Arquivo da tag: Rock

Rock in Rio 2022: Guns N’ Roses será headliner do Palco Mundo no dia 8 de setembro

Banda americana de Hard Rock volta ao festival com Axl Rose, Slash e Duff McKagan; A banda de rock Måneskin também estará entre as atrações do dia e farão seu primeiro show no Brasil; Festival também confirma Djavan no Palco Mundo no dia 10 de setembro

Guns N’ Roses está confirmado no Rock in Rio. (Foto: divulgação)

Os fãs do Rock in Rio podem celebrar em dose tripla, pois o festival acaba de anunciar três atrações de peso que vão agitar a Cidade do Rock. Hoje, a organização do maior festival de música e entretenimento do mundo confirmou o retorno do Guns N’ Roses como headliner do Palco Mundo no dia 8 de setembro. Ainda no mesmo dia, o Måneskin estreia em solo brasileiro no mesmo palco. Já no dia 10, Djavan abre a noite do Palco Mundo, que já tem confirmado Coldplay como atração principal, além de Camila Cabello e Bastille. Marcado para os dias nos dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro de 2022, o festival acontece no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro.

Parceiros de longa data do Rock in Rio, onde realizaram shows inesquecíveis, o Guns N’ Roses está de volta ao festival com seus hits épicos como “Sweet Child O’ Mine” e “Welcome To The Jungle”, e as recém-lançadas “ABSUЯD” e “Hard Skool”. A banda fecha a noite no Palco Mundo sob o comando do vocalista ícone da banda, Axl Rose, que será acompanhado por Slash na guitarra, Duff McKagan no baixo, Richard Fortus na guitarra, Frank Ferrer na bateria, e os tecladistas Dizzy Reed e Melissa Reese.

Os italianos do Måneskin, uma das atrações mais pedidas pelos fãs da Cidade do Rock, que recentemente ganhou o prêmio de Melhor Grupo de Rock no MTV EMA, farão uma apresentação inédita no Brasil, também no Palco Mundo, logo antes do Guns N’ Roses. No setlist, o público pode esperar pela canção de sucesso “Beggin”, que já possui mais de 770 milhões de reproduções no Spotify e chegou ao topo das paradas de rádio nos Estados Unidos, além de seus últimos lançamentos como “I Wanna Be Your Slave” e “Mammamia”.

Responsável por abrir a noite no Palco Mundo no dia 10 de setembro, o cantor Djavan, ícone da cena musical brasileira e que passa por diversos estilos musicais em seu repertório, entre eles o jazz, o blues, o pop, o samba e a música flamenca, vai encantar o público com os seus hits “Sina”, “Flor de Lis”, “Se…”, “Eu Te Devoro”, “Oceano”, “Samurai” e “Meu Bem Querer”, entre vários outros. Curiosamente, não será a estreia do cantor no festival. Embora a edição de 2022 marque a sua primeira apresentação exclusiva no evento, Djavan esteve no Rock in Rio em 1991, quando fez uma participação especial no show de Santana com “Oceano” e “Soweto”, ambas canções do artista brasileiro.

Rock in Rio 2022: Público já pode selecionar a data do Rock in Rio Card

Os fãs do maior festival de música e entretenimento do mundo terão até abril para garantir a entrada nos dias que desejarem. IRON MAIDEN, Post Malone, Justin Bieber, Coldplay e Dua Lipa já foram anunciados como headliners do Palco Mundo

(Foto: divulgação)

Os fãs da Cidade do Rock que compraram o Rock in Rio Card já podem selecionar a data que desejam ir ao Rock in Rio do ano que vem. O público que adquiriu o produto já pode escolher entre todos os dias de festival. A seleção é feita por meio do site rockinrio.ingresso.com , a partir do Histórico de Compras, até o dia 1º de Abril de 2022. Após esse prazo, o direito à escolha dependerá da disponibilidade de lugares no local do festival. Uma vez que a data do Card tenha sido escolhida, ela não poderá ser alterada.

