Arquivo da tag: Música

The Town 2023: Organização anuncia “The Town – O Musical”, um espetáculo inédito que conta a história de um músico em busca de um sonho em São Paulo

Novo festival, dos mesmos criadores do Rock in Rio, homenageia à cidade que inspirou sua criação e lança mais uma produção “Originals”

São Paulo inspira The Town. The Town celebra São Paulo”. O novo e maior festival de música, cultura e arte de São Paulo segue os passos do seu irmão mais velho, o Rock in Rio, e anuncia “The Town – O Musical” ampliando a experiência do público no megaevento, que já nasce oferecendo conteúdos além da música. A produção inédita e concebida exclusivamente pelo time criativo de The Town — um “Originals” — tomará conta de um enorme Domo de 50 metros de diâmetro na Cidade da Música. Com criação de Roberto Medina, direção musical de Zé Ricardo, o festival dá vida a um novo espetáculo, que tem roteiro e direção artística de Charles Möeller. The Town realizará sua primeira edição no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, nos dias 2, 3, 7, 9 e 10 de setembro de 2023 e já conta com Iza e Criolo como atrações confirmadas, além de um momento mágico que entrará para a história do festival, com um espetáculo de luz, música, fogos de artifício e transmissão ao vivo nos telões.  

“The Town – O Musical”, será realizado dentro de um domo que será montado na nova Cidade da Música e possuirá 50m de diâmetro. O musical contará com 30 bailarinos. No espetáculo, o público vai ver de perto a história de um músico do interior de São Paulo que, ao ver na TV o anúncio de um novo festival, decide fazer as malas e embarcar em uma jornada pessoal, cultural e artística que o leva pelos diferentes bairros, ruas e cenários da capital, explorando cada recanto e cada ritmo que compõem a diversidade cultural paulistana. Nessa jornada, o personagem será confrontado com os desafios do processo criativo para a composição de uma canção e conhecerá várias pessoas que se tornarão importantes para alcançar seu objetivo. Movido pelo sonho e pela capacidade de concretização, o músico busca chegar ao palco do maior festival de música, arte e cultura de São Paulo: The Town.

“Assim como no Rock in Rio, The Town extrapolará as fronteiras da música, oferecendo diversas experiências imperdíveis para o público. Esperamos que os fãs que assistam ao musical se identifiquem de alguma forma com a história que estamos produzindo. Digo isto, pois São Paulo é esta gigante cidade catalisadora de sonhos, o lugar perfeito para torná-los realidade, e é essa história que vamos contar no espetáculo”, comenta Roberto Medina, criador e presidente do The Town e Rock in Rio. Roberto também ressalta a grande vontade de, cada vez mais, criar conteúdos proprietários: “Sempre fico empolgado em criar projetos que nascem e ganham vida nos nossos festivais. Temos talentos criativos incríveis no nosso time de “Rock Creators”, como a organização denomina os criadores de conteúdos, que junto de nosso time de diretores artísticos, diretores criativos e curadores fazem a magia acontecer na Cidade do Rock e, agora, na Cidade da Música”, destaca mencionando a área. 

Zé Ricardo, que esteve ao lado de Roberto Medina, na criação do espetáculo Uirapuru, o primeiro Originals que esteve no Rock in Rio, garante que emoção não faltará em “The Town, O Musical”: “The Town vai além da música, e abraça a cultura e a arte para si. São Paulo é uma cidade que dita o comportamento das pessoas, que lança muitas tendências, e está sempre aberta para receber todos que passam por aqui. Ela é multicultural, vibrante e intensa e tudo é resultado de uma saudável mistura de diferentes culturas. É essa a essência que traremos nesse espetáculo, com uma produção gigante para este espetáculo, que entregará uma atração potente e emocionante para todos que estiverem presentes na Cidade da Música. Será algo inédito e totalmente inovador, especialmente se estivermos falando em produções de grandes festivais”, garante o diretor musical. 

Seguindo a parceria de sucesso do Uirapuru, musical que aconteceu na última edição do Rock in Rio, os organizadores de The Town convidaram Charles Möeller, um dos mais conceituados e festejados diretores teatrais da atualidade, para dirigir artisticamente e roteirizar o espetáculo. “Daqui até setembro teremos muitas novidades pra contar dessa viagem que faremos ao lado deste músico, que é o protagonista do espetáculo.O musical vai ser mágico e trará para o público algo que o ser humano precisa resgatar, que é a capacidade de transformar a vida, de fazer acontecer. Teremos bailarinos e atores que convidarão o público a embarcar nessa viagem que promete ser transformadora”, conta Charles, que finaliza: “Quem estiver na Cidade da Música nos dias 2, 3, 7, 9 ou 10 de setembro de 2023, e assistir ao musical, certamente não irá esquecer.” 

The Town 2023: Organização anuncia momento mágico que vai entrar para a história do festival

Se em 1985 o Rock in Rio iluminou o público, em 2023 é o público que vai iluminar The Town

Faltando cerca de nove meses para a abertura dos portões, The Town, o novo e maior festival de música, cultura e arte de São Paulo, anuncia um momento único e mágico, que vai entrar para a história ao entregar para a plateia a tarefa de iluminar o festival, criando uma experiência inesquecível. Será um espetáculo que vai sincronizar luz, música, fogos de artifício e transmissão ao vivo nos telões vai parar a nova Cidade da Música e o público vai se arrepiar com um momento emblemático e que se conecta diretamente com a origem de tudo, em 1985 na abertura dos portões do Rock in Rio. É o The Town fazendo história e gerando memória para os fãs que habitam este novo festival. Quem viver o dia 02 de setembro de 2023 no Autódromo de Interlagos, jamais se esquecerá.                                                                                                                  

O Rock in Rio de 1985 entrou para a história ao trazer grandes nomes da música nacional e internacional, colocando o país na rota das turnês internacionais. Roberto Medina, criador e presidente do Rock in Rio e The Town, se emociona ao relembrar a estreia do Rock in Rio, no dia 11 de janeiro de 1985. “Foi o início de um sonho que já remonta quase 38 anos de história. Tudo que vivemos naquela época tem um lugar especial guardado na minha memória e no meu coração. Sinto como se estivesse vivendo tudo novamente, ao planejar e construir um novo festival do zero, com a diferença de que hoje temos uma expertise que antes não tínhamos. Só posso agradecer a toda minha equipe por embarcar em mais um sonho ao meu lado. Ao criar esse show, esse momento, esse espetáculo, estamos relembrando e homenageando o maior festival de música e entretenimento do mundo, como tudo começou”. 

