Arquivo da tag: Turismo

Onde comer em Monte Verde

Situada na Serra da Mantiqueira, na divisa entre os Estados de São Paulo e Minas Gerais, a pequena Monte Verde é cenário ideal para aproveitar as baixas temperaturas durante os meses de inverno e também desfrutar da gastronomia local.

Selecionamos três opções gastronômicas do distrito que oferecem da culinária local a internacional.

Monte Verde também é conhecida pela sua gastronomia. (Foto: Divulgação)

Villa Donna:

Com perfil de um “bistrô”, o restaurante oferece cardápio artesanal com pratos feitos na hora. O serviço é cordial e hospitaleiro em um ambiente charmoso e aconchegante.

As massas são artesanais e os risotos diferenciados, experimente o risoto da Cumadre, uma reeleitura da galinhada e que representa a culinária italo-mineira

Cantina Portale Di Napoli

Sob o comando do Chef Severino e sua esposa Rosângela, o Portale Di Napoli oferece o melhor da culinária italiana.

A sugestão do chef é o Polpettone Con Linguine Alla Crema Com Funghi Freschi composto por molho branco e cogumelo shitake.

Provence Cottage & Bistrô

Com influência francesa, o espaço prioriza a utilização de ingredientes locais, produzidos na região, em um menu fechado que muda conforme a disponibilidade dos pequenos produtores da região. O espaço recebe somente 24 pessoas por noite e abre somente aos finais de semana e feriados.

Onde ficar

Hotel Saint Michel é um verdadeiro refúgio.  Com aconchegantes apartamentos, além de belos chalés privativos, o hotel também oferece opções de hospedagem para um número maior de pessoas, incluindo acomodações com dois ou três andares. Há varandas, lareira, ofurô, hidromassagem dupla e produtos L’Occitane.

A propriedade conta com estrutura para total relaxamento e lazer. Academia e uma sala de leitura são algumas das atividades oferecidas para os hóspedes. A piscina coberta e aquecida é ideal para os dias de baixas temperaturas.  

A área dedicada para as crianças disponibiliza charmosa brinquedoteca que de forma lúdica diverte as mais variadas faixas etárias. Vídeo game, livros e diversos brinquedos são algumas das opções de entretenimento para os pequenos. O contato com a natureza que rodeia a propriedade também é uma atração à parte.

O Saint Michel também oferece o melhor da gastronomia mineira com toques de cozinha internacional.  As fondues são destaques e combinam perfeitamente com o clima local, garantindo sabores marcantes para os visitantes. O chá da tarde é uma tradição com quitutes locais.

Serviço:

Hotel Saint Michel
Av. Sol Nascente, 365, Monte Verde, MG
Diárias para casais nos finais de semana de agosto a partir de R$770. 
saintmichel.com.br

Villa Donna

Rua Rolinha, 33

http://www.villadonna.com.br/

Portale Di Napoli

Avenida Monte Verde, 215

Provence Cottage & Bistrô

Rua Cedrus Libani, 380

https://www.provencecottage.com.br/bistr

11 parques nacionais de tirar o fôlego

Abreu lista locais de impressionantes belezas naturais para conhecer pelo mundo

Cenários deslumbrantes espalham-se por todo o mundo, e talvez os mais incríveis sejam aqueles totalmente naturais. Florestas com rios caudalosos, vales entre montanhas nevadas com lagos profundos, penhascos e formações rochosas, vulcões e desertos encantam os viajantes, principalmente por serem tão diferentes dos horizontes de cidade com os quais muitos deles estão acostumados.

Os patrimônios naturais mais importantes de cada país acabam se tornando uma área protegida, e muitos são transformados em parques nacionais, o que significa que os turistas são mais que bem-vindos. A Abreu, especialista em levar viajantes aos melhores destinos ao redor do globo, recomenda alguns parques nacionais imperdíveis para conhecer em diferentes países.

Parque Nacional Fiordland – Nova Zelândia
Situado na Ilha Sul da Nova Zelândia, reúne montanhas nevadas, florestas, fiordes, lagos, rios e cachoeiras. Com mais de 1,2 milhão de hectares, oferece opções de passeios para qualquer amante da natureza. Quem curte explorar os lugares com os próprios pés pode percorrer algumas das trilhas que cortam o parque; já quem prefere passeios tranquilos e confortáveis pode fazer um cruzeiro por algum dos lagos; também é possível andar de caiaque, desbravar cavernas, pescar e até acampar.

Parque Nacional de Serengeti – Tanzânia
Este verdadeiro santuário de vida selvagem fica na Tanzânia, perto da fronteira com o Quênia. É um dos destinos de preferência para safáris na África, com ótima estrutura para turismo. Com tranquilidade e segurança, é possível ver de perto elefantes, gnus, leopardos, gazelas, macacos, hienas, girafas e inúmeras outras espécies. A geografia local inclui infinitas planícies, savanas, bosques e florestas.

Parque Nacional Kruger – África do Sul
Milhares de quilômetros ao sul do Serengeti está o Parque Nacional Kruger, com quase dois milhões de hectares e mais de 800 espécies de animais, incluindo mamíferos, pássaros, répteis, anfíbios e peixes. Com alojamentos que vão desde campings até lodges luxuosos, o Kruger é outra opção muito popular para a realização de safáris.

Parque Nacional dos Lagos de Plitvice – Croácia
Este parque é uma das principais atrações da Croácia. Fica a 130 quilômetros da capital, Zagreb, e possui 16 lagos conectados por uma série de cascatas em meio a uma floresta habitada por cervos, ursos, lobos e javalis. A cachoeira mais alta tem 70 metros de altura, mas todo o passeio pelo parque garante cenários tão bonitos que nem parecem reais.

