Arquivo da tag: Europa

11 coisas que você não sabia sobre a Ilha da Madeira

Destino português é repleto de curiosidades

A Ilha da Madeira é um incrível território português localizado em meio ao Oceano Atlântico. Com paisagens naturais deslumbrantes, gastronomia ímpar e vinhos deliciosos, encanta viajantes do mundo todo.

Confira 11 curiosidades sobre este fantástico destino turístico que você provavelmente não sabe.

Ilha da Madeira possui diversos pontos turísticos e curiosidades. (Foto: Divulgação)

1. Embora seja conhecida como Ilha da Madeira, é na verdade um arquipélago.
O que chamamos de Ilha da Madeira é, na verdade, um conjunto de diversas ilhas. Apenas duas delas são habitadas: a Ilha da Madeira, que é a maior de todas, e Porto Santo, que possui belíssimas praias. As demais ilhas e ilhotas são divididas em dois grupos, as Desertas e as Selvagens, e são áreas protegidas, com muitas belezas naturais.

2. É um território português, mas fica mais perto da África.
Embora a Ilha da Madeira seja parte de Portugal, ela fica a sudoeste do país, em meio ao Atlântico. Com isso, ao olhar no mapa, você verá que ela está mais próxima da África do que do continente europeu. Mas a diferença é pouca: o litoral marroquino fica a cerca de 725 quilômetros do madeirense, enquanto o sul de Portugal está a pouco mais de 850 quilômetros da ilha. A distância, no entanto, parece maior do que é na realidade. Um voo de Lisboa a Funchal, a capital da Madeira, tem duração de uma hora e meia.

3. A Madeira é conhecida por um clima eterno de primavera.
A localização do destino é extremamente privilegiada. Graças às suas coordenadas no mapa e outras condições geográficas, a Madeira não costuma apresentar temperaturas extremas, seja na parte quente ou fria do termômetro. Com isso, o clima é sempre ameno, com um jeitinho de primavera.

4. Possui uma floresta única no mundo.
A Floresta Laurissilva é um ecossistema riquíssimo que cobre 20% de seu território. Formada por árvores da família das lauráceas, esta floresta úmida subtropical é considerada um Patrimônio Mundial pela UNESCO, uma vez que, embora exista em alguns outros territórios da região da Macaronésia, como os Açores, as Canárias e Cabo Verde, seu maior núcleo está Madeira, e em excelente estado de conservação.

5. Uma de suas ilhas tem uma praia de nove quilômetros.
Porto Santo, a segunda maior ilha do arquipélago da Madeira, é bastante diferente da ilha principal. Seu litoral é a principal atração, com areia dourada e água cristalina. A parte sul da ilha é basicamente um extenso e ininterrupto areal, onde existem ótimos resorts para desfrutar do mar. São nove quilômetros de praia!

6. É lar de flores e frutas exóticas.
Viajantes que conhecem o destino ficam encantados não apenas por sua oferta turística, mas pela diversidade natural. A localização da ilha no globo garante condições perfeitas para o cultivo de diversas plantas exóticas. Muitas são nativas, mas outras foram trazidas de variados países ao redor do mundo e se adaptaram perfeitamente ao local. Com isso, os turistas podem provar frutos diferentes como o maracujá roxo e a anona, além de aproveitar seus dias de férias em jardins e parques repletos de cores e aromas inesquecíveis.

7. Suas águas são lar de golfinhos.
Os passeios de barco estão entre as atividades mais populares entre os turistas que visitam a Madeira. Além do cenário de tirar o fôlego, é muito provável que os visitantes vejam de perto alguns golfinhos brincalhões, já que a região é habitat natural desses graciosos animais.

8. É a terra natal de Cristiano Ronaldo.
Craque do Juventus e da seleção portuguesa, premiado cinco vezes pela FIFA como o melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo é natural de Funchal. Mesmo tendo deixado sua terra natal há muito tempo, o ídolo mantém uma relação próxima com o local, e ganhou várias homenagens por lá. O principal aeroporto do arquipélago leva seu nome, o Museu CR7 reúne prêmios, camisas, chuteiras, fotos e outras recordações da carreira do jogador, e há também um hotel temático, o Hotel Pestana CR7 Funchal.

9. Produz um dos vinhos mais famosos do mundo.
À primeira vista, a Madeira não parece o lugar ideal para produzir vinhos. Mas os portugueses que chegaram primeiro à ilha se arriscaram pelo terreno montanhoso, muitas vezes cultivando as uvas em lugares de difícil acesso, e acabaram criando uma das bebidas mais famosas do mundo: o vinho Madeira. E não há nada como prová-lo em uma harmonização com a gastronomia local!

