Arquivo da tag: Social Comics

Social Comics traz quadrinhos inéditos da Valiant Entertainment para o Brasil

Parceria com a editora norte-americana apresenta um novo universo de super-heróis aos leitores brasileiros

Com pouco menos de um ano e meio no mercado, o Social Comics se tornou a maior plataforma de streaming de quadrinhos da América Latina.

Além de formar parcerias com as principais editoras brasileiras, proporcionando uma grande variedade de obras de qualidade para os assinantes, o Social Comics tornou-se também o maior difusor de trabalhos de autores independentes. São quase três mil edições, disponíveis para leitores de todos os cantos do País, ao alcance de qualquer computador, smartphone ou tablet.

4173d77f-a28b-477d-b413-e111bcfafb18.png
Valiant Entertainment e Social Comics fecham parceria. (Foto: Divulgação)

Agora, entrando em uma nova fase do seu plano de expansão, o Social Comics tem o orgulho de anunciar um acordo de características inéditas no mercado editorial nacional.

A partir de agora, como resultado de uma negociação realizada diretamente com a norte-americana Valiant Entertainment, a plataforma oferecerá todo o catálogo de HQs da editora, apresentando um novo e empolgante universo de super-heróis, um dos três maiores do mundo dos quadrinhos.

A parceria não se resume apenas a disponibilizar as edições na plataforma, como normalmente acontece. Por se tratar de obras estrangeiras, o Social Comics será responsável pela supervisão da produção editorial de todo o material, assim como a definição do cronograma de publicação. Para este desafio, conta também com os serviços da Paco’s Agência Digital.

Estamos muito animados com esta parceria com o Social Comics para levar nossos personagens – como Rai, Bloodshot, Archer & Armstrong, Harbinger e X-O Manowar – até os leitores, em português. Muitas coisas estão sendo feitas para os próximos dois anos, e não só com publicações, mas também filmes, vídeo games e animações. É muito bom estar também no Brasil”, comemorou Gavin Cuneo, diretor de operações da Valiant Entertainment.

A estreia do Universo Valiant aconteceu durante a CCXP – Comic Con Experience 2016, e 67 edições já estão disponíveis para leitura, totalizando 15 arcos de histórias e uma saga completa.

Além disso, um novo arco será lançado semanalmente. Ou seja, é como se um encadernado fosse publicado a cada sete dias, proporcionando assim materiais inéditos regularmente. Também está nos planos o lançamento de arcos fora de cronologia, de forma praticamente sincronizada com os Estados Unidos, fato sem precedentes no mercado brasileiro de quadrinhos.

Esta parceria com a Valiant Entertainment é de grande importância e responsabilidade para nós. E gera muita satisfação, pois comprova que nosso trabalho está sendo reconhecido e levado a sério não só no Brasil, mas também internacionalmente. Temos certeza que esse conteúdo exclusivo surpreenderá os leitores. E é bom se prepararem, pois temos planos empolgantes para essa linha”, afirmou Marcelo Bouhid, diretor de marketing do Social Comics.

Os brazucas do Streaming: 5 serviços criados por e para brasileiros

O brasileiro é um ávido consumidor de tecnologias e conteúdos baseados na Internet e esse potencial tem sido explorado por empresas que estão investindo em produtos e serviços 100% nacionais que permitem acesso às músicas, produções audiovisuais, quadrinhos e até mesmo conteúdos educacionais. Confira 5 serviços de streaming que se destacam no Brasil:

Social Comics – www.socialcomics.com.br

image007-1

Um serviço de streaming para fãs de quadrinhos (acessível via web, tablet ou smartphone) que contempla o leitor, as editoras, os autores independentes e que funciona de verdade, algo até agora inexistente no Brasil: por um valor de assinatura de R$ 19,90 e gratuidade de 14 dias para novos inscritos, o Social Comics (www.socialcomics.com.br) conta com obras antigas e inéditas, além de exemplares das maiores editoras do gênero do país e do mundo, como a Dark Horse Comics, a Zarabatana Books, Devir, a JBC, a HQM (que tem os direitos da Valiant no Brasil) e a Mythos.