Parque Nacional da Chapada Diamantina – Brasil
São muitas as belezas naturais do Brasil, mas a Chapada Diamantina, na Bahia, é a escolha da Abreu no quesito parques nacionais, visivelmente mais tropical que Plitvice, por exemplo. A 400 quilômetros de Salvador, tem grutas, cachoeiras, cânions, poços de água cristalina e morros, onde se pode nadar, fazer trilhas, escaladas e rapel e aproveitar pores do sol inesquecíveis.

Parque Nacional Torres del Paine – Chile
Imponentes montanhas, geleiras, bosques virgens e lagos azul-turquesa fazem os visitantes se sentirem muito pequenos em meio a tanta imensidão em Torres del Paine. Considerada a oitava maravilha do mundo, apresenta uma paisagem cinematográfica que, durante o verão, conta com 17 horas de luz, e é possível ver condores, raposas e outros animais.

Parque Nacional Galápagos – Equador
As Ilhas Galápagos ficam em meio ao Oceano Pacífico, a cerca de 1.000 quilômetros da costa do Equador. São um arquipélago com 58 ilhas vulcânicas com espécies de animais exóticas, como tartarugas-gigantes, iguanas-marinhas e pinguins-de-Galápagos. Um verdadeiro paraíso da natureza, é um destino intenso, que há mais de um século inspirou o naturalista Charles Darwin a criar a Teoria da Evolução.

Parque Nacional Banff – Canadá
O mais antigo parque nacional do Canadá fica nas Montanhas Rochosas, uma importante cordilheira da América do Norte. Além das montanhas, seu território tem geleiras, florestas de pinheiros, picos nevados e lagos cristalinos. O cenário é impressionante, e as atividades pelo parque incluem trilhas dos mais diversos níveis de dificuldade, canoagem, pesca, passeios de barco, escalada, entre outros.

Parque Nacional do Grand Canyon – Estados Unidos
Os Estados Unidos são muito lembrados por seus centros urbanos e cosmopolitas, com arranha-céus espelhados e avenidas largas, mas a Abreu explica que, na verdade, o país tem muitas belezas naturais também. O Grand Canyon é uma das mais famosas: surpreendente e arrebatador, o cânion tem 1,6 quilômetro de profundidade e 16 quilômetros de largura, por onde serpenteia o rio Colorado.

Parque Nacional de Yosemite – Estados Unidos
Também nos Estados Unidos, a 260 quilômetros de São Francisco, o Yosemite é visitado por mais de 4 milhões de pessoas todo ano, que se encantam com suas quedas d’água, vales profundos, árvores gigantescas e picos de granito. É lá que fica a cachoeira mais alta do continente, com 740 metros.

Parque Nacional de Yellowstone – Estados Unidos
Foi o primeiro parque nacional dos Estados Unidos, localizado na região Oeste do país. Sua paisagem é bem diferentes dos outros dois parques norte-americanos citados nesta lista, já que conta com impressionantes termas e gêiseres, além de lagos de águas transparentes, desfiladeiros, pradarias e cachoeiras. Há inúmeras trilhas e é possível ver animais como bisões, alces e ursos.

7 destinos sensacionais para quem busca o melhor da praia e da montanha

Na hora de escolher o destino ideal para uma viagem, muitos enfrentam o mesmo dilema: uma praia paradisíaca e deserta ou uma vista de perder o fôlego nas montanhas? Para aqueles que preferem pegar um bronze a fazer uma trilha nas montanhas, vocês não estão sozinhos. Aliás, 78% dos viajantes brasileiros pretendem viajar para a praia em 2019. Em comparação, 70% dizem que estar nas montanhas é fator importante na hora de escolher um destino*. Com isso em mente, a Booking.com — líder digital no mercado de viagens, que conecta viajantes a opções incríveis de hospedagem, experiências imperdíveis e opções descomplicadas de transporte — pesquisou mais de 29 milhões de anúncios em mais de 153.000 destinos para identificar alguns dos lugares mais espetaculares que unem praia e montanha. Com florestas tropicais exuberantes, imensas cordilheiras, água cristalina e quilômetros de praia, os viajantes poderão aproveitar o melhor dos dois mundos em suas próximas férias.

Soufrière, St. Lucia, Pequenas Antilhas

(Foto: Divulgação)

Se você busca um destino paradisíaco que combina praias dignas de curtidas no Instagram com trilhas na exuberante floresta tropical, basta visitar St. Lucia, praticamente um éden no Caribe. Depois de mergulhar nas águas azul-turquesa, os aventureiros podem fazer uma caminhada revigorante pelo Gros Piton, um dos picos vulcânicos da ilha considerado Patrimônio Mundial da UNESCO. A aventura começa na vila de Fond Gens Libre e, de lá, são cerca de 2 horas (ida) para chegar ao cume do pico, a aproximadamente 800 metros do nível do mar. A vista panorâmica e exclusiva vale todo o esforço!

Onde ficar: Villas com piscina privativa — assim é o Sugar Beach, A Viceroy Resort. Localizado nas areias branquinhas de Sugar Beach, onde ao norte desponta o imponente Petit Piton, esse é o lugar ideal para várias fotos inesquecíveis das férias. Após um dia explorando tudo o que a ilha tem a oferecer, você poderá descansar no Temazcal, uma sauna em uma cúpula ao ar livre inspirada na tradicional cultura mesoamericana.

