Arquivo da tag: Superman

TNT apresenta ‘Liga da Justiça’ no próximo domingo (21)

Liga da Justiça será exibido na TNT. (Foto: divulgação)

Um dos maiores sucessos de bilheteria mundial de 2017, Liga da Justiça veio para ficar na história como um dos melhores filmes de super-heróis já feitos. Por isso, fãs do Universo DC, se preparem! O canal TNT exibe pela primeira vez o longa no próximo domingo, dia 21 de março, às 22h.

O grupo supremo dos quadrinhos é formado por Batman (Ben Affleck), Mulher-Maravilha (Gal Gadot), Flash (Ezra Miller), Aquaman (Jason Momoa), Ciborgue (Ray Fisher), e o Superman (Henry Cavill).

Alimentado por sua fé restaurada na humanidade e inspirado pelo ato altruísta de Superman, Bruce Wayne conta com a ajuda de sua recém-descoberta aliada, Diana Prince, para enfrentar um inimigo ainda maior.

Não perca “Liga da Justiça” no dia 21 de março de 2021, às 22h, na TNT.

Warner Channel apresenta maratona de super-heróis, em “Especial Natal Poderoso”

No dia de Natal, canal exibe cinco filmes na sequência, com mais de 10 horas de duração

Atenção, fãs dos heróis da DC Comics! Na sexta-feira, dia 25 de dezembro, a partir das 13h30, a Warner Channel preparou uma programação imperdível com a exibição de cinco filmes na sequência no “Especial Natal Poderoso” .

A maratona tem início às 13h30 com Superman: O Retorno, estrelado por Brandon Routh, seguindo com Batman: O Cavaleiro das Trevas às 16h30, com o inesquecível Heath Leadger no papel de Coringa, e às 19h25, a sequência com Christian Bale em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Às 22h30 é hora de matar a saudade da Arlequina em Esquadrão Suicida e finaliza com Batman Begins à 00h55 .

Confira a programação completa do Especial Natal Poderoso:

13h30 – Superman: O Retorno

(foto: divulgação)

Após alguns anos de um misterioso desaparecimento, Superman (Brandon Routh) retorna ao planeta Terra. Porém a situação em Metrópolis está bastante mudada desde que o Homem de Aço deixou o planeta, pois a cidade se acostumou a viver sem ele. Além disto Lois Lane (Kate Bosworth), sua grande paixão, seguiu sua vida após o sumiço do herói. Ao mesmo tempo em que precisa se adaptar à nova realidade, Superman precisa enfrentar um antigo inimigo, que planeja um meio de acabar com ele de uma vez por todas.

16h30 – Batman: O Cavaleiro das Trevas

(foto: divulgação)

Após dois anos desde o surgimento do Batman (Christian Bale), os criminosos de Gotham City têm muito o que temer. Com a ajuda do tenente James Gordon (Gary Oldman) e do promotor público Harvey Dent (Aaron Eckhart), Batman luta contra o crime organizado. Acuados com o combate, os chefes do crime aceitam a proposta feita pelo Coringa (Heath Ledger) e o contratam para combater o Homem-Morcego.

19h25 – Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge

(foto: divulgação)

Após ser culpado pela morte de Harvey Dent e passar de herói a vilão, Batman desaparece. As coisas mudam com a chegada de uma ladra misteriosa, a Mulher-Gato, e Bane, um terrorista mascarado, que fazem Batman abandonar seu exílio forçado.

22h30 – Esquadrão Suicida

(foto: divulgação)

Após a aparição do Superman, a agente Amanda Waller (Viola Davis) está convencida que o governo americano precisa ter sua própria equipe de metahumanos, para combater possíveis ameaças. Para tanto ela cria o projeto do Esquadrão Suicida, onde perigosos vilões encarcerados são obrigados a executar missões a mando do governo. Caso sejam bem-sucedidos, eles têm suas penas abreviadas em 10 anos. Caso contrário, simplesmente morrem. O grupo é autorizado pelo governo após o súbito ataque de Magia (Cara Delevingne), uma das “convocadas” por Amanda, que se volta contra ela. Desta forma, Pistoleiro (Will Smith), Arlequina (Margot Robbie), Capitão Bumerangue (Jai Courtney), Crocodilo (Adewale Akinnuoye-Agbaje), El Diablo (Jay Hernandez) e Amarra (Adam Beach) são convocados para a missão. Paralelamente, o Coringa (Jared Leto) aproveita a oportunidade para tentar resgatar o amor de sua vida: Arlequina.

