Arquivo da tag: Thriller

Thriller sobre embate entre humanos e robôs que vai virar filme de Steven Spielberg chega às livrarias pela Record

image005.jpgAlém de autor best-seller do New York Times, Daniel H. Wilson é PhD em robótica. Não é à toa, portanto, que a trama de “Robopocalipse”, que chega às livrarias pela Record em setembro, cause angústia real e forneça detalhes interessantíssimos no que diz respeito a inteligência artificial. Não é por acaso também que Steven Spielberg já comprou os direitos da obra e está produzindo a adaptação para o cinema.

Num futuro próximo, onde robôs e máquinas são usados com parte vital do cotidiano, fazendo de trabalhos domésticos a missões militares, o problema começa quando cientistas criam um projeto chamado Archos, um dispositivo de inteligência artificial que se torna consciente.

Após segundos de análises de dados, Archos conclui que a humanidade é descartável. A partir daí, começa a tomar conta de toda forma de tecnologia on-line do mundo. Primeiro, pequenos bugs em equipamentos e programas são percebidos, sem que ninguém note nenhuma conexão entre os acontecimentos. Depois, Archos promove um ataque completo, infectando com um vírus todo tipo de dispositivo: robôs domésticos começam a atacar os humanos, carros saem do controle, aviões se chocam.  Muitos humanos morrem, e os que permanecem vivos são levados para campos de trabalho.

Mas parte da humanidade consegue seguir livre e, para combater a ameaça, vai ter que fazer algo que parece inimaginável no mundo contemporâneo: unir-se em torno de um objetivo comum. A trama é narrada em flashback, por meio de anotações, documentos e lembranças, por um dos sobreviventes do que ficou conhecido como a Nova Guerra.

Daniel H. Wilson é PhD em robótica pela Carnegie Mellon University, além de ser mestre em inteligência artificial e robótica. É autor de livros de não ficção, entre eles “How to survive a robot uprising”. Wilson mora em Portland, Oregon. Mais informações em danielhwilson.com.

Anúncios

Thriller argentino “Mate o próximo” chega às livrarias pela Verus

image005.jpgAo ser diagnosticado com um tumor no cérebro, Ted McKay acredita que a melhor saída é o suicídio, ainda que ele tenha uma família perfeita, com um trabalho digno e duas filhas maravilhosas. Decidido, ele organiza tudo. A esposa e as meninas estão viajando e ele tem a casa toda para pôr o plano em prática. Ted se preocupa em deixar um bilhete para a mulher afim de se certificar de que será ela quem irá encontrar o seu corpo e não as filhas pequenas. Ele escolhe também o melhor local para cometer o suicídio e retira todas as fotos da família de vista para que não corra o risco de se arrepender.

Porém, quando está prestes a apertar o gatilho, Ted é surpreendido pelo toque insistente da campainha.  Do outro lado da porta está Justin Lynch, um homem que aparentemente sabe bastante coisa a respeito de Ted e, por isso, lhe faz uma proposta: participar de uma espécie de “rede de assassinatos”. Primeiro, Ted precisa matar Blaine, um homem que assassinou a ex-namorada a facadas e saiu impune. Logo em seguida o alvo será Wendell, um empresário famoso que também pretendia se suicidar. Garantindo a justiça à família da ex-namorada de Blaine e permitindo o descanso almejado pelo ricaço Wendell, Ted será mais uma parte desta corrente e, ao invés de precisar se matar, poderá esperar pela próxima pessoa desta “rede” que irá garantir que sua morte seja fruto de uma fatalidade e não de um suicídio.

Ted aceita a proposta do estranho homem, sem imaginar que este é apenas o começo de um jogo macabro de manipulações. Alguém plantou um caminho de migalhas, que Ted vai recolher. Alguém que o conhece melhor que ninguém, que o fará duvidar de suas próprias motivações e também das pessoas que o cercam.

Federico Axat foi considerado uma revelação na literatura argentina. O autor se inspira nas obras de Stephen King para compor suas histórias. “Mate o próximo” teve os direitos de tradução vendidos para 34 idiomas e Michael Sugar, deSpotlight: segredos revelados será um dos produtores na adaptação do livro para os cinemas.

