Arquivo da tag: Trem

Para trechos longos ou curtos, viagens de trem no exterior são tendências para 2020

Melhorias na malha têm deixado os roteiros ainda mais atraentes; Trains & Tours Lufthansa City Center oferece diversas opções de pacotes

Há quem ame aeroporto e há quem não suba em avião. Há quem adore uma estrada e quem não goste de perder tempo nelas. Existem diferentes formas de viajar e, entre elas, o trem. Cada vez mais, apreciar vistas panorâmicas em vagões modernos e com serviços de bordo de qualidade tem se tornado popular entre os turistas. Por isso, viajar de trem é uma das maiores tendências do setor de turismo para este ano.

Seja para destinos com estrutura ferroviária já consolidada, como a Suíça, ou outras menos populares e que têm se reinventado, a agência brasileira Trains & Tours Lufthansa City Center conhece as melhores opções por todo o mundo e oferece pacotes personalizados a todos os tipos de público.

O aumento da popularidade dos trilhos tem movimentado o mercado. Empresas na França e na Alemanha, por exemplo, trabalham para aumentar a capacidade de operação e reduzir os valores dos bilhetes. Especialistas da indústria apontam, inclusive, que viajar de trem em alguns locais será mais barato do que companhias aéreas low cost em 2021. A procura por este charmoso meio de transporte tem crescido também entre as viagens com roteiros elaborados que utilizam o trem como transporte e até mesmo como hospedagem. Percorrer as cidades da Europa, como Budapeste, Viena e Praga, por exemplo, fazendo paradas estratégicas e contando com guia especializado, passeios incluídos e hospedagem de quatro ou cinco estrelasm são facilidades oferecidas pela Trains & Tours Lufthansa City Center.

Na Suíça, os trens são o mais eficiente meio de transporte. A experiência pelas rotas panorâmicas do país, como a Glacier Express e o Chocolate Train, entram com toda a certeza para a lista de viagens inesquecíveis.

Junto da eficácia e rapidez, outra vantagem de embarcar nos vagões é a grande oportunidade de conhecer detalhes dos países e explorar áreas maiores. Em roteiro de 9 dias, por exemplo, os turistas combinam paradas nas agitadas Amsterdã, Bruxelas e Paris, com tempo para apreciar o encanto quase mágico das pequenas vilas e campos que acompanham os trilhos na Holanda, Bélgica e França, respectivamente.

A agência tem ainda pacotes para descobrir o norte da Espanha a bordo do Expreso de La Robla, transporte de época do lado de fora, mas moderno e luxuoso do lado de dentro. O trem, que vai de León a Bilbao em três dias, tem pub, bar, serviço de cabine e refeições com o melhor da culinária espanhola.

Com estações bem localizadas, os trens são opções práticas de locomoção também em Portugal e a rota entre Lisboa e Porto é a mais popular. Já na Itália, seja em trens de alta velocidade ou regionais, os trechos mais buscados levam turistas de norte a sul pelas encantadoras Milão, Florença, Roma, Nápoles e Veneza.

No Canadá, a modalidade é perfeita para não perder nenhum detalhe da paisagem exuberante dos lagos e das montanhas cobertas de neve. Pacotes da empresa incluem trajetos entre Toronto, Ottawa e Quebec. Ou ainda um roteiro de 9 dias em caminho de tirar o fôlego entre Edmonton, Vancouver e Whistler.

E, aos viajantes profissionais, nada melhor do que dar a volta ao mundo sobre trilhos. A Trains & Tours Lufthansa City Center se prepara para mais uma vez percorrer aproximadamente 16 mil quilômetros e cruzar três continentes. Ao todo, a “Volta ao Mundo de Trem” passará por 14 cidades e terá guia acompanhante brasileiro durante todo o trajeto. A aventura dura 24 dias, parte em 15 de agosto de Toronto, no Canadá, e termina em 6 de setembro, em Moscou, na Rússia. Entre as famosas ferrovias, passa pela Transiberiana, malha que registrou aumento de 23% em turismo em 2018.

