Arquivo da tag: Região

Aventuras nas Regiões Tchecas Boêmia Ocidental

Karlovy Vary, capital da região, é reconhecida não apenas por ser um dos spas mais glamourosos da Europa Central, mas também por ser o ponto de partida ideal para descobrir vários tesouros do passado e do presente na República Tcheca. Entre eles, o relicário de São Mauro e a exposição de sua história cheia de mistérios no palácio de Bečov; o castelo medieval de Loket, junto com Karlovy Vary,  cenário para o filme de James Bond, Casino Royal; a biblioteca do mosteiro de Teplá, perto da cidade termal Mariánské Lázně, onde está localizado o único campo de golfe real fora da Commonwealth Britânica; ou o cristal da marca Moser, considerado o cristal dos reis por ser o preferido de várias casas reais do mundo.

Dados básicos:

Localização
130 km de Praga, 180 Km desde Dresde, 300 Km de Munique e 360 Km de Berlim.

Experiências / Aventuras:
Spa – bem estar, luxo, cinema, gastronomia, cristal, compras, turismo ativo (golfe, corrida, esqui, ciclismo, trilhas), compras.

Karlovy Vary

(Foto: Divulgação)

Diz a lenda que a cidade de Karlovy Vary foi fundada pelo rei tcheco e imperador românico Carlos IV no século XIV. Ele teria descoberto as prodigiosas águas minerais durante uma caçada a um cervo. Ao longo dos séculos, a fama da cidade cresceu e cruzou as fronteiras da Boêmia até se tornar um símbolo de charme e status social. Os principais representantes dos estados europeus, bem como grandes personalidades como Goethe, Beethoven, Gogol, Paganini, Casanova ou Mozart, entre outros, visitaram a cidade. Ultimamente, são as numerosas estrelas de cinema que visitam Karlovy Vary todos os anos, em julho, por ser palco de um dos festivais de cinema mais importantes da Europa.

Recomendamos visitar o centro histórico a pé. É uma área de pedestres de cerca de 2 km, que segue o rio Teplá e é cercada por colinas que formam o famoso vale em que a cidade se estende. No passeio, você pode visitar o Grand Hotel Pupp, o Teatro Municipal, a Igreja de Maria Madalena, três colunatas (Mlýnská, Tržní e Sadova) que cobrem e protegem 12 fontes termais.

Durante séculos, esta região desenvolveu o uso de águas de suas fontes termais e minerais para tratamentos medicinais e de bem-estar oferecidos em suas três principais cidades: Karlovy Vary, Mariánské Lázně e Františkovy Lázně. Lugares que, graças à sua fama, foram visitados por pessoas e governantes famosos como o rei tcheco Carlos IV, o czar russo Pedro o Grande, o imperador austríaco Francisco I, a imperatriz Sissi ou o rei da Inglaterra Eduardo VII ao longo de sua história.

(Foto: Divulgação)

Mariánské Lazně

Mariánské Lázně é caracterizada, acima de tudo, por belos parques, graças aos quais está entre as mais belas cidades ajardinadas da Europa. Você pode passear sossegadamente ouvindo a água  de inúmeras nascentes e fontes, respirando o perfume de flores e árvores floridas, ou tomando café e saboreando as excelentes bolachas de spa.

Visite a famosa colunata de aço e ferro fundido Máxim Gorki, verdadeiro símbolo da cidade, juntamente com a fonteque, que a cada hora ímpar, das 7h às 21h e às 22h apresenta um show de água e música, com músicas de Verdi, Toselli, Dvorak, Vanguelis ou Andrea Bocelli.

(Foto: Divulgação)

Františkovy Lázně

Esta é a menor cidade do triângulo termal, com passeios elegantes com arcadas clássicas, parques históricos e uma atmosfera agradável de paz, relaxamento e descanso.