Sobre o autor

Federico Axat nasceu em Buenos Aires em 1975, é engenheiro de profissão, mas, por interesse e vocação, acabou se dedicando também à escrita. Sua obra se caracteriza por altas doses de suspense, reviravoltas surpreendentes e finais sempre inesperados.

Record lança best-seller “O casal que mora ao lado”, thriller sobre bebê que desaparece

O livro da escritora Shari Lapena já teve seus direitos vendidos para 24 países

image004.jpgNo dia do aniversário de Graham, ele e sua esposa Cynthia convidam os vizinhos para jantar. Os quatro são amigos e moram em casas geminadas, coladas parede com parede. Marco acha que será bom para Anne, que está sofrendo de depressão pós-parto depois do nascimento da filha, Cora. Quando a babá desmarca com o casal em cima da hora, eles decidem deixar a bebê de seis meses em casa e ir ao jantar. Levam a babá eletrônica e se revezam para, de meia em meia hora, dar uma olhada na menina. Mas, quando voltam do jantar, a criança não está lá.

Em “O casal que mora ao lado”, a autora Shari Lapena retrata com precisão a angústia dos pais enquanto desenrola uma teia de acontecimentos e reviravoltas até o impactante desfecho. A narrativa, sempre no tempo presente, contribui para criar o sentimento de urgência e desespero que envolve o desaparecimento de um filho.

Marco e Anne chamam a polícia, e logo o time comandado pelo investigador Rasbach se instala na casa. Ao não encontrar nenhuma evidência de que alguém tenha entrado no local, o detetive passa a, cada vez mais, desconfiar dos próprios pais da criança. Junta-se a esta equação os pais milionários de Anne – cujo dinheiro seria motivo para um possível sequestro – e a relação, na verdade um tanto conturbada, com os vizinhos.

 “O casal que mora ao lado” ficou sete semanas na lista de mais vendidos no Reino Unido e também entrou na lista do New York Times. Os direitos de publicação já foram adquiridos por 24 países.

CONFIRA O PRIMEIRO TRAILER LEGENDADO IT – A COISA

A Warner Bros. Pictures divulga o primeiros trailer do thriller de terror IT – A Coisa. O trailer legendado mostra o clima de mistério que ronda as crianças da cidade de Derry. IT – A Coisa tem estreia marcada para 7 de setembro no Brasil.

Sobre o filme

IT – A Coisa, o novo thriller de terror do diretor Andrés Muschietti (“Mama”) e produzido pela New Line Cinema, é baseado no best-seller homônimo de Stephen King, uma das obras mais populares do autor, que tem aterrorizado leitores há várias décadas.

Quando crianças começam a desaparecer misteriosamente na pequena cidade de Derry, no estado de Maine, um grupo de jovens é obrigado a enfrentar seus maiores medos ao desafiar um palhaço maligno chamado Pennywise, que há séculos deixa um rastro de morte e violência.

No elenco de IT – A Coisa estão Bill Skarsgård (“A Série Divergente: Convergente”, série “Hemlock Grove”) como o principal vilão da história, Pennywise. No conjunto de talentosos jovens atores do longa estão Jaeden Lieberher (“Destino Especial”), Jeremy Ray Taylor (“Alvin e os Esquilos: Na Estrada”), Sophia Lillis (“37”), Finn Wolfhard (série “Stranger Things”), Wyatt Oleff (“Guardiões da Galáxia”), Chosen Jacobs (“Cops and Robbers”), Jack Dylan Grazer (“Tales of Halloween”) e Nicholas Hamilton (“Capitão Fantástico”).

Andrés Muschietti dirige IT – A Coisa a partir do roteiro adaptado por Chase Palmer & Cary Fukunaga e Gary Dauberman. Dan Lin, Roy Lee, Seth Grahame-Smith, David Katzenberg e Barbara Muschietti são os produtores, e Marty P. Ewing, Doug Davison e Jon Silk assinam a produção executiva.

