Arquivo da tag: Saara

Festeje o Réveillon de forma marcante no colorido Marrocos

Roteiro da Françatur pelo mítico país na África inclui virada do ano em Marrakech, pernoite no Saara e visita à histórica Fez

Sinônimo de renovação, o Réveillon marca o encerramento de um ciclo, período ideal para adotar novos planos e, na crença de dias mais prósperos, estabelecer mudanças. Elas podem começar já na escolha de um lugar para festejar a data. Colorido, intrigante e mítico, o Marrocos é dono de paisagens que exercem grande deslumbramento, além de ser um país dotado de energia singular.

Porta de entrada para a África, o país tem uma inegável hospitalidade, que pode ser vivenciada em um programa da operadora Françatur, com oito noites, incluindo a ceia de Ano Novo em Marrakech. Na mais popular das cidades marroquinas, descubra as histórias que rodeiam a praça Djemaa El Fna, agitada confluência de artistas de rua, entre eles encantadores de serpente, mágicos e músicos. O souk, tradicional mercado local, é uma oportunidade de aguçar os sentidos perambulando pela labiríntica Medina, cheia de vielas e becos protegidos por antigas muralhas.

Françatur dá opção para o Réveillon no Marrocos. (Foto: Divulgação)

A identidade arquitetônica é outro traço marcante do Marrocos. Erguida em uma elevação, às margens do Atlântico, a Mesquita Hassan II é a única aberta à visitação de não-muçulmanos. Retrátil, o teto permite que o interior seja banhado pela luz natural. Seu minarete de 210 metros de altura é uma referência visual no horizonte de Casablanca.

A bordo de um veículo 4×4, o roteiro percorre ainda estradas que cortam a cadeia montanhosa do Atlas, a mais alta do Norte da África, antes de chegar a tempo de ver o pôr do sol nas dunas de Merzouga. Luxuosas tendas garantem um confortável pernoite nesta cidade que integra o Deserto do Saara.

Se o artesanato é o que seduz compradores em Azrou, o couro tornou-se um símbolo de Fez. A arte do curtume ainda emprega técnicas medievais nesta cidade imperial, declarada Patrimônio Cultural pela Unesco.

Com a assistência de uma pessoa da equipe da Françatur desde a saída do Brasil, além do acompanhamento durante toda a programação de um guia fluente em português, o programa proposto se encerra em Rabat. Na capital administrativa do Marrocos, estão cartões-postais como o Palácio Real e a Kasbah Oudaya, fortificação do século 12 onde está situado o agradável Jardim Andaluz. 

Mais informações podem ser obtidas no site www.francatur.com.br, nas redes sociais @francaturturismo e nos telefones (11) 3149-3163 ou (21) 2102-2440.

3 desertos pelo mundo para se conhecer

Ao contrário do que muita gente imagina, os desertos são lugares que guardam paisagens exuberantes. E para provar, a plataforma colaborativa Lugares Pelo Mundo separou três desertos que são belíssimos cenários e ótimos destinos para aventureiros e amantes da natureza. Confira:

Namíbia

_nambia_HerryB on Visual hunt.jpg
(Foto: Divulgação)

Acredita-se que esse seja o deserto mais antigo do mundo. Ocupa parte da Angola, Namíbia e África do Sul.  Está protegido por uma série de Parques Nacionais, Áreas de Recreação e Áreas Diamantadas Protegidas.

Um dele é o Parque Nacional Namib-Naukluft. Lá está localizado o Sossusvlei, local onde é possível  encontrar as icônicas dunas vermelhas gigantes. Suas dunas sobem até quase 400 metros – algumas das mais altas do mundo. Se revelam um espetáculo à parte durante o nascer e pôr do sol, e atraem entusiastas da fotografia de todo o mundo. Os visitantes podem também escalar ‘Big Daddy’, uma das dunas mais altas de Sossusvlei.

A parte sul do deserto é extremamente seca, o guelengue-do-deserto é o único  grande mamífero que habita o local. E lá também se encontra uma das plantas mais notáveis do mundo. Conhecidas como fósseis vivos,  a Welwitschia são as folhas mais longevas de qualquer membro do reino vegetal, estima-se que as maiores possuem cerca de 2.500 anos de idade.

Saara

saara.jpg
(Foto: Divulgação)

É considerado o terceiro maior deserto do mundo, isso pois a Antártida e o Ártico são considerados desertos. Ocupa os países:  Argélia, Chade, Egito, Líbia, Mali, Mauritânia, Marrocos, Níger, Saara Ocidental, Sudão e Tunísia.

Marraquexe e Agadir são cidades de entrada pelo Marrocos para safáris no deserto. O Egito também é famoso por seus passeios e oásis, como: Bahariya Oasis, Dakhla Oasis, Farafra Oasis, Kharga Oasis e Siwa Oasis.

A Tunísia oferece vários tipos de passeios pelo deserto, como Cânions e Oásis, “The Grand Erg”, Região do Douz e vilas tradicionais. Os outros países também fazem safaris pelo deserto, e possuem locais famosos, e importantes como é o caso do Vale M’zab, da Argélia, que é considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Atacama

the-atacama-desert-2832866_1920.jpg
(Foto: Divulgação)

Localizado no norte do Chile, o Deserto do Atacama reserva muitas surpresas para o visitante. É um destino para toda família!  São gêiseres, praias e vales. E inúmeras paisagens incríveis.

Além disso oferecem ainda o chamado “astroturismo”, são observatórios astronômicos abertos em que é possível ver constelações inteiras. São várias cidades que é possível se visitar no norte do país, que fazem parte ou estão próximas ao deserto, como: Arica, Alto El Loa, Iquique, San Pedro de Atacama, Antofagasta, Vale de Copiapó, Limarí, La Serena, Vale del Huasco e Vale del Elqui.