00h55 – Batman Begins

(foto divulgação)

Marcado pelo assassinato de seus pais quando ainda era criança, o milionário Bruce Wayne (Christian Bale) decide viajar pelo mundo em busca de encontrar meios que lhe permitam combater a injustiça e provocar medo em seus adversários. Após retornar a Gotham City, sua cidade-natal, ele idealiza seu alter-ego: Batman, um justiceiro mascarado que usa força, inteligência e um arsenal tecnológico para combater o crime.

Não perca a o “Especial Natal Poderoso” na sexta-feira, dia 25 de dezembro de 2020, a partir das 13h30, na Warner Channel

*Horário de Brasília. Programação sujeita a alterações sem aviso prévio.

CRíTICA MULHER-MARAVILHA 1984

Por Henrique Moita

Essa semana, chega aos cinemas e ao HBO Max um dos filmes mais aguardado e adiado (por conta da pandemia, mas ok) do ano, Mulher-Maravilha 1984.

Depois de tanto suspense em torno do filme, será que ele é bom? Será que os efeitos da Mulher Leopardo ficaram que nem Cats? Steve Trevor realmente voltou a vida, como deixa a entender no trailer?

Vamos começar respondendo logo a primeira pergunta. O filme é bom sim, mas acho que, em torno de todo o hype que estava sendo criado ao redor dele, esperava um pouco mais, principalmente dos vilões do filme. Acho que o grande problema de Mulher-Maravilha, não é nem esse filme em particular, mas sim, a Warner e eu explico.

Depois do grande sucesso que a Marvel fez nos cinemas com UCM, juntando todos os filmes individuais em torno dos Vingadores, parece que Warner/DC não quiseram ficar para trás e nos apresentaram Batman vs. Superman, deixando claro que eles também entrariam nesse projeto ousado de unir seus principais heróis. Porém, o problema foi uni-los logo de cara, sem mostrar suas origens.

Sim, todos já sabemos da origem do Batman, pois isso já havia sido explorado em diversas versões dos heróis ao longo dos anos e a origem do Cyborg, por exemplo é explicada ao longo do filme da Liga da Justiça. Mas como Diana vira a Mulher-Maravilha? Como Barry Allen virá o Flash?

Aí que entra a questão. Os filmes de origem estão sendo passados depois dos qual eles já estão juntos e isso atrapalha um pouco a história que está sendo contada. E em Mulher-Maravilha 1984, isso fica muito evidente. Quando Max Lord chega a quase destruir o mundo, nós não nos preocupamos nem um pouco com essa ameaça, pois já nos foi mostrado o futuro, onde sabemos que tudo está bem e nada daquilo realmente teve importância na história, a não ser, é claro para a evolução individual da princesa Diana, mas ainda assim não dá nem para ficar apreensivo, sabendo que os eventos do filme, de um modo geral para o universo compartilhado, nem importância tem.

Agora, vamos analisar o filme de modo individual.

Gosto de como o filme começa, novamente, mostrando uma Diana criança, ainda na ilha de Themyscira. O que parece ser apenas uma parte “solta” no filme, tem uma tremenda importância para o final da história, principalmente no discurso de que a verdade é a coisa mais importante do mundo. Isso, junto a ideia central do filme de “Será que vale a pena abrir mão de algo tão precioso e único para se ter o que quer? ” movem muito bem a trama do filme.

O filme também é cercado de referências ao universo das HQs, infelizmente, como nunca fui um leitor desse tipo de material, posso acabar deixando passar diversos durante o filme. Mas um icônico, como o jato invisível, está presente no longa. Mas, é claro, é apenas uma referência, sua origem nas HQs são totalmente diferentes (fui dar uma pesquisada para saber essa parte xD).

