Arquivo da tag: Viagem

Corpus Christi em Campos do Jordão

O frio ignorou o calendário e já subiu a serra um mês antes do inverno. No final de maio, as temperaturas despencaram em Campos do Jordão. Geou na cidade e carros e plantas amanheceram cobertos por uma fina camada de gelo. É este clima, que parece deixar o céu ainda mais azul, o principal atrativo da estância nesta época do ano.

À medida que os termômetros ficam cada vez mais próximos de zero, o número de turistas só aumenta. Todo fim de semana o calçadão de Capivari parece pequeno para tanta gente. E no feriado de Corpus Christi, a prefeitura espera receber cerca de 220 mil visitantes. A rede hoteleira conta com 14 mil leitos distribuídos em 280 hotéis e pousadas. No início de junho, metade já estava reservada. Agora, a lotação é total.

Campos do Jordão é opção para o Corpus Christi. (Foto: Divulgação)

Cultura dá as boas-vindas

O feriado de Corpus Christi é o mais esperado do ano porque marca a abertura oficial da temporada de inverno. Junto com os turistas também sobem a serra inúmeras empresas que fazem de Campos do Jordão uma vitrine para suas marcas, produtos e serviços. E nessa atmosfera, eventos culturais de alto nível também proporcionam momentos de lazer.

No Auditório Cláudio Santoro, principal palco do maior festival de música clássica da América Latina, a Barker Big Band vai se apresentar no dia 20 de junho. No show “Os Sons da Era do Swing” estão clássicos do Jazz que marcaram época nas décadas de 1930 e 1940. O espetáculo vai contar ainda com apresentação de 15 bailarinos do grupo Olharte. No final, o público será convidado a dançar junto com os artistas lembrando um autêntico baile do século passado.

O museu Felícia Leirner, localizado nos jardins do Auditório, também vai ter programação musical. Dia 23, as Meninas Cantoras de Campos do Jordão vão se apresentar na concha acústica construída ao ar livre, entre as esculturas da artista. O coral formado por 17 crianças e adolescentes canta músicas populares e eruditas gravadas em seu primeiro CD.

Ainda no Auditório, o duo musical Anavitória é atração no dia 22 de junho, com a Turnê dos Namorados. No repertório das cantoras descobertas em 2015, muito pop e folk contemporâneo. Na mesma data, o Tênis Club vai receber o grupo Roupa Nova, que está prestes a completar 40 anos de carreira. Um dia antes, em 21 de junho, o palco do Tênis Clube vai receber o Cantor e compositor carioca, Jorge Vercillo.

Toriba Musical

Sob coordenação artística de Antônio Luiz Barker, o projeto Toriba Musical traz para Campos do Jordão o saxofonista Dado Magnelli e o contrabaixista Zéli Silva. No repertório da dupla estão músicas dos grandes mestres do Jazz e da música brasileira. O espetáculo está marcado para o dia 21 de junho no Toribinha Bar & Fondue, no hotel Toriba.

No dia 22, as mais belas e famosas canções italianas vão invadir a sala da lareira, com o recital lírico do tenor Marcello Vanucci e da soprano Cláudia Neves. Além de se apresentarem individualmente, Marcello e Cláudia também fazem números juntos, como, por exemplo, a canção “All I ask you”, do musical “O Fantasma da Ópera”. A programação cultural do Hotel Toriba é aberta aos hóspedes e frequentadores do Toribinha Bar & Fondue e Pennacchi Restaurante.

Vila Inglesa Musical

Outro hotel que oferece programação cultural de qualidade aos hóspedes e visitantes é o Vila Inglesa. Shows de Jazz e MPB estão programados para o Bar da Torre durante o feriado prolongado. E tanto no Vila Inglesa quanto no Toriba, as apresentações não fazem a trilha sonora somente em datas especiais. Ambos os hotéis têm como tradição oferecer espetáculos de alto nível todo final de semana, independentemente da estação do ano.

Fora do Tradicional

Quando o inverno chega, a badalação toma conta do centro turístico de Campos do Jordão. Todos os caminhos parecem levar para Vila Capivari, onde vários eventos sazonais acontecem até o final da temporada. Casas noturnas famosas, como Villa Mix e Cafe de La Musique, já abriram filiais na estância. Mas que tal se divertir longe do agito e perto da natureza, o principal atrativo da cidade? A seguir, algumas sugestões de passeios que fogem do tradicional.

Jardins para Contemplação

Construído em uma área de 60 mil metros quadrados, o Parque Amantikir possui mais de 700 espécies de plantas. São 28 jardins divididos em sete setores. Em cada um deles, a diversidade impressiona. O passeio começa pelas Coníferas, como são chamados os pinheiros típicos das regiões frias do planeta. Em seguida, o visitante se depara com arranjos paisagísticos elaborados com cepos de árvores mortas.

Tem ainda plantas em touceiras que produzem flores em forma de pluma, cactos com baixa necessidade de regas, e um mirante com uma vista fantástica do Vale do Lageado, que fica entre Campos do Jordão, São Bento do Sapucaí e Santo Antônio do Pinhal. Há também uma estufa onde as mudas são produzidas para manter os jardins sempre viçosos.

Outro destaque é o labirinto clássico, muito comum nos jardins dos castelos europeus. Com 450 metros quadrados de área, 600 metros de corredores e 2,20 metros de altura, é considerado o maior do Brasil. Desafie sua mente. Entre nele e descubra a saída se for capaz! O espelho d’água com plantas aquáticas e peixes ornamentais é uma parada obrigatória. A cada hora do dia, a superfície reflete imagens diferentes do céu e do próprio Amantikir. Araucárias e Manacás da Serra também compõem o cenário paradisíaco do lugar.