10. O bordado criado na ilha já rodou o planeta e chegou até às passarelas.
Quando a Madeira começou a ser povoada, as mulheres que viviam ali desenvolveram um tipo de bordado que usavam em peças de roupas e artigos de decoração, feito em tecidos de linho, algodão, organdi e seda. Os negociantes ingleses que moravam em Funchal começaram a levar esse trabalho minucioso para a Inglaterra, e ele acabou ganhando o mundo e sendo usado até mesmo por importantes grifes de moda.

11. Já deteve o recorde mundial do maior espetáculo pirotécnico do mundo.
O Réveillon é uma ocasião especial na Madeira, assim como no restante do mundo. As celebrações são animadas, e uma das tradições é um show de fogos de artifício grandioso. Os fogos foram chamando a atenção de turistas, moradores e viajantes de cruzeiros, que paravam por ali na virada do ano para curtir o espetáculo. Com isso, o show foi ficando ainda melhor, até ganhar o recorde de maior espetáculo pirotécnico do mundo pelo Guinness World Records na virada de 2007, título que manteve até 2012.

Maior ilha italiana, Sicília tem praias, montanhas e belos monumentos

A Sicília é a maior ilha italiana, dividida do continente pelo Estreito de Messina e banhada pelo Jônico, o  Tirreno  e o  Mediterrâneo

Uma das pérolas do sul da Itália, tudo para descobrir, aprender e viver uma série de itinerários alternativos que variam, de acordo com gostos e necessidades, entre natureza, história e tradição. 

E a natureza parece ter destinado a esta terra suas maiores maravilhas:  montanhas,  colinas e, sobretudo, o  mar , que com suas cores incríveis, a transparência de suas águas e a beleza de seu fundo do mar se destaca dos outros mares. 

Lampedusa – (Foto: Getty Images)

Nesta região, o  Mediterrâneo  oferece cenários, aromas e sabores tão únicos e intensos que somente a natureza pode dar.

A região é conhecida pela beleza do seu território e peculiar pela natureza, tradição, arte e história. 

Um encanto também enriquecido pela preciosa evidência arqueológica que conta as origens antigas de  Trinacria  (antigo nome da Sicília) e pelos muitos monumentos, testemunho de uma arte que foi capaz de resistir ao longo dos séculos. 

O que ver

A Sicília  oferece uma infinidade de lugares para visitar, variando entre a natureza, história e tradição. 

Entre as peculiaridades deste território, existem dois  vulcões, Stromboli e Etna , o maior vulcão ativo da Europa. O Etna está localizado no leste da Sicília. Suas erupções espetaculares criaram, ao longo dos séculos, paisagens únicas no mundo. 

Etna – (Foto: Getty Images)

Os interessados ​​na paisagem podem escolher entre as áreas protegidas dos parques regionais do Etna, Madonie  e  Nebrodi e o paraíso vulcânico de  Pantelleria, pontilhada de vistas encantadoras, como as da ” Pertusa di Notaro ” (caverna que exala ar fresco) e o característico  dammusi  (edifícios típicos de pedra de lava). 

O Valle del Bove,  com seus muros de até 1000 m de altura, a  Grotta del Gelo,  com o único exemplo de geleira perene existente nessas latitudes, o  Gole dell’Alcantara , uma densa rede de canais rochosos atravessados ​​pelas águas frias de seu rio, são algumas das maravilhas que podem ser admiradas visitando este gigante da natureza.

Ilhas 

As ilhas que cercam a Sicília são numerosas e cheias de charme, mas uma delas, as Ilhas  Eólias , foram inseridas em 2000 na Lista do Patrimônio Mundial (WHL) da UNESCO como Patrimônio Mundial. O arquipélago consiste em  7 ilhas  – Lipari, Vulcano, Stromboli, Salina, Filicudi, Alicudi e Panarea – e uma série de ilhotas e recifes de vários tamanhos.

A história das Ilhas Eólias está indissoluvelmente ligada aos vulcões, os “artistas” que criaram essas esplêndidas obras da natureza, onde é possível mergulhar no azul profundo do mar, fazer caminhadas nas cavernas espalhadas pelas costas, relaxar nas pequenas praias banhadas pelas águas cristalinas, antes de se dedicar à excelente culinária local rigorosamente baseada em peixes.

O vale dos templos em Agrigento, uma área arqueológica, outro tesouro da humanidade certificado pela UNESCO. Imerso no verde das oliveiras, amendoeiras, cítricos e vinhedos que se estendem em direção ao mar. Seus monumentos imponentes e elegantes lembram a atmosfera irreal de 2500 anos atrás, quando os antigos “Akagras Agrigentum” era um centro de poder e cultura.

Siracusa e os locais da UNESCO

Na costa sudeste da Sicília, está localizado mais um local da UNESCO, juntamente com a necrópole de Pantalica. Esta colônia grega antiga tem vista para um sugestivo porto natural fechado a leste pela ilha de Ortigia, o núcleo urbano mais antigo. Cada canto da cidade oferece preciosas evidências arqueológicas que evocam o esplendor da Magna Grécia. Em Siracusa e nas Ilhas Eólias, há dois outros locais da UNESCO que devem ser visitados: as oito esplêndidas cidades barrocas tardias de Val di Noto  e a  Villa Romana del Casale .

