Arquivo da tag: República Tcheca

Diferentes formas de desfrutar da cerveja na República Tcheca

A Tchéquia é, sem dúvida, o país da cerveja. A tradição da produção de cerveja neste país remonta ao ano 970 e não surpreende que, na República Tcheca, existam inúmeras opções para aproveitar a cerveja. Que tal a viver pessoalmente tudo o que na República Tcheca pode fazer com a cerveja?

Curso de cerveja 

ViewImage (3).jpg
República Tcheca oferece cursos de cerveja. (Foto: Divulgação)

O campeão mundial barista de cerveja, Lukáš Svoboda, que trabalha na taberna Lokál U Bílé kuželky,  ensina o método certo de servir cerveja. Porque há várias maneiras! Também mostra quantos tipos de cerveja há, como trabalhar com eles, tudo isso e explicado  na  Cervejaria Pilsner Urquell, onde você aprenderá com um barista experiente e, como prêmio,  leva uma caneca de meio litro com seu nome, além do certificado do curso.

SPA de cerveja

ViewImage (4).jpg
SPA de cerveja é uma das atrações da República Tcheca. (Foto: Divulgação)

Em várias partes da República Tcheca, há muitos Spas de cerveja  onde é possível, literalmente,  mergulhar na cerveja.

Entre os mais populares, podemos citar, por exemplo, o spa em Štramberk, Morávia, onde se destaca a excelente combinação com o folclore tradicional tcheco e moravo. Ao lado do spa, há também a cervejaria local onde preparam a cerveja chamada Trubač.

Rožnov também tem sua própria cervejaria, onde se prepara cerveja com sabor de mel ou cereja. O spa cervejeiro em Rožnov é caracterizado por sua única interligação com medicina alternativa.

Outro spa de cerveja popular é da cervejaria Chodovar em Chodová Planá onde, além do banho de cerveja, também oferecem o banho de lúpulo que ajuda a combater a insônia e reduz o estresse.

Mini-cervejarias

A cerveja tipo Pilsen chamada Pilsner Urquell, é sem dúvida a mais famosa do mundo. Apesar disso, a República Tcheca tem mais 400 cervejarias e a popularidade das cervejarias menores (mini-cervejarias) é um fenômeno cada vez mais popular.

É possível visitar a aldeia de Dalešice, por exemplo, cuja cervejaria começou no final do século XVI. Sua receita original até hoje continua a ganhar vários prêmios como o “A Cerveja da República Tcheca” do ano de 2016, um dos mais recentes. A cervejaria também é popular graças ao famoso filme checo Postřižiny, que foi filmado na área da cervejaria.

Outra entre as mais apreciadas  das mini cervejarias é a cervejaria Kocour localizada na cidade de Varnsdorf, muito perto do parque nacional České Švýcarsko (Suíça Tcehca) e que  tem sua própria estação de trem.

No meio do rio Moldava, no embarcadouro de um dos barcos, há uma nova minicerveceria praguense. Seu nome é simples: Pivovar (Cervejaria). Aqui pode-se  saborear uma cerveja muito original e deleitar-se com uma vista magnífica de Praga a partir do rio Moldava.

Na cervejaria Novosad em Harrachov, só não se prova a cerveja de fermento. Aqui, também é possível visitar uma das mais antigas fábricas  de vidro da República Tcheca, o museu de vidro e, em particular, um spa de cerveja. Na fábrica, com um pouco de sorte, você pode soprar seu próprio copo de cerveja.

Anúncios

Festa do Vinho na República Tcheca.

O vinho da República Tcheca está entre os melhores do mundo. Que tal viver a atmosfera da vindima?

Se o seu rosto se ilumina  cada vez que alguém menciona a palavra vinho,  sua época favorita do ano na República Tcheca é o início do outono. O tempo da colheita da uva representa o pico da temporada para os amantes do vinho. Em regiões produtoras de vinho, muitas vezes acompanham este evento divertido festivais medievais e mercados. E como a República Tcheca tem muitas regiões vinícolas, aqui estão vários exemplos onde desfrutar a vindima tcheca.