Nomeada em homenagem ao seu fundador, o imperador austríaco Francisco I, a cidade tem como símbolo a estátua de uma criança, que se diz ter poderes mágicos. Se não for suficiente, você pode diversificar seu itinerário com uma visita ao parque aquático Aquaforum, que possui várias piscinas, escorregadores, grutas e saunas.

Chodová Planá

Para os amantes da cerveja, é preciso parar não apenas para provar a cerveja ou tentar “cozinhá-la” na Academia de Cerveja, mas também para banhar-se. A terapia combina os efeitos curativos da água mineral quente, ingredientes para produzir cerveja e massagens. Os procedimentos curam a pele e os cabelos, relaxam os músculos, as articulações e reforçam o sistema imunológico. Quando sai da espuma da cerveja, o corpo fica mais jovem. E se quiser ficar por mais tempo reserve hotel junto ao spa ou experimente alguns pratos deliciosos no restaurante localizado no labirinto de rochas, nas adegas da cervejaria do século XII.
 

2/ Legado Histórico

Loket

(Foto: Divulgação)

A história de Loket, uma importante vila real localizada a cerca de 15 km de Karlovy Vary, com um castelo, remonta ao século XII. A entrada da cidade, atravessando a ponte sobre o rio Ohře com uma vista impressionante do castelo, é a foto perfeita para as redes sociais. E junto com o pitoresco centro da cidade é uma atração para os cineastas.

Entre os filmes mais conhecidos que foram gravados em Loket, destaca-se a história do agente 007 Casino Royale, onde Loket é apresentada como uma cidade de Montenegro, onde James Bond e Vesper devem conhecer René Mathis. Juntos, eles almoçam na Praça Masaryk, em frente ao Hotel Goethe. É precisamente aqui que Bond enfrenta o chefe de polícia, e o corrupto e malvado Le Chiffre. A praça da cidade também serviu de cenário para o enredo do filme No Novelty in Front, história de estudantes despreocupados que seriam convocados para lutar na Guerra Mundial.

Bečov nad Teplou

O castelo medieval de Bečov foi fundado na primeira metade do século XIV. Atualmente, no antigo castelo medieval e palácio barroco, foi instalada a exposição dedicada à “descoberta do século”: o relicário românico de São Mauro.

A história de sua descoberta se assemelha a um livro de suspense. Em 1984, um comerciante dos Estados Unidos entrou em contato com as autoridades do governo socialista tcheco com um pedido para comprar um item de valor que estava no território do país. O governo, por um lado, estava negociando com ele e, por outro lado, iniciou a busca por um patrimônio histórico perdido.

Tendo apenas algumas pistas, resolver o caso parecia impossível. No final de uma grande pesquisa em todo o país, o objeto foi encontrado sob o piso da capela do palácio em Bečov nad Teplou.  Era uma caixa dourada com preciosos ornamentos do século XIII para guardar os restos mortais de São Mauro. Considerado um dos exemplos mais preciosos da ourivesaria medieval, seu valor é incalculável e, após as joias dos reis tchecos, é o segundo objeto mais valioso da República Tcheca

Mosteiro Premonstratense em Teplá

O centro espiritual da Boêmia Ocidental é sem dúvida o Mosteiro de Teplá, localizado a 17 km de Mariánské Lázně. Foi fundada no final do século XII por Hroznata como compensação por não ter participado de uma das cruzadas. Ele trouxe aqui a ordem dos premostransianos, que retornaram em 1990 após muitos anos de infortúnio, e gradualmente ele estava reformando o complexo dilapidado.

3 / Golfe em campos reais

Se o golfe é uma de suas paixões, você encontrará muitas razões para visitar esta região com mais de 10 campos:

Somente em Karlovy Vary, existem 4 campos de golfe: Golf & Racing Club, Golf Club Haje, Golf Resort Cihelny e Golf Resort (também conhecido como Olšová Vrata), que é um dos campos de golfe mais antigos da República Tcheca e Europa Central. Foi fundado em 1904. Está localizado a apenas 5 km do centro de Karlovy Vary, possui 18 buracos e sedia torneios europeus de prestígio. Uma vez por mês, ele testemunha torneios de clubes locais. Após um torneio ou treino, os golfistas podem descansar no centro de relaxamento do Aquila Welness Club.