Taormina – (Foto: Getty Images)

No entanto se alguém passasse apenas um dia na Sicília e perguntasse: “O que você precisa ver?” Eu responderia sem hesitar: “Taormina”. É apenas uma paisagem, mas uma paisagem na qual tudo o que parece ter sido criado na Terra seduz os olhos, a mente e a imaginação.  Assim, o famoso escritor francês Guy de Maupassant descreve Taormina. Algumas palavras que encerram a essência desta pequena joia a meio caminho entre Messina e Catania. 

O protagonista indiscutível desta terra antiga e esplêndida é inquestionavelmente o  mar , para ser experimentado de mil maneiras diferentes: relaxar em uma das muitas praias que a região costeira oferece, explorar seus maravilhosos fundos do mar ou ser levado pelas ondas e pelo vento com windsurf ou kitesurf. 

Sim, porque aqui a força do mar, combinada com a do vento, oferece a oportunidade de experimentar a emoção de “correr” ou até “voar” nas águas cristalinas que envolvem as costas de  San Vito lo Capo ,  Mondello ,  Cefalù , Marina de Ragusa ,  Taormina ,  Ilhas Eólias ,  Pantelária ,  Lampedusa ,  Ustica. 

Trekking, trilhas a cavalo, bicicletas e golfe
Para quem gosta de  trekking , uma excursão guiada pelos parques naturalistas da Sicília é certamente uma experiência a não perder. E quem não gosta de caminhar, pode optar por explorar esses lugares maravilhosos a cavalo ou de  bicicleta de montanha. 
Também deve ser enfatizado que nos últimos anos a Sicília também se tornou um destino importante para os amantes do  golfe . De fato, existem vários  campos de golfe  neste território, onde, entre outras coisas, o famoso Aberto da Sicília acontece todos os anos  . 

Os banhos e os banhos
O Belpaese sempre foi considerado um dos destinos mais procurados pelos entusiastas do  spa termal , uma forma de medicina natural que existe na Itália desde a época dos romanos antigos. Terra de água e vulcões, a Sicília oferece uma grande variedade para quem quer relaxar, regenerando-se com tratamentos terapêuticos e, por que não, tratamentos de beleza. Entre as mais famosas estão as de Sciacca , com a famosa  Stufe di S. Calogero , cavernas onde essa quantidade de vapor é concentrada para atingir uma temperatura de cerca de 40 °, ou a  Terme di Acireale , onde as águas subterrâneas do mar se misturam com os sulfurosos do Etna. 

Locais de literatura
Para os amantes do  turismo cultural, A Sicília é uma fonte inesgotável de conhecimento, história, arte e cultura. Grandes escritores como  Salvatore Quasimodo ,  Giovanni Verga ,  Luigi Pirandello ,  Leonardo Sciascia e  Tomasi di Lampedusa , encontraram a inspiração para escrever grandes obras, como  “Il Gattopardo ” ou ” I Malavoglia “. 

A mesma atmosfera em que, ainda hoje, podemos mergulhar, escolhendo embarcar em uma jornada nos lugares descritos por esses personagens ilustres, reviver as mesmas emoções e as mesmas sensações que esses grandes autores sentiram intimamente e depois contaram em suas obras.

Templos e história
Quem quiser mergulhar no passado pode optar entre os  templos gregos de Selinunte  e  Siracusa  e os de  Agrigento  e  Imera , entre o teatro greco-romano de  Taormina  e as  catedrais  normandas, especialmente em  Palermo  ( igrejas de Martorana , de  San Giovanni degli Eremiti  e  San Cataldo ). 

Valle de  Templi Agrigento. (Foto: Getty Images )

Para os interessados ​​em  tradição , uma visita a  Acireale é imperdível , para apreciar o espetáculo da Opera dei Pupi (teatro de marionetes siciliano), que conta as histórias de Orlando Furioso. 

Festivais e feiras
Extensas também são as escolhas para quem gosta de  festivais  e  eventos culturais . 

No cenário maravilhoso do antigo teatro de Taormina, todos os anos são organizados inúmeros eventos, incluindo o famoso  Festival de Cinema  dedicado à premiação das melhores obras cinematográficas. O calor e a alegria da vida dos sicilianos se manifestam em toda a sua exuberância nas celebrações dedicadas ao Carnaval , a festa mais alegre e colorida do ano, além de ser reconhecido por seu talento criativo e originalidade com que são exibidos os muitos carros alegóricos em papel machê ou infiorati, acompanhados por máscaras alegres e coloridas. 

Existem também numerosos festivais dedicados aos  santos padroeiros da Sicília   (uma mistura de fé, folclore e tradição) que contam a profunda devoção religiosa dos sicilianos. 
A  Festa  de Santa Rosalia  em  Palermo  e a  Festa de Sant’Agata  em  Catania  são alguns dos muitos eventos que são comemorados em toda a região todos os anos.