Ítaca, Grécia

(Foto: Divulgação)

A pequena e intocada ilha de Ítaca é famosa por ser lar de Odisseu, herói da famosa Odisséia de Homero. Ao contrário dos destinos mais movimentados e procurados da Grécia, essa ilha é calma e tem belas praias de pedrinhas com água azul-turquesa, além de charmosas vilas históricas que se espalham pelas montanhas. É fácil explorar Ítaca de carro, pois ela é uma ilha relativamente pequena. Há várias rotas a fazer, como a de Vathy a Stavros, com parada obrigatória em Anogi e Exogi para que o visitante possa conhecer o estilo de vida das comunidades locais. Deixe a curiosidade te levar, pois independentemente do lugar que decidir explorar, você terá como recompensa uma vista sensacional.

Onde ficar: Este histórico moinho foi transformado em um único apartamento que combina tradição com um toque de modernidade. Depois de um dia caminhando pela praia e explorando as charmosas vilas nas montanhas, você pode curtir uma taça do vinho local no espaçoso terraço privativo, enquanto contempla o pôr do sol sobre o mar Jônico.

Makarska, Croácia

(Foto: Divulgação)

Localizada ao longo da Costa da Dalmácia, entre Split e Dubrovnik, a pitoresca cidade portuária de Makarska encanta com suas florestas perfumadas de pinheiros, falésias acidentadas e as águas do mar Adriático em tons turquesa. Como a cidade é pequena, o visitante pode explorá-la a pé ou de bicicleta. Agora, se você tem espírito aventureiro e quer ir além, é possível ir de carro à Montanha Biokovo, a segunda mais alta da Croácia, e ter a oportunidade de contemplar a linda vista da densa floresta que se estende pelas águas cristalinas.

Onde ficar: A apenas alguns minutos do Farol de St. Peter, no centro de Makarska, o Apartments Beso tem vista fantástica do porto. Pense na cena: você fazendo uma refeição caseirinha na varanda enquanto contempla os barcos navegando nas águas cristalinas do porto.

Kauai, Havaí

(Foto: Divulgação)

Conhecida também como “Ilha Jardim”, a ilha de Kauai é um verdadeiro paraíso tropical, com penhascos vertiginosos, florestas tropicais exuberantes e quilômetros de praias douradas. Embora seja muito tentador apenas relaxar e contemplar toda a beleza da ilha (o que, definitivamente, você também deve fazer), vale muito a pena alugar um carro para explorar as atrativas cidades costeiras, as praias secretas e as famosas cachoeiras de Kauai. Para ir da ponta da Costa Norte (Haena) até a Ponta Oeste (Polihale), o viajante leva apenas 3 horas, e esse trajeto panorâmico leva o visitante a um dos trechos mais extensos de areia branquinha da ilha. Para aqueles que buscam uma vista realmente espetacular, recomendamos uma visita ao Parque Estadual de Koke’e, de cenário jurássico e com vegetação que se estende por falésias avermelhadas. Lá, faça uma das 7 trilhas ou pegue a estrada até o Mirante Kalalau para ter uma vista sensacional e incomparável de toda a costa.

Onde ficar: Se você busca um refúgio onde possa jantar à luz do luar ouvindo as ondas, então o Kauai Shores Hotel, localizado em Kappa e de frente para o mar, é o lugar ideal. Para quebrar essa tranquilidade com um pouco de aventura, considere reservar um passeio de helicóptero e tenha uma vista da maravilhosa paisagem vulcânica das ilhas.

Sabah, Bornéu, Malásia

(Foto: Divulgação)

Bornéu é a terceira maior ilha do mundo e se estende por 3 países. Além disso, metade do seu território é coberto por florestas, sendo o paraíso perfeito para os amantes da natureza graças à diversidade da flora e fauna. O Monte Kinabalu, pico mais alto da Malásia, fica na extremidade norte da ilha e no estado de Sabah, um destino de férias espetacular e muito procurado por suas florestas tropicais e extensas praias.

Onde ficar: Localizado em uma reserva natural em frente ao Mar da China Meridional, o Shangri-La’s Rasa Ria Resort & Spaproporciona uma vista espetacular das praias cristalinas da região, das florestas e das imponentes montanhas. Seja fazendo um cruzeiro relaxante pelo Rio Kinabatangan ou uma trilha pela floresta, independentemente do seu ritmo, não faltarão opções.

Baía das Ilhas, Nova Zelândia

(Foto: Divulgação)

Formada por mais de 140 ilhas subtropicais ao longo da costa da Ilha do Norte da Nova Zelândia, a Baía das Ilhas é um paraíso que reúne praias inexploradas e paisagens vulcânicas de tirar o fôlego. Com diversas florestas exuberantes, baías desertas e uma rica história, esse destino não vai te deixar entediado. Ter um carro na Baía das Ilhas é muito útil e permite explorar mais lugares. Independentemente de onde a sua curiosidade te levar, Kerikeri é parada obrigatória, pois lá você vai encontrar a casa mais antiga da Nova Zelândia, a Mission House, também chamada de Kemp House. Para quem curte caminhar, vale muito a pena fazer um passeio ao longo da margem do rio Kerikeri até Wharepuke e Rainbow Falls.

Onde ficar: Localizado em Paihia, próximo à Floresta Opua e com uma vista incrível da baía, o Craicor Boutique Apartments está literalmente rodeado de verde, o que proporciona momentos de refúgio e tranquilidade para descansar, rejuvenescer e curtir bons momentos com a família ou os amigos.

