Arquivo da tag: Trilha

Aventura para todos: cinco diferentes trilhas em Campos do Jordão (SP)

Longe de ser o destino ideal apenas para o inverno, Campos do Jordão atrai cada vez mais turistas em outras estações. Com clima ameno e proximidade com a natureza, a variedade de trilhas pela Serra da Mantiqueira é um dos fatores que encanta visitantes. Entre belas paisagens e cachoeiras, há alternativas para iniciantes e mais experientes, incluindo caminhos para percorrer a pé, a cavalo ou pedalando.

Listamos cinco dessas trilhas para você escolher por onde começar a aventura. Confira abaixo!

Trilha em Campos do Jordão. (Foto: Divulgação)

1 – Trilha da Cachoeira da Galharada

Para quem está começando, a Trilha da Cachoeira da Galharada, no Horto Florestal de Campos do Jordão, é ideal. O passeio a pé pelos 4,7 km de distância é simples mesmo para aqueles que não têm um ótimo condicionamento físico.  Durante o trajeto é possível observar a Estação de Truticultura e Salmonicultura do Instituto de Pescas. A caminhada é perfeita para relaxar e contemplar as araucárias e o verde da mata nativa, além de aproveitar, ao final, a cachoeira que dá nome à trilha.

2 – Trilha do Zig Zag

Outra boa escolha é a Trilha do Zig Zag, uma das mais famosas de Campos do Jordão. Ela pode ser realizada caminhando, mas é perfeita para quem pedala em montanhas. De dificuldade média, seu trajeto tem início com mais de 15 Km de descida e muitos obstáculos naturais. A Zig Zag segue vários quilômetros em estrada de terra, um verdadeiro convite para acelerar as pedaladas, finalizando o percurso no Vale do Lageado.

3 – Trilha da Casa Redonda

Conhecida como Alto do Capivari, também aparece entre as indicadas para os iniciantes. São 16 km de ida e volta, partindo da Vila Capivari e atingindo mais de 1.700m de altitude, oferecendo uma vista panorâmica de toda a região e com trechos de rara beleza. Vale o esforço inicial da subida.

4 – Trilha do Rola Tronco

Para os mais radicais, a Trilha do Rola Tronco está entre as favoritas. São 23 km entre ida e volta, partindo da Fonte dos Milagres, na Vila Capivari. O percurso desce pela floresta e conta com muitos troncos soltos e raízes lisas, trazendo grau médio de dificuldades e a necessidade do acompanhamento de um guia qualificado, mesmo que você já tenha experimentado esse tipo de aventura.

5 – Trilha das Três Matas

Outra que exige algum grau técnico é a Trilha das Três Matas. Seu percurso, com cerca de 8 km, é ideal para ser percorrido de bicicleta. O início da trilha, fácil de localizar, é pela estrada que dá acesso ao Morro do Elefante. Ao longo do trajeto aparecem outras trilhas, mas todas se encontrarão novamente com a principal. O ponto alto do passeio é, literalmente, o visual das pedras a 1750 m de altitude, perfeito para parar e contemplar o visual imperdível antes de seguir até o final do percurso, bem próximo da Fonte da Minalba.

Para hóspedes e não hóspedes: trilhas de Campos do Jordão integram programas de lazer de hotéis

Hotéis como o Toriba e o Vila Inglesa também oferecem um cardápio de passeios e trilhas, mesmo para quem não está hospedado nas propriedades. O programa AvenToriba, por exemplo, tem percursos aos sábados por diferentes trilhas na Serra da Mantiqueira.  No Hotel Vila Inglesa pode-se fazer passeios pelas trilhas a pé ou a cavalo, opção disponível também no Parque Tarundu, palco de muitas outras atividades radicais outdoor.

Roberta Campos lança clipe de “Abrigo”

A cantora e compositora Roberta Campos lança hoje seu novo clipe. O vídeo é da música “Abrigo”, sucesso da mineira na trilha da novela “O Outro Lado do Paraíso” (Globo).