Falando agora dos efeitos visuais, mais especificamente da Mulher Leopardo. Uma das grandes preocupações dos fãs, com relação a vilã era de como ficaria o seu visual, com medo, principalmente de que ele ficasse parecido com o tenebroso Cats, porém nisso,já garanto que todos podem ficar despreocupados, os efeitos estão muito bons.

Uma outra coisa que me incomodou um pouco, que também envolve a Mulher Leopardo, foi a luta final entre ela e nossa heroína. Ela é muito rápida e escura, talvez para “economizar” nos efeitos, e poder dar uma disfarçada foi feito desse jeito, não posso afirmar isso, é claro, mas não gostei muito.

Agora, envolvendo o outro vilão da trama, queria começar falando que demorei para reconhecer Pedro Pascal no papel de Max Lord, a aparência do ator, sem seu famoso cavanhaque e com o cabelo um pouco maior do que o habitual, deixam ele praticamente irreconhecível a primeira vista, mas em questão de atuação, ele está muito bem, como de costume. Todas as ameaças dos feitos do vilão estão presentes de um modo muito bom (só seria melhor se já não soubéssemos que não daria em nada, como dito anteriormente). Maaaas, sério Warner, “acabar” com a ameaça com um “discurso no-jutsu”? Me senti assistindo Naruto, apesar da ligação com o começo do filme com essa parte em específico, esperava um pouco mais.

Em resumo, é isso, o filme é bom, esperava um pouco mais pelo hype, os vilões, em nada ameaçam nossa heroína, pois já sabemos que nada que ocorre no filme tem consequência no futuro e as lutas com os vilões poderiam ser melhores. Mas o enredo como um todo (analisando apenas no filme individual, não como um “universo compartilhado”) é bom e o quarteto principal do filme (Gal Gadot, Pedro Pascal, Chris Pine e Kristen Wiig) carregam muito bem o filme, tanto em atuação como em carisma e é incrível como Gal faz isso com maestria. Que mulher meus amigos…que mulher.

Por fim, minha avaliação de Mulher Maravilha 1984, após tudo isso, é 7/10.

Ah, o filme também terá uma cena pós-crédito, mas ela não foi apresentada para a imprensa, pois não foi mandada finalizada a tempo de ser exibida, mas podem ficar tranquilos que ela estará disponível para quem for assistir ao filme. Infelizmente, por conta disso, não sabemos o que ela mostra, ou indica, principalmente em relação ao Universo da DC nos cinemas.

SKY Play faz seleção de filmes promocionais do Universo DC

SKY, maior operadora de TV paga via satélite do país, preparou uma surpresa para os fãs dos heróis e vilões do Universo DC. Produções clássicas e os últimos lançamentos do estúdio estão com um preço promocional até 15 de julho no SKY Play, plataforma de vídeo on demand da operadora. Os filmes que levaram milhares de pessoas aos cinemas de todo o mundo agora podem ser maratonados pela TV, computador ou celular, onde e quando quiser.

WHY SO SERIUS?

Coringa

(Foto: Divulgação)

Uma das grandes bilheterias de 2019, “Coringa” impactou o público com a atuação de Joaquin Phoenix, que retrata a história de Arthur Fleck – um palhaço frustrado e com problemas mentais que começa a fazer justiça com as próprias mãos, iniciando um movimento contra a elite de Gotham City. Phoenix faturou a estatueta de melhor ator no Oscar do ano passado.


MALES QUE VEM PARA O BEM

Aves de Rapina: Arlequina e Sua Emancipação Fantabulosa

(Foto: Divulgação)

Se a vida dos heróis não é fácil, imagine a dos vilões? Depois de terminar seu relacionamento com o Coringa, Arlequina precisa de um novo propósito e acaba se juntando a um grupo bem improvável de heroínas para salvar a garotinha Cassandra Cain do criminoso Máscara Negra. Ao lado de Canário Negro, Caçadora e da policial Renée Montoya, elas causam um bocado em Gotham City.
 