4 / Lembranças

Wafers de Karlovy Vary

As bolachas tipo wafers de  Karlovy Vary e Mariánské Lázně são tradicionais e muito popular. Eles foram preparados pela primeira vez antes de 1800, época em que as bolachas diferiam das atuais, porque eram simplesmente polvilhadas com açúcar, destinadas aos pacientes dos spas. Mais tarde, os cozinheiros aumentaram as camadas de bolacha, acrescentaram especiarias dando o sabor específico que conhecemos hoje.

(Foto: Divulgação_

Becherovka: medicamento transformado em licor de ervas

A bebida alcoólica à base de plantas, típica de Karlovy Vary tem uma longa tradição. A Becherovka, com 38% de porcentagem alcoólica, introduzida no mercado em 1807, tem uma popularidade extraordinária desde então.

Seu sabor requintado é devido às águas de Karlovy Vary, álcool de qualidade, açúcar natural e uma mistura de 32 ervas e especiarias com um sabor amargo específico. A receita é um segredo bem guardado, conhecido por apenas duas pessoas na fábrica. O licor é tomado frio, mas também é um ingrediente favorito para coquetéis. Muito popular é o chamado «beton» que combina Becherovka com tônica.

Moser: cristal dos Reis

Cristal e porcelana é a indústria tradicional da região e a fábrica de cristal mais conhecida e uma das mais importantes do país é a Moser. Cristal sem chumbo, feito à mão com detalhes em ouro, decoração em prata e esculturas finas, tornou-se sinônimo de qualidade e tradição. Fundada em 1857, seus produtos ainda são considerados entre os melhores do mundo, confirmando o fato de ser uma das marcas utilizadas em eventos reais. A visita inclui três espaços: a fábrica, onde o vidro é soprado, o museu com a exposição de coleções históricas e contemporâneas e a loja.

5 / Festival Internacional de Cinema de Karlovy Vary

A primeira semana de julho faz de Karlovy Vary o centro do cinema mundial, quando Festival de Cinema, um dos mais prestigiados da Europa, sediado no Hotel Termal. Com uma atmosfera inconfundível que caracteriza, acima de tudo, pelo contato direto e próximo entre as estrelas convidadas e seu público .Entre as estrelas de cinema que participaram do festival, podemos citar Leonardo di Caprio, Michael Douglas, Keira Knightley, Morgan Freeman, Scarlett Johansson, Sharon Stone, Robert Redford, Robert de Niro, Antonio Banderas, Gael García Bernal, Judi Dench, John Malkovich, John Travolta, Julianne Moore, Renée Zellweger e muitos mais.

A edição 2020 foi cancelada devido á pandemia de coronavírus.

Itinerário recomendado (4 dias)

Dia 1-2: Karlovy Vary

Dia 3: Loket – Becov

Dia 4: Marianske Lazne – Teplá – Chodová Planá

A melhor época para viajar é de abril a outubro, já que castelos, palácios e campos de golfe estão abertos, os dias são longos e o clima é agradável. Devido aos tratamentos de spa, a região também pode ser visitada no inverno.



Curiosamente, muitas lembranças que os turistas compram na República Tcheca vêm da região de Karlovy Vary:

Aventuras nas Regiões Tchecas. Boêmia do Sul: todas as aventuras numa única região

Região Boêmia do Sul na República Tcheca. (Foto: Divulgação)

Esta região proporciona aventuras para todos os viajantes e sua localização privilegiada entre Praga, Viena e Munique, com acesso fácil é ideal para aqueles que, em poucos dias, desejam descobrir muitos aspectos do destino.