A competente equipe de criação por trás das câmeras inclui o diretor de fotografia Chung-Hoon Chung (“Eu, Você e a Garota que Vai Morrer”), o desenhista de produção Claude Paré (“Planeta dos Macacos: A Origem”), o editor Jason Ballantine (“O Grande Gatsby”) e a figurinista Janie Bryant (série “Mad Men”).

Uma produção da New Line Cinema, IT – A Coisa tem lançamento previsto para 7 de setembro de 2017 no Brasil, com distribuição da Warner Bros. Pictures, empresa da Warner Entertainment Company.

SundanceTV estreia “Jack Irish” em 31 de janeiro

Série em seis episódios é estrelada por Guy Pearce

O SundanceTV estreia com exclusividade o drama “Jack Irish” em 31 de janeiro, terça-feira, às 22h. O thriller, dividido em seis episódios, é estrelado pelo vencedor do Emmy®, Guy Pearce, e leva os espectadores por uma emocionante viagem desde o subúrbio de Melbourne até a movimentada cidade de Manila, nas Filipinas, atrás de um segredo inesperado e mortal.

20150813_jackirishseries_nik-00628.jpg
“Jack Irish” é nova série do SundanceTV. (Foto: Divulgação)

Pearce (Prometheus, “Mildred Pierce,” O Discurso do Rei, Priscilla, a Rainha do Deserto) interpreta um homem que tenta colocar sua vida de volta nos eixos. Jack Irish, um ex-advogado criminalista cujo mundo implodiu, passa agora seus dias dividindo seu tempo como detetive particular, cobrador de dívidas, aprendiz de fabricação de armários, e amante nas horas vagas. Jack, um especialista em encontrar aqueles que não querem ser encontrados, mortos ou vivos, dá uma mão aos seus amigos, enquanto foge de seu passado. Isto é, até que o passado o alcance.

O mundo de Jack gira em torno do hipódromo, do “pub” local e da oficina de carpintaria onde se tornou aprendiz de um mestre artesão. Contudo, é o seu trabalho de investigação, muitas vezes em pequenos trabalhos que se transformam em casos muito mais complexos e perigosos, que coloca Jack em um novo caminho – que ele segue persistentemente. De policiais corruptos a bandidos do submundo, líderes políticos e religiosos e jornalistas investigativos, de repente todo mundo parece querer um pouco do Jack Irish. A série é adaptado dos romances de Peter Temple (vencedor do Gold Dagger da Crime Writers’ Association em 2007).

“Jack Irish” tornou-se um sucesso com críticos de todo o mundo. Nos EUA, The Wall Street Journal citou “a fantástica atmosfera e a sólida atuação” do drama, The Australian disse que ele mostrou “um estilo clássico hollywoodiano de cinema” e The Guardian, do Reino Unido, disse que o papel principal é desempenhado com “um charme subestimado e tipo noir”.

“Jack Irish” foi produzido por Ian Collie e Andrew Knight e escrito por Andrew Knight, Matt Cameron e Andrew Anastasios. O drama é uma produção da Essential Media & Entertainment em associação com a ABC TV, Screen Australia e Film Victoria e é distribuído pela DCD Media.

 

Record publica thriller psicológico de C. L. Taylor

image005.png

Primeiro livro de C. L. Taylor publicado no Brasil, O acidente dialoga com a linha de thrillers psicológicos que colocam em cheque a sanidade da própria protagonista. Neste emocionante suspense, Susan Jackson parece ter uma vida perfeita até que sua filha de 15 anos se joga na frente de um ônibus e acaba em coma. Por causa de uma passagem que encontra no diário da garota, a mulher decide refazer os passos da filha e descobrir o terrível segredo que guardava – e que pode ter sido o motivo para sua tentativa de suicídio.

Sua busca por evidências levam a mulher a imergir fundo no mundo pessoal da filha e a mergulhar nas sombras de seu próprio passado. Entretanto, para salvar a vida de Charlotte, Sue precisará acordar dos pesadelos que a assombram e impedir que “o segredo” acabe destruindo as duas.

C. L. Taylor mora em Bristol com seu namorado e o filho pequeno. Começou a escrever ficção em 2005. Seus contos receberam muitos prêmios e foram publicados em diversas revistas literárias e veículos direcionados para o público feminino.