Mais informações podem ser obtidas no site www.voltaaomundodetrem.com.br ou com a Trains & Tours Lufthansa City Center: Av. Santo Amaro, 4644, loja 5, São Paulo – SP, telefone (11) 4878-1085 e e-mail relacionamento@lufthansacc.com Instagram: @trainsandtours

Volta ao mundo em 24 dias: viva experiências com seus próprios olhos numa travessia de trem

O grupo TT Travel propõe uma viagem pelos continentes europeu, asiático e americano, que passa por 14 cidades do Canadá, China, Mongólia e Rússia

Um dos maiores sonhos daqueles que são imbuídos de espírito livre é dar uma volta ao mundo. Não há nada que se iguale à experiência de ver paisagens e conhecer a fundo culturas e hábitos com os próprios olhos. Tudo o que um viajante de alma procura é estabelecer contato real com povos e realidades distantes, tanto ao mergulhar na história, quanto na identidade local expressa pela arte, gastronomia ou arquitetura. Nem todos, entretanto, têm a disposição de sair com uma mochila nas costas. Então que tal quebrar as fronteiras a bordo de trens com todo o conforto a que tem direito? É exatamente isso que propõe o Grupo TT Travel.

A quarta edição da “Volta ao Mundo de Trem” apresenta uma verdadeira cruzada sob trilhos pelo hemisfério norte ao passar pelos continentes europeu, asiático e americano. Durante 24 dias – de 15 de agosto a 7 de setembro de 2020 – os passageiros percorrerão aproximadamente 16 mil quilômetros de malha ferroviária por 14 cidades do Canadá, China, Mongólia e Rússia.

A façanha começa em grande estilo na cosmopolita Toronto, com um jantar no restaurante 360 da CN Tower, que proporciona vista completa desta que é a maior cidade canadense. A partir daí, deixe-se encantar pelo cenário natural que se descortina pelas janelas panorâmicas do Trem Canadense num trajeto que atravessa as Montanhas Rochosas, passa por florestas de coníferas até chegar noJasper Natural Park. Neste santuário de verde, o lago de água azul cristalina doMaligne Lake promete momentos de êxtase. OGlacier Skywalk, uma plataforma suspensa de vidro, dará a impressão de caminhar sobre nuvens e poder apreciar de cima o visual dos desfiladeiros de neve. Já nos campos de gelo de Columbia, um passeio desnowcoach irá arrebatar aos amantes do gelo ao longo do panorama alvo doGlaciar Athabasca.

O trecho canadense culmina em Vancouver, uma cidade de enorme mistura cultural por abrigar imigrantes de todas as partes do mundo, sobretudo da Ásia. Nocity tour, é possível visitar os famosos totens esculpidos na madeira noStanley Park; o mercado público deGranville Island e suas lojas de joias, roupas, cerâmicas e artesanato; além deGastown, um bairro histórico de atmosfera tipicamente inglesa. Daqui, como um oceano separa os continentes, um voo daAir Canada levará o aventureiro itinerante até o outro lado do mundo.

Embora cada dia mais moderna, a cultura milenar é o grande atrativo da China. Em Pequim, a tradição de antigos impérios se revela noMuseu Nacional, onde se encontram mais de um milhão de relíquias do país. Lar dos imperadores das dinastiasMing eQing, aCidade Proibida serviu por 500 anos como o centro político do país. Antes acessível somente para a realeza, hoje está aberta a todos. OPalácio de Verão, por sua vez, é reconhecido por ter os maiores e mais conservados jardins do continente asiático. É tanta história e beleza que foi listado pela UNESCO como Patrimônio Mundial. Por falar nisso, nenhum programa pelo território chinês pode deixar de incluir visitação à uma das Sete Maravilhas do Mundo. AMuralha da China, esta imponente obra arquitetônica construída para impedir a invasão das nações do norte, também está no roteiro.

Da capital chinesa, uma viagem de 36 horas atravessará as planícies doDeserto de Gobbi, onde se poderá apreciar o por do sol entre as montanhas e um céu repleto de estrelas ao anoitecer. NoParque Nacional Gorkhi Terelj, formações rochosas maciças entre vales com rio sinuoso deixam qualquer um fascinado. A investida por terras áridas ainda compreende uma visita a uma família nômade com acampamento emiurta, tendas circulares características do povo mongol. Já na base da estátua deChinggis Khaan existe um museu arqueológico em que se pode provar trajes representativos do país. Otour pela Mongólia ainda chega à capital Ulan Bator, que reserva, entre outras atrações, entrada aoMosteiro Gandan, termplo budista de estilo tibetano, e a vista panorâmica doMonte Zaisan.