ViewImage (1).jpg
República Tcheca realiza “Festa do Vinho”. (Foto: Divulgação)
  1. Vindima na Morávia

Provavelmente a Morávia do Sul é a região vinícola mais conhecida da República Tcheca.  E ainda tem a sua própria casta com o nome da região de seu nascimento, Palava, uma área especial em vários aspectos. Protegida pela UNESCO como tendo um ecossistema único, é protegida por especialistas em vinho como um lugar especial para o cultivo de uvas. Um dos seus centros históricos é a cidade de Mikulov, onde vindima será de 8 a  10 de setembro de 2017.

Recentemente a vindima de  Znojmo também se tornou um popular evento cultural, onde a diversão e atmosfera jovial da Morávia do Sul preenchem todo o centro histórico da cidade. Parte do vintage Znojmo, que será realizado de 15-17 setembro 2017, incluirá, como todos os anos, a parada real, uma série de concertos, eventos familiares, experiências culinárias e, claro, vinho em cada esquina.

  1. Celebrações ao vinho em Praga

A Boêmia do oeste  não está muito atrás em relação à tradição vinícola da República Tcheca. Tem  importantes primazias. Como exemplo, os vinhedos do Castelo de Praga, entre os mais antigos do mundo. Mesmo aqui, a colheita é organizada todos os anos.  A vintage do  Castelo de Praga  representa o pico da temporada já que  o excelente vinho, boa comida e alegria alimentam a atmosfera única do Castelo de Praga. Este ano, será realizado de 09-10 setembro de 2017.

Além disso, a tradição vinícola de Praga não termina aqui. Até mesmo uma de suas áreas é chamada Vinohrady (vinhedos). E não é por acaso que a próxima vindima terá lugar aqui. Praga, especificamente o Parque Grébovka em 16 e 17 de Setembro 2017, é certeza de diversão e excelentes vistas.

3. Vindimas da Boêmia

A vindima também acontece, todos os aos num dos mas belos castelos da  República Tcheca, o Castelo de Karlštejn. Mas este ano será especial porque vai reinar no castelo o espírito de Carlos IV e seu tempo. Este monarca iluminado fundou o castelo e o 700º aniversário do seu  nascimento é festejado aqui . E seu nome pode ser brindado  de 30 setembro – 10 outubro de 2017.
       4. O que não se pode perder?

Seja qual for a festa de vindima escolhida, não se pode deixar de provar a especialidade tcheca, servida, de acordo com as leis tchecas, unicamente de 1º de setembro a 30 de novembro e elaborada exclusivamente com uvas tchecas.

Seu nome é “burčák”, um mosto parcialmente fermentado que contem uma proporção perfeita  de álcool e açúcar. Porém cuidado! O  burčák é muito sedutor e depois de um copo, virá outro e mais outro…

 

       5. Continuará…

Caso não possa vir para uma festa de vindima, não se desespere. Em novembro haverá outros eventos relacionados com vinhos, como o festival de São Martinho, que começa dia 11 de  novembro. Além dos locais acima mencionados, outras cidades como Cesky Krumlov ou Kutná Hora também protagonizam essas  festas.

 

Verão Romântico na República Tcheca!

No ar, perfume de violetas, árvores florescendo com todas as cores e ninguém mais precisa de agasalhos, botas e luvas. O verão chegou para a alegria dos apaixonados.  Passeios por parques e jardins floridos, excursões às montanhas ou vistas a encantadores monumentos são alguns exemplos do que fazer  na  Tchéquia. E não apenas em casal, porque, ainda que não se viaje em casal, no verão, com certeza , Praga é de se apaixonar . Vem se  apaixonar com a gente!

ViewImage (1)
(Foto: Divulgação)

Kroměříž e Lednice, tesouros da UNESCO

Na Cidade de Kroměříž ficam os famosos jardins que figuram na   Lista da UNESCO. O Jardim das Flores (Květná zahrada de estilo italiano que ocupa 16 hectares de terreno) está cheio de figuras míticas da antiguidade. Apaixonados gostam da Colunata com fontes e  também do eco que permite que as palavras doces sussurradas numa das suas extremidades possam ser  nitidamente ouvidas na extremidade oposta. É a referência ao trágico destino de Eco, a ninfa da montanha mitológica que se apaixonou por um belo rapaz chamado Narciso. No entanto, este amava apenas a si mesmo e Eco, desesperada, sofreu tanto até que apenas sua voz permaneceu na mata, nos precipícios e nos Jardins Kroměříž que repete o que os outros dizem.