Roberta Medina, filha de Roberto e vice-presidente executiva de Rock in Rio e The Town, relembra que era apenas uma criança no primeiro Rock in Rio e afirma que, hoje, o que a motiva a embarcar no sonho de The Town é poder dizer “eu estava lá quando tudo começou”. “Eu tinha sete anos no primeiro Rock in Rio e lembro muito pouco de tudo que aconteceu. Agora, 38 anos depois, poder fazer parte da primeira edição do The Town e, daqui a outros 38 anos, poder dizer que estava lá tem um gostinho especial. Primeira edição é sempre a primeira edição! E nós estamos criando, com toda expertise do Rock in Rio, uma nova marca brasileira para dar uma cara nova ao mundo do entretenimento, para mostrar São Paulo para o Brasil e para o mundo com toda qualidade do trabalho que a gente faz, qualidade de equipe que temos e reverberando mensagens que são super relevantes não só para o Brasil como para o mundo. Isso é um grande privilégio”. 

No The Town não vai ser diferente e a plateia também terá um novo momento único e mágico, para nunca mais esquecer. É que, se o Rock in Rio foi o primeiro festival a iluminar o público, em The Town o público que vai iluminar o festival. Serão distribuídas 100 mil pulseiras de LED na abertura dos portões para que os fãs participem ativamente deste momento, sendo o centro da experiência, que contará com uma atmosfera similar à trazida pelo Coldplay, no penúltimo dia de Rock in Rio 2022. A tradicional pulseira que brilha no ritmo de cada faixa da banda projeta uma atmosfera única de tirar o fôlego. O dispositivo funciona por meio de uma tecnologia chamada Xylobands, que consiste em um software instalado num computador e ligado a uma caixa de transmissão de ondas, que acionam a sequência de cores ordenada pelo programa, de acordo com o ritmo da música. As pulseiras, feitas de plástico criado a partir de plantas, são controladas à distância por radiofrequência e podem ser recicladas após o uso. 

O momento será um espetáculo que vai acontecer no intervalo do segundo para o terceiro show do Palco Skyline, e terá duração de 10 minutos. Todas as luzes da Cidade da Música se apagarão e apenas os palcos estarão acesos, com direcional de 6.300 spots de luz (2 milhões de Watts de potência), conectando cada pessoa que estiver no festival, não importando a sua localização na venue. O consagrado artista Ney Matogrosso é a atração convidada para reviver este momento nostálgico, cantando o sucesso “América do Sul”, apresentado na abertura do Rock in Rio, em 1985, inaugurando o Palco Mundo. Diante de um público de centenas de milhares de pessoas, o cantor entoou versos que diziam “Deixa viver esses campos molhados de suor, esse orgulho latino em cada olhar, esse canto e essa aurora tropical”, em um momento de grito de liberdade após anos de ditadura militar e de demonstração de orgulho à pátria. 

Com mais de 45 anos de carreira, Ney Matogrosso é reconhecido por sua voz marcante, movimentos cheios de personalidades e figurinos extravagantes. O artista é considerado pela revista Rolling Stone como a terceira maior voz do Brasil de todos os tempos e cantor de clássicos como “Poema” e “Sangue Latino”. Ney foi o primeiro artista a se apresentar no Rock in Rio de 1985, e também cantou no Palco Sunset em 2017 junto com Nação Zumbi e na edição lusitana do festival em 2022, no palco Galp Music Valley. Ele também subiu ao Palco Mundo em 2015 para uma participação especial no “Tributo a Cazuza”, tema do show de abertura do primeiro dia do festival naquele ano. Um dos artistas mais emblemáticos, notáveis e performáticos do Brasil fará parte de um momento em The Town que colocará, mais uma vez, o Brasil no centro da música mundial.

O diretor artístico Zé Ricardo, responsável pela construção da cerimônia, explica que a proposta de colocar a plateia como foco central do momento não é uma novidade para os organizadores. “Para o Rock in Rio, a plateia sempre foi a alma do espetáculo e, a partir da primeira edição, em 1985, os fãs passaram de meros espectadores para grandes protagonistas de momentos que ficaram marcados para sempre. Mais de 37 anos depois, a iluminação continua a ter papel principal no festival e, para a primeira edição de The Town, estamos preparando um espetáculo de luzes, ritmos, fogos e muita tecnologia que estarão sincronizados e serão transmitidos para todos os telões. Vamos construir uma nova história com o público como protagonista mais uma vez”.

O britânico Terry Cook, Light Designer do Rock in Rio e, agora, de The Town, explica que os jogos de luzes durante uma apresentação ajudam a criar momentos que marcam o público, geram memórias, criando ambientes para que os artistas e a plateia estejam em sinergia e tenham a melhor experiência possível. “Estou muito feliz em poder participar ativamente desse momento que será histórico para a cidade de São Paulo e, consequentemente, para o país. Para criar esse espetáculo, estamos trabalhando com a ativação simultânea de 1.000 m2 de LED, correspondente a soma de todos os telões dos palcos, e 6.300 spots de luz que iluminam os palcos e a plateia, sincronizados com a batida da música que o Ney Matogrosso vai apresentar, além de total sincronização com os fogos de artifício. A cereja do bolo será adicionada com as 100 mil pulseiras que estarão distribuídas por toda a plateia e que nos ajudará a criar uma estrutura cinematográfica que vai impactar o público no primeiro dia de festival e quem estiver conosco terá uma noite que jamais esquecerão”, garante. 

Esse será o segundo espetáculo Originals produzido pelos organizadores do Rock in Rio, a empresa Rock World — o primeiro foi o musical Uirapuru, na edição deste ano do Rock in Rio. The Town realizará sua primeira edição no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, nos dias 2, 3, 7, 9 e 10 de setembro de 2023 e já conta com Iza e Criolo como atrações confirmadas. 

The Town já nasce gigante

Dos mesmos criadores do Rock in Rio, The Town estreia na grande metrópole no dia 2 de setembro de 2023, e segue durante os dias 3, 7, 9 e 10, no Autódromo de Interlagos, em uma área de 350 mil m2, que será totalmente renovada. O novo festival já se posiciona como um evento de grande relevância, não apenas para a capital paulista, como também para todo o Brasil e já soma mais de 215 mil seguidores em suas redes sociais, lançadas há poucos meses.  

A primeira edição do novo festival já ganhou duas músicas-tema, gravadas nas vozes de Iza e Criolo. A primeira, considerada o grande hino do evento, tem interpretação de Iza, com a participação do baterista da banda Sepultura, Eloy Casagrande, e de uma orquestra comandada pelo maestro Eduardo Souto Neto. Já a segunda, um trap em homenagem a arte e cultura da capital, foi gravada pelo rapper Criolo em uma colaboração inédita com a Iza e o diretor artístico Zé Ricardo. Ambos os cantores já estão confirmados no line-up do festival. 