Dados básicos:

Localização:
155 km desde Praga, 220 Km. desde Viena, 320 Km. desde Munique

Experiências / Aventuras:
extenso legado arquitetônico (castelos, palácios, cidades históricas), aventuras da natureza (montanhas, rios, lagos) e férias ativas (ciclismo, corrida, caminhada, esqui), eventos históricos importantes, gastronomia.

Itinerário recomendado (4 dias)

Dia 1: cidade de České Budějovice – palácio de Hluboká

Dia 2: cidade de Český Krumlov (UNESCO)

Dia 3: cidade de Český Krumlov – presa Lipno

Dia 4: Parque Nacional Šumava

Souvenir típico:
joias de moldavita – meteorito de cor verde encontrado apenas nessa região

A melhor época para viajar é de abril a outubro, pois os castelos estão abertos e o clima é agradável. A temporada de Natal também é interessante para os amantes dos mercados e tradições de Natal.

Cinco pétalas de experiências únicas
Por muitos séculos, a maior parte da região fazia parte de um importante domínio unifamiliar: até o século XVI, era a família Rosenberg e, depois, os Schwarzenberg. O símbolo dos Rosenberg era uma rosa de cinco pétalas, presente em seus escudos, e nos brasões de várias cidades da região,  assim como na Universidade da Boêmia do Sul  que conferiu uma pétala a cada uma de suas faculdades. Com base nesse simbolismo, queremos compartilhar os 5 pontos que você não pode deixar de visitar na região.

1/ Castelos, palácios e cidades históricas

České Budějovice, é a capital da região erguida na confluência dos rios Vltava e Malše que até hoje rodeiam seu centro histórico. Para visitar: a prefeitura barroca e a fonte de Sansão (considerada a maior do país) em Přemysl Otakar II, uma das maiores praças quadradas da Europa; mosteiro da ordem dominicana, fundado no século XIII; a Catedral de São Nicolau e, ao lado, a Torre Negra, o símbolo da cidade com 72 m de altura.

(Foto: Divulgação)

Palacio de Hluboká (10 Km.) É geralmente classificado como o mais bonito da República Tcheca por causa de sua aparência atual. Tem 140 quartos e 11 torres e oferece vários passeios pelas câmaras privadas e pelas luxuosas salas representativas que têm paredes folheadas e esculpidas, tetos decorados, móveis elegantes, lustres de cristal e grandes coleções de pinturas, objetos de prata, porcelanas e gobelins.

Český Krumlov (25 Km., UNESCO), a cidade conhecida como “A Pérola da Boêmia”, cercada pelos meandros do rio Vltava, era a antiga sede de poderosas famílias tchecas, como os já mencionados Rosenberg ou Schwarzenberg. Para visitar: exteriores e interiores do castelo, com seus jardins, torre de vigia, teatro barroco e museu; ruas e ruelas que vão do centro   à Praça da Concordia; a igreja de San Vito; Galeria de Egon Schiele e fotoatelier Seidl; e museu – loja de marionetes Casa dos Contos.

2/ Belezas Naturais

Parque Nacional de Šumava (75 Km.)

Ele está localizado na fronteira tcheco-alemã e é considerado o maior território de todo o continente europeu coberto de florestas em toda a sua superfície. Existem poucas áreas na Europa Central que oferecem uma paisagem tão harmoniosa, uma combinação de montanhas com matas seculares, lagos glaciais com águas cristalinas e pântanos cheios de mistérios.

Lipno
A barragem de Lipno é a maior do gênero na República Tcheca, situada na bela natureza de Šumava. É um destino preferido para os amantes de férias ativas. Você pode praticar cicloturismo, patins, windsurf, esportes à vela, nadar ou simplesmente relaxar e descansar em uma das “praias” de Lipno. Para visitar: arvorismo nas copas das árvores.

(Foto: Divulgação)

3/ Férias ativas e esportivas.

Quilômetros de ciclovias percorrem toda a região. Lipno, juntamente com o Parque Nacional Šumava e em torno da capital, České Budějovice, são talvez os destinos mais adequados para os turistas. Rotas sugeridas: České Budějovice – Palácio Hluboká (12 Km.), Em torno de Lipno até Vítkův hrádek (30 Km).