WARNER BROS. DIVULGA NOVO TRAILER LEGENDADO DE A LEI DA NOITE, FILME DIRIGIDO E ESTRELADO POR BEN AFLLECK

Elenco conta ainda com Elle Fanning, Sienna Miller, Zoe Saldana, Chris Cooper, entre outros

A Warner Bros. Pictures divulga o segundo trailer do longa A Lei da Noite, dirigido e protagonizado por Ben Affleck e com previsão de estreia para 23 de fevereiro de 2017 no Brasil. O vídeo traz alguns detalhes da vida de Joe Coughlin (Affleck) e uma sequência de cenas de ação de tirar o fôlego.

Sobre o filme

O vencedor do Oscar Ben Affleck (“Argo”) dirige e estrela o thriller policial A Lei da Noite. Além de atuar, Affleck também escreveu o roteiro, baseado no premiado romance “Os Filhos da Noite” de Dennis Lehane. A produção marca a segunda colaboração entre o escritor e o cineasta, ambos da cidade de Boston (EUA), depois do sucesso do elogiado “Medo da Verdade”.

A Lei da Noite situa-se nos turbulentos anos 1920, quando a proibição da Lei Seca americana não interrompeu o fluxo de bebidas em estabelecimentos ‘underground’ dirigidos por mafiosos de boa lábia. A oportunidade de ganhar poder e dinheiro estava à disposição para qualquer homem com ambição e nervos suficientes, e Joe Coughlin, o filho do Superintendente da Polícia de Boston, há muito tempo deixou para trás sua rígida educação para sucumbir à adrenalina de ser um fora-da-lei.

Mas, mesmo entre criminosos há regras, e Joe desobedece a maior delas: trair duplamente um poderoso chefão da máfia, roubando seu dinheiro e sua mulher. O romance ardente termina em tragédia, e Joe começa a trilhar uma rota de vingança, em que ambição, romance e traição o levam do submundo de Boston para os degraus esfumaçados dos porões de contrabando de rum na cidade de Tampa.

A Lei da Noite é produzido por Leonardo DiCaprio (“O Lobo de Wall Street”, “Tudo Por Justiça”) e Jennifer Davisson (“Tudo pelo Poder”, “A Orfã”), sob a bandeira da Appian Way; e por Ben Affleck e Jennifer Todd (“Alice no País das Maravilhas”, “Across the Universe”), com a Pearl Street Films. Chris Brigham, Dennis Lehane e Chay Carter são os produtores executivos.

O elenco traz, além de Affleck, Elle Fanning (“Malévola”), Brendan Gleeson (“No Coração do Mar”, filmes “Harry Potter”), Chris Messina (“Argo”, série de TV “Projeto Mindy”), Sienna Miller (“Sniper Americano”, “Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo”), Zoe Saldana (“Os Guardiões da Galáxia”, “Avatar”) e o vencedor do Oscar Chris Cooper (“Adaptação”, “Atração Perigosa”).

Na equipe de produção, Affleck contou com a colaboração do diretor de fotografia três vezes vencedor do Oscar Robert Richardson (“JFK – A Pergunta que não Quer Calar”, “O Aviador”, “A Invenção de Hugo Cabret”); do designer de produção indicado ao Oscar Jess Gonchor (“Bravura Indômita”, “Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo”); do editor vencedor do Oscar William Goldenberg (“Argo”); e da figurinista indicada ao Oscar, Jacqueline West (“O Curioso Caso de Benjamin Butler”, “Argo”). A trilha sonora foi composta por Harry Gregson-Williams (“Perdido em Marte”, “Medo da Verdade”).

Uma produção da Warner Bros. Pictures e da Appian Way/Pearl Street, A Lei da Noite tem estreia prevista para 23 de fevereiro de 2017 no Brasil e será distrubuído internacionalmente pela Warner Bros. Pictures, empresa da Warner Bros. Entertainment.