Com previsão para receber cerca de 500 mil pessoas em mais de 235 horas de música, a Cidade da Música contará com cinco palcos, onde o público poderá imergir em novas e inesquecíveis experiências. Com cenografia inspirada em ícones da arquitetura paulistana e apresentando uma diversidade única de ritmo e união de tribos, The Town chega a São Paulo com apoio, força e empoderamento de gente grande. De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas, está previsto um impacto econômico de R$1.7 bilhão, o maior já visto na capital, além de gerar mais de 19 mil empregos diretos.  

De olho no festival 

Faltando pouco mais de nove meses para a primeira edição, o evento já tem atraído a atenção de diversas marcas. The Town conta com patrocinadores e apoiadores de peso como Itaú, Americanas, Porto, Vivo e Riachuelo – patrocinadores oficiais; a Red Bull, a Movida, a Estácio e a LATAM entram como apoiadores do evento; e os jornais Estado de São Paulo, O Globo e a Folha de São Paulo, a Eletromidia e FLIX como media partner. As marcas Itaú, Riachuelo, Seara, Americanas e Vivo também estão fechadas como patrocinadoras para duas edições de The Town. 

The Town tem, ainda, a Heineken como patrocinadora Master, bem como os parceiros de transmissão: TV Globo, Multishow e Globoplay, as rádios 89FMRede Mix com as rádios Mix FM 102.1, Rio de Janeiro e Mix FM 106.3, São Paulo.

Uma Cidade que não dorme: The Town oferece entretenimento para todos    

Inspirado nos prédios emblemáticos de São Paulo, o palco ‘Skyline’ é o maior palco do evento e é também onde receberá os maiores artistas do mundo, incluindo a tradicional queima de fogos de artifício sincronizada, na abertura e no encerramento. Com inspiração na arte urbana da selva de pedras, o palco ‘The One’ contará com conteúdo exclusivo do festival, através de encontros e apresentações produzidas sob medida. As bandas consagradas e novos artistas devem consolidar o tom de diversidade de ritmos em shows únicos e inesquecíveis.   

Desembarcando do Rio para São Paulo, o ‘New Dance Order’ será o palco dedicado à música de pista, passando pelos gêneros house, techno, trance, bass, trap, EDM e outros beats eletrônicos. The Town também contará com mais um espaço para lá de especial – a ‘São Paulo Square’, palco inspirado na região em que a Cidade foi fundada. Ali, se reunirão alguns dos seus principais ícones históricos, como a Catedral da Sé e a Estação da Luz, embalados ao ritmo de muito jazz e blues.  

A homenagem à capital não para por aí. O festival também traz para o público os antigos galpões das fábricas que ajudaram a elevar o nome de São Paulo. O palco ‘Factory’ trará o mood da cultura urbana e terá performances de street dance e shows de trap, hip hop e rap – que estão entre os gêneros mais consumidos da metrópole.  

Para completar, ao melhor estilo da cidade, The Town contará com o ‘Market Square’, espaço gastronômico que trará toda a diversidade da culinária paulista. Os cardápios serão criados exclusivamente para The Town e assinados por conceituados chefs, bares e restaurantes que mostrarão porque São Paulo é reconhecida como a capital gastronômica do país.  

The Town ainda contará com a ‘Área VIP’, espaço climatizado com buffet assinado por renomado chef e bar exclusivo. 

The Town 2023: Festival anuncia o lançamento do clipe da música-tema, na voz da cantora Iza

O hino do festival conta com a participação do baterista da banda Sepultura, Eloy Casagrande, e da orquestra comandada pelo maestro Eduardo Souto Neto

O novo e maior festival de música, cultura e arte de São Paulo lança hoje o clipe de uma de suas músicas-tema, inspirada na maior metrópole do país e o grande hino do megaevento. Organizado pelos mesmos criadores do Rock in Rio, a principal música-tema de The Town foi composta por Eduardo Souto Neto, que também foi o maestro da orquestra formada por 33 músicos que participaram da gravação da música. A cantora e fenômeno brasileiro, Iza, dá voz a canção e protagoniza o clipe, que também conta com a participação de Eloy Casagrande, da banda Sepultura. The Town realizará sua primeira edição no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, nos dias 2, 3, 7, 9 e 10 de setembro de 2023. 

Para Roberto Medina, criador e presidente do Rock in Rio e The Town, a música inspira festival e festival inspira música, por isso, uma música-tema composta exclusivamente para The Town faz parte da essência de um festival de música e desperta a emoção do público. “Quando pensamos em Rock in Rio, imediatamente lembramos dos versos da canção que se tornou um clássico e um hino verdadeiramente poderoso e emblemático. Com The Town não será diferente e o novo festival já nasce com duas trilhas originais criadas especialmente para ele, mostrando a diversidade de ritmos que estarão presentes nos palcos e nesta grandiosa Cidade da Música que estamos desenvolvendo. E, pela primeira vez na história, estamos lançando um clipe com a cantora Iza performando o novo hino que, em breve, ganhará vida pela boca dos fãs que querem estar juntos conosco em São Paulo, criando novas lembranças e memórias”

Para o maestro Eduardo Souto Neto, também compositor da música tema do Rock in Rio e do “Tema da Vitória” da Fórmula 1, imortalizada por Ayrton Senna, o convite para compor a canção que dará vida a um novo festival significou também resgatar uma história de longa data, que começou em 1984 e se eternizou “Há cerca de 38 anos, o empresário Roberto Medina entrou em contato comigo pedindo a composição de um tema musical para um novo festival que ainda iria nascer e que prometia se tornar histórico. Naquela época, eu jamais imaginaria que estávamos ali colocando o Brasil na rota das turnês internacionais e que o tema que eu compus entraria para a história, sendo cantado até hoje pelas novas gerações. Agora, com o nascimento de The Town, me emociono novamente por ter composto essa nova canção que, junto com o festival, espero que repita o desempenho de sucesso que temos no Rock in Rio.”

A cantora Iza celebra este momento e destaca a felicidade em fazer parte da história do The Town. “The Town nasce consagrado. Fiquei muito feliz por dar voz ao que se tornará um hino para o evento, a canção sem dúvida conecta o público e passa por gerações. É maravilhoso saber que eu vou fazer parte do The Town em suas várias edições, é um prazer para mim ser a primeira intérprete dessa canção e estar com a belíssima Orquestra do maestro Eduardo Souto Neto e meu amigo Eloy Casagrande, que também é o baterista da música-tema. Vou estar ali com a minha voz e imagem fazendo parte de momentos icônicos. É um presente muito grande para mim”.