Flores que Voam

No caminho do Horto, em uma área de proteção ambiental, existe um lugar mágico onde flores literalmente voam. São borboletas de 35 espécies com asas coloridas típicas da serra da Mantiqueira. Caminhar entre elas é como observar um jardim em movimento. É um espaço único de interação entre o homem e a natureza. Durante a visita, que dura cerca de 15 minutos, é possível conhecer todo o ciclo de vida das borboletas. Criadas em cativeiro, 80% voltam para o meio ambiente.

O borboletário é um ponto turístico ecológico e pedagógico. Não se esqueça de levar sua máquina fotográfica.

Bosque do Silêncio

O som do vento tocando de leve a vegetação e o cantar dos pássaros refugiados na floresta dão as boas-vindas a quem chega para o passeio. No bosque do silêncio a natureza se manifesta. São 180 mil metros quadrados de área verde no caminho da Ducha de Prata, tradicional ponto turístico de Campos do Jordão.

O local é ideal para caminhar nas inúmeras trilhas ou se aventurar no percurso de arvorismo com dois quilômetros de extensão. Há ainda dois campos de Paintball, um deles no meio da floresta com capacidade para até 10 jogadores maiores de 12 anos de idade.

Se você quiser relaxar, existem dezenas de redes espalhadas pelo bosque, que conta também com uma cama elástica para as crianças. É diversão garantida para a família inteira!

Então, aproveite o feriado prolongado para descobrir que Campos do Jordão é destino turístico não apenas no inverno, mas o ano inteiro. E independentemente da estação, traga sempre um agasalho na bagagem!

11 hotéis românticos no Centro de Portugal

Região é perfeita para uma viagem a dois

Numa viagem a dois, nada melhor que estar cercado de romance, comer e beber bem e ainda se sentir mimado. No Centro de Portugal, tudo isso é possível, mas alguns hotéis se destacam pela verdadeira vocação para receber casais. Confira 11 deles:

Burel Panorama Hotel. (Foto: Divulgação)

Quinta das Lágrimas
Localizado em Coimbra, este hotel é um palácio do século 18 por onde já passaram reis e imperadores. Rodeado por 12 hectares de belíssimos jardins, tem uma decoração clássica que aposta no charme e no romantismo do passado e garante muito conforto. A propriedade foi parte importante da épica história de amor de D. Pedro e Inês de Castro.

Sapientia Boutique Hotel
Também em Coimbra, o Sapientia Boutique Hotel está na parte histórica da cidade, considerada patrimônio da UNESCO. Instalado em edifícios do século 18 e 19, une a ousadia da arquitetura contemporânea com o respeito pelos traços do passado. Possui um programa focado em romance, que garante momentos inesquecíveis com champanhe em seu rooftop.

Casa das Penhas Douradas
Em meio à Serra da Estrela, na vila de Manteigas, este charmoso hotel está a 1.500 metros de altitude e é mágico em cada detalhe. A decoração tem formas e linhas suaves, os quartos têm uma luminosidade etérea e vistas belíssimas da natureza do exterior.

Casa de São Lourenço
A Casa de São Lourenço é a irmã da Casa das Penhas Douradas, também situada em Manteigas. No entanto, esta é um cinco estrelas com 17 quartos e 4 suítes, todos com vista panorâmica, decoração elegante e minimalista, e mobília de design contemporâneo. Tem um excelente spa e um restaurante delicioso.

Bussaco Palace Hotel
Este verdadeiro palácio tem 60 quartos decorados com antiguidades e belíssimas pinturas, mantendo a elegância do século 20. Considerado um dos hotéis mais românticos do mundo, faz com que os hóspedes se sintam parte da realeza ou em um castelo de contos de fadas real, que fica bem em meio a um bosque encantado: a Mata do Bussaco.

Areias do Seixo
Pode-se dizer que o Areias do Seixo é um hotel único. No litoral português, em Santa Cruz, está a menos de uma hora de Lisboa, entre pinheiros, dunas e mar. Com originalidade, conforto e hospitalidade inigualáveis, tem pacotes voltados para casais, com café da manhã servido no quarto, massagem no spa, banho de jacuzzi e mais.

Luz Houses

(Foto: Victor Carvalho)

A palavra “charme” é muito pouco para descrever o Luz Houses, que fica na cidade de Fátima. Extremamente aconchegante, é o refúgio ideal para quem busca sossego. É impossível não se encantar com cada detalhe da decoração. Os pacotes para casais incluem drinques de boas-vindas, massagem, jantar romântico e late check-out.

The Literary Man
Casais com paixão pela leitura vão se sentir em casa no The Literary Man, na belíssima vila de Óbidos. Os pombinhos podem desfrutar de um drinque de boas-vindas e um jantar à luz de velas neste hotel temático que possui um acervo de mais de 40 mil livros.

Casas do Côro
Localizada na encantadora aldeia histórica de Marialva, com ruas e casinhas e pedra sobre uma colina, este hotel oferece quartos e até casas inteiras totalmente integradas ao ambiente histórico – mas com todos os confortos do mundo moderno. A Suíte dos Bogalhais é a acomodação mais privativa de todas, com uma vista arrebatadora, sendo a mais indicada para viver uma grande paixão.

