Arquivo da tag: Universo

‘THE WALKING DEAD: WORLD BEYOND’ ESTREIA NA PRIMEIRA METADE DE 2020

O AMC anuncia que a vencedora do Emmy® Julia Ormond (Gold Digger, Temple Grandin, Mad Men) se juntou ao elenco de “The Walking Dead: World Beyond”, terceira série do universo de The Walking Dead, atualmente filmando em Richmond, na Virgínia (EUA), e com estreia programada para a primeira metade de 2020. Ormond fará parte do elenco fixo da série e interpretará Elizabeth, a líder carismática de uma enorme, sofisticada e formidável força. Cocriado por Scott M. Gimple e pelo showrunner Matt Negrete, “The Walking Dead: World Beyond” também conta em seu elenco com Aliyah Royale, Alexa Mansour, Annet Mahendru, Nicolas Cantu, Hal Cumpston e Nico Tortorella.

O AMC também estreia um novo trailer de “The Walking Dead: World Beyond” que revela imagens de Julia como Elizabeth.

“Estamos emocionados por Julia se juntar à nossa turma. Sou grato pelo talento, graça, inteligência e bom humor que ela trouxe para nosso set, nosso programa e esse papel. Nós – e o público – temos muita sorte de tê-la ajudando a dar vida a esse novo mundo de The Walking Dead”, diz Gimple.

“Estou tão emocionada por trabalhar com a equipe de The Walking Dead – eu amo muito como eles escrevem particularmente para as mulheres; um elenco adorável, talentoso e é ótimo estar de volta com o AMC”, afirma Julia.

Também se juntando ao elenco em papeis recorrentes nesta temporada estão: Natalie Gold (Succession, The Land of Steady Habits) como Lyla, uma figura misteriosa que atua em nome da causa em que acredita; Al Calderon (Step Up: High Water) como Barca; Scott Adsit (Veep, 30 Rock) como Tony; e Ted Sutherland (Fear Street, Rise) como Percy.

“The Walking Dead: World Beyond” foca na primeira geração que cresceu no apocalipse zumbi. Alguns se tornarão heróis. Alguns se tornarão vilões. No final, todos eles mudarão para sempre. Com o crescimento e a convicção de suas identidades, sejam elas boas ou ruins. Produzida e distribuída pela AMC Studios, a série é produzida pelos cocriadores Gimple e Negrete – que também é o showrunner –, Robert Kirkman, Gale Anne Hurd, David Alpert e Brian Bockrath.

A AMC Networks International transmitirá a série no canal AMC no Brasil e em toda a América Latina, Espanha e Portugal.

CORINGA 2 É CONFIRMADO. MAS SERÁ QUE PRECISAVA?

Joaquin Phoenix voltará ao papel de Coringa. (Foto: Divulgação)

Por Henrique Moita

Nos últimos dias a Warner vem recebendo bastante atenção. Primeiro com o caso já relatado aqui, da petição para que Fernanda Montenegro fizesse parte do elenco de Animais Fantásticos, depois com a notícia de que Coringa conseguiu chegar a 1 bilhão de dólares em bilheteria. Se tornando o primeiro filme para maiores de 18 anos a atingir tal feito. Sendo que o filme nem foi lançado na China, o que torna a marca ainda maior.

Agora, novamente, temos mais um grande notícia envolvendo o palhaço do crime: teremos uma continuação!!!

Sim, foi confirmado que “Coringa 2” irá acontecer e é incrível como uma notícia pode ser tão boa e tão ruim ao mesmo tempo.

Vamos começar pelo porque de eu achar que isso não é uma boa ideia.
Como já dito, o filme é um sucesso sem precedentes, tanto de crítica quanto de público e é nesse ponto que eu fico com medo. Coringa foi um longa muito esperado, pelas críticas que vinha recebendo em diversos festivais de cinema. Ele atendeu e superou as expectativas de muitas pessoas, até porque, sabemos como é delicado essa ligação DC/Warner.

Agora, imagina como vão ser as expectativas em relação a sua continuação e como isso pode acabar frustrando o público se não vier um filme, no mínimo, no mesmo nível do seu antecessor.

