenagear este drinque, em uma campanha que será realizada de 13 de setembro a 1 de outubro, em 30 bares e restaurantes de São Paulo.

 Cachaça Yaguara homenageia o tradicional Rabo de Galo. (Foto: Kato)
Cachaça Yaguara homenageia o tradicional Rabo de Galo. (Foto: Kato)

Durante esse período, as casas participantes servirão o drinque com sua receita original, ou com uma releitura do Rabo de Galo criado com as cachaças artesanais Yaguara Orgânica ou Yaguara Ouro. Há opções como a versão criada pelo bartender Jean Ponce, do Bar Guarita, que leva cachaça Yaguara Ouro, cachaça Yaguara orgânica, vermute carpano clássico, um toque de Cynar e twist de limão taiti (R$ 28); do Spencer Ameno, do bar Frank, feita com cachaça Yaguara Ouro, vermute Carpano Clássico, vermute branco seco, Angostura, limão desidratado (R$ 33); e do Ale D’Agostino, do Spot, que leva Yaguara Orgânica, vermute e Fernet.

A cada coquetel vendido, será doado R$1,50 para o Instituto ATÁ, que tem como missão fortalecer e valorizar a diversidade de territórios e a relação do homem com o alimento.

Assim como a tradicional cultura de bar é caracterizada por um bom bate-papo, a opinião do público é muito importante neste movimento. Por essa razão, a interação com os consumidores será incentivada através das redes sociais com o uso das hashtags #rabodegaloyaguara #qualoseurg.

Confira a lista dos estabelecimentos participantes:
Aconchego Carioca, Admirals Place, Barê, Bossa, Chez Oscar, Desembargador, Esquina Mocotó, Frank, Guarita, Home Bar, Isola, Hotel Grand Hyatt (restaurantes C Cultura Caseira e Wine Library), Ipo Bar, Jiquitaia, La Central, Le Bilboquet, Le Petit Jazz, Mocotó, No Name, Número, Piu, Pullman, Ramona, Recreo, Sala Especial, Solo, Suri, Tivoli (Arola 23 e Narã), Town Sanduich e Zurich.