Hotel Moliceiro
Uma das cidades mais românticas de Portugal precisava de um hotel à altura. Situado em Aveiro, o Hotel Moliceiro aposta em diferentes estilos em seus quartos, indo do clássico ao contemporâneo. Pacotes especiais garantem o inesquecível passeio de moliceiro, as embarcações que navegam pelas rias da cidade, e outros mimos.

Curia Palace Hotel
A 30 minutos de Coimbra, este hotel é uma joia europeia da grande hotelaria dos anos 20. Além de um serviço personalizado e de altíssima qualidade, e quartos belamente decorados, possui uma histórica piscina de Art Déco, um restaurante delicioso e até um spa.

19 bons motivos para visitar o Tahiti em 2019!

Afastado de tudo e de todos, o Tahiti, um encantador arquipélago de 118 ilhas, situado no Pacífico Sul, encanta tanto pelo ar paradisíaco quanto pelo charme da sua cultura. Que é muito rica, alias. Suas lindas e exuberantes praias de areias branquinhas e águas de múltiplas tonalidades de azul são mais do que famosas no imaginário de milhares de turistas de todo o globo. No entanto, em meio ao que é relativamente conhecido sobre o destino, o Tahiti vai muito além e oferece 19 bons motivos e predicados que justificam a visita em 2019. 

Confira aqui porque você deve colocar este tesouro no mapa das suas viagens em 2019:

Viver e trazer para dentro de si o Mana

Ao descer do avião e pisar no Tahiti você sentirá o Mana percorrendo pela sua espinha, preenchendo sua alma. A força vital das Ilhas transbordará por todo o seu espírito. Você sentirá seu gosto e cheiro no ar e ela fluirá por suas veias, como um bálsamo eterno, bastando evocá-lo para senti-lo novamente.

Viver um romance ou se casar segundo os rituais da polinésia francesa.

Dizer o “sim” no paraíso, em uma inesquecível cerimônia polinésia tradicional é mais do que possível. Uma lista de agências e pessoas podem lhe ajudar com o evento e organizar tanto a cerimônia civil quanto a polinésia tradicional. Mais de 30 hotéis e resorts no Tahiti oferecem serviços customizados, capelas e pacotes de casamento. Consulte http://www.tahiti-tourisme.com.br

Fazer uma viagem de cura e bem-estar.

O Tahiti conta com Spas espetaculares, localizados em hotéis sublimes como o The Brando, em Tetiaroa, que oferece tratamentos holísticos incomparáveis inspirados em técnicas polinésias internacionais e ancestrais, em um cenário excepcional. Há outros igualmente fantásticos em hotéis como o Four Seasons e o St. Regis, em Bora Bora, o Intercontinental e o Manava Suite Resort, em Papeete, ou o Kia Ora, em Rangiroa. Lavagem corporal com baunilha, esfoliação corporal com areia e arroz, côco ralado e sal marinho, são apenas algumas, dentre as várias jornadas de Spa para se deliciar.

Alugar uma embarcação e navegar por águas de cores indescritíveis

Repetindo a experiência dos maiores navegadores da história do mundo e seguindo a rota das canoas polinésias, você pode fazer sua própria viagem épica para descobrir ilhas fabulosas a bordo da sua própria embarcação, com tripulação disponível para navegar em itinerários flexíveis, à sua escolha. Lista completa de opções de empresas e fretamento você encontra em http://www.tahiti-tourisme.com.br

Conhecer a cultura polinésia e adquirir seu belo artesanato

Tatuagem, tecelagem, bordado, entalhe na madeira e pedra, fabricação de tambores e pareus pintados à mão são itens típicos nos quais você encontrará a história e a cultura da polinésia traduzidas em arte. Na dança e nos ritmos, os tahitianos convidam o Mana a surgir do mar, descer das montanhas e emanar da alma de todos os homens e mulheres que foram atingidos por seu encanto hipnotizante.

Viver os cenários dos quadros de Paul Gauguin, nas ilhas Marquesas

Conhecida como “Ilha de Paul Gauguin”, a majestosa e histórica ilha Hiva Oa com paisagens selvagens e indomadas, Tiki gigante de pedra esculpida e visões sobrenaturais, ofereceram inspiração para os olhares primitivos e poéticos do famoso pintor francês. As ilhas Marquesas também inspiraram palavras apaixonadas do poeta e cantor belga Jacques Brel. Ambos escolheram o arquipélago como seu local final de repouso. Hiva Oa é um paraíso onde a ancestralidade das Ilhas do Tahiti vive e respira.

Participar do maior evento de Tattoo do mundo e fazer sua tatuagem

Evento internacional e cultural que teve início em 2015 e reúne mais de 15.000 visitantes, o famoso festival de tatuagem da Polinésia francesa, promove, protege e valoriza a tatuagem polinésia – sinais de beleza, e, em épocas anteriores, parte importante da vida, pois sinalizavam o fim da adolescência. Segundo a lenda, a presença do Tohu, o deus do tatau (tattoo) pintou todos os peixes e oceanos em suas cores e padrões, oferecendo a cada tatau uma essência de significado e vida. Foi nas Ilhas Marquesas que a arte da tatuagem atingiu seu estado máximo de desenvolvimento, em termos da grande riqueza e da complexidade dos temas.