Gerard Butler fala sobre a produção de Invasão a Londres

Ator e produtor do filme explica sobre a sequência de Invasão a Casa Branca e porque escolheu a capital britânica como cenário para este thriller de ação

Invasão a Londres (London Has Fallen, EUA/Inglaterra, 2015), sequência do sucesso Invasão a Casa Branca (Olympus Has Fallen, EUA, 2013), tem a produção de Gerard Butler, que também volta a dar vida ao personagem Mike Banning, chefe do serviço secreto dos Estados Unidos. Confira no link abaixo entrevista com o ator.

Butler explica que o sucesso de Invasão a Casa Branca pode ser creditado aos elementos clássicos do filme de ação. “É como estar de volta aos anos 80, com títulos como Máquina Mortífera e Duro de Matar. As pessoas gostam muito”, diz.

O ator também comenta sobre a escolha da capital britânica para a sequência. “Quando decidi participar de Invasão a Londres pensei: para onde vamos? O grande desafio era esse. Então eu pensei: isso pode ser incrível! Um filme desses em Londres!”, explica, animado.

Invasão a Londres, que chega aos cinemas de todo o Brasil no dia 7 de abril, em cópias dubladas e legendadas, começa sua trama com a notícia da morte do Primeiro Ministro britânico. Seu funeral, obviamente, é um evento obrigatório para os principais líderes do mundo e cercado pelo maior e melhor sistema de segurança do planeta.

No entanto, para a surpresa de todos, um grandioso esquema terrorista se inicia no evento, com o assassinato de líderes mundiais e a espantosa destruição de grandes monumentos da capital inglesa, como Hyde Park, Catedral de St. Paul e Abadia de Westminster. Na sequência, o autor do atentado se apresenta e promete um terrível futuro a outras grandes capitais, caso não seja entregue a ele a custódia do presidente dos Estados Unidos, Benjamin Asher (Eckhart).

Apenas três pessoas têm esperança de interromper a tragédia: Asher, Mike Banning (Gerard Butler), chefe do serviço secreto e uma agente do MI-6, Serviço Secreto britânico, que não confia em absolutamente ninguém. Enquanto isso, na Casa Branca, o vice-presidente Trumbull (Morgan Freeman) corre contra o tempo junto de seus consultores mais experientes para dar ao grupo preso em Londres suporte e alternativas para sobreviver às terríveis ameaças.

Invasão a Londres estreia dia 7 de abril em circuito nacional

Dirigido por Babak Najafi, o thriller de ação conta com Gerard Butler, Aaron Eckhart e Morgan Freeman no elenco

Invasão a Londres (London Has Fallen, EUA/Inglaterra, 2015), sequência do sucesso Invasão a Casa Branca (Olympus Has Fallen, EUA, 2013), chega aos cinemas de todo o Brasil no dia07 de abril, com distribuição da Diamond Films Brasil, em cópias dubladas e legendadas.

Dirigido por Babak Najafi, premiado em Berlim por SEBBE em 2010 e diretor de episódios da cultuada série Banshee, o longa conta com o carismático e talentoso elenco de Invasão a Casa Branca: Gerard Butler (Um Bom Partido, Código de Conduta), Aaron Eckhart (Frankenstein: Entre Anjos e Demônios, O Amor Acontece), Morgan Freeman (Transcendence – A Revolução,Truque de Mestre) e Angela Bassett (da série American Horror Story).

A trama começa com a notícia da morte do Primeiro Ministro britânico. Seu funeral, obviamente, é um evento obrigatório para os principais líderes do mundo e cercado pelo maior e melhor sistema de segurança do planeta.

No entanto, para a surpresa de todos, um grandioso esquema terrorista se inicia no evento, com o assassinato de líderes mundiais e a espantosa destruição de grandes monumentos da capital inglesa, como Hyde Park, Catedral de St. Paul e Abadia de Westminster. Na sequência, o autor do atentado se apresenta e promete um terrível futuro a outras grandes capitais, caso não seja entregue a ele a custódia do presidente dos Estados Unidos, Benjamin Asher (Eckhart).

Apenas três pessoas têm esperança de interromper a tragédia: Asher, o chefe do seu serviço secreto (Gerard Butler) e uma agente do MI-6, o Serviço Secreto britânico, que não confia em absolutamente ninguém.