O clipe está sendo lançado simultaneamente no YouTube de The Town e em suas redes sociais (@thetownfestival no YouTube, Instagram e Twitter e @festivalthetown no Facebook). Ele pode ser conferido neste link. Clique aqui. 

The Town já nasce gigante

Dos mesmos criadores do Rock in Rio, The Town estreia na grande metrópole no dia 2 de setembro de 2023, e segue durante os dias 3, 7, 9 e 10, no Autódromo de Interlagos, em uma área de 350 mil m2, que será totalmente renovada. O novo festival já se posiciona como um evento de grande relevância, não apenas para a capital paulista, como também para todo o Brasil e já soma mais de 215 mil seguidores em suas redes sociais, lançadas há poucos meses.  

A primeira edição do novo festival já ganhou duas músicas-tema, gravadas nas vozes de Iza e Criolo. A primeira, considerada o grande hino do evento, tem interpretação de Iza, com a participação do baterista da banda Sepultura, Eloy Casagrande, e de uma orquestra comandada pelo maestro Eduardo Souto Neto. Já a segunda, um trap em homenagem a arte e cultura da capital, foi gravada pelo rapper Criolo em uma colaboração inédita com a Iza e o diretor artístico Zé Ricardo. A composição da letra é de Criolo e Zé Ricardo. Ambos os cantores já estão confirmados no line-up do festival. 

Com previsão para receber cerca de 500 mil pessoas em mais de 235 horas de música, a Cidade da Música contará com cinco palcos, onde o público poderá imergir em novas e inesquecíveis experiências. Com cenografia inspirada em ícones da arquitetura paulistana e apresentando uma diversidade única de ritmo e união de tribos, The Town chega a São Paulo com apoio, força e empoderamento de gente grande. De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas, está previsto um impacto econômico de R$1.7 bilhão, o maior já visto na capital, além de gerar mais de 19 mil empregos diretos.  

De olho no festival 

Faltando pouco mais de nove meses para a primeira edição, o evento já tem atraído a atenção de diversas marcas. The Town conta com patrocinadores e apoiadores de peso como Itaú, Americanas, Porto, Vivo e Riachuelo – patrocinadores oficiais; a Red Bull, a Movida, a Estácio e a LATAM entram como apoiadores do evento; e os jornais Estado de São Paulo, O Globo e a Folha de São Paulo e a Eletromidia como media partner.  

The Town tem, ainda, a Heineken como patrocinadora Master, bem como os parceiros de mídia e transmissão: TV Globo, Multishow e Globoplay, as rádios 89FMRede Mix com as rádios Mix FM 102.1, Rio de Janeiro e Mix FM 106.3, São Paulo.  

Uma Cidade que não dorme: The Town oferece entretenimento para todos    

Inspirado nos prédios emblemáticos de São Paulo, o palco ‘Skyline’ é o maior palco do evento e é também onde receberá os maiores artistas do mundo, incluindo a tradicional queima de fogos de artifício sincronizada, na abertura e no encerramento. Com inspiração na arte urbana da selva de pedras, o palco ‘The One’ contará com conteúdo exclusivo do festival, através de encontros e apresentações produzidas sob medida. As bandas consagradas e novos artistas devem consolidar o tom de diversidade de ritmos em shows únicos e inesquecíveis.   

Desembarcando do Rio para São Paulo, o ‘New Dance Order’ será o palco dedicado à música de pista, passando pelos gêneros house, techno, trance, bass, trap, EDM e outros beats eletrônicos. The Town também contará com mais um espaço para lá de especial – a ‘São Paulo Square’, palco inspirado na região em que a Cidade foi fundada. Ali, se reunirão alguns dos seus principais ícones históricos, como a Catedral da Sé e a Estação da Luz, embalados ao ritmo de muito jazz e blues.  

A homenagem à capital não para por aí. O festival também traz para o público os antigos galpões das fábricas que ajudaram a elevar o nome de São Paulo. O palco ‘Factory’ trará o mood da cultura urbana e terá performances de street dance e shows de trap, hip hop e rap – que estão entre os gêneros mais consumidos da metrópole.  

Para completar, ao melhor estilo da cidade, The Town contará com o ‘Market Square’, espaço gastronômico que trará toda a diversidade da culinária paulista. Os cardápios serão criados exclusivamente para The Town e assinados por conceituados chefs, bares e restaurantes que mostrarão porque São Paulo é reconhecida como a capital gastronômica do país.  

The Town ainda contará com a ‘Área VIP’, espaço climatizado com buffet assinado por renomado chef e bar exclusivo. A área terá estacionamento e acessos exclusivos para o evento. 

GIULIA BE ATERRISSA COM SEU PRIMEIRO ÁLBUM, “DISCO VOADOR”

O projeto embarca na sua jornada através das estrelas, tempo, amor e espaço, encontrando a cantora em diferentes pontos do seu multiverso

Giulia Be, uma das principais cantoras pop do país atualmente, lança seu primeiro álbum de estúdio, depois de uma dezena de hits emplacados e marcos em sua carreira. São bilhões de streams no somatório das plataformas digitais, 600 milhões de visualizações no Youtube, mais de 13 certificados entre de ouro, platina e diamante, e 5 milhões de seguidores nas redes sociais.

“DISCO VOADOR” traz estética alienígena, interplanetária e com diversas referências à numerologia e aos astros. É um álbum que foi produzido por mais de 1 ano, entre SP, RJ e LA, com autoria e produção de Giulia, junto de seu irmão mais velho Danyel Marinho e seu produtor desde “menina solta”, Paul Ralphes.

A temática do projeto bebe de influências do Tropicalismo, com referências internacionais, como disco dos anos 1970, resignificadas de um jeito brasileiro, em uma versão moderna,

com a essência da cantora. Assim como “Não Identificado”, primeira faixa do disco Gal Costa (1968), música que foi a inspiração de Giulia ao nomear esse projeto, traz referências futuristas e espaciais nas produções e nas letras.
“A integração da música pop a essa característica do Tropicalismo ressalta ainda um aspecto cosmopolita, urbano e comercial, além de conectar o arcaico e o moderno. Sinto que estou fazendo uso dessa ferramenta da minha própria maneira neste projeto. De onde vieram minhas referências e para onde vai o ‘DISCO VOADOR’”, comenta a cantora.

Em seu repertório, o álbum é dividido em partes. No “LADO A-LIEN”, o público é apresentado às músicas vibrantes, que se conectam com atmosferas marcianas, em uma melodia mais disco club. Com a faixa “PLANETA MARTE”, por exemplo, o ouvinte é apresentado a um efeito sonoro como se ele tivesse trocado o lado de um disco de vinil, aterrissando então o seu “DISCO VOADOR” no Brasil, pronto para a exploração de sonoridades mais familiares, acústicas, e vulneráveis, onde encontrarão diferentes sentimentos que exploram outro lugar de Giulia enquanto contadora de histórias.