Hospedar-se em charmosas pousadas de famílias locais e viver o lifestyle dos habitantes

Tão únicas quanto as próprias ilhas, as acomodações locais apresentam a vida cotidiana da região, em pequenas hospedarias, hotéis familiares e pousadas autênticas, um modo profundo de se conectar com o lifestyle dos tahitianos. São propriedades de um a doze quartos ou bangalôs, nas praias, nas montanhas ou vales, ou dentro de uma vila, variando até uma casa de família ou casa privada com tudo incluso. Aqui você também descobrirá experiências culinárias singulares, no melhor estilo “farm to table” com ingredientes locais e receitas tradicionais

Adquirir a rara pérola negra do Tahiti, em Fakarava

As águas quentes de lagoa das ilhas e atóis são a escolha da natureza para o cultivo da pérola negra do Tahiti. Variando em preço, formato, cor ou tamanho, as gemas podem ser encontradas em lojas e fazendas de pérolas confiáveis. O epicentro do cultivo encontra-se nas Ilhas Fakarava, constituída por pequenas e adoráveis ilhotas que formam um anel ao seu redor. Fakarava, aliás, é o segundo maior atol dos Tuamotus, o maior dos arquipélagos Polinésios.

Caminhadas em roteiros surpreendentes, de baixa, média ou alta dificuldade

Nem só de belas praias e hotéis incríveis vive o turismo no Tahiti. O esporte também se faz presente no destino e quem gosta de uma boa caminhada pode se aventurar pelas múltiplas possibilidades de rotas e paisagens disponíveis nas Ilhas. As trilhas oferecem percursos com diferentes níveis de dificuldades e incluem desde rotas litorâneas, que passam próximas a riachos remotos, até a travessia de rios, terrenos desafiadores, subidas à cumes que atingem mais de 2.000 metros de altura e rochas vulcânicas particularmente quebradiças. Para a prática, é de vital importância a contratação de um guia local. Fazer um check-up médico antes de viajar com tal finalidade também é recomendado. 

Observar pássaros marinhos raros, em reserva natural em Tetiaroa

Os adeptos e praticantes de Birdwatching terão muito o que apreciar e observar no arquipélago de Tetiaroa. O destino é um verdadeiro santuário para os pássaros, tartarugas e outras espécies marinhas que vivem neste pedacinho de paraíso que fisgou o ator Marlon Brando em 1960, durante a filmagem de Mutiny on the Bounty. Entre as ilhotas, Tahuna Iti, a ilha dos pássaros, conta com uma reserva nacional para aves marinhas. Por lá é possível avistar animais raros, como fragatas, popas, caudas de palha (phaetons), alcatrazes marrons e outros petréis. Complete a experiência hospedando-se no The Brando, hotel pertencente à família do ícone hollywoodiano.

Jogue golf em um campo projetado pelo grande Jack Nicklaus, em Moorea, e depois assista à Dança do Fogo, um balé de chamas dançantes na praia

Moorea é uma das ilhas mais famosas da Polinésia Francesa e por toda a sua extensão territorial pipocam pontos de interesse para os turistas que a visitam. Entre eles, há de se destacar as praias perfeitas para mergulhos de snorkel, hotelaria estrelada, trilhas incríveis e outros dois atrativos. O primeiro é o campo de golf Green Pearl, de 18 buracos, que foi projetado por ninguém menos que Jack Nicklaus, o maior campeão de torneis Majos de todos os tempos. Já o segundo diz respeito à Dança do Fogo, tradição polinésia que consiste em um balé de chamas dançantes ao anoitecer, na área da praia.

Visitar os templos sagrados Marae de pedras mecca, em Huahine

A encantadora Huahine, com suas florestas deslumbrantes, paisagem intocada e vilas exóticas é um dos segredos mais bem guardados do Tahiti. Ali é possível viver como um local e visitar lugares incríveis, como os Templos Sagrados Marae, que são feitos de pedra mecca. Há mais de 200 estruturas arqueológicas de pedra na ilha, que além de sobreviverem por séculos, estão dispostas próximas umas das outras. Outro atrativo que faz do destino um roteiro interessante é o fato de que evidências históricas apontam Huahine como a ilha com a data de registro de ocupação humana mais antiga de toda a Polinésia Francesa.  

Visitar as plantações de baunilha em Raiatea e Taha’a

As ilhas de Raiatea e Taha’s são circundadas pelo mesmo recife, compartilham a mesma imensa lagoa e apresentam atrações distintas. A primeira, Raiatea, é considerada pelos polinésios antigos como um solo sagrado e é ideal para a pratica de mergulhos noturnos ou diurnos. No sudeste da ilha, inclusive, em Marae Taputapuatea há um templo vulcânico acidentado que oferece uma visão do passado, de quando as tribos dominavam a polinésia. O local é reconhecido como Patrimônio Mundial da UNESCO em 2017 e vale ser visitado. Já a segunda extensão de terra, Taha’a, é silenciosa, de beleza simples e apresenta o contorno de uma flor se vista de cima. O ar com cheiro de baunilha, que é levado pela brisa que flui pelos morros, já indicam a presença de numerosas fazendas de baunilha, um dos atrativos locais que podem ser visitadas pelos turistas. Os tours incluem caminhadas entre as fileiras de orquídeas, trepadeiras e uma demonstração do processo de polinização e cura.

Receber o seu café da manhã na Va’a, típica canoa polinésia, em Bora Bora

Bora Bora é um destino de muitos predicados. Suas praias de areias brancas são um verdadeiro convite ao desfrute em suas águas azul-marinho, onde os peixes de cores tropicais animam os jardins de corais. Mas, sem sombra de dúvidas o destaque do destino fica por conta do café da manhã servido na Va’a, que é uma autêntica experiência polinésia. A refeição é trazida até a sacada privativa dos bangalôs ou até as vilas sobre as águas, por meio de uma canoa polinésia, comumente decorada com flores. A embarcação transporta polinésios que servem frutas frescas, bolos e sucos, enquanto as águas ao redor começam a dar as boas-vindas ao sol nascente do Pacífico Sul. É uma experiência sem igual!