As imagens foram gravadas no Rio de Janeiro com direção geral e roteiro de Bruno Bennec. Em clima lúdico, ela aparece em diferentes tamanhos, sempre sozinha e interpretando a canção introspectiva. “Tive o prazer de dirigir o penúltimo videoclipe da Roberta, ‘Minha Felicidade’, e agora esse. Em ‘Abrigo’ buscamos manter o clima doce e apaixonante da cantora em um ambiente mais lúdico. Buscamos inspirações nos clássicos da literatura como ‘Alice’ e ‘As viagens de Gulliver’, numa releitura experimental em parceria com a produtora de animação e 3D, a BL3ND” – conta ele.

“Abrigo” é de seu mais recente álbum, “Todo Caminho É Sorte” (Deck/2015). Roberta Campos é nacionalmente conhecida por sucessos como “Varrendo a Lua”, “Mundo Inteiro”, “De Janeiro a Janeiro” e “Minha Felicidade”, essa última tema de abertura da novela “Sol Nascente” (Globo).

Cachoeira de 100 metros de altura é opção de passeio

A Reserva Natural Salto Morato, no litoral norte do Paraná, proporciona passeio em meio à Mata Atlântica

Sair da cidade, observar aves, nadar com peixes e ficar mais perto da natureza. A Reserva Natural Salto Morato, localizada em Guaraqueçaba, litoral norte do Paraná, a 163 quilômetros de Curitiba, agrada tanto ecoturistas de carteirinha, que adoram nadar em rio e descobrir cachoeiras, quanto os turistas que gostam de natureza, mas fazem questão de infraestrutura, como trilhas sinalizadas, centro de visitantes e banheiro.

A Unidade de Conservação (UC) é mantida pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza desde 1994 e, em 1999, foi reconhecida pela Unesco como Sítio do Patrimônio Natural da Humanidade. São 2.253 hectares que integram a maior área contínua de Mata Atlântica no país, com expressiva concentração de espécies de aves que ocorrem apenas nesse bioma, sendo várias delas ameaçadas de extinção. A atração principal é o Salto Morato, cachoeira com uma queda mais de 100 metros de altura.

ViewImage (1).jpg

O visitante, estará inserido em meio a uma rica biodiversidade, que contempla 646 espécies vegetais vasculares, 93 espécies de mamíferos, 325 espécies de aves, 36 espécies de répteis, 61 espécies de anfíbios e 55 espécies de peixes.

Um passeio dentro da mata

Na chegada, o visitante terá acesso a um material interativo com painéis, fixos e giratórios, maquete e vídeo. Logo em seguida, é direcionado à trilha principal e atravessa uma ponte-pênsil no meio da mata, que dá acesso a dois caminhos: a Trilha da Figueira e a Trilha do Salto.

A primeira tem 5,3 km no total, que dura cerca de duas horas, e leva a uma figueira centenária que projeta as raízes como uma ponte natural, em formato de arco, sobre o Rio do Engenho.

Já a Trilha do Salto tem 3 km, podendo ser percorrida em cerca de uma hora de caminhada, e leva à cachoeira. O caminho tem acesso fácil, sinalização, placas interpretativas e banheiros. Há um local para banho autorizado um pouco antes da cachoeira, onde o rio forma um aquário natural a partir da água gelada que desce da serra. Lambaris e limpa-fundos podem ser facilmente vistos com máscara de mergulho.

Quem quiser pode aproveitar os quiosques para alimentação e interação com familiares e amigos. São quatro quiosques, sendo que cada um comporta até dez pessoas. Eles são equipados com churrasqueira, grelha, pia, bancos e mesas.

Como chegar

Tendo Curitiba como ponto de partida, há dois caminhos possíveis: pela histórica Estrada da Graciosa (PR 410) e via BR-277. Um pouco antes de Antonina, entre na PR 340, e siga até o trevo com a PR 405, a estrada de terra que leva a Guaraqueçaba.

Caso queira ir de ônibus você pode pegar um da Viação Graciosa na Rodoviária de Curitiba. Atente para o horário, todos os dias às 6h45. É preciso descer no cruzamento da PR 405 com a Estrada do Morato e andar mais 4 quilômetros.

Outra opção é pegar um barco em Paranaguá até Guaraqueçaba. O percurso dura cerca de duas horas e meia e, chegando ao destino final, deve-se pegar um táxi para percorrer os 18,5 quilômetros até a reserva.

Serviço

Entrada: R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia).

Horário de funcionamento: terça a sexta-feira das 08h30 às 17h30 (última entrada às 16h).

Mais informações no site da reserva.