Turismo rural: descanso absoluto e experiências únicas no Alentejo

Região portuguesa tem hotéis acolhedores e inesquecíveis em meio ao campo

Para quem não conhece o termo, o turismo rural pode lembrar longas tardes ensolaradas passadas no sítio de um avô, com direito a cochilos na rede e muito calor. Mas o conceito desse tipo de viagem vai muito além do cenário campestre: ele tem a intenção de colocar as pessoas em contato com a natureza por meio de experiências autênticas e tradicionais do local.

O Alentejo, maior região de Portugal, é um importante destino de turismo rural, com diversas propriedades com muito verde e sossego, localizadas bem longe de grandes cidades. Muito diferentes de redes de hotéis e resorts, essas opções de hospedagem alojam poucas pessoas por vez, garantindo acolhimento, tranquilidade e a deliciosa experiência de sentir-se em casa, mesmo em outro continente.

Turismo rural é uma das opções em Alentejo. (Foto: Divulgação)

Hospedar-se em uma propriedade rural nada tem de tedioso. Claro, são lugares excelentes para a prática do dolce far niente – ou ócio prazeroso. Longe do trabalho, dos estudos e das obrigações, é maravilhoso deixar de lado o celular e junto com ele as preocupações, e simplesmente aproveitar o sol, o som dos pássaros, um bom livro ou um momento de descanso absoluto.

No entanto, essas não são as únicas opções. No Agroturismo Monte Alto, que fica em Campo Maior, próximo à fronteira com a Espanha, há uma deliciosa piscina para curtir no verão. Já o Monte do Giestal, perto de Santiago do Cacém, conta com um excelente spa para garantir que seus hóspedes relaxem, com hidromassagem, sauna, banho turco, massagens e muito mais.

Também em Santiago do Cacém está o Santiago Hotel Cooking & Nature, que se dedica à gastronomia. Todos os dias, de manhã e à tarde, há workshops planejados pelo chef Daniel Censi, que ensinam uma variedade de coisas, como a fazer sobremesas, smoothies ou preparar refeições no forno a lenha.

Na Herdade da Matinha, em Cercal do Alentejo, o destaque são os cavalos, criados com tanto cuidado e carinho que são considerados membros da família. É possível explorar os arredores com eles ou participar de workshops que são verdadeiras jornadas de autoconhecimento. A herdade ainda oferece aulas de ioga e piqueniques, além de experiências de agricultura sustentável, como colher ingredientes na horta biológica ou plantar uma árvore.

Próximo a Beja está o Vila Galé Clube de Campo, onde é possível sobrevoar os campos em um passeio de balão. Há também safáris de jipe, tiro aos pratos, moto 4, paintball, canoagem e muito mais.

Além de todas as possibilidades oferecidas pelos hotéis e herdades do Alentejo, vale lembrar que também é possível explorar as atrações turísticas da região, que incluem patrimônios históricos e naturais impressionantes.

Noruega é um destino movido pela natureza

A Noruega possui um extenso litoral, com fiordes profundos e estreitas montanhas. No seu interior, encontram-se planaltos e vales montanhosos, que abrigam hospitaleiros noruegueses em vilarejos pitorescos ou em algumas cidades maiores. Os noruegueses fazem parte das suas paisagens e tradições. A natureza os moldou e os fez quem são, ela está sempre presente no cotidiano e cultura local.

Natureza na Noruega é exuberante. (Foto: Divulgação)

A mentalidade e os costumes noruegueses foram formados pela terra e pelas estações do ano. O país se define pelo seu ar fresco, pelo salgado do mar e a riqueza do solo, por isso seus animais e peixes, frutas e legumes têm um gosto fantástico, e estão frescos quando chegam aos pratos. Chefs de cozinha da Noruega levam troféus de competições internacionais usando seus fantásticos produtos e estes produtos são cobiçados pelos melhores restaurantes de todo o mundo. Bergen é uma cidade gastronômica reconhecida pela UNESCO e, em 2020, a cidade de Trondheim sediará a premiação do Guia Michelin para revelações dos Países Nórdicos.

Frutos do mar é o principal ingrediente da culinária norueguesa. (Foto: Divulgação)

Com a variedade das estações do ano, onde o inverno escuro contrasta com o sol eterno do verão e enquanto a primavera traz as flores e derrete a neve e o outono colore as paisagens, o estilo de vida norueguês é inspirado no calendário e a luz. As noites polares são iluminadas pelas espetaculares auroras boreais dançando no céu. Com o sol incessante durante o verão, é possível esquecer do tempo e encher a alma com uma vida social ao ar livre, em festivais e eventos culturais.