Paraty, Brasil

(Foto: Divulgação)

Localizada entre Rio de Janeiro e São Paulo, Paraty é linda e um dos refúgios menos explorados do Brasil. A cidade tem uma arquitetura característica, que data dos séculos XVII e XVIII, e foi uma cidade portuária da época da corrida do ouro no Brasil. As praias da região têm como pano de fundo a densa floresta que cobre os picos das montanhas. Pitoresca, Paraty foi feita para caminhar e está repleta de casas multicoloridas, lojinhas administradas por simpáticos moradores locais e igrejas antigas. Depois de passar um dia na praia e explorar as ruas de paralelepípedos, o visitante pode fechar o dia com chave de ouro com uma dose de cachaça e outras delícias da culinária brasileira em um dos diversos cafés espalhados pelo centrinho.

Onde ficar: Localizada em um charmoso vilarejo de pescadores a apenas alguns minutos do centrinho de Paraty, a Casa Mar Paraty é uma pousada moderna que fica perto da Prainha e das montanhas da região. Depois de recarregar as baterias com uma caminhada pela floresta tropical, o visitante poderá relaxar na piscina de borda infinita e ter uma vista fantástica da Baía da Ilha Grande.

_________

*Pesquisa encomendada pela Booking.com e conduzida de forma independente com 53.492 entrevistados em 31 mercados. Para participar dessa pesquisa, os participantes deveriam ter mais de 18 anos, terem viajado pelo menos uma vez nos últimos 12 meses e serem responsáveis pela decisão ou estarem envolvidos no processo de tomada de decisão da viagem. A pesquisa foi respondida on-line e realizada entre 16 de outubro e 12 de novembro de 2018.

Os Spas secretos da República Tcheca

A tradição dos spas históricos da República Tcheca é uma das grandes atrações do destino. Karlovy Vary ou Marianske Lazne estão entre as mais reconhecidas mundialmente. Pessoas famosas da história caminharam por seus jardins e desfrutaram de suas águas curativas. Isso não é um segredo. No entanto, existem outros spas que fizeram milhões de visitantes felizes ao longo do tempo e não são tão conhecidos. Compartilhamos os Spas secretos para que você possa aproveitar as ótimas experiências que cativam seus visitantes:

  1. Janské Lázně, no ponto mais alto.
(Foto: Divulgação)

Krkonose é a mais alta cordilheira da Boêmia. Aqui você pode desfrutar do ar puro e também de fontes termais com efeitos benéficos. É uma clínica muito popular desde o século XVII, a paisagem nesta região é um verdadeiro oásis de tranquilidade e natureza intocada. Aqui são administrados tratamentos para pacientes com doenças musculoesqueléticas, bem como pessoas com problemas respiratórios e pacientes com câncer. A maior prerrogativa de Janské Lázně é a posição geográfica desta cidade termal que se estende no meio das montanhas. Aqui você pode praticar esportes durante todo o ano: turismo no verão, esquiar no inverno. No verão você pode visitar o popular pântano local, onde você vai se sentir no meio de uma verdadeira tundra nórdica. Existem outros locais de interesse também e a distância não é tão grande. Você pode subir à montanha Sněžka ou fazer uma excursão às esplêndidas cachoeiras de Mumlavské vodopády, tanto no inverno quanto no verão. O campo de golfe na aldeia Mladé Buky está disponível para todos os golfistas amadores.

2. Karlova Studánka: um spa no meio das montanhas, onde o ar é mais puro

(Foto: Divulgação)

Em um pequeno vale entre as montanhas, no coração da cordilheira Jeseníky, fica um spa onde o ar é o mais puro em toda a República Tcheca. Os resultados de algumas medições indicam que a qualidade do ar respirado aqui é a melhor em toda a Europa Central! Karlova Studánka é o spa mais alto e é encantador por seu caráter montanhoso. A arquitetura local é esplêndida. Casas de madeira reúnem elementos da arquitetura popular e estilos clássicos. Desde o século XVIII as pessoas aproveitam as fontes minerais, o ar puro que ajuda a curar doenças respiratórias, diabetes, várias doenças do sistema nervoso. Você quer dar uma volta? Experimente o caminho que copia o curso do córrego Bílá Opava, cruzando a natureza de mata virgem, onde existem inúmeros córregos e cachoeiras, onde você só pode percorrer utilizando várias pontes e escadas. Também vale a pena fazer caminhadas mais longas, como por exemplo, subir ao mirante que fica na rocha Rolandův kámen (a pedra de Roland) ou na montanha mais alta da Morávia Praděd. Você também pode visitar o romântico castelo Sovinec, que é a maior área de castelo da Morávia.

3. Teplice: el spa  mais antigo na Europa Central

(Foto: Divulgação)

A cidade de Teplice fica entre a Boêmia do Norte e a Boêmia Ocidental, no sopé das montanhas Krušné hory e a sua história é esplêndida. O spa foi frequentado por reis e imperadores e hoje se beneficia grandemente do seu passado. Tem o equipamento mais sofisticado e, se você sofre com a coluna e articulações, aqui você vai se sentir muito confortável. Nos tempos antigos, os romanos e os celtas usavam a água medicinal para curar seus males. Aqui os tratamentos são  para doenças do sistema músculo-esquelético, incluindo reumatismo, osteoporose e osteoartrite, doenças vasculares e do sistema nervoso, dores nas costas e na cabeça ou esclerose múltipla. Durante o tratamento, você pode realizar excursões. Perto daqui eatá a cidade Duchcov e seu palácio cuja história está unida para sempre com Giacomo Casanova que ali viveu treze anos e onde também morreu. Numerosas trilhas para caminhadas e ciclismo, bem como várias galerias históricas de minas, atravessam a cordilheira Krušné hory.

