Arquivo da tag: Santo Grau

Pirajá comemora 20 anos com nova cachaça Santo Grau

Edição especial tem blend criado por especialistas e entusiastas da ‘marvada’

Com blend colaborativo desenvolvido com a ajuda de especialistas, a cachaça Santo Grau Pirajá Blend Coletivo 2018 chega ao mercado para marcar os 20 anos da esquina mais carioca de São Paulo. Criado novamente em parceria com a Santo Grau, marca das outras cachaças próprias da casa, o blend é intenso e vibrante, com toques de carvalho de barris selecionados de diferentes idades, que potencializam sua complexidade.

piraja.jpeg
Cachaça Santo Grau ganha garrafa comemorativa. (Foto: Divulgação)

O blend especial foi criado durante um evento no bar com a presença de grandes nomes da coquetelaria e gastronomia paulistana como Jean Ponce (Guarita), Nina Bastos (Jiquitaia), Paulo Carvalho (Mocotó), Luísa Saliba (Rota do Acarajé), Leandro Batista (Butique Umas e Outras), Paulo Leite (Sagarana), Manoel Beato (Fasano), Heloisa Bacelar (Lá da Venda), Maurício Maia (Cúpula da Cachaça), Rafael Welbert (Balaio), entre outros como os representantes da Santo Grau, Luis Henrique Munhoz e Glauco Mariano, e o próprio produtor do engenho da marca em Paraty, Eduardo Mello.

A parceria entre a Santo Grau e o Pirajá não é de hoje. Escolhido a dedo pela sinergia com o bar e em homenagem às tradições e raízes culturais do Rio de Janeiro e do samba, o engenho da Santo Grau localizado em Paraty é o responsável pela produção artesanal de todas as cachaças Pirajá. Além do novo Blend Coletivo 2018, são produzidas no local a Santo Grau Pirajá e a Santo Grau Pirajá Velha Guarda, que recebeu recentemente medalha de ouro no Concurso Mundial de Bruxelas – Edição Brasil.

 

Coquetéis clássicos abrasileirados para comemorar o Dia Nacional da Cachaça

Para brindar o dia 13 de setembro, data oficial de celebração do brasileiríssimo destilado, o Bar Original conta com sugestão de respeito: sua recém-lançada carta de coquetéis tradicionais executados com seis variedades da tradicional cachaça Santo Grau. A seleção conta com oito releituras de drinques clássicos da coquetelaria mundial criadas pelo bartender Rogério Souza, Frajola para íntimos. Entre elas estão o Cachaça Negroni (R$ 23), que leva a Santo Grau Solera Pedro Ximenes, envelhecida em barris utilizados na produção do vinho de Jerez, o que resulta em uma bebida naturalmente adoçada pela essência da fruta. Já o Cachaça&Tonic (R$23) tem como protagonista a cachaça fruto da parceria com o Bar Pirajá, a esquina carioca em São Paulo, elaborada a partir de safras selecionadas, da casta mais nobre da fermentação, que entrega aroma e sabor intensos que são combinados harmoniosamente a citricidade do limão e perfume do zimbro. Completam a seleção Cachaça SourBloodyMary (R$23), Cachaça Mojito (R$23), Solera Manhattan (R$23), French 75 (R$23), e Cachaça Mule (R$23).

santo grau-59.jpeg
Cachaça Santo Grau sugere dias para o Dia da Cachaça. (Foto: Divulgação)

Serviço:

Bar Original

Rua Graúna, 137 – Moema – (11) 5093-9486

Funcionamento: 2º a 4º das 17h30 às 2h, 5ª e 6ª das 17h30 às 03h, sáb. das 12h às 03h e dom. de 12h às  22h

www.baroriginal.com.br

 

Bar Original abrasileira coquetelaria clássica

Para dar uma “quebrada” no gelo do chope, casa inova e cria seleção de oito drinques com cachaça Santo Grau 