Em seguida, o “LADO B-E” traz composições que representam um lado humano, mais sensível e pessoal da cantora, com os títulos das faixas em letra minúscula. Por último, adentramos o “MULTIVERSO”, que chega como um lado extra, das músicas em espanhol e inglês, que representam mais uma faceta da artista, com toda sua versatilidade e talento, e trazem destaque nas faixas “pSi Lo saBE”, inédita em espanhol, e a aguardada “matching tattoo”, que Giulia já vinha divulgando trechos nas redes sociais e terá videoclipe em breve.

Todas as faixas do álbum acompanham visualizers que aterrissam no canal da cantora no Youtube junto ao lançamento nas plataformas digitais. Os vídeos cheios de tecnologia acompanham a história de um avatar em 3D da cantora, que viaja no universo das músicas através do ‘DISCO VOADOR’, detalhando as atmosferas que se conectam através da sequência da tracklist.

Em quase metade da tracklist, GIULIA contou com uma parceria mais que especial na composição, seu irmão Danyel Marinho, que comenta: “A Giulia e eu nos conectamos muito através da música, estamos sempre conversando sobre letras e melodias de uma forma muito natural. O que na verdade é trabalho, fazemos por diversão. Gosto de provoca-la com ideias que ela geralmente não teria, mas tem total capacidade de executar. Aquele momento específico da música que nos da borboletas na barriga; é isso que estou tentando achar. Trabalhar com a Giulia é bem fácil pois ela tem inteligência de absorver diversas referências e também bota-las em prática. Como irmãos, encontramos algo que gostamos de fazer juntos, isso é especial, acho que sempre vamos ter esse nosso lugar de criatividade

Já o produtor Paul Ralphes, comenta: “No ano passado, Giulia me ligou por vídeo e mostrou, ao vivo, várias músicas que ela queria gravar para o álbum. Achei as músicas incríveis e o mais impressionante é que ela já tinha o conceito do álbum bem adiantado. Tenho trabalhado com a Giulia desde 2019 e é sempre um processo de alegria, criatividade e positive vibes!”

A temática do “DISCO VOADOR” vem sendo trazida para o público em formato de easter eggs desde o lançamento de “LOKKO”, em uma relação com os astros, números e a espiritualidade, movimentos que se conectam com uma característica da própria Giulia, que se pauta muito pelos astros.

Em uma correlação com o baralho do Tarot, a primeira carta do Arcano Maior é a do “Louco” – assim como o primeiro single do álbum – que simboliza o início de uma jornada, ao se jogar no precipício da incerteza e ir conhecendo as demais cartas. No caso da tracklist, o conceito a partir do lançamento de “LOKKO” foi de ir se desvencilhando da sua sonoridade inicial e se conectando em uma aventura, aprendendo com cada música do álbum, que se conectam com algo que está muito além no planeta físico.

Na relação com os astros, “LOKKO” chegou à Terra no dia do eclipse anular, também conhecido como ‘anel de fogo’; e “show” foi lançado após a última chuva de meteoros do ano de 2021 no Brasil. Pelo lado da numerologia, “pessoa certa na hora errada” foi lançada em uma data palíndromo, 9/09, que representa um portal energético o qual “explora o envolvimento com a espiritualidade e talentos para ensinar ou aconselhar quem precisa”. Já “FBI”, divulgada no dia 5/05, traz um portal energético para promover mudanças, podendo ser a base de ousadia e muita criatividade. O último single, “desficava”, chegou às 21:21, considerado pelo numerólogos o “horário da prosperidade, reconhecendo bons resultados do seu esforço”.

Ainda nesta ligação, “DISCO VOADOR” chega na data 22/11/22, representando a força da numerologia com números repetidos que tem sua energia ressoando com maior intensidade. “Assim, o universo é todo conectado entre sonhos e memórias. Foi um disco feito para se escutar do começo ao fim, pois ele começa acreditando no amor, e depois de muitas ilusões, termina acreditando mais ainda. Acho que isso diz muito sobre quem eu sou enquanto pessoa e artista. Costumo dizer que não estou lançando um album, apenas marcando uma viagem com meus fãs pra um lugar além daqui que adentra diversos fragmentos da minha alma.” comenta GIULIA.

2022 foi um ano de grandes conquistas para a trajetória de GIULIA BE, sendo coroado com o lançamento de seu primeiro álbum de estúdio. Após meses no estúdio, entre Brasil e Estados Unidos, uma sequência de singles que conquistaram fortes números, GIULIA ainda estreou como atriz, protagonizando o filme “Depois do Universo”, da Netflix.

O projeto segue em pleno sucesso global, conquistando o quinto lugar de filme mais assistido mundialmente entre todos os títulos da plataforma – terceiro entre os filmes de língua não-inglesa – e entrando para o Top 10 em mais de 47 países ao todo. Para o longa GIULIA ainda compôs as músicas-tema, uma versão em português e outra em inglês; a faixa “Depois do Universo” está em plena ascensão e já configura o Top 40 do Spotify Brasil e o Top 100 do Spotify Portugal.

Just Dance 2023 já está disponível com grandes hits e muitas novidades 

Nova edição do game conta com músicas de BTS, Billie Eilish, Taylor Swift, Harry Styles e Olivia Rodrigo, entre outros, e, pela primeira vez na franquia Just Dance, jogadores podem curtir o jogo on-line completo com até cinco de seus amigos de qualquer lugar do mundo

A Ubisoft acaba de anunciar que Just Dance 2023, novo título da principal série de games de música de todos os tempos, já está disponível para Nintendo Switch, PlayStation 5 e Xbox Series X|S.