ViewImage (2)
(Foto: Divulgação)

© Ladislav Renner

O amor floresce no complexo de  Lednicko-valtický areál, considerado um exemplo de paisagem cultural, o mais  extenso de Europa  que também figura na Lista da UNESCO. Os dois palácios de Lednice e Valtice são rodeados por parques, jardins, lagos com nenúfares e prados com obras arquitetônicas originais. Aqui é possível fazer caminhadas ou andar de bicicleta ou fazer um passeio de barco para chegar à curiosa torre ou à ruína do castelo de João.

Romantismo com sabor de adrenalina

Se você e seu parceiro não se emocionam com um jardim florido, e se não sabem imaginar um fim de semana sem adrenalina, a República Tcheca tem o que você procura. Numa viagem ao sul da Boêmia podem experimentar emoções na cidade de Sušice no Offpark Sušice, que oferece o melhor na região de Šumava:  saltos de paraquedas, parede de escalada e paintball, ou ainda saltar 14 metros de altura acima do rio Otava.

ViewImage (3)
(Foto: Divulgação)

O Parque de adrenalina em Dolni Morava apresenta especialidade atraente, o Duplo balanço: um balanço gigante para duas pessoas localizado a 13 metros de altura. Se ainda assim achar que não tem bastante emoção, a sugestão é o  Power Fan, um salto de 13 metros de altura e com um potente ventilador para abranda  a queda livre.

Nas montanhas Jeseníky fica o parque de corda, onde na aldeia de Česká Ves u Jeseníku pode-se desfrutar de paintball ou estado de ausência de gravidade e outros esportes de adrenalina. E caso já tenha vivido muitas emoções e perigos,  relaxe com um passeio através da paisagem desse local protegido.

Praga e seus jardins

Em Praga, onde há tantas possibilidades, muitas vezes é difícil escolher para onde ir, o que fazer ou o que comer. Além de passear pelo majestoso Castelo de Praga, pelas ruas estreitas da pitoresca Malá Strana ou nos recantos de praças e pracinhas  da cidade velha de Staré Mesto, em Praga, a melhor idéia é ir para um passeio pelos parques e jardins Praga e apreciar o perfume das flores, o ar fresco e vistas panorâmicas da capital.

ViewImage (4)
(Foto: Divulgação)

A visita a Praga ficará ainda mais agradável se alugar um barco ou pedalinho. Locais de aluguel ficam na beira rio, em   Smetanovo nábřeží perto do  Teatro Nacional ou na ilha de   e Kampa.

O Castelo o de Praga pronto para o verão

O monumento mais visitado da República Tcheca  se prepara para receber a seus visitantes no verão.   Veja o que  há  no maior  castelo medieval da Europa!

O lugar onde o tempo parou

O ponto mais importante do Castelo de Praga é a catedral de St. Vito. Ao entrar a sensação de estar em um lugar onde o tempo parou. Interior lindamente decorado por mestres medievais é perfeitamente iluminado pela luz do sol, que entra através das janelas com vitrais. Uma das janelas mais apreciadas é de Alfons Mucha, um dos mais importantes pintores modernistas tchecos. Também faz parte da catedral sepulturas com os restos de importantes governantes e santos tchecos. Aqui pode ser visto o túmulo de São Venceslau – o patrono da República Tcheca, de São João Nepomuceno, mas também dos imperadores Carlos IV e Rodolfo II. Imperdível é o mosaico do Juízo Final, acima da Porta Dourada, e a subida à torre principal, que oferece uma das mais belas vistas de Praga, a cidade das cem torres.

ViewImage (1).jpg
Castelo de Praga oferece programação especial para o verão europeu. (Foto: Divulgação)

Casinhas de contos de fadas
A visita ao Castelo de Praga não seria completa sem visitar a Rua do Ouro. Esta adorável ruela ao lado da muralha, é adoravelmente  pitoresca com casinhas muito coloridas. Segundo a lenda eram habitadas por alquimistas que trabalhavam para o imperador Rodolfo II, que desejava descobrir a poção mágica da juventude, assim como a Pedra do Sábio. Não deixe  de visitar a casa de  número 22, onde  viveu e  escreveu Franz Kafka, um dos mais famosos escritores de Praga.