4. Cidade termal de Trebon: o spa natural do pântano localizado na região do céu duplo

(Foto: Divulgação)

O spa da Boêmia do Sul, localizado na cidade de Třeboň, se estende pela região de inúmeras represas e barragens centenárias. No final do século 19, os nativos começaram a aproveitar a lama rica em turfa para fins medicinais. Em Třeboň eles curam problemas do aparelho automotivo, doenças reumáticas, estados pós acidentes e operações, osteoartrite, reumatismo, osteoporose e gota. Os clientes do spa têm inúmeras oportunidades para se dedicar ao lazer e realizar excursões. Na cidade, fica o enorme palácio do renascimento e uma bela praça barroca. Andando de bicicleta, você pode conhecer ainda melhor essa paisagem, tão rica em represas e florestas escuras. Se preferir palácios e castelos, não deixe de visitar os palácios Hluboká e Červená Lhota.

5. Velké Losiny: uma pitoresca cidade termal

(Foto: Divulgação)

Na área que se estende ao pé da cordilheira Jeseníky, na Morávia do Norte, há uma pequena cidade chamada Velké Losiny. Os atributos mais valiosos das fontes locais consistem em sua composição e temperatura. A concentração de elementos medicinais é muito alta, isto é, são uma das águas sulfurosas da mais alta qualidade na República Tcheca. Aqui são administrados tratamentos para doenças neurológicas e dermatológicas, isto é, psoríase, eczema atópico e acne. No centro da cidade, você pode ver o palácio renascentista com arcadas triplas, em torno do qual se estende um enorme parque. Velké Losiny, no entanto, tem outra tradição importante: a fabricação manual de papéis. A fabricação do século 16 ainda funciona! Os arredores do spa também são interessantes para os turistas; Você pode ir para a montanha Červenohorské sedlo ou para as cachoeiras Bílá Opava.

Noruega é um destino movido pela natureza

A Noruega possui um extenso litoral, com fiordes profundos e estreitas montanhas. No seu interior, encontram-se planaltos e vales montanhosos, que abrigam hospitaleiros noruegueses em vilarejos pitorescos ou em algumas cidades maiores. Os noruegueses fazem parte das suas paisagens e tradições. A natureza os moldou e os fez quem são, ela está sempre presente no cotidiano e cultura local.

Natureza na Noruega é exuberante. (Foto: Divulgação)

A mentalidade e os costumes noruegueses foram formados pela terra e pelas estações do ano. O país se define pelo seu ar fresco, pelo salgado do mar e a riqueza do solo, por isso seus animais e peixes, frutas e legumes têm um gosto fantástico, e estão frescos quando chegam aos pratos. Chefs de cozinha da Noruega levam troféus de competições internacionais usando seus fantásticos produtos e estes produtos são cobiçados pelos melhores restaurantes de todo o mundo. Bergen é uma cidade gastronômica reconhecida pela UNESCO e, em 2020, a cidade de Trondheim sediará a premiação do Guia Michelin para revelações dos Países Nórdicos.

Frutos do mar é o principal ingrediente da culinária norueguesa. (Foto: Divulgação)

Com a variedade das estações do ano, onde o inverno escuro contrasta com o sol eterno do verão e enquanto a primavera traz as flores e derrete a neve e o outono colore as paisagens, o estilo de vida norueguês é inspirado no calendário e a luz. As noites polares são iluminadas pelas espetaculares auroras boreais dançando no céu. Com o sol incessante durante o verão, é possível esquecer do tempo e encher a alma com uma vida social ao ar livre, em festivais e eventos culturais.

Aurora Boreal é um fenômeno que pode ser visto na Noruega. (Foto: Divulgação)

Arte, arquitetura, gastronomia, natureza e cultura podem ser encontradas em qualquer lugar na Noruega, por isso é preciso dedicar algum tempo à visita ao país. É possível viajar de forma sustentável de trem e experimentar algumas das melhores paisagens do mundo. Ou navegar pelos fiordes listados pela UNESCO em balsas que funcionam à bateria. A Noruega é movida pela natureza e seu povo é pioneiro em sustentabilidade.

Para mais informações, acesse www.visitnorway.com.br

Viagens para destinos inusitados, com crianças

No Kids2gether, a empreendedora e mãe Nathália Gomes de Lima agora oferece também pacotes para lugares testados. Site tem dicas práticas de turismo e cadernos de colorir para download

Adrenalina na Nova Zelândia, visuais impressionantes no Havaí, exotismo no Marrocos. Parecem roteiros sob medida para aventureiros, certo? Mas por que não levar as crianças também para viagens por destinos inusitados? Psicóloga, empreendedora e mãe, a carioca Nathália Gomes de Lima já esteve nesses e em outros lugares com seus filhos e garante que é possível aproveitar tudo em família sem passar por apertos.

Criadora do guia online Kids2gether, Nathália passa agora a oferecer também pacotes para os adultos curtirem com seus pequenos. Todos são montados para lugares pessoalmente testados pela empreendedora, que viveu cada experiência ao lado de seu marido, Pedro, e dos três filhos, os gêmeos Mateus e Gabriel, com 10 anos, e o caçula João Miguel, com 3 anos. Ilhas Maldivas e Dubai são algumas das opções de roteiros exclusivos à venda no site.

Entre os destinos disponíveis para a cotação de uma viagem personalizada, as famílias encontram Austrália (com Melbourne e Sydney), Nova Zelândia (com Auckland, Rotorua e Queenstown), Havaí (com Honolulu e Maui) e Marrocos (com Marrakech). Também é possível embarcar em um roteiro mágico com a garotada para Rovaniemi, cidade da Lapônia, terra do Papai Noel.

