Arquivo da tag: Sete lendários

Testardi Syrah 2018, o segundo lendário da Miolo

(Foto: Divulgação)

Ícone do Vale do São Francisco traz a máxima expressão da variedade em território brasileiro

O segundo rótulo da série The 2018´s Seven Legendaries of Miolo – os Sete Lendários” vem do nordeste brasileiro, onde a Miolo transformou o sertão em vinho. Elaborado com uvas cultivadas nas terras áridas do agreste da Bahia, o Testardi Syrah 2018 é a expressão máxima desta variedade em terras brasileiras. As 15 mil garrafas estão prontas para serem apreciadas pelo mercado consumidor. Este vinho é mais um lendário que chega para testemunhar o que o enólogo Adriano Miolo afirma: “2018 é a melhor safra da história da Miolo. Por isso, estamos lançando The 2018´s Seven Legendaries of Miolo – os Sete Lendários”, brinda.

O Testardi Syrah 2018 é o ícone da Miolo no Vale do São Francisco. Este vinho obedeceu um processo de elaboração totalmente diferenciado. Começou com o desengace manual, sem esmagamento da uva. De uma rápida estada de cinco dias em tanque de aço inox, seguiu para barricas de carvalho francês por gravidade, onde ocorreu a fermentação alcoólica e malolática espontânea com a presença das cascas. Depois da prensagem, o vinho passou por um amadurecimento em barricas novas de carvalho francês por 12 meses. O resultado é um vinho inusitado, surpreendente. Suas uvas, alimentadas pelo Velho Chico, são cultivadas pela Miolo na Vinícola Terranova, em Casa Nova (BA).

Um fato curioso é o nome dado a este vinho. Testardi é um termo italiano que significa teimoso e remete à obstinação e persistência. E é justamente isso que transmite, mostrando ao mundo que é possível cultivar uvas e fazer um grande vinho neste local inóspito, abençoado pelo Velho Chico, que alimenta os vinhedos em meio ao semi-árido. Com o Testardi, a Miolo tem a prova viva de que é possível fazer vinho tinto de alta qualidade no Nordeste brasileiro. Lá, uma estrutura composta por cantina, cave subterrânea, engarrafamento, destilaria, sala de degustação e varejo, dão suporte a duas safras anuais, possíveis graças à irrigação pelo sistema de gotejamento com as águas do Rio São Francisco. “Nos vinhedos que cultivamos aqui na Bahia, colhemos não apenas uvas, mas a força de famílias que vivem cada safra vislumbrando um futuro melhor. E é justamente esta cultura que queremos multiplicar com cada pessoa que abre uma garrafa que guarda o terroir do nordeste brasileiro”, ressalta o diretor.

De 2001 para cá, a Miolo alcançou 200 hectares plantados somente no nordeste e uma indústria que transforma a uva em vinhos, espumantes, suco de uva e destilados chegando a uma produção de 4,5 milhões de litros por ano.

O vinho

De coloração violácea profunda, traz aromas de frutas vermelhas maduras tipo morango e ameixa preta, além de notas mescladas com gengibre, noz moscada e nuances defumadas. No paladar, é altamente estruturado e de médio volume em boca. Muito equilibrado e untuoso, tem acidez refrescante e longa persistência. Sua temperatura ideal para degustação é de 16 a 18º C.

O forte gosto da carne de bode do Nordeste, o barreado e também a famosa feijoada carioca, harmonizam muito bem com o Testardi Syrah 2018, que também combina com carnes como fraldinha, maminha, bife de ancho, filé mignon e demais carnes vermelhas grelhadas, só temperadas com sal. Carnes de carneiro, buchada de bode, carne de sol, carne de porco, cupim, picanha com a capa de gordura também harmonizam com o vinho. Acompanha um bom e típico churrasco brasileiro.

Os Sete Lendários

A Safra 2018 será compartilhada na taça através do lançamento dos  ‘Sete Lendários’ da Miolo. The 2018´s Seven Legendaries of Miolo. Os sete grandes vinhos serão lançados ao longo do primeiro semestre de 2020. São rótulos ícones das quatro regiões onde a marca está presente com vinhedos e unidades de produção: Miolo – Vale dos Vinhedos (RS), Terranova – Vale do São Francisco (BA), Fortaleza do Seival / Candiota – Campanha Meridional (RS) e Almadén / Santana do Livramento, Campanha Central (RS).

“Nos 30 anos da Miolo, podemos dizer que tivemos duas grandes safras, a de 2005 e a de 2018. Ambas foram semelhantes climatologicamente, porém muito diferentes do ponto de vista tecnológico. 2018 é, com certeza, a melhor safra da nossa história. Por isso, nós a chamamos de Lendária”, comemora Adriano Miolo. Ele explica, ainda, que a Safra 2018 ficará na história da Miolo, pois a vinícola produzirá todos os seus grandes vinhos elaborados, exclusivamente, em safras excepcionais. “Uma safra de qualidade como esta vem para coroar todo o trabalho de dedicação e inovação que foi realizado ao longo dos anos em prol da melhoria da qualidade”, afirma Adriano Miolo.

Lançamentos Safra 2018

  1. Miolo Merlot Terroir – Miolo / Vale dos Vinhedos
  2. Testardi Syrah – Terranova / Vale do São Francisco
  3. Quinta do Seival Cabernet Sauvignon – Seival / Campanha Meridional
  4. Quinta do Seival Castas Portuguesas – Seival / Campanha Meridional
  5. Miolo Lote 43 – Miolo / Vale dos Vinhedos
  6. Sesmarias – Seival / Campanha Meridional
  7. Vinhas Velhas Tannat – Almadén / Campanha Central