A viagem, então, entra no seu trecho final quando adentra o território russo pela lendária Ferrovia Transiberiana. No entanto, ainda há um longo trajeto a ser percorrido, já que a Rússia tem dimensões continentais. Ao longo deste caminho, tão mítico quanto inspirador, o viajante pode contemplar as paisagens da Sibéria. OLago Baikal – o maior de água doce do mundo – e o Museu Taltsy, em Irkutsky, deslumbram. Este último parece uma antiga vila com longas ruas, casas de madeira e moinhos aquíferos. Novosibirsk guarda uma joia artística, oTeatro de Ópera e Ballet, enquanto Ecaterimburgo – nas proximidades dos Montes Urais, que separa Ásia e Europa -, aIgreja Sangue Derramado reconta os dias finais dos Romanov. Foi neste templo cristão ortodoxo, um dos monumentos símbolo da Rússia, que o Imperador Nicolau II e sua família foram executados, acabando com o czarismo no país.

Ao cruzar a divisa para a porção europeia, Kazan mostra na cultura todo o reflexo da mistura entre continentes. Num almoço tártaro, a gastronomia é um exemplo de combinações russas e búlgaras no uso de ingredientes, condimentos e temperos. Já nas edificações, o Kremlin da cidade – erguido sob ordens do czar Ivan, o Terrível -, é mais um Patrimônio Mundial da UNESCO que entra no roteiro como entretenimento imperdível. O outro Kremlin, esse a sede do governo russo, em Moscou, é mais um dos passeios obrigatórios ao se chegar na capital, que marca o fim desta jornada. Antigamente, um dos lugares mais fechados e temidos do mundo, hoje abre seus portões a fim de compartilhar com o público a grandiosidade dos seus jardins, museus e catedrais.

Entre painéis naturais que mais parecem quadros, maravilhas da arquitetura construídas pelo homem e convívio imersivo com famílias locais, além de almoços e jantares onde se pode provar sabores antes inexplorados, são essas experiências que, no fundo, trazemos como bagagem para a vida. Tudo isso é providenciado pela TT Travel em um planejamento minucioso que mostra o cuidado com segurança e bem-estar. Os serviços contratados já incluem um guia brasileiro, que acompanha toda a viagem, bem como outros profissionais locais de cada parada. Além do mais, o pacote inclui 58 refeições, 14 noites a bordo dos trens em cabines confortáveis com duas camas e oito noites em hotéis de quatro ou cinco estrelas com a comodidade necessária para repor todas as energias. 

Mais informações podem ser obtidas no site www.voltaaomundodetrem.com.br ou com a Trains & Tours Lufthansa City Center: Av. Santo Amaro, 4644, loja 5, São Paulo – SP, telefone (11) 4878-1085 e e-mail relacionamento@lufthansacc.com 

Canal Brasil exibe o inédito “Trem Trilhos Trump” nesta sexta-feira dia 20

Americanos discutem a eleição de Donald Trump à presidência americana. Filme vai ao ar no dia da posse do novo presidente

A eleição do presidente norte-americano é tema do filme inédito “Trem Trilhos Trump”, de Luís Nachbin, que o Canal Brasil exibe na próxima sexta, dia 20, às 21h, com exclusividade. O filme vai ao ar no mesmo dia da posse de Donald Trump. O documentarista cruzou os Estados Unidos em um trem e entrevistou pessoas comuns para saber suas visões sobre o processo eleitoral e seus candidatos. Foram 6.500 km de trilhos e quatro dias de viagem. Pela janela, há deserto, montanhas nevadas e pequenas cidades. Dentro dos vagões, são 13 entrevistados que revelam seus sonhos, angústias e diferentes visões sobre o que está por vir.

yyeq5dABF0259.jpg
Canal Brasil estreia “Trem Trump Trilhos”, nesta sexta-feira. (Foto: Divulgação)

Os vagões do trem a cruzar o país são o cenário para as entrevistas realizadas pelo diretor em sua tentativa de compreender o sentimento do povo americano sobre a eleição. Votantes do candidato republicano ratificam suporte às ideias dele de austeridade em questões imigratórias, ao discurso contra o terrorismo e à manutenção do direito ao porte de armas. Simpatizantes democratas manifestam receio ao tratamento de negros e homossexuais, e repudiam o machismo das falas do empresário. Gravando livremente, o cineasta revela as esperanças e os medos com relação ao homem que vai guiar a “terra da liberdade”.

Três roteiros clássicos de viagens de trem na Europa

Conheça os destinos que não podem faltar em sua primeira visita ao Velho Continente

Europa reúne os destinos mais procurados por viajantes do mundo todo e, para conhecer as suas belas paisagens, nada melhor do que utilizar a sua extensa malha ferroviária.