Para 2022, a organização já divulgou nomes do line up do Palco Mundo, como IRON MAIDEN, Dream Theater, Megadeth e Sepultura + Orquestra Sinfônica Brasileira, que se apresentam no dia 2; Post Malone, Marshmello, Jason Derulo e Alok, no dia 3; Justin Bieber, Demi Lovato e Iza, no dia 4; Coldplay, Camila Cabello e Bastille, no dia 10; e Dua Lipa e Ivete Sangalo fechando o festival no dia 11. Já no Palco Sunset, as atrações confirmadas são Joss Stone, Corinne Bailey Rae, Gloria Groove e Duda Beat que fazem shows no dia 8 de setembro; CeeLo Green no dia 10; e Ludmilla e Macy Gray, encerrando o dia 11. O Rock in Rio 2022 acontece nos dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro de 2022, na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro.

Na próxima edição, pensando na segurança e comodidade do público, o festival traz uma novidade: o ingresso do Rock in Rio 2022 será totalmente digital e substituirá as pulseiras das edições anteriores. Utilizando tecnologia de ponta em parceria com os maiores players do mercado, o Rock in Rio e a Ingresso.com desenvolveram um ingresso seguro, anti-cópia, 100% digital, com bloqueio de utilização duplicada e que é compatível com a grande maioria dos smartphones do mercado. O festival informará o passo a passo para baixar o ingresso nos smartphones e todas as suas funcionalidades. Outra novidade é que a transferência de titularidade do ingresso será realizada somente através do sistema do Rock in Rio, garantindo assim a rastreabilidade do ingresso para que ninguém o utilize de forma indevida.

Rocco lança livro de Pete Townshend, guitarrista e compositor da banda The Who

Concebido como uma ópera rock, “A era da ansiedade” é o romance de estreia do músico

(Foto: divulgação)

Em seu romance de estreia, a lenda do rock Pete Townshend explora a ansiedade e a loucura da vida moderna através de duas gerações de uma família londrina, seus amantes, colaboradores e amigos. O livro “A era da ansiedade”, que teve sua história concebida para ser uma ópera rock, será lançado no Brasil pela editora Rocco no dia 30 de julho.

Impulsionados pela paixão e pela ambição musical, quatro vidas se encontram em uma espiral fora de controle – drogas leves, drogas pesadas, amores perdidos e reencontrados, famílias desfeitas e refeitas. Alucinações e paisagens sonoras assombram a narrativa, nos revelando uma meditação profunda sobre o mundo atual, loucura e genialidade, além do lado obscuro da arte e da criatividade.

Entre os personagens está um cultuado e decadente astro do rock, que desaparece na região montanhosa da Cúmbri, se tornando um pintor ermitão cujas obras evocam visões apocalípticas; um negociante de arte, sob efeito de drogas pesadas, que tem visões de rostos demoníacos gritando na guarda de sua cama; uma bela jovem irlandesa, que ainda criança esfaqueou o próprio pai para salvar a irmã de abusos recorrentes, e está determinada a conquistar o marido de sua melhor amiga; e um jovem compositor inglês em ascensão que começa a ter alucinações auditivas durante seus shows e crê estar ouvindo as manifestações de medo e ansiedade de seu próprio público.

Obrigado pela nostalgia e queremos a terceira temporada!

Clima nostálgico, referências e muita ação marcam a 2ª temporada de ‘Cobra Kai’, disponível na Netflix

Segunda temporada de ‘Cobra Kai’, está disponível na Netflix. (Foto: divulgação)

Por Antonio Lemos

Há dois anos, publiquei no Diversório as minhas impressões sobre a primeira temporada de ‘Cobra Kai’, e fiquei na expectativa de sua continuidade. Depois que entrou no catálogo de séries da Netflix, acompanhei a rivalidade entre Daniel LaRusso (Ralph Macchio) e Johnny Lawrence (William Zabka). Sim, passou rápido (média de 30 minutos por episódio), bateu nostalgia e quero a terceira temporada para ontem!