Com um bom planejamento, de acordo com Nathália, dá para ir a qualquer lugar com crianças, basta adaptar a viagem à faixa etária. A empreendedora também recomenda que as famílias decidam o roteiro com antecedência, uma forma de garantir os melhores preços na parte aérea e na hospedagem.

Passeios e gastronomia também são aspectos explorados por Nathália nos textos do Kids2gether. No site, as famílias ainda encontram guias de Miami e Paris à venda, com dicas 100% kids friendly. Para download gratuito há cadernos de colorir de vários destinos — por exemplo, a baiana Comandatuba e a francesa Courchevel — e checklists para fazer a mala em diferentes estilos de viagem (entre eles, praia, neve, aventura e urbano).

Sempre em busca de trazer novas possibilidades para seus leitores, Nathália não para. Ainda no segundo semestre de 2019, a consultora tem planos de ir à Amazônia e Nova York. Para o fim do ano, já tem confirmada uma viagem passando por Egito, Quênia, Ilhas Mauritius e Paris. Em breve, também pretende lançar um aplicativo do Kids2gether, que reunirá todas as informações sobre os roteiros, além de ferramentas extras, como geolocalização, e benefícios exclusivos, como o clube de vantagens com descontos. 

Para conferir o conteúdo completo, acesse www.kids2gether.com.br e www.instagram.com/kids2gether.

8 roteiros para curtir o melhor de Bariloche

Graças à sua exuberante natureza, que alia montanhas nevadas com lagos de diversas cores e bosques milenares, Bariloche, localizada na Patagônia Argentina, é um dos destinos mais buscados pelos brasileiros. Segundo estudo realizado pela Decolar, a cidade argentina chegou à sexta posição no ranking de destinos de inverno mais desejados pelos viajantes do Brasil. Isso representa um aumento de 38% nas viagens de brasileiros a Bariloche.

Seja para praticar esportes de neve ou curtir as atividades de ecoturismo, o lugar oferece uma enorme variedade de pacotes e programas que atendem a todos os tipos de turistas, desde os jovens viajando em grupos de amigos, até casais e famílias com crianças.

A Brasileiros em Ushuaia, agência especializada em destinos da Patagônia Argentina, que se consolidou na famosa “Cidade do Fim do Mundo”, iniciou recentemente sua operação em Bariloche e oferece roteiros diversos para conhecer o lugar com toda a assistência de viagem feita pela equipe da operadora.

A seguir, listamos 8 passeios que a agência oferece para curtir o melhor da cidade situada no Parque Nacional Nahuel Huapi, junto à Cordilheira dos Andes. Confira:

Circuito Chico

O programa começa em São Carlos de Bariloche e percorre 60 quilômetros passando por diversos pontos de interesse na Costa do Lago Nahuel Huapi, como Playa Bonita, Cerro Campanario e seu teleférico que chega ao topo com 1050 metros de altura, os lagos Nahuel Huapi e Perito Moreno, a lagoa El Trebol, penínsulas de San Pedro e Llao Llao, Ilha Victoria, e os montes Otto, López, Goye e Catedral e Bariloche.

O circuito passa ainda pelo Puerto Pañuelo, de onde partem os barcos para Isla Victoria e Bosque de Arrayanes. Mais adiante são observados campos de golfe, a ponte Angostura sobre o rio de mesmo nome, que liga os lagos Moreno e Nahuel Huapi e depois Lopez Bay.

Ao longo desse trajeto, o turista encontra várias casas de chá, restaurantes, churrascarias e cervejarias, onde pode degustar as delícias da gastronomia regional, e várias lojas onde se encontram velas, tecidos, cerâmicas, objetos de madeira, artigos de couro, entre outros.

Puerto Blest e Cascada de Los Cantaros

Esse roteiro de navegação se destaca por mostrar as águas verdes, selva e cachoeiras de Bariloche. Percorrendo o braço Blest, com águas esverdeadas do lago Nahuel Huapi, o roteiro oferece uma experiência inesquecível.

Durante o percurso, avista-se a Ilha Sentinela, onde estão os restos mortais de Perito Moreno, patrono dos parques nacionais argentinos. Além do Puerto Cántaros, que oferece uma verdadeira experiência na selva valdiviana até chegar à nascente da cachoeira, no lago Cántaros, onde pode-se apreciar um pinheiro-larício milenar de mais de 1500 anos.

Ao chegar a Puerto Blest, é possível continuar a viagem de ônibus até Puerto Alegre, há apenas 3 km de distância, para navegar pelas águas verdes do Lago Frias, chegando bem perto da fronteira com a República do Chile.

Isla Victoria e Bosque de Los Arrayanes

Esse passeio de barco navega pelas águas azuis do Nahuel até Puerto Anchorena, na ilha Victoria, onde o visitante encontra uma flora fértil com espécies de um visual indescritível. Ali existem diversas trilhas marcadas para passeios.

O roteiro também passa pela península de Quetrihue, onde está o icônico e único bosque de arrayanes, arbustos cor de açafrão com flores brancas. O cenário é mágico!

Outro destaque do passeio é a praia do Toro, onde se pode observar as pinturas rupestres feitas pelos primeiros habitantes do lugar, tudo em uma esplêndida praia de areia vulcânica.

Cerro Tronador e Ventisquero Negro

A rota atravessa parte dos lagos Gutiérrez e Mascardi até se unir à estrada Provincial 82. O Tronador, o monte mais alto dos arredores de Bariloche, possui sete geleiras.