VERDADE E JUSTIÇA?

Superman: Red Son

(Foto: Divulgação)

Em Red Son, a nave do Superman pousa em uma fazenda coletiva ucraniana, e não no Kansas. Após a sua chegada, o herói percebe que há uma pequena diferença do tempo, o que significa que a rotação da Terra o levou diretamente para o local. Nesta nova jornada, o Superman terá que se transformar em um trabalhador comum, que luta uma batalha sem fim por Stalin a expansão internacional do Pacto de Varsóvia.

O FIM DE TODAS AS GUERRAS

Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips

(Foto: Divulgação)

Após Apokolips derrotar toda a Liga da Justiça, os sobreviventes restantes, junto com os Jovens Titãs e Esquadrão Suicida, terão o desafio de lidar com a Terra dizimada. Para salvar de vez o planeta e seus habitantes, eles terão que montar uma estratégia e levar a guerra a Darkseid.
 
DIGA A PALAVRA MÁGICA!

LEGO DC Shazam: Magia e Monstros

(Foto: Divulgação)

Aos 14 anos, o jovem Billy Batson já fugiu de vários lares de acolhimento. Ao ser enviado para uma nova família, ele recebe de um antigo mago o dom de se transformar em um super-herói adulto toda vez que pronuncia a palavra “Shazam!”. Nesta nova aventura Lego, que estreia no dia 9 de julho no SKY Play, Shazam! é convidado para se juntar aos grandes heróis da Liga da Justiça. Mas para se tornar um membro, ele deve revelar sua verdadeira identidade

Warner Bros. Consumer Products e band UP! lançam máscaras da DC, Friends e Looney Tunes

Em tempos em que a proteção é extremamente necessária, a Warner Bros. Consumer Products, e a band UP!, starup com foco no mercado de entretenimento e cultura pop,  se uniram em uma missão para criar máscaras com seus amados personagens da DC, Friends e Looney Tunes.

As máscaras já estão disponíveis para compra no site da band UP! (www.bandup.com.br), com preço fixo de R$ 29,90. As máscaras de super-heróis e vilões também podem ser encontradas na da loja online oficial da DC (www.lojadccomics.com.br). Os itens possuem disponibilidade nos tamanhos pequeno, médio e grande, atendendo aos públicos adulto e infantil. 

Comprometida em apoiar as comunidades locais impactadas durante esses tempos desafiadores, a banda UP! doará 40% da receita adquirida com a vendas das máscaras, na forma de kits de higiene e novas máscaras, para três instituições de caridade do interior de São Paulo. São elas: Projeto de Amparo Mulheres Fantásticas, Casa da Criança de Igaraçu do Tietê e APAE (unidade Igaraçu do Tietê). Além disso, 350 máscaras também serão doadas para todo o corpo clínico e colaboradores do Hospital e Maternidade São José de Barra Bonita.

“Para nós da band UP!, uma startup de varejo e criação que respira a cultura pop, somar esforços para auxiliar no combate à pandemia ao lado de uma empresa multinacional de entretenimento como a Warner é extremamente gratificante. Temos como objetivo levar a nossa contribuição para instituições do interior de São Paulo e deixar a rotina das pessoas um pouco mais leve”, diz Bruno De Marchi, responsável pela área de Marketing da band UP!.

“Nesse momento sensível, ter a oportunidade de fornecer aos fãs máscaras para toda a família é um retorno gratificante que nós, na divisão de licenciamento da Warner, podemos ter como uma empresa que está acostumada a espalhar o melhor do entretenimento pelo mundo”, afirma Marcos Bandeira, gerente geral no Brasil da Warner Bros. Consumer Products.

Serviço:

Loja band UP! / Loja Oficial DC

Máscaras DC – R$ 29,90

Máscaras Friends – R$ 29,90

Máscaras Looney Tunes – R$ 29,90

Heróis da DC e Friends estampam as novas coleções lançadas pela Acuo e Warner Bros


Quem é fã de boas histórias não vai resistir a estes lançamentos exclusivos

Neste inverno, a Acuo não para de surpreender. Em parceria com a Warner Bros. Consumer Products, divisão de produtos licenciados da Warner Bros. Entertainment Company, mais duas linhas de pijamas chegam as lojas para encantar os fãs dos heróis Mulher-Maravilha e Superman, e da turma de Friends.