A partir de agora, Just Dance entra em uma nova era e se torna uma plataforma de dança sob demanda, oferecendo aos jogadores atualizações contínuas e gratuitas, com ainda mais maneiras de se movimentar e os seguintes recursos:

  • Multiplayer Online (disponível no Xbox Series X|S em uma data posterior): Pela primeira vez na franquia Just Dance, os jogadores poderão curtir o jogo on-line completo com até cinco de seus amigos ou outros jogadores ao redor do mundo pelo modo Grupos On-line.** Todos os jogadores estarão conectados ao menu de um anfitrião e terão a chance de interagir uns com os outros por meio de um sistema inédito de adesivos de emotes. Além disso, poderão escolher músicas para dançar juntos, não importa onde estejam fisicamente. Os Grupos On-line têm suporte a cross-play, e os jogadores também têm a possibilidade de desfrutar do modo multiplayer local.
  • Nova direção de arte e interface de usuário redesenhada: O mundo de Just Dance está totalmente modificado, com uma nova aparência, mundos 3D imersivos e menus de navegação ainda mais intuitivos.
  • Sistema de recomendação aprimorado: O novo e poderoso sistema de recomendação oferece aos jogadores listas de reprodução personalizadas e músicas selecionadas a dedo para cada jogador.
  • Progressão e recompensas: Os jogadores podem subir no ranking a partir de um inédito sistema de progressão, em que ganham pontos após cada dança concluída. Esses pontos também poderão ser usados para desbloquear recompensas, como a personalização de cartas de dançarinos, uma novidade em Just Dance. Com essa customização, o jogador pode imprimir sua personalidade no jogo, modificando o avatar, o plano de fundo, o crachá e o apelido. Os just dancers também podem trocar os pontos por adesivos do game, usados para se comunicar com outros usuários nos Grupos On-line.
  • Just Dance+: o mais novo serviço de assinatura de Just Dance permitirá que os fãs tenham acesso a um catálogo com mais de 150 músicas de outras edições, além de lançamentos exclusivos, que serão adicionados ao game ao longo do ano. O serviço estará disponível gratuitamente por um mês para todos que adquirirem uma cópia do game.
  • Atualizações gratuitas de conteúdo: Just Dance terá atualizações regulares e contínuas. Então, os usuários podem aguardar por mais modos de jogo, músicas e temporadas temáticas nos próximos anos.

Just Dance 2023 introduz também novas colaborações com artistas, incluindo uma parceria com a cantora Ava Max. Os jogadores poderão dançar ao som de seu mais novo single, “Million Dollar Baby“, com uma coreorafia original desenvolvida pela própria cantora para o jogo. Ela, que também é produtora e compositora, acumula mais de 12,4 bilhões de reproduções ao redor do mundo desde o sucesso do single ‘‘Sweet by Pyscho“, que também estará no jogo.

Além disso, a cantora Billie Eilish retorna à franquia na nova edição do game. “Estou muito empolgada com a parceria com Just Dance 2023, esse ano com minha música ‘Therefore I Am‘“, disse Eilish.

A playlist completa tem 40 novas músicas e mapas, de hits do momento a músicas que se tornaram virais na internet e até canções originais:

  • “If You Wanna Party” de The Just Dancers
  • “Anything I Do” de CLiQ Ft. Ms. Banks, Alika
  • “As It Was” de Harry Styles
  • “Boy With Luv” deBTS Ft. Halsey
  • “Bring Me To Life” de Evanescence
  • “CAN’T STOP THE FEELING!” de Justin Timberlake
  • “Danger! High Voltage” de Electric Six
  • “Disco Inferno” deThe Trammps
  • “drivers license” de Olivia Rodrigo
  • “Dynamite” de BTS
  • “Good Ones” de Charli XCX
  • “Heat Waves” de Glass Animals
  • “I Knew You Were Trouble” deTaylor Swift
  • “Locked Out of Heaven” de Bruno Mars
  • “Love Me Land” de Zara Larsson
  • “Magic” de Kylie Minogue
  • “Majesty” de Apashe ft. Wasiu
  • “Million Dollar Baby” de Ava Max
  • “MORE” de K/DA Ft. Madison Beer, (G)I-DLE, Lexie Liu, Jaira Burns & Seraphine
  • “Numb” de Linkin Park
  • “Physical” de Dua Lipa
  • “Psycho” de Red Velvet
  • “Radioactive” de Imagine Dragons
  • “Rather Be” de Clean Bandit Ft. Jess Glynne
  • “Sissy That Walk” de RuPaul
  • “STAY” de The Kid LAROI & Justin Bieber
  • “Sweet but Psycho” de Ava Max
  • “Telephone” de Lady Gaga Ft. Beyoncé
  • “Therefore I Am” de Billie Eilish
  • “Top Of The World” de Shawn Mendes, from Sony’s “Lyle, Lyle, Crocodile”
  • “Toxic” de Britney Spears
  • “Walking On Sunshine” de Top Culture
  • “WANNABE” de ITZY
  • “Watch Out for This (Bumaye)” de Major Lazer, The Flexican, FS Green & Busy Signal
  • “We Don’t Talk About Bruno” do elenco de Encanto
  • “Playground” de Bea Miller
  • “Witch” de Apashe Ft. Alina Pash
  • “Woman” de Doja Cat
  • “Wouldn’t It Be Nice” deThe Sunlight Shakers
  • “Zooby Doo” de Tigermonkey

Além disso, o aplicativo Just Dance Controller, que transforma o smartphone do jogador em um controle, segue disponível com sua tecnologia de pontuação via telefone, permitindo que até seis jogadores dancem sem qualquer acessório adicional. O app é gratuito e pode ser baixado em sistemas operacionais iOS e Android.

Para acompanhar as informações mais quentes sobre Just Dance 2023 e o aplicativo Just Dance Controller, clique aqui. Siga Just Dance no Twitter @justdancegame e use a hashtag #JustDance.

HBO MAX EXIBE COM EXCLUSIVIDADE A ESTREIA DO SHOW ESPECIAL ‘PIANO Y MUJER II’, DIA 29 DE NOVEMBRO

O álbum homônimo da Sony Music US Latin será lançado dia 25 de novembro

Após o sucesso de PIANO Y MUJER, show especial e álbum da Sony Music Latin, o renomado pianista Arthur Hanlon está de volta junto com algumas das principais vozes femininas da música latina em PIANO Y MUJER II. O show e o álbum reúnem Arthur no piano e convidadas como a lenda do reggaeton Ivy Queen; a potente dupla mexicana Ha*Ash; a cantora colombiana Catalina García, do grupo Monsieur Periné; a cantora e compositora Debi Nova, da Costa Rica; e a poderosa artista mexicana Lupita Infante. Essas artistas participam com Arthur de uma série de interpretações acústicas das suas canções mais famosas, além de outros sucessos latinos clássicos. PIANO Y MUJER II, o álbum, será lançado dia 25 de novembro pela Sony Music Latin e o show especial, produzido pela Loud and Live e pela Sony, estreia com exclusividade na HBO Max na terça-feira, 29 de novembro.