Enquanto isso, na Casa Branca, o vice-presidente Trumbull (Morgan Freeman) corre contra o tempo junto de seus consultores mais experientes para dar ao grupo preso em Londres suporte e alternativas para sobreviver às terríveis ameaças.

Thriller policial Presságios de um Crime, dirigido pelo brasileiro Afonso Poyart, com Anthony Hopkins, estreia em 21/1/2016 nos cinemas

Ator inglês assina também a produção executiva do suspense: “eu não sou uma pessoa muito espiritual, mas certamente sou aberto à ideia”

O thriller policial sobrenatural Presságios de um Crime (Solace, EUA, 2015) marca a estreia internacional do diretor brasileiro Afonso Poyart (Dois Coelhos) à frente de uma produção hollywoodiana e de um elenco de estrelas com Sir Anthony Hopkins (O Silêncio dos Inocentes,Hitchcock, a série Thor), Colin Farrell (Um Conto do Destino, O Vingador do Futuro), Jeffrey Dean Morgan (Possessão, Watchmen- O Filme, a série Sobrenatural), Abbie Cornish (RoboCop, Sem Limites) e a brasileira Luisa Moraes (novela “Em Família”). Presságios de um Crime estreia nos cinemas no dia 21 de janeiro de 2016 (confira trailer oficial legendado e imagens no link abaixo).

Um dos produtores de Presságios de um Crime, Beau Flynn, com larga experiência no gênero suspense (Amanhecer Violento, Número 23) já tinha trabalhado em 2011 com o ator Sir Anthony Hopkins em outro suspense de grande sucesso, também sobrenatural, O Ritual, ao lado da brasileira Alice Braga. Com o sonho de repetir a parceria, o produtor mostrou o roteiro do filme ao ator, que não apenas aceitou interpretar o protagonista John Clancy como assumiu a produção executiva do thriller.

“Se é bem escrito, é sempre interessante, e Presságios de um Crime tem um roteiro bem escrito. É também embebido de implicações de uma outra dimensão da vida. Eu não sou uma pessoa muito espiritual, mas certamente sou aberto à ideia… Sem pegar carona em nenhum bonde ou ser dogmático, eu tenho tido experiências em minha própria vida, de sincronicidade, experiências psíquicas e eu acredito definitivamente que há algo acima de nós, algo muito mais profundo do que eu realmente possa entender”, diz Anthony Hopkins.

Foi a visão do diretor brasileiro Afonso Poyart para compor o personagem de Hopkins um dos elementos decisivos para o produtor Flynn trazê-lo para o projeto, além de ele ter sido conquistado por Dois Coelhos. “Afonso tinha propostas muito concretas sobre como transformar Presságios de um Crime em um filme único. Thrillers são um gênero que lhe é familiar, e o diretor brasileiro queria fazê-lo de um jeito novo, criar a impressão de estar dentro da mente de Clancy e mostrá-la de um jeito distinto do mundo real”, afirma o produtor Beau Flynn.

Presságios de um Crime

Quando o agente especial do FBI Joe Merriwether (Jeffrey Dean Morgan) encontra-se de mãos atadas frente a uma série de homicídios ainda sem pistas concretas, ele decide recorrer à ajuda de seu ex-colega, o médico aposentado e analista civil Dr. John Clancy (Anthony Hopkins). Mas o recluso Clancy não quer se envolver no caso nem usar suas habilidades especiais, algo que deixou no passado quando fechou seu consultório e retirou-se do mundo após a morte de sua filha e o divórcio que logo seguiu-se à tragédia.

Mas Clancy muda de ideia quando têm visões de imagens perturbadoras e violentas da mais nova parceira de Joe, a cética agente especial do FBI Katherine Cowles (Abbie Cornish), seguidas ainda por algo que ele interpreta como uma mensagem pessoal. Quando os excepcionais poderes sobrenaturais de Clancy colocam esse estranho trio de investigadores na forte trilha de um suspeito, Charles Ambrose (Colin Farrell), o médico logo percebe que suas habilidades podem ser insuficientes frente às deste assassino que se considera em uma missão.