Além de conforto e pontualidade, os trens proporcionam uma viagem segura e tranquila até mesmo para os turistas de primeira viagem, com estações bem localizadas, conectividade com os transportes públicos e sem a necessidade de check-in.

A Rail Europe, líder em distribuição de bilhetes e passes dos trens europeus, elaborou três roteiros clássicos de viagem pelo Velho Mundo imprescindíveis no itinerário de suas férias. 

Jungfraujoch - Top of Europe - Suíça.jpg
Rail Europe dá dicas de roteiro de trem pele Europa. (Foto: Divulgação)

1. Roteiro: Londres – Paris – Bruxelas – Amsterdã

Os principais destinos da Europa e que todo turista deve conhecer. Em Londres, visite os museus – a maioria tem entrada gratuita – e os icônicos pontos turísticos London Eye, Big Ben e Palácio de Buckingham. A bordo do trem Eurostar, após 2h20 de viagem, a chegada em Paris já evidencia a arquitetura magnífica da capital da França. Reserve tempo para admirar a Torre Eiffel enquanto descansa do itinerário intenso de passeios.

Os trens da Thalys levam os viajantes com rapidez e comodidade para Bruxelas. Caminhe por entre as pequenas ruas da metrópole belga e experimente as delícias típicas: chocolate, cerveja e batatas fritas. A mesma companhia faz o trajeto até Amsterdã. Com sua vida noturna agitada, é ideal para quem busca muita diversão. O passeio de barco pelos canais e o emocionante Museu Anne Frank são atividades obrigatórias.

2. Roteiro: Veneza – Florença – Roma

A partir da romântica Veneza, onde o melhor é se perder por entre as ruas estreitas e admirar as obras-primas da arquitetura em meios aos canais, se inicia o roteiro pelas principais cidades turísticas da Itália. O trem de alta velocidade até Florença sai da estação Santa Luzia diariamente e a viagem tem 2h de duração. Capital do Renascimento, é um museu a céu aberto e com opções para todos os gostos.

Ao embarcar para Roma, reserve um lugar na janela para admirar as paisagens bucólicas durante o trajeto de 1h30. Além disso, programe-se para não perder nenhum detalhe da capital, que reúne um acervo vasto e impressionante de arte, esculturas e construções majestosas.

3. Roteiro: Zurique – Lucerna – Interlaken

A Suíça conta com uma eficiente rede ferroviária, o que proporciona facilidade de locomoção aos turistas que visitam o país. Em Zurique, percorra o centro histórico, a orla e faça um passeio de barco pelo lago. A menos de 1h de trem da capital, Lucerna encanta por suas belezas arquitetônicas – com suas charmosas construções medievais – e naturais, pois está rodeada pelos alpes nevados.

Um dos principais destinos turísticos do país, Interlaken está a cerca de 2h de Lucerna, viajando de trem. É o ponto de partida para a famosa subida ao complexo “Top of Europe”, a estação de trem mais alta da Europa. O local conta com um parque de diversões nas alturas, além de muita neve, esculturas de gelo e vista de tirar o fôlego.

10 dicas essenciais para viajar de trem pela Europa

Tudo o que você precisa saber para ter uma viagem tranquila e aproveitar seu passeio ao máximo

O trem é o modo mais eficiente, seguro e confortável para viajar entre os destinos da Europa. Mesmo que o turista não esteja habituado com este tipo de transporte, não há razão para se preocupar.

A Rail Europe é líder na distribuição de bilhetes e passes dos trens europeus. Para ajudar os aventureiros iniciantes, a companhia preparou uma lista com 10 dicas que todo viajante precisa saber antes de embarcar em uma viagem de trem pelo Velho Continente.

Vagao Bar Buffet dos trens Thalys - Credito Rail Europe.jpg
Rail Europe dá dicas para aproveitar a viagem de trem pela Europa. (Foto: Divulgação)

1) As estações são de fácil acesso

Você vai conseguir chegar com muita facilidade nas estações. Em geral, elas estão localizadas no centro das cidades, o que ajudará na economia de tempo, não sendo necessário se preocupar com grandes deslocamentos, como os que ocorrem para acessar os aeroportos.

2) Bagagem: quanto mais leve e menor, melhor

Viajar de trem deve ser prático. Entrar e sair dos vagões com uma mala pesada não é uma tarefa muito fácil. Por isso, pense e planeje bem para levar somente o essencial.