O rio Moldava, no verão, é sem dúvida o rio com mais tráfego no sul da Boêmia. Especialmente o trecho da barragem de Lipno a České Budějovice é muito popular entre os amantes de canoagem e rafting. São realizadas excursões de 2 a 3 dias, dormindo em barracas de camping localizados nas margens do rio. Se você preferir um passeio mais curto, Český Krumlov oferece passeios fluviais pelo centro histórico da cidade.

A Boêmia do Sul também é um destino ideal para correr. Em todos os lugares que mencionamos, você pode correr, sejam cidades, florestas ou montanhas. O evento mais importante é a meia maratona na cidade de Česke Budejovice, cuja 9ª edição, será realizada em 30/05/2020.

A Tchéquia tem mais de 43.000 km de trilhas sinalizadas. O Parque Nacional Šumava, bem como os arredores das principais cidades da região, possui rotas muito interessantes, como a de Nová Pec ao lago de Plešné, de 7 km ou o „Bear Path“ de 14 km. No inverno, você pode desfrutar das pistas de esqui em vários centros de Sumava, como Zadov, com 4,5 km de pistas, ou Skiareal Lipno, que possui 13,5 km de pistas.

(Foto: Divulgação)

4/ Sabores da região

E não podemos deixar de compartilhar os sabores desta região, que se destaca por uma marca de cerveja original reconhecida mundialmente como Budweiser Budvar. A mesma marca é comercializada na na América Latina  como Czechvar. O melhor lugar para experimentar é o famoso restaurante Masné krámy, localizado no coração de České Budějovice.

(Foto: Divulgação)

Outra cervejaria que você não pode perder é a Eggenberg na cidade de Cesky Krumlov. A visita e a degustação dos quatro tipos de cerveja podem ser apreciadas no restaurante localizado dentro das antigas instalações da fábrica.

Para apreciar a gastronomia da região, em České Budějovice, visite o restaurante-bar Žlutá ponorka (submarino amarelo) e a cervejaria Solnice (localizada no edifício gótico de 1531 que era um antigo armazém de grãos, armas e, finalmente, sal), em Český Krumlov almoce ou jante em restaurantes que evocam o tempo de tabernas medievais como U Dwou Maryí ou Šatlava. Para experimentar pratos típicos tchecos, os restaurantes Na Louži e Don Julius são uma opção muito boa.

5/ Música, arte e tradições

Festas Rurais de Holašovice, 24-26/06/2020
A cidade de Holašovice (UNESCO) preservou o mesmo número de fazendas ao longo de seus 800 anos de existência. Até hoje você pode ver aqui 17 casarões com fachadas barrocas rurais com granjas e estábulos, também uma ferraria, duas cervejarias e uma pequena capela de São João Nepomuceno. Um dos eventos de destaque são as Festas Rurais, com a participação de mais de 250 artesãos, como entalhadores, cortadores, funileiros, ferreiros, ceramistas etc. No mercado tradicional, você pode comprar cerâmica, couro, vime, renda de bilros, roupas tecidas, etc. e ouvir música popular tcheca.

(Foto: Divulgação)

Festival da rosa de cinco pétalas, 19-21/06/2020
Todos os anos, em junho, a pitoresca cidade de Český Krumlov retorna à era renascentista por três dias. As ruas e praças ficam cheias do barulho de duelos de cavaleiros, de feiras históricas de artesanato, banquetes e música medieval. As festividades culminam com um magnífico desfile histórico em que não faltam cavaleiros montados em seus cavalos e, sobretudo, pessoas famosas, relacionadas à remota história da cidade.