Lynx lynx.ly

image010

O app Lynx (lynx.ly, disponível para web, iOS e Android), de transmissão de vídeos ao vivo criado pela Tecvidya, é o concorrente brasileiro do americano Periscope, que chega para ampliar as possibilidades de transmissão, disponibilizando funcionalidades que faltam nos demais, como oembed code em websites e notificações para Facebook, Twitter, WhatsApp e LinkedIn. Atuando como uma rede social, em que os usuários seguem e são seguidos, o Lynx aposta na personalização do conteúdo para transmitir ou buscar vídeos – jogos, comida, viagem, saúde, moda, esporte, filmes, música e outros. Lançado em outubro de 2015, é pioneiro do tipo em plataformas mobile no Brasil e já conta com 15 mil usuários. 100% desenvolvido e mantido pela Tecvidya, foi aprovado na primeira fase da aceleradora InovAtiva Brasil, frente 1400 concorrentes, e no programa de mentoriaFacebook Start.

MeSalva!https://mesalva.com/

image011

O estudo à distância (EaD) vem se tornando um hábito dos brasileiros. Somente nos cursos de graduação, 15,8% dos alunos optaram por fazer as disciplinas no formato online, segundo dados do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). A pesquisa ainda indicou que apenas 28% dos cursos de EaD são referentes ao Ensino Superior. Dentre os programas disponíveis online se destaca o Me Salva!, plataforma educacional focada em conteúdo de alto desempenho didático para estudantes de Nível Médio e Superior, que espera alcançar 15 milhões de alunos em 2016. Com vídeo-aulas realizadas com close up na mão do professor e uma folha de papel sulfite em branco, em que são resolvidos exercícios e explicadas matérias, o Me Salva! tem uma taxa de retenção em vídeos de 55%. Ou seja, a cada dez alunos ao menos cinco assistem a aula até o final.

Pleimo

image012

O serviço de música via streaming criado no Brasil quer se diferenciar do principal concorrente – o Spotify – ao combater o maior inimigo do músico: a baixa remuneração nos meios digitais. Com uma assinatura no valor de R$ 14,90 por mês, o Pleimo consegue remunerar mensalmente a “banda favorita do mês” dos usuários em 20% do que eles pagam – ou seja, cerca de R$ 3 de cada usuário. Para os interessados, ele dispõe de uma seleção de 800 mil artistas e cerca de 7 milhões de faixas musicais – com forte presença de artistas independentes e brasileiros.

EnterPlay

image013

A EnterPlay, empresa 100% brasileira, foi fomentada pela Intel e pela Microsoft a desenvolver uma plataforma de VOD (vídeo sob demanda) para o lançamento do Windows Vista, e se tornou o primeiro canal do Windows Media Center . Graças a isso, foi também pioneira na América Latina a assinar um contrato com um estúdio de Hollywood fora dos EUA, a Warner Bros. A plataforma conta com uma variada coleção de conteúdos – o usuário pode escolher entre fazer uma assinatura mensal de consumo ilimitado de filmes e séries e/ou alugar coleções adicionais.

HQs e mangás da Editora Jambô chegam ao Social Comics

Streaming disponibiliza novos e antigos títulos da editora, como Holy Avenger, DBride – A Noiva Dragão e Quadrinhos Ácidos

O streaming de HQs Social Comics oferece novas opções de leitura para os fãs de mangás, literatura de RPG e fantasia. A plataforma fechou parceria com a Editora Jambô, uma das principais do país, e lança títulos do seu catálogo para os assinantes. Entre as obras, destaque para a série Holy Avenger, um dos maiores sucessos editoriais do Brasil em mangá, que por seu sucesso recebeu premiações no Brasil e até no Japão. Ao todo, serão 40 edições, as cinco primeiras já disponíveis.