Gótico, barroco, renascimento…
Um passeio pelo Castelo de Praga é como uma revisão dos manuais de arquitetura. Em algumas horas, é possível visitar a basílica românica de São Jorge com a sua mística interior, o gótico Palácio Real,  os amplos pátios barrocos, o  palácio renascentista da rainha Anna e a estufa ultramoderna nos jardins reais. Finalmente, o Castelo de Praga mantém algo para todos. Basta ir e perder-se na história de um dos monumentos mais significativos da República Tcheca.

Tiziano e Barbie debaixo do mesmo teto
Verdadeiros tesouros estão guardados dentro do Castelo de Praga. É possível escolher entre uma série de museus e exposições realizadas aqui durante todo o ano. Quer ver com seus próprios olhos as obras de grandes mestres como Tiziano o Rubens? Então visite a Galeria de Arte do Castelo de Praga. Se você vai junto com os seus filhos, não se esqueça de visitar o Museu do Brinquedo. A visita ao Castelo de Praga pode culminar em um de seus belos jardins, atravessando a fosso dos cervos ou indo para o bairro mágico de Nový Svet, perto da Praça do  Loreto onde, em casinhas coloridas,  ficam estúdios de importantes  artistas Praga .

A fascinante cidade de Olomouc

Olomouc barroca
Por toda parte é possível apreciar o estilo artístico dos séculos XVII e XVIII.  A arquitetura barroca está representada não apenas nos  vários monumentos históricos mais interessantes da UNESCO, como também nos monumentos sacros locais e na fortificação municipal.  A Coluna barroca da Santíssima Trindade (sloup Nejsvětější Trojice) é seu monumento histórico mais importante. Com 35 metros de altura este é o grupo escultórico mais alto da República Tcheca. Outro local barroco de destaque se eleva acima da cidade, na colina Svatý Kopeček. Ali se encontra a basílica barroca da Visitação da Virgem Maria (bazilika Navštívení Panny Marie), com uma maravilhosa decoração interior. Sendo um importante lugar de peregrinação,há sempre muitos peregrinos por lá.

ViewImage.jpg
Olomuc tem diversas atividades para os turistas. (Foto: Divulgação)

Passeio no zoo
Na colina Svatý Kopeček se encontra, além da basílica da Visitação da Virgem Maria, também o  Jardim Zoológico de Olomouc (Olomoucká zoologická zahrada). Famoso sobretudo por seu aquário de tubarões, que é o maior da República Tcheca, ali também fica uma torre mirante, da qual é possível observar toda a cidade de Olomouc. O Jardim Zoológico fica aberto todo o ano e na temporada alta o ingresso custa 110 CZK para adultos e 70 CZK para crianças. Da cidade, várias linhas de ônibus vão diretamente à colina Svatý Kopeček .

Queijinhos curados de Olomouc (Olomoucké tvarůžky)
Os queijinhos curados de Olomouc (Olomoucké tvarůžky), conhecidos por seu intenso odor, ganharam este nome nos mercados onde eram vendidos e ainda que não sejam fabricados diretamente em Olomuc, estão fortemente ligados à cidade. São vendidos em lojas especializadas e, combinados com a cerveja local, possibilitam uma experiência gastronômica fora de série.

Venda do Olomouc card
Quem decidir ir a Olomouc pode adquirir o Olomouc card, cartão turístico com o qual é possível visitar sem pagar nada 78 lugares muito interessantes, não apenas em Olomouc, mas também na Morávia Central e nas montanhas Jeseníky. No preço do cartão está incluído também o transporte público na cidade. Comprando o cartão recebe-se grátis um guia prático com informações sobre as atrações onde o cartão pode ser usado. Há opções para 48 horas por 240 CZK, ou para 5 dias por 480 CZK. À venda no Escritório de Turismo de Olomouc.

Como combinar o prazer de uma partida com vistas fantásticas? Basta ir às montanhas tchecas onde há campos de golfe que oferecem os melhores serviços. Não importa se vá para Krkonoše ou Liberec

Greens totalmente equipados, clubes elegantes e panoramas que impressionam e ar fresco, como uma garantia de ter passado uma tarde ativa.