Antes de distribuir um caminhão de spoilers (se não curtir pode pular esta parte), posso dizer que a segunda temporada é bem melhor que a primeira, com os personagens se consolidando em seus papeis, as referências da época e uma trilha sonora que faz vontade de ativar o aplicativo de músicas e ouvi-las no último volume.

Senta que lá vem spoiler…

Para quem lembra a cena final da primeira temporada, Lawrence se depara com uma sombra, que é nada mais do que o seu mestre John Kreese (Martin Kove), dado como morto e deixou um enorme gancho para a continuidade da série. E simplesmente roubou a cena.

No começo, Kreese queria bancar o bonzinho a ponto de trabalhar em conjunto com Lawrence, que queria abandonar o lema “sem piedade” e colocar mais ética nos seus caratecas. Além disso, o Cobra Kai já era um sucesso na região graças a vitória de Miguel (Xolo Maridueña), no Torneio All Valey, derrotando Robby (Tanner Buchanan) – em uma final que fez relembrar o primeiro ‘Karatê Kid’ (corre para assistir!) – fazendo com que o local ganhasse mais alunos.

Enquanto isso, LaRusso seguia firme e forte para reabrir o Miyagi Dojo e sua ideia era justamente trazer uma oposição do que o seu rival ensina e seguir os passos do Sr. Miyagi (Pat Morita). No começo, Robby era o seu único aluno, depois Samantha (Mary Mouser), filha de Daniel, se junta à turma e começa a treinar – isso lembra o ‘Karatê Kid 4”, não é? Bingo! O objetivo não era bater de frente com os cobras, e sim, ensinar que karatê é autodefesa. Aos poucos Daniel conseguiu provar seu valor como Sensei, se reencontrou na história e passou a fazer algo que se sentia confortável.

No decorrer do seriado, Tory (Peyton List) chega ao Cobra Kai e rouba a cena ao derrotar Miguel no tatame, ao ser desafiada pelos senseis. Os dois passam a treinar juntos e engatam um romance. Por falar em cupido, “Sam” e Robby se entrosam a cada atividade, com direito ao filho de Lawrence passar uma temporada na casa dos LaRusso. Os dois ficam juntos, mas sabe aquela sensação de que o romance era só para esquecer o passado?

‘Cobra Kai’ traz o clima de Karatê Kid para a série. (Foto: divulgação)

Seguindo o bonde, a temporada mostra Johnny “sentimental”, a ponto de acreditar em mudanças, mesmo sendo aquele durão que vimos nos filmes. Da mesma forma que ele mudou ao longo dos anos, também acreditou que Kreese pudesse ter seguido seus passos. Não é bem assim. Sua presença é a típica teoria do “anjinho e diabinho” na vida de Lawrence, que queria fazer do seu Dojo um lugar hamonioso, enquanto seu mestre queria resgatar aquele sentimento de ódio que era propagado por ele naquele mesmo espaço durante os anos 1980, e fazer com que seu eterno aluno batesse de frente com Daniel.

Além disso, o personagem de Zabka teve outros bons momentos, desde a sua batalha para conectar a Internet e suas aventuras no Tinder, até passar uma noite com seus antigos colegas de karatê, com direito a uma despedida emocionante.

‘Cobra Kai’ tentou ensaiar um acordo de paz entre os protagonistas, tipo um “Pacto de Não Agressão” pré-Segunda Guerra Mundial, mas quando parecia que a paz iria reinar no West Valley, sempre tem alguns imprevistos. Primeiro, LaRusso queria atrair mais alunos para o seu Dojo e promoveu uma apresentação de karatê no festival de sua concessionária, porém quem roubou a cena foram os alunos do Cobra.

Depois, Falcão (Jacob Bertrand) vandalizou o Miyagi Dojo e roubou a medalha de honra do Sr. Miyagi, trazendo a ira de LaRusso, e enxugando um pouco o corpo de alunos da academia concorrente. E por fim, novos embates surgiram, principalmente entre Sam e Tory e Falcão contra Demetri (Gianni DeCenzo). Ou seja, se tem algo que ambos levarão para o túmulo é essa tal rivalidade!