3) Pontualidade

Ser pontual é regra nos trens. Se a sua partida está marcada para 15h43, nesse horário você deve estar dentro do vagão e não chegando à plataforma. Isso irá ajudá-lo a evitar que você perca os passeios que planejou por tanto tempo.

4) Sem check-in

Não é necessário realizar o procedimento de check-in: basta entrar no trem com seus pertences. Por isso, é importante chegar com antecedência de 15 a 30 minutos para encontrar a plataforma de embarque e o vagão indicado na sua passagem.

5) Validação do bilhete

Ao contrário das passagens de avião, nos trens a checagem dos bilhetes acontece somente durante a viagem. Um profissional da empresa irá carimbar o seu ticket para validá-lo e pronto! Você já pode relaxar e aproveitar a paisagem.

6) Planeje o seu trajeto

O planejamento na hora de comprar as passagens é essencial, pois existem opções de trens mais rápidos que economizam um tempo precioso. Trechos que contam com trens de alta velocidade são muito procurados e as passagens econômicas podem se esgotar rapidamente.

7) Viajar de trem à noite pode te ajudar a economizar

Conseguir guardar aquele dinheiro extra durante as viagens pode ser mais fácil do que imagina. Optar por um percurso longo durante a noite, por exemplo, é uma excelente alternativa para poupar gastos com quartos de hotel.

8) Compre suas passagens com antecedência

Com a Rail Europe, é possível comprar passagens pelo site e garantir bons descontos. Acessando www.raileurope.com.br, o viajante faz reservas de assentos com possibilidade de entrega dos bilhetes na tranquilidade do lar, sem precisar entrar em filas nas estações.

9) Você pode fazer um lanche dentro do próprio trem

Bateu uma fome durante o trajeto? Basta seguir até o vagão-restaurante ou utilizar o serviço de snack bar. Nem todos os trens têm o serviço disponível, por isso, é importante verificar antes. Caso viaje de primeira classe, o atendimento pode oferecer café, chá, snacks ou refeições.

10) Fique atento às estações para não perder a sua parada

As paradas nem sempre são avisadas ou podem ser anunciadas em uma língua que você não conhece. A dica nesses casos é anotar o horário de chegada previsto e os nomes das últimas estações que precedem o seu local de destino.

JORNADA DE NATAL A BORDO DO BELMOND BRITISH PULLMAN E BELMOND NORTHERN BELLE

As viagens de curta duração pela região campestre do Reino Unido
partem de variadas cidades, entre 5 e 21 de dezembro de 2016

Para aqueles que desejarem se programar para uma viagem especial durante o período natalino, estão abertas as reservas da tradicional jornada festiva da Belmond, a bordo dos trens Belmond British Pullman e Belmond Northern Belle. Com saídas entre 5 e 21 de dezembro de 2016 a partir de diversas cidades britânicas, sendo Londres o ponto de partida do Belmond British Pullman, e as demais cidades como Manchester, Leeds, Liverpool, Edimburgo e Cardiff, são os locais das estações de onde parte Belmond Northern Belle. Estes passeios ferroviários, durante o período de almoço têm, em média, cinco horas de duração.

Belmond oferece viagens especiais em dezembro. (Foto: Divulgação)
Belmond oferece viagens especiais em dezembro. (Foto: Divulgação)

Na ocasião, os vagões vintage, que evocam o glamour das locomotivas lendárias dos anos 1920 e 1930, serão decorados especialmente para as comemorações de fim de ano. A jornada, com capacidade para até 26 passageiros no Belmond British Pullman e 42 passageiros no Belmond Northern Belle, inclui uma visita do Papai Noel com os seus assistentes, para entregar lembrancinhas aos passageiros, além de um presente especial com certificado de viagem assinado pelo gerente do trem. Em destaque no Belmond Northern Belle, será realizado o almoço “Station Master”, com menu temático sazonal, acompanhado por meia garrafa de vinho por adulto, servido em mesas de 2 a 4 pessoas.