Das histórias em quadrinhos para os pijamas do inverno 20. Com estampas exclusivas a coleção Heróis, que possui a Mulher-Maravilha e o Superman como personagens principais, traz peças em meia malha e ribana, todas 100% algodão na sua composição. Os itens, que variam entre pijamas, camisolas, botinhas e acessórios, vestem todas as famílias. Nesta coleção é lançado um shape que é pura novidade, o body feminino com a estampa exclusiva que é amor à primeira vista.

Os fãs de Friends também terão o look oficial para maratonar a série (mais uma vez!) ou tomar um café no Central Perk. As peças com estampas exclusivas possuem shapes diferenciados e composição 100% algodão. O mix atende homens e mulheres, além é claro dos pets, que não ficam mais de fora das coleções da Acuo. Para os shapes de Friends as novidades ficam por conta do robe de moletom apeluciado, e a camiseta unissex que vai unir homens e mulheres nesta paixão. Os tecidos tradicionais de viscose, meia malha e ribana também fazem parte da coleção.

As novas coleções possuem preços entre R$ 24,90 e R$ 319,90. A linha de pijamas inspirada nos heróis da DC está disponível nas lojas físicas de Santa Catarina, além do site www.acuo.com.br, que entrega para todo o Brasil. Já a coleção de Friends está acessível apenas pelo e-commerce. Divirta-se com a Acuo.

ENOLA HOLMES em setembro na netflix

Em setembro, a Netflix lança “Enola Home”, com Millie Bobby Brown como protagonista e Henry Cavill, como Sherlock Holmes.

Sinopse: 
Inglaterra, 1884. O mundo está prestes a mudar. Na manhã do seu aniversário de 16 anos, Enola Holmes (Millie Bobby Brown) descobre que a mãe (Helena Bonham-Carter) desapareceu, deixando para trás alguns presentes enigmáticos e um grande mistério sobre seu paradeiro. Enola cresceu muito livre, mas agora passa a viver sob os cuidados dos irmãos Sherlock (Henry Cavill) e Mycroft (Sam Claflin), que decidem mandá-la para uma escola de etiqueta para aprender boas maneiras. Indignada, ela foge para Londres em busca da mãe. Quando sua jornada a coloca diante de um mistério envolvendo um jovem lorde fugitivo (Louis Partridge), ela acaba descobrindo uma conspiração que pode alterar o curso da História e se transforma em uma investigadora de respeito capaz de superar seu famoso irmão. Baseado na aclamada série de livros de Nancy Springer, “Enola Holmes” é uma aventura dinâmica e cheia de mistério que apresenta uma concorrente de peso para Sherlock Holmes, o maior detetive de todos os tempos: sua própria irmã. O jogo começou. Com direção de Harry Bradbeer, Enola Holmes é um filme produzido por Mary Parent, Alex Garcia, Ali Mendes, Millie Bobby Brown e Paige Brown. Jack Thorne assina o roteiro. 

Liga da Justiça Sombria: Apokolips War

Por Andre Tanabe

‘Liga da Justiça Sombria: Apokolips War’ é o grande lançamento desse primeiro semestre de 2020, para o universo animado dos Novos 52 da DC Comics, iniciado em 2013 com ‘Liga da Justiça: Ponto de Ignição’. Apokolips War traz a conclusão do arco iniciado com ‘Liga da Justiça: Guerra’ e consigo o fim da linha do DCAMU (Animated Movie Universe).

O filme é um grandioso evento que coloca diversas equipes, que já haviam sido apresentadas em outros filmes desse universo compartilhado de animações da DC, como Jovens Titãs, Esquadrão Suicida e a Liga da Justiça contra Darkseid. Nesse momento da saga a Liga planeja um ataque definitivo ao déspota de Apokolips, evitando assim a devastação completa da Terra, que embora tenha se livrado das garras do vilão outras duas vezes, poderia não ter forças para uma terceira e bem preparada investida. E é nesse momento que o roteiro define o passo que o filme irá tomar e garante a total atenção de seu espectador. Ele estabelece a derrota dos heróis desde o início e nos prepara para uma jornada de esperança, perseverança e força de vontade sob um ponto de vista cru e realista.