Festival Internacional de Música de Český Krumlov, 17/07-08/08/2020
O festival é comemorado em lugares emblemáticos da cidade, incluindo as salas do castelo. Três dezenas de concertos oferecem uma ampla variedade de músicas do século XV ao XXI. Este ano, o mais esperado é o concerto de encerramento dedicado ao aniversário de Beethoven, onde o Berliner Symphoniker executará sua nona sinfonia. Além disso, o coro de Praga Khun e os solistas Eunsie Hong, Natasha Novitskaia, Kristian Benedik e Martin Gubal se apresentarão no jardim da cervejaria.

O que fazer na Noruega durante o outono

A Noruega possui uma diversidade de destinos, todos combinados em um só. Isso porque, em sua grande extensão territorial, o país possui diferentes cenários, climas e atrações. Por isso, em uma única viagem é possível vivenciar experiências bem diferentes. No outono, a dica é aproveitar a belíssima região dos fiordes e também o início da temporada da aurora boreal no norte do país.

O outono norueguês costuma oferecer uma grande variedade de temperaturas e climas. O calor do verão pode durar até o meio de outubro, mas a chuva às vezes se torna neve já no início de novembro. No entanto, o melhor sinal de que a estação chegou são as árvores, cujas folhas se tornam amarelas e vermelhas e começam a cair, criando um cenário incrível. A natureza chega ao auge da beleza com as lindas cores de outono. As áreas montanhosas ficam especialmente bonitas nesta época do ano e muitos noruegueses saem para caminhar com a família nas montanhas e florestas do país. A época é bastante vantajosa também para os viajantes, já que os locais mais turísticos não estão tão cheios quanto na alta temporada e os preços de hotéis estão mais baixos.

Outono é lindo na Noruega. (Foto: Divulgação)

A região dos fiordes noruegueses é especialmente encantadora durante o outono. Os fiordes tornaram a Noruega mundialmente conhecida, já que o país tem a maior concentração dessas formações no mundo. O Fiorde de Geiranger e o Fiorde de Nærøy estão na lista de Patrimônios da Humanidade da UNESCO. Outros que também se destacam são Fiorde de Lyse, Fiorde de Nord , Fiorde de Sogn  e Fiorde de Hardanger. Nessas paisagens surreais, ganham destaque as altíssimas cachoeiras, os picos de montanhas e as águas cristalinas. Há fiordes em toda a costa da Noruega, mas nesta região a estrutura turística é mais desenvolvida para o turismo internacional. O grande trunfo de visitar os fiordes noruegueses em detrimento de outros espalhados pelo mundo é a acessibilidade, já que é possível transitar de um para o outro de barco (ferry boats), ônibus ou carro, e vivenciar inúmeras possibilidades de roteiros.

            No outono, já é possível começar a avistar as auroras boreais nos céus da região norte da Noruega, por isso uma viagem que combina a região dos fiordes com a região norte se torna ideal. A aurora boreal é um dos fenômenos mais belos da natureza, uma experiência inesquecível de viagem. Ela pode ser observada ao redor do mundo, em regiões próximas ao Círculo Polar Ártico. Sua ocorrência se dá a partir do final de setembro, mas com maior probabilidade e intensidade entre os meses de novembro e março. Ir à caça da aurora boreal pode ser uma bela aventura. 

A capital da aurora boreal na Noruega é Tromsø. A cidade está a 350 quilômetros ao norte do Círculo Polar Ártico e é a maior da região norte do país. Por lá, as chances de presenciar o fenômeno da aurora boreal são altas e o grande diferencial é que os visitantes podem ter essa experiência com toda estrutura e conforto. O acesso a Tromsø é muito simples, lá está um dos principais aeroportos do país, que recebe voos diários de inúmeras cidades norueguesas e também de algumas capitais europeias.

O Visit Norway oferece um aplicativo exclusivo para quem está à caça da aurora boreal. O Norway Lights promete aumentar as chances de conseguir vislumbrar o fenômeno, oferecendo uma previsão do tempo e probabilidade de ocorrência para cada cidade norueguesa em tempo real e de forma super prática. Ele está disponível para Android, iOS e Windows.