Para não deixar essa resenha grande, vamos para o final. Para quem pensa que há um novo campeonato de karatê, está enganado, mas toda aquela rixa entre os protagonistas não acaba bem.

Primeiro, a tão aguardada luta entre os protagonistas acontece na residência de Lawrence, depois de descobrir que Sam e Robby tinham passado a noite fora. Na sequência, o primeiro dia de aula na West Valley High School vira uma praça de guerra, com os alunos das duas academias se digladiando pelos corredores, parecia aquelas brigas de gangues nos anos 1980 ou cenas do clipe “Beat It”, do Michael Jackson, mas o desfecho não é nada feliz com um dos protagonistas principais ficando gravemente ferido. Ou seja, todos perderam!

Nas cenas finais, Lawrence toma uma rasteira daquelas do seu sensei, mostrando que nem todas as pessoas mudam (ou querem mudar). Triste, não?

As impressões finais mostram que “Cobra Kai” continua empolgante desde a sua trilha sonora, baseada no rock dos anos 1980 (Mötley Crue, Whitesnake, Queen…), até nas referências da cultura pop como Harry Porter, Game of Thrones e Doctor Who, deixando-o atual e atrativo para todos os públicos.

Terceira temporada vem aí?
Sim, e com o desfecho em aberto não tinha como. Ao receber uma notificação em seu celular e, não acostumado com a tecnologia, Johnny arremessou o aparelho para longe, e eis que há um “contatinho” que vai deixar a próxima temporada, prevista para 2021, um pouco mais apimentada. A rivalidade entre ambos permanecerá até o túmulo e um novo personagem-chave vai agitar ainda mais.

Novo videoclipe da música Confisco, da banda Charlie Brown Jr. promove o lançamento de Tony Hawk’s Pro Skater 1+2

Clipe traz cenas inéditas do acervo pessoal de Chorão. Faixa é parte da trilha sonora da remasterização, que chega no dia 4 de setembro

Para celebrar o lançamento de Tony Hawk’s™ Pro Skater™ 1 + 2 no Brasil e a inclusão da faixa Confisco, da icônica banda brasileira Charlie Brown Jr., na trilha do jogo após grande mobilização dos fãs de música e skate, foi lançado hoje um novo clipe para Confisco. O clipe foi feito em parceria com a CP+B e traz vídeos inéditos da banda e Chorão, selecionados de mais de 170 horas de imagens, entrevistas e shows, cedidos pelo Alexandre Abrão, filho do vocalista.

“As imagens são conteúdos nunca antes vistos do acervo pessoal do meu pai. Se é para quebrar a internet, vamos quebrar a internet. Se é para comemorar a música do Charlie Brown Jr. na trilha do Tony Hawk’s Pro Skater 1 + 2, bora lançar um novo video clipe de Confisco com material 100% inédito. Então liberei 100 fitas mini-dv com material inédito do meu coroa e da banda” comentou Alexandre Abrão.

O videoclipe começa com cenas de um skate vagando pela cidade de São Paulo completamente vazia e em um depoimento impactante encontrado nas horas de filmes assistidas. “Vocês pediram, agora aguenta” diz Chorão nas imagens, criando assim, uma forte ligação com a enorme comoção brasileira nas redes sociais aclamando pela presença do vocalista e da banda no jogo.

A franquia também traz o Brasil representado por dois grandes atletas como personagens jogáveis: Bob Burnquist, maior medalhista da história dos X-Games e Letícia Bufoni, um dos maiores nomes atuais do esporte no mundo.

“A ideia de trazer Tony Hawk’s Pro Skater 1 + 2 era emocionante logo de cara. Não há como negar o marco que os jogos originais tiverem tanto no mundo dos jogos e quanto do skate. Quando vimos a mobilização dos fãs brasileiros para trazer o Charlie Brown Jr. Para a trilha sonora, sabíamos que tínhamos que fazer com que isso fosse parte do legado desse remaster”, afirmou Michelle Bresaw, Vice Presidente de Emerging Franchises da Activision. “Esperamos que todos os fãs aproveitem a nostalgia e uma nova geração de jogadores entenda o que fez Tony Hawk ser um marco no gênero.”