Um campo de golfe desenhado à perfeição, instalações de alta qualidade, um restaurante, uma loja profissional e, no horizonte, a silhueta poderosa da montanha de Ještěd, com o mundialmente famoso hotel  no seu cume. Este é o Ypsilon Golf Resort Liberec. Em estilo inglês com 18 buracos, com um comprimento total de mais de 6.000 metros com um par 72. Como o terreno é montanhoso e atraentemente fragmentado e também longe da agitação da civilização, é possível desfrutar aqui  de uma  partida de golfe com nada para perturbar.

ViewImage (1).jpg
República Tcheca oferece opção de turismo esportivo. (Foto: Divulgação)

Depois de um bom jogo, quer uma boa refeição

Depois de um torneio de sucesso nos greens do Ypsilon Golf Resort, que tal sentar em um restaurante agradável com vista para o campo de golfe ou no jardim de inverno, ideal para uma conversa calma e avaliar o jogo ou traçar novas estratégias. O menu irá encantar especialmente àqueles que gostam de especialidades tchecas, mas aqueles também agrada aos que  preferem cozinha internacional . O Ypsilon Golf Resort também possui uma academia de golfe, que oferece inúmeros cursos para iniciantes e avançados.

Golf no topo da Boêmia

Qual a sensação de alguém que bate a bola de sua vida desfrutando de uma vista deslumbrante das montanhas mais altas na República Tcheca?  Para saber basta experimentar  o campo de golfe Mladé Buky, situado dentro das montanhas de Krkonoše, oferecendo uma das vistas mais bonitas do país. É um campo de golfe de 18 buracos da mais alta qualidade e um de seis buracos  com greens para prática de golfe com chipping e putting e driving range, incluindo instalações e iluminação.

Uma vista fantástica das montanhas de Krkonoše

O campo de golfe Mladé Buky foi projetado para uso máximo de sua situação geográfica e permitindo realizar um jogo atraente e ainda oferecer ao jogador a mais bela vista do mais alto pico tcheco, Sněžka, na montanha Černá Hora e as belas colinas de Vrani vrchy. Depois de um dia agradável passado no campo de golfe, é hora de aproveitar dos serviços do elegante hotel ao lado com um restaurante e relaxar  agradavelmente optando por qualquer um dos programas de bem-estar.

Fortalezas Barrocas na República Tcheca.

Terezín e Josefov

viewimage-5

Josefov lembra seu fundador e Terezín leva o nome de sua mãe, a imperatriz Maria Tereza. Viajando através das fortalezas da Boêmia e Morávia é possível descobrir uma parte da história militar e excelente engenharia.

As duas fortalezas, além de um mesmo idealizador, tem algo a mais em comum: nenhuma delas  teve de enfrentar um cerco. Do ponto de vista militar, os edifícios são um desperdício de dinheiro, mas do ponto de vista turístico, uma grande vantagem. Até hoje, em Terezín e Josefov pode-se ver não só os numerosos objetos preservados e áreas adjacentes à fortaleza, mas também as atraentes passagens subterrâneas.

Terezín, que fica na  Boêmia do Norte tornou-se, com a passagem da  história,  um símbolo de sofrimento e opressão quando os nazistas  a escolheram como gueto judeu e cárcere da Gestapo. Hoje em dia a fortaleza é um monumento e lugar de culto. Os tempos em que Terezín se transformou em estação de trânsito para os judeus de toda a Europa aos campos de concentração são relembrados na Igreja  da Ressureição (kostel Vzkříšení Páně), no  centro da cidade, ou no Memorial Terezín e seus anexos como, por exemplo, o Museu do Gueto (Muzeum ghetta) no antigo colégio de Terezín, no Quartel de Magdeburg (Magdeburská kasárna), no cemitério  judeu, seu crematório e na  Pequena Fortaleza(Malá pevnost) que serviu como cárcere da Gestapo de Praga.

viewimage-4

O destino de Josefov, na Boêmia do Leste foi completamente diferente. A fortaleza serviu ao exército por muito mais tempo e os militares a deixaram após 1989. Atualmente, a cada ano hospeda um festival de música que certamente parece estranho imaginar numa fortaleza barroca, mas é exatamente o que torna mais interessante. Todos os anos o heavy metal é ouvido nas ruas da cidade fortificada, no festival Brutal Assault, que atrai cada vez mais pessoas. Eles vêm para desfrutar da sua música favorita, e tanto frequentadores do festival como produtores também elogiam sua atmosfera única.

