Arquivo da tag: Tradições

Páscoa ao estilo tcheco

A primavera chega e com ela o feriado da Páscoa. Em todo o mundo, as tradições variam um pouco, mesmo que os motivos sejam os mesmos. Convidamos você a conhecer a tradicional Páscoa tcheca

A Páscoa tradicional

O evento mais popular é chamado de Páscoa na região de Valašsko e é comemorado em Rožnov pod Radhoštěm, na Morávia Oriental. Este ano, a festa começará no dia 6 de abril (sábado) com uma tradicional feira de artesanato. Lá você pode ver como é feita a pomlázka – uma das tradições tchecas cujas raízes remontam à era pagã. Na segunda-feira de Páscoa, os meninos andam em pomlázka. Isso significa que eles vão de casa em casa visitando suas jovens vizinhas e lhes dando uma surra simbólica com  uma trança de galhos de salgueiro. Nos tempos antigos, essa surra servia para garantir a fertilidade, mas significado original desapareceu. A tradição, no entanto, permanece e os meninos sempre recebem algo doce como recompensa.

Kopec (a colina alegre), na Boêmia Oriental, também tem muito a oferecer. Nos dias 14 a 17 de abril, as casas são decoradas para a Páscoa e uma equipe vestida no estilo da época explicará os costumes folclóricos tradicionais.

Mercado de Páscoa em Praga

Praga celebrará a Páscoa com a maior feira da República Tcheca. A feira da primavera na Praça da Cidade Velha oferecerá festividades populares, amostras de costumes e artesanato tradicionais e comida saborosa também.

Dezenas de quiosques venderão itens típicos da Páscoa, como ovos pintados à mão ou doces em forma de cordeiro, presentes e decorações. O programa altamente popular e a oferta de pratos típicos tchecos reforçam  os costumes tchecos.

República Tcheca lança página especial de Natal, em português

Na República Tcheca, as festas de Natal são cercadas por uma atmosfera mágica. Boa comida, belas paisagens, árvores naturais adornadas com artesanato, canções e brincadeiras nas ruas e inúmeras atividades. E agora, quem quiser saber mais sobre o Natal tcheco, pode ver informações detalhadas em uma página web totalmente em português.

O escritório de Turismo da República Tcheca acaba de lançar uma página web dedicada ao Natal. São dicas, costumes, curiosidades e agenda de eventos tudo 100% em português. Para acessar basta ir ao link https://www.czechtourism.com/pt/a/christmas/

Aqui, alguns destaques do Natal na Tchéquia.

A atmosfera das festividades de Natal começa já no final de novembro, quando os mercados do Advento animam todas as praças do país. Nas barracas atraentes, você pode provar mais uma vez as iguarias tradicionais, como o rolo de amêndoa (trdelník) ou a bebida antiga de hidromel, ou comprar decorações de Natal. Ao som das canções natalinas, você mergulhará na atmosfera festiva.

Este ano, você encontrará o mercado do Advento de Praga na praça da Cidade Velha, a partir de 29 de novembro, quando serão acesas as luzes da árvore de Natal. Os mercados da histórica cidade de Olomouc, a única cidade da República Tcheca onde é servido o autêntico Ponche de Nuremberg, são muito visitados. Não perca o charme de inverno da cidade da Morávia, premiada pela prestigiada Lonely Planet com o título de pérola escondida da Europa.

Nas ruas surgem diabos e anjos e os tchecos celebram São Nicolau 

Na véspera de sua data onomástica, em 5 de dezembro, antes das crianças abrirem seus presentes de Natal, São Nicolau os presenteará com um pequeno presente. Vestido de vermelho e com o bastão pastoral na mão, acompanhado por sua comitiva de anjo e demônio, você o encontrará andando pelas ruas e entrando de casa em casa. As crianças que foram boas ao longo do ano receberão guloseimas e o diabo assustará aos travessos e lhes dará carvão e batatas. A tradição dos doces baseia-se na lenda de São Nicolau que morava na cidade de Myra (na atual Turquia) e, de acordo com a história, jogou de uma janela dinheiro para uma família pobre, que assim livrou-se das suas dívidas.

Em 5 de dezembro, na véspera da festa de São Nicolau, haverá programas especiais nas praças onde as crianças podem cantar uma música ou dizer um verso para receber uma doce recompensa.

Na Noite Feliz não pode faltar a árvore, a carpa e o Menino Jesus

O período natalino culmina com o jantar da véspera de Natal, em 24 de dezembro, quando toda a família se reúne em volta da mesa. Ao lado da árvore com as luzes ou velas acesas, os convidados cantam canções de natal, cortam maçãs para dar sorte ou o futuro é adivinhado de acordo com a imagem que o chumbo derretido deixa na água. Na mesa, não pode faltar a carpa fresca à milanesa ou frita. Nos últimos tempos, legumes e nozes prevalecem. Você pode saborear o menu especial de Natal em muitos restaurantes. Outra tradição está em jejuar ao longo do dia que termina com o farto jantar. Diz-se que, se alguém aguentar ficar sem comer, verá o porquinho de ouro. No entanto, não é fácil, porque todos os cantos da casa exalam o perfume de biscoitos e especiarias de Natal.

Na República Tcheca, não é Natal se não houver presentes que o Menino Jesus traz para as crianças tchecas. Eles não precisam esperar para abrir os presentes até o dia seguinte e, por esse motivo, a véspera de Natal se torna uma noite de alegria, riso e emoção. Quando chega a meia-noite, as famílias costumam assistir à missa do galo e desejam a seus conhecidos e amigos um feriado cheio de paz.