HQs e Mangás da Editora Jambô está disponível no Social Comics. (Foto: Divulgação)
HQs e Mangás da Editora Jambô está disponível no Social Comics. (Foto: Divulgação)

Brigada Ligeira Estelar é também RPG (este de ficção científica) e ganha quadrinhos no Social Comics, com as séries Batalha dos Três Mundos, Shadrach, Esquadrão Trunfo e Éden Zero. Outros títulos da Jambô que os leitores já podem encontrar na plataforma são DBride – A Noiva do Dragão, 20 Deuses, Projeto Ayala, Dungeon Crawlers, Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço, Quadrinhos Ácidos e As Aventuras de Sir Holland, o Bravo.

“O Social Comics é um ótimo canal para expormos nossos títulos e atingirmos novos públicos. Além disso, utilizaremos a plataforma para testar algumas obras antes mesmo de lançarmos as mesmas impressas”, diz Guilherme Dei Svaldi, editor chefe da Jambô Editora.

Além das publicações desta editora, os assinantes também podem conferir quase 2.500 histórias em quadrinhos no formato digital. Para ter acesso a todo acervo, basta assinar o Social Comics por R$ 19,90 por mês. A plataforma digital, lançada em 2015 e pertencente ao Omelete Group, tem o objetivo de fomentar a indústria nacional de Histórias em Quadrinhos, utilizando o mesmo conceito do Netflix, mas para HQs. Os usuários podem testá-la por 14 dias gratuitamente.

“Para o Social Comics é uma honra enriquecer nosso catálogo com os excelentes títulos da Jambô, uma editora que presenteia os fãs de mangá e títulos relacionados a RPG e fantasia”, comenta Marcelo Bouhid, diretor de marketing do Social Comics.

HQ traz surfista negra com deficiência física como protagonista

A saga, ambientada em Natal, no Rio Grande do Norte, conta a história de Irene, uma jovem surfista negra que perdeu parte de uma das pernas num ataque de tubarão. Com um clima mais dramático que “As Empoderadas”, título de estreia do selo, a HQ de Milena Azevedo, traz à tona a questão do deficiente físico, numa protagonista que sofre com fantasmas de seu passado e que passará por uma experiência extraordinária ao ser transportada para um mundo paralelo.

A novidade deste quadrinho é que por ter um linguajar próprio dos potiguares, além de diversas gírias do mundo do surf – o próprio título “Haole” significa, entre os surfistas, alguém que pega onda numa praia fora da sua – logo na primeira página, há um glossário para ninguém ficar “boiando” na história.

Editora Cândido lança título exclusivo para o Social Comics. (Foto: Divulgação)
Editora Cândido lança título exclusivo para o Social Comics. (Foto: Divulgação)

O selo Pagu Comics foi criado com o intuito de fomentar a produção feminina no gênero e foi anunciado em 08 de março, no Dia Internacional da Mulher. O nome é uma homenagem à poeta Patrícia Galvão, a Pagu, que além de ser uma importante personagem na luta das mulheres, também era cartunista.

A coordenação editorial é da roteirista Ana Recalde, autora de “Beladona”, HQ que ganhou o Troféu HQ Mix como Melhor Web Quadrinho de 2014. Além de “As Empoderadas”, de Germana Viana e “Haole”, mais duas histórias serão lançadas pela Editora Cândido em 2016 dentro do Social Comics, com roteiros criados por Cris Peter e Roberta Araújo.

Além das publicações desta editora, os assinantes também podem conferir quase 2.500 histórias em quadrinhos no formato digital. Para ter acesso a todo acervo, basta assinar o Social Comics por R$ 19,90 por mês. A plataforma digital, lançada em 2015 e pertencente ao Omelete Group, tem o objetivo de fomentar a indústria nacional de Histórias em Quadrinhos, utilizando o mesmo conceito do Netflix, mas para HQs. Os usuários podem testá-la por 14 dias gratuitamente.