Em um cenário com um exuberante e colorido jardim, com produção musical e arranjos de Arthur, junto com Eddie Perez, PIANO Y MUJER II apresenta belas interpretações de clássicos como “Ya Te Olvidé”, de Rocío Jurado, com o ícone do reggaeton Ivy Queen, cantando pop como nunca. A música latina se encontra com o swing em uma versão hipster retro de “Bésame Mucho”, com Catalina García, a fantástica cantora do grupo colombiano Monsieur Periné. A poderosa dupla mexicana Ha*Ash tocará seu sucesso “Aprendí de Ti” e uma inesperada versão de “Bridge Over Troubled Water”, com toques de gospel. A cantora e compositora Debi Nova imprime seu estilo pessoal em ”Quizás, Quizás, Quizás”, e a estrela Lupita Infante apresenta sua poderosa interpretação de “Without You/Sin Ti”, a primeira gravação oficial da versão bilíngue do hit de Harry Nilsson.

“Um piano e uma voz feminina são a combinação ideal. Quando gravamos o primeiro PIANO Y MUJER, queríamos apresentar uma música bonita e significativa, especialmente em plena pandemia”, diz Arthur. “O fato de o projeto ter tido tanta repercussão a ponto de a HBO e a Sony decidirem fazer uma segunda parte é uma comprovação da beleza da música, e do poder da conexão cultural. Todos os participantes são muito diferentes, representamos países e culturas diferentes, mas fazemos uma música maravilhosa juntos.”

PIANO Y MUJER II tem direção da renomada diretora venezuelana Maricel “ChaCha” Zambrano, que nos mostra o exuberante trabalho realizado em Miami. O primeiro PIANO Y MUJER, lançado em 2021, atualmente está disponível na plataforma de streaming HBO Max. 

Sandy anuncia show extra em São Paulo em despedida da turnê “Nós, Voz, Eles 2022” 

A pedidos dos fãs, a apresentação acontecerá no dia 30 de novembro na Vibra São Paulo e marca os últimos shows do projeto neste ano

(Foto: Brunno Rangel e Rafaela Azevedo)

O retorno de Sandy aos palcos após quase três anos se iniciou em agosto com a quinta turnê solo “Nós, Voz, Eles 2022”, que é um sucesso por onde passa. Esta é a segunda etapa do projeto que teve sua primeira versão em 2018, e passou pela capital paulista em sua estreia em agosto e em setembro. À pedidos dos fãs,  a cantora anuncia agora show extra na Vibra São Paulo no dia 30 de novembro. Os ingressos estão disponíveis no site Uhuu.com.

Uma das últimas apresentações da turnê neste ano, os fãs podem esperar para cantar em coro sucessos da carreira de Sandy, como “Me Espera”, “Aquela dos 30”, além de “Universo Reduzido” e “Piloto automático”, lançados durante a pandemia. As canções “Leve”, gravada com participação da Wanessa Camargo, “Um dia de cada vez”, com Agnes Nunes, “Tudo Teu” com Vitor Kley, “Destruição”, com o duo OUTROEU, estão no repertório lançado na turnê “Nós, Voz, Eles 2022”. Assim como “Amor Não Testado” ao lado do pianista Amaro Freitas e “Voltar Pra Mim” com participação da cantora Ludmilla.

A direção artística da turnê “Nós, Voz, Eles 2022” é da própria cantora, com direção musical de Lucas Lima e a belíssima cenografia assinada, mais uma vez, por Zé Carratu. A banda conta com Marinho Lima (bateria), Eloá Gonçalves (piano), Tiago Palone “Djape” (baixo), Edu Tedeschi e João Milliet (guitarras e violões). “Nós, Voz, Eles 2” estreou em agosto com sucesso de público em São Paulo.

Na websérie “Nós, Voz, Eles 2022”, disponível no canal no Youtube da cantora, em parceria com a Universal Music, Sandy abre o estúdio da sua casa, mostrando bastidor e recebendo grandes artistas da música brasileira para compartilhar e criar memórias juntos em “NÓS, VOZ, ELES 2022”.

Serviço

Sandy – Turnê “Nós, Voz, Eles 2022” na Vibra São Paulo

Data: 30 de novembro, quarta

Abertura da casa: 19h30

Showtime: 21h30

Local: Vibra São Paulo Av. das Nações Unidas, 17955 – Vila Almeida, São Paulo – SP

Ingressos: a partir de R$ 70

Venda online:

https://uhuu.com/evento/sp/sao-paulo/sandy-10770

Bilheteria física – sem taxa de serviço

Vibra São Paulo

Segunda a sexta – 12h às 15h

Sábado e Domingo – Fechado (em dias de show, aberto das 14h até a hora do evento)

Formas de pagamento: 

– Bilheteria da casa: dinheiro, cartão de crédito e cartão de débito

– Site da Uhuu.com e outros pontos de venda oficiais: cartão de crédito

Cartões de créditos aceitos: Visa, Mastercard, Diners, Hipercard, American Express e Elo

Cartões de débito aceitos: Visa, Mastercard, Diners, Hipercard, American Express e Elo

Agenda de shows – Turnê “Nós, Voz, Eles 2022”

21/10 – Brasília – DF

22/10 – Goiânia – GO

28/10 – Belo Horizonte – MG

11/11 – São José dos Campos – SP

18/11 – Ribeirão Preto – SP

30/11 – São Paulo – SP

09/12 – Rio de Janeiro – SP

18/12 – Campinas – SP

RED HOT CHILI PEPPERS LANÇA “RETURN OF THE DREAM CANTEEN”, SEGUNDO ÁLBUM DE 2022

(Foto: divulgação)

Continuando uma jornada inacreditável em 2022, destacada por criatividade desenfreada, shows inesquecíveis e energia incontrolável, a banda Red Hot Chili Peppers lança o segundo álbum de estúdio completo do ano: “Return of the Dream Canteen”, já disponível em todas as plataformas digitais via Warner Records – uma distribuição nacional Warner Music Brasil.

“Return of the Dream Canteen” floresceu durante as mesmas sessões que renderam o projeto que foi topo das paradas, “Unlimited Love”, tendo alcançado o primeiro lugar na lista de álbuns da Billboard 200, em abril passado. O álbum não apenas marcou o segundo 1º lugar da carreira dos músicos na parada, mas também continua sendo o maior álbum de rock do ano. O feito de 2022 é inédito para o grupo, já que esta é a primeira vez em que os músicos estreiam  dois álbuns consecutivos em um mesmo ano.
 
Para essas 17 novas faixas, a banda colaborou com o produtor de longa data e confidente criativo Rick Rubin. Juntos, os músicos aproveitaram, mais uma vez, o poder da união, traduzindo a inspiração comum a eles em explosões de instrumentação interdimensional, ritmos primitivos e provocações líricas pensativas. Como tal, “Return of the Dream Canteen” caleidoscopicamente projeta o espírito desses quatro indivíduos na forma de um glorioso coletivo que, como sempre, é tão vibrante, visceral e vital. Apoiando-se em uma fraternidade interminável e duradoura, independente de todos os limites, as músicas refletem simplesmente Red Hot Chili Peppers.