A criação do clipe é da CP+B Brasil, a produção ficou por conta da SugarCane e dos diretores e skatistas Igor Selingarde e Rodrigo Locatelli e sound design da Audioman.

“Há mais de 20 anos eu jogava Tony Hawk no primeiro Playstation e em uma TV de tubo”, lembra Marcos Medeiros, sócio e CCO da CP+B Brasil. “É indescritível o privilégio de, ao lado da Activision, participar deste lançamento por meio da produção de um novo videoclipe, que é uma homenagem ao Chorão e aos apaixonados por skate, games e música”.

Tony Hawk’s Pro Skater 1 + 2 estará disponível no Brasil exclusivamente em cópias digitais para PlayStation 4 pela PlayStation Store, Xbox One pela Microsoft Store e na Epic Games Store para PC. Para mais informações sobre Tony Hawk’s Pro Skater 1 + 2basta acessar https://www.tonyhawkthegame.com. Também é possível acompanhar nas redes sociais Twitter, Facebook, Instagram @TonyHawkTheGame para ficar por dentro de tudo, bem como se inscrever no canal YouTube.com/ tonyhawkthegame .

Meu, tu não sabe o que que aconteceu! Os caras do Charlie Brown invadiram TONY HAWK PRO SKATER!

Confisco, da banda Charlie Brown Jr. entra na trilha sonora de Tony Hawk’s Pro Skater 1+2 em homenagem a uma das bandas ícone do rock e skate no Brasil

Música de Charlie Brown Jr. está na trilha sonora de ‘Tony Hawk’s Pro Skater 1+2’. (Foto: Divulgação)

A trilha sonora dos jogos da série Tony Hawk’s Pro Skater foi um marco na década de 90. O remaster, que tem lançamento marcado para 4 de Setembro, trará novas músicas e artistas, e, pela primeira vez, terá uma música da banda brasileira Charlie Brown Jr. Confisco, lançada originalmente em 1999 no álbum Preço Curto… Prazo Longo se junta a clássicos dos jogos originais e novas faixas.

“É difícil colocar em palavras o sentimento que bate quando eu penso que o meu pai tem uma música em um jogo da franquia Tony Hawk’s Pro Skater”, disse Alexandre Magno, filho de Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr. “Eu lembro quando eu dei de presente para o meu pai uma edição de colecionador de um Tony Hawk’s Pro Skater e o quanto ele ficou feliz. Hoje tenho certeza que ele ia estar orgulhoso de si mesmo e ia bater no peito dizendo que tem uma música na trilha sonora da franquia de jogos de skate mais icônica de todos os tempos”.

Tony Hawk Pro Skater 1 + 2 estará disponível no Brasil exclusivamente em cópias digitais para PlayStation 4 pela PlayStation Store, Xbox One pela Microsoft Store e na Epic Games Store para PC.

Se você perdeu a livestream que anunciou a trilha sonora ontem, pode assistir ao evento aqui .

Clique aqui para acessar a materiais sobre a live: http://wd r v.it/0c521a53b

Além de Charlie Brown Jr., representado na trilha com Confisco, o jogo trará 36 novas músicas de diversos outros artistas.

Aqui está a lista de novos artistas que serão incluídos na trilha sonora:

• A Tribe Called Quest

• A. Swayze & the Ghosts

• Alex Lahey

• All Talk

• American Nightmare

• Backchat

• Baker Boy

• Billy Talent

• Black Prez ft. Kid Something

• CHAII

• Charlie Brown Jr.