No caminho, há ainda alguns mirantes para observar os imponentes dos montes Bonete e Cresta de Gallo, além da praia de areia escura do lago Mascardi.

Para chegar ao Cerro, passa-se pela ponte sobre o rio Manso até chegar a Pampa Linda, um bom lugar para almoçar. É possível observar ainda o Glaciar Manso, mais conhecido como Ventisquero Negro, uma geleira que desce do Tronador e que se destaca pela cor escura.

El Bolsón e Lago Puelo

O El Bolsón é um povoado a sudoeste da província de Río Negro, localizado em um vale fértil do rio Quemquemtreu, ao pé do Monte Piltriquitron. Para chegar até o lugar, o roteiro contorna os lagos Gutiérrez e Mascardi, além do rio Guillelmo e atravessa a Pampa del Toro e o Canãdón de la Mosca.

Uma das maiores atrações da cidade é a Feira Artesanal, que acontece na plaza Pagano, em pleno centro. A feira reúne, em suas 300 bancas, um mundo de cerâmica, lã, madeira, couro, metais, flores secas, doces, legumes frescos e tudo feito por artesãos e produtores da região. É imperdível para fazer boas compras!

Villa La Angostura e Cerro Bayo

Vizinha de Bariloche, Villa La Angostura está cercada pelo árido estepe patagônico. O roteiro passa por extensas fazendas a oeste até chegar ao braço Huemul. Ali, os bosques de ciprestes começam a aparecer lentamente para depois dar lugar à floresta úmida.

Villa la Angostura é um lugar único, localizado na costa norte do Lago Nahuel Huapi. Durante o passeio pela região, é possível visitar o porto, o El Mesidor, a lagoa Selva Triste e a capela La Asunción. O destaque para os aventureiros é o Cerro Bayo, centro de esqui local com alto padrão de atendimento e pistas com diversos níveis de dificuldade.

San Martin de los Andes

O programa cobre a jornada de 352 quilômetros pelos Parques Nacionais Nahuel Huapi e Lanín. Com uma paisagem exuberante, que abriga inclusive a Rota dos Sete Lagos – Espejo, Correntoso, Escondido, Villarino, Falkner, Machónico e Lácar -, essa cidade é tranquila e também oferece experiências incríveis.

Graças à exuberante natureza presente entre San Martin e Bariloche, a cinematográfica estrada rende boas fotos! Lá também é possível praticar esportes de neve.

Cerro Catedral

No Cerro Catedral é possível viver uma das melhores experiências de esqui da América do Sul. Para os experts, existem pistas com mais de dois quilômetros de extensão, com desníveis de até 500 metros. E para os iniciantes, há pistas de excelente qualidade e que garantem emoção compatível, inclusive com instrutores.

Os que não pretendem esquiar podem ficar na bem estruturada Vila Catedral, ao pé da montanha, saboreando um chocolate quente e observando os movimentos das várias lojas, hotéis e restaurantes, além das casas que lembram uma aldeia alpina.

Mais informações: www.brasileirosemushuaia.com.br

5 restaurantes orgânicos para conhecer em Oslo

Premiada como a Capital Verde da Europa em 2019, Oslo, capital da Noruega, investe cada vez mais em ações, produtos e serviços ecológicos. Seguindo essa tendência, cresce o número de restaurantes na cidade que oferecem menus verdes.

Se você está procurando produtos orgânicos cultivados localmente ou refeições sem carne, você encontrará ótimas opções que variam de bistrôs com preços razoáveis a restaurantes gourmet com estrelas com Michelin.

Confira 5 restaurantes orgânicos para se conhecer em Oslo:

Restaurante Kontrast

(Foto: Divulgação)

Restaurante nórdico moderno, com cozinha gourmet, cria novos pratos todos os dias com base no melhores ingredientes orgânicos disponíveis. A comida é servida em pratos de tamanho médio e é possível pedir um prato de cada vez até se sentir satisfeito. Aberto de terça-feira à sábado, o Kontrast tem uma estrela no Guia Michelin.

Vegan Loving Hut

(Foto: Divulgação)

Restaurante com uma enorme seleção de sopas, hambúrgueres, pizzas, kebabs, macarrão, sushi e outros. O Loving Hut Oslo faz parte de uma cadeia internacional de restaurantes, que além de pratos veganos, ofere muitas opções sem glúten.

Oslo Raw

(Foto: Divulgação)

O Oslo Raw é um café com pratos a base de alimentos crus. Com opções de café da manhã e almoço, oferece uma variedade de comidas orgânicas e vegetarianas, além de sucos, cafés e smoothies. Ademais, o café é especializado em doces saudáveis – sem açúcar refinado, glúten e laticínios. O Oslo Raw tem aulas, workshops e palestras sobre alimentos crus, nutrição e saúde.

Maaemo

(Foto: Divulgação)

Maaemo é o único restaurante na Noruega com três estrelas no guia gastronômico Michelin. Toda a comida do restaurante é feita com ingredientes orgânicos e naturais. Pratos com carnes, frutos do mar, aves, vegetais, frutas e ervas dos produtores noruegueses são reunidos em uma refeição inesquecível, com uma apresentação encantadora.

Kumi

(Foto: Divulgação)

Kumi é um café vegetariano, restaurante e bar de sucos que serve café da manhã e almoço. O estabelecimento também tem uma grande variedade de pratos veganos e oferece brunch nos fins de semana. Todos os ingredientes do café são orgânicos, sem aditivos e sem açúcares refinados. Há a opção de comer no local ou levar para viagem.

