Arquivo da tag: Startup

Startup quer tornar viagens para os EUA mais acessíveis para brasileiros

Empresa virtual criada pelos sócios Marlon Faria, Anselmo Costa e Daniela Melo inova ao oferecer condições facilitadas para famílias de menor poder aquisitivo realizarem o sonho de viajar para os EUA

Os Estados Unidos seguem como um dos principais destinos turísticos internacionais escolhidos pelos brasileiros. Nos primeiros cinco meses do ano passado ano, 918 mil brasileiros escolheram o destino, o que deixa o Brasil dentro do usual Top 5, ostentando a quarta colocação das nacionalidades que mais viajaram para os EUA, atrás de Reino Unido (1,69 milhão), Japão (1,37 milhão) e China (1,22 milhão) – neste ranking ficam de fora os vizinhos territoriais Canadá (8,6 milhões) e México (7,5 milhões). Somados, os países da América do Sul levaram aos Estados Unidos 2,43 milhões de viajantes – aumento de 15,6% em relação aos primeiros cinco meses de 2018.

Um dos destinos mais procurados dentro do país pelos turistas brasileiros são os parques da Disney e da Universal Studios em Orlando, na Florida. Sonho de consumo de muitas crianças, adolescentes e até mesmo adultos, este roteiro turístico vem se tornando cada vez mais acessível aos brasileiros. O que antes era uma viagem que apenas as classes A e B poderiam bancar, hoje está acessível também à classe C, depois que empresas brasileiras se aliaram a parceiros internacionais para transformar a viagem dos sonhos em um lucrativo negócio.

Percebendo a demanda do mercado, os sócios Marlon Faria, Anselmo Costa Daniela Melo, juntos com parceria em operadora de turismo direto de Orlando, criaram a startup VaiAonde.com, que busca facilitar a aquisição de pacotes de viagem parcelados: “nós vimos uma oportunidade de negócio, dado o enorme mercado consumidor e milhares de clientes em potencial. Muitos brasileiros sonham em fazer a primeira viagem internacional em família, e com a loja virtual de turismo vaiaonde.com temos o objetivo de atingir aquele público que jamais pensou que teria condições de realizar esse sonho, de viajar para os EUA”, revela Anselmo Costa.

O diferencial em relação a outras agências de turismo é que todo o processo pode ser feito através da internet, pela loja virtual, e o parcelamento dos custos da viagem pode ser feito em até dois anos: “buscamos oferecer oportunidades para realizar os sonhos de milhares de crianças, jovens, adultos e idosos, facilitando seu acesso aos melhores parques de Orlando, bem como em cruzeiros, hotéis, aluguéis de carros, e mais pacotes nos mais diversos lugares turísticos do mundo, com a compra de pacotes parcelados em ate dois anos, sem prejudicar o orçamento familiar. Para realizar o sonho de conhecer a Disney, não é preciso sacrificar o pão nosso de cada dia. É a viagem dos sonhos que cabe no bolso do brasileiro médio”, conta.

BGS 2017: Startup apresentará dois games nacionais independentes a investidores e jogadores

A Game Nacional – primeira startup que conecta desenvolvedores de games indie a investidores – estará na BGS (Brasil Game Show), maior evento de games da América Latina, apresentando novos jogos eletrônicos a investidores e jogadores.

“Os games previamente selecionados por nosso time passaram por um trabalho de advisor prestado pela empresa, durante o qual foram disponibilizadas ferramentas para apoiar o projeto, levando-o a um novo nível, para então serem apresentados para a mídia, investidores e jogadores”, explica Adriano Reis, fundador da startup.

john_game_nacional.jpg
John: The Zombie é um dos jogos que estarão no estande da Game Nacional, na BGS. (Foto: Divulgação)

John: The Zombie é um jogo 3D em mundo aberto, no qual o jogador é um zumbi que se alimenta de cérebros. Como cada cérebro tem memórias e características de seu dono, John acaba por incorporá-las, o que lhe dá inúmeras habilidades para serem usadas no jogo.

Adalbert é um game 2D em pixel art, no qual o jogador irá desvendar segredos, combater inimigos, superar obstáculos, resolver puzzles, descobrir segredos e cair em armadilhas “óbvias”, com controles intuitivos para os amantes de jogos retrô/clássicos. A aventura se dá no castelo “totalmente seguro” do Shamladorvius. O objetivo é coletar tangerinas e vencer os desafios, sem antes morrer centenas de vezes.

Dos nove jogos que estão atualmente no portfólio da Game Nacional, três já conseguiram aportes financeiros e estão passando por adaptações para serem lançados no mercado. Para conseguir os aportes, a Game Nacional opera como uma “corretora de jogos digitais”, atuando na venda e compra de projetos, em troca de uma porcentagem da transação.

Lançada no final de 2016, em São Lourenço no sul de Minas Gerais, a Game Nacional é a primeira plataforma brasileira a atuar na promoção dos trabalhos de desenvolvedores indie de jogos digitais brasileiros, dando suporte em eventos e marketing.

“A Game Nacional tem por objetivo apoiar os jovens talentos e os games produzidos no Brasil de forma independente. Queremos transformar os games brasileiros em sucessos mundiais, mas para isso buscamos mais investimento no setor, que faturou US$ 99 bilhões em 2016”, finaliza Reis.

Brasil Game Show – BGS

11 a 15 de outubro, das 13h ás 21h.

Expo Center Norte, em São Paulo.