Trem-irmão do lendário Venice Simplon-Orient-Express, o Belmond British Pullman destaca-se pelos passeios de um dia para cidades históricas como Bath, Canterbury e Cambridge. Todas as suas jornadas, pelos destinos no Reino Unido, partem da estação London Victoria, em Londres.  Trajetos com um final de semana de duração para Devon e Cornwall também são agendados anualmente, com pernoite em acomodações de hotel incluso. O trem ainda inclui viagens curtas com itinerários que incluem chá da tarde e jogos temáticos de detetive, sendo a ‘The Golden Age of Travel’ (Os Anos Dourados do Transporte) a sua jornada mais famosa, com um almoço de cinco pratos e champanhe. Os 11 vagões restaurados em estilo art déco fizeram parte de locomotivas icônicas como a Brighton Belle e a Golden Arrow.

Partindo de cidades e municípios em todo o norte da Grã-Bretanha, o trem Belmond Northern Belle apresenta o que há de mais elegante em excursões de um dia e viagens de curta duração. Combinando aspectos artesanais clássicos e a engenharia contemporânea, recria a elegância e o conforto das viagens de trem em seu auge. Seus sete vagões-restaurantes, nomeados em homenagem a grandes mansões e castelos britânicos, ostentam detalhes em marchetaria, tecidos e bronze especialmente comissionados por artesãos britânicos.

As jornadas natalinas* são gratuitas para as crianças e, para adultos, possuem preços a partir de £250 por pessoa (aproximadamente $324) no Belmond Northern Belle e £380 por pessoa (cerca de $468) no Belmond British Pullman.

*Datas disponíveis para reservas em 2016:

Belmond British Pullman

·         9 de dezembro (sexta-feira) – saída da estação London Victoria

·         11 de dezembro (domingo) – saída da estação London Victoria

·         15 de dezembro (quinta-feira) – saída da estação London Victoria

·         20 de dezembro (terça-feira) – saída da estação London Victoria

 

Belmond Northern Belle

·         5 de dezembro (segunda-feira) – saídas das estações Leeds, Doncaster e Sheffield

·         7 de dezembro (quarta-feira) – saídas das estações Cardiff Central, Bristol Temple Meads, Bath Spa e Swindon

·         13 de dezembro (terça-feira) – saída da estação Glasgow Central

·         16 de dezembro (sexta-feira) – saídas das estações York e Leeds

·         17 de dezembro (sábado) – saídas das estações Edimburgo Waverley, Stirling e Perth

·         20 de dezembro (terça-feira) – saídas das estações Crewe, Chester e Liverpool Lime Street

·         21 de dezembro (quarta-feira) – saídas das estações Manchester Victoria, Bolton e Preston

GSP Travel oferece experiência de viagem entre Cape Town e Durban, na África do Sul, em trens de luxo

Os viajantes passarão pelo Museu do Diamante e o do Apartheid, além de conhecer a Reserva de Safári Nambiti

GSP Travels oferece passeios entre Cape Town e Durban, na África do Sul. (Foto: Divulgação)
GSP Travel oferece passeios entre Cape Town e Durban, na África do Sul. (Foto: Divulgação)

A experiência, que começa em Cidade do Cabo e termina em Durban é feita nos trens da Rovos Rail, os mais luxuosos do mundo. Durante o roteiro, os viajantes poderão conhecer a cadeia de montanhas e vinhedos da região, passar pela vila Matjiesfontein, que possui contexto histórico expressivo no país, e visitar a maior escavação do mundo feita pelo homem, o Big Hole e seu Museu de Diamante.

Além das regiões turísticas, haverá passagem pela capital do país, Johannesburg, com visita ao Museu do Apartheid.

Quem realizar este roteiro adquirirá tanto conhecimento a partir do contexto histórico como contato com a natureza, pois a experiência também prevê um passeio pela Reserva de Safári Nambiti, que possui uma incrível biodiversidade, incluindo savana, pastagens, campos e acácias altas.

Para conhecer a parte cultural do país, os viajantes passarão por Ardmore Ceramics, uma loja de artesanatos que retrata a história do povo Zulu, cujo senso de ritmo, cor, dança e música, bem como o espírito da imaginação Africano, exerce sua influência sobre os outros continentes do mundo.

São sete dias de viagem. Durante o percurso, alimentação e bebidas alcoólicas serão servidas a bordo dos trens.

Estas e outras informações de experiências e roteiros podem ser conferidos com a GSP Travel que, com conceito VIP Yourself, oferece ao cliente excelência nos mínimos detalhes: da qualidade superior de hospedagem, gastronomia, cultura e entretenimento aos serviços especialíssimos, que o surpreendem cliente pela exclusividade desde o momento da compra. Para saber mais, acesse www.gsptravel.com.br ou contate gsptravel@gsptravel.com.br.