HQs da Editora Mino chegam ao Social Comics

Streaming disponibiliza títulos como “Fungos: Bocó” e “O Azul Indiferente do Céu” resultado da parceria anunciada durante a segunda Comic Con Experience

O streaming de HQs Social Comics disponibiliza novas opções de leitura para os fãs de histórias em quadrinhos autorais. A plataforma fechou parceria com a Editora Mino, uma das principais do país, e vai passar a lançar títulos do seu catálogo para os assinantes. Quatro obras já estão disponíveis para os leitores: Harmatã, de Pedro Cobiaco,Perpetuum Mobile, de Diego Sanchez, Fungos: Bocó, de James Kochalka, e O Azul Indiferente do Céu, de Shiko.

Editora Mino chega ao Social Comics. (Foto: Divulgação)
Editora Mino chega ao Social Comics. (Foto: Divulgação)

“A proposta do Social Comics vem de encontro ao nosso desejo de disseminar os quadrinhos autorais a todos os públicos. Essa será uma parceria estratégica e muito importante em nossa empreitada”, comenta Janaína de Luna Larsen, editora-chefe daEditora Mino.

Fundada em 2014, a Editora Mino ganhou destaque no mercado nacional ao oferecer um catálogo de qualidade e um cronograma consistente de lançamentos. A proposta é publicar quadrinhos autorais que têm em comum uma personalidade marcante, tanto no traço quanto na narrativa.

“Para o Social Comics é uma honra enriquecer nosso catálogo com os excelentes títulos da Mino. Autores nacionais e internacionais de qualidade e um planejamento editorial impecável são marcas registradas da editora”, comenta Marcelo Bouhid, diretor de marketing do Social Comics.

Além das publicações desta editora, os assinantes também podem conferir quase 2.500 histórias em quadrinhos no formato digital. Para ter acesso a todo acervo, basta assinar o Social Comics por R$ 19,90 por mês. A plataforma digital, lançada em 2015 e pertencente ao Omelete Group, tem o objetivo de fomentar a indústria nacional de Histórias em Quadrinhos, utilizando o mesmo conceito do Netflix, mas para HQs. Os usuários podem testá-la por 14 dias gratuitamente.

Empoderamento feminino: HQ criada exclusivamente por mulheres traz heroínas como personagens principais

Parceria do streaming Social Comics com a Editora Cândido, obra faz parte do selo Pagu Comics para fomentar o trabalho de mulheres no mercado de quadrinhos

Para incentivar o empoderamento feminino e fomentar a produção das mulheres no mercado de histórias em quadrinhos, o Social Comics, streaming que funciona como a Netflix das HQs, e a Editora Cândido lançam “As Empoderadas”. Escrita por Germana Viana, desenhista, letrista e roteirista, o lançamento conta a história de três paulistanas que ganham superpoderes após um estranho fenômeno solar e se tornam justiceiras.

Já disponível para leitura exclusivamente na plataforma digital, As Empoderadas é a primeira obra do selo Pagu Comics – coleção de histórias em quadrinhos nacionais feitas por mulheres com curadoria de Ana Recalde, artista brasileira e co-autora da graphic novel Beladona, que rendeu a ela e a Denis Mello o prêmio HQ Mix como melhor Web Quadrinho em 2014.

"As Empoderadas", criada apenas por mulheres, está disponível no Social Comics. (Foto: Divulgação)
“As Empoderadas”, criada apenas por mulheres, está disponível no Social Comics. (Foto: Divulgação)

“Atualmente, na plataforma do Social Comics, as mulheres representam cerca de 10% dos artistas independentes com obras ativas, por isso queremos incentivar a produção de histórias mostrando que existem grandes artistas, impulsionando ainda mais o mercado”, completa Marcelo Bouhid, Diretor de Marketing do Social Comics.