Quem curte o chope cremoso e tirado à perfeição do bar Original, gosta às vezes de bebericar um “quente” para dar uma quebrada no gelo. Para além da cachacinha pura, a casa há mais de 20 anos começou a revolução que transformou o mercado do chope tradicional, inova e apresenta com pioneirismo uma carta de coquetéis tradicionais “abrasileirados”, isto é, todos tendo como base ela mesma, a cachaça. São adaptações criadas pelo bartender Rogério Souza, Frajola para íntimos, que levam seis variedades da marca Santo Grau. No decorrer dos meses, os cinco drinks mais pedidos entram para a seleção fixa da casa.
O Cachaça Negroni (R$ 23), por exemplo, leva a Santo Grau Solera Pedro Ximenes, envelhecida em barris utilizados na produção do vinho de Jerez, o que resulta em uma bebida naturalmente adoçada pela essência da fruta. Já o Cachaça Mule (R$23) tem como protagonista a Santo Grau Itirapuã, de aroma suavemente amadeirado e sabor aveludado e macio. O Cachaça Tonic (R$23) teve como protagonista a cachaça fruto da parceria com o Bar Pirajá, a esquina carioca em São Paulo, elaborada a partir de safras selecionadas, da casta mais nobre da fermentação, que entrega aroma e sabor intensos que são combinados harmoniosamente a citricidade do limão e perfume do zimbro. Para o refrescante French 75 (R$23), a escolhida foi a Santo Grau Coronel Xavier Chaves, de aroma intenso e sabor doce, casa bem com a acidez do limão e o frescor do espumante, usados no preparo. Completam a seleção Cachaça Sour, Bloody Mary, Cachaça Mojito, e Solera Manhattan.
 
Serviço:
Bar Original
Rua Graúna, 137 – Moema – (11) 5093-9486
Funcionamento: 2º a 4º das 17h30 às 2h, 5ª e 6ª das 17h30 às 03h, sáb. das 12h às 03h e dom. de 12h às  22h
 

LINHA DE CACHAÇAS ARTESANAIS RARAS DE ENGENHO SANTO GRAU SOLERA CONQUISTA NOVOS MERCADOS E EXPANDE ATUAÇÃO

São dois rótulos especiais, com a bebida envelhecida em barris de vinhos vindos diretamente da Espanha, já positivados em mais de dez capitais brasileiras em menos de um ano

Que tal essa mistura: sabor de cachaça com notas de vinho? Trata-se da nova linha de cachaças Santo Grau Solera, lançada com dois rótulos –Santo Grau Solera Pedro Ximenes e Santo Grau Solera Cinco Botas-. São cachaças raras de engenho, envelhecidas em antigos tonéis de carvalho vindos diretamente da Espanha para um engenho no interior de São Paulo.

Santo Grau lança duas novas cachaças. (Foto: Divulgação)
Santo Grau lança duas novas cachaças. (Foto: Divulgação)

Desde seu lançamento na capital paulista no segundo semestre de 2015, a linha Santo Grau Solera vem conquistando espaço em bares, restaurantes e pontos de venda do varejo em todo País. Além de São Paulo, os rótulos já podem ser encontrados em Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e Distrito Federal. Desde em supermercados, bem como em Empórios de produtos finos, em cartas de bebidas de restaurantes e bares, e e-commerce.

As cachaças raras Solera são elaboradas por um engenho histórico em Itirapuã, município do Estado de São Paulo, utilizando o tradicional método solera, conhecido por envelhecer os vinhos de Jerez pelos espanhóis. Os tonéis são empilhados de maneira que a bebida passe de tempo em tempo de um para o outro, revezando o seu descanso e mantendo a uniformidade do sabor ao final do processo. E são nesses barris, trazidos da Espanha diretamente para o engenho que produz Santo Grau, que as cachaças Solera são armazenadas.

A Santo Grau Solera Pedro Ximenes é envelhecida em barricas de carvalho que descansavam o vinho Jerez Pedro Ximenes, de onde surgiu a inspiração para o nome da cachaça. No paladar, são notáveis as características amadeiradas que fixaram nos tonéis por anos, aliadas naturalmente à doçura da cana. E o resultado é: cor, sabor e aroma únicos, com teor alcoólico de 39%.

A Santo Grau Solera Cinco Botas segue o mesmo processo de elaboração, porém, seu envelhecimento se dá em cinco barris utilizados na Espanha para descansar o tradicional vinho de Jerez Oloroso, da Osborne. A primeira solera tinha cinco tonéis, chamados de “botas” pelos espanhóis, de onde veio o nome de batismo dessa cachaça. E são tonéis extremamente valorizados no envelhecimento de bebidas nobres, muito usados, por exemplo, nos melhores single malts escoceses, sob a denominação de envelhecidos em cherry oak casks. O aroma e o paladar com toque amadeirado prevalece e resulta numa cachaça com sabor único e teor alcoólico de 42%.