• Cherry Kola

• Chick Norris

• Craig Craig ft. Icy Black

• Crush Effect ft. KARRA

• Destroy Boys

• DZ Deathrays

• FIDLAR

• JunkBunny

• Less Than Jake

• Machine Gun Kelly

• Merkules

• MxPx

• Pkew Pkew Pkew

• Reel Big Fish

• Rough Francis

• Screaming Females

• Skepta

• Spilt Milk

• Strung Out

• Sublime

• The Ataris

• The Super Best Frens Club

• Token

• Tyrone Briggs

• Viagra Boys

• Zebrahead

E esses são os artistas que retornam dos jogos originais:

• Anthrax

• Bad Religion

• Consumed

• Dead Kennedys

• Dub Pistols

• Even Rude

• Fu Manchu

• Goldfinger

• Lagwagon

• Millencolin

• Naughty by Nature

• Papa Roach

• Powerman 5000

• Primus

• Rage Against the Machine

• Speedealer

• Styles of Beyond

• Suicidal Tendencies

• Suicide Machines

• Swingin’ Utters

• The Ernies

• The Vandals

streaming do Telecine reúne filmes que levam o ritmo musical para as telas

Rocketman está disponível no streaming do Telecine. (Foto: Divulgação)

No dia 13 de julho foi celebrado um dos gêneros musicais mais revolucionário de todos e a data não foi escolhida por acaso. Há exatos 35 anos, acontecia o Live Aid com a presença de nomes como Sting, U2, Queen, David Bowie, The Who e Elton John, que levaram o rock para cerca de dois bilhões de espectadores em mais de 100 países.

E assim surgiu o Dia Mundial do Rock, uma referência a um dos eventos mais emblemáticos da música e, para comemorar, o streaming do Telecine fez uma seleção de produções em que a trilha sonora disputa espaço com o protagonista.

Telecine oferece os primeiros 30 dias de acesso gratuitamente para novos usuários da plataforma de streaming.

Confira alguns destaques:

Escola de Rock

Para o guitarrista Dewey Finn, o rock está acima de tudo. Porém, essa fixação o coloca para fora da própria banda. Sem dinheiro e sem saber fazer outra coisa a não ser tocar guitarra, ele se arrisca como professor substituto de uma escola tradicional. Só não sabia que descobriria ali sua nova banda.

Diretor: Richard Linklater
Elenco: Jack Black, Joan Cusack, Mike White
Alemanha. EUA. 2003. Comédia. 109 min.
Link no Telecine

The Rocky Horror Picture Show

Durante uma tempestade, fura o pneu do carro do jovem casal Brad e Janet. Procurando abrigo, eles acham uma misteriosa mansão. Logo eles descobrem que ela é residência do dr. Frank-N-Furter, um excêntrico cientista que naquele dia revela Rocky, sua mais recente criação para lhe dar prazer.

Diretor: Jim Sharman
Elenco: Tim Curry, Susan Sarandon, Barry Bostwick
EUA. Reino Unido. 1975. Musical. 97 min.
Link no Telecine

O Último Concerto de Rock

O diretor Martin Scorsese capturou o concerto final da lendária banda “The Band”, resultando nesta obra pulsante e cultuada. Com participações de nomes como Eric Clapton, Neil Young e Muddy Waters, além de entrevistas, o filme é uma celebração ao rock.

Diretor: Martin Scorsese
Elenco: Robbie Robertson, Neil Young, Muddy Waters, Eric Clapton
EUA. 1978. Documentário. 117 min.
Link no Telecine

Verão

Na Rússia Soviética de 1981, as pessoas começavam a se encantar pelo rock underground influenciado por grandes nomes da música. Em meio a isso, o casal Mike e Natasha conhece o talentoso Viktor Tsoi, um jovem russo que os ajuda a transformar a trajetória do rock no país.

Diretor: Kirill Serebrennikov
Elenco: Teo Yoo, Irina Starshenbaum, Roman Bilyk
França. Rússia. 2018. Biografia. 128min.
Link no Telecine

Liam: As It Was

Liam e Noel Gallagher marcaram a história da música ao fundar o Oasis, nos anos 90, e também quando encerraram a parceria em 2009. Dez anos depois, Liam fala sobre o término do grupo e sua carreira solo.