Pagu Comics é uma homenagem à poeta Patrícia Galvão, a Pagu, que além de ser uma importante referência na luta das mulheres também foi cartunista. Além de As Empoderadas, mais três histórias serão lançadas dentro do selo ainda em 2016, com roteiros criados por Milena Azevedo, Cris Peter e Roberta Araújo.

Além desta publicação, os assinantes também podem conferir mais de 2.000 histórias em quadrinhos no formato digital. Para ter acesso a todo acervo, basta assinar o Social Comics por R$ 19,90 por mês. A plataforma digital, lançada em 2015 e pertencente ao Omelete Group, tem o objetivo de fomentar a indústria nacional de Histórias em Quadrinhos, utilizando o mesmo conceito do Netflix, mas para HQs. Os usuários podem testá-la por 14 dias gratuitamente.

“Overdrive: Contos de Undercity” é a nova HQ exclusiva da Social Comics

O Social Comics, streaming de histórias em quadrinhos, disponibiliza uma publicação exclusiva para os fãs da música. A obra “Overdrive: Contos de Undercity”, do autor Luciano Cunha, estará à disposição para os assinantes da plataforma.

A HQ é dividida em sete capítulos e é narrada por Lemmy, “um cara que viu de tudo e sabe de tudo”. As histórias foram lançadas originalmente em 2009 e possuem diversas referências ao universo do rock’n’roll. “Para mim é importante realizar esse resgate dos meus trabalhos ligados ao rock e oferece-los a um público mais amplo por meio do Social Comics”, afirma o quadrinista.

Social Comics disponibiliza "Overdrive - Contos de Undercity". (Foto: Divulgação)
Social Comics disponibiliza “Overdrive – Contos de Undercity”. (Foto: Divulgação)

Com mais de 20 anos de carreira, Luciano Cunha teve sua primeira experiência com quadrinhos ainda nos anos 1980, quando trabalhou na equipe que produziu os gibis “Menino Maluquinho”, de Ziraldo. Ele já produziu artes para diversos meios de comunicação e, em 2013, lançou nas redes sociais o personagem “O Doutrinador”, um dos maiores sucessos recentes do país. A HQ ganhou duas edições impressas e, além do Brasil, tem fãs na Argentina, Uruguai, Portugal, Espanha, França, China, Japão e Estados Unidos.

Com “Overdrive: Contos de Undercity”, o Social Comics lança sua terceira publicação exclusiva – antes, já havia disponibilizado “Diário de um Super”, de Eric Peleias, e “Edgar Alan Corvo”, da dupla Douglas MCT e Glauco Silva. “As obras do Luciano Cunha têm altos índices de leitura entre nossos assinantes. Lançar essa obra exclusiva foi um caminho natural”, complementa Marcelo Bouhid, diretor de marketing do Social Comics.

Além das publicações deste autor, os assinantes também podem conferir mais de 2.000 histórias em quadrinhos no formato digital. Para ter acesso a todo acervo, basta assinar o Social Comics por R$ 19,90 por mês. A plataforma digital, lançada em 2015 e pertencente ao Omelete Group, tem o objetivo de fomentar a indústria nacional de Histórias em Quadrinhos, utilizando o mesmo conceito do Netflix, mas para HQs. Os usuários podem testá-la por 14 dias gratuitamente.

Quatro casais têm suas histórias transformadas em HQs pelo Social Comics

Em parceria com o Dínamo Estúdio, campanha da agência Woon para o Dia dos Namorados publicará uma edição exclusiva no serviço de streaming

O Social Comics, maior site de streaming de HQs da América Latina, lança no dia 12 de junho uma história em quadrinhos exclusiva para o Dia dos Namorados. A obra, que conta a vida de quatro casais brasileiros, é resultado da campanha “Sua História de Amor em Quadrinhos”, feita em parceria com o Dínamo Estúdio. A ação foi desenvolvida pela agência de marketing e entretenimento Woon.