Baden Baden comemora seus 20 anos de pioneirismo cervejeiro

Com novo posicionamento “Tradição sim. Tradicional nunca”, a marca celebra seu aniversário e inaugura o novo tour da cervejaria de Campos do Jordão.

Nascida em Campos do Jordão em 1999, a cervejaria Baden Baden é uma das pioneiras no mercado quando o assunto é produção artesanal. Com inúmeros rótulos premiados, a marca comemora seus 20 anos apresentando um novo posicionamento e novidades aos seus consumidores.

“Tradição sim. Tradicional nunca” marca as duas décadas de Baden Baden, que inicia suas comemorações repaginando o tour de sua fábrica em Campos do Jordão, oferecendo ao visitante uma verdadeira experiência sensorial, aliando as etapas do processo cervejeiro aos 5 sentidos.     

Em comemoração dos 20 anos, Baden Baden inaugura novo tour. (Foto: Divulgação)

Durante o percurso, o consumidor aprende e visualiza todos os elementos fundamentais no processo de produção da cerveja. Além disso, também participa de uma degustação guiada e aprende sobre harmonização dos diversos estilos de Baden Baden, sua história e sua trajetória de sucesso no Brasil.

“No 20º aniversário de Baden Baden, queremos mostrar ao público como tradição e inovação podem andar juntas e como estão presentes nos 20 anos de história da marca” afirma Renata Costa, gerente de marketing do Grupo HEINEKEN no Brasil. 

Ao final do tour, o consumidor passa pela loja da marca e pode adquirir cervejas e acessórios exclusivos, como taças, baldes, aventais e roupas.

Dentre as ações criadas para celebrar a data, a marca fechou uma parceria exclusiva com o estilista Marcelo Sommer, um dos grandes nomes da moda brasileira. Sommer sempre foi um empreendedor apaixonado que pesquisou e prezou pelo conhecimento, mas que, acima de tudo, é um inovador no seu segmento, criando assim uma grande conexão com os valores da marca Baden Baden.

Foram desenvolvidas camisetas e moletom exclusivos, inspirados na identidade visual e novo posicionamento de Baden, que seguem um modelo original com um toque de elegância e modernidade.  As peças estão disponíveis exclusivamente na loja da fábrica.

O tour é parte imprescindível do roteiro turístico em Campos do Jordão e pode ser agendado pelo site da Baden Baden. Ele acontece diariamente, das 10h às 17h, e tem duração aproximada de 50 minutos e custa R$30,00 por pessoa, com degustação de estilos e brindes inclusos. Exclusivo para maiores de 18 anos.

LANÇAMENTOS ESPECIAIS

Para dar continuidade à celebração de duas décadas da cervejaria, a Baden Baden escolheu uma de suas cervejas mais icônicas, a 1999 para ganhar um rótulo comemorativo. De coloração cobre avermelhada, a 1999 é uma autêntica representante do estilo inglêsBitter Ale, e harmoniza com carnes vermelhas e queijos como gorgonzola, parmesão e roquefort.


Serviço Baden Baden Tour

Cervejaria Baden Baden: Avenida Matheus da Costa Pinto, 1653 – Campos do Jordão, São Paulo.

Visitação: (todos os dias), das 10h às 17h, em intervalos de uma hora.

Valor: R$30,00 por pessoa, com degustação de estilos e brindes inclusos.

Proibida a entrada de menores de 18 anos, mesmo que acompanhados dos pais e/ou responsáveis legais.

Dia dos Pais tem diversão em família e presente feito pelos próprios filhos nos hotéis Fazenda Mazzaropi e Vila Inglesa

Os dois preparam fim de semana especial para a data, com oficina para a criançada criar uma lembrancinha cheia de amor

O Dia dos Pais em um hotel com completa estrutura de lazer é promessa de diversão para a família inteira. Com oficinas para a meninada fazer os presentes, o passeio pode ser ainda mais emocionante. Os hotéis Fazenda Mazzaropi, em Taubaté, e Vila Inglesa, em Campos do Jordão, organizam um fim de semana especial para a data comemorativa.

Em atividades comandadas pela equipe de recreação, as crianças vão poder criar lembrancinhas cheias de amor. Localizados no interior de São Paulo, os dois empreendimentos possuem renomada monitoria, com muitas opções de entretenimento para todas as idades. Pais e filhos podem curtir juntos uma voltinha de charrete, a cavalo e em bicicleta. Os hotéis ainda oferecem a seus hóspedes piscina, quadras de tênis e de vôlei, arvorismo e tirolesa.

Fazenda Mazzaropi tem programação especial para o Dia dos Pais. (Foto: Divulgação)

A cerca de 140 quilômetros da capital paulista, o Hotel Fazenda Mazzaropi possui também pedalinhos, lago para pesca, cachaçaria e um museu que mostra a história do artista Amácio Mazzaropi e seu papel no cinema nacional. Com 146 quartos, o empreendimento tem diárias a partir de R$ 920 no período.

Já em Campos do Jordão, distante cerca de 185 quilômetros de São Paulo, o Vila Inglesa convida a um piquenique em família em meio à Serra da Mantiqueira ou a uma caminhada pela arquitetura europeia perto da Praça do Capivari. O hotel possui 37 apartamentos, e a tarifa sai desde R$ 1.254.

Nos dois casos, os valores incluem pensão completa e são válidos para um mínimo de duas diárias de permanência. Mais informações sobre o Hotel Fazenda Mazzaropi podem ser obtidas no sitewww.mazzaropi.com.br ou no telefone (12) 3634.3400. Para o Vila Inglesa, reservas podem ser realizadas no site www.hotelvilainglesa ou telefone (12) 3669.5000.