Vyšehrad em Praga, Špilberk em Brno, casamata em Cheb

Entre as fortalezas tchecas mais importantes também está um lugar mítico cheia de lendas, que se tornou fortaleza barroca com quartel do século XVII. Hoje, Vyšehrad, com exceção de alguns detalhes, está como era o quartel militar em 1911. Durante as visitas, permitidas durante todo o ano, a atração são as casamatas, escondidas entre as paredes maciças de tijolo vermelho, a sala subterrânea Gorlice, a Igreja de São Pedro e São Paulo e do cemitério Vyšehrad, onde se encontram cerca de 600 personagens da cultura e da educação.

viewimage-3

Quem quiser conhecer o austero barroco militar  deve ir até o Castelo Špilberk em Brno e suas famosas  casamatas, construídas em 1742  pelo coronel Rochepin e que por quase cem anos serviu como prisão e foi visitada pela primeira vez em 1880. As casamatas estão abertas ao público durante todo o ano.

viewimage-2

No Castelo de Cheb também há casamatas barrocas. A cidade começou a se transformar em fortaleza com a decisão do imperador Fernando III, em 1652, quando em todo o Reino da Boêmia somente Praga tinha o status de uma cidade fortificada. O castelo medieval original foi transformado em uma cidadela fortificada com típico tijolo vermelho barroco usado na construção de casamatas e no contorno do castelo. Nas casamatas ocidentais  pode-se ver uma exposição da lei da tortura e da pena de morte e  na sala de armas uma coleção única de armas brancas e armas de fogo. Está aberto durante todo o ano.

Olomouc e sua fortaleza

viewimage-1

Embora pouco reste das fortificações medievais na cidade de Olomouc, por exemplo, no parque sady Bezrucovy  pode-se ver uma das portas de entrada para a cidade, o chamado Portão judaico (Zidovská), não é assim com a fortaleza barroca. Após a Guerra dos Trinta Anos, Olomouc foi nomeada cidade fortificada e  em meados do século XVIII, rodeada por uma parede chamada parede Teresiana. Ao visitar a cidade é possível ver, por exemplo, a Porta de Teresa, cuja arquitetura tem as características de arco triunfal antigo e é o único portão da fortaleza que está em seu lugar original, o forte de Korunní pevnůstka com o depósito de pólvora barroco ou o arsenal Terezin. O bastião foi complementado, depois de cem anos, por uma muralha circular: o forte. Para os amantes da arquitetura militar, Olomouc é um exemplo de fortificação através de um forte; possível também visitar, por exemplo, o forte Radíkov  forte No. XIII em Nova Ulice e Forte No. XVII em Křelov.

E se, depois de uma visita às fortificações, vier a nostalgia do esplendor barroco clássico cheio de detalhes decorativos, a opção será a coluna barroca da época da praga de Olomouc, que entrou até mesmo na Lista do Patrimônio Mundial UNESCO.

 

Confira as atrações da República Tcheca em fevereiro

fev 13 – fev 18, 2017

Festival internacional de cerveja em České Budějovice, o maior da República Tcheca

viewimage

Todos os anos participam deste festival cervejas da República Tcheca, da Europa e também de países como, por exemplo do Japão e Armênia. Em razão do grande prestígio desse evento cervejeiro e do crescente número de visitantes este ano o festival foi transferido de Tábor para České Budějovice, lar da  famosa cerveja tcheca  Budweiser Budvar (também comercializada com a  marca Czechvar).

http://www.beerseal.cz/

fev 18 – fev 28, 2017

Festejando o carnaval nas ruas de Praga!

viewimage-1

Todos os anos acontece o carnaval  em Praga, no final de fevereiro e começo de março. Ele relembra das históricas festas alegóricas que  eram organizadas no território tcheco, desde a Idade Média. O  evento se realiza em espaços públicos, palácios, museus, galerias e teatros, restaurantes e lojas..

www.carnevale.cz

fev 25, 2017

Winter Run Praga

viewimage-2

Qualquer um pode se imaginar correndo na primavera, verão ou outono mas o inverno não se se encaixa na idéia de corridas. Mas isso tem mudado nos últimos anos. Todos os anos participam de corridas de inverno centenas de competidores (obviamente vestidos adequadamente para o frio). Que tal viver essa experiência?