Curiosidade: O Va’a vai muito além do tradicional café da manhã polinésio. Por lá, a embarcação é tida como esporte e ao longo do ano são realizadas diversas competições envolvendo a categoria. Caso do Hawaiki Nui Va’a, a mais longa e mais difícil corrida de canoa polinésia do mundo. Ela acontece anualmente, há 27 anos, na Polinésia Francesa e conta, inclusive, com atletas brasileiros dentre os participantes – em algumas edições até, equipes brasileiras completas participam do campeonato. Na Polinésia, esse esporte para os tahitianos, tal como o futebol para os brasileiros, é uma questão cultural.

Mergulhar nos atóis de Rangiroa, a capital mundial da prática

Talvez nenhum outro lugar do planeta ofereça condições tão apropriadas e propicias para a prática de mergulho como Rangiroa. O local, aliás, é o segundo maior atol do mundo e está disposto em uma região com cerca de 240 ilhotas que se unem por 177 quilômetros envolto de uma profunda lagoa. O belo circuito de ilhas é cercado por diferentes tipos de oceano, Moana-tea (Oceano Pacífico), que define a lagoa e Moana-uri (Oceano Selvagem), onde baleias, raias jamantas, golfinhos e tubarões desfilam entre os afortunados que viajam para vivenciar esta experiência.

Observar a fantástica fauna marinha de Tikehau e viver o mundo de Jacques Cousteau

Tikehau é um destino de contrastes. Em terra, os dias são tranquilos e passam de forma lenta e despretensiosamente, sob a ótica dos cerca de 500 taitianos que chamam este paraíso de lar e vivem dos recursos advindos do mar. Já fora dela, na vida sob a água, o ritmo imposto pela fauna marinha é bem mais acelerado e povoado. Segundo Jacques Cousteau, renomado oceanógrafo e inventor francês, a lagoa reúne a maior concentração de peixes de qualquer atol Tuamotu. As tartarugas marinhas e os tubarões negros são abundantes. Motivo este, inclusive, que torna o destino o lugar perfeito para observar a vida marinha de diferentes perspectivas.  

Hospedar-se nos famosos bangalôs sobre às águas

As icônicas acomodações flutuantes, criadas na década de 60, por três amigos provenientes da Califórnia, representam a essência das Ilhas do Tahiti e alimentam o sonho e o desejo de milhões de pessoas que anseiam viver a incrível experiência de dormir em suítes luxuosas e equipadas com terraços privativos, piscinas de borda infinita ao lado da cama, redes, banheiras e pisos de vidro para contemplação dos peixes, arraias e inofensivos tubarões tropicais nadando logo abaixo dos seus pés.

Montar um álbum físico ou digital com as fotos mais belas de toda a sua vida

Se antes da era digital o número de fotos em viagens de férias era delimitado pelo modelo de filme fotográfico, que poderia variar entre 12, 24 ou 36 exposições, hoje as possibilidades de poses são infinitas. Ainda mais se levarmos em conta a popularização das redes sociais e o fator destino. As lindas e exuberantes praias de areia branquinhas, os hotéis bangalôs, os cafés da manhã servidos no Va’a e a fauna marinha rendem fotos ótimas para serem postadas, compartilhadas e eternizadas em álbuns e porta-retratos. 

P.S: Não esqueça a camisa florida e o colar de flores nativo. Por mais que seja uma foto clichê, ela será uma das mais incríveis!

Conheça 6 hotéis que já são a própria experiência da viagem

Hospedagens submersas, a céu aberto ou em mosteiros históricos são opções atraentes também em viagens de incentivo

De olho no turista mais exigente que não abre mão de conforto e sofisticação, a rede hoteleira vem se diversificando. Com tantos atrativos incomuns, esses hotéis e resorts, por si só, já representam uma experiência marcante da viagem. Eles podem não apenas ser uma excelente oportunidade para viajantes em férias, mas também estratégicos em viagens de incentivo.

“Acomodações como essas podem ser incluídas em ações de incentivo, mas antes de programar alguma viagem para esses hotéis, é essencial conhecer o perfil do viajante. Em geral, são opções indicadas para pessoas que conhecem vários países, e utilizarão o resort, completo, para que possam descansar e curtir a infraestrutura do local. Além disso, é ótima opções para viagens menores, de duas ou três noites”, avalia Raphael Santana, CEO da Fanato, operadora referência em turismo de experiência e viagens de incentivo.

Segundo o turismólogo, como o objetivo de uma viagem de incentivo é oferecer um leque de experiências customizadas e diferenciadas, algo que fique na memória afetiva dos viajantes, a escolha de uma acomodação 5 estrelas, muitas vezes, já é um grande diferencial.

Que tal dormir acompanhado pelo céu estrelado na Finlândia? O Kakslauttanen Artic Resort, que ocupa a lista de hotéis mais incríveis do mundo, disponibiliza acomodação em formato de iglus ou cabanas de madeira com teto de vidro para que os hóspedes contemplem o céu, ou com sorte a aurora boreal, até adormecerem.