Aurora Boreal é um fenômeno que pode ser visto na Noruega. (Foto: Divulgação)

Arte, arquitetura, gastronomia, natureza e cultura podem ser encontradas em qualquer lugar na Noruega, por isso é preciso dedicar algum tempo à visita ao país. É possível viajar de forma sustentável de trem e experimentar algumas das melhores paisagens do mundo. Ou navegar pelos fiordes listados pela UNESCO em balsas que funcionam à bateria. A Noruega é movida pela natureza e seu povo é pioneiro em sustentabilidade.

Para mais informações, acesse www.visitnorway.com.br

5 restaurantes orgânicos para conhecer em Oslo

Premiada como a Capital Verde da Europa em 2019, Oslo, capital da Noruega, investe cada vez mais em ações, produtos e serviços ecológicos. Seguindo essa tendência, cresce o número de restaurantes na cidade que oferecem menus verdes.

Se você está procurando produtos orgânicos cultivados localmente ou refeições sem carne, você encontrará ótimas opções que variam de bistrôs com preços razoáveis a restaurantes gourmet com estrelas com Michelin.

Confira 5 restaurantes orgânicos para se conhecer em Oslo:

Restaurante Kontrast

(Foto: Divulgação)

Restaurante nórdico moderno, com cozinha gourmet, cria novos pratos todos os dias com base no melhores ingredientes orgânicos disponíveis. A comida é servida em pratos de tamanho médio e é possível pedir um prato de cada vez até se sentir satisfeito. Aberto de terça-feira à sábado, o Kontrast tem uma estrela no Guia Michelin.

Vegan Loving Hut

(Foto: Divulgação)

Restaurante com uma enorme seleção de sopas, hambúrgueres, pizzas, kebabs, macarrão, sushi e outros. O Loving Hut Oslo faz parte de uma cadeia internacional de restaurantes, que além de pratos veganos, ofere muitas opções sem glúten.

Oslo Raw

(Foto: Divulgação)

O Oslo Raw é um café com pratos a base de alimentos crus. Com opções de café da manhã e almoço, oferece uma variedade de comidas orgânicas e vegetarianas, além de sucos, cafés e smoothies. Ademais, o café é especializado em doces saudáveis – sem açúcar refinado, glúten e laticínios. O Oslo Raw tem aulas, workshops e palestras sobre alimentos crus, nutrição e saúde.

Maaemo

(Foto: Divulgação)

Maaemo é o único restaurante na Noruega com três estrelas no guia gastronômico Michelin. Toda a comida do restaurante é feita com ingredientes orgânicos e naturais. Pratos com carnes, frutos do mar, aves, vegetais, frutas e ervas dos produtores noruegueses são reunidos em uma refeição inesquecível, com uma apresentação encantadora.

Kumi

(Foto: Divulgação)

Kumi é um café vegetariano, restaurante e bar de sucos que serve café da manhã e almoço. O estabelecimento também tem uma grande variedade de pratos veganos e oferece brunch nos fins de semana. Todos os ingredientes do café são orgânicos, sem aditivos e sem açúcares refinados. Há a opção de comer no local ou levar para viagem.

4 lugares para comer em Tromsø, na Noruega

Tromsø fica 350 quilômetros ao norte do Círculo Polar Ártico e é a maior cidade da região norte da Noruega. O local é conhecido por sua agitada vida noturna e pela variedade de restaurantes especializados em ingredientes frescos da região ártica.

A comunidade multicultural de Tromsø, que inclui mais de 100 nacionalidades, não mede esforços para criar experiências culinárias únicas e tem várias opções de novos restaurantes que usam ingredientes locais. Confira agora 4 lugares para comer na cidade:

Hildr Gastro Bar:  o restaurante oferece lanches de inspiração internacional e local, pratos principais com receitas baseadas na estação do ano, coquetéis, vinhos e cervejas cuidadosamente selecionadas. O local tem um ambiente de cabana de caçador misturado a objetos da década de 1960.

(Foto: Divulgação)

Aunegården: O mais antigo café da cidade oferece tortas saborosas, pratos com ingredientes totalmente orgânicos e locais, eventos esporádicos e, ocasionalmente, um DJ tocando num cantinho da casa. O cardápio muda a cada semana para se adaptar aos diferentes ingredientes da estação. O edifício tem uma história que remonta há 200 anos, tendo sobrevivido ao grande incêndio da cidade em 1969.

(Foto: Divulgação)

Presis Tapas: O conceito dos tapas percorreu 2.500 quilômetros da Península Ibérica até chegar nesse local e acabou gerando especialidades como a carne de rena fermentada em conserva. O menu inclui pratos locais, bem como especialidades mediterrânicas. Além do restaurante principal, a casa também mantém o Circa Café & Bar, uma extensão do estabelecimento situada ao lado dele.