http://www.winter-run.cz/

Vivendo a magia do Carnaval Tcheco

Os dias frios de inverno animam o Carnaval. Personagens dançam pelas ruas,  bailes luxuosos, banquetes intermináveis… No carnaval mais colorido da República Tcheca, além das celebrações históricas e tradicionais inscritas na UNESCO, é possível  viver o boêmio Carnevale Praga que revive os tempos   de Mozart

As festas de carnaval não são novas na República Tcheca. A primeira referência a ele data do século 13 e as festividades provavelmente se relacionavam com o antigo culto ao mitológico deus Baco.

No passado, o período festas começava em 6 de janeiro e, durante os dias de  carnaval era costume  organizar um casamento de família ou fazer a matança dos porcos, uma vez que durante o resto do ano não haveria tempo para festas mundanas.

viewimage
República Tcheca comemora carnaval tradicional no país. (Foto: Divulgação)

No Carnaval, antes que as fantasias enchessem as ruas, era preciso convidar os fantasiados. Dizia-se que, quem estivesse nesse dia com a barriga devidamente cheia, seria forte durante todo o ano. Depois da comilança vinha a esperada terça feira de carnaval, quando os homens disfarçados iam de casa em casa e, por sua atuação, ganhavam carne, doce ou um copo de aguardente.

Cada traje do desfile tinha sua própria tarefa e posição. Não podia faltar o Multicolorido (Strakatý) e a Mulherzinha, (Ženuška), que paravam em frente de cada casa desejando saúde e felicidade. Acredita-se que o número de retalhos que decoravam o traje multicolorido indicava o número de dias de sorte ao longo do ano.

O Fanfarrão (Slaměný) abençoava as mulheres que queriam ter um filho e no desfile não podia faltar o quarteto de turcos que deveriam dar grandes saltos para que o trigo crescesse. A ronda acabava por derrubar a fantasia da Égua (Kobyla) e a festa seguia até a meia noite.

viewimage-1
Fantasias tradicionais dão o tom nas festividades. (Foto: Divulgação)

Quem quiser participar das celebrações mais tradicionais do carnaval deve ir à região de Hlinecko, uns 150 quilômetros a leste de Praga. Nas aldeias locais as rondas de fantasia conservam a tradição do século 19 e estão incluídas na Lista do Patrimônio  Imaterial da UNESCO. Os primeiros desfiles começam em  31 de janeiro no skánsen de Veselý Kopec (a Colina Alegre) ou em Hamry.
A pitoresca cidade de Český Krumlov oferece uns dias de festa no meio de fevereiro quando as ruas se enchem de fantasias, artistas de teatro e malabaristas. No mercado medieval é possível saborear as delicias do abate, especialmente o deliciosos chouriço negro  (jelito) ou o chouriço branco (jitrnice).

Fechando com chave de ouro, de 18 a 28 de fevereiro acontece o festival Carnevale  de Praga . É uma apresentação de ideias geniais, de sabores refinados e de muita criatividade. Lembra as históricas festas alegóricas que se organizavam no território tcheco desde a Idade Média. O evento acontece em espaços públicos, palácios, museus, galerias e teatros, restaurantes e lojas.

O espírito barroco de Praga

É o barroco que faz com que Praga seja tão especial. Basta fazer um passeio para entender porque

Praga e o barroco é uma combinação que atrai os visitantes de todo o mundo, na República Tcheca.  Este estilo arquitetônico cheio de emoções, dramas e adornos deixou uma marca indelével (felizmente) na aparência da cidade. Que se reconhece em igrejas, palácios e casas locais cuja beleza singular, dada pelos arquitetos barrocos ,brilha, seduz, conquista. O barroco de Praga é um conceito por si só.

viewimage-2

  1. Novo Mundo e Hradčany

Vale a pena começar o caminho do barroco de  Praga por onde um turista não iria. Como o discreto e pitoresco bairro Nový svět  (Novo Mundo) que fica muito perto do Castelo de Praga. Muitos dos seus habitantes consideram este o bairro mais bonito de Praga e, sem dúvida, aqui não se vê turistas. Fica escondido num labirinto de ruas estreitas e casinhas medievais e sua joia barroca é a casa “U Zlatého hroznu” (um cacho de ouro) e lembra um pequeno palácio.