Quem não abre mão da natureza, mas preza pelo conforto, tem como opção as Ilhas Maldivas. Há desde bangalôs na boca do mar, como resorts que trazem restaurantes subaquáticos. “A melhor época para conhecer esse paraíso, com mais de mil ilhas e bancos de areia, é entre novembro e abril, período livre da temporada de chuvas”, recomenda.

Em Marrakesh, no Marrocos, outra estrela é o luxuoso e lendário La Mamounia, hotel 5 estrelas, que faz com que o viajante se sinta como um verdadeiro sultão. A piscina do spa lembra as suntuosas construções palacianas. Há quatro restaurantes de luxo e jardins que convidam para um passeio no final da tarde.

Hotel com 7 estrelas, o Burj Al Arab, em Dubai, ficou conhecido por sua arquitetura que lembra uma embarcação a vela, por ser uma das acomodações mais altas do mundo e pelo luxo que está em todos os cantos. O encantamento começa já no check-in com um hall feito em folhas de ouro, há ainda uma praia privativa, carros luxuosos que ficam disponíveis para os hóspedes, além de outros atrativos.

Para os fãs de história, a dica é o Augustine, um mosteiro que virou um hotel 5 estrelas em Praga, capital da República Tcheca. O local é uma propriedade formada por um conjunto de sete edifícios que datam o ano de 1284. Entre eles, existe o Mosteiro Agostiniano de St. Thomas, do século XIII, onde é possível participar de visitas guiadas ao Monastério, a igreja e sua incrível biblioteca. Clima que lembra o cenário do clássico “O Nome da Rosa”, com Sean Connery.

Outra experiência inesquecível é o Poseidon Undersea Resort, nas Ilhas Fiji. Situado a quase 12 metros de profundida no Oceano Pacífico, o resort conta com suítes com visão panorâmica do fundo do mar. O lugar é um convite para os fãs da vida marinha.

3 acomodações inusitadas na região dos fiordes da Noruega

A região dos fiordes da Noruega é repleta de opções de acomodação para todos os perfis de viajantes, incluindo belíssimos hotéis históricos e bastante tradicionais. A região também oferece opções mais incomuns, que podem agradar aos viajantes que buscam por uma experiência única ou exótica. Confira:

O hostel chamado Flørli 4444 não pode ser acessado de carro, mas conta com quatro viagens de ferries por dia para transportar os visitantes. O local fica às margens do fiorde de Lyse e é famoso por abrigar a maior escadaria de madeira do mundo, com 4444 degraus (daí o nome da acomodação). Muitos aventureiros sobem a escadaria até o topo para admirar a belíssima vista.Mais informações

Flørli-4444-1024x683
(Foto: Divulgação)

No vilarejo de Renndølsetra é possível se hospedar em uma das famosas casinhas com telhados de grama, que chamam a atenção dos turistas por toda parte na região dos fiordes da Noruega. O Renndølsetra Mountain Lodge é uma antiga fazenda, que esteve em funcionamento até 1988, e oferece uma experiência bastante tradicional. Mais informações

Casinhas-com-telhado-de-grama-2
(Foto: Divulgação)

A organização Norwegian Trekking Association é famosa por criar uma excelente infraestrutura para àqueles que desejam explorar a natureza do país através de caminhadas. Um de seus projetos mais importantes é a construção de alojamentos em lugares remotos. Skåpet é um dos alojamentos construído por eles, mas chama a atenção por ter uma arquitetura incrível e uma enorme parede de vidro, para que os hóspedes sintam que estão em contato imediato com a natureza. A acomodação é ideal para quem deseja explorar as trilhas que cercam o fiorde de Lyse. Mais informações

Alojamento-ousado-na-montanha
(Foto: Divulgação)

10 dicas para aproveitar o melhor da Índia

A Latitudes, produtora de viagens de conhecimento, dá dicas para explorar riquezas culturais e históricas da Índia e oferece roteiros que mostram facetas inusitadas do país.

Em 2018, a Latitudes, especializada em viagens de conhecimento, se debruça sobre a Índia para apresentar o esplendor cultural e a diversidade do país, incluindo rotas que fogem do tradicional. Com experiência e profundo conhecimento do destino, os profissionais da Latitudes também dão dicas para quem quer explorar esse destino inigualável. Confira:

Índia - 5.jpg
Latitudes dá dicas de roteiros na Índia. (Foto: Divulgação)

1. Participar da cerimônia do fogo (AARTI), em Varanasi–a bela cerimônia hindu ao pôr do sol é uma forma de puja (oferenda), no qual lamparinas são oferecidas às águas do Ganges como forma de agradecer pela luz que nos ilumina todos os dias, purificando pensamento, espírito e corpo.

2.       Fazer uma massagem ayurvedica – O Ayurveda, tradicional medicina indiana, tem mais de 5 mil anos e a massagem é parte importante de suas técnicas, com toques profundos e vigorosos e uso de óleos naturais, estimulando a energia vital, a circulação sanguínea e a respiração. Imperdível.

3.       Participar de um jantar típico – Fazer parte de um jantar típico, onde as mulheres vestem sari e os homens turbante fica para sempre na memória. As melhores oportunidades para viver esta experiência são durante os jantares promovidos nos próprios hotéis.

4.       Pernoitar em um desertcamp – Os acampamentos são a melhor e mais confortável forma de admirar as cores únicas do deserto e conhecer as tradições das populações locais. Os desertcamps hoje oferecem todo o conforto, com ar condicionado, música tradicional e deliciosa comida típica para uma experiência memorável.