Diretor: Gavin Fitzgerald
Elenco: Liam GallagherDavid AdcockNoel Gallagher
Reino Unido. 2019. Documentário. 85min
Link no Telecine

Bohemian Rhapsody

Juntos, Freddie Mercury, Brian May, Roger Taylor e John Deacon começam a banda Queen, que revoluciona o cenário da música nos anos 70. Mercury é um cantor talentoso e de personalidade singular, mas os excessos começam a representar um problema para o futuro da banda.

Direção: Bryan Singer
Elenco: Rami Malek, Ben Hardy, Joseph Mazzello, Gwilym Lee

EUA. 2018. Biografia. 133 min.

Link no Telecine


Yesterday

Após sofrer um acidente, um cantor-compositor (Himesh Patel) acorda numa estranha realidade, onde ele é a única pessoa que lembra dos Beatles. Com as músicas de seus ídolos, o protagonista se torna um sucesso gigante, mas a fama tem seu preço.

Diretor: Danny Boyle
Elenco: Himesh Patel; Kate McKinnon; Lily James;Joel Fry
China. Japão. Reino Unido. Rússia. 2019. Comédia. 117 min.
Link no Telecine

Rocketman

Elton John traça sua trajetória desde a infância ao estrelato, após se internar na reabilitação. Com a parceria de Bernie Taupin, o astro supera os tropeços e celebra as vitórias que o fizeram fenômeno.

Direção: Dexter Fletcher
Elenco: Taron EgertonJamie BellBryce Dallas Howard
Canadá. EUA. Reino Unido. 2019. Musical. 119 min.
Link no Telecine

Cobain: Montage Of Heck
Um documentário autorizado sobre o músico Kurt Cobain, desde seus primeiros dias em Aberdeen, Washington, até seu sucesso e queda com a banda grunge Nirvana.

Diretor: Brett Morgen
Elenco: 
Kurt Cobain, Courtney Love, Dave Grohl
EUA. 2015. Documentário. 145 min.

Link no Telecine

Filmes para o Dia do Rock

Por Redação

Dia 13 de julho é comemorado o Dia do Rock e para os amantes de filmes, e nós prepararmos uma lista de 5 filmes sobre o estilo de música. Então prepare a pipoca e venha conosco.

Escola do Rock (2004):

(Foto: Divulgação)

Depois que o guitarrista Dewey é expulso de sua banda, ele se faz passar por professor de música em uma escola particular. Quando ouve seus alunos tocarem, ele se dá conta de que podem formar uma banda e participar da Batalha das Bandas, na qual ele finalmente terá a chance de se tornar o astro de rock que sempre soube que estava destinado a ser.

Bohemian Rhapsody (2018):

(Foto: Divulgação)

Freddie Mercury, Brian May, Roger Taylor e John Deacon formam a banda de rock Queen em 1970. Quando o estilo de vida agitado de Mercury começa a sair de controle, o grupo precisa encontrar uma forma de lidar com o sucesso e os excessos de seu líder.

Whiplash: Em busca da Perfeição (2015):

(Foto: Divulgação)

O jovem músico Andrew Neiman batalha para ser o melhor baterista de jazz de sua geração. Para isso, acaba sofrendo nas mãos de um exigente mestre do jazz, o professor Terence Fletcher, que acaba ultrapassando limites, o que leva Andrew a transformar seu sonho em obsessão e colocar em risco sua saúde física e mental.

Somos Tão Jovens (2013):

(Foto: Divulgação)

Em 1973, o jovem Renato se muda com a família para a Brasília. Aos poucos, passa a se interessar por música e começa a se envolver com o cenário musical, formando com amigos a banda Aborto Elétrico. Em 1982, apesar da rejeição a suas novas canções, consegue despertar a atenção em outros círculos e retoma seu sonho de criar uma grande banda, convidando Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos para formar a Legião Urbana, iniciando a trajetória que a tornaria umas das maiores bandas do rock brasileiro.

Camp Rock (2000):

(Foto: Divulgação)

Uma adolescente quer desesperadamente passar o verão em um acampamento de rock, mas a única maneira pela qual pode entrar é trabalhando na cozinha. Quando um astro pop adolescente ouve seu canto, ele sai para encontrar qual garota é dona da voz.