Outra coisa que pode se tornar negativa é o fato deles quererem fundir esse universo, com o”já estabelecido” da DC. “Ah, mas eles já falaram que Coringa não tem ligação com esse universo”. Sim, do mesmo jeito que eles já também afirmaram que esse seria um filme solo, sem continuações, logo, podemos esperar de tudo.

Agora vamos às partes que podem ser boas na sua continuação.
Obviamente que a classificação tem que continuar como +18. O primeiro longa, mostrou como que surgiu o Coringa. Agora, o que eles poderiam fazer é mostrar como ele cresceu e se tornou esse palhaço do crime temido por toda uma cidade e na minha opinião, continuando sem a presença do homem-morcego.

Outra coisa que seria interessante é a aparição de outros vilões, afinal, sabemos que Gotham não possuí apenas o Coringa. Isso seria bom até para que fossem feitos filmes individuais de outros vilões do universo do Batman.

Bom mas é isso aí. Parece que a parceria DC/Warner está começando a engrenar, se mantiverem a qualidade, vem coisas muito boas por aí. O que nos resta agora, é apenas torcer.

ANIMAIS FANTÁSTICOS: OS CRIMES DE GRINDELWALD

Por Henrique Moita

Ainda me lembro muito bem quando, em 2001, fui apresentado ao universo mágico criado por J.K. Rowling. Foi quando fui ao cinema, assistir a primeira adaptação dos livros e na saída, minha mãe me perguntou se eu havia gostado do filme. Como falei que tinha gostado, ela falou que ele era baseado em um livro e em seguida me perguntou se eu queria que ela comprasse para mim o livro. Logo de cara respondi que sim e foi aí que tudo começou.

Ao longo desses anos foram muitas pré-estreias e estreias, filmes e itens sobre o tema comprados até que chegamos em 2018 e somos apresentados ao novo filme da saga de Animais Fantásticos, o segundo desse universo roteirizado pela própria Rowling.

Nesse filme somos apresentados a cidade mágica de Paris e, é claro, a mais algumas criaturas mágicas desse universo, mas não deixando de fora alguns já conhecidos, como os simpáticos peluncio e tronquilho.

Animais-Fantásticos-2.jpg
“Animais Fantásticos e os Crimes de Grindewald” chega aos cinemas. (Foto: Divulgação)

Também ficamos sabendo o que aconteceu com Credence (Ezra Miller), descobrimos alguns detalhes do passado de alguns personagens já consagrados da saga Harry Potter, tais como Alvo Dumbledore (Jude Law) e Nagini (Claudia Kim) e também ficamos descobrimos um pouco mais sobre os planos de Grindelwald (Johnny Depp).

Agora vamos a minha opinião sobre o filme. Sinceramente, não entendo a repercussão tão “negativa” que o filme está recebendo. Obviamente não vai ganhar o Oscar (já desisti de esperar por esse dia), mas como entretenimento e sequência da história apresentada no primeiro, achei o filme muito bom.

Parece que as pessoas se esquecem de que essa é uma saga de cinco partes e queriam que muitas coisas já fossem resolvidas logo de cara. Creio que todas as sub-tramas criadas foram bem esclarecidas e as perguntas que ficaram no ar são, de certo modo, propositais, para que se possa ter uma história para as suas sequências e assim chegarmos à conclusão no último filme com o já aguardado embate entre Grindelwald e Dumbledore.

Portanto, fãs desse universo maravilhoso, podem ir ao cinema sem medo de ser feliz, pois tenho certeza que, assim como eu, vocês saíram satisfeitos da sessão e ansiosos para o próximo filme que, de acordo com rumores, pode se passar no Brasil.

STEVEN SPIELBERG FALA SOBRE A CRIAÇÃO DO UNIVERSO DO FILME JOGADOR N°1

Dirigido por Spielberg, o longa tem estreia prevista para 29 de março

A Warner Bros. Pictures divulga novo vídeo (legendado) de Jogador Nº1, filme com estreia prevista para 29 de março. O autor do livro que inspirou o novo longa, Ernest Cline, fala sobre a influência dos filmes de Steven Spielberg na história e Spielberg comenta como foi encontrar a narrativa ideal para a nova produção de ficção científica. Em meio às falas, surgem imagens de longas que marcaram a carreira de Spielberg e cenas exclusivas de Jogador N°1.