No mês passado, preparou o terreno  para “Return of the Dream Canteen” com a divulgação de “Eddie”. Além de acumular milhões de streams, a faixa instantaneamente incitou aplausos da crítica. O The New York Times saudou como “o som de uma banda em uma sala, ainda empurrando um ao outro” e a Billboard  elogiou a “linha de guitarra classicamente serpenteante de John Frusciante e o saboroso e jazzístico Flea com um estalo de baixo”. Enquanto isso, a Rolling Stone resumiu como “hino”.
 
O Red Hot Chili Peppers recentemente levou para casa o prestigioso prêmio de “Ícone Global” e entregou ao público uma performance incrível no MTV VMAs. O single “Black Summer” também levou a melhor na categoria “Melhor Rock”, da mesma premiação.
 
“‘Return of the Dream Canteen’ parece um aceno para a prosperidade criativa de um deserto psicodélico. Algo sobre nós quatro vagando em um tempo e lugar que tinha menos definição do que o normal levou a mais música. Nós apenas continuamos bebendo. A cantina era generosa. Justamente quando uma linha de base chorosa e funky pareciam estar adormecidas sem um parceiro de dança, seus companheiros de música apareciam para a festa. O foco tenaz de John em tratar cada música como se fosse igual à próxima nos ajudou a perceber mais músicas do que alguns podem saber o que fazer. Em um mundo onde o lançamento de uma única faixa é típico, decidimos lançar discos duplos consecutivos. Nos sentimos bem com isso. Passe na cantina”, celebra Red Hot Chili Peppers.

Confira o trailer de Só Se For Por Amor, nova série da Netflix embalada por muita música e romance

Produção fala sobre o jeitinho brasileiro de amar, de sofrer por amor
e sobre ir em busca dos sonhos. Do que vale a pena abrir mão para conquistar o que você sempre quis?

Sonhos e música embalam as dores e romances na nova série original da Netflix, Só Se For Por Amor. Além do trailer divulgado hoje,  novos pôsteres e fotos revelam mais dos personagens de Lucy Alves, Filipe Bragança e de Agnes Nunes, além de apresentar outros. Com estreia em 21 de setembro, o título ambientado em Goiás é recheado de canções originais, além de clássicos já conhecidos e amados pelo público. É o caso de Evidências, popularizada por Chitãozinho e Xororó, que se junta a outros sucessos que provam que o brasileiro ama e sofre por amor de maneira única e em todos os ritmos – do forró de Barões da Pisadinha ao axé da Banda Eva e o pop de Anitta, também presentes na trilha sonora da produção.

No trailer, o casal de músicos Deusa (Lucy Alves) e Tadeu (Filipe Bragança), ela da Paraíba e ele goiano, percorre as estradas de Goiás ao lado de sua banda, a Só Se For Por Amor, em busca do sucesso. Os irmãos Valdo (Micael) e Nelton (Adriano Ferreira), além do baterista Patrício (Giordano Castro), completam o conjunto. Quando viralizam, Deusa recebe uma proposta de carreira solo do poderoso empresário César Marcolo (Gustavo Vaz), que vai contra o instinto de sua esposa e sócia Ana Lígia (Ana Mametto).

Ao aceitar a oportunidade de se tornar uma grande estrela, Deusa acaba gerando abalos em seu relacionamento. Os conflitos se intensificam quando a banda sai em busca de uma nova vocalista no Bar do Corno, comandado por Gorete (Laila Garin). E ainda quando Tadeu e o grupo conhecem a cantora Roberta (Luiza Fittipaldi) e a misteriosa Eva (Agnes Nunes), que deseja emplacar uma música no topo das paradas, custe o que custar. 

O elenco deste drama brasileiríssimo traz ainda nomes como Jeniffer Nascimento, Bruno Fagundes, Leona Jhovs, Alexandre Menezes e Clarissa Müller, além das participações especiais de Marcélia Cartaxo, Leo Jaime, Day Camargo e Solange Almeida. 

Realizada pela Coração da Selva para a Netflix, Só Se For Por Amor é dirigida por Ana Luiza Azevedo, Gisele Barroco e Joana Mariani, com direção musical de Ricco Viana e Ruben Feffer. A produção é de Geórgia Costa Araújo e do showrunner Luciano Patrick, que é também roteirista e criador da série. 

DAVID GUETTA E BEBE REXHA LANÇAM O SINGLE “I’M GOOD (BLUE)”

(Foto: divulgação)

As estrelas globais David Guetta e Bebe Rexha unem forças no antecipado novo single ‘I’m Good (Blue)’, lançado esta sexta no What A DJ licenciado para What A Music / Parlophone – uma distribuição Warner Music Brasil. A música combina os vocais cheios de alma de Bebe com acordes de piano eufóricos e energia contagiante da pista de dança. Já um sucesso do TikTok, o som acumulou 130.000 criações totais e mais de 500 milhões de visualizações, além de ser também um sucesso nas recriações do YouTube. Rexha e Guetta começaram a trabalhar nessa música há cinco anos, e depois de gerar esse burburinho online, ela finalmente está pronta para um lançamento oficial.

A faixa segue uma série de singles lançados por Guetta em sequência, incluindo um retrabalho com uma roupagem moderna de ‘Satisfaction’ com Benny Benassi e ‘Family Affair (Dance For Me)’, que alcançou mais de 10 milhões de streams desde seu lançamento. Guetta também continua a dominar o mundo pop, com os sucessos recentes ‘Don’t You Worry’ com Black Eyed Peas e Shakira e o ‘Crazy What Love Can Do’, um sucesso que já ultrapassou 150 milhões de streams globais e foi certificado ouro, estando atualmente em 5º lugar na parada de singles do Reino Unido.

A estrela pop, já indicada ao Grammy, Bebe Rexha se destacou com seu álbum de estreia “Expectations” em 2018, que contou com o sucesso ‘I’m a Mess’ e o single ‘Meant to Be’ com participação Florida Georgia Line, que permaneceu no topo da Billboard Hot Country Songs por um recorde de 50 semanas consecutivas, tornando-se o reinado mais longo de uma artista feminina da história desse chart. Não parando por aí, Bebe recebeu duas indicações ao Grammy (“Best Country Duo / Group Performance” e “Best New Artist”) até o momento, ultrapassou 4 bilhões de visualizações no YouTube e mais de 12 bilhões de streams globais e contando. Seu segundo álbum Better Mistakes, lançado em maio passado, inclui o hino dance ‘Sacrifice’.