DAVID BOWIE :: ÁLBUM “LIVEANDWLL.COM” ESTÁ DISPONÍVEL NAS PLATAFORMAS DIGITAIS :: WMG

“Liveandwell.Com”, álbum ao vivo de David Bowie, anteriormente disponível apenas em quantidades limitadas para assinantes do BowieNet em 2000, agora com duas faixas bônus, “Pallas Athena” e “V-2 Schneider”, ambas lançadas como singles de 12 polegadas sob o nome “The Tao Jones Index” – nome usado pelo artista e banda quando faziam apresentações surpresa em tendas dance de festivais ao redor do mundo, chega, pela primeira vez, em todas as plataformas digitais.
 
“Liveandwell.Com”, gravado em Nova York, Amsterdã, Rio de Janeiro e no festival de Phoenix do Reino Unido durante a turnê Earthling de 1997, chega com  12 faixas. O projeto foi produzido por David Bowie, co-produzido por Reeves Gabrels e Mark Plati, mixado por Mark Plati, no Looking Glass Studios, em Nova York, Estados Unidos. Os músicos nas gravações ao vivo são David Bowie (vocais, guitarra, saxofone), Zachary Alford (bateria), Gail Ann Dorsey (baixo, vocais, teclados), Reeves Gabrels (guitarras, sintetizadores, vocais) e Mike Garson (piano, teclados, sintetizadores).

Confira a tracklist completa de “Liveandwell.Com”

1 – I’m Afraid Of Americans (Radio City Music Hall New York, 15th October, 1997)
2 – The Hearts Filthy Lesson (Long Marston, Phoenix Festival, 18th July, 1997)
3 – I’m Deranged (Amsterdam, Paradiso, 10th June, 1997)
4 – Hallo Spaceboy (Rio de Janeiro, Metropolitan, 2nd November, 1997)
5 – Telling Lies (Amsterdam, Paradiso, 10th June, 1997)
6 – The Motel (Amsterdam, Paradiso, 10th June, 1997)
7 – The Voyeur Of Utter Destruction (As Beauty) (Rio de Janeiro, Metropolitan, 2nd November, 1997)
8 – Battle for Britain (The Letter) (Radio City Music Hall New York, 15th October, 1997)
9 – Seven Years In Tibet (Radio City Music Hall New York, 15th October, 1997)
10 – Little Wonder (Radio City Music Hall New York, 15th October, 1997)
11 – Pallas Athena (Amsterdam, Paradiso, 10th June, 1997)
12 – V-2 Schneider (Amsterdam, Paradiso, 10th June, 1997)

Família Lima lança EP de canções interpretadas no “Tamanho Família”

Família Limpa lança EP com músicas do programa. (Foto: Divulgação)


Gravado remotamente, `”Música de Domingo II” conta com participação especial da cantora Agnes Nunes na música “Só Os Loucas Sabem” e novas interpretações de canções de Djavan e Marcos e Belutti

O sucesso das canções interpretadas pela Família Lima no dominical da Globo, “Tamanho Família”, se transformou no primeiro EP da série “Música de Domingo”, no ano passado. Banda oficial do programa desde sua estreia, em 2016, os músicos deixaram os arranjos no seu próprio estilo, sempre se baseando na mistura da música clássica com pop, rock e música eletrônica.

Agora, em meio ao confinamento, a banda e família natural de Porto Alegre se “une a distância” para lançar o Música de Domingo II. Gravado remotamente, cada um na sua casa ou estúdio, esse EP tem 4 faixas e uma participação especialíssima da cantora e fenômeno Agnes Nunes na música “Só Os Loucos Sabem”, eternizada pela banda Charlie Brown Jr. No repertório, há ainda novas interpretações de canções de Djavan e Marcos e Belutti, além de um arranjo inusitado de “Gonna Fly Now”, tema do filme Rocky, de 1977.

A produção musical fica mais uma vez sob o comando do experiente Lucas Lima, sendo o projeto todo mixado por João Milliet, com os clipes filmados por cada um dos integrantes separadamente e finalizados por Will Aleixo.