No total, a campanha recebeu 275 histórias. A seleção das melhores foi feita por uma curadoria de nove profissionais, composta por Marcelo Bouhid, CMO do Social Comics, os jornalistasSamir Naliato, Cassiano Pinheiro e Isabelle Félix, os roteiristas Charlles Lucena, Ana Recalde e Felipe Cagno e os quadrinistas Eric Peleias e Daniel HDR. Eles deram notas de 0 a 10 nos quesitos “Criatividade” e “Estruturação do Texto”.

Social Comics lançará edição inédita no Dia dos Namorados. (Foto: Divulgação)
Social Comics lançará edição inédita no Dia dos Namorados. (Foto: Divulgação)

A mais votada foi a do casal Isabella & Lucas. Eles chegaram a estudar juntos da 1ª a 4ª série do ensino fundamental e ficaram na mesma escola até o ensino médio – sem nunca terem trocado olhares. “Nosso namoro nunca teve uma data certa ou alguém se preparando para um pedido com alianças. Nosso amor só aconteceu – e continua acontecendo”, escreveu Isabella aos jurados. Além deles, as histórias de Sadon & Andréia, Jack Smith & Beatriz Vieira e Henrique & Carol também foram premiadas e estarão presentes na HQ especial.

“A história será precedida por uma versão da foto do casal pintada no estilo Alex Ross, um dos principais ilustradores do planeta. Todo o cuidado será empregado na feitura das HQs, para que as artes-finais fiquem tão bonitas quanto as histórias contadas”, afirma Daniel HDR. São quatro páginas para cada casal, totalizando 16 no total. A criação é do Dínamo Estúdio, com prefácio do casal Cristina Eiko e Paulo Crumbim (responsáveis pelas obras “Quadrinhos A2” e “Penadinho – Vida”) e posfácio de Cris Nikolaus e Adler Daré.

“A campanha foi um sucesso, com relatos realmente emocionantes e marcantes. Com essa HQ, mostramos que histórias de amor e de superação não são apenas obras de ficção”, conclui Marcelo Bouhid, Diretor de Marketing do Social Comics.

Luciano Salles disponibiliza Limiar: Dark Matter no Social Comics

Esta é a obra mais recente do artista e está disponível a todos os assinantes do serviço de streaming de HQs

Uma história de vingança – simples assim.  Este é o início da descrição de “Limiar: Dark Matter”, HQ de Luciano Salles e disponibilizada no Social Comics, streaming de histórias em quadrinhos. Esta é a quarta obra do autor na plataforma, já disponível para todos os assinantes.

"Dark Matter" está disponível no Social Comics. (Foto: Divulgação)
“Dark Matter” está disponível no Social Comics. (Foto: Divulgação)

Nascido em Taquaritinga e criado em Araraquara, no interior de São Paulo, Luciano Salles é formado em Engenharia Civil e Engenharia de Segurança do Trabalho. Contudo, abandonou a carreira para se dedicar integralmente aos quadrinhos em 2012 com a produtora cultural Memento 832, junto da arquiteta e bailarina Lilian Penteado e da fotógrafa Leila Penteado.

Sua primeira obra é “Luzcia, a Dona do Boteco”, lançada ainda em 2012. No ano seguinte, criou “O Quarto Vivente”, que lhe rendeu indicação ao 26º Troféu HQMIX, considerado o principal prêmio das HQs nacionais. Em 2014, lançou “L’Amour: 12 oz”, também indicado ao 27º Troféu HQMIX. Ele também colaborou com o livro “Mônica(s)”, em homenagem a Maurício de Sousa, e com o catálogo “Ícones dos Quadrinhos”, do Festival Internacional de Quadrinhos 2013.

“É com grande felicidade que entro com ‘Limiar: Dark Matter’, minha mais nova HQ, no Social Comics. Com ela, 75% das minhas obras já estão disponíveis nessa plataforma que me conquistou desde o primeiro contato. Convido todos a lerem e explorarem esse incrível recurso”, afirma Luciano Salles.