5.       Viver como um marajá – Alguns palácios que ainda pertencem a marajás atualmente são utilizados como hotéis. Hospedando-se neles é possível experimentar toda a miseenscène e a luxuosa receptividade indiana em cada detalhe.

6.       Visitar o Taj Mahal – A dica parece óbvia, mas a visita é de fato imperdível, especialmente se for um dia limpo para ver o nascer do sol, com o céu todo em fantásticos tons de rosa.

7.       Ir ao cinema em Jaipur – Ver os filmes de Bollywood in loco é uma experiência única. Os indianos são loucos por cinema, e a produção de Bollywood é inacreditável.

8.       Passear de tuktuk – Com esse típico meio de transporte indiano você pode explorar cada cantinho do mercado de Delhi, descobrindo todas as cores e texturas locais.

9.       Visitar templos – A Índia é lugar de deslumbrantes templos religiosos. Visite especialmente os templos Hindus, Sikhs e Jainistas.

10.     Aguçar os sentidos – Perceba e deixe-se encantar por toda a experiência sensorial que a Índia proporciona: sons, cores únicas, o sabor inigualável da gastronomia local. É por isso que a Índia mexe tanto com os nossos sentidos. Relaxe e aproveite cada detalhe da viagem.

 

Para experimentar isso tudo, a Latitudes oferece os seguintes roteiros a partir do começo de 2018:

Berço de Religiões e Esplendor de uma Cultura Milenar –de 13 a 28 de janeiro, o roteiro mostra a força religiosa, filosofias de vida diversificadas, as artes e a arquitetura que fazem da Índia um país com inúmeros selos de Patrimônio da Humanidade. Lucia Brandão, especialista em culturas do Oriente, acompanha o grupo para traduzir o legado do país que continua a inspirar povos e culturas em todo o mundo. Roteiro detalhado no link.

Tradição e Cultura–O roteiro passa pelas cidades mais vibrantes da Índia, como Mumbai, centro financeiro e de Bolywood, Delhi e Agra, e que formam um mosaico de variadas influências e tradições milenares. Um guia local que fala português acompanha o grupo, de 3 a 15 de fevereiro. Roteiro detalhado no link.

Festival das Cores (Holi Festival)– Este será o tema da viagem realizada de 25 de fevereiro a 10 de março. Marcando o início da primavera, o Holi é celebrado em todo o país, mas toma grandes proporções em Jaipur, rodeado pela atmosfera espiritualizada de rituais e eventos que fazem parte do cotidiano de seus habitantes. Roteiro detalhado no link.

Peregrinação e Autoconhecimento – A cidade sagrada de Rishikesh, aos pés do Himalaia, é ponto de partida para o roteiro realizado de 25 de fevereiro a 13 de março, com práticas, vivências, ensinamentos e satsangs (encontros conduzidos por um mestre, com mantras e meditação). O roteiro termina em Auroville, comunidade criada com o propósito de compartilhar a fraternidade, a liberdade e a unidade humana na diversidade. O grupo será acompanhado do especialista Marco Schulz, que há mais de 20 anos conduz grupos em peregrinações pelo mundo e coordena o Simplesmente Yoga. Roteiro detalhado no link.

Descubra Turismo oferece pacote ideal para desbravar a Chapada dos Veadeiros

Destino está localizado em Goiás, a pouco mais de 200 km de Brasília

Natureza exuberante, oferta sem fim de cachoeiras e um cenário de encher os olhos por todos os lados. Assim é a Chapada dos Veadeiros, no Estado de Goiás, que até outubro apresenta as melhores condições aos visitantes, já que chove menos e o campo fica repleto de flores. Uma das regiões com a maior concentração de água potável do mundo é famosa por oferecer excelentes condições para caminhadas de curta e longa duração, banhos refrescantes em suas quedas d’água e por ser um destino perfeito para quem deseja relaxar. Especializada em roteiros de ecoturismo e turismo de aventura, a operadora Descubra Turismo (www.descubraturismo.com.br) oferece uma série de pacotes para conhecer o lugar.

viagem-veadeiros.jpg
Cachoeira na Chapada dos Veadeiros. (Foto: Divulgação)

Para o feriado de Corpus Christi, em junho, a empresa preparou um roteiro de quatro noites, saindo de São Paulo, voando até Brasília e seguindo de transfer até Alto Paraíso (https://www.descubraturismo.com.br/viagem-nacional/chapada-dos-veadeiros-corpus-christi/). Com direito a transporte local para os passeios, o pacote inclui ida ao Vale dos Macaquinhos ou à Cachoeira de Santa Bárbara, aos Saltos do Rio Preto, à Cachoeira do Garimpão, às Cataratas dos Couros e ao Vale da Lua, o ponto mais concorrido da Chapada. A opção inclui quatro diárias em pousada com café da manhã, quatro almoços tardios, três lanches durante as trilhas e ingressos para as atrações. A operadora oferece ainda cortesia de ida e volta para o Aeroporto de Guarulhos, em transporte executivo, para os residentes em São Paulo. A parte terrestre, por pessoa, custa a partir de R$ 1.860, enquanto a aérea sai por R$ 820.

vale-da-lua-veadeiros.jpg
Chapada dos Veadeiros. (Foto: Divulgação)

A Descubra Turismo disponibiliza ainda um roteiro completo, de sete noites, e um mais curto, de três noites, para o destino.

Para mais informações sobre esses e outros roteiros, acesse www.descubraturismo.com.br.