Essa é uma história onde a Liga, os Jovens Titãs, Esquadrão Suicida e mais uma porção de heróis, anti-heróis e vilões aliados se dedicam a parar Darkseid, sendo que essa luta, sabotada desde o início, e termina por fazer um serviço de divisão ético-moral entre os personagens já na base do primeiro ataque. O roteiro trabalha essa fase de forma simples, mas que em momento algum deixa de aludir ou trabalhar o mesmo, bastando apenas testemunhar a forma como Constantine se opõem, de forma rancorosa, frente ao Superman (que está sem seus poderes) e depois ao Batman é direcionada uma cobrança não muito merecida porém aceitável ao Flash e suas ações que repercutiram nessa linha do tempo alternativa.

Tendo apenas uma hora e meia, o filme tenta conciliar um grande elenco de personagens tendo como o protagonista nessa jornada o carismático John Constantine, tendo seu próprio arco dramático e sua própria agenda pessoal. Fato que deve ser ressaltado é o carinho que Matt Ryan (Ryan viveu o Constantine na mal-sucedida série solo do anti-herói) transportou para o personagem ao abraçar totalmente seus aspectos mais marcantes e empolgantes.

Apokolips War encerra o Universo Animado da DC Comics com chave de ouro, e não tem medo de colocar o ponto final no momento derradeiro em que a linha do tempo se reescreve novamente. Uma verdadeira história de guerra, um resultado amargo, mas que ao mesmo tempo bonito, mostrando a união e a perseverança desse grupo de heróis que mesmo sabendo que no fim haveria pouca coisa para ser preservada. O filme não tem medo de explorar a personalidade de cada um dos personagens em seus momentos de grandes crises e traumas. Um longa que nos faz olhar com carinho para tudo que foi feito nesse universo dos Novos 52 e que nos deixa ansiosos para o futuro da DC Comics e de seus filmes animados.

Justice League Dark: Apokolips War
Lançamento: 5 de maio de 2020
Direção: Matt Peters, Christina Sotta
Roteiro: Ernie Altbacker, Mairghread Scott
Elenco: Roger Cross, Rosario Dawson, Christopher Gorham, Camilla Luddington, Shemar
Moore, Jerry O’Connell, Jason O’Mara, Matt Ryan, Sachie Alessio, Stuart Allan, Ray Chase, John
DiMaggio, Taissa Farmiga, Liam McIntyre, Tony Todd, Rebecca Romijn, Hynden Walch, Rainn Wilson
Duração: 90 min

Warner Channel exibe season finale de Supergirl neste domingo (24)

Quatro últimos episódios da quinta temporada da heroína serão
exibidos em sequência a partir das 22h25

Warner exibe últimos episódios de Supergirl. (Foto: Divulgação)

Neste domingo, chega ao fim a agitada 5ª temporada de Supergirl, com a heroína enfrentando diversos vilões, como a versão feminina de Brainiac (a inteligência artificial de Krypton) e seu eterno inimigo Lex Luthor, acompanhado pela irmã Lena. Além disso, a CatCo, revista onde trabalha Kara Danvers, o alter ego da Garota de Aço, recebe um novo dono e colegas de redação para apimentar as relações pessoais dos personagens. Não perca, o final da quinta temporada de Supergirl no domingo, dia 24 de maio, às 22h25, na Warner Channel.

Confira abaixo a lista de episódios:

Ep.16: “Alex in Wonderland” – Alex usa lentes Obsidian para visitar National City virtualmente e assume uma nova personalidade. Enquanto isso, Kelly ajuda William a investigar Lex e Kara recebe notícias ruins.