(Foto: Divulgação)

Bardus Bistro & Bar: Aproveite para conhecer a comida de Tromsø neste local em que o slogan é “raízes locais e ambiente internacional”. Inspirado nos bistrôs do sul da Europa, o Bardus é um dos melhores bistrôs da cidade e também conta com um bar. Com cardápio baseado nos ingredientes sempre frescos e na história culinária do norte norueguês, o local serve ainda o famoso drink Tromsø Mix, que combina cerveja com tequila, laranja e canela.

(Foto: Divulgação)

Conheça 5 hamburguerias incríveis na Noruega

O tradicional hambúrguer pode ser o prato preferido de muita gente e conhecer novas receitas em viagens é sempre uma boa ideia. A Noruega é famosa por ter uma gastronomia bastante criativa e baseada em ingredientes frescos e orgânicos, o que podem ser características interessantes para um bom hambúrguer. Confira cinco hamburguerias imperdíveis no país nórdico:

Døgnvill Burger

(Foto: Divulgação)

Matérias primas de alta qualidade e um ambiente descontraído. Os hambúrgueres em Døgnvill são feitos de gado de Jæren (distrito localizado na costa sudoeste da Noruega), servidos com legumes frescos em pão orgânico recém-assado e com molhos feitos na hora. O cardápio inclui hambúrgueres tradicionais, com cheddar e bacon, hambúrguer de frango e salmão, alternativas originais feitas com inspiração em outros países e culturas, além de  hambúrgueres vegetarianos e veganos. Ademais,  Døgnvill tem uma excelente seleção de cerveja, vinho e coquetéis, bem como deliciosos milk shakes feitos com sorvete premium norueguês.

Bun’s Burguer Bar

(Foto: Divulgação)

Fundado em 2014, Bun tornou-se rapidamente conhecido por oferecer um dos melhores hamburguers em Oslo, capital da Noruega. Dirigido por quatro amigos, as receitas são inspirados em técnicas locais e com estilo texano.Com opções vegetarianas e sem glúten, o Bun’s Burger conta com serviço de bar, wifi gratuito, acesso para cadeirantes e mesas ao ar livre.

Burger Joint Aker Brygge

(Foto: Divulgação)

Com receitas inspiradas na comida de rua americana, oferece aos consumidores uma seleção variada de hambúrgueres com base em três fatores: sabor, consistência e qualidade. Há opção de hambúrguer de carne orgânica e alternativas vegetarianas. Aberto para almoço e jantar, o Brygge também é famoso por entregar os hambúrgueres na casa de seus clientes, bem como desenvolver hambúrgueres personalizados para empresas e eventos. 

Opland Burger & Steak

(Foto: Divulgação)

Preocupados em utilizar matérias primas dos fornecedores locais, o Opland tem hambúrgueres tradicionais, todos com 180g de carne, opções vegetarianas e sem glúten, saladas, sobremesas e sorvetes variados,  bar completo com coquetéis artesanais, wifi gratuito e opção de pagamento digital. No verão, abrem o quintal do restaurante  para shows e eventos corporativos.

SuperHero Burger

(Foto: Divulgação)

Localizado em Trondheim, terceira maior cidade da Noruega, o SuperHero se diferencia pela apresentação e variedade de seus pratos. Com hambúrgueres tradicionais, receitas exclusivas, como a geleia de bacon, além de opções vegetarianas e sem glúten. O cardápio também tem a opção de nachos e guacamole, batata frita, onion rings e steak.

Para saber mais sobre o destino, acesse o site Bureau Mundo, escritório virtual da GVA: www.bureaumundo.com.

3 sugestões para um verão fora de Praga

O verão vem e o desejo é de viver ao ar livre e curtir a natureza.  Aqui três propostas para um verão fora da cidade de Praga:

Aventuras aquáticas em Lipno

(Foto: Divulgação)

O reservatório de Lipno é o maior de seu tipo na República Tcheca. Este gigantesco lago, localizado na bela natureza de Sumava, é um destino favorito dos amantes de férias ativas. Durante o verão você pode andar de bicicleta, patins, windsurf, velejar, nadar ou simplesmente deitar para descansar em uma das “praias” de Lipno.

Durante as férias de verão, Lipno é muito animada. Nas suas águas navegam iates e elegantes barcos à vela, os jet skis circulam e, nas margens, os pescadores esperam pacientemente por suas desejadas presas. Você também pode alugar um catamarã ou pedalinho e desfrutar de um passeio exclusivo pelo lago. Os centros de Verão Lipno, como Frymburk ou Černá v Pošumaví, oferecem todas as comodidades necessárias para uma estadia agradável.

Adrenalina no verão

(Foto: Divulgação)

A pista de bobsleigh de Spidleruv Mlýn atrai pequenos e grandes viajantes aventureiros durante todo o ano. Escolha a velocidade de acordo com suas habilidades para desfrutar de uma experiência cheia de adrenalina, difícil de esquecer. A pista, incluindo as instalações de transporte, mede 1, 4 km e tem 22 curvas, 5 saltos e 3 túneis.