Além das publicações do autor, os assinantes também podem conferir mais de 1.500 histórias em quadrinhos no formato digital. Para ter acesso a todo acervo, basta assinar o Social Comicspor R$ 19,90 por mês. A plataforma digital, lançada em 2015 e pertencente ao Omelete Group, tem o objetivo de fomentar a indústria nacional de Histórias em Quadrinhos, utilizando o mesmo conceito do Netflix, mas para HQs. Os usuários podem testá-la por 14 dias gratuitamente.

5 HQs para comemorar o Dia do Orgulho Nerd

25 de maio é o Dia do Orgulho Nerd, e o Social Comics, maior streaming de quadrinhos do país, destaca 5 obras em seu portfólio que honram a tradição. A data surgiu por dois motivos especiais: o primeiro porque no dia 25 de maio de 1977 o filme “Star Wars Ep IV: Uma Nova Esperança” fez sua estreia nos cinemas dos EUA. No mesmo dia, mas em 2011, a data ficou conhecida como o Dia da Toalha, após o falecimento de Douglas Adams, escritor da obra “O Guia do Mochileiro das Galáxias”, que ensina que toda viagem espacial deve ter uma toalha.

Para comemorar a data, o Social Comics disponibilizará no próximo dia 25 uma promoção de assinatura por R$ 9,90 ao mês para os três primeiros meses! Saiba mais em:www.facebook.com/socialcomicsbr

Assasin’s Creed (ed.1), de Karl Kerschl e Brenden Fletcher (Editora Alto Astral)

ImageProxy

Jot Soora é um jovem programador muito talentoso que verá a sua vida virar de cabeça para baixo de uma hora para outra ao encontrar uma camada de código oculta no dispositivo que estava desenvolvendo em um novo projeto de sua empresa.

A Vida de Jonas, de Magno Costa (Zarabatana Books)

ImageProxy (1)Um ex-alcoólatra abandonado pela mulher e desempregado lutando para ficar sóbrio e ter sua tão sonhada segunda chance. A Vida de Jonas é uma história sobre corações partidos, amizades testadas, fantasmas pessoais e cicatrizes que não se curam.

Desengano, de Camilo Solano (independente)

ImageProxy (2)Juca é um típico introspectivo que vive em seus devaneios e acredita que silenciar é sua tangente das situações constrangedoras da vida. Vive em total desengano das pessoas, dos momentos e dos amores. Assim, no período carnavalesco em que veio de São Paulo com a família para a cidade interiorana dos avós, Juca decide passar o feriado sozinho.

Placas Tectônicas, de Margaux Motin e tradução de Fernando Scheibe (Editora Nemo)

ImageProxy (3)Uma separação e um novo amor mudam radicalmente sua vida de mulher com trinta e poucos anos de idade; uma época em que decisões abruptas podem levar a consequências desastrosas.

La Dansarina, de Lillo Parra e Jefferson Costa (independente)

ImageProxy (4)Em 1918, o mundo enfrentou uma das piores epidemias da história da humanidade: a Gripe Espanhola. Petro, um jovem filho de imigrantes, foi infectado e quase morreu. Nas semanas em que passou febril, sua mãe esteve o tempo todo ao seu lado. Mas quando acordou, quem estava morta era ela e não havia ninguém para enterrá-la. Petro decide então que ele mesmo faria seu funeral.

Todos os quadrinhos acima estão disponíveis no Social Comics e podem, inclusive, ser lidos off-line, baixando pelo app disponível para iOS e Android. Os assinantes também podem conferir quase 2.000 histórias em quadrinhos no formato digital. Para ter acesso a todo acervo, basta assinar o Social Comics, que faz parte do Omelete Group, maior conglomerado de empresas de cultura pop do país, por R$ 19,90 por mês (ou testá-lo por 14 dias gratuitamente!)