A partir de Nový svět só há um pequeno caminho até a Praça do Loreto
(Loretánské náměstí) onde há duas importantes construções barrocas. A maior é o Palácio de Černín (Černínský palác), e a mais antiga é o Loreto, uma construção religiosa formada por claustros, a Igreja do Nascimento da Virgem Maria e a torre com seu famoso carrilhão construído em 1626.

Poucos sabem que a fachada barroca foi criada quase cem anos mais tarde e seu autor foi o célebre arquiteto barroco Christoph Dientzenhofer junto com seu filho Kilián Ignaz.

Muito perto da Praça do Loreto fica a Praça Hradčany, onde se encontra a coluna barroca da peste, o Palácio Toscano e, principalmente, o Palácio do Acerbispado, domicilio dos arcebispos de Praga  e uma das mais importantes construções barrocas de  Praga

  1. Bairro Pequeño (Malá Strana)

Do Castelo de Praga indo diretamente para baixo chega-se ao bairro de

Malá Strana, onde seguramente se encontra a maior concentração de construções barrocas de Praga. Seu símbolo, e provavelmente o símbolo barroco de toda a Cidade, é a Igreja de São Nicolau (kostel sv. Mikuláše). Kilián Ignaz Dientzenhofer  terminou o trabalho de seu pai, o

padre Christoph. A parte mais impressionante de toda a obra é o campanário, de onde se vê vistas espetaculares do núcleo histórico da cidade. No interior da igreja, tudo que se pode esperar do Barooco: um espetacular jogo de luzes e sombras, afrescos, rica decoração escultórica e cúpula com quase 80 metros de altura com candelabro.

  1. Jardins e o Menino Jesus

O barroco não se limitava às construções. O estilo Barroco também pode estar presente na estrutura dos jardins. A prova disso é um dos mais bonitos jardins barrocos da Europa: o Jardim de Vrtbov (Vrtbovská zahrada). É um oásis de paz no meio do burburinho da Cidade onde os únicos momentos dramáticos experimentados será admirar as emotivas esculturas de Matyáš Bernard Braun. Perto dali fica a igreja que abriga o Menino Jesus de Praga. Outro lugar é o maior palácio barroco de Praga, o de  Valdštejn, um magnifico edifício que, no seu tempo, superou até o Castelo de Praga em suntuosidade e decoração luxuosa e que hoje em dia é a mansão do Senado da República Tcheca. O palácio está aberto ao público nos fins de semana com entrada grátis. Os jardins podem ser visitados, também gratuitamente, todos os dias e na impressionante sala do térreo, durante a temporada de verão, há concertos e outros eventos culturais.

viewimage-3

  1. Cidade Velha

Cruzando a  Ponte Carlos (Karlův most), decorada com trinta estátuas barrocas, atravessando o rio  Moldava (Vltava), chega-se às ruelas da Cidade Velha (Staré Město). Imediatamente depois da ponte fica o grande complexo barroco  Klementinum, que antigamente era um Colégio Maior Jesuíta e hoje é a Biblioteca Nacional da República Tcheca  (Národní knihovna). Segundo os votos obtidos pelo site Bored Panda em 2015, esta biblioteca do Klementinum é a mais bonita do mundo. Se os votos  foram baseados nos afrescos, nas estantes decoradas cheias de livros antigos, globos valiosos ou todos juntos, certamente não importa. O importante é que, além da biblioteca barroca, ainda é possível visitar a Torre astronômica, com vista para o centro histórico de Praga.

viewimage-4

Caminhando pelo Palácio Clam-Gallas , construído  com base no projeto realizado pelo arquiteto  barroco mais importante da Áustria, Johann Bernhard Fischer von Erlach,chega-se à Praça da Cidade Velha, o centro turístico de Praga, onde também há importantes monumentos barrocos. A Catedral de São Nicolau (Chrám sv. Mikuláše) (a coincidência de nomes com a Igreja de São Nicolau no bairro de Malá Strana é mera coincidência  e frequentemente resulta em confusão) e a Basílica de São Jacó (bazilika sv. Jakuba). Na sua ala norte, está a tumba barroca do conde  Jan Václav Vratislav de Mitrovice,  considerada  a mais bonita do país.