Você descerá a uma velocidade de até 65 km / h. A experiência emocionante será reforçada pelas maravilhosas vistas das gigantes montanhas de Krkonose que você tem durante o passeio. O bobsleigh individual ou duplo é feito para todas as idades. Além disso, você pode praticar o bobsleigh durante todo o ano e também durante todo o dia, porque a pista está em operação mesmo se escurecer. Se o seu corpo pedir mais adrenalina, visite o centro de cordas do Monkey Park, localizado ao pé da pista de bobsleigh.

Perca o medo das alturas e conquiste as rochas

(Foto: Divulgação)

Superar as torres de arenito da cidade de rocha de Adrspach-Teplice é uma experiência inesquecível. Dos cumes você poderá desfrutar de uma vista única da paisagem repleta de florestas e rochas de arenito das mais diversas formas, como colunas, terraços e torres. Amantes   da escalada esportiva e livre encontrarão aqui muitos desafios na forma de escalar caminhos de todos os níveis de dificuldade. Uma das subidas favoritas é a torre Skalní koruna, de 50 m. Mas você não precisa ser um alpinista experiente para aproveitar as rochas de arenito. Você pode escolher entre um fim de semana ou uma semana de cursos ministrados por professores treinados, que o levarão a viver grandes aventuras de forma segura

5 experiências gastronômicas imperdíveis na Noruega

A Noruega é um dos países que vem mais se destacando no cenário gastronômico mundial nos últimos anos. Muitos viajantes escolhem o país como destino pelas experiências únicas que oferece ao paladar.

Confira abaixo cinco experiêcias gastronômicas imperdíveis na Noruega:

Cervejaria Ægir

(Foto: Divulgação)

Flåm é um dos vilarejos mais charmosos da região dos fiordes da Noruega. Lá está localizada uma cervejaria artesanal chamada Ægir. O estabelecimento rapidamente chama a atenção pela arquitetura de estilo viking, mas a melhor parte está no seu cardápio. Na Ægir, eles fabricam a própria cerveja com a água das geleiras e as servem em torneiras de chopp feitas de chifres de rena. Além da degustação de cervejas, o local também oferece uma grande variedade de pratos da gastronomia local.

Restaurante Credo

(Foto: Divulgação)

O aclamado Restaurante Credo, localizado na cidade histórica de Trondheim, é conhecido por levar a sério a filosofia do “Farm to Table”, usando ingredientes locais e próprios de cada estação. O estabelecimento acaba de ganhar sua primeira estrela Michelin e tem a engajada chef Heidi Bjerkan no comando. Heidi foi a primeira mulher norueguesa a receber uma estrela Michelin, além de também ter sido a primeira a receber o prêmio de sustentabilidade do guia. Ela foi reconhecida por ser engajada na conscientização sobre os sistemas alimentares, trabalhando pela evolução das práticas de uso da terra e preservando a cultura gastronômica tradicional da sua região.

Mercado de peixes de Bergen

(Foto: Divulgação)

Na vibrante cidade de Bergen, a segunda maior da Noruega, uma das experiências gastronômicas mais autênticas é a visita ao Mercado de Peixes, onde há uma grande variedade de frutos do mar, frutas, verduras e especiarias. É uma oportunidade imperdível de conhecer e provar os sabores exóticos da Noruega com degustações ou almoços informais nos restaurantes, que servem porções de peixes e cervejas locais. O mercado existe desde o século XIII e está localizado no coração da cidade.

Safari gastronômico em Røros

(Foto: Divulgação)

Røros é uma encantadora cidade na região central da Noruega, que ficou conhecida por servir de inspiração para o filme Frozen, da Disney. Além de seus belíssimos cenários,  Røros também abriga uma rica cultura gastronômica. Por isso, é possível embarcar em um safari gastronômico na região, para conhecer melhor os ingredientes e pratos típicos do local, com destaque para os latícionios premiados mundialmente.

Destilaria Aurora Spirit

(Foto: Divulgação)

A cidade de Tromsø, no norte da Noruega, é conhecida como a capital da aurora boreal, pela grande incidêcia do fenômeno na região. Inspirada pelas luzes do norte, foi criada na cidade a destilaria Aurora Spirit, produtora de aquavit, bebida nacional da Noruega, além de gins e outras bebidas premiadas em campeonatos mundiais. É possível visitar o estabelecimento para degustações dessas bebidas típicas da região.

Cesky Krumlov e Região da Boêmia do Sul

Český Krumlov é uma cidade de conto de fadas. Cercada pelos meandros do rio Moldava, no passado era o lar de numerosas e poderosas famílias tchecas. Esta é a cidade que abrirá o caminho para a incrível região da Boêmia do Sul.

  1. Cesky Krumlov
(Foto: Divulgação)

A pérola da Boémia, como é conhecida, oferece um conjunto histórico no centro da cidade, uma extensa coleção de Egon Schiele, um fascinante atelier fotográfico e também um dos mais belos castelos e palácios da República Tcheca. Por seu centro medieval, que foi totalmente preservado, Český Krumlov foi incluída na lista da UNESCO.