Ep.17: “Deus Lex Machina” – Lex inicia um intrínseco plano para se aproximar de Lena, derrotar o ataque de Leviathan ao mesmo tempo que coloca Supergirl contra ele. Além disso, será revelado como Lex conseguiu seus poderes depois da Crise nas Infinitas Terras.

Ep.18: “The Missing Link” – Supergirl e seu time batalham contra Rama Khan e Levithan enquanto Lena e Lex juntam forças quando o projeto Non Nocere falha, deixando os irmãos em perigo.

Ep.19: “Immortal Kombat” – Supergirl percebe que precisa trabalhar com Lena para derrotar Lex e Levithan. Nia tem dificuldades em entender os que seus sonhos significam e Brainy descobre que só existe uma maneira de parar Lex Luthor.

Os quatro últimos episódios da 5ª temporada de Supergirl serão exibidos no domingo,
dia 24 de maio, às 22h25, no “Domingo Heroico” da Warner Channel.

*Horário de Brasília. Programação sujeita a alterações sem aviso prévio.

UNIVERSO DC – UMA NOVA ESPERANÇA?

“Snydercut” de Liga da Justiça vai ver a luz do dia. (Foto: Divulgação)

Por Henrique Moita

Hoje à tarde, os fãs da DC receberam uma enorme notícia…finalmente todos foram ouvidos e tivemos o anúncio que teremos o tão esperado “Snydercut” de Liga da Justiça. E o melhor, ela não vai demorar muito, sendo que foi anunciada já para o ano que vem.

Agora vamos entender um pouco porque essa versão do filme é tão esperada:

Durante a produção de Liga da Justiça, Zack Snyder, por problemas pessoais, teve que se afastar e a direção passou para Joss Whedon. Com isso, o resultado final do longa ficou muito aquém do esperado pelos fãs. O que seria a primeira reunião de grandes heróis da DC, foi decepcionante. Isso causou uma comoção global, desde o lançamento, praticamente, pedindo para que a Warner liberasse o que começou a ser chamado de “Snydercut”, que seria, simplesmente a versão de Zack Snyder do filme.

Snyder, que nunca chegou a assistir a versão final do filme até hoje, diz que o que foi entregue era apenas 1/4 do que ele havia imaginado. Muitas notícias, no início, tratavam Liga da Justiça como um filme em duas partes, sendo no final entregue apenas uma.

Para a sua versão, o diretor disse que já pretende chamar os atores para regravar algumas cenas e finalizar alguns efeitos visuais antigos. Ele promete também que a experiência do filme será totalmente diferente do que foi apresentado, principalmente para os que assistiram à antiga versão. O orçamento para isso está em torno de 20 milhões de dólares (e pode chegar até 30 milhões) e o filme será lançado na plataforma da HBO Max, por hora, não indo para os cinemas. Até porque, Snyder também revelou que não sabe se o sua versão será lançada como um filme em duas partes, tendo em vista que ele falou que o longa terá cerca de 4 horas; ou se ele vai ser lançado como se fosse uma mini-série.
O que fica para nós agora, são as dúvidas de como esse universo vai seguir…

Depois de Liga da Justiça, o Universo DC nos cinemas sofreu grandes mudanças. O que seria um universo compartilhado, não se sabe mais como anda. Muitos atores, por exemplo, até já anunciaram que não vão continuar em seus papeis já apresentados, como Ben Affleck que não seguirá mais fazendo Batman e Ezra Miller que é uma eterna dúvida se vai ou não continuar no papel do Flash.

Será que, caso o esperado aconteça e o Snydercut seja um sucesso, a Warner repense o que já está, de certa forma, decidido, volte atrás e tente começar a expansão do seu universo de novo? Se isso acontecer, o que será do novo filme do Batman que já está em produção e filmagem, com Robert Pattinson no papel do morcego vigilante?

O que nos resta agora é esperar. Não temos nenhuma data definitiva de quando essa versão será lançada, então fique ligado nas páginas do Diversório nos próximos dias, que assim que soubermos, lançaremos em nossos canais.

Mas e você? Está ansioso para a Snydercut? Conte para a gente nos comentários quais são suas expectativas para a tão esperada versão de Liga da Justiça.