Apostando no potencial do nosso turista a AmaWaterways selecionou dois cruzeiros para 2017 onde o idioma pode melhorar ainda mais o prazer da viagem

Para atender a demanda de passageiros que se sentem mais confortáveis  com o espanhol, a Velle, representante da AmaWaterways no Brasil, está promovendo duas opções  de cruzeiros em que, havendo pelo menos 15 brasileiros a bordo, além do Diretor de Cruzeiro também os guias nos passeios terrestres  falam espanhol.

Melodias do Danúbio, no AmaStella, sai de Budapeste dia 21 de junho, rumo a  Vilshoffen,percorrendo incríveis paisagens e parando em Bratislava, na Eslováquia, Viena, Weissenkirchen/Mel/Dürnstein, Linz, na Áustria, Passau e Vilshoffen, na Alemanha,de onde poderá haver extensão opcional a Praga.Preço por pessoa: a partir de US$3.399

ViewImage (2).jpg
AmaWaterways sugere cruzeiros para o começo de 2017. (Foto: Divulgação)

Sabor de Bordeaux, no AmaDolce, começa dia 3 de agosto , percorrendo os rios Garonne e Dordogne, cruzando a mais famosa região vinícola da França que presenteia os visitantes com visitas a vinícolas, degustações de vinho na região de Bordeaux, com paradas também em Cadillac, Oauliac, Blaye, Libourné. Quem quiser ainda poderá fazer uma extensão opcional ao Vale do Loire e terminar com chave de ouro, em Paris.Preço por pessoa, a partir de US$ 3599

 

Nos valores estão inclsos passeios diários, conforme o programa,bicicletas disponíveis nos portos , Wi-fi grátis a bordo,café da manhã, almoço e jantar (com opções de pratos regionais durante o jantar), Estação de chá e café no lounge principal do navio, bebidas não alcóolicas, vinho e cerveja regionais durante almoço e jantar ,palestras e apresentações locais a bordo;Diretor de Cruzeiros experiente no destino; água  em cortesia nas cabines, Infoentretenimento nas cabines.

10 dicas essenciais para viajar de trem pela Europa

Tudo o que você precisa saber para ter uma viagem tranquila e aproveitar seu passeio ao máximo

O trem é o modo mais eficiente, seguro e confortável para viajar entre os destinos da Europa. Mesmo que o turista não esteja habituado com este tipo de transporte, não há razão para se preocupar.

A Rail Europe é líder na distribuição de bilhetes e passes dos trens europeus. Para ajudar os aventureiros iniciantes, a companhia preparou uma lista com 10 dicas que todo viajante precisa saber antes de embarcar em uma viagem de trem pelo Velho Continente.

Vagao Bar Buffet dos trens Thalys - Credito Rail Europe.jpg
Rail Europe dá dicas para aproveitar a viagem de trem pela Europa. (Foto: Divulgação)

1) As estações são de fácil acesso

Você vai conseguir chegar com muita facilidade nas estações. Em geral, elas estão localizadas no centro das cidades, o que ajudará na economia de tempo, não sendo necessário se preocupar com grandes deslocamentos, como os que ocorrem para acessar os aeroportos.

2) Bagagem: quanto mais leve e menor, melhor

Viajar de trem deve ser prático. Entrar e sair dos vagões com uma mala pesada não é uma tarefa muito fácil. Por isso, pense e planeje bem para levar somente o essencial.

3) Pontualidade

Ser pontual é regra nos trens. Se a sua partida está marcada para 15h43, nesse horário você deve estar dentro do vagão e não chegando à plataforma. Isso irá ajudá-lo a evitar que você perca os passeios que planejou por tanto tempo.

4) Sem check-in

Não é necessário realizar o procedimento de check-in: basta entrar no trem com seus pertences. Por isso, é importante chegar com antecedência de 15 a 30 minutos para encontrar a plataforma de embarque e o vagão indicado na sua passagem.

5) Validação do bilhete

Ao contrário das passagens de avião, nos trens a checagem dos bilhetes acontece somente durante a viagem. Um profissional da empresa irá carimbar o seu ticket para validá-lo e pronto! Você já pode relaxar e aproveitar a paisagem.

6) Planeje o seu trajeto

O planejamento na hora de comprar as passagens é essencial, pois existem opções de trens mais rápidos que economizam um tempo precioso. Trechos que contam com trens de alta velocidade são muito procurados e as passagens econômicas podem se esgotar rapidamente.

7) Viajar de trem à noite pode te ajudar a economizar

Conseguir guardar aquele dinheiro extra durante as viagens pode ser mais fácil do que imagina. Optar por um percurso longo durante a noite, por exemplo, é uma excelente alternativa para poupar gastos com quartos de hotel.

8) Compre suas passagens com antecedência

Com a Rail Europe, é possível comprar passagens pelo site e garantir bons descontos. Acessando www.raileurope.com.br, o viajante faz reservas de assentos com possibilidade de entrega dos bilhetes na tranquilidade do lar, sem precisar entrar em filas nas estações.

9) Você pode fazer um lanche dentro do próprio trem

Bateu uma fome durante o trajeto? Basta seguir até o vagão-restaurante ou utilizar o serviço de snack bar. Nem todos os trens têm o serviço disponível, por isso, é importante verificar antes. Caso viaje de primeira classe, o atendimento pode oferecer café, chá, snacks ou refeições.

10) Fique atento às estações para não perder a sua parada

As paradas nem sempre são avisadas ou podem ser anunciadas em uma língua que você não conhece. A dica nesses casos é anotar o horário de chegada previsto e os nomes das últimas estações que precedem o seu local de destino.