Castelo ou palácio? A resposta explica a singularidade deste monumento arquitetônico que se eleva acima da cidade de Český Krumlov. Seu layout horizontal original, construção e instalação de seus interiores refletem a evolução de sua construção entre os séculos XIV e XIX, onde você pode admirar um castelo medieval e uma residência pomposa da Renascença ao mesmo tempo. Atualmente, este complexo oferece inúmeras atrações para os turistas que merecem ser vistas. Recomendamos visitar também, além das rotas de visita, a exposição do Museu do Castelo. Ou suba a torre do palácio e desfrute de vistas da pitoresca paisagem de Šumava. Na ferraria você pode experimentar o trabalho com ferro fundido, orientado por um ferreiro experiente. Não esqueça de visitar o fosso dos ursos. Atualmente, Sua Majestade, a ursa Maria Teresa, mora lá.

Ao visitar Český Krumlov, não se esqueça de dar um passeio pelo centro da cidade que é cercado pelo rio Moldava e conectado por três pontes com as outras áreas urbanas. As casas pintadas que alinham a praça Svornosti parecem sair de uma fábula. Aqui você também pode ver casas em estilos gótico, renascentista e barroco. Devemos também mencionar a ampla fachada da câmara municipal renascentista ou o poço de pedra hexagonal que data do século XIX e que rodeia a Coluna da Peste de Nossa Senhora. Visitantes mais corajosos podem se interessar pelo Museu da Lei da Misericórdia com a exibição de figuras macabras.

As crianças ficarão encantadas com a Casa das Fábulas, com a exibição de trezentas marionetes históricas. Quando você passar por Krumlov, visite outro distrito histórico chamado Latrán. Ele está localizado na área abaixo do palácio, ao norte da cidade interior com o qual está ligado pela ponte de madeira Lazebnický

2. Barragem de Lipno

(Foto: Divulgação)

  O reservatório de Lipno é o maior de seu tipo na República Tcheca. Este gigantesco lago, localizado na bela natureza de Šumava, é um destino favorito para os amantes de férias ativas. Durante a temporada de verão, você pode andar de bicicleta, patinete windsurf, velejar, tomar banho ou simplesmente descansar em uma das praias de Lipno.

Durante as férias de verão, Lipno é muito animada. Nas suas águas navegam iates e elegantes barcos à vela, os jet skis circulam e, nas margens, os pescadores esperam pacientemente por suas desejadas presas. Você também pode alugar um catamarã ou pedalinho e desfrutar de um passeio exclusivo pelo lago. Os centros de verão em Lipno, como Frymburk ou Černá v Pošumaví, oferecem todas as comodidades necessárias para uma estadia agradável.

3. Holasovice

(Foto: Divulgação)

Difícil encontrar outro lugar com tanto charme. A aldeia de Holašovice, localizada no meio de uma paisagem harmoniosa da Boêmia do Sul, é talvez a cidade mais fabulosa da República Tcheca. O orgulho daqui são  as velas fachadas de fazendas barrocas ao redor da ampla  praça  que mereceu a inscrição para a lista de Patrimônio Mundial da UNESCO.

Parece incrível, mas o Holašovice manteve o mesmo número de fazendas ao longo dos seus 800 anos de existência. Até hoje você pode ver 17 casarios com granjas e estábulos, ou também uma oficina de ferreiro, duas cervejarias e uma pequena capela de São João Nepomuceno. A cidade, no entanto, não é um museu etnográfico ao ar livre. A maioria das casas é habitada e o povo local organiza aqui um sem-número de eventos culturais, entre os quais se destacam o carnaval, o Festival de Maio em abril ou o Festival Rural com uma antiga  feira da Boêmia.

4.Palácio de Hluboká nad Vltavou

(Foto: Divulgação)

O palácio de Hluboká é o destino ideal para excursões na Boêmia do Sul para amantes de história, românticos  e aqueles que praticam atividades esportivas. O palácio que é frequentemente descrito como o mais bonito da República Tcheca deve a sua aparência atual aos nobres de Schwarzenberg.

O palácio tem 140 quartos e 11 torres e oferece vários passeios. Ao visitar o palácio você poderá admirar as luxuosas câmaras privadas e salas de estado que têm o verniz e paredes esculpidas, tetos em caixotão, mobiliário elegante, lustres de cristal e grandes coleções de pinturas, prata, porcelanas e Gobelin. Você pode ir até o mirante da torre, dar uma olhada na cozinha do palácio que exibe muitas amostras de utensílios de cozinha preservados, do final do século XIX e início do século XX. No salão de equitação, você poderá admirar as exposições de arte gótica da Boêmia do Sul e mestres holandeses que estão expostos na Galeria Aleš da Boêmia do Sul.