Nos feriados seguintes, a vida nas cidades tchecas será animada e a capital não será uma exceção. O Teatro Nacional prepara diferentes funções, entre as quais o balé “Quebra-Nozes” e todo o imenso recinto do Castelo de Praga será aberto ao público. Os atletas podem patinar no gelo nas pistas de patinação ou esquiar na estação de esqui de Monínec.

Conheça as tradições natalinas da República Tcheca

O Natal é a época mais bonita do ano: paisagens de neve, doces fresquinhos, concertos nas ruas, mercados tradicionais e uma atmosfera fantástica esperam por você na República Tcheca.

O Natal é um momento para celebrar rodeado de amigos e familiares. Os museus, as ruas das cidades, os restaurantes, as igrejas e todos os lugares do país estão preparados para receber os visitantes e proporcionar grandes experiências. Devido à longa história do país, a República Tcheca tem tradições antigas. Compartilhamos algumas:

8f08e449-b9a0-4ec2-806d-8cd87a0a8408.jpg
Conheça as tradições tchecas. (Foto: Divulgação)

1. Calendário do Advento
O calendário do Advento – uma caixa com os dias que precedem o natal, com um doce escondido atrás de cada dia – é, sem dúvida, um belo costume do Natal e um presente saboroso para as crianças. O calendário do Advento deve lembrar as crianças do significado das quatro semanas antes do Natal e ao mesmo tempo encurtar a espera, até que elas vejam a árvore decorada e os presentes da véspera de Natal. O primeiro calendário desenhado do Advento deve-se ao tipógrafo alemão Gerhart Lang e remonta ao início do século XX. Em 1908, o proprietário de um próspero estabelecimento de impressão em Munique imprimiu, às suas próprias custas, um calendário recortado com o nome No país do Menino Jesus. Involuntariamente, criou um belo costume, que permanece até hoje. Nas décadas dos anos 50 e 60 do século XX, os calendários do advento apareceram na maioria dos países europeus. Em pouco tempo, cada nação criou sua própria variante do calendário do Advento, com características locais.

2. Coroa do Advento
A decoração com a coroa do Advento é um costume relativamente jovem e muito apreciado. As raízes dessa tradição remontam à primeira metade do século XIX. Na Europa Central, as coroas do Advento são as primeiras anunciadoras da chegada das festas de Natal. O primeiro documento escrito que menciona a coroa do Advento é de 1838 e vem do próspero porto de Hamburgo. Então, nos primeiros dias do Advento, o teólogo Johann Heinrich Wichern colocou sobre a porta do orfanato que administrava uma grande coroa esculpida em madeira, na qual todos os dias colocava uma vela acesa. Sob a coroa havia um cofrinho no qual as pessoas piedosas podiam apresentar suas ofertas para as crianças abandonadas e órfãs. O costume foi estendido do norte da Alemanha para outras regiões, especialmente graças ao movimento evangélico da juventude. Entre as duas guerras mundiais, cruzou as fronteiras dos países de língua alemã.

As coroas do Advento não eram esculpidas apenas em madeira e  pintadas de verde, mas eram feitas de galhos de pinheiros. Essas coroas vivas eram o símbolo da vida eterna prometida por Jesus Cristo. A forma redonda da coroa expressa a unidade da comunidade de pessoas e de Deus, e a chama das velas lembra  Cristo, como a luz que ilumina com sua chama de amor  cada pessoa. Porque o Advento começa no quarto domingo antes do Natal, o número de velas é quatro. Todo domingo do Advento, uma vela é acesa. Se você visitar o mercado de Natal em Praga, Český Krumlov ou Olomouc, você pode comprar uma coroa do Advento para a sua casa.

3. Árvore de natal
Hoje dificilmente podemos imaginar o Natal sem a árvore decorada. A pequena árvore verde com bolas, correntes e enfeites doces é parte natural do Natal. Segundo uma lenda, a árvore de natal deve seu nascimento ao abade SãoColumbano de Luxeuil e Bobbio. Columban nasceu na Irlanda e viveu no século VI, mas sua atividade missionária o levou à França, à Bretanha e à Borgonha. O povo de Borgonha era pagão e Columban, que queria levar a eles a festa do nascimento de Jesus Cristo, decorou com tochas acesas em forma de cruz um antiquíssima árvore que os nativos idolatravam durante o solstício de inverno.

A luz do fogo atraiu a multidão e Columban fez um sermão sobre o nascimento do menino Jesus na distante cidade de Belém. E talvez seja o dia em que o costume de decorar a árvore de Natal veio ao mundo. É costume que a cidade que organiza mercados de Natal erga sua árvore de Natal na praça. Qual será a mais bela? A de Praga na Praça da Cidade Velha, a de Olomouc ou a de Český Krumlov?

4. Presentes
Na Roma antiga as pessoas celebravam a chegada do Ano Novo oferecendo presentes. Mais tarde, o solstício de inverno tornou-se a festa de Natal, mas o costume dos presentes permaneceu. Tornou-se um gesto de amizade e de amor cristão para com os outros. Desde o século XVI, há evidências de que amigos e parentes trocaram presentes. Os que mais receberam presentes foram as crianças. Nos duzentos anos que se seguiram, os presentes foram trazidos pelo Menino Jesus (na República Tcheca), Papai Noel ou o Avô do Gelo. O costume dizia que os presentes foram abertos quando surgia a primeira estrela no céu. Com isso, a estrela iluminada da cidade de Belém era lembrada. Na República Tcheca, os presentes são tradicionalmente distribuídos após o jantar da Noite de Natal.